Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16281)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 30, 2011

    NOVO PRESIDENTE. O deputado estadual Agostinho Patrus Filho, secretrio de Turismo de Minas - foi empossado no cargo de presidente do poderoso Conselho Estadual de Turismo. VALE conferir a balano que ele fez das atividades nos primeiros 100 dias frente da secretaria.

                      nova-diretoria-cet

    O secretrio de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho (ao centro), a secretria adjunta de Estado de Turismo, Silvana Nascimento ( esq)e o secretrio Municipal de Turismo e Cultura de Brumadinho, Caio Rodrigues ( dir.)integram a nova diretoria do Conselho Estadual de Turismo de Minas Gerais.Crdito: Divulgao Setur MG

    POSSE:

    O secretrio de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, foi empossado, nesta quinta-feira (28), presidente do Conselho Estadual de Turismo de Minas Gerais (CET). O novo vice-presidente da entidade, Caio Julio Rodrigues, secretrio Municipal de Turismo e Cultura de Brumadinho, e todos os membros da entidade gesto 2011/2012 tambm foram empossados. Agostinho Patrus Filho apresentou as principais aes da Secretaria de Estado de Turismo nos primeiros 100 dias de Governo e as metas previstas para 2011 no Projeto Estruturador Turismo Competitivo, do Governo do Estado.
    Ao ser empossado, Agostinho Patrus Filho destacou a importncia do Conselho Estadual de Turismo para o desenvolvimento da atividade no Estado. "O Conselho um espao aberto e democrtico para o exerccio do dilogo, onde h troca de ideias para, juntos, avanarmos na questo do turismo do nosso Estado". Patrus Filho ressaltou tambm que "o CET o local propcio para que sejam apresentadas as proposies, do poder pblico, da iniciativa privada e das entidades representativas para o turismo mineiro". 
    100 dias de Governo 
    Os repasses das parcelas referentes ao ICMS Turstico, a nova rota que liga Minas Gerais em voo direto ao Uruguai, a produo de material informativo sobre contaminao por monxido de carbono, a entrega do Plano Estratgico das Rotas das Grutas de Lund e o lanamento do Programa Minas so Muitas foram as principais aes da Setur destacadas pelo secretrio nos primeiros 100 dias de Governo.  
    Agostinho Patrus Filho afirmou que o objetivo da Setur durante os prximos anos levar melhores condies para os municpios mineiros. "Propomos uma gesto participativa e democrtica. Vale ressaltar que as novas atribuies dadas Setur pela Lei Delegada, publicada em janeiro passado, agora do mais autonomia para a execuo das aes, que podem ser realizadas em parceria com outras pastas do Governo", salientou. 
    Projeto Estruturador 
    O secretrio apresentou aos membros do Conselho as aes do Projeto Estruturador Turismo Competitivo em Minas Gerais, que prev estruturao e projetos de produtos e roteiros tursticos, implantao do Portal do Turismo de Minas Gerais, sinalizao turstica, pesquisas e captao de eventos, dentre outros.
    Conselho Estadual de Turismo
    O Conselho Estadual de Turismo um rgo de assessoramento e integrao da Setur, que tem carter deliberativo, consultivo e propositivo. Tem por finalidade propor aes e oferecer subsdios para apoiar e desenvolver a Poltica Pblica de Turismo em Minas Gerais.
    O CET possui 43 integrantes, sendo 28 da sociedade civil organizada, representada pelos diversos segmentos e entidades do Turismo de Minas, e mais 15 representantes do setor pblico, incluindo secretarias de Estado e rgos do Governo Estadual com atividades interligadas ao setor.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 30, 2011

    POR UM TRIZ a Abrajet Minas no perdeu vaga no Conselho Estadual de Turismo. Fiz defesa oral na reunio do Coselho no auditrio do BDMG durante posse do novo presidente do Conselho,o secretrio de Turismo de Minas, Agostinho Patrus Filho. Conosco na defesa da participao da Abrajet no Conselho,os companheiros abrajetianos, Walter Freitas do Conselho de tica e Hernani de Castro - que indicarei para representar a nossa entidade no poderoso conselho, formado por 43 entidades - so 15 do poder pblico e 28 do setor privado. Foiminha primeira PROVA DE FOGO como novo presidente da Abrajet. DETALHE: agradeo a sensibilidade do secretrio Agostinho e dos demais membros empossados do Conselho Estadual de Turismo a aprovao por unanimidade da entidade como a mais nova a compor do Conselho.

    Joo Carlos Amaral e Chico Maia

    O vice-presidente, o jornalista Chico Maia, ( esquerda), 
    da Abrajet Minas nos empossou recentemente
    no cargo de presidente
    para um mandato de dois anos.

    Diretoria da ABRAJET MG

    Da esquerda para a direita: Srgio Moreira (Conselho Fiscal),
    Carlos Felipe(vice-presidente secretrio),
    Chico Maia ( vice-presidente de Comunicaco),
    Antnio Claret (vice-presidente executivo),
    Joo Carlos Amaral (presidente),
    Eujcio Silva (vice-presidente tesoureiro),
    Suely Guerra( conselho de tica),
    Ernani de Castro
    ( representante junto ao Conselho Estadual de Turismo),
    Marden da Motta Couto (Conselho Fiscal)
    e Srgio Neves (representante junto ACMINAS).


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 30, 2011

    Criador e criatura.








    EX- GOVERNADOR
    FRANCELINO PEREIRA
    VISITA A Defensoria Pblica de MG

    que ele criou em 1981.
     
     




    Minas Gerais orgulha-se de ter a segunda Defensoria Pblica mais antiga do Brasil, criada em 1981 atravs do decreto lei 21.453, pelo ento governador Francelino Pereira.

    Nesta quinta-feira (28/04), o ex-governador visitou a sede da Defensoria Pblica de Minas Gerais e conheceu suas dependncias. Durante a visita, compareceu Sesso do Conselho Superior, onde estava sendo votado o Plano Geral de Atuao (PGA).

    francel

    Francelino Pereira e membros do Conselho Superior
                         Fonte: Ascom / DPMG (29/04/2011)



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 30, 2011

    MINERAO: barbas de molho...

     

    Movimentos querem que ALMG
    interfira em violaes da minerao

    A criao de uma comisso composta de movimentos sociais e representantes da Assembleia para discutir a violao de direitos na minerao foi proposta no Debate Pblico "Minerao e Direitos Humanos", promovido nesta sexta-feira (29/4/11), pela Comisso de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O debate discutiu as violaes desses direitos pelas diversas mineradoras instaladas no Estado, sobretudo os direitos dos trabalhadores e do uso da gua. A reunio foi solicitada pelo deputado Durval ngelo (PT), presidente da comisso.

    Durval ngelo explicou que a comisso recebeu a demanda do movimento dos atingidos pela Vale, diante de uma srie de denncias de violaes. O parlamentar destacou que o tema est dentro das competncias da comisso, porque segundo definio da Organizao das Naes Unidas (ONU) para direitos humanos, os conflitos trabalhistas, o direito gua, vida, ao meio ambiente so considerados direitos fundamentais do homem. Ele criticou a iniciativa de outros deputados de questionar a Mesa da Assembleia, sobre as iniciativas da Comisso de Direitos Humanos, sob a alegao de que ela estaria invadindo competncias de outras comisses.

    Durval ngelo citou dezenas de audincias realizadas pela sua comisso para apurar denncias de violaes no exerccio da minerao, destacando entre elas, os debates sobre a mina de Capo Xavier, a minerao de ouro em Paracatu e Conceio de Ipanema. E mais recentemente o debate sobre a minerao na Serra da Piedade, ao lado do santurio, que depois de licenciada pelos rgos ambientais, foi suspensa por liminar do Tribunal de Justia. O parlamentar criticou especialmente a empresa Vale, que segundo ele, mudou de nome "depois de degradar os rios e tornar a vida das populaes mais amarga".

    Atingidos por barragens garantem que minerao viola os mesmos direitos

    Autor da proposta de formao da comisso conjunta entre movimentos sociais e parlamentares, o presidente do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Moiss Borges, disse que a entidade conseguiu aprovar na Subsecretaria Nacional de Direitos Humanos, um relatrio onde so listadas 16 violaes de direitos dos atingidos por barragens. Para ele, o relatrio pode ser usado pelos atingidos pela minerao, porque as violaes so as mesmas.

    E citou entre elas, a dvida social deixada para os municpios, a renda quase inexpressiva gerada pela minerao, o modelo energtico que beneficia as grandes empresas, quase sempre transnacionais, com prejuzo para a populao mais pobre, a expanso da monocultura do eucalipto, para manter as mineradoras e o desrespeito aos pequenos proprietrios rurais.

    A presidente do Movimento em defesa da Serra do Gandarela, rea localizada entre Rio Acima, Santa Brbara, Caet e Ouro Preto, Maria Teresa Viana de Freitas Corujo, centrou sua apresentao no uso da gua pelas mineradoras. Lembrando que a ONU classifica a gua como direito fundamental do homem, ela tambm garantiu que a violao est "justamente no uso que as mineradoras fazem desse bem, que de todos".

    Teresa Corujo falou ainda sobre problemas com a destruio da canga, tipo de rocha onde se ergue uma vegetao tpica de solos ricos em minrio de ferro, que no interessa s empresas, mas que importante para a manuteno harmnica dos lenis freticos; e sobre o movimento de criao do Parque Nacional guas da Serra da Gandarela.

    Ela alertou ainda para o perigo da minerao de ouro que usa o cianeto e que est sendo feita em locais muito prximos de sistema de captao de gua que abastece a Regio Metropolitana de Belo Horizonte. Teresa lembrou que somente um grama da substncia suficiente para matar um ser humano adulto e que o risco de algum acidente com seu uso junto aos mananciais grande.

    Durval e Maria Teresa Corujo enfatizaram o pouco significado econmico da minerao para o Estado e o Pas. O deputado lembrou que os alimentos pagam quatro vezes mais imposto do que o minrio. E Corujo destacou que a minerao representa somente 4% do Produto Interno Bruto. E informou que o equivalente a um litro de minrio custa somente R$ 0,44, enquanto o litro de gua custa R$ 3, completando: "minrio no se bebe. um bem que est ali no solo e que deve ser usado para o bem comum".

    Governo Federal cobra dvida da Vale com royalties

    O deputado Rogrio Correia (PT), lder do Bloco Minas Sem Censura, destacou que o Governo Federal cobra na justia uma dvida de R$ 4 bilhes que a empresa Vale teria com o pagamento de royalties da minerao. Correia estranhou o fato de nenhum membro do Governo de Minas reforar a cobrana junto Vale, j que os recursos interessam a Minas. Para ele, o silncio se deve ao fato de que a Vale foi uma das grandes doadoras para a campanha de Anastasia, contribuindo com R$ 7,25 milhes. O deputado avalia que esses fatos mostram que todos que esto nesta luta contra as mineradoras enfrentam interesses poderosos.

    Correia tambm denunciou a pretenso de mineradoras, apoiadas pelo Governo do Estado, de fazer um mineroduto ligando todas as serras de Minas at o porto. "Vrias reas j foram consideradas de utilidade pblica para essa finalidade", reforou. Por fim, Correia defendeu a criao de um fundo social do minrio, formado por recursos captados das mineradoras que seriam aplicados na educao e no meio ambiente.

    O deputado federal (e ex-estadual) Padre Joo (PT-MG) citou vrios fatos que comprovam que, na questo minerria a regra a prevalncia dos interesses dos poderosos em prejuzo das comunidades envolvidas e do meio ambiente. Assim ocorreu com o vazamento da barragem na regio de Muria, em que a empresa responsvel foi multada em R$ 1 milho, no pagou e j voltou a funcionar, sendo que os atingidos pelo problema no foram indenizados. Outro exemplo o privilgio que tem o setor mineral na legislao, sendo toda a atividade considerada de utilidade pblica. "Lutamos para que assentamentos de reforma se tornem, pelo menos, reas de interesse social, mas nem isso conseguimos, porque a influncia grande a favor dos mais ricos", lamentou.

    Semad defende licenciamento ambiental mineiro

    O assessor especial da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel (Semad), Ilmar Bastos Santos, apesar de reconhecer falhas no modelo mineiro de licenciamento ambiental, destacou que o mesmo referncia no Pas.

    Segundo ele, s em Minas Gerais, os pareceres jurdico e tcnico de cada empreendimento passam pela anlise de um rgo colegiado, no caso, o Conselho Estadual de Poltica Ambiental (Copam), com representantes de entidades ambientais, setor pblico e empresas. Em outros estados e no Governo Federal, de acordo com Ilmar, o prprio rgo faz o parecer, sem consulta a outros segmentos.

    Ilmar Bastos refletiu ainda que o licenciamento ambiental a forma atualmente colocada de tentar equilibrar os vrios interesses em disputa: sociais, ambientais e econmicos. "Hoje, tratar de licenciamento fazer gesto de conflitos: o que vai impactar na comunidade e no meio ambiente; como mitigar esse dano ou compens-lo", avaliou Ilmar, para quem a questo do meio ambiente deve perpassar todas as polticas pblicas do governo. Essa viso, afirma o assessor, tem norteado a tentativa de implementar novo modelo no Governo Estadual de chamar a rea ambiental no incio, quando se prope alguma poltica econmica, e no depois, quando surgem os problemas.

    O representante da Semad se posicionou em relao a algumas crticas feitas por convidados que o antecederam. Sobre o mineroduto citado por Rogrio Correia, Ilmar disse que o licenciamento ambiental nesse caso, que envolve dois estados, feito pelo Governo Federal.

    Quanto ao problema com barragens de rejeitos, tema de Padre Joo, o assessor afirmou que em Minas, foi criado o Sistema de Gesto de Barragens. Nesse modelo, o empreendedor tem que contratar empresa de auditoria para apurar situao de suas barragens e possveis falhas no funcionamento, para evitar acidentes como o de Muria.

    Em relao denncia feita por Teresa Corujo de uso de cianeto na minerao de ouro, Ilmar pediu que a Comisso de Direitos Humanos aprove requerimento sobre o assunto e lhe encaminhe para que seja investigado.

    Sindicato do Canad participa dos debates

    Na fase de debates, os participantes foram ao microfone para denunciar abusos por parte de mineradoras. Representando o sindicato dos mineiros do Canad, Rick Bertrand, disse que os trabalhadores desse pais j enfrentam problemas com a Vale. Nos primeiros anos de atuao l, segundo ele, a empresa faturou US$ 4 bilhes. Mesmo assim, quando se sentou para negociar com os trabalhadores, quis retirar benefcios trabalhistas duramente conquistados, inclusive propondo reduo de salrios, conforme o mineiro.

    Jorge Pires falou em nome dos vitimados pela silicose (doena crnica e incurvel causada por inalao de poeiras contendo partculas de slica), a maioria nos municpios onde opera a Anglo Gold, Nova Lima, Raposos, Rio Acima e Sabar. "A empresa s oferece para ns remdio, balo de oxignio e depois, o caixo", indignou-se. Altair Gomes (de Lagoa Santa) e Anjinho (de Brumadinho) reclamaram dos danos ambientais promovidos, respectivamente, pela Lys e pela Ferrous em seus municpios.

    Ainda nos debates, Durval ngelo sugeriu aos manifestantes que se organizem para participar da reunio que a comisso vai realizar nesta quarta-feira (4/5) para tratar da questo dos desaparecidos da guerrilha do Araguaia. Embora o tema da reunio seja outro, ele se disps a abrir espao para que os movimentos dos atingidos pelas barragens, pela Vale e por outras mineradoras levem suas denncias aos juzes da Corte Interamericana de Direitos Humanos e da Corte de Haia, que estaro presentes reunio.

    O parlamentar props tambm que os militantes solicitem a ajuda do defensor de Direitos Humanos do Estado, Gustavo Corgozinho, que tambm estar na reunio.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 30, 2011

    Medidas Inteligentes.








    Melhorias geram economia de gua
    em dois parques de BH





    Neste ms de abril, a Fundao de Parques Municipais iniciou a limpeza e a recuperao dos trs lagos da Praa das guas, do Parque das Mangabeiras. Este trabalho, que comeou no dia 1 e deve durar mais um ms, visa economizar gua, melhorar o habitat dos peixes e aumentar a beleza do espao.
    De acordo com Andr Funghi, responsvel pelo Departamento Sudeste da Diretoria de Parques da rea Sul, com a recuperao das trincas dos dois maiores lagos e sua impermeabilizao, haver uma importante economia de gua no parque. Alm disso, com a retirada da matria orgnica que se deposita no fundo dos lagos, devido grande quantidade de rao oferecida aos peixes pelos usurios, a condio de vida das carpas vai melhorar, afirmou.

    Revitalizao

    Outra medida realizada para a economia de gua nos parques municipais foi a revitalizao da Fonte das Jaqueiras, localizada prxima Alameda das Jaqueiras, no Parque Municipal Amrico Renn Giannetti. Suas seis bicas foram substitudas por um sistema de bombas que faz a gua, antes perdida, circular no tanque da fonte.

    Segundo o diretor de Parques da rea Sul da Fundao de Parques Municipais, Homero Brasil, a melhoria, alm de economizar muita gua, um bem precioso para o planeta, deixou o espao ainda mais bonito. Colocamos ao redor da fonte um belo jardim, criando mais um espao de contemplao no parque, dise.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 30, 2011

    XUXA veio a BH ver Valores de Minas.


    Renato Cobucci/Secom MG
    Xuxa conheceu as atividades do Programa Valores de Minas
    Xuxa conheceu as atividades do Programa Valores de Minas


    BELO HORIZONTE (29/04/11) - A presidente do Servas, Andrea Neves da Cunha, recebeu, nesta sexta-feira (29), Xuxa,  que preside h 22 anos a Fundao Xuxa Meneghel, voltada para projetos sociais e campanhas nacionais em defesa dos direitos da infncia.
    Aps visita ao Memorial Minas Gerais, parceria entre o Governo do Estado e a Vale que integra o Circuito Cultural da Praa da Liberdade, Xuxa foi recebida pela presidente do Servas no  Plug Minas Centro de Formao e Experimentao Digital, no bairro Horto em Belo Horizonte onde funcionou uma unidade da Febem, para conhecer de perto os projetos sociais de Minas e trocar experincia sobre futuros projetos, parcerias e campanhas relacionadas aos direitos das crianas e adolescentes.
    Xuva conheceu as atividades do Programa Valores de Minas, o primeiro ncleo a integrar o Plug Minas, inaugurado em junho de 2009.  " um espao muito bem utilizado, e os jovens tm muita garra. Tem um ms s que esto ensaiando e a apresentao foi linda. Esta visita serve de exemplo, eu vim conhecer, vim aprender, imaginar coisas para a minha fundao. incrvel poder dar isso para os jovens, essa oportunidade, esse carinho que to evidente aqui", disse a apresentadora aps ser recebida pelos jovens, com apresentao de msica, dana e dos tambores do Valores de Minas.
    A presidente do Servas,  Andrea Neves da Cunha, destacou a importncia da visita da Xuxa ao Programa Valores de Minas. "A presena dela aqui, entre nossos jovens, uma gesto de afeto e delicadeza. Ela uma pessoa presente no imaginrio de milhares de pessoas, e veio aqui admirar e fortalecer o esforo de cada uma. Sua presena alimenta ainda mais os sonhos de cada um dos nossos jovens", disse.
    Plug Minas
    Nos ncleos do Plug Minas, estudantes de 14 a 24 anos do ensino mdio de escolas da rede pblica do Estado desenvolvem competncias e atividades para lidar com os mais variados aspectos da tecnologia e da cultura digital. No espao, os jovens participam de atividades educacionais totalmente gratuitas, como produo de udio, vdeo, design grfico, empreendedorismo, teatro, dana, desenvolvimento de games, entre outros.
    O Projeto Estruturador Plug Minas ocupa espao de 70 mil metros quadrados e cada um dos ncleos j instalados mantido por parceiros da iniciativa privada e, atende, a cada ano, cerca de 3 mil pessoas, entre jovens e professores como o Oi Kabum, Empreendedorismo Juvenil, Sebrae e Inove Jogos Digitais.
    Valores de Minas
    O primeiro ncleo do Plug Minas, o Valores de Minas, foi criado em 2005 pelo Governo de Minas e pelo Servio Voluntrio de Assistncia Social (Servas) para oferecer a estudantes da rede pblica oportunidades de crescimento por meio de oficinas artstico-culturais de teatro, circo, dana, msica e artes plsticas. Os mais de 500 jovens selecionados a cada ano recebem mochila, uniforme, vale-transporte e refeies. Na primeira e na segunda, os alunos frequentam as oficinas de artes oferecidas e se concentram na rea de seu maior interesse. Na ltima etapa, criam um espetculo que integra todas as linguagens estudadas.
    Ao final de cada ano as atividades culminam com um espetculo multicultural, que tem a participao de todos os jovens, desde o roteiro at a trilha musical e adereos. J atendeu mais de 3.500 pessoas, entre estudantes, multiplicadores e ex-alunos que fizeram o curso de extenso. At 2010, foram apresentados seis espetculos, "Delrio Barroco", "Estrada dos Sonhos", "Opara", "Sempre Alegre Miguilim", "Metrpole" e o "Heri e Armadura", aplaudidos por mais de 30 mil pessoas, elogiados pelo pblico e crtica.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 29, 2011

    LAVRAS ganha Anel Rodovirio.



    Omar Freire/Imprensa MG
    Governador Anastasia em pronunciamento na inaugurao do anel virio
    Governador Anastasia em pronunciamento na inaugurao do anel virio



    LAVRAS (29/04/11) - O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta sexta-feira (29), em Lavras, no Sul de Minas, a segunda ala do Anel Virio Presidente Tancredo Neves, que liga o municpio cidade de Ribeiro Vermelho e BR-265. A obra ir retirar o trfego de veculos pesados das vias urbanas de Lavras e facilitar o acesso da populao a toda a regio. Nas duas alas do anel virio o Governo de Minas investiu R$ 7,5 milhes.
    Essa uma obra importante que reivindicada h muitos anos. Uma ligao importante, que ao retirar os veculos pesados do centro da cidade, evita danificar uma cidade histrica como Lavras. Ao mesmo tempo, beneficia o municpio de Ribeiro Vermelho. A primeira etapa est sendo concluda, a segunda est sendo inaugurada agora, e sabemos que temos a terceira etapa, que tambm vai agregar toda a regio, disse o governador em pronunciamento.
    A construo do anel virio, realizada em trs etapas, faz parte do programa Minas Avana. O trecho inaugurado teve investimentos de R$ 5,3 milhes e compreende seis quilmetros, entre a BR-354 (Estrada da Madeira) e a rua Raimunda Marques. A primeira parte da obra, entregue em junho de 2008, teve investimentos de R$ 2,2 milhes, numa extenso de 3,5 km, entre a BR-265 e a BR-354, entroncamento da MG-335 e a entrada do Funil. O projeto da terceira e ltima etapa do anel est sendo elaborado pela Prefeitura de Lavras e, aps ser aprovado pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG), entrar em fase de licitao.
    Participaram da solenidade, ao lado do governador, os secretrios de Estado de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana, Bilac Pinto, e de Defesa Social, Lafayette Andrada, alm do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Dinis Pinheiro (PSDB), e do deputado federal e presidente do PSDB em Minas Gerais, Marcus Pestana.
    Parcerias com municpios
    A prefeita de Lavras, Jussara Menicucci, destacou a importncia da parceria do Estado com os municpios e afirmou que Minas Gerais um smbolo de boa administrao a ser seguido pelo resto do pas. Ao final da solenidade, ela presenteou o governador com uma imagem de Nossa Senhora de SantAna, padroeira de Lavras, feita por artesos locais.
    Minas Gerais serve de exemplo para o nosso pas. As parcerias com as prefeituras, a confiana nos prefeitos, com os recursos sendo colocados dentro das prefeituras para que elas faam obras baratas e boas, nos possibilitam a realizao de grandes melhorias para a populao, agradeceu a prefeita. 
    Antonio Anastasia garantiu que, nos prximos quatros anos, o Governo do Estado dar continuidade s parcerias com os municpios para garantir mais avanos para a economia do Estado e a melhoria da qualidade de vida dos mineiros.
    Essa integrao imprescindvel para conseguirmos alcanar resultados efetivos. Se o Governo de Minas conseguiu patamares reconhecidos internacionalmente como de boa gesto em diversas polticas pblicas, foi exatamente porque fizemos parcerias com as prefeituras, chamamos a sociedade civil ao governo, alm das parcerias com o empresariado. Gostaria de reiterar que essas aes de governo tero sequncia nos prximos anos, sempre de modo responsvel e gradativo, disse o governador.
    Reunio com prefeitos da Alago
    Em Lavras, o governador Antonio Anastasia reuniu-se com os prefeitos das 34 cidades que compem a Associao dos Municpios do Lago de Furnas (Alago) e lideranas polticas da regio. Durante a reunio, foram apresentadas ao governador novas demandas de obras de infraestrutura, como a pavimentao de estradas, e um projeto de saneamento no entorno do lago.
    Em relao s estradas, h um compromisso nosso em realizar esse trabalho em torno do lago de Furnas. A proposta foi inspirao para o programa Caminhos de Minas, que apresentamos ao Banco Mundial e est em fase avanada de negociao. Pretendemos iniciar as obras j no ano que vem. So mais de 220 trechos em toda Minas Gerais e vrios aqui nessa regio. O pleito de saneamento envolve recursos da Copasa, de Furnas, do governo federal, do prprio Tesouro do Estado. Vamos, agora, com os projetos prontos, iniciar a identificao dos recursos para, de maneira gradativa, fazer o programa dentro de nossas prioridades. Nos ltimos anos, conseguimos inaugurar mais de 100 Estaes de Tratamento de Esgoto e vamos continuar no mesmo ritmo, porque o saneamento fundamental para a qualidade da represa, que representa mais lazer, mais sade, mais segurana e at o abastecimento das pessoas da regio, disse ele.
    Monte Sio e Santa Rita de Caldas 
    De Lavras, o governador se deslocou para Monte Sio, onde visitou a 36 Feira Nacional do Tric (Fenat), um dos maiores eventos do setor no pas, e se encontrou com prefeitos da Associao dos Municpios da Microrregio do Mdio Sapuca (Amesp).No final da tarde desta sexta-feira (29), o governador inaugura, em Santa Rita de Caldas, o Parque de Exposies Agropecurias Jos Milton Martins, cujas obras contaram com investimento de R$ 300 mil do Governo do Estado e contrapartida de R$ 370 mil da prefeitura da cidade. A obra fundamental para o desenvolvimento econmico do municpio, que tem como base a pecuria leiteira e agricultura.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 29, 2011

    Diretoria do CEPO foi recebida pelo governador Anastasia em Palcio. Confira as fotos.


    Governador Anastasia
    e o presidente do CEPO,
    Carlos Lindemberg


       
       

       
       

       
       

       
       

       
       

       
       

       
       

       
       

       


       
       

       

       

       

        
    Diretoria Ceppo

    Presidente: Carlos Lindenberg
    Vice-Presidente Administrativo e Financeiro: Mrcio Doti
    Vice-Presidente de Comunicao e Eventos: Manoel Fagundes Murta
    Primeiro Secretrio: Eduardo de vila
    Segundo Secretrio: Maurcio Campos Wanderley Reis
    Primeiro Tesoureiro: Acir Anto
    Segundo Tesoureiro: Srgio Moreira
    Diretor de Expanso: Joo Carlos Amaral
    Diretor Social: Jadir Barroso
    Primeiro Suplente: Fbio Reis
    Segundo Suplente: Eujcio Silva
    Terceiro Suplente: Luiz Carlos Bernardes

    Conselho Fiscal

    Flvio Pena
    Sueli Cotta
    Chico Brant

    Primeiro Suplente do Conselho Fiscal: Valria de Arajo Rodrigues
    Segundo Suplente do Conselho Fiscal: Orion Teixeira
    Terceiro Suplente do Conselho Fiscal: Lcio Braga 

    Representante do CEPO junto Cmara Municipal de BH, Walter Freitas.
      
     
      
        
       


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 28, 2011

    Jornalista Carlos Lindemberg - presidente do CEPO - faz palestra neste momento (12h40m) no Automvel Clube a convite do Instituto dos Advogados de Minas.

    O almoo-palestra coordenado pelo presidente do IAMG, o jurista Jos de Anchieta, rene meio mundo jurdico de Minas. O idealizador da srie de palestra do jurista Aristteles Atheniense, ex-presidente da OAB MG e Vice nacional da Oredem.
    Na palestra Carlos Lindemberg fala sobre a judicializao das decises sobre o sistema poltico como ocorreu ontem com o STF - que decidiu por 10 a 1 que o mandato da coligao e no do partido.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 28, 2011

    Neste momento estamos no Palcio TIRADENTES em visita do CEPPO ao governador Anastasia e ao Vice Alberto Pinto Coelho.

    Tanto o governador Anastasia quanto o Vice Alberto Pinto receberam com simpatia e demonstrao de apreo pelo CEPPO capitaneado pelo presidente da entidade jornalista Carlos Lindemberg e toda sua diretoria. O governDor Anastasia aceitou o convite para estar na posse do CEPPO em data a ser marcada na Assemblia de Minas. Tambm o Vice Alberto Pinto Coelho vai comparecer posse.

    Dois furos exclusivos para voc que nos acompanha pelo Blog: O.governdor Anastasia disse que a presidente Dilma disse ele em Ouro Preto que vai mandar mensagem ao Congresso Nacional para estabelecer o novo Imposto sobre Minrios.

    O Vice anunciou aos jornalistas do CEPPO que vem a uma nova fbrica de automvel da BMW que dever ir para o norte de Minas. Arrisco: o local est na disputa entre Braslia de Minas, Corao de Jesus e Montes Claros.

    Detalhe: o Vice no disse mas a BMW receber incentivo fiscal da rea da SUDENE como a Fiat recebeu para instalar sua nova unidade em Pernambuco - concedidos pelo presidente Lula.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 28, 2011

    Trofu Imprensa e Medalha Tancredo Neves. Fomos indicado e aceitamos o honroso convite para a premiao marcada para 26 de maio, s 20 horas no Teatro Municipal de So Joo Del Rey. Confira as informaes completas sobre o mega evento. Detalhe: fiquei duplamente honrado. Durante ano, como reprter da Rede Globo entrevistei Tancredo. Sou de Barbacena, vizinho parede e meia de So Joo


    Prezado Agraciado,

    Com uma cordial visita, a Marvi Empresa de Comunicao e Assessoria vem por meio desta comunicar-lhe de que seu nome foi indicado ao Trofu Imprensa 2011 e Destaque Personalidade pelos relevantes trabalhos realizados em nossa regio regio, o desenvolvimento de uma cidade que faz exemplo a ser seguido por todos. Na terra onde os sinos falam, onde o povo triunfa na f e segue a nobre lio de Jesus de Nazar, enfim, a terra de Tancredo Neves e bero de Tiradentes.
    O TROFU:
    Para homenagear este grande cenrio das nossas Minas Gerais, o Trofu Imprensa ser a rplica da marca de tradio so-joanense, um Sino em madeira e bronze, quando a cidade eterniza as mensagens dos sinos, homenagearemos as notveis personalidades que se destacam em nossa histria.
    A MEDALHA:
    Terra minha amada, tu ters os meus ossos que ser a ltima identificao do meu ser, com este rinco abenoado (Tancredo Neves).
    A memria do homem se eterniza por suas obras, assim, desejamos manter viva a chama daquele que foi responsvel pela democracia, do poltico que mostrou o nome de nossa terra e nosso povo ao Brasil e no mundo inteiro. Desde vereador presidente da Repblica, Dr. Tancredo de Almeida Neves ensinou o jeito mineiro de ser e vencer.
    O primeiro compromisso de Minas com a liberdade, o pensamento de Tancredo Neves que foi modelo para grandes polticos nos dias de hoje.
    Desta forma, a Medalha Presidente Tancredo Neves o grande smbolo de vitria e progresso em Minas e no Brasil. Confeccionada em estanho. Foram convidados para assinar o Certificado de Destaque Personalidade o prefeito municipal de So Joo del Rei, Nivaldo Jos Andrade; o vice Jorge Hannas Salim; o presidente da cmara, vereador Mauro Alexandre Carvalho Duarte; o presidente da Assemblia Legislativa do Estado de Minas Gerais, deputado Diniz Pinheiro e o deputado estadual, Rmulo Antnio Viegas.
    A solenidade ser realizada no dia 26 de maio do corrente, s 20:00h no Teatro Municipal de So Joo Del Rei e s 22:00h confraternizao dos agraciados e convidados no Centro Cultural do 11 Batalho de Infantaria e Montanha, com o show da Banda VIP.
    Foram convidados para assinar o Certificado de Destaque Personalidade o prefeito municipal de So Joo del rei, Nivaldo Jos Andrade; o vice Jorge Hannas Salim; o presidente da cmara, vereador Mauro Alexandre Carvalho Duarte; o presidente da Assemblia Legislativa do Estado de Minas Gerais, deputado Diniz Pinheiro e o deputado estadual, Rmulo Antnio Viegas.
    Na oportunidade a coordenao do evento solicita de V.Exa. a foto perfil para confeco da edio da Revista das Personalidades, seu histrico/currculo e a prvia confirmao de sua importante participao desta festa.
    Todo Destaque merece mrito, sua participao no crescimento de So Joo del Rei a marca de cada captulo para a histria de Minas Gerais.
    Certo de poder contar com sua peculiar ateno, reitero protesto de elevada considerao.


    Atenciosamente,


    Marvi Empresa de Comunicao e Assessoria Ltda.


    Escritrio: Rua Alfredo Luiz Ratton, 28 sala 03 Centro So Joo del Rei - MG
    Tels.: (32) 3372-1373 (32) 9981-5960 (32) 9937-5416
    e-mail: naimprensa@naimprensa.com.br
    naimprensa.blogspot.com


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 28, 2011

    Nova diretoria do CEPPO com o governador.

    Diretoria do CEPPO - Centro de Cronistas Polticos de Minas
    encabeada pelo jornalista Carlos Lindemberg,
    ser recebida nesta quinta-feira - s 9 da manh
    pelo governador Antnio Anastasia
    no Palcio Tiradentes da Cidade Tancredo Neves.


                                                              
                                                   Jornalista Carlos Lindenberg, foi reeleito
                                        para mais dois anos de mandato frente do CEPPO

    Ser uma visita de cortesia dos novos dirigentes eleitos recentemente. Nada mais natural que os jornalistas que escrevem e falam sobre pltica tenham uma proximidade cordial com o primeiro mandatrio do Estado, o governador Anastasia. Isso vai facilitar o fluxo de informaes que interessam opinio publica. Da a conversa direta, olho no olho, e tambm - e por qu no - ao p do ouvido.
    Como Diretor de Expanso do CEPPO, eu tambm estarei presente no encontro com o governador.

    Diretoria Ceppo

    Presidente: Carlos Lindenberg
    Vice-Presidente Administrativo e Financeiro: Mrcio Doti
    Vice-Presidente de Comunicao e Eventos: Manoel Fagundes Murta
    Primeiro Secretrio: Eduardo de vila
    Segundo Secretrio: Maurcio Campos Wanderley Reis
    Primeiro Tesoureiro: Acir Anto
    Segundo Tesoureiro: Srgio Moreira
    Diretor de Expanso: Joo Carlos Amaral
    Diretor Social: Jadir Barroso
    Primeiro Suplente: Fbio Reis
    Segundo Suplente: Eujcio Silva
    Terceiro Suplente: Luiz Carlos Bernardes

    Conselho Fiscal

    Flvio Pena
    Sueli Cotta
    Chico Brant

    Primeiro Suplente do Conselho Fiscal: Valria de Arajo Rodrigues
    Segundo Suplente do Conselho Fiscal: Orion Teixeira
    Terceiro Suplente do Conselho Fiscal: Lcio Braga






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 28, 2011

    PONTO FINAL. Vaga de deputado suplente da COLIGAO. Deciso no STF, em Braslia, foi de 10 X 1.

    Vaga de parlamentar
    pertence a suplente da coligao,
    decide STF


    Por 10 votos a 1, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (27) que a vaga decorrente do licenciamento de titulares de mandato parlamentar deve ser ocupada pelos suplentes das coligaes, e no dos partidos. A partir de agora, o entendimento poder ser aplicado pelos ministros individualmente, sem necessidade de os processos sobre a matria serem levados ao Plenrio.
    Durante mais de cinco horas, os ministros analisaram Mandados de Segurana (MS 30260 e 30272) em que suplentes de deputados federais dos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais reivindicavam a precedncia na ocupao de vagas deixadas por titulares de seus partidos, que assumiram cargos de secretarias de Estado.
    A ministra Crmen Lcia Antunes Rocha, relatora dos processos, foi a primeira a afirmar que se o quociente eleitoral para o preenchimento de vagas definido em funo da coligao, a mesma regra deve ser seguida para a sucesso dos suplentes. "Isso porque estes formam a nica lista de votao que em ordem decrescente representa a vontade do eleitorado", disse.
    Alm da ministra Crmen Lcia, votaram dessa forma os ministros Joaquim Barbosa, Luiz Fux, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Ayres Britto, Gilmar Mendes, Ellen Gracie, Celso de Mello e Cezar Peluso.
    Somente o ministro Marco Aurlio manteve a posio externada em dezembro do ano passado, no julgamento de liminar no MS 29988, e reafirmou que eventuais vagas abertas pelo licenciamento de parlamentares titulares devem ser destinadas ao partido.
    Mais votado
    "Dever ser empossado no cargo eletivo, como suplente, o candidato mais votado na lista da coligao e no do partido que pertence o parlamentar afastado", afirmou o ministro Luiz Fux, que se pronunciou logo aps a relatora dos processos.
    Segundo ele, a coligao regularmente constituda substitui os partidos polticos e merece o mesmo tratamento jurdico para todos os efeitos relativos ao processo eleitoral. Para o ministro, decidir por uma aplicao descontextualizada da concluso de que o mandato pertence aos partidos, no caso, "significaria fazer tbula rasa da deciso partidria que aprovou a formao da coligao". Tambm seria negar aos partidos polticos autonomia para adotar os critrios de escolha e regime de coligaes partidrias consagrados na Constituio Federal.
    A ministra Ellen Gracie, por sua vez, afirmou que a Constituio Federal reconhece o carter de indispensabilidade s agremiaes partidrias, assegurando seus direitos, inclusive o de adotar regimes de coligaes eleitorais. Ela frisou que o partido pode optar por concorrer sozinho ou reunir-se com outros para obter resultado mais positivo.
    Os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Ayres Britto mantiveram entendimento externado em dezembro do ano passado, no sentido de que a vaga de suplncia pertence coligao.
    "O presidente da Cmara dos Deputados assim como os presidentes de Assembleias Legislativas, de Cmara de Vereadores e da Cmara Legislativa do Distrito Federal recebem uma lista do Poder Judicirio Eleitoral e essa lista diz a ordem de sucesso (dos suplentes)", afirmou o ministro Toffoli. "Essa lista um ato jurdico perfeito", disse.
    Lewandowski ressaltou que as coligaes tm previso constitucional e que os partidos polticos tm absoluta autonomia para decidir sobre se coligar. "As coligaes existem, h ampla liberdade de formao das coligaes, as coligaes se formam, por meio delas se estabelece o quociente eleitoral e tambm se estabelece quem o suplente que assumir o cargo na hiptese de vacncia", concluiu.
    Ao expor seu posicionamento, o ministro Ayres Britto afirmou que a tese da preponderncia da coligao sobre o partido, no caso, "homenageia o sumo princpio da soberania popular, manifestada na majoritariedade do voto, sabido que os suplentes por uma coligao tm mais votos do que os suplentes por um partido".
    O ministro Celso de Mello votou no mesmo sentido. Em deciso liminar tomada em maro, ele j havia manifestado que o cmputo dos votos vlidos para fins de definio dos candidatos deveria ter como parmetro a prpria coligao partidria, e no a votao dada a cada um dos partidos coligados.
    Na noite desta quarta-feira, ele afirmou que, embora a coligao tenha carter efmero, as consequncias dos resultados por ela obtidos tm eficcia permanente. Caso contrrio, segundo o ministro, cria-se uma situao de vcio em que parlamentares menos votados assumem vagas em lugar de outros que obtiveram votao bem mais expressiva.
    Ele tambm afastou o argumento de que a hiptese se amolda deciso do STF sobre infidelidade partidria, quando a Corte firmou entendimento que o mandato pertence ao partido, quando um parlamentar infiel agremiao.
    Segundo Celso de Mello, a infidelidade representa uma deslealdade para com o partido e uma fraude para com o prprio eleitor, alm de deformar a tica e os fins visados pelo sistema de eleies proporcionais. Nos casos hoje analisados, concluiu ele, as coligaes foram firmadas de livre e espontnea vontade pelos partidos dos suplentes, com objetivo de obter melhores resultados eleitorais.
    Nova anlise
    Alm da ministra Crmen Lcia, os ministros Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes e Cezar Peluso modificaram posio apresentada em dezembro do ano passado e aderiram ao entendimento de que as vagas de suplncia devem ser definidas pelas coligaes.
    "Em caso de coligao no h mais que se falar em partido, porque o quociente eleitoral passa a se referir coligao", disse o ministro Joaquim Barbosa.
    O ministro Gilmar Mendes fez severas crticas ao sistema de coligao partidria, mas, ao final, ressaltou que a prtica "ainda constitucional". Para ele, as coligaes so "arranjos momentneos e circunstanciais" que, na prtica, acabam por debilitar os partidos polticos e o sistema partidrio, em prejuzo do prprio sistema democrtico.
    "Em verdade, as coligaes proporcionais, ao invs de funcionarem como um genuno mecanismo de estratgia racional dos partidos majoritrios para alcanar o quociente eleitoral, acabam transformando os partidos de menor expresso em legendas de aluguel para os partidos politicamente dominantes. O resultado a proliferao dos partidos criados, com um nico objetivo eleitoreiro, de participar das coligaes em apoio aos partidos majoritrios, sem qualquer ideologia marcante ou contedo programtico definido", ressaltou.
    ltimo a votar, o ministro Cezar Peluso tambm acompanhou o voto da relatora. No entanto, ele ressaltou que a coligao, "tal como estruturada hoje, um corpo estranho no sistema eleitoral brasileiro", concordando com as crticas apresentadas pelo ministro Gilmar Mendes. 
    "A coligao, para mim, teria sentido se ela fosse desenhada como instrumento de fixao e execuo de programas de governo", disse o ministro Peluso. Do ponto de vista prtico, ele considerou que entre as incongruncias geradas pela atual estrutura da coligao est a posse de suplentes que tiveram "votao absolutamente insignificante e incapaz de representar alguma coisa". O ministro tambm demonstrou preocupao quanto eventual necessidade de se realizar novas eleies, tendo em vista que h 29 deputados federais que tm suplentes de seus prprios partidos.
    Divergncia  
    O ministro Marco Aurlio abriu a divergncia. Segundo ele, o eleitor no vota em coligao. A Constituio, disse, versa realmente sobre coligao, mas com gradao maior versa sobre a instituio que o partido poltico. Segundo ele, a Constituio concede ao partido at a possibilidade de definir com quem pretende se coligar. O ministro tambm ressaltou a necessidade de preservar as bancadas e a composio dos blocos partidrios, assim como a representatividade dos partidos nos cargos de direo da Cmara, que podero ser alteradas com este novo critrio de convocao de suplentes. 
    Redao/AD



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 28, 2011

    Prefeito de Lagoa Santa, Rogrio Avelar, empossado para segundo mandato. Quem presidiu a posse foi ogovernador,prof. Anastasia.


    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Governador Antonio Anastasia em pronunciamento na solenidade
    Governador Antonio Anastasia em pronunciamento na solenidade



    BELO HORIZONTE (27/04/11) - O governador Antonio Anastasia empossou, nesta quarta-feira (27), no Palcio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, a 31 Diretoria Executiva da Associao dos Municpios da Regio Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel), eleita para o binio 2011/2012. Foram reconduzidos aos cargos o presidente da entidade, prefeito de Lagoa Santa, Rogrio Avelar, e o diretor-tesoureiro, prefeito de Esmeraldas, Luiz Flvio Malta Leroy. Tambm tomaram posse a prefeita de Contagem, Marlia Campos (vice-presidente); o prefeito de So Joaquim de Bicas, Antnio Carlos Resende (diretor-administrativo), e o prefeito de Taquarau de Minas, Marclio Bezerra da Cruz (diretor-secretrio).
    Durante a solenidade, o governador destacou a importncia do trabalho integrado entre o Governo de Minas, os 34 municpios e a sociedade civil organizada para que a Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) supere as dificuldades e alcance prosperidade e progresso.
    Teremos a continuidade da parceria, capitaneada agora pela Agncia Metropolitana, na realizao do planejamento metropolitano, em absoluta e necessria harmonia com os municpios. Ainda que de acordo com a determinao constitucional mineira, o interesse metropolitano seja titularizado pelo Estado, sabemos de maneira clara que impossvel tratarmos o tema metropolitano sem termos uma harmonia perfeita, se possvel, entre as esferas estadual e municipal e tambm a presena do governo federal, na medida em que tratamos aqui de um fenmeno de grande relevncia social e econmica que uma regio com 5 milhes de habitantes. Essa integrao s tender a mdio prazo propriedade e progresso, disse o governador.
    Ao lado do secretrio de Estado de Governo, Danilo de Castro, e de prefeitos da RMBH, Antonio Anastasia ressaltou que a parceria com os municpios e o poder pblico contribuiu, por exemplo, para a busca de alternativas para solucionar o problema do trfego na BR-381, provocado pela interdio da ponte sobre o Rio das Velhas, na divisa dos municpios de Sabar e Santa Luzia.
    Nessa tera-feira (26), o governador reuniu-se com o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em Minas Gerais, Sebastio Donizete, com o objetivo de discutir solues para recuperao da ponte. Uma das solues encontradas foi a construo de duas pontes metlicas provisrias para permitir o trfego de veculos. O Governo de Minas tambm pavimentar duas estradas estaduais prximas rodovia federal para minimizar os impactos das obras de duplicao da BR-381, previstas para serem iniciadas este ano.
    Antonio Anastasia lembrou ainda que o Governo de Minas promoveu importantes avanos no processo de institucionalizao da RMBH nos ltimos oito anos. Neste perodo, foi criada a Assemblia Metropolitana e seu Conselho Executivo, a Agncia Metropolitana, e, agora, a Secretaria de Estado Extraordinria de Gesto Metropolitana.
    Apoio aos municpios
    O presidente da Granbel, prefeito de Lagoa Santa, Rogrio Avelar, afirmou que a sinergia entre Estado e municpios fundamental para que haja melhoria na qualidade de vida da populao da regio.
    Essa sintonia fina com o Governo do Estado significa fundamentalmente um trabalho para a melhoria da qualidade de vida da populao e inaugurando nessa nova fase a posse na Cidade Administrativa, que para o Vetor Norte significa muito em termos de desenvolvimento da regio, disse.
    A Granbel formada por 34 municpios e foi criada para ser o frum de debates e decises polticas para manter a unidade da RMBH e representar interesses comuns. A associao suprapartidria e congrega 14 partidos polticos.
    A RMBH a terceira maior aglomerao urbana do Brasil e stima da Amrica Latina. A populao estimada em 5 milhes de habitantes (25% da populao de Minas). A extenso territorial 9.460 quilmetros quadrados (1,6% do Estado). O PIB US$ 37,6 bilhes (34,5% do PIB estadual) e o PIB per capta US$ 8,9 mil e o IDH 0,813.
    Participaram da solenidade, a secretria de Estado de Educao, Ana Lcia Gazzola, e o diretor-geral da Agncia Metropolitana, Camilo Fraga.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 27, 2011

    MERITOCRACIA no servio pblico - foi o tema de palestra do governador Antonio Anastasia em Seminrio Internacional que vai at quinta-feira, em Braslia. Confira detalhes.



    Thas Arajo
    Governador Anastasia em pronunciamento no seminrio em Braslia (DF)
    Governador Anastasia em pronunciamento no seminrio em Braslia (DF)


    O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, proferiu palestra, nesta quarta-feira (27), durante abertura do Seminrio Internacional - Direito e Administrao Pblica promovido pelo Instituto Brasiliense de Direito Pblico (IDP), em Braslia (DF). Antonio Anastasia falou sobre o tema "Meritocracia e Acordos de Resultados". Durante o evento, o governador destacou que o modelo de gesto implementado pelo Governo de Minas, a partir de 2003, foi fundamental para levar o tema da gesto pblica para o centro da atual discusso da agenda nacional.
    "Minas tem se notabilizado pelo esforo, feito nos ltimos oito anos, de fazer com que o tema da gesto pblica esteja hoje no centro da discusso da agenda nacional. A profissionalizao da gesto pblica deve ser prioridade dos governos. Sem gesto no h meritocracia. Notamos que j existe um sentimento nas diversas esferas de governo para que esse tema esteja dentro da agenda nacional, ou seja, j temos um ambiente poltico para comear a implantar a meritocracia no Brasil", disse Antonio Anastasia.
    Durante palestra, o governador explicou como o modelo mineiro de gesto gerou importantes avanos na economia do Estado e na melhoria da qualidade de vida da populao. O modelo mineiro baseado no equilbrio financeiro e fiscal, na otimizao da aplicao dos recursos e na definio de metas que devem ser cumpridas pelo conjunto de servidores estaduais e por todas as secretarias e rgos estatais, garantindo servios pblicos de alta qualidade.
    "Em Minas, comeamos, em 2003, a fazer um grande sistema de Acordo de Resultados. Criamos o estimulo remuneratrio, que o reconhecimento do cumprimento de metas e resultados. Ainda estamos longe do ideal, mas a partir da criao de metas e indicadores, da participao civil e da redistribuio de bnus para aqueles servidores que alcanaram as metas, conseguimos o resultado da disponibilidade de melhores servios pblicos para a sociedade", disse o governador.
    Novos desafios
    Ao lado do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e coordenador cientfico do seminrio, Gilmar Mendes, Antonio Anastasia ressaltou que numa viso moderna de gesto pblica, cabe aos administradores sempre buscar novos desafios a serem atingidos pelo Estado. Ele lembrou que, neste ano, o Governo de Minas pediu a ampliao das metas previstas nos Objetivos do Milnio, institudos pela ONU, que permitiram avanos sociais significativos. Das oitos metas previstas pela ONU para serem cumpridas at 2015, Minas Gerais j cumpriu e superou cinco delas.
    " preciso estabelecer desafios, assumir compromissos e cumprir as metas. Cito aqui as metas do Programa das Naes Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que j conseguimos cumprir cinco antecipadamente. Queremos novas metas. No podemos ficar acomodados, precisamos sempre ter cobranas. O Acordo de Resultados se transforma em instrumento adequado para corrermos atrs do que preciso", disse.
    Profissionalizao da gesto pblica
    O governador Antonio Anastasia destacou que o planejamento das aes de governo e o estabelecimento de metas e resultados trouxeram a profissionalizao da administrao pblica e a melhoria dos servios pblicos prestados sociedade.
    "No h administrao profissional se no investirmos em planejamento. Temos que ter a vontade poltica de fazer o sacrifcio da modernizao da gesto pblica. o sacrifcio de quebrar paradigmas, ou seja, modificar alguns conceitos que ainda esto firmes entre ns. Para existir a meritocracia e administrao pblica plena so necessrios alguns importantes instrumentos como planejamento, avaliao dos trabalhos, estabelecimento e cumprimento de metas e acompanhamento dos resultados. A meritocracia vai, aos poucos, se robustecendo atravs dessas aes", afirmou.
    Participao da sociedade
    Antonio Anastasia afirmou que o novo programa adotado para os prximos anos, chamado Gesto para a Cidadania, garantir maior aproximao do Governo com a sociedade. 
    "Demos um passo avante em nossa administrao com a criao de um programa chamado Gesto para a Cidadania. Ele tem o objetivo de ouvir a populao, ouvir os segmentos da sociedade civil, organizados ou no, atravs de um projeto chamado Minas em Movimento. O planejamento que estamos fazendo at 2030 tem como objetivo lanar as bases de um desenvolvimento sustentvel para o Estado", disse o governador.
    Modelo inovador
    O inovador modelo de gesto adotado em Minas Gerais teve incio em 2003 com o Choque de Gesto, que permitiu ao Estado alcanar o equilbrio financeiro e superar importantes desafios, como o crescimento econmico e o desenvolvimento social.
    Em 2006, o modelo foi consolidado a partir da implantao da segunda gerao do Choque de Gesto, o chamado Estado para Resultados, que estabeleceu metas e resultados a serem cumpridos pelas secretarias e rgos pblicos.
    O Governo de Minas passou a organizar suas aes por reas de resultados que garantiram populao servios pblicos com alta qualidade e mximo ndice de cobertura com menores custos. Minas Gerais foi o primeiro estado brasileiro a instituir o Prmio por Produtividade ao conjunto dos servidores pblicos. 
    O Choque de Gesto mineiro foi considerado modelo a ser seguido por outros estados pelo Banco Mundial (Bird). Desde 2008, a instituio inaugurou com Minas Gerais parceria indita tendo como contrapartida do governo estadual apenas a boa governana. 

    O governador Antonio Anastasia participou do evento em Braslia (DF) acompanhado do secretrio-adjunto da Secretaria de Estado de Casa Civil e de Relaes Institucionais, Flvio Unes. O seminrio reunir, at esta quinta-feira (28), grandes nomes das reas jurdicas e administrativas do Brasil e do exterior, que discutiro os desafios atuais da administrao pblica no Brasil, com nfase na interface entre Direito e Gesto Pblica.Tambm esto previstas no Seminrio Internacional - Direito e Administrao Pblica palestras com o presidente do Tribunal de Contas da Unio, Benjamin Zymler, e com especialistas em gesto dos Estados Unidos, Alemanha, Chile e Portugal, que apresentaro experincias bem sucedidas em suas reas de atuao. A conferncia presidida pela senadora Ktia Abreu (DEM-TO).


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 27, 2011

    Hoje 23:00


    Nesta quarta (excepcionalmente) s 23:00 pela TV Rede Super
    voc tem encontro com o dr. Eduardo Pinho Tavares,
    um expert em emagrecimento com qualidade de vida.


    Hoje,quarta-feira,   noite
    voc tem encontro marcado
    com JCAmaral na Rede Super!!!
    Edio Especial SADE.

    Assista nesta quarta-feira, s 23:00 horas.
    Talk Show do Joo Carlos Amaral.

     Coloque na sua agenda e assista!!!

    Medicina Ortomolecular.
    O geriatra e gerontlogo, dr. Eduardo Pinho Tavares fala sobre a relao o chamado Procedimento Ortomolecular - conhecida popularmente como Medicina Ortomolecular. Diz tambm que a medicina do futuro est no mapeamento do genoma humano. s questo de tempo... e muito curto para termos novos trtamentos preventivos, de acordo com o mapa gentico de cada um.

                                         Dr. Eduardo
                                                                   Dr. Eduardo Pinho Tavares
    fundador e gestor da 
    Clinlife e idealizador do conceito Life Reveal. Sua larga experincia em Geriatria preventiva (Longevidade Saudvel), Emagrecimento, Reeducao Alimentar e Qualidade Fsica, tornaram-no referncia em programas voltados para promoo da qualidade de vida. Seu trabalho se destaca pela adoo da filosofia de atendimento integrado com seus colaboradores e pela abordagem completa e personalizada dos pacientes.

    Os programas de promoo da sade desenvolvidos por Dr. Eduardo abrangem tanto o histrico e perfil fsico, quanto s caractersticas emocionais dos atendidos. Este cuidado especial com aspectos individuais de cada pessoa desperta nos pacientes o desejo de mudar, abraando uma nova maneira de viver, com mais sade, disposio, bem-estar e beleza.




                  Dr. Eduardo Pinho Tavares mdico geriatra, especialista em Geriatria e Gerontologia pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). Psgraduado em Sexualidade Humana, Medicina Ortomolecular (SP) e Medicina Esttica (Sociedade Brasileira de Medicina Esttica); e Ps-graduando em Medicina do Esporte.


    Mais detalhes? Ligue nesta quarta-feira, 23:00
    no canal 23 e confira.
    Saiba tudo nesta quarta noite
    no Talk Show do Joo Carlos Amaral
    na REDE SUPER.

    DETALHE:
    assista pela TV canal 23 cabo 
    ou pela internet.
    s digitar: www.redesuper.com.br

                                                                    

     

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 27, 2011

    Equipe reforada








    NOVOS DESEMBARGADORES
    TOMAM POSSE NO TJMG
     
     




    Em cerimnia realizada no dia 19 de abril no Frum Lafayette, em Belo Horizonte, o presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais (TJMG), desembargador Cludio Costa, deu posse aos magistrados Versiani Penna, Reinaldo Portanova, Veiga de Oliveira, Walter Luiz, Estevo Lucchesi, urea Brasil, Oliveira Firmo e Maria Luza de Marilac nos cargos de desembargadores.


    tjmgforumabril2011ok



    Compuseram a mesa de honra, o advogado-geral do Estado de Minas Gerais, Marco Antnio Romanelli, representando o governador do Estado, Antonio Augusto Anastasia; o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Paulo Guedes, representando o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Dinis Pinheiro; o procurador-geral de Justia Adjunto Jurdico, Geraldo Flvio Vasques, representando o procurador-geral de Justia, Alceu Jos Torres; e o Assessor para Assuntos Interinstitucionais da Defensoria-Pblica do Estado de Minas Gerais, Defensor Eduardo Cyrino Generoso, representando a Defensora Pblica-Geral do Estado de Minas Gerais, Andra Abritta Garzon Tonet.





    marcelotadeuforumabrilok1





    martajulianaforum



    Compareceram ainda no evento, o Defensor Pblico Marcelo Tadeu, a Coordenadora da Defensoria de Famlia da Capital, Marta Rosado e a Defensora Pblica Liliane Maria Gomide Leite


    Fontes: TJMG e Ascom / DPMG (25/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 27, 2011

    BR-381. PEDRA NO SAPATO!!! Situao crtica da Ferno Dias no trecho BH - Valadares e Ponte que cedeu no Rio das Velhas. Governador Anastasia cobra providncias do DNIT.


    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Antonio Anastasia (C) durante reunio sobre a ponte no rio das Velhas
    Antonio Anastasia (C) durante reunio sobre a ponte no rio das Velhas


    O governador Antonio Anastasia reuniu-se, nesta tera-feira (26), no Palcio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, com o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em Minas Gerais, Sebastio Donizete, com o objetivo de discutir solues para recuperao da ponte sobre o rio das Velhas, na BR-381, interditada desde a ltima quarta-feira (20), e medidas alternativas para reduzir os transtornos para a populao. A recuperao da ponte e a obra de duplicao da BR-381 so de responsabilidade do governo federal.
    Durante a reunio, Antonio Anastasia classificou a situao como a mais grave da histria rodoviria de Minas Gerais e reiterou que, mesmo j tendo levado o fato ao conhecimento da presidente da Repblica, Dilma Rousseff, e do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, continuar acompanhando os desdobramentos da operao de reconstruo da ponte.
    "Disse e reitero que, na histria rodoviria de Minas Gerais, nunca tivemos situao to grave como esta. Na realidade, estamos cortando o acesso da capital a todo o Leste do Estado e tambm aos estados da Bahia e do Esprito Santo. uma rea economicamente importante. de fato, uma situao grave. Falamos isso para a senhora presidenta e levamos isso ao ministro dos Transportes.

    O governo federal est ciente da gravidade, tanto que autorizou o diretor-regional do Dnit a tomar imediatamente essas providncias.
    O Governo do Estado far o acompanhamento e vamos continuar cobrando, como misso constitucional nossa, mas, tambm, colaborando naquilo que de nossa competncia, da nossa possibilidade, para que sejam minimizadas ao mximo as consequncias que, lamentavelmente, so muito ruins, especialmente para as pessoas que moram ao longo dessa regio. Temos comerciantes ao longo da rodovia. Temos pessoas que usam nibus metropolitanos para acessar suas casas. Ento, de fato, o desgaste muito grande e os transtornos so imensos", afirmou o governador. 
    Menos transtornos populao
    O governador anunciou que iniciativas paliativas devero ser tomadas para que a populao no seja ainda mais prejudicada at que a ponte definitiva fique pronta. A primeira delas ser a instalao de duas pontes provisrias construdas em estrutura metlica para o trfego de veculos. 
    "O Dnit est estudando a possibilidade, juntamente com tcnicos de engenharia do Exrcito, de instalar uma ponte provisria, que depender de estudos tcnicos a serem concludos nos prximos dias. Solicitei ao Dnit e Polcia Rodoviria Federal que, diante das circunstncias e das dificuldades, especialmente com o trfego, seja dada uma prioridade absoluta na sinalizao e da orientao aos motoristas, quer de carro de passeio, nibus ou caminhes, para que haja o mnimo de transtorno possvel", disse o governador. 
    O governador afirmou que o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG) trabalhar em conjunto com o Dnit para melhorar as condies de estradas que podem servir como desvios da BR-381. 
    "O Governo do Estado colocou disposio a estrutura do DER/MG e, em parceria com o Dnit, vamos reforar a estrutura viria da malha policiada pela Polcia Rodoviria Estadual, porque as MGs sero utilizadas como rotas alternativas, juntamente com outras BRs, como, por exemplo, a rodovia dos Inconfidentes. Na hiptese de essas pontes metlicas no serem possveis de serem construdas, vamos ter de desviar o trnsito todo, como j est acontecendo agora, mas, com uma adequao ainda maior, melhorando e reforando a malha rodoviria dessas MGs estaduais", disse o governador. 
    Segundo Donizete, a instalao das pontes metlicas depende de estudos que esto sendo finalizados juntamente com o Exrcito. As pontes atendero alm dos pedestres, a todos os tipos de veculos. "Essas pontes o Dnit j adquiriu, basta acertarmos os detalhes tcnicos, devido largura do rio, mas acreditamos que possamos t-las prontas para uso em menos de um ms", disse.
    Sebastio Donizete confirmou que a ponte definitiva sobre o rio das Velhas dever estar pronta em at 180 dias. Para dar agilidade obra, uma soluo emergencial, que agrega ao e concreto na construo, ser adotada. De acordo com ele, a ponte dever ser demolida a partir desta quarta-feira (27), e a expectativa de incio das obras dia 23 de maio. 
    Trfego alternativo pelas MGs 
    Durante a reunio, o governador anunciou a antecipao das obras de duas estradas estaduais localizadas nas proximidades da BR-381, na regio da ponte interditada, para melhorar o trfego de acesso ao Vale do Ao. As obras, que fazem parte do programa Caminhos de Minas, recebero investimento de R$ 105 milhes.
    Uma das estradas liga Taquarau de Minas a Bom Jesus do Amparo, chamada alternativa Norte de acesso para a BR-381. A outra, alternativa Sul, liga Caet a Baro de Cocais. O governador ressaltou que as duas estradas desafogaro o trfego durante as obras de duplicao da rodovia, previstas para ser iniciadas ainda este ano. 
    "Estamos antecipando essas duas exatamente em razo de toda a complexidade que a BR-381. Vamos licitar as obras e inici-las este ano para serem concludas talvez no final do ano que vem. Essas estradas no tm relao direta com a ponte, mas bom deixar claro que essas duas alternativas vo desafogar a BR-381, porque a duplicao da BR-381 ser longa, complexa, que vai levar alguns anos. Ento vamos ter essas nossas obras estaduais prontas antes disso, permitindo maior segurana. Quando ela ficar pronta, teremos tambm essas alternativas. Uma liga Baro de Cocais a Caet, e a outra vai ligar o municpio de Taquarau a Bom Jesus do Amparo", afirmou o governador. 
    Segundo o superintendente do Dnit, Sebastio Donizete, na prxima semana, ser realizada audincia pblica para discutir com a populao as obras de duplicao da BR-381, nos lotes 7 e 8, entre Belo Horizonte at So Gonalo do Rio Abaixo. A expectativa do Dnit que essas obras comecem no segundo semestre deste ano. 
    Participaram da reunio, o vice-governador Alberto Pinto Coelho, os secretrios de Estado de Transportes e Obras Pblicas, Carlos Melles, Extraordinrio de Gesto Metropolitana, Alexandre Silveira; o diretor-geral do DER/MG, Jos Elcio Monteze; o inspetor da Polcia Rodoviria Federal, Waltair Vasconcelos; alm dos prefeitos de Santa Luzia, Gilberto Dorneles, de Sabar, William Borges, de Caet, Ademir Carvalho, e Alvinpolis, Joo Batista de Moraes.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 27, 2011

    FIEMG abre espao para que empresas mineiras captem recursos nas novas linhas de financiamento do BDMG.










    Capital de giro
    no planejamento


    Empresrios mineiros conheceram nesta tera-feira, 26 de abril, as linhas de financiamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) que podem ser usadas para obteno de capital de giro. Em evento promovido pela Fiemg, eles assistiram a palestra "Como calcular a necessidade de capital de giro de sua empresa" e tiveram atendimento individual e personalizado de agentes do BDMG.


     

    A gerente de apoio ao crdito e inovao da Fiemg, Letcia Atade, destacou a importncia das empresas planejarem a quantidade de capital de giro necessria, de acordo com a viso de futuro que tm. "Ter bom relacionamento com bancos de investimento timo negcio, pelas taxas atrativas. Mas, para isso, preciso ter organizao e gesto financeira. Saber quando recorrer ao crdito fundamental, j que no possvel ter a mesma agilidade de bancos comerciais", afirmou.


     

    O gerente de diviso do departamento de mdias empresas do BDMG, Alexandre Mascarenhas, chamou a ateno para os financiamentos de longo prazo disponibilizados pelo Banco. Para ele, com boa gesto operacional possvel planejar os emprstimos e obt-los de forma antecipada. "Empresas quebram crescendo. Quanto mais se vende, mais preciso recorrer a crdito para ter capital de giro. Busc-lo no curto prazo e em diferentes operaes significa trabalhar com taxas mais altas, mais impostos e duplicatas", contou.


     

    Aps as palestras, a Fiemg agendou encontros entre empresrios e agentes do BDMG. Letcia Atade lembrou que a Federao oferece para as empresas mineiras, como posto avanado do prprio Banco e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social (BNDES). "A capilaridade do Sistema Fiemg, com regionais e unidades no interior permite o atendimento indstria em diversos pontos do estado", explica.


     

    Em 2010, a Fiemg possibilitou a aprovao de 1.217 operaes com o BDMG e com o BNDES. Foram mais de R$ 169 milhes em crdito para a indstria mineira. Atade destaca que 97% desse total foi liberado para micro e pequenas empresas. "O relacionamento com os bancos de investimento no s para os mdios e grandes. preciso desmistificar isso", comenta.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 26, 2011

    Vem a 50 novos defensores mineiros

    NOVOS DEFENSORES SO AGUARDADOS

    Cinquenta dos 210 candidatos aprovados no ltimo concurso para a Defensoria Pblica j foram nomeados, e a posse deve ocorrer no prximo ms. De acordo com a assessoria de comunicao do rgo, ainda no foram definidos os critrios de distribuio dos novos profissionais, de modo que no h previso de quantos defensores viro para Juiz de Fora. A inteno da Defensoria Pblica Geral empossar todos os candidatos.

    Estamos tentando nomear os outros 160 aprovados, mas, por enquanto, s esto previstas mais cem nomeaes. Os defensores esto sobrecarregados, porm, infelizmente, temos que obedecer o limite de oramento do governo para nomear mais funcionrios, explicou a chefe de gabinete da Defensoria Pblica do Estado, Marolinta Dutra. Segundo ela, seria necessria a realizao peridica de concurso pblico para suprir a falta de profissionais e no comprometer a qualidade do trabalho desenvolvido.

    A Defensoria Pblica de Minas Gerais trabalha hoje com dficit de 60% em seu quadro de defensores. Em Juiz de Fora, onde faltam, pelo menos, 11 profissionais, grande a expectativa pela chegada dos novos nomeados. O coordenador regional da comarca local, Mrcio Baesso, informa que 23 esto em atuao na cidade, prestando assistncia integral e gratuita s pessoas que no podem pagar pelos servios de um advogado. O ideal que tivssemos, no mnimo, 34 defensores atuando em Juiz de Fora. Se fssemos 40, conseguiramos preencher todas as lacunas. Mrcio informa que faltam trs profissionais na rea cvel e um na Vara da Famlia, no Ncleo de Defesa da Mulher (Nudem) e na rea criminal. Hoje no conseguimos atender a demanda. No Nudem, por exemplo, a ausncia do titular impede que os trabalhos promovidos pelo rgo possam ter sequncia, o que vem prejudicando o atendimento h cerca de seis meses.

    Mrcio avalia que a distribuio dos cargos deste concurso pode no atender s necessidades da cidade. Mesmo nomeando todos os aprovados, as vagas em aberto no Estado no seriam totalmente preenchidas. Municpios em situao pior tero prioridade, ponderou

    Ele complementa que o quadro mais grave em outras cidades, que chegam a manter assistncia mnima por falta de defensor. o caso, por exemplo, de Ipatinga, no Vale do Ao, que conta com apenas um profissional.

    Transcrito do site "Jornal Tribuna de Minas (26/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 26, 2011

    SUFOCO!!!








    BRASIL TEM MAIS
    DE 240 MIL PROCESSOS
    NA REA DE SADE
     
     




    Balano que est sendo finalizado pelo Conselho Nacional de Justia (CNJ) constatou que tramitam hoje, no Judicirio brasileiro, 240.980 processos judiciais na rea de sade as chamadas demandas judiciais da sade. A maior parte destes processos so referentes a reclamaes de pessoas que reivindicam na Justia acesso a medicamentos e a procedimentos mdicos pelo Sistema nico de Sade (SUS), bem como vagas em hospitais pblicos e aes diversas movidas por usurios de seguros e planos privados junto ao setor.


    Os dados fazem parte de um estudo que est sendo realizado pelo CNJ, desde o ano passado, pelo Frum Nacional do Judicirio para a Sade - nos tribunais de Justia e tribunais Regionais Federais das cinco regies (os tribunais que julgam casos referentes sade no Brasil). E sero concludos dentro das prximas semanas para subsidiar discusso sobre o que acontece no pas, nesta rea, em junho - em encontro do Frum Nacional do Judicirio para a Sade, a ser realizado em Braslia.


    Piores estados - O estudo dever apresentar nmeros um pouco maiores, quando estiver concludo, porque ainda faltam ser acrescentadas informaes de trs tribunais de Justia: Paraba, Pernambuco e Amazonas (que j se prontificaram a encaminhar seus dados nos prximos dias). Mas j revela que as piores situaes so observadas nos estados do Rio Grande do Sul, So Paulo e Rio de Janeiro.


    No Rio Grande do Sul, o Tribunal de Justia (TJRS) concentra quase metade de todas as demandas do pas: 113.953 aes judiciais sobre sade. Em segundo lugar, So Paulo (TJSP) possui 44.690 aes. E o Rio de Janeiro (TJRJ) possui 25.234 aes em tramitao. Outros destaques, em menor escala, so os tribunais de Justia do Cear (TJCE, com 8.344 aes), Minas Gerais (TJMG, com 7.915 aes) e o Tribunal Regional Federal da 4, regio (TRF 4), que compreende os estados de Rio Grande do Sul, Paran e Santa Catarina (onde tramitam, atualmente, 8.152 aes).


    Polticas pblicas
    - Desde maio do ano passado, o CNJ acompanha e monitora estes dados dos tribunais, por meio do Frum da Sade. O Frum da Sade do CNJ coordenado pelo conselheiro Milton Nobre e tem como integrantes, os conselheiros Marcelo Nobre e Nelson Tomaz Braga. Tem a proposta de contribuir para a formulao de novas polticas pblicas para o setor, de forma a permitir a resoluo destes conflitos judiciais da melhor forma possvel.


    No encontro que acontecer em junho - e contar com a participao de representantes do Ministrio da Sade e da rea de sade como um todo, bem como juristas, especialistas no setor e operadores de direito - sero firmadas parcerias diversas com a Advocacia-Geral da Unio, as secretarias estaduais de sade e instituies de pesquisa. O objetivo fazer com que seja formado um banco de dados especfico que ajude a subsidiar os juzes e magistrados nas suas decises sobre estes casos.


    Transcrito do site do CNJ (26/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 26, 2011

    Defensoria Pblica de Minas em ao no Rdio. Nesta tera, 14:30 na Rdio Inconfidncia AM. ( s sintonizar no 880 do seu rdio). Programa "Revista da Tarde" com Dbora Rajo.








    DEFENSORIA FALA
    SOBRE TRANSEXUALIDADE HOJE (26/04)
    NA RDIO INCONFIDNCIA
     
     




    Esclarecimentos sobre processos judiciais da transexualidade o que ser discutido hoje pela Defensora Pblica Marina Gomes de Carvalho Pinto no programa "Revista da Tarde", da Rdio Inconfidncia AM.


    O programa "Revista da Tarde" veiculado ao vivo no horrio de 14h s 16h. A participao da Defensora Marina Gomes de Carvalho Pinto ser entre 14h30 s 15h30. Para ouvir a rdio Inconfidncia AM, o ouvinte dever sintonizar 880.


    Parceria entre a DPMG e a rdio Inconfidncia


    Desde dia 12/04, quando a Defensoria Pblica de Minas Gerais assinou um convnio com a Rdio Inconfidncia, todas as teras-feiras um Defensor Pblico participa ao vivo do programa "Revista da Tarde" e responde s perguntas feitas pela apresentadora Dbora Rajo.



    marinagomesgaabinete



















    Defensora Marina Gomes de Carvalho Pinto fala sobre processos judiciais da transexualidade








                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 26, 2011

    Governador Anastasia lanou "Minas so muitas", em So Paulo.


    Omar Freire/Imprensa MG
    Exposio
    Exposio "300 Anos de Cultura nas Minas Gerais"


    SO PAULO (25/04/11) - O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, lanou, na noite desta segunda-feira (25), no Espao Minas Gerais, em So Paulo, o programa "Minas So Muitas" e abriu a exposio "300 Anos de Cultura nas Minas Gerais". O objetivo do programa desenvolver atividades para valorizar e divulgar a cultura mineira e aumentar a competitividade do Estado como destino turstico internacional. O governador Anastasia visitou a exposio ao lado dos secretrios de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, de Turismo, Agostinho Patrus Filho, e da esposa do prefeito de Belo Horizonte, Regina Lacerda.
    A exposio "300 Anos de Cultura nas Minas Gerais" a primeira iniciativa do programa. Nos prximos dois meses, o Espao Minas Gerais receber importante acervo, que inclui obras de artes, literrias e musicais. O visitante poder conferir o "Arcanjo Gabriel", pea do sculo XVIII do acervo do Museu Mineiro e conhecer a produo cultural mineira numa videoteca. Poder tambm ler obras de Guimares Rosa, Fernando Sabino, Carlos Drumond de Andrade, Campos de Carvalho, dentre outros escritores contemporneos e ouvir as msicas das bandas mineiras, a msica barroca e canes interpretadas por Milton Nascimento, Vander Lee ou executadas pela Orquestra Filarmnica de Minas Gerais.
    A mostra "300 Anos de Cultura nas Minas Gerais" ficar aberta at o dia 19 de junho, de tera sexta, de 9h s 18h e aos sbados, das 10h s 14h. A entrada gratuita. O Espao Minas Gerais est localizado rua Minas Gerais, 246, em Higienpolis, na capital paulista.









    Secretrio de Turismo de Minas,
    Agostinho Patrus Filho
    e o governador Antnio Anastasia visitaram
    o rico e histrico material exposto.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 26, 2011

    Trofu Imprensa e Medalha Tancredo Neves. Fomos indicado e aceitamos o honroso convite para a premiao marcada para 26 de maio, s 20 horas no Teatro Municipal de So Joo Del Rey. Confira as informaes completas sobre o mega evento. DETALHE: fiquei duplamente honrado. Durante anos, como reprter da Rede Globo entrevistei Tancredo. Sou de Barbacena, vizinho parede e meia de So Joo. Sempre divulguei nossa regio na mdia.




    Teatro Municipal de So Joo Del Rey,
    aonde receberemos a conderao
    dia 26 de maio, 20 horas.
    Prezado Agraciado,  
    Com uma cordial visita, a Marvi Empresa de Comunicao e Assessoria vem por meio desta comunicar-lhe de que seu nome foi indicado ao Trofu Imprensa 2011 e Destaque Personalidade pelos relevantes trabalhos realizados em nossa regio regio, o desenvolvimento de uma cidade que faz exemplo a ser seguido por todos.

    Na terra onde os sinos falam, onde o povo triunfa na f e segue a nobre lio de Jesus de Nazar, enfim, a terra de Tancredo Neves e bero de Tiradentes.

    O TROFU: Para homenagear este grande cenrio das nossas Minas Gerais, o Trofu Imprensa ser a rplica da marca de tradio so-joanense, um Sino em madeira e bronze, quando a cidade eterniza as mensagens dos sinos, homenagearemos as notveis personalidades que se destacam em nossa histria.

    A MEDALHA: "Terra minha amada, tu ters os meus ossos que ser a ltima identificao do meu ser, com este rinco abenoado" (Tancredo Neves). A memria do homem se eterniza por suas obras, assim, desejamos manter viva a chama daquele que foi responsvel pela democracia, do poltico que mostrou o nome de nossa terra e nosso povo ao Brasil e no mundo inteiro. Desde vereador presidente da Repblica, Dr. Tancredo de Almeida Neves ensinou o jeito mineiro de ser e vencer.

    "O primeiro compromisso de Minas com a liberdade", o pensamento de Tancredo Neves que foi modelo para grandes polticos nos dias de hoje.

    Desta forma, a Medalha Presidente Tancredo Neves o grande smbolo de vitria e progresso em Minas e no Brasil. Confeccionada em estanho.  Foram convidados para assinar o Certificado de Destaque Personalidade o prefeito municipal de So Joo del Rei, Nivaldo Jos Andrade; o vice Jorge Hannas Salim; o presidente da cmara, vereador Mauro Alexandre Carvalho Duarte; o presidente da Assemblia Legislativa do Estado de Minas Gerais, deputado Diniz Pinheiro e o deputado estadual, Rmulo Antnio Viegas.

    A solenidade ser realizada no dia 26 de maio do corrente, s 20:00h no Teatro Municipal de So Joo Del Rei e s 22:00h confraternizao dos agraciados e convidados no Centro Cultural do 11 Batalho de Infantaria e Montanha, com o show da Banda VIP.

    Foram convidados para assinar o Certificado de Destaque Personalidade o prefeito municipal de So Joo del rei, Nivaldo Jos Andrade; o vice Jorge Hannas Salim; o presidente da cmara, vereador Mauro Alexandre Carvalho Duarte; o presidente da Assemblia Legislativa do Estado de Minas Gerais, deputado Diniz Pinheiro e o deputado estadual, Rmulo Antnio Viegas. Na oportunidade a coordenao do evento solicita de V.Exa. a foto perfil para confeco da edio da Revista das Personalidades, seu histrico/currculo e a prvia confirmao de sua importante participao desta festa.

    Todo Destaque merece mrito, sua participao no crescimento de So Joo del Rei a marca de cada captulo para a histria de Minas Gerais. Certo de poder contar com sua peculiar ateno, reitero protesto de elevada considerao.    

    Atenciosamente,     Marvi Empresa de Comunicao e Assessoria Ltda. Escritrio: Rua Alfredo Luiz Ratton, 28 sala 03 Centro So Joo del Rei - MG
    Tels.: (32) 3372-1373 (32) 9981-5960 (32) 9937-5416 e-mail: naimprensa@naimprensa.com.br
    naimprensa.blogspot.com

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 25, 2011

    Em memria de TANCREDO NEVES: "o primeiro compromisso de Minas com a LIBERDADE!!!

    Muita gente tem memria de peixinho dourado. Presto aqui homenagem memria do ex-presidente Tancredo Neves - que tambm morreu dia 21 de abril, s que de  1985.






    Tancredo foi o grande mentor do neto
    o hoje senador Acio Neves, PSDB de Minas.
    Com os dois conviv no Palcio da Liberdade,
    aqui na capital mineira.

    Eu reprter poltico da Rede Globo.
    Tancredo governador de Minas
    e Acio o secretrio particular dele,
    dava os primeiros promissores passos na poltica.
     
    Foi um exmio aluno de Tancredo, que uma vez me disse:
    "olha meu filho,no estou cansado com a mataratona pela presidncia da Repblica.
    Tenho a eternidade para descansar".
    Fica o registro.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 25, 2011

    Inconfidncia - sempre um grande acontecimento que mexe com a a alma de Minsa. E de outras personalidades brasileiras.

    Anastasia transferiu simbolicamente a capital do Estado para Ouro Preto

    Anastasia transferiu simbolicamente
    a capital do Estado para Ouro Preto
    Presidente DILMA foi a presena mais marcante.E era sorrisso s.
    Se sentia em casa

    Presidente da Assembleia
    agraciado com a Medalha da Inconfidncia

    O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), recebeu nesta quinta-feira (21/4/11) a Medalha da Inconfidncia. Ele foi um dos homenageados na solenidade de entrega da comenda, em Ouro Preto (Regio Central).
    Foram agraciadas outras 238 personalidades, entre elas a presidente da Repblica, Dilma Rousseff, oradora oficial da cerimnia. Dinis Pinheiro, que presidente do Conselho Permanente da Medalha da Inconfidncia, foi tambm o responsvel por condecorar os agraciados com a Medalha de Honra, um dos graus da comenda.
    Em entrevista aps a solenidade, o presidente da ALMG destacou o significado da cerimnia. "Esse esprito de liberdade o esprito dos mineiros, sempre a iluminar o povo brasileiro. Certamente, ele vai continuar inspirando nossos coraes, inspirando nossa conscincia, de modo que a gente possa construir um Estado e uma nao cada dia melhores, cada dia mais desenvolvidos e mais prsperos", afirmou Dinis Pinheiro. Ele disse, ainda, que Minas sempre ocupou uma posio de vanguarda no cenrio da poltica nacional, por causa de seu esprito libertrio e de justia.
    Outro deputado estadual mineiro homenageado nesta quinta-feira, em Ouro Preto, foi Tenente Lcio (PDT), que recebeu a Medalha de Honra. Lafayette de Andrada, deputado estadual licenciado do mandato para exercer o cargo de secretrio de Estado de Defesa Social, recebeu a

    Grande Medalha.
    Maior comenda do Estado de Minas Gerais, a Medalha da Inconfidncia foi criada em 1952, pela Lei 882, quando Juscelino Kubitschek era governador. Desde ento, concedida anualmente a pessoas e instituies que contribuem para o desenvolvimento do Estado e do Pas. Ela dividida em quatro graus: Grande Colar, exclusivo para chefes de estado e de governo, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidncia. Dinis Pinheiro foi agraciado com a Grande Medalha e Dilma Rousseff, com o Grande Colar.
    O governador Antonio Anastasia presidiu a solenidade desta quinta-feira, quando, em cumprimento tradio de 21 de abril, assinou ato de transferncia simblica da capital de Minas Gerais para Ouro Preto.
    Dilma assume compromisso com marco regulatrio da minerao
    Em sua primeira participao como presidente da Repblica na cerimnia de 21 de abril, Dilma Rousseff assumiu o compromisso de enviar ao Congresso Nacional projeto que rev o marco regulatrio do setor de minerao. Este foi um dos temas de seu pronunciamento, que encerrou a solenidade.
    Um pouco antes, Anastasia havia reivindicado novas alquotas para a explorao mineral. "O minrio de ferro vem sendo tirado de nosso solo por pouca ou quase nenhuma compensao", discursou o governador. O mesmo tema foi tratado pelo prefeito de Ouro Preto, ngelo Oswaldo. "Eu, mais uma vez, externo aqui meu compromisso pelo envio do marco regulatrio do setor de minerao", respondeu Dilma Rousseff.
    Homenagens - Durante a solenidade, houve homenagens especiais ao mrtir Tiradentes e a trs mulheres que participaram da Inconfidncia Mineira: Maria Dorotia Joaquina de Seixas (Marlia de Dirceu), Brbara Heliodora Guilhermina da Silveira e Hiplita Jacinta Teixeira de Mello, citadas nos discursos de Anastasia e Dilma, primeira mulher a ocupar a presidncia da Repblica. Ela destacou "a coragem dos inconfidentes, compartilhada por mulheres de fibra".
    Outro homenageado na cerimnia foi o ex-vice-presidente Jos Alencar, falecido em 29 de maro deste ano. Ele recebeu uma salva de palmas dos presentes.
    Tambm nesta quinta-feira, foram sepultados os restos mortais dos inconfidentes Jos de Resende Costa, Joo Dias da Mota e Domingos Vidal Barbosa. Eles tiveram, este ano, suas ossadas oficialmente identificadas por pesquisadores da Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
    Os restos foram depositados no panteo localizado no Museu da Inconfidncia, em Ouro Preto, onde j estavam enterrados os corpos de outros 13 inconfidentes.
    A Inconfidncia Mineira foi um movimento de contestao ao poder da Coroa Portuguesa, que teve seu auge em 1789, na ento Vila Rica (atualmente Ouro Preto). Ele lembrado em 21 de abril por ter sido esta a data de morte de Joaquim Jos da Silva Xavier, o Tiradentes. nico inconfidente condenado pena capital, Tiradentes foi enforcado por ordem das autoridades portuguesas, em 1792, no Rio de Janeiro.  
    Responsvel pela informao: Assessoria de Comunicao - www.almg.gov.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 25, 2011

    De olho na VALE.

    Denncia contra a Vale em Casa Branca
    motiva audincia pblica

    Moradores do distrito de Casa Branca, em Brumadinho (Regio Metropolitana de Belo Horizonte) procuraram a Comisso de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para denunciar o que eles chamam de "terrorismo" por parte da mineradora Vale. Segundo as denncias, a empresa vem intimidando os habitantes com o objetivo de comprar seus terrenos na regio para ampliar a atividade extrativa.
    Para esclarecer essa situao e mobilizar a Justia, a comisso realiza, na prxima segunda-feira (25/4/11), uma audincia pblica com a presena de moradores locais e autoridades do Estado. A reunio, requerida pelo presidente da comisso, deputado Durval ngelo (PT), acontece no Auditrio da Assembleia, s 14 horas.
    De acordo com Durval, inaceitvel que uma empresa como a Vale, segunda maior mineradora do mundo, pratique atos de violaes de direitos como os que esto sendo denunciados. Segundo ele, os moradores relataram, por exemplo, que das torneiras de suas casas tem sado gua barrenta, situao provocada deliberadamente pela Vale como forma de presso para que seus imveis sejam negociados com a companhia. O deputado pretende acionar o Ministrio Pblico para tomas providncias no sentido de proteger os moradores e punir a empresa, caso as denncias se confirmem.
    Convidados - Para a reunio foram convidados o secretrio de Estado Adjunto do Meio Ambiente e diretor-geral do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Augusto Henrique Lio Horta; o ouvidor Ambiental de Minas Gerais, Eduardo Machado de Faria Tavares; o promotor de Justia e coordenador regional das Promotorias de Justia do Meio Ambiente das Bacias dos Rios da Velha e Paraopeba, Carlos Eduardo Ferreira Pinto; o presidente da Comisso de Direitos Humanos da OAB-MG, William dos Santos; o assessor da Comisso Pastoral da Terra, frei Gilvander Lus Moreira; e a representante do Movimento pela Preservao da Serra do Gandarela, Maria Teresa Viana de Freitas Corujo. 
    Responsvel pela informao: Assessoria de Comunicao - www.almg.gov.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Abril 24, 2011

    Assim no d!!! Estou a seis horas engarrafado no trecho Cabo Frio-Rio de Janeiro. E olha que estou indo para BH.

    mesmo a famosa falta de infraestrutura que o Brasil enfrenta. Carros a dar com pau. Que bom para quem no tinha um automvel seringo ou usado. Mas e a estrada? Tem de menos, muito menos. Para se ter uma idia: estou na 6 horas e meia no ecarreamento - no o termo para refletir o novo cenrio nacional. Andamos exatos 103 kms. Ufa!!!

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 23, 2011

    Artigo Especial enviado ao nosso blog pelo jornalista Schubert Araujo da MULTITEXTO.

    Protestar dvida ativa?


    Vincius Ochoa Piazzeta
    Advogado e Scio da Pactum Consultoria Empresarial


    Seguindo a pssima, mas j estabelecida, tradio brasileira de legislar freneticamente nos derradeiros dias de cada ano, o Ministro interino da Fazenda e o Advogado-Geral da Unio pretenderam, atravs da Portaria Interministerial n 574-A, autorizar sejam levadas a protesto extrajudicial as Certides de Dvida Ativa da Unio.

    Ocorre que o ordenamento jurdico brasileiro a tanto no permite, e os fundamentos pelos quais Certides de Dvida Ativa da Unio incompatibilizam-se com o protesto so bastante claros e robustos, encontrando inclusive acolhida no Supremo Tribunal Federal.

    Quarenta e um anos atrs, em 10/12/1969, por ocasio da publicao da Smula 547 do Supremo Tribunal Federal, restou consignando que no lcito a autoridade proibir que o contribuinte em dbito adquira estampilhas, despache mercadorias nas alfndegas e exera suas atividades profissionais.

    Tambm as Smulas de n 70 e 323 da Corte Constitucional tem o mesmo sentido e orientao. No se admite em nosso pas cobrana de tributos por quaisquer meios coercitivos.

    Conta a Administrao Pblica com todas as prerrogativas materiais e processuais da Execuo Fiscal para a cobrana dos crditos que entende possuir. E mais, caso entenda que existir fundados receios de inadimplncia de seus crditos, pode valer-se ainda de medidas como as Cautelares Fiscais para garantia de recebimento.

    Havendo meio prprio e eficaz para formalizao e cobrana de dvidas fiscais porque motivo seriam levadas a protesto as Certides de Dvida Ativa, seno a coero ao pagamento em detrimento ampla defesa?

    Uma vez lavrada a CDA, e enquanto no garantido ou suspenso o dbito, o contribuinte j no teria direito a certido negativa, outra coero restritiva de sua liberdade, hspede ainda tolerado em nosso sistema jurdico. Qual a motivao do prostesto?

    Enfim, sem prejuzo de outros argumentos, como o princpio constitucional da finalidade dos atos pblicos, o protesto extrajudicial de Certides de Dvida Ativa no se harmoniza com o Direito Brasileiro e qualquer iniciativa neste sentido deve ser rechaada.

    Por outro lado, assumindo-se para fins de debate possam as Certides de Dvida Ativa serem protestadas, surge ao menos uma pergunta. Havendo posterior desconstituio da CDA pelo Poder Judicirio, sujeitar-se- a Unio indenizao por danos?

    Acreditamos que sim, e encontramos eco no prprio STF. Ao julgar o caso de empresa que teve resposta consulta feita, orientando o recolhimento de imposto na forma mais gravosa e vindo este entendimento, posteriormente, a ser modificado pela prpria Administrao, foi por unanimidade decidido pelos Ministros que, na ocasio, a responsabilidade por danos se impunha


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 23, 2011

    O que disse o governador Anastasia no 21 de abril em Ouro Preto.

    Gil Leonardi/Secom MG

    Governador Antonio Anastasia em pronunciamento na solenidade
    Ver galeria de fotos
    Contedo Relacionado
    Restos mortais de inconfidentes so depositados no Museu da Inconfidncia
    Governador Antonio Anastasia defende novo modelo tributrio para a minerao
    Grande festa marca comemoraes do Dia da Inconfidncia Mineira
    Pronunciamento do governador Anastasia no encerramento da Semana da Inconfidncia
    Depoimentos de agraciados na solenidade de entrega da Medalha da Inconfidncia
    Evento: Solenidade de encerramento da Semana da Inconfidncia

    Local: Ouro Preto (MG)

    Data: 21/04/2011

    Senhora presidenta da Repblica Dilma Rousseff,

    Recebemos, com a alegria do afeto e a homenagem do respeito, a visita de Vossa Excelncia, na data mais forte da memria de Minas.

    O destino e o dever destas terras tm sido oferecer ao Brasil, nas horas decisivas, os sonhos e os sacrifcios dos melhores filhos do povo. Vossa Excelncia, que, ainda jovem, deixou as montanhas, impelida pelos seus ideais generosos, a elas retorna como Chefe do Estado Nacional.

    Os compromissos de Minas com a liberdade a fizeram partir e, agora, trazem ao santurio cvico do Brasil, como oradora oficial nas homenagens que prestamos ao Alferes Joaquim Jos, o arrebatado revolucionrio de 1789.

    A subverso pela independncia, senhora presidenta, o nosso fado. No nos detm a cautela, quando desafiam o nosso brio; paz da submisso, preferimos o momento mais alto da vida, que o da morte pela ptria. A ptria, senhora presidenta, a liberdade, a comunho da honra, a distribuio do po e do saber.

    Aqui, conforme a conhecida denncia do Conde de Assumar, no s se rebelam os homens, mas tambm se ala a natureza: os ventos rugem protestos, os penhascos assinalam desobedincia, as guas fervem na indignao contra a injustia.

    Senhora presidenta,

    Permita que me dirija ao povo da velha Vila Rica de Nossa Senhora do Pilar de Ouro Preto. Se, em todas as grandes cidades do ouro, durante o febricitante sculo 18, o nimo era o mesmo, em Ouro Preto, como cabea da Capitania, esse impulso libertrio se reunia. Aqui se viam e conversavam os homens da Vila do Serro e do Rio das Mortes, do Tejuco e do Paracatu, de Pitangui e das Minas Novas.

    Para aqui afluam as inquietaes do Iluminismo, os recados insubmissos de Paris e Montpellier, as experincias republicanas da Nova Inglaterra. Essas circunstncias fizeram de Ouro Preto o santurio cvico do Pas, destino necessrio da peregrinao anual dos mineiros e de brasileiros de todas as regies.

    Em nome dos outros povos de nosso Estado- e me permito assumir tambm a delegao de todos os nossos convidados nesse reconhecimento- sado o povo de Ouro Preto que nos acolhe como capital simblica e espiritual de Minas. O governo se transferiu para Belo Horizonte, mas Vila Rica do Ouro Preto continua sendo, como no tempo da Capitania e da Provncia, o fulcro da alma mineira. Por isso mesmo, da tradio que o Estado retorne sua sede, em 21 de abril, a estas encostas do Itacolomi.

    Neste ano, como bem lembrou o prefeito ngelo Oswaldo, celebramos os 300 anos de Ouro Preto, Mariana e Sabar. Mariana e Ouro Preto, as duas cidades irms, nascidas ambas do sonho e da rebeldia dos mineiros. Aqui, na fervilhante e libertria sociedade daquele tempo, a F foi o necessrio esteio, para conter o fausto do ouro e lembrar a efemeridade da vida. Na arte sacra, que a prece dos gnios, fez-se natural a presena do barroco, surgido na Europa como insurgncia esttica contra os cnones autoritrios do Renascimento.

    Na inteligncia criadora do Aleijadinho e do Mestre Athayde, o barroco se submeteu s montanhas e sua gente: os santos so mestios como o melhor do povo, as curvas sugerem sensualidade; a arte aproxima Cristo da particular humanidade de Minas, forjada nos sacrifcios, empenhada na resistncia e amparada no intenso amor vida.

    Esse um dos arcanos de Minas: a ntima associao entre a idia de Cristo e a ideia da liberdade. A f, entre ns mineiros, foi sempre a escolha do sentimento mais profundo de intimidade com o Eterno, assim como a luta pela liberdade e pela igualdade fundada na razo poltica. Nesta quinta-feira santa, os cristos recordam a vspera do sacrifcio, quando Jesus ceia com seus apstolos.

    Neste ambiente festivo, mas tambm reflexivo, que Minas homenageia a tantas e tantos que, nos seus ofcios e por suas aes, merecem o reconhecimento do Poder Pblico e de nossa sociedade. A todos os agraciados, o nosso cumprimento.

    Senhora presidenta, senhoras e senhores convidados, mineiros e mineiras,

    A alma generosa de Joaquim Jos nos permite dedicar a cerimnia de hoje tambm a outras mulheres de Minas, que aqui fizeram a ptria. A discrio com que algumas delas atuaram na Inconfidncia no lhes retira o destemor. Salvou-as, naquele tempo, o preconceito dos inquisidores, que no as viam iguais aos homens na capacidade de pensar e agir, conforme a inteligncia da poca.

    Assim foi, do que nos dizem os autos da Devassa, o comportamento valoroso de Brbara Heliodora, ao reagir com honra fraqueza do marido, Alvarenga Peixoto, que pensava eximir-se de sua responsabilidade.

    No seria alheia aos entendimentos revolucionrios a musa do Ouvidor Toms Gonzaga, a jovem Maria Dorotia Joaquina de Seixas, Marlia de Dirceu, a quem o poeta, com o intenso amor da maturidade, deve ter dividido seus sonhos e seus atos.

    Essas mulheres, senhora presidenta, embora fossem, de uma ou outra forma, prximas do movimento, chegaram mediante os homens a quem amavam e que as amavam; no tiveram a militncia voluntria de Dona Hiplita Jacinta Teixeira de Mello, a mulher mais rica da Capitania, poca. Mais velha do que o marido, o coronel Francisco Antonio de Oliveira Lopes, companheiro de Tiradentes no Regimento das Minas, da presuno histrica que lhe coube envolv-lo na ideia libertadora, e no o contrrio.

    Sua atuao documentada: entre outros papis h uma carta ao Padre Toledo, advertindo-o da descoberta da conspirao e denunciando Silvrio dos Reis como o delator, e mensagem endereada ao Coronel Freire de Andrade, concitando-o a iniciar o levante armado, a partir do Serro.

    Dona Hiplita teve os seus bens confiscados pela Coroa, e s muitos anos depois os recuperou. Sua importncia histrica foi reconhecida pelo ento governador Itamar Franco, nesta mesma praa, em 1999, quando lhe foi outorgada a Grande Medalha da Inconfidncia, como homenagem pstuma.

    Minas sempre esteve sob a sombra vigorosa de suas mulheres. Antes da Inconfidncia, grande parte do sculo 18 conheceu a fibra de Maria da Cruz, moa fidalga da Casa da Torre, grande povoadora do So Francisco e lder da resistncia da regio aos desmandos da Coroa Portuguesa.

    No sculo 19, duas figuras femininas dominam a Histria. De uma delas, Dona Joaquina do Pompeu, temos documentao exaustiva, no s nos papis, como no sangue: entre seus numerosos descendentes destacaram-se personalidades fortes na poltica, na inteligncia e nos negcios em Minas. A outra, Ana Jacinta de So Jos, a Dona Beija, do Arax, foi mulher bela, de forte presena social e poltica em seu tempo, cuja vida fascinou seus contemporneos e alimenta, at hoje, a fantstica mitologia mineira.

    No podemos esquecer dona Tiburtina Alves, chefe poltica de Montes Claros. H duas verses para a famosa noite de 6 de fevereiro de 1930, quando se dispararam os primeiros tiros da Revoluo: uma, a de que os conservadores atiraram contra a residncia do deputado Joo Lus Alves, marido de Dona Tiburtina, e ela comandou o revide pessoalmente, a tiros, a partir de sua varanda.

    A outra a de que a provocao dos conservadores se deu com insultos grosseiros aos partidrios da Aliana Liberal - que unia mineiros e gachos contra o continusmo de Washington Lus - e a resposta foi bala. Com a fuga dos adversrios, a primeira refrega do movimento revolucionrio de 1930 foi ganha pelos correligionrios da brava mineira de Itamarandiba.

    So estas mulheres e milhes de outras que fizeram e fazem a histria de Minas e do Brasil. Temos, assim, orgulho de ser mineira a primeira mandatria suprema de nossa Repblica.

    Senhora presidenta,

    Vivemos os mineiros em permanente subverso pela liberdade. Esse o nosso fado, como lembrei h pouco.

    Quando nos apontam como conservadores, esquecem-se, isso sim, de que somos conservadores dos princpios que nos uniram, h 300 anos, no Levante dos Emboabas de Manuel Nunes Viana contra a violncia de Borba Gato e seus insolentes seguidores.

    Esses princpios nos fazem buscar primeiro a paz, mediante o dilogo, na busca do pacto conciliador. S quando desdenham os nossos esforos, unimo-nos na resistncia e aceitamos o confronto. A vitria no nos conduz vingana. Como no provrbio berbere, quando o inimigo se curva, nosso sangue esfria.

    Aproveito este momento e este contexto para me permitir repisar tema que tem, nos ltimos tempos, galvanizado a ateno de todo nosso Estado, e a despeito de no ser novo, torna-se a cada dia mais atual.

    Refiro-me questo do marco regulatrio da explorao mineral em nosso pas. Estas montanhas que nos cercam foram civilizadas sob o plio da minerao. Ouro, pedras preciosas e os mais diversos minerais deram ao nosso Estado no s a sua denominao mas tambm a sua principal atividade econmica.

    Todavia, como disse o prefeito ngelo Oswaldo, o quadro atual de compensao pela explorao mineral no tem sido justo com nossas comunidades. O minrio de ferro, esteio fundamental do desenvolvimento econmico mundial, vem sendo retirado de nosso solo com pouca ou quase nenhuma retribuio, a ttulo de compensao. Mesmo o principal tributo estadual, o ICMS, no incide quando este produto exportado. Alm de no agregar valor no Estado, no gera o tributo tpico da circulao da riqueza.

    A senhora presidenta tem publicamente afirmado sua firme e correta inteno de rever este quadro, diria que draconiano, de modo a estabelecer um padro de justia e equidade.

    imprescindvel que a explorao mineral permita, agora e no futuro, que se crie riqueza e prosperidade, com atividades econmicas alternativas, para quando as jazidas se esgotarem, pois este dia, ainda que distante, chegar, pois, como dizia Artur Bernardes, o minrio s d uma safra. Esta a prioridade de nosso Estado. E Minas, como sempre, confia na Unio, para que se componha, na esfera da competncia legislativa federal, um quadro de equilbrio e de responsabilidade.

    Senhora presidenta, senhoras e senhores convidados, mineiros, amigos de Ouro Preto,

    Um dos transcendentais atributos de Minas a fora da memria. A nossa histria permanece guardada nas encostas rochosas das montanhas e ecoa, nos vales, a nos convocar aos deveres permanentes para com a vida, para com a Ptria, para com a F.

    Somos contemporneos de todo o passado, e isso nos faz contemporneos do futuro, como foi Juscelino, na frase feliz de Paulo Pinheiro Chagas. O tempo no passado entre ns. O tempo est em torno de ns. Tiradentes to nosso contemporneo quanto Tancredo, to nosso contemporneo quanto os trabalhadores mineiros, que constroem, com suor e brio, a prosperidade comum.

    Quando, vindos de todas as partes, nos reunimos aqui, h mais de trs sculos, j trazamos o futuro nos olhos e na alma. E trazamos a irrefrevel misso de fazer ptria. o que temos feito, desde ento, e o que continuaremos a fazer.

    No podemos esmorecer nessa tarefa permanente da construo da nacionalidade, nesse trabalho rduo e necessrio de garantir a soberania sobre nosso espao e nosso destino.

    Esteja em casa, porque estas montanhas so a sua casa, presidenta Dilma Rousseff. So a sua casa, por ter nascido aqui; ainda mais, pela sua devoo ao juramento tcito de nossa gente, o de no faltar ptria, ao no faltar luta - pela liberdade, pela justia e pela igualdade. Muito obrigado.

    As fotos da cerimnia de entrega da Medalha da Inconfidncia - 21/04/2011 - Ouro Preto (MG) -esto disponveis no Flickr.

    Banco de imagens oficiais da solenidade: http://www.flickr.com/photos/governo_de_minas_gerais/sets/72157626415547651/

    Banco de imagens dos agraciados com a Medalha da Inconfidncia: http://www.flickr.com/photos/governo_de_minas_gerais/sets/72157626540269342/


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 21, 2011

    Lamento a morte do ex-presidente da Usiminas - Rinaldo Campos Soares. Receb a notcia atravs de meu amigo o Dr. Willer Pos. Escrevo enquanto enfrento um baita engarrafamento na famosa rodoavia de Manilha que liga o Rio a Cabo Cabo Frio - Bzios.

    Rinaldo morreu de cncer, nesta quinta-feira, em Belo Horizonte. O corpo est sendo velado na sede da FIEMG na Av. do Contorno. Ser levado no final da tarde para ser velado no Salo Nobre da Prefeitura de de Ipatinga. Foi em Ipatinga que Rinaldo fez histria como gestor competente da poderosa Usiminas. Eu tinha simpatia por ele. Sempre atencioso comigo como reprter que fui da Globo e o entrevistava sobre a privatizao da Usiminas. Fica o registro e nossos psames famlia.
    O ex-presidente da Usiminas Rinaldo Campos Soares morreu hoje 21/Abril em Belo Horizonte. Rinaldo Campos foi diagnosticado com cncer cerca de um ano atrs e vinha buscando tratamento desde ento. Ele fez carreira na Usiminas, onde trabalhou por trinta e oito anos. Foi um dos responsveis pela gesto de resultados que levou a Usiminas aos patamares atuais.

    Rinaldo Campos Soares era natural da cidade de Divinpolis MG, onde nasceu no dia 17 de junho de 1938. Foi aluno da Escola de Minas de Ouro Preto, formando-se em 1963, como engenheiro de Minas e Metalurgiae, mais tarde, na Universidade de Paris, concluiu o doutorado em Metalurgia. Em 1999, por designao do governo japons, tornou-se Cnsul Geral Honorrio do Japo, sendo condecorado, em 2004, pelo Imperador Akihito com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com Lao. Iniciou sua carreira profissional como Pesquisador do Institute de Recherches de La Sidrurgie IRSID, Frana, tornando-se, em seguida, Coordenador de Pesquisas Industriais do Instituto Costa Sena, da Fundao Gorceix. Em fevereiro de 1971, foi admitido na Usiminas como Assessor do Departamento de Engenharia Industrial, tendo ocupado as chefias dos departamentos de Engenharia Industrial, Laminao a Quente, Laminao a Frio, Metalurgia, Inspeo, Produo e, em 1983, a Chefia Geral da Usina Intendente Cmara. Em 1984, foi eleito Diretor de Operaes, permanecendo nessa funo at sua eleio para Diretor-Presidente da Usiminas, em abril de 1990, cargo que ocupou at abril de 2008.

    O corpo est sendo velado a partir das 14h na sede da Federao das Indstrias de Minas Gerais (Fiemg), em Belo Horizonte. Amanh, sexta 22 de Abril, ser levado para Ipatinga e depois retornar para ser cremado no Parque Resnascer, Regio Metropolitana de Belo Horizonte


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 20, 2011

    Nesta quarta, s 20:30 voc tem encontro marcado com o Talk show Joo Carlos Amaral na Rde Super, aqui em BH

    O nosso entrevistado ser o empresrio de joalharia Lauro Roscoe. Ele tem mais de 50 anos no ramo que conhece como ningum. Fala sobre o mercado de jias, as oportunidades de negcios e as perspectivas para os prximos anos. Vale conferir. Na Rede Super nesta quarta, 20:30 com reprise na sexta 9 da manh. Rede Super canal 23 a cabo.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 20, 2011

    Dia da Inconfidncia em Ouro Preto. confira como ser a solenidade presidida pelo governador Anastasia.

    Contedo Relacionado
    Governador Antonio Anastasia preside entrega da Medalha da Inconfidncia
    BELO HORIZONTE (20/04/11) - O governador Antonio Anastasia preside, nesta quinta-feira (21), s 10 horas, em Ouro Preto, na regio Central do Estado, solenidade de entrega da Medalha da Inconfidncia a 239 personalidades que contriburam para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil. O evento ter como oradora oficial a presidente da Repblica, Dilma Rousseff, que ser agraciada com o Grande Colar, grau mximo da Medalha da Inconfidncia.

    Maior comenda concedida pelo Estado de Minas Gerais, a Medalha da Inconfidncia entregue anualmente, desde 1952, com quatro designaes: Grande Colar (Comenda Extraordinria), Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidncia. Entre os agraciados esto ministros de estado, parlamentares, artistas, professores e profissionais liberais. A solenidade encerrar as comemoraes da Semana da Inconfidncia.

    Homenagens

    A cerimnia ser realizada na Praa Tiradentes, no centro histrico de Ouro Preto, onde a presidente Dilma Rousseff e o governador Antonio Anastasia recebero honras militares da Guarda de Honra da Polcia Militar de Minas Gerais. Cumprindo a tradio do dia 21 de abril, o governador assinar ato de transferncia simblica da capital do Estado para Ouro Preto.

    Tambm esto previstas homenagens a Tiradentes, mrtir da Inconfidncia, e a duas mulheres que viveram na Vila Rica de 1789 e testemunharam a Conjurao Mineira: Maria Dorotia Joaquina de Seixas (Marlia de Dirceu) e Brbara Heliodora Guilhermina da Silveira.

    A solenidade ter a participao da Orquestra Sinfnica da Polcia Militar de Minas Gerais, do grupo Meninas de Sinh e da atriz e cantora Thas Garayp, que cantar o Hino Nacional acompanhada por coral de crianas de Ouro Preto.

    Antes da abertura do evento, o governador Antonio Anastasia e a presidente Dilma Rousseff participaro da solenidade de sepultamento dos restos mortais dos inconfidentes Jos de Resende Costa, Joo Dias da Mota e Domingos Vidal de Barbosa. Eles tero lugar no Panteo do Museu da Inconfidncia, onde esto enterrados outros 13 inconfidentes. O sepultamento foi autorizado depois que a ossada dos inconfidentes foi oficialmente identificada pela Faculdade de Odontologia da Unicamp, em Piracicaba (SP).

    Servio:

    Evento: Solenidade de incorporao dos restos mortais dos inconfidentes Jos de Resende Costa, Joo Dias da Mota e Domingos Vidal de Barbosa ao acervo do Museu da Inconfidncia

    Local: Panteo dos Inconfidentes - Museu da Inconfidncia

    Data: 21/04/2011

    Horrio: 9h30

    Evento: Solenidade de entrega da Medalha da Inconfidncia

    Local: Praa Tiradentes - Centro Histrico de Ouro Preto

    Data: 21/04/2011

    Horrio: 10 horas


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 20, 2011

    Defensoria Pblica de Minas em ao

    Em duas reunies realizadas, na sexta-feira (15/04), no Salo Nobre do edifcio sede da Defensoria Pblica de Minas Gerais (DPMG), o Corregedor-Geral, Eduardo Vieira Carneiro, apresentou aos Defensores Pblicos da Capital, o Relatrio on line - novo sistema eletrnico das prestaes jurdicas elaboradas mensalmente pelos Defensores.

    O Corregedor-Geral ressaltou que o Relatrio, iniciativa pioneira da DPMG, um sistema de informatizao de primeiro mundo, de fcil utilizao e que a alimentao do programa ser feita por cada Defensor conforme sua escolha e disponibilidade. Eduardo Vieira lembrou ainda que, como um dos principais benefcios do sistema o fornecimento, em tempo real e com elevada preciso, dos nmeros e resultados da Defensoria, quanto maior a agilidade em alimentar os dados, maior ser a eficincia do Relatrio on line.

    O Corregedor-Geral lembrou que a Defensoria Pblica tem a obrigao de prestar contas de suas atividades sociedade. Nossa instituio necessria e imprescindvel justia e cada Defensor Pblico deve ser um elo para agregar, dar visibilidade s aes da Defensoria para fazermos juz s nossas reivindicaes, afirmou Eduardo Vieira.

    Na viso da Corregedoria, as reunies foram positivas, dentro do limite da normalidade e os Defensores Pblicos presentes demonstraram boa receptividade ao novo sistema.

    Durante as reunies, compuseram a mesa, alm do Corregedor-Geral, Eduardo Vieira Carneiro; o Assessor Institucional, Glauco David de Oliveira Sousa; o Defensor Flavio Rodrigues Lelles, representando o presidente da Adep-MG, Felipe Soledade; o Diretor de Planejamento e Oramento, Ramon Neres; a diretora de Recursos Humanos, Carla Aparecida de Souza Carvalho e o Superintendente de Gesto da Informtica, Srgio Aguilar Silva.

    Prestigiaram ainda o evento, a Defensora Pblica-Geral, Andra Tonet e a SubDefensora Pblica-Geral: Ana Claudia da Silva Alexandre.

    Sobre o sistema e sua implantao

    O Relatrio on line passar a vigorar a partir de 2 de maio na Capital e em comarcas da regio metropolitana, que j esto recebendo treinamento pelo Gestor da Corregedoria-Geral, Tadeu Rodrigo Tito de Oliveira e tcnicos da Informtica.

    O novo sistema substituir o atual e poder ser alimentado diariamente, sendo finalizado mensalmente s 23h59 do ltimo dia do ms, horrio aps o qual sero permitidos apenas lanamentos relativos ao ms subseqente.

    Antes da efetivao da implantao do novo sistema, os Defensores da Capital podero esclarecer suas dvidas com o Gestor Tadeu Rodrigo Tito de Oliveira, no perodo de 18 e 19 de abril e de 25 a 30 de abril. Aps a implantao, o suporte e o esclarecimento de dvidas sero permanentes.

    O novo Relatrio on line resultado de um trabalho realizado em conjunto pela Corregedoria- Geral, a Defensora Pblica-Geral, a Diretoria de Recursos Humanos, a Superintendncia de Gesto da Informtica e foi elaborado a partir das sugestes e da colaborao de Defensores Pblicos que se ofereceram para participar.

    Com o tempo e o uso do Relatrio on line, crticas e sugestes serviro de base para reformulaes e ajustes de forma setorizada.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 19, 2011

    Deputados de olho. Polmica sobre venda de imveis na planta.

    Especialistas defendem punio
    para atraso na entrega de imveis

    A proibio de venda de novos imveis na planta ou de concesso de alvar para a construo de novas edificaes enquanto os imveis j vendidos no forem entregues pelas construtoras foram algumas das medidas para proteger o consumidor defendidas por especialistas em reunio da Comisso de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, nesta tera-feira (19/4/11). Requerida pelo deputado Duarte Bechir (PMN), a audincia teve como objetivo debater a situao de consumidores que compram imveis na planta e no recebem as chaves na data prevista no contrato.

    O coordenador do Procon Assembleia, Marcelo Barbosa, afirmou que o atraso na entrega dos imveis comprados na planta se tornou um problema nacional. Segundo ele, apenas em 2011, o Procon Assembleia j registrou 70 reclamaes contra as construtoras Tenda e MRV. Ele afirmou que o Procon Assembleia apresentou uma representao junto ao Ministrio Pblico e espera que sejam tomadas medidas para resolver a situao. " necessrio fazer, por exemplo, um ajustamento de conduta. Temos que pesar a mo no bolso das construtoras para tentar resolver o problema", afirmou.

    Marcelo Barbosa defendeu como medida extrema que as construtoras sejam proibidas de vender novos imveis enquanto no realizarem a entrega dos j vendidos. "Infelizmente a situao passou do limite e preciso que o Ministrio Pblico adote uma ao enrgica para defender os consumidores", afirmou.

    O presidente da Comisso de Direito Imobilirio (OAB/MG), Knio de Souza Pereira, tambm considerou que a situao atual muito grave, sendo importante uma atuao e interferncia do Ministrio Pblico e do Poder Pblico na defesa do consumidor.

    Para ele, a devoluo do dinheiro com correo no uma soluo que atende aos consumidores. "O valor dos imveis est subindo muito anualmente. Dessa forma, a simples devoluo do valor pago no incio do contrato, mesmo que corrigido, no resolve o problema do consumidor pois, com essa quantia, ele no consegue mais comprar um imvel no mesmo padro", considerou.

    Legislao - Knio de Souza Pereira defendeu a elaborao de legislao especfica para regulamentar a situao e proteger o consumidor. Ele defendeu a aprovao de projeto de lei que tramita na Cmara Municipal de Belo Horizonte estabelecendo que somente podero ser concedidos alvars para a realizao de novas edificaes se a construtora no possuir atrasos na entrega de imveis superior a 60 dias. "As empresas no podem continuar lanando novos empreendimentos se no esto entregando os imveis j previstos dentro do prazo", afirmou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 19, 2011

    Bristol e Garoto se unem para adoar a boca dos clientes na Sala VIP do Aeroporto de Vitria.

    Bristol Hotels e Chocolates Garoto firmam parceria
    e estaro juntos nesta Pscoa no aeroporto de Vitria

    Alm do conforto e convenincia, clientes da Bristol desfrutaro tambm das delcias da Garoto na sala VIP do aeroporto Eurico Sales


    A mineira Bristol Hotels, que desde outubro do ano passado passou a integrar o Grupo Allia Hotels, formado tambm pela paulista Plaza Inn e a maranhense Rede Solare, acaba de fechar uma parceria estratgica e saborosa no Esprito Santo com a lder Chocolates Garoto, que promete surpreender e encantar os clientes nesta Pscoa. A iniciativa, viabilizada atravs do superintendente da Bristol, Luiz Fantin, coloca disposio dos clientes da rede hoteleira na sala VIP do aeroporto Eurico Sales, em Vitria, como cortesia, boa parte da linha de produtos Garoto, como o tradicional bombom Serenata, as famosas pastilhas de hortel, biscoitos de chocolate ao leite, entre outros. Alm da Pscoa, a ao tambm celebra os dois anos de sucesso do espao VIP da Bristol na capital capixaba, que ganhou o sugestivo nome de Bristol Vip Club. A Bristol mantm tambm parceria com outras duas empresas que so lderes de mercado em seus segmentos no Esprito Santo: a Real Caf e a Refrigerantes Coroa.

    Com forte presena em Minas Gerais e lder do segmento no Esprito Santo, a Bristol Hotels, por intermdio do seu espao VIP acaba de marcar mais um ponto importante na sua estratgia de marketing de relacionamento com os seus clientes. O espao, de 220 metros quadrados de rea, possui decorao moderna e confortvel, estaes de trabalho com acomodaes especiais para uso de laptop (laptable), computadores convencionais e uma sala exclusiva para reunies privadas ou corporativas.

    Dentre os servios oferecidos, possvel acessar a internet (wireless/banda larga), tomar um saboroso caf expresso, fazer um lanche ou simplesmente ler jornais e revistas disponveis com tranqilidade e conforto. Agora, de forma ainda mais saborosa e agradvel, com os produtos da Garoto.

    O Bristol Vip Club est aberto das 8h s 22 horas. Quem est no comando de coordenao de equipe naquele espao o Sr. Patrick Calhau, que pode ser contatado pelo email vipclub@redebristol.com.br ou pelo telefone (27) 3235-6401.


    MULTITEXTO COMUNICAO EMPRESARIAL
    Rua Gonalves Dias, 1181 Sala 1004 Savassi CEP: 30140-091
    Telefones: (31) 3426-1491/9983-2905
    E-mail: multitexto@multitexto.com.br - www.multitexto.com.br
    Jornalista responsvel: Schubert Arajo (MG 02410 JP)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 19, 2011

    Tecnologia do conhecimento. Vale investe em Minas.

    
    Governador Antonio Anastasia assina termo de doao de terreno para o Instituto Tecnolgico Vale


    Omar Freire/Imprensa MG

    Governador Antonio Anastasia e o presidente da Vale, Roger Agnelli
    Ver galeria de fotos
    Contedo Relacionado
    Pronunciamento do governador Antonio Anastasia durante assinatura de termo com a Vale
    BELO HORIZONTE (18/04/11) -O governador Antonio Anastasia e o diretor-presidente da Vale, Roger Agnelli, assinaram nesta segunda-feira (18), no Palcio Tiradentes, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, termo de permisso de uso de um terreno em Ouro Preto, na regio Central do Estado, destinado construo do Instituto Tecnolgico Vale (ITV), instituio que coordena as aes de Cincia e Tecnologia da empresa. A Vale vai investir R$ 162 milhes na construo do instituto, cuja inaugurao est prevista para 2013.

    Durante a solenidade, o governador Antonio Anastasia afirmou que a parceria com a Vale fundamental para agregar valor s riquezas mineiras do Estado, gerando empregos de qualidade. O instituto, criado em 2009, desenvolver pesquisas na rea da minerao e ocupar terreno de 100 mil metros quadrados a 2 km do centro histrico de Ouro Preto.

    No podemos ter vergonha de termos minrio. Ao contrrio, temos que explorar bem o minrio. uma riqueza de Minas. Temos ainda ouro, nibio, fosfato, potssio e at gs. Temos que fazer isso: agregar a inteligncia disponvel e as modernas tecnologias para que essas riquezas minerais gerem novas riquezas, disse o governador.

    O diretor-presidente da Vale, Roger Agnelli, afirmou que a parceria ser estratgica para o desenvolvimento sustentvel do Estado e da mineradora. um passo importante, um cone. Uma parceria extraordinariamente importante que coloca Minas Gerais no centro do desenvolvimento de tecnologia na rea de minerao. Por mais que muita gente diga que minerao isso, ou aquilo, minerao pura tecnologia. Cada mina diferente e exige uma tecnologia diferente, disse.

    Roger Agnelli lembrou ainda que o projeto permitir o retorno de pesquisadores brasileiros que atuam no exterior. O ITV, por exemplo, contar com cerca de 300 profissionais entre funcionrios e visitantes, dos quais 50 pesquisadores brasileiros e estrangeiros, todos com doutorado e ps-doutorado. O diretor do ITV em Ouro Preto ser o professor Paulo Marcos de Paula Vasconcelos, chefe do Instituto de Cincias da Terra, da Universidade Queensland, na Austrlia.

    Parceria com a Vale

    O governador Antonio Anastasia lembrou ainda que o Estado mantm outras parcerias com a mineradora. Recentemente, o Governo de Minas formalizou acordo com a Fundao Vale, que prev investimentos de R$ 143 milhes no Programa de Ensino Profissional (PEP). O programa de qualificao de alunos da rede estadual atende hoje 172.872 jovens, em 128 municpios. Com a parceria da Vale, o nmero de jovens beneficiados saltar para 203.772, nos prximos anos.

    Queremos aprofundar esse tipo de parceria, no s nas questes de logstica, na explorao minerria, no conhecimento, mas em alternativas, que tenham sempre essa obsesso de gerao de empregos de qualidade em nosso Estado, afirmou o governador.

    Fapemig

    A parceria com a mineradora teve incio em maro do ano passado, com a assinatura de convnio firmado entre a Vale e a Fundao de Amparo Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), para projetos nas reas de minerao, energia, ecoeficincia e biodiversidade, e produtos ferrosos para siderurgia.

    Foram aprovados 30 projetos individuais e 28 projetos em rede que, somados, ultrapassaram R$ 40 milhes. Entre os temas que recebero o financiamento da Fapemig esto novas tcnicas para a explorao de minrio de ferro que minimizam impactos ambientais, conservao da biodiversidade do entorno e anlises ambientais, econmicas e geolgicas.

    O secretrio de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, afirmou que a iniciativa faz parte da orientao do Governo de Minas de incentivar iniciativas que possam agregar valor ao patrimnio de Minas Gerais. Temos muita preocupao em melhorar a gesto de recursos hdricos, em redesenhar a poltica de meio ambiente. Ao falarmos da explorao mineral, temos que buscar tecnologias para o desenvolvimento da nossa explorao mineral com respeito sustentabilidade, disse Narcio Rodrigues.

    Construo sustentvel

    Situado s margens da BR-356, o projeto do Instituto Tecnolgico Vale assinado pelo arquiteto Fernando Peixoto e busca a mnima interferncia no terreno - apenas 4,9% do total de 100 mil metros quadrados sero ocupados com edificaes, mantendo, no restante, a rea verde original.

    O centro estar dividido em dois blocos: o edifcio-sede e uma ala de laboratrios. A arquitetura proposta se inspirou nas construes de Ouro Preto. Todas as instalaes sero dotadas dos mais avanados sistemas de eficincia e gerao energtica, racionalizao no uso de gua com utilizao de guas pluviais, e privilgio de materiais e acabamentos de impacto ambiental reduzido.

    Desde que foi lanado, em 2009, o ITV j distribuiu mais de 100 bolsas de mestrado e doutorado. Recentemente, o Instituto fechou um convnio com o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientfico e Tecnolgico) para oferecer bolsas de ps-graduao a moambicanos em universidades brasileiras, alm de convnios com o MIT (Massachusetts Institute of Technology) e com a EPFL (cole Polytechnique Fdrale de Lausanne), da Sua.

    Participaram da solenidade no Palcio Tiradentes, os secretrios de Estado Danilo de Castro (Governo), Dorothea Werneck (Desenvolvimento Econmico), Carlos Pimenta (Trabalho e Emprego), Renata Vilhena (Planejamento e Gesto) e Maria Coeli Simes Pires (Casa Civil e de Relaes Institucionais).


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 18, 2011

    CASAMENTO em cermnia ntima em Barbacena - para 300 convidados e convidadas. ( Gostaramos de ter enviado, no 300 , mas sim 3 mil convites...). Foi na tradicional capela neoclssica do Colgio Imaculada Conceio em Barbacena. No altar a advogada Julyane Rodrigues (Amaral) da Silva e o Analista de Sistemas da Oi em BH, Jlio Csar Amaral. Ela filha de Maria Terezinha e Eugnio Rodrigues da Silva. Ele da decoradora Cida Amaral e do jornalista Joo Carlos Amaral. Durante a cerimnia belas msicas foram interpretadas pelo Grupo Musical GERARD Veloso de Belo Horizonte. A recepo no ALCAS BUFFET animada pela Banda VISCERAL de Barbacena. Detalhe: o baixista da banda foi o administrador de empresas, meu irmo Daniel Amaral. Uma bela surpresa para nossa famlia. O som rolou at s 5 da madrugada em Barbacena. Vale conferir as belas e artsticas fotos do Stdio Giancastro (de Barbacena). Ateno: para AMPLIAR s CLICAR na foto.

     





































































































                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Abril 17, 2011

    POOS DE CALDAS. Governador coloca o p na estrada.


    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Anastasia autorizou implantao de rede de gs natural em Poos de Caldas
    Anastasia autorizou implantao de rede de gs natural em Poos de Caldas



    O governador Antonio Anastasia assinou, neste sbado (16), em Poos de Caldas, no Sul de Minas, ordem de servio para que a Companhia de Gs de Minas Gerais (Gasmig) distribua gs natural no municpio. Com investimentos de R$ 4,1 milhes, a rede atender inicialmente o comrcio da rea central da cidade. Num segundo momento, a Gasmig levar o gs natural tambm para as residncias. O primeiro contrato da Gasmig foi assinado durante a solenidade, com representantes da rede hoteleira de Poos de Caldas.
    Estamos dando um passo muito importante. Vamos ter, pela primeira vez em Minas, o gs servindo como combustvel para estabelecimentos comerciais e tambm para residncias. Poos de Caldas a primeira cidade do Estado a ter esse servio. O gs um combustvel no s mais barato, como tambm mais seguro, disse Antonio Anastasia, em entrevista.
    O presidente da Companhia Energtica de Minas Gerais (Cemig), Djalma Morais, e o presidente da Gasmig e diretor de Gs da Cemig, Fuad Noman, tambm estiveram em Poos de Caldas, acompanhando o governador.
    O gs chegar cidade por meio de um ramal de 9 km, que passa pelo Sul de Minas e j atende indstrias da regio desde janeiro de 2010. A inteno fornecer o gs para hotis, clubes, hospitais e restaurantes. A Gasmig tambm est negociando com postos de combustveis para fornecer Gs Natural Veicular (GNV) no municpio.
    O gs natural tem um valor fundamental para atrair indstrias para Minas Gerais. Queremos lev-lo at Pouso Alegre, e tambm a outras regies do Estado. A possibilidade do gs significa a atratividade de mais empreendimentos e, com isso, a criao de mais empregos, afirmou o governador.
    O gs natural representa maior segurana, economia e comodidade para o comrcio, em relao a outras fontes de energia, como o gs liquefeito de petrleo (GLP) e o leo combustvel. Ele mais leve do que o gs de botijo, dissipando-se rapidamente na atmosfera em caso de vazamento, o que o torna mais seguro. Como o fornecimento contnuo, por meio de redes subterrneas, tambm no h necessidade de armazenamento.
    Palace Casino
    Aps a assinatura da ordem de servio, Antonio Anastasia visitou as obras de reforma do prdio histrico do Palace Casino, que esto sendo feitas pela Companhia de Desenvolvimento Econmico de Minas Gerais (Codemig).
    Trata-se de um dos prdios mais belos de Minas Gerais, um investimento muito necessrio para o turismo da regio do Sul de Minas. Agora vamos iniciar a reforma das Thermas, tambm uma obra monumental da dcada de 20, que ser restaurada na sua grandeza e no seu esplendor. Tambm aqui em Poos de Caldas, vamos iniciar, no mximo no ano que vem, as obras do Centro de Convenes, disse Antonio Anastasia.
    Sinfonia das guasAinda em Poos de Caldas, o governador Antonio Anastasia assistir, noite, apresentao da Sinfonia das guas - Orquestra Sinfnica de Poos de Caldas. Nesta edio da Sinfonia das guas, que abre a temporada de 2011, sero homenageados o compositor Franz Liszt, o msico Alton Glenn Miller e os 100 anos de nascimento de Maria Gomes de Oliveira (8 de maro de 1911), mais conhecida como Maria Bonita.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 15, 2011

    Boa notcia

    Estabelecido novo prazo para sacolas recicladas e sacolas biodegradveis que no fazem meno norma tcnica da ABNT




    Aps reunio realizada ontem com o secretrio municipal de Governo da Prefeitura de Belo Horizonte, Josu Valado, a Federao do Comrcio de Bens, Servios e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomrcio Minas) representada pelo assessor da presidncia da entidade, Marshall Garcia, e pelo advogado Conrado Di Mambro Oliveira, conseguiu adiar por 120 dias a fiscalizao punitiva da medida que estabelece o uso das sacolas recicladas e das sacolas biodegradveis que no fazem meno norma tcnica da ABNT (a medida atinge apenas essas duas sacolas) em substituio ao uso das sacolas plsticas, que teria incio na prxima segunda-feira, 18.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 15, 2011

    Fique por dentro da Economia

    LEIA NA EDIO DE HOJE NO DIRIO DO COMRCIO

    Minas aposta na diversificao

    A secretria de Desenvolvimento Econmico, Dorothea Werneck, reafirmou ontem, na apresentao do balano dos cem dias de gesto pelo governador Antonio Anastasia, que a grande aposta do Executivo para a atrao de investimentos a diversificao da produo industrial. Ela adiantou que empresas do setor de bens de capital querem fazer aportes em Minas. Quanto nova unidade da taiwanesa Foxconn, que anunciou investimentos de US$ 12 bilhes no pas, garantiu que o Estado est forte na disputa. J a proposta da CBS de investir US$ 500 milhes em uma fbrica de waffers na Grande BH pode ser viabilizada ainda neste ano.
    leia mais
    Centauro investir R$ 260 mi em expanso

    A Centauro Esportes, rede pertencente ao grupo mineiro SBF, vai investir R$ 25 milhes em Minas ao longo deste ano. O montante ser aplicado na inaugurao de quatro lojas e na expanso do centro de distribuio de Extrema.
    leia mais
    Copasa busca R$ 288 mi com a Caixa

    A Copasa est concluindo negociaes para fechar uma operao de crdito de R$ 288 milhes com a Caixa Econmica Federal. Os recursos sero utilizados em quatro obras no Estado. O financiamento ser feito por meio da emisso de debntures simples, no conversveis em aes. O custo ser de 10% ao ano.
    leia mais



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 15, 2011

    Nesta sexta.

    HOJE, 09:00 da manh na Rede Super tem entrevista exclusiva
    com Nestor de Oliveira, secretrio de Estado de comunicao social do governo Anastasia.


    Nesta sexta voc tem encontro marcado
    com o Programa Joo Carlos Amaral Entrevista na REDE SUPER.

              
    O secretrio de Comunicao de Minas
    Nestor de Oliveira e Adolpho Resende, 
    presidente do Sinapro-MG


    Nosso entrevistado desta quarta-feira, s 20:30
    no "Talk Show Joo Carlos Amaral Entrevista" na REDE SUPER
    o experiente jornalista NESTOR DE OLIVEIRA,
    secretrio estadualde comunicao do governo Anastasia.
    Nestor fala do projeto estratgico que est implantando em Minas.
    Mais detalhes:
    assista entrevista exclusiva que fiz com ele na Rede Super.



    A entrevista dele pode ser vista pelo cabo NET, canal 23.
     E pela internet:
    www.redesuper.com.br.
    s clicar no cone assista on line.

    Nesta sexta s 9:00 da manh.

      
                                                                 

     

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,
    toda quarta-feira,s 20:30 
    com reprise:
    s sextas-feiras s 9 da manh.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 15, 2011

    Marca histrica.


    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Governador Anastasia em pronunciamento no balano dos 100 dias de governo
    Governador Anastasia em pronunciamento no balano dos 100 dias de governo




    BELO HORIZONTE (14/04/11) - O governador Antonio Anastasia apresentou, nesta quinta-feira (14), no Auditrio JK, na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, o balano dos 100 dias do governo. Durante reunio que contou com a presena de todos os secretrios de governo, o governador apresentou as primeiras aes do Governo de Minas e as polticas pblicas que nortearo os prximos quatro anos. A reunio serviu ainda para firmar as novas metas pactuadas entre todos os rgos da administrao e lanar o novo site em que a populao poder participar do processo de gesto em Minas Gerais.
    Esses 100 dias demonstraram a possibilidade de criarmos, de surpreendermos, de sermos diferentes para conseguirmos resultados melhores. Esse o desafio fundamental que nosso governo tem que lanar permanentemente. ele que comemoro com todos que aqui esto, sabendo que ainda teremos muitos e muitos perodos de 100 dias at o fim de mandato, em 31 de dezembro de 2014. Tenho a mais serena convico de que temos bons resultados a comemorar, disse o governador.   
    Gesto para a Cidadania
    Na primeira parte da apresentao, o governador Antonio Anastasia mostrou a evoluo da gesto pblica em Minas Gerais que, por meio do Choque de Gesto, iniciado em 2003, equilibrou as contas pblicas e permitiu maior capacidade de investimentos sociais e de infraestrutura. Na segunda-fase, chamada de Estado para Resultados, houve o aprofundamento das melhorias no desempenho do Estado para a busca de avanos sociais. Na terceira gerao do Choque de Gesto, a ser implantado neste Governo, o foco ser o fortalecimento da cidadania, com o chamado Estado em Rede.
    J levamos o Governo, atravs dos resultados, para perto das pessoas que passaram a sentir a ao do poder pblico. Mas isso no nos basta. importantssimo que o cidado tenha uma ao mais efetiva dentro do Governo, porque as polticas pblicas s sero exitosas se tivermos o compromisso dessas pessoas, disse Antonio Anastasia.
    Os pilares para a implantao do novo modelo de gesto estabelecido pelo Governo de Minas sero a transparncia, o estabelecimento de prioridades claras, o engajamento da sociedade civil e a participao com qualidade.
    Principais resultados
    Nos 100 dias de governo, vrias aes j comearam a ser implementadas. O governador Antonio Anastasia citou, como exemplo, a repactuao das Metas do Milnio com as Organizaes das Naes Unidas (ONU). Das sete metas objetivas propostas at 2015, Minas Gerais alcanou e superou cinco delas ainda em 2008. Diante do bom resultado, Minas Gerais pactuar novas e mais ousadas metas com a ONU para os prximos quatro anos.
    Nesse perodo, foi lanado o programa inovador Oficina de Travessias, que rene as principais aes do Governo de Minas nas reas de educao, sade, assistncia social e gerao de emprego. O projeto cria um novo conceito, a incubadora social, em que programas j testados ou em fase de implantao, como Professores da Famlia e Porta a Porta, sero experimentados para depois serem expandidos. Nesta primeira fase, nove cidades sero beneficiadas: Confins, Capim Branco, Mateus Leme, Matutina, Ninheira, Arinos, Santo Antnio do Jacinto, Itinga e Presidente Kubitschek.   
    Outras aes inovadoras foram a instituio da contrapartida social para transferncias voluntrias de recursos do Estado para os municpios mineiros e a criao do Comit de Negociao Sindical com a finalidade de formalizar um espao sistemtico e permanente de negociao entre o governo e representantes dos servidores. Alm disso, o governo Antonio Anastasia criou a Subsecretaria de Gesto de Pessoas para dar continuidade implantao de polticas para valorizao e profissionalizao dos servidores.
    Sade
    Na rea da sade, um dos destaques dos 100 dias de governo foi a escolha do laboratrio da Fundao Ezequiel Dias para a fabricao do Tenofovir, medicamento usado por pessoas com Aids em todo o mundo. A Fundao Hemominas tambm iniciou as obras do Centro de Tecidos Biolgicos de Minas Gerais (Cetebio), o primeiro banco integrado de tecidos biolgicos do Brasil.
    No campo da Educao, o governador Antonio Anastasia ressaltou o lanamento do projeto Professores da Famlia, criado para aumentar o desempenho dos estudantes do ensino mdio e reduzir a evaso escolar. O programa j conta com 100 profissionais treinados para atuar junto aos alunos da rede estadual, em nove municpios. O Estado, em parceria com a Fundao Vale, investir mais R$ 143 milhes no Programa de Ensino Profissional que atende 172.872 jovens, em 128 municpios. Com a parceria, o nmero de jovens beneficiados saltar para 203.772. Alm disso, no perodo, houve adeso demais de 60 mil alunos ao Programa Poupana Jovem em nove municpios.
    Desenvolvimento Social
    Na rea de desenvolvimento social, o governador assinou decreto destinando 1% dos recursos oramentrios para projetos de combate s drogas, o que corresponde entre R$ 70 milhes e R$ 110 milhes/ano. Houve ainda o lanamento do programa Carto Trabalhando a Cidadania, com a entrega dos primeiros cartes magnticos do Banco do Brasil a presos que trabalham paralelamente ao cumprimento da pena. A meta entregar 1.500 cartes magnticos at o final deste ano.
    Outro destaque foi o lanamento do projeto Porta a Porta, dentro do Programa Oficina de Travessias. O Porta a Porta ir indicar, por meio de uma pesquisa feita de casa em casa, em nove municpios, quais so as principais privaes de cada comunidade atendida pelo programa. O programa ser estendido a mais 36 municpios.
    Infraestrutura
    Na rea de infraestrutura, o governador Antonio Anastasia destacou o repasse de R$ 70 milhes a 85 municpios atingidos pelas chuvas. Ele destacou ainda o apoio do Governo de Minas para programas virios em Belo Horizonte, como a reforma do Complexo da Lagoinha e o incio do programa Caminhos de Minas, que vai pavimentar 227 estradas ligando municpios mineiros de vrias regies.
    Outra ao importante nessa rea foi a assinatura de protocolo de intenes entre o Governo de Minas e o governo federal para inverses de R$ 750 milhes destinados construo do gasoduto que ligar Uberaba, no Tringulo Mineiro, a So Paulo. O investimento no gasoduto permitir a implantao no municpio de uma fbrica de fertilizantes nitrogenados da Petrobras, com investimento de US$ 1,3 billho e gerao de cerca de 5 mil empregos.
    Minas em Movimento
    Na reunio do balano dos 100 dias de governo, Antonio Anastasia apresentou o projeto Minas em Movimento, que prope nova relao com a sociedade por meio da internet. Acessando o site www.movimentominas.com.br, os cidados mineiros podero participar do processo da gesto pblica, apresentando propostas e sugestes.
    Estamos fazendo grande esforo para chamar a sociedade mineira a participar conosco do Governo. Atravs de sugestes, opinies, ideias e desse site que est sendo lanado aqui. um projeto que prev melhorias em indicadores de Minas at 2030. Temos que fazer um planejamento no s desses anos, mas do futuro, como, alis, todos pases em desenvolvimento e desenvolvidos realizam, disse o governador.
    Para Antonio Anastasia, o planejamento foi um dos marcos importantes do processo de retomada do crescimento do Estado.
    A marca do planejamento foi, ao longo dos oito anos do governo Acio Neves, algo conquistado pela sociedade mineira. No podemos, em nenhum momento, permitir que haja quebra da possibilidade de termos entre ns o planejamento sempre como uma conquista muito grande. Esse o ponto fundamental, portanto, que devemos ter entre ns, concluiu.
    Alm dos secretrios de Estado e representantes de rgos da administrao direta e indireta, participaram da reunio deputados estaduais, lideranas empresarias, polticas e de movimentos sociais, servidores pblicos e jornalistas. O vice-governador Alberto Pinto Coelho, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Dinis Pinheiro (PSDB), e o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, tambm compareceram ao evento. 
    Trechos do pronunciamento do governador Antonio Anastasia
    Estado em Rede
    Fomos chamados e desafiados para um novo compromisso, uma certa ousadia, qual : a Gesto para a Cidadania, o Estado em Rede. O que significa a Gesto para a Cidadania? Ns j levamos o Governo, atravs dos resultados, e vimos isso nos filmes, para perto das pessoas que passaram a sentir a ao do Governo. Mas isso no nos basta. importantssimo que o cidado tenha uma ao mais efetiva dentro do governo, porque as polticas pblicas s so exitosas se tivermos o compromisso dessas pessoas. Se no houve a participao de todos na questo do combate s drogas, sabemos que vamos falhar. fundamental que haja essa participao integrada.
    Quais so os pilares da gesto para a cidadania no Estado em Rede? Em primeiro lugar, naturalmente, a transparncia. O objetivo do Governo, ao chamar o cidado, mostrar. Mostrar os seus nmeros, as suas prioridades, as suas vontades, o que acontece no Estado, quais so as suas deficincias, porque temos que ser realistas, todo Governo tem deficincia.
    A introduo do conceito do Estado em Rede, pela Seplag, um desafio. Posso dizer aqui talvez de maneira desafiadora e corajosa, mais uma vez, que estamos inovando muito, que inovamos no Brasil no Choque de Gesto. Estamos desafiando de fato um Governo em Rede, o que significa uma verdadeira, plena, legtima e real participao das pessoas com poder decisrio dentro dessas Redes de Governo. Vamos comear pelo Norte, pelo Rio Doce, atravs dos comits instalados. O ncleo central de parcerias com o Terceiro Setor aprimorando o relacionamento do poder pblico com esse segmento que to importante na co-execuo das polticas pblicas identificadas como necessrias.
    Participao da sociedade
    Precisamos do engajamento da sociedade civil, ouvir e pactuar. Ouvindo para saber quais so as prioridades. Muitas coisas o Governo no conhece e pactuando quais so os nossos compromissos, todos podemos avanar juntos. A participao com qualidade com essas pessoas colaborando e integrando com o Governo de maneira completa. Lembrando que isso se d tambm nas esferas governativas, ou seja, do governo federal, que parceiro imprescindvel e fundamental, e, do mesmo modo, nossos municpios mineiros, todos eles, do menor municpio para a nossa capital, todos devem ter, de nossa parte, o tratamento respeitoso porque tambm so eles responsveis pelas polticas pblicas.
    Professores da famlia
    Esse um projeto que talvez seja, juntamente com o Poupana Jovem, que veio do mandato segundo do governador Acio com o qual eu, pessoalmente, tenho uma vinculao muito grande e quero ter uma grande fora nesse Governo com o objetivo de melhorarmos ainda mais os indicadores de educao.
    Programa de Ensino Profissionalizante
    O PEP foi lanado em 2007 e um programa imprescindvel para qualificao profissional, para que tenhamos mo-de-obra qualificada, porque no adianta trazermos para c as grandes empresas se no temos mo-de-obra. O PEP foi considerado um projeto muito exitoso. Vamos chegar agora a 200 mil atendimentos. A Vale se tornou parceira importante do governo nesse projeto, que no s da Secretaria de Educao, mas se desdobra para a rea de desenvolvimento econmico, trabalho e todo o governo. Porque ele pretende qualificar onde h demanda, por isso a importncia da presena de nossos empresrios.
    Poupana Jovem
    Temos agora 60 mil jovens no programa. um projeto j comprovado. Nesses primeiros 100 dias houve a sua expanso, com a introduo da cidade de Pouso Alegre. No h dvida que o Poupana Jovem o projeto que consegue diminuir a evaso escolar com a maior rapidez no ensino mdio. Vamos continuar expandindo-o. 
    Combate s Drogas
    Talvez seja um dos pontos mais relevantes para o futuro de Minas e do Brasil. Se no enfrentarmos a questo da droga de maneira, mais uma vez, ousada e corajosa, vamos perder a guerra. A, o nosso futuro estar comprometido. Ento, temos que ser muito criativos, porque sabemos as dificuldades jurdicas. A populao carcerria, cerca de at 80%, composta por pessoas egressas lamentavelmente de crimes decorrentes da questo das drogas.
    Projeto Travessia
    a forma como estamos trabalhando. Ele comeou em 2007, estamos estendendo a diversos municpios, j passamos de duas centenas. Nosso objetivo que o Travessia possa modificar a realidade especialmente nas pequenas localidades.
    Caminhos de Minas
    Estamos realizando alguns dos trechos. Estamos em tratativa com o Banco Mundial. H uma determinao do governo de todos os projetos executivos estarem prontos neste ano. E a vamos acelerar as obras a partir do ano que vem. o grande projeto rodovirio que vai substituir ao Proacesso.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 14, 2011

    Falem governador Anastasia, prefeito Mrcio Lacerda e secretrio da Copa, Srgio Barroso.


    Osvaldo Afonso/Secom MG
    Presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e o governador Antonio Anastasia
    Presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e o governador Antonio Anastasia

    Evento: 1
    Seminrio sobre o Fifa Fan Fest
    Local: Belo Horizonte (MG)
    Assuntos: Copa do Mundo de 2014,
    Fifa Fan Fest,
    investimentos em obras na capital,
    Aeroporto de Confins
    e Mineiro

    Diante da possibilidade da fan fest, pode ter, quem sabe, uma fan fest no interior de Minas, a inteno essa?
    Bem, em primeiro lugar, queremos agradecer muito a realizao desse seminrio em Belo Horizonte, cumprimentar o comit organizador aqui da capital, na pessoa do prefeito e do Tiago (Lacerda), ao secretrio Srgio Barroso, e dizer que pra ns uma honra a realizao de um evento dessa magnitude em Belo Horizonte. Segundo, a Fifa, naturalmente, apresenta a Fan Fest como uma realizao importante. Alm dos jogos, realizados dentro dos estdios por bvio, a Fan Fest se reflete numa participao popular mais efetiva, que, como foi dito na reunio e todos sabemos, o nmero de ingressos colocados venda, naturalmente, muito menor do que as pessoas que querem assistir. Ento, em eventos muito bem organizados j no passado, em Seul, posteriormente na Alemanha, na frica do Sul, e agora no Brasil, teremos uma participao popular muito mais efetiva durante os jogos. No s os jogos realizados nas sedes, mas tambm realizados nas demais sedes. Evidentemente, os comits e as organizaes locais vo discutir com a Fifa a possibilidade de estender esse tipo de evento para um nmero maior de cidades dentro de circunstncias que vo ser debatidas. Aqui est sendo dado o primeiro passo talvez, o primeiro pontap da rea de marketing e eventos da Fifa para discutir com os estados e as cidades como vai funcionar. Mas j h toda uma estrutura que veio das copas anteriores, mas temos certeza que ao ser realizado no Brasil esse modelo de Fan Fest, at pela personalidade alegre, expansiva e extrovertida do brasileiro, vamos ter aqui um movimento muito positivo.
    Mas o senhor, dentro do programa de vocs, tem esse objetivo de estender para o interior se for possvel?
    Claro, no h dvida. Temos reiterado isso de maneira muito enftica, o secretrio Srgio Barroso o responsvel, inclusive das chamadas sub-sedes, para que as cidades do interior de Minas tenham condies tambm de receber previamente selees que vo se preparando para os jogos e com a estrutura necessria e, claro, para o acompanhamento dos jogos tambm. Que as pessoas muitas vezes do interior no vo poder se deslocar para a capital ou para as outras cidades. Ento, vamos levar tambm esse tipo de evento para permitir uma participao maior. Como dito exausto no evento l em cima, a palavra mais repetida, em ingls, unique, singular, nica, uma oportunidade, de fato, rara na vida das pessoas, de participar de um evento como esse.
    O senhor aproveitou a oportunidade para falar com ele que cronograma aqui est tudo ok? O que vocs conversaram?
    Houve um encontro muito informal prvio, ns todos juntos, e, naturalmente, sempre reiteramos ao comit organizador local e tambm Fifa que, felizmente, Belo Horizonte est dentro dos cronogramas, sempre se oferecendo para realizao de eventos como esse que estamos tendo a honra de receber aqui em Belo Horizonte representantes dos outros estados e das outras capitais e do governo federal. Mas o mais importante a nossa luta permanente para ter aqui a abertura da Copa do Mundo, que uma pretenso nossa, j sabida, e deixar nossa sede, como a sede que seja considerada a que seja a melhor sede da Copa do Mundo no Brasil em 2014.
    Governador, o Fan Fest que foi feito durante a Copa da frica fez um pr-Fan Fest aqui em Belo Horizonte. Ele foi dividido em duas partes. O primeiro Fan Fest, em 2002, na Coria, eu me lembro em Seul que a grande fora dele era um Fan Fest no centro de Seul, que levava quase 2 milhes de pessoas. Eles passaram para vocs os estudos, porque que Seul conseguiu esse nmero que a Alemanha no conseguiu? Se por causa dessa diviso dentro do prprio pas ou se por causa da carncia de futebol do pas?
    Isso, com certeza, durante o seminrio que comea agora propriamente dito, fizemos s a abertura, todos esses assuntos sero levantados, feitas as ponderaes. Agora, eu acredito, a minha opinio pessoal, no estou falando aqui pelos organizadores, que no Brasil, pela caracterstica do brasileiro, pela nossa paixo absoluta pelo futebol, acho que a Fan Fest ser um sucesso estrondoso. Alis, como j aconteceu tambm nas Fan Fests realizadas aqui nas copas fora do Brasil, como aconteceu em Copacabana, em 2010, na Copa de 2010. Ento, estou muito animado, eu acho que vai ser um sucesso.
    Prefeito Marcio Lacerda
    O senhor j trabalha com um nmero de pessoas participando em Belo Horizonte?
    Estamos ainda em uma fase preliminar em relao Fan Fest, no sei se teremos uma, duas ou mais, portanto, seria um pouco prematuro adiantarmos definies mais precisas em relao a isso. Tivemos a Fan Fest na Praa da Estao e no Parque JK, naturalmente, para a Copa realizada no Brasil precisaramos de algo de dimenses maiores. Portanto, eu no queria adiantar, fazer especulaes em relao a isso, mas a partir de agora vamos em funo naturalmente  das definies, das diretrizes que sarem desse encontro,  vamos junto com o Governo do Estado debruarmos sobre esse  assunto, para termos de fato Fan Fests ou Fan Fest aqui altura da importncia que daremos Copa do Mundo.
    Prefeito, essa deciso exclusivamente do governo estadual e municipal ou esse nmero de Fan Fest em Belo Horizonte tem que ter o aval da Fifa?
    Certamente, porque teremos a participao financeira de patrocinadores, da Rede Globo, tal como foi dito agora h pouco pelo senhor Thierry e a deciso tem que ser partilhada, como inclusive foi em 2010, na nossa Fan Fest, no foi uma deciso exclusiva da prefeitura ou do Governo do Estado.
    Mas h uma pretenso de expandir essas festas para as regionais at mesmo pela questo da mobilidade, a cidade vai estar recebendo muitos turistas...
    Como eu disse, ter que ser uma deciso compartilhada, um debate envolvendo todos os interessados. Diria que estamos agora comeando o jogo. Penso que daqui a seis meses j poderemos ter uma definio mais clara.
    Comeando o jogo, Beag consegue a abertura da Copa?
    Olha, podemos j afirmar que Belo Horizonte ter papel importante na Copa das Confederaes, em funo, naturalmente, do bom andamento dos nossos projetos. Em relao abertura, para sermos bastante francos e diretos, se So Paulo no se habilitar, o que est parecendo difcil, pelo menos at agora, Belo Horizonte ser um competidor importante na questo da abertura.
    Secretrio Srgio Barroso
    A questo do Mineiro, o cronograma est tudo ok. Mas o problema serssimo a questo da Infraero, questo do aeroporto e mobilidade urbana, como que est isso?
    Eu no acredito que tem um problema serssimo. Acho que a questo da licitao do Terminal 1 est saindo...
    Mas o questionamento o terminal 2.
    No, bom a gente esclarecer que queremos o Terminal 1 e o Terminal 2. Mas o Terminal 1 estando pronto para a Copa do Mundo suficiente para a demanda. Queremos ter o Terminal 2, ou uma parte do Terminal 2 tambm pronto para a Copa, mas no necessariamente, mandatrio que isso acontea. O importante terminar o Terminal 1 at outubro de 2013.
    No Rio, a obra do Maracan acabou de ter um acrscimo no valor dela, que no estava previsto, por causa dos tombamentos de fachada, no Mineiro prev isso. Tem algum risco de aumentar o valor?
    No Mineiro no vai haver aumento de valor, porque no Mineiro, esse trabalho foi feito em 2009 e 2010. Foi tudo bem planejado, bem estruturado. Ento, no vai haver aumento nenhum de valor de obra no Mineiro.
    de quanto a obra?
    R$ 654 milhes para essa fase. A terceira fase para concluir o estdio. E vai ser entregue em dezembro de 2012 para a prtica esportiva a partir de 2013.
    Qual vai ser a obra na fachada do Mineiro?
    A obra na fachada do Mineiro apenas uma obra de ajustes, porque a fachada do Mineiro uma fachada tombada pelo patrimnio histrico ento o que vocs esto vendo ali no vai mudar, em termos de fachada. Claro que vai haver uma grande transformao. Os arcos da fachada vo permanecer como esto.
    A gente, confesso que na Copa da Coria, das trs que participei e vi de perto, parece que teve uma nova organizao mais forte do que a da Alemanha e, por ltimo, agora, da frica. Na frica, por exemplo, o principal estdio, ele ainda do lado de fora no tinha acabamento nenhum. A gente, os jornalistas tinham que passar no meio da terra para poder chegar ao estdio. Belo Horizonte estava l e a gente percebeu a presena forte do comit l. Belo Horizonte est preparada para fazer uma das maiores copas do mundo e outra, o qu que Belo Horizonte faz hoje e qual que o planejamento para o seu principal carto postal que est anexo ao Mineiro, que a Pampulha? 
    Marcio Lacerda
    Em relao Pampulha, apresentamos ao Governo Federal, no final do ano passado, at por demanda do Governo Federal, as cidades apresentaram suas demandas de financiamento para infraestrutura turstica. Ento, apresentamos um projeto bastante detalhado, minucioso, com muitas intervenes na cidade no sentido de melhorar a infraestrutura turstica, eu diria at a aparncia da cidade, totalizando mais de R$ 400 milhes. Desse total, cerca de 100 a 120 milhes seriam aplicados na Pampulha e no seu entorno. Ento, estamos aguardando essa definio do Governo Federal na questo da infraestrutura turstica. Eu tenho at uma reunio amanh com o ministro dos Esportes, Orlando Silva, em funo de eu ter sido eleito vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos, na semana passada, para os assuntos de Copa do Mundo. Ento, eu j, inclusive, essa semana entrei em contato com todas as prefeituras, pedindo sugestes para uma pauta dessa conversa com o ministro amanh, j como preparao de um encontro que as cidades e os Estados tero com a presidente Dilma, brevemente. Ento, essa questo do turismo o Governo Federal ainda no se posicionou, eles esto numa fase, certamente, de ajustes das contas do BNDS, da Caixa, do prprio Tesouro, mas certamente teremos uma definio brevemente e a Pampulha ser uma das nossas prioridades se tivermos que escolher entre os 400 milhes, o que essencial para Belo Horizonte.
    Prefeito, o senhor falando, o senhor assume essa questo da Frente Nacional dos Prefeitos, Minas Gerais, em Belo Horizonte, fazendo o dever de casa, mas quem faz a Copa do Mundo o Brasil. O prprio ministro Orlando Silva numa audincia pblica na sede do XX, disse que se as obras atrasarem a Copa do Mundo corre risco, 70% das obras teriam que comear este ano. Como que fica para quem est fazendo o dever de casa olhar para o lado e ver que as coisas no esto andando nos outros Estados da mesma forma, j que se eles no fizerem corretamente no tem jeito, o Brasil que vai ficar com uma imagem ruim.
    , exatamente como estvamos falando de imagem do Brasil, ns como brasileiros temos que ter uma solidariedade entre as capitais e os Estados, ajudarmos uns aos outros para que todos cumpram a sua misso e tenhamos uma boa Copa do Mundo nas 12 capitais. Reunies j tm acontecido entre as cidades, a ltima foi aqui em Belo Horizonte, na segunda quinzena de maro, onde uma srie de aes foram combinadas entre as cidades e os estados, portanto, estamos todos trabalhando. Agora, cedo tivemos uma boa notcia que Natal, que uma cidade que estava atrasada em relao ao estdio, o contrato de parceria vai ser assinado na prxima sexta-feira. Ento, eu acho que essa arrancada est acontecendo. Temos ainda trs anos para a Copa, possvel fazer muita coisa em trs anos, como possvel fazer muita coisa em dois anos para a Copa das Confederaes.
    Governador Antonio Anastasia
    Respondendo sobre o estdio do Mineiro, estamos totalmente tranquilos. A obra est prevista para concluso completa em dezembro de 12. Ento, para a Copa das Confederaes vencer um ano antes. Belo Horizonte tem todas as condies de ser, como o prefeito disse corretamente, uma posio de protagonismo nessa Copa, preparatria da Copa do Mundo. O Mineiro estar no s totalmente completo e mais do que isso, o mais bonito, escutem o que estou dizendo, vai ser o estdio mais bem preparado para a Copa do Mundo em 14. Muito obrigado e vamos trabalhar.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 14, 2011

    Comea nesta quinta e vai at amanh no Ouro Minas, aqui em BH, o Congresso do Minas petro.

    MINASPETRO
    REALIZA XII CONGRESSO DE POSTOS REVENDEDORES
    DE COMBUSTVEIS DE MINAS GERAIS.
     
     
                                Revendedores de combustveis e empresrios ligados ao setor de todo o estado de Minas Gerais estaro reunidos nos prximos dias 14 e 15 de abril, participando do XII CONGRESSO DE POSTOS REVENDEDORES DE COMBUSTVEIS DE MINAS GERAIS. O evento, promovido pelo MINASPETRO Sindicato do Comrcio Varejista de Derivados de Petrleo do Estado de Minas Gerais, com o apoio da Federao Nacional do Comrcio de Combustveis e de Lubrificantes FECOMBUSTVEIS ir discutir, dentre outros temas, o futuro da revenda de combustveis no Brasil, a gesto de pessoas no setor, bem como poltica e tica concorrencial. O evento ser realizado nas dependncias do OURO MINAS PALACE HOTEL, bairro Ipiranga, Belo Horizonte, MG.
                                                 
                                                    O Congresso, que durante os ltimos anos se firmou como um dos maiores do Brasil em termos de presena de pblico espera receber o maior nmero de participantes de sua histria. Em pauta, uma programao voltada, principalmente, para os principais problemas e desafios da Revenda.
    Notcias de Foz do Iguau: Foz do Iguau, PR









    Foto: Assessoria
    Cristiana Lobo, jornalista e comentarista


                                       Entre os convidados pelo MINASPETRO, estaro presentes a jornalista poltica e econmica da TV Globo e Globo News, Cristiana Lobo, o administrador de empresas, colunista e comentarista da rdio CBN e da Rede Globo de Televiso, Max Gheringer, o presidente do SINDICOM, Alsio Vaz, que abordar o tema "tica Concorrencial" e o diretor da Agncia Nacional do Petrleo, Gas Natural e Biocombustveis (ANP), Alan Kardek Duailibi.
     
                                       Foram convidados tambm e estaro presentes, o governador do Estado de Minas Gerais, Dr. Antnio Augusto Anastasia, o secretrio de Estado de Obras Pblicas de Minas Gerais, deputado federal Carlos Melles, o Deputado Estadual Gil Pereira e o presidente da Petrobras Distribuidora, Dr. Jos Lima Neto.
     
                                       O presidente do MINASPETRO e da FECOMBUSTVEIS, Dr. Paulo Miranda Soares, dirigir a solenidade de abertura do encontro, que contar com a presena de demais autoridades polticas, dirigentes sindicais de todo o pas, gestores e representantes do segmento, e destaca a importncia do evento: "o Congresso fundamental para discutirmos questes importantes da Revenda, bem como as novidades e assuntos em pauta na ordem do dia que afetam diretamente o setor".
     
                                        Encerrando os trabalhos, o advogado, professor, teatrlogo e romancista Ariano Suassuna ministrar uma aula sobre a "Histria da Cultura Brasileira".
     
                                       Paralelamente, contaremos com a presena dos nossos principais parceiros comerciais em uma feira, que incentivar novos negcios, ampliao e desenvolvimento do setor em todo o Estado de Minas Gerais.
     
     
    OBS: O Minaspetro tem total interesse em colaborar com sua pauta. Para tanto, solicitamos que se credencie para cobrir o evento atravs do e-mail: carolina@minaspetro.com.br ou ligue (31) 8459.0356 e fale com Carolina Piva. Caso tenha interesse por uma palestra especfica, ou um palestrante, solicite sua entrevista atravs dos mesmos contatos para que possamos, dentro da disponibilidade, agend-la.
     







    Minaspetro vai sortear 6 cortesias
    para o Hotel Tau de Arax durante Congresso
     

    Os revendedores de combustveis tem mais um motivo para participarem do XII Congresso do Minaspetro, que acontece nos dias 14 e 15 de abril, no Ouro Minas, em Belo Horizonte. Depois de uma parceria formada com o Tau Grande Hotel e Termas de Arax, o Sindicato vai sortear seis dirias de casal entre os inscritos pagantes no Congresso.

    Abaixo a programao completa do evento. As inscries podem ser feitas pelo site do Minaspetro: www.minaspetro.com.br e custa, at dia 20/03, R$100 para scios e R$160 para no scios. Aps esta data os valores passam a ser R$120 para scios e R$200 para no scios. O Convite adicional para a Festa do Revendedor pode ser adquirido por R$70.

    PROGRAMAO

    DIA 14/04 - QUINTA-FEIRA

    16h Abertura da Feira

    17h Abertura Oficial Autoridades

    17h30 Palestra Cristiana Lobo - Jornalista Econmica e Poltica, comentarista da Globo e Globo News, foi colunista dos jornais "O Globo", "Folha de So Paulo" e "O Estado de So Paulo".

    19h Visita Feira

    DIA 15/04 - SEXTA-FEIRA

    9h s 11h Palestra "Excelncia em Gesto" Max Gehringer Formado em Administrao, ps-graduado pela Fundao Getlio Vargas - FGV, com vrios cursos de extenso universitria nos Estados Unidos. Autor dos livros "Relaes Desumanas no Trabalho", "Comdia Corporativa", "No Aborde Seu Chefe No Banheiro" e "BigMax - Vocabulrio Corporativo". Foi colunista das revistas Exame, Voc S/A e Revista VIP, da Editora Abril e atualmente comentarista da Rdio CBN e da Rede Globo de Televiso.

    11h Palestra a definir

    12h Almoo livre

    14h Painel "Atualizao Sindical" Dra. Flvia Lobato Advogada comercialista do MINASPETRO Dr. Klaiston Soares de Miranda Ferreira - Advogado trabalhista do MINASPETRO Dr. Gustavo Fonseca - Advogado tributarista do MINASPETRO

    15h30 Palestra "Sistema Pblico de Escriturao Digital SPED" Sr. Yvens Lucchesi - Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais.

    16h30 Coffee-break

    17h Palestra: "tica concorrencial" Alsio Vaz - Engenheiro de construes, mestre em engenharia civil, mestre em administrao, executivo de carreira da Cia. Brasileira de Petrleo Ipiranga e atual presidente do SINDICOM.

    18h Palestra "A Histria da Cultura Brasileira" - Ariano Vilar Suassuna - Advogado, professor, teatrlogo e romancista. Desde 1990, ocupa a cadeira nmero 32 da Academia Brasileira de Letras, criador do movimento Armorial, autor de sucessos como "A Pedra do Reino" e "O Auto da Compadecida".

    20h30 Festa do Revendedor. Show com o cantor e compositor Geraldo Azevedo. Sequncia musical: Chiquinho.

    Outras informaes sobre o XII Congresso de Revendedores de Combustveis do Estado de Minas Gerais: (31) 2108-6500.


     




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 13, 2011

    HOJE, 20:30 na Rede Super tem entrevista exclusiva com Nestor de Oliveira, secretrio de Estado de comunicao social do governo Anastasia.

    Nesta quarta voc tem encontro marcado
    com o Programa Joo Carlos Amaral Entrevista na REDE SUPER.

              
    O secretrio de Comunicao de Minas
    Nestor de Oliveira e Adolpho Resende, 
    presidente do Sinapro-MG


    Nosso entrevistado desta quarta-feira, s 20:30
    no "Talk Show Joo Carlos Amaral Entrevista" na REDE SUPER
    o experiente jornalista NESTOR DE OLIVEIRA,
    secretrio estadualde comunicao do governo Anastasia.
    Nestor fala do projeto estratgico que est implantando em Minas.
    Mais detalhes:
    assista entrevista exclusiva que fiz com ele na Rede Super.


    A entrevista dele pode ser vista pelo cabo NET, canal 23.
     E pela internet:
    www.redesuper.com.br.
    s clicar no cone assista on line.

    Nesta quarta s 20:30
    com reprise sexta s 9:00 da manh.

    Mais?
    Confira no Talk Show do Joo Carlos Amaral
    na Rede Super de TV  no TALK SHOW
    Joo Carlos Amaral, assista!!!
                                                                   

     

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,
    toda quarta-feira,s 20:30 
    com reprise:
    s sextas-feiras s 9 da manh.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 13, 2011

    Melhoria para o Tringulo Mineiro.

    




    images/stories/destaque4.jpg




    O vice-governador Alberto Pinto Coelho e o secretrio de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, assinaram nessa quinta-feira (8), em So Jos dos Campos (SP), a pedido do governador Antonio Anastasia, protocolo de intenes com o Instituto de Estudos Avanados (IEAv) que integra o Departamento de Cincia e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Federao  das Indstrias do Estado de Minas Gerais regional Vale do Paranaba, Prefeitura Municipal de Tupaciguara e empresa AXIS Aerospace. O objetivo iniciar os estudos que possam viabilizar a instalao de um Polo Aeronutico no Tringulo Mineiro.  


    Ao assinar o documento, Alberto Pinto Coelho disse ao diretor do IEAv, Marco Antonio Sala Minucci, que conhecer "in loco"  os laboratrios e as atividades do instituto, "d mais orgulho de ser brasileiro". Em sua opinio, a parceria que comea a ser estabelecida mostra que Minas Gerais poder viver um novo momento na rea tecnolgica. Ele disse apostar no Estado como indutor do desenvolvimento, sobretudo quando h participao de diversas instituies da sociedade e de empresas interessadas em inovao. 


    O instituto uma organizao do Comando da Aeronutica que desenvolve pesquisa e desenvolvimento em diversas reas do conhecimento, entre elas escoamentos para aplicao de voos de veculos aeroespaciais. Um dos principais trabalhos desenvolvidos atualmente a propulso a laser para veculos aeroespaciais hipersnicos, ou seja, que podem voar 10 vezes mais rpido do que a velocidade do som. As pesquisas so lideradas pelo Brasil, que recebe, inclusive, pesquisadores da Fora Area Americana. 


    Narcio Rodrigues disse que estava no IEAv, naquele momento, buscando o que existe de melhor no Brasil para trazer a Minas Gerais, e que a presena do vice-governador selava um compromisso da maior importncia para o desenvolvimento. 


    O diretor do IEAv disse que a parceria com o Governo de Minas um momento histrico para a instituio que dirige. Ele fez um retrospecto da histria do DCTA, de onde tambm surgiu o Instituto Tecnolgico de Aeronutica (ITA), uma das mais bem avaliadas escolas de engenharia do Brasil. Explicou ainda que utilizar a propulso a laser como combustvel poder trazer uma reduo extremamente significativa dos custos para enviar cargas ao espao.  



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 13, 2011

    Na mdia.








    DEFENSORIA PBLICA DE MINAS
    TEMA DE REPORTAGEM
    DA TV RECORD
     
     




    A situao da Defensoria Pblica no estado de Minas Gerais, sua importncia para a sociedade e a demanda por novos Defensores Pblicos so alguns dos assuntos de destaque abordados pela emissora TV Record.

    Em entrevista reprter Virgnia Nalon, a Chefe de Gabinete da instituio, Defensora Marolinta Dutra esclareceu sobre a defasagem, tanto na capital, quanto no interior, no nmero de Defensores na ativa, o que resulta em um atendimento muitas vezes, deficitrio, devido quantidade insuficiente de Defensores.

    A Chefe de Gabinete informou que a disponibilizao pelo governo do Estado, de recursos para nomeao inicial de 50 candidatos aprovados no VI Concurso, promover um flego para aplacar pelo menos as situaes de maior emergncia, como as comarcas de Contagem, Betim, Ribeiro das Neves, Governador Valadares, Tefilo Otoni, Ipatinga, dentre outras. Segundo Marolinta Dutra, a expectativa da instituio que com a nomeao dos aprovados no VI Concurso e com novos concursos peridicos, a instituio tenha melhores condies de prestar um servio de qualidade populao carente.

    A entrevista ser exibida, hoje (12/04), s 19h40 no telejornal MG Record, apresentado pelo jornalista Carlos Viana e, amanh (13/04), s 7h20, no jornal MG no Ar e s 12h45, no programa Balano Geral MG apresentado por Mauro Tramonte.

    A Rede Record pode ser sintonizada atravs do canal 2 na TV aberta, canal 16 na NET ou canal 13 pela Oi TV.


    recordminasabril2011

    Chefe de Gabinete Marolinta Dutra: "nomeao promover um flego para aplacar as situaes emergenciais"

    Fonte: Ascom / DPMG (12/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 13, 2011

    Defensoria Pblica de Minas e Rdio Inconfidncia assinaram convnio. Sero veiculados spot da Defensoria fala do trabalho em defesa dosmais pobres. E Umprograma por semana s teras-feira s 15 horas na Brasileirssima. Convnio foi assinado pela defensora pblica geral, Andra Tonet e o presidente da Rdio Inconfidncia,jornalista Valrio Fabris - um simptico capixaba de Cachoeiro do Itapemirim, que vem revolucionando a Rdio Inconfidncia.



    Depois de assinar o convnio, dra Andra Tonet,
    gravou com muito gosto, o programa FEITO EM CASA,
    criado porPaulo Bastos.


    O defensor Eduardo Generoso,
    assessor parlamentar de relaes intereinstitucionais,
    a defensora pblica geral, Andra Tonet
    e opresidente da Rdio Inconfidncia, Valrio Fabris.


    A direo da Defensoria Pblica e os diretores a Inconfidncia.






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 13, 2011

    O jornalista Srgio Moreira - presidente da Abrajet MG - escreve para o importante site www.serramar.com.Br. (Abaixo algumas notcias que o boa praa Serjo mandou para o site, que de Porto Alegre no Rio Grande do Sul).

    Eleita por aclamao a Chapa RECONSTRUO para dirigir ABRAJET Minas, perodo 2011/2013. A eleio foi dia 28 de maro de 2001, na sede do BH Convention & Visitors Bureau, em Belo Horizonte

    Jornal MG-Turismo comemora seu 26 aniversrio com convidados do Brasil e exterior 11/04/2011, 17h41min Tudo pronto para a grande solenidade comemorativa dos 26 anos de circulao ininterrupta do JORNAL MG TURISMO, o mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com ampla circulao em todo o "trade" turstico do Estado, marcada para o dia 25 de abril, no Hotel Mercure BH Lourdes

    Vert Hotis lana primeiro empreendimento "Ramada" no Brasil 04/04/2011, 13h33min A administradora Vert Hotis lana no dia 5 de abril, s 11h, o Ramada Airport Lagoa Santa, localizado na cidade homnima, tornando o estado de Minas Gerais pioneiro no pas a receber um hotel com conceito socioambiental.

    A bandeira Ramada integra o grupo Wyndham, o maior do mundo no segmento hoteleiro em nmero de hotis, com 7 mil unidades em cinco continentes.

    Minas TURISMO Gerais 24/03/2011, 11h01min O Centro Atleticano de Memria promove, s 19h da prxima tera-feira 29 de maro, no Auditrio Elias Kalil, na Sede de Lourdes, mais uma Sesso em Preto e Branco. O tema ser a conquista do Tetracampeonato Mineiro de 1981

    MinasTur 22/03/2011, 21h27min ``Um sucesso absoluto!``. Este o balano final da sexta edio do Minas Tur, realizado dia 17 de maro na Serraria Souza Pinto, em Belo Horizonte, foram registradas as presenas de 1.193 participantes, entre agentes de viagem (pblico alvo do evento), carreatas vindas do interior do Estado e convidados especiais

    Belo Horizonte preparando a Copa 2014 14/03/2011, 11h17min Durante os meses de maro e abril, o Ministrio do Turismo e a ABETA (Associao Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura) promovem a srie Seminrios Bem Receber Copa Ecoturismo e Aventura Manaus, Parintins e Par recebem jornalistas 13/03/2011,

    17h39min Em reunio com a presidente da AMAZONASTUR, Oreni Braga, o presidente da ABRAJET-AM, Paulo Roberto Pereira, confirmou a realizao da Reunio do Conselho Nacional da Associao Brasileira de Jornalistas de Turismo em Manaus, de 21 a 25 de junho, com total apoio do Governo do Estado do Amazonas


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 12, 2011

    Defensoria Pblica de Minas nomeia 50 dos 210 aprovados em conciso.

    Por meio da Resoluo n 045/2011, publicada no "Minas Gerais" de hoje (12/04), foram nomeados 50 dos 210 candidatos aprovados no VI Concurso para ingresso na carreira da Defensoria Pblica.Os candidatos aprovados realizaram provas objetivas, discursivas, orais e de ttulos.

    Iniciado em maio de 2009, o concurso teve 10.804 candidatos oficialmente inscritos para disputar as 150 vagas oferecidas. Depois de alguns percalos, inclusive o ajuizamento de ao civil pblica pelo Ministrio Pblico que resultou na suspenso do concurso por quatro meses, a classificao final do VI Concurso Pblico foi homologada pela Defensora Pblica-Geral em fevereiro de 2011.

    O aporte dos recursos necessrios, aprovado pela Junta de Programao Oramentria e Financeira do Governo do Estado, possibilitou a nomeao dos 50 primeiros classificados. A posse dever ocorrer dentro de 30 dias, perante o Conselho Superior da Defensoria Pblica. Os novos Defensores Pblicos sero submetidos a Curso Oficial de Preparao Carreira, antes de iniciar efetivamente o exerccio nos seus rgos de atuao.

    Em agosto de 2010, com a posse da Defensora Pblica-Geral Andra Tonet, houve determinao da continuidade imediata do concurso. A inteno da Defensora Pblica-Geral nomear todos os candidatos aprovados, no menor prazo possvel, em cronograma ainda a ser estabelecido com o Governo, e iniciar tratativas para a realizao do VII Concurso.

    Clique aqui para ver a Resoluo n 45/2011.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 12, 2011

    Congresso do MINASPETRO vai movimentar BH quinta e sexta-feira no Hotel Ouro Minas.

    MINASPETRO REALIZA XII CONGRESSO DE POSTOS REVENDEDORES DE COMBUSTVEIS DE MINAS GERAIS.


    Revendedores de combustveis e empresrios ligados ao setor de todo o estado de Minas Gerais estaro reunidos nos prximos dias 14 e 15 de abril, participando do XII CONGRESSO DE POSTOS REVENDEDORES DE COMBUSTVEIS DE MINAS GERAIS. O evento, promovido pelo MINASPETRO Sindicato do Comrcio Varejista de Derivados de Petrleo do Estado de Minas Gerais, com o apoio da Federao Nacional do Comrcio de Combustveis e de Lubrificantes FECOMBUSTVEIS ir discutir, dentre outros temas, o futuro da revenda de combustveis no Brasil, a gesto de pessoas no setor, bem como poltica e tica concorrencial. O evento ser realizado nas dependncias do OURO MINAS PALACE HOTEL, bairro Ipiranga, Belo Horizonte, MG.

    O Congresso, que durante os ltimos anos se firmou como um dos maiores do Brasil em termos de presena de pblico espera receber o maior nmero de participantes de sua histria. Em pauta, uma programao voltada, principalmente, para os principais problemas e desafios da Revenda.

    Entre os convidados pelo MINASPETRO, estaro presentes a jornalista poltica e econmica da TV Globo e Globo News, Cristiana Lobo, o administrador de empresas, colunista e comentarista da rdio CBN e da Rede Globo de Televiso, Max Gheringer, o presidente do SINDICOM, Alsio Vaz, que abordar o tema tica Concorrencial e o diretor da Agncia Nacional do Petrleo, Gas Natural e Biocombustveis (ANP), Alan Kardek Duailibi.

    Foram convidados tambm e estaro presentes, o governador do Estado de Minas Gerais, Dr. Antnio Augusto Anastasia, o secretrio de Estado de Obras Pblicas de Minas Gerais, deputado federal Carlos Melles, o Deputado Estadual Gil Pereira e o presidente da Petrobras Distribuidora, Dr. Jos Lima Neto.

    O presidente do MINASPETRO e da FECOMBUSTVEIS, Dr. Paulo Miranda Soares, dirigir a solenidade de abertura do encontro, que contar com a presena de demais autoridades polticas, dirigentes sindicais de todo o pas, gestores e representantes do segmento, e destaca a importncia do evento: o Congresso fundamental para discutirmos questes importantes da Revenda, bem como as novidades e assuntos em pauta na ordem do dia que afetam diretamente o setor.

    Encerrando os trabalhos, o advogado, professor, teatrlogo e romancista Ariano Suassuna ministrar uma aula sobre a Histria da Cultura Brasileira.

    Paralelamente, contaremos com a presena dos nossos principais parceiros comerciais em uma feira, que incentivar novos negcios, ampliao e desenvolvimento do setor em todo o Estado de Minas Gerais.


    OBS: O Minaspetro tem total interesse em colaborar com sua pauta. Para tanto, solicitamos que se credencie para cobrir o evento atravs do e-mail: carolina@minaspetro.com.br ou ligue (31) 8459.0356 e fale com Carolina Piva. Caso tenha interesse por uma palestra especfica, ou um palestrante, solicite sua entrevista atravs dos mesmos contatos para que possamos, dentro da disponibilidade, agend-la.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 11, 2011

    Senador defende fortalecimento da Defensoria Pblica.

    O senador Wilson Santiago (PMDB-PB) pediu nesta sexta-feira (8) o fortalecimento da Defensoria Pblica da Unio e dos estados, a fim de assegurar populao pobre o acesso Justia. O parlamentar saudou o esforo de interiorizao da Justia federal, que est presente hoje em 175 cidades de mdio porte, mas lamentou o fato de que apenas 20% das varas federais contam com defensores pblicos.

    A ausncia de defensores pblicos federais nessas cidades, conforme o senador, praticamente impede aos pobres o acesso a direitos negados pelo poder pblico, como reajuste de aposentadorias e penses e medicamentos essenciais no fornecidos pelo Sistema nico de Sade (SUS).

    Para dar um exemplo da importncia da Defensoria Pblica, Wilson Santiago disse que, em alguns estados, 90% das causas so patrocinadas pelo rgo. Mas, conforme disse, h unidade federativa que ainda no implantou a Defensoria Pblica, apesar da determinao prevista na Constituio de 1988.

    Quem perde com a ausncia ou o desaparelhamento da Defensoria Pblica, de acordo com o parlamentar, so os mais pobres, que no tm como pagar advogados para patrocinar suas causas, nem para arcar com elevadas custas judiciais cobradas no incio de processos em que reivindicam seus direitos.

    O parlamentar tambm pediu a transcrio do artigo "Massacre de Realengo: por que to fcil matar?", de autoria de Antnio Carlos Costa, presidente do Rio de Paz.

    Transcrito do site Anadep (08/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 11, 2011

    FURO!!!

     
    No restaurante A favorita, em BH,
    O empresrio Helcimar Belm, JCA
     e o consultor de meio ambiente Willer Pos
     da WHPos (ex- Anglogold, Anglo Ferrous e Feam)


    Exclusivo:
    empresrio maranhense visita Minas,
    em busca da implantao
     de uma logstica de minerao para seu Estado.


    Helcimar Belm discutiu em BH a implantao do chamado Projeto Atlntico Equatorial. O projeto, espelhado no modelo Minas-Rio, idealizado pelo empresrio Eike Batista - o oitavo homem mais rico do mundo com uma fortuna superior a 30 bilhes de dlares.

    Helcimar, que mora em So Luiz do Maranho, proprietrio de uma rea porturia no entorno do Porto do Itaqu - uma das reas porturias mais cobiada do mundo.

    Detalhe: com a ajuda da WHPos, Estratgias e Negcios Ambientais, do nosso amigo,doutor Willer Ps - que atuou como diretor executivo da ANGLO American e ex-presidente da Fundao Estadual do Meio Ambiente de Minas no governo Itamar Franco - est sendo desenvolvido business plan busacando a viabilizao de um sistema Mina-Mineroduto e Porto a ser instalado no Estado do Maranho.

    Apurei, com excluvidade, que o investimento direto da ordem de 3 Bilhes de dlares. Sero gerados 9 mil empregos diretos.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 11, 2011

    Defensoria Pblica de Minas participa de solenidade com ministra dos Direitos Humanos.








    MINISTRA-CHEFE
    DA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS
    DA PRESIDNCIA DA REPBLICA
    PARTICIPA DE REUNIO ESPECIAL NA CMARA MUNICIPAL DE BH
     
     




    Parlamentares, gestores pblicos e representantes de diversos movimentos populares receberam na manh de quinta-feira (07/04), na Cmara Municipal, a ministra Maria do Rosrio, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidncia da Repblica. O objetivo da visita foi apresentar o programa nacional da rea e sua implementao na cidade.


    A reunio especial foi realizada pela Comisso de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, por iniciativa de sua vice-presidente, Neusinha Santos, que intermediou a visita. A SubDefensora Pblica-Geral, Ana Cludia da Silva Alexandre representou a DPMG na solenidade.


    Temos orgulho de receber a ministra em sua primeira agenda em Minas, sobretudo no momento em que a capital assiste a violaes dos direitos dos cidados, como ocorreu recentemente no Aglomerado da Serra. Aquela comunidade chora at hoje as vtimas de um crime praticado por agentes do Estado, comentou a vereadora Neusinha Santos.


    Crianas assassinadas


    A tragdia ocorrida na manh desta quinta-feira (07/04) em uma escola municipal do Rio de Janeiro sensibilizou os participantes da reunio. A morte de pelo menos 11 crianas por um homem que invadiu a escola atirando foi repudiada pela ministra. O Brasil chora por esse ato de violncia absurdo que resultou na morte de crianas inocentes, comentou Maria do Rosrio, que prometeu somar esforos para que as escolas sejam lugares plenos de proteo e crimes como esse no se repitam.


    A ministra Maria do Rosrio foi presenteada com camisetas do movimento LGBTTTs, (Lsbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgneros) e do Frum Permanente de Solidariedade s Ocupaes-BH.


    Estiveram presentes a SubDefensora-Geral de Minas Gerais, Ana Cladia da Silva Alexandre; os vereadores Daniel Nepomuceno, Elaine Matozinhos, Joo Locadora, Joel Moreira, Pricila Teixeira, Paulino Motorista, Silvia Helena e Silvinho Rezende. 



    Fotos Marcos Moreira/CMBH

    camaraministraabril2011



    SubDefensora-Geral, Ana Cladia da Silva Alexandre ( esquerda), ministra Maria do Rosrio (terceira, em sentido horrio) e demais autoridades fazem uma orao em solidariedade s  vtimas da chacina



    acamaraministraabril20111



    Integrantes do Movimento LGBTTT doam camisa da causa para a Ministra


    bcamaraministraabril201111



    Membros do Frum Permanente de Solidariedade s Ocupaes-BH mostram a camisa que ser doada Ministra



    Fontes: Site da CMBH e Ascom /DPMG (08/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 11, 2011

    Informtica: governo estadual compra em Minas.


    Jos Carlos Paiva/Secom MG
    Renata Vilhena na apresentao da Avaliao sobre Compras Governamentais
    Renata Vilhena na apresentao da Avaliao sobre Compras Governamentais


    A Secretaria de Estado de Planejamento e Gesto (Seplag) e o Sebrae-MG apresentaram, nesta sexta-feira (8), a pesquisa de Avaliao sobre Compras Governamentais do Estado de Minas Gerais. A pesquisa revelou que dos 337 micro e pequenos fornecedores entrevistados, mais da metade considera que o Governo um bom pagador. Entretanto, os entrevistados tambm apontaram dificuldades, como a falta de informao, considerada uma das razes por suas empresas no participarem de licitaes pblicas do Estado.

    A secretria de Estado de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena, afirmou que "estamos em processo de aprimoramento constante. As compras governamentais representam, hoje, a segunda maior despesa do Governo. Os dados levantados vo ajudar a diminuir custos e a aperfeioar nosso sistema".

    Segmento emprega mais

    Conforme explicou a secretria, os pases desenvolvidos usam seu poder de compra como instrumento de fomento s micro e pequenas empresas. "Esse segmento gera seis vezes mais empregos do que as mdias e grandes empresas" (na relao proporcional entre empregos gerados e participao no PIB), relatou. Outro dado relevante, citado por Vilhena, revela que as micro e pequenas empresas representam 99% das empresas formalmente estabelecidas no Brasil.



    O Sebrae entrevistou empreendedores dos setores de comrcio, agronegcio, indstria e construo civil que participaram de compras pblicas em 2009 e 2010. A pontualidade nos pagamentos foi considerada muito boa ou boa por 66,5%.
    Renata Vilhena destacou que a poltica do Governo de Minas em fortalecer as micro e pequenas empresas (MPEs) vai alm de medidas desburocratizantes. "O Governo entende que esse segmento um grande gerador de empregos. Por isso, criou programas que facilitam e simplificam a vida do empresrio".



    Ela citou o programa Minas Fcil, que hoje possibilita a abertura de uma empresa com prazo mdio de nove dias, processo que antes demorava 90 dias. Alm disso, outros benefcios relacionados a licitaes fizeram com que 94% das MPEs que participaram dos preges eletrnicos vencessem algum lote de licitao.

    Mercado em alta


    Do total de empresas que esto sendo constitudas no Estado, 53% so atravs do Minas Fcil. Praticamente todo o sistema de abertura feito por meio da internet. Levantamento da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais mostra que, hoje, pelo programa, j foram constitudas 90.111 MPEs. O Minas Fcil foi institudo em 2005.



    Para o diretor-superintendente do Sebrae-MG, Afonso Maria Rocha, as compras pblicas so hoje um mercado alternativo, com grande possibilidade de expanso dos negcios. Comrcio e servios so setores econmicos com maior representatividade. Em 2010, o setor de servios representou R$ 2,4 bilhes das compras governamentais do Estado.



    No mercado h seis anos, a microempresria Cleise de Souza, que atua na rea de prestao de servios e logstica, h cinco anos se relaciona comercialmente com o Governo do Estado. Segundo ela, o prego eletrnico foi para sua microempresa o caminho mais rpido e econmico para se tornar uma fornecedora.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 11, 2011

    Artigo encaminhado ao nosso Blog de Notcias por Schubert Arajo da MULTITEXTO.

                                                            O ICMS no Comrcio Eletrnico
                                                                      Nova Guerra Fiscal  
        

                                                                   
                                                                   Guillermo Grau
                                                                   Advogado da Pactum
                                                                   Consultoria Empresarial            

    Em reunio ordinria do Conselho Nacional de Poltica Fazendria (Confaz) realizada em 1 de abril de 2011, dezessete Estados, mais o Distrito Federal, firmaram protocolo que altera o regime de tributao nas vendas pela internet e por meio de telemarketing.     Pelas novas regras, as vendas realizadas de forma no-presencial passam a sofrer a incidncia do ICMS, tanto no Estado de origem, como no de destino da mercadoria.    

    Os Estados firmatrios pretendem receber, nas operaes com no-contribuintes, o montante referente diferena entre a alquota interna e a interestadual, tal como ocorre no caso de vendas interestaduais para contribuintes do ICMS.     Entretanto, os Estados do Sul e Sudeste optaram por no assinar o protocolo, sinalizando a inteno de continuar exigindo o pagamento integral do imposto nas operaes de sada para consumidores finais.    

    Verifica-se, inicialmente, que o protocolo impe um tratamento discriminatrio em razo da origem das mercadorias ou bens oriundos de outras unidades da Federao, o que implica em violao da regra constitucional que impede aos Estados estabelecer limitaes ao trafego de pessoas ou bens, por meio de tributos interestaduais ou intermunicipais, ressalvada a cobrana de pedgio pela utilizao de vias conservadas pelo Poder Pblico.    

    A Constituio Federal no apenas veda esse tratamento discriminatrio, como prev regras diferenciadas para o caso de operaes interestaduais, a saber: i) quando o destinatrio for contribuinte do imposto, aplica-se a alquota interestadual (12% ou 7%, esta ltima no caso de sadas destinadas s regies Norte, Nordeste e Centro-Oeste e ao Estado do Esprito Santo) e ao Estado da localizao do destinatrio a diferena entre a alquota interna e a interestadual; e ii) quando o destinatrio no for contribuinte do imposto, aplica-se a alquota interna.    

    Logo, o protocolo firmado pelos Estados e o Distrito Federal dispe de forma contrria ao definido pela Constituio Federal ao prever as mesmas regras para situaes que o texto Constitucional trata de forma distinta.    

    Apenas a reforma da Constituio viabilizaria a pretenso dos Estados que assinaram o protocolo. A questo j objeto de proposta de Emenda Constitucional, a PEC 31, que tramita desde 2007 no Congresso Nacional. Enquanto no for alterado o texto Constitucional, esto os Estados impedidos de exigir o imposto destinado a outra unidade da Federao.    

    O Supremo Tribunal Federal j est apreciando a Ao Direta de Inconstitucionalidade proposta contra Lei do Estado do Piau que prev a imposio do ICMS nessas operaes, sob os mesmos pressupostos legais acima invocados. A ao j tem parecer favorvel da Advocacia Geral da Unio pelo deferimento da medida cautelar pleiteada e a deciso final, certamente, assegurar a garantia de supremacia do Texto Constitucional.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Abril 10, 2011

    A vez dos pequenos...

    
    Governo de Minas garante mercado ao comprar de micro e pequenas empresas


    Jos Carlos Paiva/Secom MG

    Renata Vilhena na apresentao da Avaliao sobre Compras Governamentais
    Ver galeria de fotos
    BELO HORIZONTE (08/04/11) - A Secretaria de Estado de Planejamento e Gesto (Seplag) e o Sebrae-MG apresentaram, nesta sexta-feira (8), a pesquisa de Avaliao sobre Compras Governamentais do Estado de Minas Gerais. A pesquisa revelou que dos 337 micro e pequenos fornecedores entrevistados, mais da metade considera que o Governo um bom pagador. Entretanto, os entrevistados tambm apontaram dificuldades, como a falta de informao, considerada uma das razes por suas empresas no participarem de licitaes pblicas do Estado.

    A secretria de Estado de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena, afirmou que estamos em processo de aprimoramento constante. As compras governamentais representam, hoje, a segunda maior despesa do Governo. Os dados levantados vo ajudar a diminuir custos e a aperfeioar nosso sistema.

    Segmento emprega mais

    Conforme explicou a secretria, os pases desenvolvidos usam seu poder de compra como instrumento de fomento s micro e pequenas empresas. Esse segmento gera seis vezes mais empregos do que as mdias e grandes empresas (na relao proporcional entre empregos gerados e participao no PIB), relatou. Outro dado relevante, citado por Vilhena, revela que as micro e pequenas empresas representam 99% das empresas formalmente estabelecidas no Brasil.

    O Sebrae entrevistou empreendedores dos setores de comrcio, agronegcio, indstria e construo civil que participaram de compras pblicas em 2009 e 2010. A pontualidade nos pagamentos foi considerada muito boa ou boa por 66,5%.

    Renata Vilhena destacou que a poltica do Governo de Minas em fortalecer as micro e pequenas empresas (MPEs) vai alm de medidas desburocratizantes. O Governo entende que esse segmento um grande gerador de empregos. Por isso, criou programas que facilitam e simplificam a vida do empresrio.

    Ela citou o programa Minas Fcil, que hoje possibilita a abertura de uma empresa com prazo mdio de nove dias, processo que antes demorava 90 dias. Alm disso, outros benefcios relacionados a licitaes fizeram com que 94% das MPEs que participaram dos preges eletrnicos vencessem algum lote de licitao.

    Mercado em alta

    Do total de empresas que esto sendo constitudas no Estado, 53% so atravs do Minas Fcil. Praticamente todo o sistema de abertura feito por meio da internet. Levantamento da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais mostra que, hoje, pelo programa, j foram constitudas 90.111 MPEs. O Minas Fcil foi institudo em 2005.

    Para o diretor-superintendente do Sebrae-MG, Afonso Maria Rocha, as compras pblicas so hoje um mercado alternativo, com grande possibilidade de expanso dos negcios. Comrcio e servios so setores econmicos com maior representatividade. Em 2010, o setor de servios representou R$ 2,4 bilhes das compras governamentais do Estado.

    No mercado h seis anos, a microempresria Cleise de Souza, que atua na rea de prestao de servios e logstica, h cinco anos se relaciona comercialmente com o Governo do Estado. Segundo ela, o prego eletrnico foi para sua microempresa o caminho mais rpido e econmico para se tornar uma fornecedora.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Abril 10, 2011

    Liberdade Paralela

    O ensasta Tito W. Lavc lana o livro "Liberdade Paralela", dia 12 de abril, s 19h, na livraria Leitura do Ptio Savassi, em BH. a obra apresenta uma sequncia de textos com enfoques variados sobre o cotidiano na sua mais singela trivialidade. Uma crtica de valores e costumes feita de forma espirituosa e bem humorada. Tito W. Layc o pseudnimo de Washington Ayres Cardoso que, nos ltimos 25 anos, exerce a profisso de cabeleireiro autnomo, sendo os 14 ltimos em parceria com a Academia Samurais, onde recebeu incentivo e apoio para desenvolver sua aptido literria.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 9, 2011

    Nver do executivo de empresas Daniel Amaral vai movimentar Barbacena hoje

    Daniel Amaral vai reunir a famlia e os amigos na bela Fazenda Do Haras Lupara. Na fazenda aonde funciona o Haras de cavalo Campolina, ele vai fazer um gostoso churrasco com direito a um bom scotch e vinhos. Eu e minha mulher a decoradora Cida Amaral estaremos l.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 9, 2011

    Artigo Especial: Dilma ontem. E hoje.

                                                    
                                                                          Wagner Gomes
    At aqui, os passos j dados pelo governo de Dilma Rousseff me fazem lembrar Goethe em seu livro As Afinidades Eletivas. Cercada pela maioria dos personagens com os quais conviveu no governo passado, Dilma nos passa a sensao de que a sada de cena de seu antecessor se torna, cada vez mais, na afirmao da sucessora, em seu sentido imanente e referencial.

    A czarina do governo passado, mais do que por lealdade, se torna fiadora e responsvel pelos erros e acertos dos oito anos anteriores, a includo o descontrole oramentrio que se confunde, em sua origem, com o combate crise econmica mundial e com a generosidade do errio em vspera de eleies.

    Talvez essa simbitica interrelao explique a dificuldade que nossa presidente vem encontrando para se impor como indutora de expectativas que quebrem a espinha dorsal do processo inflacionrio que ainda persiste, mesmo com as traulitadas a ele impingidas desde o incio de seu governo.

    Qualquer analista identifica, como imprudente, no mnimo nada a ver com o salrio! , o legado que, ao afrontar os fundamentos econmicos, provocou tanta expectativa inflacionria e o perigoso caminho que toma nossas contas externas.

    Se por um lado teve o mrito de fazer com que sassemos da crise, mal nela tenhamos entrado, a sua dosagem em ritmo eufrico contaminou a economia. Acrescente-se a esse cenrio o inesperado choque dos preos das commodities e da catstrofe no Japo em um momento de aquecimento econmico global, e o horizonte se turva com o recrudescimento do aperto monetrio. 

    Diferente do que apregoava Lula em seu papel de animador de massa que nos induzia ao consumo, Dilma, agora, assume a implementao de medidas prudenciais, visando reduzir o choque de oferta X procura. Ao limitar o crdito ao consumo, antes to incentivado, tenta conter a gastana sem limites que se havia instaurado no pas.

    Apesar de pocas e sinalizadores diferentes, agora se desconstri a falcia de que estvamos imunes aos indicadores macroeconmicos, desenhados em um planeta que estava, e ainda persiste, em chamas.

    Hoje se tornou consenso que a demanda, excessivamente aquecida, alm de botar lenha na fogueira da inflao, estimula, de maneira inusitada, a concorrncia predatria dos produtos importados.  No resta a menor dvida de que Dilma entendeu o desafio que se lhe apresenta: o reordenamento de nossa economia.

    Com um oramento mais do que apertado, voltemos a Goethe: o jogo est mais claro e precisa-se de espao para que se coloque ordem no castelo. Os personagens dessa trama, mascarados ou no, devem conviver, a um s tempo, com o conflito e a conciliao. Dilma, a herona em questo, tomou conscincia do processo errtico, enxergando a realidade visvel.

    Ao sair da obscuridade velada, inicia, com coragem, uma travessia que nos faz antever um caminho mais adequado e capaz de um enfrentamento das sombras de um passado recente, com um objetivo primordial: ao associar as afinidades eletivas, planeja, intencionalmente, resgatar as suas relaes de vida.

    Sabe que a dimenso de suas aes deve resguardar o carter do personagem que a antecedeu, deixando patente, contudo, a distncia entre o pensar, o sentir e o agir. E, ao proceder assim, revelar ao pas, muito mais que sua aparncia, a sua essncia.

    Wagner Gomes,

    administrador de empresas


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 8, 2011

    Vem a o Congresso da Abrajet. Confira as informaes enviadas ao nosso Blog pelo presidente nacional da entidade o jornalista Hlcio Estrella, nosso colega, j que fui eleito presidente da Abrajet Minas.

    XXVIIICONGRESSONACIONALDA ABRAJET

    Ao cumpriment-los, aproveito a oportunidade para saudar a todos pelo empenho e comprometimento em fortalecer o turismo brasileiro. No ensejo, repasso alguns informes sobre o XXVIIICongressoda Associao Brasileira de Jornalistas de Turismo ABRAJET, com o objetivo de que todos possam se programar com antecedncia para o evento, que conforme aprovado em Assemblia Geral no ano passado, acontece de 22 a 27 de setembro, pela primeira vez em Belm, capital do Par, na Amaznia.

    Estive em Belm entre 27 de janeiro e 03 de fevereiro deste ano, juntamente com os representantes da ABRAJET do Cear (Jos Carlos Arajo), Amazonas (Paulo Roberto Pereira) e Mato Grosso (Jos Humberto Falco), prestigiando a cerimnia de posse da nova diretoria da ABRAJET PAR, que tem os jornalistas Joo Ramid e Benigna Soares como presidente e vice-presidente, respectivamente. Na oportunidade tambm participamos de um press trip que mostrou um pouco das belezas da regio que esperam os membros da ABRAJET em setembro.

    Seguem aqui alguns informes sobre XXVIIICongressoda ABRAJET:
    Perodo: 22 a 27
    Local: Belm Par Amaznia Brasil

    Programao:
    Dia 22 de setembro, s 20h30 - jantar de abertura com show cultural amaznico para abrajetianos e autoridades convidadas, no Hangar Amaznia;

    Dia 23 de setembro, a partir das 8hs, palestra de abertura, oficinas, exposio de fotos e de produtos dos plos paraenses e das Abrajets (estande disponvel a todas as Abrajets);

    Dias 24 a 26 de setembro: press trip no Maraj, Tapajs, Belm, Amaznia Atlntica, Araguaia Tocantins ou Xingu. Os jornalistas, no ato da inscrio, no site a ser colocado no ar, podero escolher o plo que pretendem visitar, de acordo com as informaes de acesso e de ofertas de cada um. Retorno para Belm dia 26 tarde/noite;

    Dia 27 de setembro, sesso especial na Assemblia Legislativa, conduzida pela ABRAJET e Comisso de Turismo, em comemorao ao Dia Mundial do Turismo, com presena de autoridades locais;

    Dia 27 de setembro, a partir das 14 horas, Reunio do Conselho Nacional da ABRAJET, no hotel Gold Mar, para avaliao docongresso, eleio da sede docongresso2012, e o que ocorrer;

    PARCERIAS: Em dilogo com a TAM estamos com a sinalizao de desconto AD 90 OU AD 80 para 60 membros da ABRAJET, alm de uma tarifa especial para demais inscritos. A Articulao juntamente com o presidente da Paratur, Adenauer Ges, que tambm est dialogando com a TAP paragarantir jornalistas europeus entre os convidados. Tambm h articulaes em andamento com a Puma Air, Gol e Azul, que em breve estaremos levando ao conhecimento de todos;

    O valor da inscrio, levando em conta os custos do evento, foi definido, em Assemblia Geral tanto nvel nacional quanto de Abrajet Par, em R$ 400 para jornalistas membros da Abrajet e R$ 500 para jornalistas no associados.

    Uma tarifa diferenciada ser cobrada para jornalistas de Belm, que no implicaro em despesas de hospedagem e para acompanhantes dos participantes de outros estados que queiram levar familiares. Essa tarifa ficar cargo da Agncia de Receptivo, que colocar pacotes com tarifas especiais disposio.

    As pr-inscries j podem ser feitas atravs do mail:abrajet.congresso2011@gmail.compara que a Abrajet Para e a Abrajet Nacional tenham estimativa de participao, o que facilita a logstica e busca de parceiros;

    Todos podem e devem contribuir com sugesto de temas e de palestras para o evento at o final do ms de maio, quando o material promocional doCongressocomea a circular com a programao definitiva;

    Para maiores esclarecimentos entre em contato pelo e-mail:presidencia.abrajetnacional@gmail.com ouabrajetpara@gmail.com

    Disponibilizamos ainda os seguintes contatos:

    Helcio Estrela Presidente da Abrajet Nacional (11) 9977-4482
    Joo Ramid Presidente da Abrajet Par (91) 8239-7757
    Benigna Soares Diretora Regional Norte da Abrajet (91) 8842-8129

    Outras informaes sobre o XXVIIICongressoda Associao Brasileira de Jornalistas de Turismo Abrajet podem ser acompanhadas nowww.abrajetpara.blogspot.com
    O evento uma realizao da Abrajet Nacional e Abrajet Par
    Tem apoio da Companhia Paraense de Turismo PARATUR, Associao Brasileira das Agncias de Viagens ABAV-PA, Prefeitura de Belm (Coordenadoria Municipal de Turismo), entre outros.
    Ser agncia oficial a Boeing Viagens e Turismo.

    Atenciosamente,

    Helcio Estrella
    Presidente da ABRAJET


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 8, 2011

    Na Espanha...

    Deputado Pompilio Canavez realizar palestra sobre Saneamento
    em seminrio na cidade de Santander na Espanha

    SEMINRIO SANTANDER

    O Deputado Pompilio Canavez, ir representar a Assembleia Legislativa de Minas Gerais no 9 Seminrio Binacional sobre Gesto Pblica Municipal e o Papel das Empresas no mbito das Municipalidades Hispano-Brasileiras, a se realizar em Santander, na Espanha, entre os dias 11 e 15 de abril de 2011 .
    O Deputado ser um dos palestrantes do seminrio, e sua palestra ser sobre o tema : Saneamento Bsico . O Deputado Pompilio Canavez ir participar da Mesa Diretora de Abertura no dia 11 de Abril . Sua palestra sobre saneamento ser no dia 12 de abril s 9hs e 30 min horrio da Espanha .


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 8, 2011

    Festa do milho... grande evento na regio Sul do pas

    Sabores e ritmos invadem a Grande Florianpolis neste final de semana
    19 festa do Milho Verde de Santo Amaro da Imperatriz est recheada de atraes



    Comea nesta sexta-feira o evento mais saboroso do Estado de Santa Catarina. A cidade termal ser tomada por gastronomia base de milho verde e por shows nacionais e regionais. A 19 festa do Milho Verde, promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santo Amaro da Imperatriz, uma festa para toda a famlia que segue at domingo, dia 10, vai encantar e proporcionar momentos muito saborosos aos visitantes.
    Depois de sofrer com as fortes chuvas desde outubro de 2010 a cidade tenta recuperar a economia e a autoestima dos agricultores. Durante o perodo do evento so consumidas cerca de 30 mil espigas de milho, entre consumo in natura e produtos feitos base do gro. Nesta poca o consumo deste alimento aumenta em 60% na regio, bem como o fluxo de pessoas, que chega a dobrar a populao do municpio. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Edson Ricardo Rachadel, a expectativa para este ano de que a festa receba cerca de 40 mil visitantes.
    A sexta-feira ser de desfile de beleza e simpatia, shows e muita comida tpica. Aps a abertura oficial s 20 horas ser realizado o concurso para eleger a corte da festa para 2011. Entre as 10 candidatas, quatro sero escolhidas para representar a cidade por um ano. A Rainha, 1 e 2 Princesas e Garota Simpatia devem divulgar o municpio e a festa para todo o Brasil. Em seguida acontece o show com Rodrigo Barreto e Banda Frum.
    No sbado j tem festa cedo. A partir das 11 horas os portes se abrem para que o pblico aproveite o dia e a vasta gastronomia com mais de 30 pratos tpicos, alm de almoo com churrasco e outras iguarias da cozinha da regio. Durante a tarde haver parque de diverses, exposio e venda de orqudeas, artesanato local, feira multisetorial e muitas outras atraes. A tarde segue com shows que adentram a noite. Depois da animao de Dj local haver shows com Guto e Caique, Junior e Alessandra e Jeito Moleque.
    O domingo tambm tem diversas atraes durante o dia. s 10 horas a missa campal convida a todos para agradecerem a safra do gro que, apesar de prejudicada pelas condies climticas foi colhida com qualidade e quantidade suficiente para abastecer a demanda. Na hora do almoo colonial quem agita os visitantes a Banda de Msica de Santo Amaro da Imperatriz. s 15 horas uma das atraes mais esperadas a tradicional pamonha gigante que aps chegar ao parque cortejada pelos milhares de espectadores e carregada pela corte do milho e organizao da festa. Posteriormente distribuda a todos gratuitamente. O grupo Fronteiras se apresenta s 16 horas e a festa segue at a noite, com show de Joo Neto e Frederico programado para 19h30.
    Os ingressos para os dias 9 e 10 podem ser adquiridos antecipadamente com desconto. Os pontos de venda so: lojas Koerich de Santo Amaro, Palhoa, centro de Florianpolis, bairros Kobrasol e Barreiros em So Jos; Supermercados Imperatriz se Santo Amaro, Ponte do Imaruim em Palhoa, shopping Itaguau em Barreiros So Jos; no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santo Amaro da Imperatriz e no Posto Esso, tambm em Santo Amaro, alm do site www.blueticket.com.br
    No primeiro dia ingresso apenas no local.
    Valores
    - O valor para o dia 8 R$10,00;
    - Para os dias 9 e 10, antecipado R$ 20,00 e na hora R$ 25,00;
    - rea VIP custa R$ 30,00.
    Servio:
    O que: 19 Festa do Milho Verde de Santo Amaro da Imperatriz
    Quando: 8 a 10 de abril
    Local: Parque de Exposies Prefeito Orlando Becker
    Informaes:www.festamilhoverde.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 8, 2011

    Em Braslia Cmara Federal aprova mudanas no Cdigo do Processo Penal.

    Ao mesmo tempo, o texto amplia esse tipo de priso nos crimes de violncia domstica, especialmente para acusados de abusos contra crianas, adolescentes, idosos, enfermos e portadores de deficincia.

    O Plenrio aprovou, nesta quinta-feira (7), o substitutivo do Senado ao Projeto de Lei 4208/01, do Executivo, que altera o Cdigo de Processo Penal para criar mecanismos alternativos priso preventiva as chamadas medidas cautelares. Foram rejeitados os artigos do texto dos senadores que buscavam acabar com a priso especial para autoridades, graduados e integrantes de determinadas profisses. O projeto segue agora para sano presidencial.

    O texto aprovado pela Cmara cria nove instrumentos disposio do juiz para limitar direitos do acusado sem precisar prend-lo, no caso de infraes com menor potencial ofensivo. Hoje, para garantir a ordem pblica e o andamento do inqurito ou do processo o juiz recorre priso preventiva. A partir da sano do projeto, o magistrado poder colocar o acusado sob monitoramento eletrnico; proibi-lo de frequentar determinados locais ou de se comunicar com certas pessoas; e determinar o seu recolhimento em casa durante a noite e nos dias de folga; entre outras medidas.

    A expectativa do Executivo e da Associao dos Magistrados Brasileiros (AMB) a de que as medidas cautelares diminuam o ndice de presos provisrios do Pas, que chega a 44% da populao carcerria atual.

    Por meio das cautelares, a proposta aprovada restringe a priso preventiva aos crimes de maior potencial ofensivo; aos crimes dolosos [em que h inteno] punidos com pena privativa de liberdade mxima superior a quatro anos; aos casos de reincidncia; e s pessoas que violarem cautelares.

    Ao mesmo tempo, o texto amplia a priso preventiva nos crimes de violncia domstica, permitindo o encarceramento de acusados de abusos contra crianas, adolescentes, idosos, enfermos e portadores de deficincia. A lei atual prev a priso apenas nos casos de crimes contra a mulher.

    Burocracia

    O texto desburocratiza os mandados de priso. Pela proposta, o juiz poder requisitar a priso por qualquer meio de comunicao, dependendo apenas de verificao de autenticidade do documento.

    Tambm criado o Cadastro Nacional de Mandados de Priso, para permitir que um acusado seja preso em outro estado com maior agilidade. Hoje, para um foragido ser preso em outro estado necessrio que o juiz que decretou a priso entre em contato com o juiz do local em que a pessoa se encontra. Esse procedimento ficar dispensado com a criao do cadastro.

    Fiana

    O valor mximo determinado como fiana ser dobrado de 100 para at 200 salrios mnimos. Ele poder ser multiplicado por mil vezes, dependendo da condio econmica do preso. Assim, num caso extremo, o juiz poder determinar que uma pessoa rica, acusada de um crime com pena mxima superior a quatro anos, pague mais de R$ 100 milhes em fiana para conseguir a liberdade provisria.

    A proposta tambm derruba obstculos para a concesso de fiana, que poder ser aplicada em mais casos do que os previstos na lei atual.

    Reforma

    O texto faz parte de um pacote de projetos de reforma do Cdigo de Processo Penal elaborados por uma comisso de juristas em 2001 e enviados ao Congresso pelo Executivo.

    Deputados rejeitam mudanas na priso especial

    O Plenrio rejeitou as alteraes do Senado ao Projeto de Lei 4208/01, do Executivo, que pretendiam acabar com a priso especial automaticamente concedida para autoridades e graduados. Em vez de ser ligado ao status, o benefcio passaria a ser concedido a qualquer pessoa que tivesse ameaada a sua integridade fsica ou psquica, desde que por ordem fundamentada do juiz ou delegado.

    Esse ponto foi criticado por deputados sob o argumento de que daria muito poder ao juiz ou autoridade policial, o que seria um equvoco, segundo eles. O impasse inviabilizou a votao do texto na primeira vez em que foi pautado, em 23 de maro.

    Para o deputado Miro Teixeira (PDT-RJ), a priso especial um direito de determinadas categorias, no um privilgio. Ele disse ainda que no estava legislando em causa prpria porque, por determinao constitucional, os deputados s podem ser presos em flagrante por crime inafianvel.

    Alm disso, instituies como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Associao Nacional de Membros do Ministrio Pblico (Conamp) atuaram contra esse dispositivo, alegando que o fim da priso especial deixaria advogados e procuradores vulnerveis ao arbtrio de juzes ou advogados. Na prtica, o dispositivo derrotado pelos deputados acabaria com a priso especial para mais de 20 categorias.

    Miro Teixeira foi um dos parlamentares que defenderam o argumento dos advogados. No privilgio, o equilbrio da relao entre acusao e defesa, juiz e magistratura. O advogado com o risco de priso imediata no ter condies de sustentar o direito da parte que est ali naquele momento, disse.

    O deputado Joo Campos (PSDB-GO), responsvel pela negociao do projeto, tambm defendeu a rejeio da priso especial por considerar que a redao dos senadores foi infeliz. O Senado anunciou que estaria acabando com o instituto das prises especiais, o que no verdade, pois ele apenas mudou o critrio para a priso especial. E o fez mal, porque, ao mudar o critrio, no o fez de forma geral, mas apenas para alguns casos, ressaltou.

    Ele defendeu a retomada do debate sobre a priso especial na comisso que vai analisar o novo Cdigo de Processo Penal (PL 8045/10).

    Transcrito do site Agncia Cmara (07/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 8, 2011

    Fala governador Anastasia!!!


    Transcrio da entrevista do governador Antonio Anastasia - Congresso do MP
    07/04/11 - 11:34

    Evento: Congresso do Ministrio Pblico de Meio Ambiente da Regio Sudeste

    Local: Auditrio JK - Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

    Data: 07/04/2011

    Assuntos: Preservao do meio ambiente, pronunciamento senador Acio Neves, poltica antidrogas elei seca

    O senhor falou aqui hoje que gosta muito de dormir com a conscincia tranquila. Isso tem acontecido depois de ser governador, com tanto problema, tanta coisa?

    Sim, porque a conscincia tranquila reflete a preocupao, mas especialmente o que feito. Tentar fazer sempre o bem, agindo corretamente, agindo com muita correo, observando as leis e, mais que tudo, percebendo que o trabalho correto est sendo realizado. Muitas vezes no conseguimos realizar tudo, como eu disse, mas o mais importante que o gestor pblico tenha a conscincia tranqila de seu esforo e da sua dedicao.

    O senhor tambm falou sobre a evoluo que teve exatamente essa questo do meio ambiente, da preocupao com o meio ambiente. O senhor acha que ainda falta muito para ter uma preocupao ainda maior com isso?

    Fiz um pequeno e breve relato sobre uma situao que hoje j muito melhor. Alguns anos atrs, algumas dcadas, no havia conscincia, conscientizao ambiental nenhuma no Brasil. Sabemos at que os pequenos jovens, crianas, brincavam fazendo at atos de crueldade, lamentavelmente, com animais, por exemplo. As pessoas tinham uma conscincia muito ainda primitiva da questo ambiental. Hoje, o quadro diferente. J percebemos que a sociedade j se preocupa, j se preocupa com as rvores, quando uma rvore cortada j existem queixas, coisa que no havia no passado. positivo. claro que ainda no temos um estgio pleno de desenvolvimento nesse sentindo, porque precisamos melhorar ainda mais na educao, melhorar ainda mais nos padres de comportamento, mas a evoluo notvel.

    O que Acio Neves disse no Senado aquilo que o senhor esperava que o seu companheiro dissesse em relao postura como lder da oposio.

    No h dvida que sim. O senador Acio fez um discurso muito consistente, muito claro, mostrando o papel da oposio no Parlamento, apontando deficincias que j so conhecidas, mas ao mesmo tempo, que mais importante, apresentando tambm propostas para melhorar na medida que a oposio, especialmente parlamentar, tenha responsabilidade de fiscalizar, de cobrar, mas tambm de sugerir melhorias. Ento, o discurso do senador, at pela sua repercusso ampla nacional muito positiva, tanto acolhida pelo Governo Federal, como pelos seus colegas da oposio, me parece que foi muito bom e marca um incio novo no prprio Senado, como foi dito, uma oposio que responsvel, que firme, que acompanhar o Governo Federal e que far propostas.

    Governador, a gente t falando do papel da sociedade em relao aqui ao meio ambiente, um dos esforos tem sido tambm mobilizar o sociedade em prol das questes anti-homofobia e ontem a gente teve duas declaraes de deputados contra esses kits que sero distribudos nas escolas. O que o senhor tem a dizer a respeito?

    Em primeiro lugar, observamos que, quando a sociedade vai evoluindo, os preconceitos, todo tipo de observao negativa vai diminuindo. A mesmo coisa observa-se em relao a esse tipo de comportamento da sociedade. Se abrirmos a janela para o mundo e observarmos o que ocorre hoje naquelas naes que tm um grau de desenvolvimento maior que o Brasil, hoje, especialmente na rea social, como o caso da Europa Ocidental, do Canad, da Austrlia, percebemos que a evoluo da sociedade caminha naturalmente para o sentido de reconhecermos as diversidades. Acho que esse o ponto mais importante e o governo federal, ao fazer esse kit, caminhou nesse sentido.

    Governador, o seu Secretrio Antidrogas disse o que a gente j sabia. O Estado no dispe de meios para internao e no pode, do ponto de vista legal, internar quem no quer se tratar. O senhor concorda que essa histria do crack est ficando absolutamente fora de controle?

    Concordo integralmente. Ontem mesmo, ao abrir um grande evento internacional da maonaria, aqui em Belo Horizonte, fiz um apelo para essa instituio que to importante e to capilarizada para participar conosco, com o Governo e com outras instituies, uma verdadeira cruzada contra as drogas. E no mesmo evento, ontem, a maonaria j respondeu positivamente, at apresentou uma campanha que vai fazer nesse sentido. Agora, lamentavelmente sabemos que vamos enfrentar nesse assunto uma guerra verdadeira, porque temos diversas dificuldades, inclusive de ordem estrutural, questes internacionais, as nossas fronteiras, do trfico internacional de drogas, dificuldades de fiscalizao. Hoje, temos, e do seu conhecimento, que a grande parcela da criminalidade, especialmente violenta, que temos, no s em Minas, mas no Brasil, e at internacionalmente, decorre do trfico de drogas. Ontem mesmo, tivemos notcias no Mxico, novamente, outro massacre. o trfico, a guerra das drogas no norte do Mxico. Ou seja, pelo mundo afora, lamentavelmente. Ento, fundamental que haja um grande acordo social. S o Governo, sozinho, no vai conseguir resolver a questo das drogas. fundamental a participao da famlia, das escolas, das instituies e, claro, com a conduo do Governo, que o grande responsvel.

    Governo tem que mandar dinheiro, o governo federal...

    O governo federal tem que ter uma participao mais ativa. Eu tive, quando eu recebi aqui o Ministro da Justia, a percepo que h uma vontade maior, at porque a Secretaria Nacional Antidrogas migrou para o seu ministrio. Precisamos de recursos porque os estados sozinhos e os municpios no conseguem alocar recursos suficientes para tudo. Temos em Minas Gerais, Eduardo, uma metodologia muito criativa, que inclusive tem sido copiado em outros Estados: das comunidades teraputicas de articulao com o Estado. No conseguimos universalizar o atendimento, mas um caminho muito positivo. Vamos continuar aumentando o atendimento. Agora, claro, e eu acompanhei com muito sofrimento e tristeza, o depoimento daquela senhora, me, descrevendo a situao do seu filho. Ela chega mesmo ao desespero de dizer que vai acorrentar o filho, para que ele no saia de casa, porque est cometendo crimes e corre o risco de ser at assassinado. Acompanhei depois as observaes dos advogados, dos magistrados, toda a polmica que se seguiu, e essa polmica positiva, porque lana luz sobre o assunto. E claro que envolve a sociedade como um todo na busca de solues. O Estado vai colocar mais recursos, mas isso ainda ser insuficiente. Vamos tentar mais parcerias e claro a internao compulsria depender sempre de uma deciso judicial.

    Para acabar, a Lei Seca pra valer? Essa blitz agora pra valer, no foi s uma no, ordem de governo?

    verdade, ordem de Governo. Vamos fazer outros eventos para mostra isso, temos resultados muito positivos dessa metodologia do Estado do Rio de Janeiro, isso muito positivo, e vamos fazer aqui de maneira muito enftica, porque outra grande guerra que temos e a de outra natureza claro, a guerra do trnsito. Quantas centenas e at milhares de mortes, ao longo dos anos, no temos no Brasil e nas estradas? Minas Gerais com a sua grande malha viria tem um indicador sempre alto, pela nossa posio geogrfica, ento ns temos que combater isso. E, claro, que a bebida, quando combinada com a direo, explosiva e temos que combater isso.

    Contedo Relacionado
    Antonio Anastasia destaca avano da sociedade em relao proteo ao meio ambiente
    Entrevista do governador Antonio Anastasia no Congresso do Ministrio Pblico de Meio Ambiente


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 7, 2011

    Reconhecimento .








    ATUAO DA DEFENSORIA PBLICA
    DESTAQUE NO SITE DO TJMG
     
     




    lilianegomideabril2011Atuao da Defensoria Pblica na rea de Famlia, por meio da Defensora Liliane Gomide, elogiada pelo juiz titular da 3 Vara de Famlia do Frum Lafayette, Reinaldo Portanova

    Agilidade em benefcio da populao

    Um conjunto de aes em prol da celeridade no Judicirio foi elemento decisivo no que o juiz titular da 3 Vara de Famlia do Frum Lafayette, Reinaldo Portanova, considera um recorde. Uma ao de reconhecimento de paternidade foi ajuizada pela Defensoria Pblica, e em nove dias as partes j tinham em mos o mandado de averbao para fazer o registro civil em um dos cartrios de Belo Horizonte.

    A investigao de paternidade no caso de justia gratuita tramita seguindo diferentes fases. Depois de ter a ao ajuizada, o juiz convoca as partes para uma audincia de conciliao na qual elas devem concordar com a realizao do exame de DNA. Se h um acordo, a marcao do exame pode ser feita por telefone no Ncleo de Aes e Pesquisa em Apoio Diagnstico (Nupad), da UFMG, e, concludo o resultado, pode haver uma audincia complementar em que o juiz discute o laudo com as partes. Deste ponto, chega o momento em que o magistrado profere a sentena. Em seguida, o mandado de averbao expedido para que as partes faam o registro civil em cartrio.

    No caso ocorrido na 3 Vara de Famlia, todo esse caminho do processo durou nove dias. O juiz refora que, em todo o percurso, houve um interesse ou uma facilidade que abreviaram o prazo da tramitao. O suposto pai concordou com o exame na audincia de conciliao, e de l as partes j saram intimadas para o exame, que foi agendado para o dia seguinte, com resultado pronto em cinco dias. Mas o magistrado no deixou de ressaltar a atuao da Defensora da 3 Vara de Famlia, Liliane Gomide. Houve um empenho muito grande por parte da Defensora para agilizar o contato com as partes que fariam o exame, afirma.

    Entusiasmada, a defensora refora a importncia da parceria entre o Poder Judicirio e a Defensoria Pblica a favor do cidado. So em casos como esse que se pode ver o Judicirio e a Defensoria trabalhando juntos para beneficiar as famlias. A ao no tem custos, e a prestao eficiente. Liliane diz ainda que, nos demais processos de investigao de paternidade, tem havido a mesma articulao visando uma resposta mais rpida s famlias. Em outros casos, os resultados vieram com 16, 21 e 32 dias.

    Pai Presente
    - Desde 2009, os exames de DNA em aes de investigao de paternidade, cujas partes so beneficirias da assistncia judiciria gratuita, so realizados segundo as diretrizes do programa Pai Presente, do TJMG. O programa tem como objetivo principal reduzir o prazo entre o pedido do exame e a audincia para a divulgao do resultado.

    O Pai Presente foi implementado a partir de um convnio entre o TJMG e a Secretaria de Estado de Sade (SES) para financiar os exames de DNA destinados populao carente. A escolha do laboratrio Nupad atende ao requisito de receber pedidos da capital e do interior, por meio de parcerias com laboratrios de diversas comarcas do Estado.

    Transcrito do site do TJMG Ascom / Frum Lafayette (06/04/2011)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 7, 2011

    Congresso do Ministrio Pblico Meio Ambiente

    
    Governador participa do Congresso do Ministrio Pblico de Meio Ambiente


    Omar Freire/Imprensa MG

    Governador Antonio Anastasia discursou no congresso organizado pela Abrampa
    Ver galeria de fotos
    Contedo Relacionado
    Entrevista do governador Antonio Anastasia no Congresso do Ministrio Pblico de Meio Ambiente
    Transcrio da entrevista do governador Antonio Anastasia - Congresso do MP
    BELO HORIZONTE (07/04/11) - O governador Antonio Anastasia participou nestaquinta-feira (7), no Auditrio JK, naCidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, do segundo dia do Congresso do Ministrio Pblico de Meio Ambiente da Regio Sudeste- Atividades Econmicas e Proteo Ambiental, organizado pela Associao Brasileira do Ministrio Pblico de Meio Ambiente (Abrampa). O Governo de Minas um dos parceiros na realizao desse Congresso, que acontecer at 8 de abril.

    Com o tema Instrumentos de Proteo ao meio ambiente e compatibilidade econmica, o congresso discutiu os reflexos provocados pelo desenvolvimento econmico do pas no meio ambiente, alm de fortalecer a atuao do Ministrio Pblico na proteo do patrimnio ambiental.

    Para a realizao deste Congresso, a Abrampa tambm contou com a parceria da Escola Superior do Ministrio Pblico da Unio (ESMPU), do Supremo Tribunal Federal (STF), da Procuradoria Geral da Repblica (PGR) e de outros rgos pblicos, associaes e instituies de ensino superior.

    O encontro de Belo Horizonte preparatrio para o XI Congresso Brasileiro do Ministrio Pblico de Meio Ambiente, que ser realizado em So Paulo este ano. O evento tem o apoio do Conselho Nacional dos Procuradores Gerais, da Associao Nacional dos Procuradores da Repblica, da Procuradoria Geral da Repblica e da Procuradoria-Geral de Justia do Ministrio Pblico de Minas Gerais.

    A Abrampa pretende divulgar e debater o Direito Ambiental Brasileiro, as aplicaes prticas e os novos rumos do direito ambiental ptrio, as aes e resultados nas entidades pblicas e privadas, a proteo do meio ambiente, o desenvolvimento social e sua contribuio para a insero do Brasil no contexto mundial, alm do trabalho das ONGs.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Abril 7, 2011

    Exclusivo: empresrio maranhense visita Minas, em busca da implantao de uma logstica de minerao para seu Estado.

    Helcimar Belm fica em BH at essa sexta-feira discutindo a implantao do chamado Projeto Atlntico Equatorial. O projeto, espelhado no modelo Minas-Rio, idealizado pelo empresrio Eike Batista - o oitavo homem mais rico do mundo com uma fortuna superior a 30 bilhes de dlares.

    Helcimar, que mora em So Luiz do Maranho, proprietrio de uma rea porturia no entorno do Porto do Itaqu - uma das reas porturias mais cobiada do mundo.

    Detalhe: com a ajuda da WHPos, Estratgias e Negcios Ambientais, do nosso amigo,doutor Willer Ps - que atuou como diretor executivo da ANGLO American e ex-presidente da Fundao Estadual do Meio Ambiente de Minas no governo Itamar Franco - est sendo desenvolvido business plan busacando a viabilizao de um sistema Mina-Mineroduto e Porto a ser instalado no Estado do Maranho.

    Apurei, com excluvidade, que o investimento direto da ordem de 3 Bilhes de dlares. Sero gerados 9 mil empregos diretos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 6, 2011

    Conflito!!!

    ASSENTAMENTOS DE BH VIVEM MOMENTOS DECISIVOS

    O risco de conflito entre moradores das ocupaes Dandara, na regio da Pampulha, Irm Dorothy e Camilo Torres, no Barreiro, todas em Belo Horizonte, e os policiais que se dirigirem aos locais para cumprir ordens de despejo e de reintegrao de posse foi destacado em reunio da Comisso de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizada no dia 28/3/11. Moradores das ocupaes alertaram que pretendem lutar com a vida para garantir a permanncia nas ocupaes.

    No mesmo dia, uma Comisso de Alto Nvel, composta pelo bispo auxiliar Metropolitano Dom Joaquim Mol, pela Defensora Pblica-Geral Andra Tonet, pela SubDefensora Pblica-Geral Ana Cludia Alexandre, pelo promotor Rodrigo Filgueiras, pelo presidente da OAB/MG Lus Cludio Chaves, pelo presidente da Comisso de Direitos Humanos da ALMG, deputado Durval ngelo, e o secretrio de Desenvolvimento Social, Wander Borges, reuniu-se com o governador Antonio Anastasia, na tentativa de evitar esse confronto e encontrar uma soluo para a situao das famlias daquelas comunidades.

    Outra comisso encontrou-se com a presidente Dilma Rousseff - que estava em Belo Horizonte em sua primeira visita oficial - com o objetivo de conseguir o apoio do Governo Federal na luta pela permanncia das famlias nas ocupaes.

    Em entrevista Rdio Itatiaia, a Defensora Pblica-Geral Andra Tonet afirmou que o governador tem conscincia do drama social que se estabeleceu atrs da questo jurdica. Ningum, em s conscincia, colocaria 1.200 pessoas na rua, sem antes tentar um dilogo para que, efetivamente, se estabelea um acordo.

    Na Assembleia - O Defensor Pblico Gustavo Corgosinho Alves de Meira, Coordenador da Defensoria Especializada de Direitos Humanos, Coletivos e Socioambientais, acompanhou os trabalhos da reunio na Assembleia Legislativa. Desde o incio das aes, a DPDH vem atuando em defesa do direito constitucional de moradia, para garantir a permanncia das famlias dessas comunidades. Ele considera a mudana de posicionamento do governo estadual muito positiva, o qual se mostrou disposto a estabelecer um dilogo para a soluo da grave situao vivida pelas famlias, todas com grande nmero de mulheres e crianas, afirmou o Defensor.

    Nvea Juliana de Matos, moradora da ocupao Irm Dorothy, leu uma carta em nome dos moradores das ocupaes relatando o medo do despejo. Segundo a carta, os moradores esto vivendo momentos de pnico. "Vamos lutar com todas as foras, no vamos abrir mo do lugar em que moramos hoje", disse. Ela fez um alerta s autoridades: os moradores no vo sair das ocupaes e a entrada da polcia para cumprir a ordem judicial de despejo pode ter como resultado um massacre e a chacina da populao. "Vamos dar a vida para continuar nos terrenos que nossas crianas chamam de lar", afirmou.

    O assessor de Comunicao da Pastoral da Terra, Frei Gilvander, e o advogado Fbio Alves dos Santos tambm se disseram preocupados com a possibilidade de violncia. Frei Gilvander afirmou que as famlias esto dispostas a negociar, mas que no vo aceitar o despejo. "A entrada da polcia poder resultar em um massacre em Belo Horizonte", afirmou. Ele lembrou ainda que os moradores das ocupaes so famlias pobres, que esto organizadas e contam com apoio da sociedade mineira e da comunidade internacional.

    Ainda na reunio da ALMG, foram aprovados requerimentos do deputado Durval ngelo que tratam da situao das famlias moradoras das ocupaes. O primeiro solicita que seja encaminhado requerimento Polcia Militar informando sobre a obrigatoriedade em respeitar a legislao que determina que para qualquer reintegrao de posse seja elaborado um plano a ser discutido com as entidades de direitos humanos. Os outros requerimentos so para que sejam encaminhadas as notas taquigrficas da reunio ao Ministrio Pblico, ao Governo do Estado, PBH e ao Ministrio das Cidades e para que o Ministrio Pblico proponha ao em relao ocupao Irm Dorothy.

    Situao das moradias - Juntas, as trs ocupaes totalizam 1,2 mil famlias. Duas das reas esto na regio do Barreiro, e a ocupao Dandara no bairro Cu Azul, regio da Pampulha. O temor dos moradores que, com a reintegrao de posse determinada pela Justia, haja uma operao de desocupao a qualquer momento.

    Na Dandara, as famlias conseguiram suspenso da liminar de reintegrao, mas os mandados j foram expedidos para as duas outras reas. As ocupaes Camilo Torres e Irm Dorothy esto em terrenos do Estado que foram vendidos iniciativa privada pela Codemig. A ocupao Dandara comeou em abril de 2009 e as duas outras, cerca de um ano antes.

    Fontes: Ascom/DPMG e Assessoria de Comunicao da ALMG (06/04/2011)



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 6, 2011

    CORREIOS. Boa notcia!!!

    Inscries para os Correios so prorrogadas at o prximo dia 7

    Em Minas,o pagamento da taxa pode ser efetuado em qualquer uma das 921 agncias at o dia 13

    Os interessados em concorrer a uma das mais de 9 mil vagas abertas nos dois editais de concurso pblico dos Correios ganharam mais tempo e podem se inscrever at o prximo dia 7 de abril (quinta-feira)pelo site www.cespe.unb.br/concursos/correios2011. Para oferecer mais comodidade aos candidatos, a empresa disponibiliza, como uma das formas de pagamento da taxa de inscrio, as agncias do Banco Postal. Em Minas Gerais, o servio ofertado em 921 unidades. Os valores de inscrio variam de R$ 32 a R$ 63, dependendo do nvel de escolaridade do cargo. Alm do preenchimento das vagas tambm haver formao de cadastro de reserva.

    Sero 2.272 vagas para a atividade de Atendente Comercial, 5.060 para Carteiro e 1.014 para Operador de Triagem e Transbordo, todas tendo como requisito para ingresso a concluso do ensino mdio. O salrio-base de R$ 807,29, acrescido de uma srie de benefcios (condicionados previso no Acordo Coletivo de Trabalho vigente e aos critrios estabelecidos pelas normas internas da ECT), como vale-alimentao/refeio, vale transporte, auxlio creche ou auxlio bab, auxlio para filhos dependentes portadores de deficincia fsica, assistncia mdica e odontolgica e Plano de Previdncia Complementar, alm de Plano de Cargos, Carreiras e Salrios estruturado e possibilidade de desenvolvimento profissional.

    Ainda referente aos cargos de nvel mdio, a empresa disponibiliza mais 15 vagas, sendo seis para Auxiliar de Enfermagem do Trabalho e nove para Tcnico em Segurana do Trabalho, que exigem certificado de concluso em cursos especficos da rea. O salrio-base do cargo de Auxiliar de Enfermagem de R$ 1.003,57. J o de Tcnico em Segurana de R$ 1.494,46, ambos acrescidos de benefcios.

    So oferecidas tambm 829 vagas nos cargos de nvel superior (Analista de Correios), nas reas de Administrao, Arquitetura, Arquivologia, Biblioteconomia, Cincias Contbeis, Comrcio Exterior, Desenho Industrial, Designer Grfico, Direto, Economia, Engenharia de diversas especialidades, Estatstica, Histria, Informtica ou rea equivalente, Letras, Jornalismo, Museologia, Pedagogia, Psicologia, Relaes Internacionais, Relaes Pblicas, Publicidade e Propaganda, Servio Social. O salrio-base de R$ 3.211,58, mais benefcios.

    A ECT tambm abriu vagas para cargos de Analista de Sade nas reas de Medicina, da especialidade Clnica Geral, e Odontologia. E h cargos especficos para Enfermeiro do Trabalho, Mdico do Trabalho e Engenheiro de Segurana do Trabalho.

    Os editais esto disponveistambmno site dos Correios: http://www.correios.com.br/institucional/concursos/correios/default.cfm.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Abril 6, 2011

    Comrcio otimista!!!

    Expectativa positiva para o ms de maro



    Confiana das pessoas na economia do pas est entre os fatores positivos, de acordo com sondagem



    A Sondagem do Comrcio Lojista de Belo Horizonte, realizada pelo Departamento de Economia da Fecomrcio Minas, revela que os comerciantes de Belo Horizonte esto otimistas em relao ao desempenho para o ms de maro. Conforme a pesquisa, 49% dos empresrios entrevistados afirmaram acreditar que as vendas sero melhores em relao ao mesmo ms de 2010 e 41% acreditam repetir o desempenho de fevereiro de 2011. Desta forma, atingimos a marca de 90% dos que acreditam que maro ser igual ou melhor do que o mesmo perodo do ano passado.

    De acordo com a coordenadora do Departamento de Economia da Fecomrcio Minas, Silvnia Arajo, "o sentimento favorvel s vendas se justifica, principalmente, pela conjuntura econmica estvel e pela confiana das pessoas na economia, em especial, no emprego. ntida a percepo de otimismo-conservador, sentimento que domina o empresariado varejista".

    A pesquisa revela tambm que o faturamento do comrcio no ms de fevereiro superou as expectativas dos empresrios. De acordo com, 44% das empresas alcanaram resultados melhores e 27% repetiram o mesmo desempenho do ms de janeiro. Na sondagem anterior, a estimativa para fevereiro era de 38% que acreditavam que as vendas seriam melhores, contra a maioria (47%) que adotou uma postura mais conservadora e apostou que o faturamento de fevereiro seria o mesmo de janeiro.

    Para a economista da Fecomrcio Minas, Silvnia Arajo, o somatrio de 71% dos entrevistados que tiveram vendas melhores ou iguais revela um quadro relativamente positivo para o varejo, considerando as caractersticas


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 5, 2011

    Nesta quarta voc tem encontro marcado com o Programa Joo Carlos Amaral Entrevista na REDE SUPER.

    Nosso entrevistado desta quarta-feira, s 20:30 no "Talk Show Joo Carlos Amaral Entrevista" na REDE SUPER o analista de sistema Alexandre Neves, da SEVEN Internet, um dos mais conceituados provedores do pas, com sede em Belo Horizonte. Ele fala sobre os 30 anos do lanamento do primeiro PC - computador de uso pessoal e mostra o PC que ele ganhou quando h trs dcadas de presente do pai dele.


    E mais: ele desenvolve um  projeto
    que visa lanar em Minas,
    aqui na capital,
    o Museu do computador.

    A entrevista dele pode ser vista pelo cabo NET, canal 23.
     E pela internet:
    www.redesuper.com.br.
    s clicar no cone assista on line.

    Nesta quarta s 20:30
    com reprise sexta s 9:00 da manh.

    Mais?
    Confira no Talk Show do Joo Carlos Amaral
    na Rede Super de TVTALK SHOW
    Joo Carlos Amaral, assista!!!
                                                                   

     

    O "Programa Joo Carlos Amaral Entrevista"
     vai ao ar na TV  REDE SUPER,
    canal 23 da NET,
    toda quarta-feira,s 20:30 
    com reprise:
    s sextas-feiras s 9 da manh.



    Vale conferir a entrevista
    que Alexandre Neves concedeu
    ao jornal Dirio do Comrcio, de BH,
    no ano passado.

    Detalhe:
    Alexandre estava de cavanhaque.
    No Talk Show desta quarta 20:30
    na Rede Super,
    ele est com novo visual, sem barba.

    Virtualizao de servidores:
    tecnologia de 1960
    ganha destaque em 2010



    Postado em: Notcias da Seven


    virtualizacao

    O diretor da Seven Internet, Alexandre Neves, mostra benefcios de ambientes virtualizados


    A virtualizao de servidores no um conceito novo. H mais de cinquenta anos, a soluo j era adotada no mainframe computador central de grande porte, dedicado normalmente ao processamento de extenso volume de informaes , que rodava, em uma mesma mquina fsica, diferentes estaes lgicas.

    Para suprir novas necessidades dos usurios, frente ao aumento do volume de dados e da consolidao crescente da convergncia de tecnologias, foi preciso encontrar uma forma capaz de atender as demandas das empresas.

    O conceito ressurgiu, ento, com outros recursos e objetivos decorrentes da evoluo da indstria tecnolgica. Hoje, cada vez maior o nmero de organizaes que adotam a virtualizao, que tende a se tornar padro mundial para reduzir custos de administrao, manuteno e centralizar o trabalho dos gerentes de tecnologia.

    Benefcios

    Diferentes sistemas operacionais so executados em uma nica mquina fsica, o que simplifica o gerenciamento e a manuteno do equipamento alm de reduzir drasticamente o consumo de energia.

    Reduo de custos, melhor aproveitamento de espaos fsicos, facilidade para desempenhar e gerenciar servios. A busca por esse cenrio j uma realidade para empresas que adotaram uma das solues tecnolgicas mais difundidas no mercado atualmente: a virtualizao. Diante do significativo aumento do volume de dados e da necessidade de maior capacidade de processamento e performance, essa tecnologia veio para otimizar a infraestrutura de TI. A partir dela, diversas mquinas virtuais podem existir, ao mesmo tempo, em uma mesma mquina fsica.

    Uma empresa que tenha, por exemplo, uma srie de desktops espalhados em filiais pelo Brasil poder centraliz-los virtualmente em um nico servidor no Data Center. Com a virtualizao, a instalao de aplicativos nesses equipamentos, a administrao, a troca peridica de cada um deles e a contratao de profissionais para manuteno no so mais necessrias como eram antes. Isso porque as mquinas podem ser acessadas remotamente at mesmo de um iPhone. O resultado o melhor aproveitamento da estrutura disponvel na organizao, sem a aquisio de novos equipamentos.

    Empresas que precisam de uma enorme diversidade de plataformas de software, mas que no querem aumentar a plataforma de hardware so beneficiadas por essa tecnologia. Os espaos fsicos deixam de ser escassos e os custos de operao e manuteno diminuem, pois, a partir de um recurso fsico, vrios outros recursos lgicos podem ser criados.

    De acordo com o diretor da Seven Internet Data Center em BH , Alexandre Neves, a virtualizao de servidores no beneficia somente empresas de TI. "Qualquer segmento que tenha um ou mais servidores j pode usufruir de um ambiente virtualizado. Na prtica, todo servio crtico e necessita estar 24 horas disponvel ao cliente alm de suportar picos de processamento em horrios especficos", explica.

    Indispensvel para Data Centers

    O benefcio visto claramente nos Data Centers, que passam a ficar mais enxutos e mais fceis de serem gerenciados. Alta disponibilidade; reduo de cabeamentos, do nmero de mquinas e do consumo de energia; ganhos em espao, performance e qualidade dos servios hospedados evidenciam as vantagens da virtualizao de servidores.

    A criao de uma infraestrutura virtual foi exatamente o que fez a Seven Internet. A empresa investiu mais de R$ 200 mil em servidores para virtualizar a infraestrutura de TI. Com a compra de servidores e Storage da Dell uma das maiores fabricantes de hardware do mundo , as informaes armazenadas ganharam melhor estabilidade.

    "Quando a empresa investe em equipamentos para virtualizao, estes obrigatoriamente devem ser de qualidade, com fontes redundantes, equipamentos de backup, storages, etc. Todo esse ambiente traz um grande alvio, principalmente para o administrador de servidores, que no mais se preocupa com fontes queimadas, HDs que pararam de funcionar e placas me, por exemplo", confirma o diretor da Seven. "Tudo virtual. O tempo dedicado s tarefas de administrar os servios, e muito menos em cuidar do hardware", acrescenta.

    Em mdia, possvel colocar de quinze a vinte servidores virtuais em um nico servidor fsico, o que representa uma economia considervel. H menos servidores fsicos para monitorar e menor complexidade de infraestrutura como tomadas, portas de switch, cabos de rede e de energia necessrios.

    Como todas as empresas querem agilidade e eficincia nas atividades, preferencialmente a um baixo custo, as solues de virtualizao passaram a ser bastante viveis. "Virtualizao hoje a nica forma de a empresa continuar suportando suas aplicaes e ainda ter margem para crescimento", declara o diretor da Seven.

    Computao em nuvem

    Uma das principais tendncias tecnolgicas atreladas virtualizao o cloud computing, conhecido no Brasil como computao em nuvem. A partir dela, o usurio no precisa se preocupar com tarefas como armazenamento, atualizao e backup para executar aplicaes. Basta acess-las e utiliz-las diretamente da web, sem que estejam instaladas no prprio computador. Com a mesma facilidade de uso, essas aplicaes ficam disponveis na internet e podem ser utilizadas em qualquer lugar, independentemente da plataforma.

    Nesse modelo, a computao (softwares e recursos de hardware) est em algum lugar da rede e , ento, acessada remotamente via internet. No importa qual seja o sistema operacional. Por essas facilidades, a migrao para essa tecnologia est cada vez mais popularizada, como pode ser visto em aplicativos de edio de texto, planilhas, edio de imagem e at softwares de gesto de relacionamento com clientes.

    O cloud computing permite ao cliente contratar uma mquina virtual e esta passa a ser elstica, ou seja, pode ser modificada conforme as necessidades. Se for preciso mais processamento, possvel fazer um upgrade imediato de capacidade sem trocar equipamentos. "Temos estabilidade no produto, uma boa base instalada, suporte local, preo e SLAs de garantia. Oferecemos o que h de mais moderno em servidores e storage, backup em locais geogrficos distintos, links internet redundantes com fibra tica, alm de profissionais altamente capacitados para executarem projetos de todos os portes", destaca Neves.

    Como o servio fornecido em cluster, se um servidor parar de funcionar, os demais que fazem parte da estrutura continuam a oferec-lo sem que haja perda de dados. Outra vantagem que os aplicativos podem ser atualizados a qualquer momento sem gerar impacto para os usurios.

    TI Verde

    Ao cortar gastos e possibilitar o aproveitamento de espaos fsicos, a virtualizao acaba contribuindo com a economia de recursos naturais e evitando a poluio do meio ambiente. J que essa tecnologia requer menor nmero de mquinas fsicas, isso reduz a dissipao do calor, a necessidade de refrigerao e, consequentemente, o uso de energia eltrica. As solues de virtualizao reforam a ideia de "TI Verde" que consiste em um conjunto de prticas sustentveis de produo, gerenciamento e descarte dos equipamentos eletrnicos , com foco na utilizao consciente de recursos.

    Esta matria foi publicada no jornal "Dirio do Comrcio" em 26/01/2010.

    Veja tambm a entrevista com o diretor da Seven Internet, Alexandre Neves, sobre virtualizao.
                                                                   



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 5, 2011

    Populao carcerria ter suporte de ferramenta eletrnica. Defensora Pblica Geral de Minas, Anrdra Tonet, participa do lanamento em Minas e diz" que quem gnha com a ressocializao prpria sociedade".








    COMEAR DE NOVO
    MINAS TRAAR PERFIL DOS PRESOS
     
     




    O Conselho Nacional de Justia (CNJ) lanou ontem, em Minas Gerais, o novo sistema do Programa Comear de Novo, uma ferramenta eletrnica que ser alimentada com informaes sobre aptido profissional, escolaridade, doenas preexistentes, famlia e outros dados dos presos do Estado.


    Minas ser a segunda unidade da federao a traar o perfil da populao carcerria. A primeira foi o Maranho. A iniciativa tem o objetivo de ampliar, agilizar e facilitar a administrao de vagas de cursos de capacitao e de emprego para detentos e egressos do sistema penitencirio.


    O novo sistema foi desenvolvido pelo Grupo de Monitoramento e Fiscalizao Carcerria do Tribunal de Justia do Maranho (TJMA) e ser disponibilizado pelo CNJ a todas as unidades da federao. Em Minas, o sistema ser alimentado com informaes da Secretaria de Estado de Defesa Social.


    O sistema do Programa Comear de Novo  vai facilitar e agilizar o acesso do detento a oportunidades de trabalho. J as informaes familiares permitiro o envolvimento da famlia no esforo de reinsero social do detento.


    Durante a solenidade, a Defensora Pblica-Geral, Andra Tonet, ressaltou a importncia da insero do indivduo marginalizado e afirmou que necessrio conscientizar a sociedade sobre os ganhos da ressocializao. A Defensora Geral disse ainda que 90% das causas criminais de Minas Gerais tramitam na Defensoria Pblica e que a instituio est diretamente ligada ao esvaziamento da populao carcerria, o que chama ateno para a necessidade de estruturao do rgo.


    Fontes: Jornal "Hoje em Dia" e Ascom / DPMG (05/04/2011)



    cnjabril2011

    Sentido horrio: Defensora Pblica-Geral, Andra Tonet; juiz da Auditoria Militar Estadual, Andr Mouro Motta; desembargador Froz Sobrinho; Deputado Estadual Joo Leite, representando o presidente da ALMG; desembargadora Jeane Ribeiro; juiz de Direito Luciano Lozekan; subsecretrio de Administrao Prisional Murilo Andrade de Oliveira, representando o secretrio de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada

    cnjabril20111

    Defensora Pblica-Geral: "quem ganha com a ressocializao a prpria sociedade"


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 5, 2011

    Governador participa de inaugurao de Hotel em Lagoa Santa. O Ramada Airport.



    Gil Leonardi/Secom MG
    Governador Antonio Anastasia em pronunciamento no evento em Lagoa Santa
    Governador Antonio Anastasia em pronunciamento no evento em Lagoa Santa



    BELO HORIZONTE (05/04/11) - O governador Antonio Anastasia afirmou que o Governo de Minas continuar investindo na infraestrutura dos municpios para garantir novas oportunidades de negcios e de empregos, desenvolver o turismo e preparar o Estado para a Copa do Mundo de 2014. Nesta tera-feira (5), em Lagoa Santa, na Regio Metropolitana de Belo Horizonte, o governador participou do lanamento do hotel Ramada Airport Lagoa Santa, onde destacou que os investimentos na infraestrutura viria e de servios so fundamentais para atrair grandes empreendimentos.
    "Cada vez mais Minas est inserida na economia do Brasil e do mundo. Para isso, precisamos ter essa infraestrutura, aeroportos, rodovias, telecomunicaes, hotis, restaurantes, e servios. O Poder Pblico est fazendo a sua parte. Desde os tempos do governador Acio Neves e, agora, sob nossa responsabilidade, estamos cada vez mais preparando Minas para receber os grandes empreendimentos. Temos de estimular para que de fato os empresrios percebam esse ambiente favorvel de negcios", disse o governador em seu pronunciamento.
    Antonio Anastasia afirmou, ao lado do vice-governador Alberto Pinto Coelho, que o Estado tem estimulado o empreendedorismo, a capacidade de negociao e a ousadia dos empresrios mineiros e brasileiros. Segundo o governador, o crescimento recorde de 10,9% do PIB mineiro em 2010 atraiu ainda mais a ateno dos investidores, garantindo mais credibilidade para o Estado. O Grupo Ramada investir nos prximos trs anos em 14 empreendimentos no Brasil, sendo que 11 sero em Minas Gerais.
    "Fico muito feliz com essa notcia que o grupo vai anunciar agora, de mais 11 hotis. Tenho certeza que teremos outras notcias muito boas nesse campo nos prximos anos. a gerao de empregos, investimentos, turismo, lazer. Uma indstria que emprega muito, emprega rpido e gera qualidade de vida para os mineiros. Temos aqui uma grande avenida de oportunidades at 2014", afirmou.
    Investimentos
    O Governo de Minas est promovendo importantes investimentos para dotar o Estado de capacidade para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014. Alm de incrementar a infraestrutura urbana dos municpios, o Estado est investindo em projetos nas reas de mobilidade, segurana, turismo e qualificao profissional. O Governo do Estado tambm est promovendo a maior obra de modernizao do Mineiro, estdio que sediar os jogos do Mundial, com recursos de R$ 654 milhes.
    Participaram do evento, os secretrios de Estado de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena; da Copa do Mundo, Srgio Barroso; de Turismo, Agostinho Patrus Filho; de Governo, Danilo de Castro; de Transportes e Obras Pblicas, Carlos Melles; de Agricultura, Pecuria e Abastecimento, Elmiro Nascimento; de Gesto Metropolitana, Alexandre da Silviera; o empresrio do Grupo Ramada, Niactor Pinheiro; o gerente de operaes do Grupo Wyndham na America Latina, Carlos Cerezo, e a diretora-presidente da Vert Hotis, rica Drumond.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Abril 5, 2011

    Ser lanado hoje o Ramada AirPort Hotel Lagoa Santa. Estaremos l como presidente da Abrajet Minas - acompanhado do nosso Vice Antonio Clarte Guerra.

    
    Governador participa do lanamento do hotel Ramada Airport Lagoa Santa


    BELO HORIZONTE (04/04/11) - O governador Antonio Anastasia participa, nesta tera-feira (5), s 12h30, em Lagoa Santa, na Regio Metropolitana de Belo Horizonte, do lanamento oficial do hotel Ramada Airport Lagoa Santa. O empreendimento marca o incio da operao da rede Ramada no Brasil, uma das marcas do Grupo Wyndham, o maior do mundo em nmero de hotis, com 7 mil unidades em cinco continentes. O empreendimento ser administrado pela empresa Vert Hotis.

    Servio:

    Evento: Lanamento do Ramada Airport Lagoa Santa

    Data: 05/04/11

    Local: Av. Acadmico Nilo Figueiredo 2049, Centro de Lagoa Santa

    Horrio: 12h30


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 4, 2011

    Fique de olho



    VELHA TAXA COBRADA COM UM NOVO NOME

    Defensor Pblico apresenta aes contra financeiras que, segundo ele, burlam proibio do Banco Central

    Alguns bancos esto sempre buscando aumentar seus lucros, mesmo que, para isso, precisem criar artimanhas para burlar as leis que protegem os consumidores. O Defensor Pblico Fbio Schwartz, do Ncleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pblica, entrou com aes civis pblicas contra o Banco Volkswagen, a BV Financeira e o Banco GM para tentar impedir que continuem a cobrar uma nova verso da Taxa de Abertura de Crdito (TAC), que foi proibida, e por isso, ganhou outro nome: Tarifa de Cadastro.

    O Banco Central (BC) elaborou, em 2007, uma lista de tarifas que podem ser cobradas por instituies e excluiu a TAC do rol. De acordo com a Associao Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef), 46% dos veculos vendidos em 2010 foram adquiridos com pagamentos a prazo. Para tentar driblar a proibio TAC, alguns bancos passaram a exigir duas taxas de renovao cadastral por ano. A nova forma de cobrana foi contestada por instituies de defesa do consumidor.

    Valor da tarifa varia entre R$300 e R$1 mil

    Schwartz verificou que a Tarifa de Cadastro vem sendo cobrada principalmente em contratos de financiamentos de veculos com alienao fiduciria.

    A celeuma persiste, j que o fato gerador para a tarifa atual, na prtica, continua o mesmo, ou seja, a cobertura de custos com pesquisas em cadastros e bancos de dados, alm de despesas com elaborao e arquivamento de contratos. Os valores dessas tarifas variam de R$300 a R$1 mil. Ao estabelecerem taxas de juros, as instituies financeiras j levam em considerao os custos de inadimplncia, impostos etc. Logo, exigir tal tarifa uma repetio de cobrana, uma transferncia para o consumidor de custos que dizem respeito atividade do banco.

    Schwartz afirma que a Tarifa de Cadastro abusiva porque no tem o que chama de reciprocidade:

    O servio de arquivar contratos, consultar o Servio de Proteo ao Crdito e atualizar bancos de dados no justifica uma cobrana extra. O consumidor, assim como as instituies financeiras, tem de buscar a melhor taxa de juros, guardar a cpia do contrato, e arquivar os comprovantes de pagamentos por, no mnimo, cinco anos, etc. No estaria, ento, autorizado a tambm cobrar uma taxa?

    O Defensor Pblico explica que, na hora de fechar um contrato, o consumidor deve exigir que a financeira relacione cada cobrana:

    comum que juros sejam cobrados em cima de todas as taxas, incluindo a de cadastro e o IOF, o que faz com que sejam anunciados com um valor, mas, efetivamente, tenham um percentual muito maior.

    O Banco Volkswagen e a BV Financeira informaram que no se manifestam sobre casos que esto sub judice. O Banco GM no se manifestou sobre o assunto.

    OS JEITINHOS DOS BANCOS PARA LUCRAR MAIS

    A prtica pode levar clientes ao superendividamento

    Trocar o nome da tarifa para burlar uma cobrana proibida no o nico "jeitinho" que bancos esto dando para aumentar seus lucros. Para continuar concedendo financiamentos mesmo que o limite de 30% nos emprstimos consignados j tenha se esgotado, os bancos esto debitando as prestaes diretamente da conta salrio, mas sem passar pela folha de pagamento.

    J para fazer com que os consumidores paguem tarifas de manuteno de conta, os bancos oferecem um cheque especial, mesmo que pequeno, e assim descaracterizam a conta bsica (conta salrio, conta universitria).

    O desembargador J.J.Costa Carvalho, do Tribunal de Justia do Distrito Federal (TJDF), considerou que "o pagamento de emprstimos bancrios por meio de desconto em folha e em conta corrente deve respeitar o limite de 30% da remunerao lquida do correntista, sob pena de comprometimento da prpria subsistncia do devedor".

    Jos Geraldo Tardin, presidente do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relaes de Consumo (Ibedec), comemorou o julgamento:

    - Temos proposto algumas aes coletivas em Braslia que visam a estender o entendimento do TJDF para todos os emprstimos consignados concedidos no Distrito Federal. A esperana que o precedente seja aplicado s demais aes individuais e coletivas.

    Tardin orienta os consumidores endividados a procurar o banco para um acordo amigvel ou recorrer ao Judicirio. Ser necessrio demonstrar a renda mensal e somar todas as dvidas. Se ultrapassarem 30% da renda, as dvidas devem ser renegociados para alongar o prazo e limitar o desconto mensal.

    Maria Elisa Novais, gerente jurdica do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) afirma que bular o limite de 30% incentivar o superendividamento:

    - H uma clara responsabilidade do banco no incentivo ao superendividamento, pois ele tem poder sobre a vulnerabilidade do consumidor. O banco deveria ser penalizado com a reduo de juros na hora em que o cliente for negociar sua inadimplncia. No caso de falta de informao clara sobre o que ter cobrana, a pena deveria ser no utilizar a linha de financiamento por uns dias. Quando no atender ao consumidor, ter a agncia fechada por um dia. Acredito que, s perdendo dinheiro, parariam.

    Segundo o Sindicato Nacional dos Funcionrios do Banco Central, o recurso mais utilizado por gerentes de banco para aumentar a rentabilidade das agncias seduzir o correntista, em geral aposentados e das classes C e D, com um cheque especial de R$100 e, assim, cobrar a manuteno da conta.

    A gratuidade assegurada por lei para os seguintes servios, considerados essenciais: carto de dbito, dez folhas de talo de cheques, quatro saques e duas transferncias entre contas do mesmo banco por ms, compensao de cheques, dois extratos no caixa eletrnico, consultas ilimitadas pela internet e extrato consolidado, ms a ms, uma vez por ano.

    Transcrito do jornal O Globo (03/02/2011) Reprter Nadja Sampaio


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 4, 2011

    Desbravando o mercado de Consultoria.

    Multitexto conquista a conta da Pactum Consultoria Empresarial
    e fecha o primeiro trimestre com trs novos clientes

    A Multitexto Comunicao Empresarial, que em agosto completa 20 anos de atuao no mercado, encerrou o primeiro trimestre deste ano com trs novos clientes: Pactum Consultoria Empresarial, que tem sede em Porto Alegre e escritrios em So Paulo, Belo Horizonte, Curitiba e Florianpolis e atua nas reas do Direito Tributrio e Empresarial; BH Race Assessoria Esportiva e Clnica Naturally. Tambm fazem parte do portflio da agncia marcas como McDonald`s (atendida h 19 anos); Citroen, Bristol Hotels/Grupo Allia Hotels; Challenge Innovative Technologies; Minas Tur, entre outros.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 4, 2011

    Instituto Mrio Penna

    Instituto Mrio Penna concede medalhas e lana livro do doepalavras projeto que completa um ano com apoio de 137 pases e novos prmios mundiais
    No Dia Mundial da Sade institudo pela Organizao Mundial de Sade, por ocasio da sua primeira assemblia, em 07 de abril de 1950 o Instituto Mrio Penna vai comemorar, tambm, o 1 aniversrio do projeto doepalavras, campanha institucional humanitria que projetou Minas Gerais e o Brasil em 137 pases (dados da Map Overlay).
    Na mesma solenidade, marcada para as 20 horas do dia 07, no Imperador Recepes, sero entregues medalhas de Honra ao Mrito a benemritos da Instituio: governador do Estado de Minas Gerais, Antnio Augusto Junho Anastasia; mdico auditor chefe do Instituto Mrio Penna, Filipe Moura Moreira,; diretor de Criao da RC Comunicao, Guilherme Pereira Alves de Arajo; Lojas Rede; secretrio municipal de Sade de Belo horizonte, Marcelo Gouva Teixeira; coordenadora de Enfermagem do Hospital Luxemburgo, Roberta Souto Ramos; e assessor de Imprensa do Instituto Mrio Penna, Sergio Prates; alm de um trofu especial Rede Globo de Televiso.
    O primeiro aniversrio do projeto doepalavras vai ser eternizado pelo lanamento de um livro com centenas de mensagens selecionadas em meio a cerca de dois milhes. Dentre elas, est uma enviada pelo saudoso ex-vice-presidente da Repblica e exemplo de luta como paciente oncolgico, Jos Alencar Gomes da Silva: Devemos sempre ter f e confiana. F em Deus, confiana nos mdicos. Esse o caminho para alcanarmos o nosso objetivo.
    O livro ser remetido, graciosamente, s entidades que cuidam de pacientes oncolgicos no Brasil, e a primeira publicao da Amrica Latina a conter a avanada tecnologia de realidade aumentada, que possibilita ao leitor interagir com seu computador e ter um livro infinito, com recebimento instantneo de mensagens postadas de qualquer parte do mundo.
    O Instituto Mrio Penna j disponibiliza o site, gratuitamente, para hospitais de todo o mundo, que s necessitam obter permisso e dados sobre instalao atravs do e-mail hospitais@doepalavras.com.br. Em 137 pases, o site acessado nos idiomas portugus, ingls e espanhol, ampliando, ainda mais, a extraordinria participao internacional, que inclui dezenas de milhares de links de acesso ao www.doepalavras.com.br e ao www.mariopenna.org.br.
    Os textos, com o mximo de 144 caracteres, devem ser enviados pela Internet ou pelo twitter (introduzindo a expresso #doepalavras em alguma parte do post). So transmitidos aos pacientes, atravs de televisores instalados nas salas de quimioterapia, radioterapia e de espera, no apenas nas unidades do Instituto Mrio Penna, como em qualquer hospital do mundo aliado ao projeto. Qualquer pessoa, mesmo que no queira escrever nada, pode acompanhar a transmisso ininterrupta de mensagens de apoio e solidariedade, atravs do site www.doepalavras.com.br.
    Idealizada pela RC Comunicao, a extraordinria e indita campanha do Instituto Mrio Penna, entidade brasileira que referncia no tratamento de cncer, amplia dia-a-dia o seu reconhecimento mundial. Na ltima semana, por exemplo, foi selecionada como a melhor ao de comunicao do mundo na categoria Internet, pelo 90 Festival do Art Directors Club de New York e ficou como shortlist do Tomorrow Awards Winter 2011, dedicado a reconhecer idias que promovam novas fronteiras s tecnologias.
    Doepalavras tambm obteve o El Ojo de Iberoamrica na Argentina; ficou como shortlist do Festival Internacional de Cannes o mais importante galardo da propaganda; venceu o Desafio Ted Sudeste a maior conferncia de idias inspiradoras do mundo; conquistou (prmio nico) o Yahoo Big Idea Chair 2010, como a melhor idia do ano; obteve da Associao dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil o Top de Marketing 2010, e recebeu o 1 Grand Prix Especial outorgado pelo Sindicato das Agncias de Propaganda.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 4, 2011

    Recomndo

    Pactum realiza palestra sobre Incentivos Fiscais

    nesta quinta-feira na sede da Ciemg



    A Pactum Consultoria Empresarial realiza nesta prxima quinta-feira, dia 7, a partir das 13h45, na sede da Ciemg Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais (Av. Babita Camargos, 766 Cidade Industrial, em Contagem) a palestra incentivos Fiscais: reduo de custos para novos investimentos. O palestrante ser Yuri Guimares Cayuela, tendo como debatedor Gilson Faust, ambos scios dos escritrios da Pactum em Belo Horizonte e Curitiba, respectivamente, que apresentaro a empresrios, executivos e gestores as oportunidades geradas pelos benefcios fiscais, que viabilizam a reduo de custos, a ampliao de investimentos e a implantao de novas empresas. O investimento de R$ 80,00 para associados da Ciemg e sindicatos filiados ao Sistema Fiemg e de R$ 120,00 para no associados. Informaes e inscries pelo telefone (31) 3362-5666

    Na pauta do encontro questes como o que so incentivos fiscais; como usufruir desses incentivos; quais os requisitos bsicos para uma empresa usufruir dos incentivos fiscais; oportunidades a serem vislumbradas nos mbitos federal, estadual e municipal; a importncia do planejamento para otimizao dos benefcios; quais os principais benefcios nas esferas federal, estadual e municipal; porque usufruir dos incentivos fiscais, entre outros temas.



    MULTITEXTO COMUNICAO EMPRESARIAL

    Rua Gonalves Dias, 1181 Sala 1004 Savassi CEP: 30140-091

    Telefones: (31) 3426-1491/9983-2905

    E-mail: multitexto@multitexto.com.br - www.multitexto.com.br

    Jornalista responsvel: Schubert Arajo (MG 02410 JP)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 4, 2011

    Superagro ser aberta hoje.

    Belo Horizonte (01/04/2011) - As entidades realizadoras da Superagro Minas 2001 vo reunir na prxima segunda (04/04), a imprensa, lideranas do agronegcio e convidados para o lanamento oficial da feira. O evento ser s 10h na sede da Federao da Agricultura e Pecuria do Estado de Minas Gerais (Faemg), uma das entidades realizadoras da feira, junto com o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuria e Abastecimento (Seapa) e do Instituto Mineiro de Agropecuria(IMA) e Sebrae-MG.Durante o evento sero apresentadas as novidades da Superagro 2011.

    Entre elas, o Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal; a Feira da Pesca, Aquicultura, Nutica e Turismo e o Encontro Nacional de Educao Sanitria e Comunicao. Na programao da feira, as tradicionais Exposio Estadual Agropecuria , na sua 51a. edio e a 15a.

    Expocachaa, entre outros. A Superagro consiste na maior e mais diversificada mostra do agronegcio mineiro, reunindo empresas fornecedoras de insumos em geral para diversos segmentos do setor. A feira ser realizada no perodo de 25 de maio a 5 de junho, no complexo Parque de Exposies da Gameleira/Expominas, em Belo Horizonte (MG). Na edio de 2010 a feira registrou recordes de pblico, com 75 mil visitantes, e de negcios nos leiles, com R$ 6,1 milhes, alta de 40% em relao ao ano anterior.

    Evento de lanamento oficial da Superagro Minas 2011

    Data: 04/04/2011

    Local : Federao da Agricultura de Minas (Faemg)

    Horrio: 10 h

    Mais informaes sobre a Superagro 2011: www.superagro2011.com.br



    Prximo >


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Abril 4, 2011

    A semana no Parlamento Mineiro. Confira!!!

    Comisses realizam 13 audincias pblicas na prxima semana

    Treze audincias pblicas, sendo duas no interior do Estado, esto programadas na agenda da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para a semana de 4 a 8/4/11. Entre os temas de destaque esto a educao, a reforma poltica, a defesa do consumidor e a violncia urbana. Sobre esse ltimo ponto, haver trs reunies para discutir assassinatos ocorridos em Belo Horizonte e ameaas sofridas por servidores da segurana pblica.

    Somente a Comisso de Direitos Humanos programou quatro audincias pblicas para a semana. Nesta segunda (4), os deputados voltam a tentar uma soluo para um problema judicial que se arrasta h sete dcadas: a indenizao, por parte do Governo do Estado, aos herdeiros dos proprietrios das fazendas desapropriadas em 1941 para a construo da Cidade Industrial, em Contagem (Regio Metropolitana de Belo Horizonte). A reunio ser no Auditrio, a partir das 9 horas.

    Nos mesmos dia e local, s 14h30, a comisso faz nova reunio para discutir com os comandos das polcias Civil e Militar e dos bombeiros as possveis violaes de direitos humanos sofridas por policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitencirios e seus familiares. Esses profissionais foram includos em programas habitacionais do Estado como forma de proteo, por correrem risco de vida em suas antigas moradias. Porm, h denncias de que as ameaas de morte continuam, alm de os imveis funcionais encontrarem-se em situao precria.

    As outras audincias da Comisso de Direitos Humanos acontecem na quinta (7). s 9 horas, no Auditrio, o assunto ser o assassinato de travestis na regio Centro-Sul de Belo Horizonte. No dia 26 de setembro do ano passado, Ademir do Nascimento Silva levou quatro tiros na esquina da avenida Afonso Pena com a rua Cludio Manoel, no bairro Funcionrios. Em 2 de maro deste ano, Gustavo Brando de Aguilar, de 22 anos, foi morto com nove tiros no cruzamento da Afonso Pena com a rua Maranho, tambm no Funcionrios. Nos dois casos, os suspeitos fugiram. Os deputados pretendem discutir ainda denncias de marginalizao dos travestis e a atuao da Polcia Militar em relao a eles.

    J s 15 horas, no Plenarinho IV, haver uma reunio com autoridades da segurana pblica do Estado para cobrar providncias com relao aos assassinatos do tcnico de enfermagem Renilson Veriano da Silva, de 39 anos, e de seu sobrinho, o estudante Jferson Coelho da Silva, de 17 anos, no Aglomerado da Serra, cometidos em 19 de fevereiro deste ano. Policiais da Rotam esto sendo responsabilizados pelas mortes. O secretrio de Estado de Defesa Social, Lafayette de Andrada, um dos convidados para a audincia.

    Direito dos quilombolas e obras em rodovia sero debatidos no interior

    Conceio do Mato Dentro (Regio Central) e Juiz de Fora (Zona da Mata) recebem na prxima semana deputados das comisses de Participao Popular e de Transporte, Comunicao e Obras Pblicas, respectivamente. A primeira, nesta segunda (4), s 10 horas, debate o andamento do processo de reconhecimento da comunidade quilombola de Trs Barras, cujos moradores no tm informaes sobre os procedimentos necessrios para serem reconhecidos oficialmente. Esse reconhecimento necessrio para que os quilombolas tenham acesso facilitado a programas federais como o Sade da Famlia e o Luz para Todos, alm de assistncia tcnica e oficinas de capacitao profissional.

    As melhorias anunciadas para a BR-040, no trecho que liga Belo Horizonte a Juiz de Fora, sero discutidas pela Comisso de Transporte. Os deputados querem obter mais informaes junto ao Governo Federal em relao ao anncio, feito pelo Ministrio dos Transportes, sobre a liberao de R$ 350 milhes para obras na rodovia. A reunio ser na tera-feira, s 10 horas, na sede da Associao Comercial e Empresarial de Juiz de Fora.

    Deputados querem explicao para reajuste da energia eltrica

    O reajuste da tarifa de luz no Estado autorizado pela Agncia Nacional de Energia Eltrica (Aneel) de 11%, ndice bem superior inflao dos ltimos 12 meses, o tema da audincia pblica que a Comisso de Defesa do Consumidor e do Contribuinte realiza na tera-feira (5), s 10 horas, no Plenarinho II. Alm disso, a comisso pretende obter informaes sobre o medidor inteligente de consumo de energia a ser testado em Minas Gerais a partir do segundo semestre.

    s 10h30, no Auditrio, as comisses de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel e de Poltica Agropecuria e Agroindustrial fazem uma reunio conjunta para debater as dificuldades enfrentadas pelos agricultores familiares e pequenos e mdios produtores rurais do Estado para obterem licenciamento ambiental para suas propriedades. Os deputados querem cobrar dos rgos pblicos envolvidos a definio de regras claras para esse procedimento.

    Esporte - Na tarde da tera-feira, mais duas audincias pblicas esto programadas. s 14h30, no Plenarinho II, a Comisso de Esporte, Lazer e Juventude debate com autoridades as metas do Governo de Minas para o desenvolvimento das polticas esportivas que comporo o Plano Estadual do Esporte. O secretrio de Estado de Esportes e da Juventude, Brulio Braz, um dos convidados para a reunio, que acontece s 14h30, no Plenarinho II.

    J s 16 horas, no Plenarinho IV, haver uma reunio da Comisso Extraordinria de Acompanhamento da Reforma Poltica com jornalistas e comentaristas das editorias de poltica de alguns dos principais veculos de comunicao de Minas Gerais. Os parlamentares querem ouvir a opinio dos profissionais da mdia a respeito dos principais pontos que integram a proposta de reforma poltica, que tramita no Congresso Nacional.

    Convnio - Na quarta-feira (6), a Comisso de Sade debate as aes desenvolvidas pela ONG Vhiver, bem como a renovao do convnio entre a entidade e o municpio de Belo Horizonte, que expirou em dezembro do ano passado. A reunio ser realizada s 9h30, no Plenarinho I. O Grupo Vhiver trabalha na preveno e no atendimento aos portadores do vrus HIV em mais de 49 municpios do Estado.

    No mesmo dia, s 10 horas, a Comisso de Educao, Cincia e Tecnologia vai trazer representantes do Poder Executivo para debater a remunerao e o reposicionamento dos diretores das escolas estaduais. A categoria pleiteia a reviso do plano de carreira, definido pela Lei 18.975, de 2010, alegando que ela traz um equvoco, na medida em que o critrio que estabelece o subsdio da classe de diretores passou a ser o de nmero de alunos, substituindo o critrio do nmero de turmas da escola. A audincia ser no Teatro da Assembleia.

    Alm das duas reunies da Comisso de Direitos Humanos, haver na quinta-feira (7) uma audincia pblica da Comisso Especial do Mercosul, s 9 horas, no Plenarinho IV. O objetivo apresentar seu cronograma de atividades para a atual legislatura. Entre os convidados esto o cnsul-geral e o cnsul-adjunto da Argentina em Belo Horizonte, Rmon Tomas Villagra Delgado e Pablo Antnio De Angelis, respectivamente; o cnsul do Uruguai, Jorge Luis Pouy; e o cnsul honorrio do Paraguai, Marcos Pereira Cardoso.






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 2, 2011

    Prefeito de Desterro do Mello, Mrio Tafuri, se encontra com a presidenta Dilma Roussef, em Braslia, e garante recursos para creche no municpio. Desterro do Mello fica a 200 kms de BH e 32 de Barbacena - no Caminho do Meio da Estrada Real na zonda mata mineira.






    PREFEITO ASSINA CONVNIO
    PARA CONSTRUO DE CRECHE E PR ESCOLAR
    Mario Tafuri, prefeito de Desterro do Melo, esteve em Braslia para solenidade de assinatura do termo de compromisso para construo do prdio do PROINFNCIA - Programa Nacional de Reestruturao e Aquisio de Equipamentos para Rede Escolar Pblica de Educao Infantil do Governo Federal. O evento, realizado no Salo Nobre do Palcio do Planalto, contou com a participao da Presidenta Dilma Roussef, alm do Ministro da Educao Fernando Haddad.  
     
                     Por estar em situao regular perante os rgos Federais e Estaduais e inscrito no programa PROINFNCIA em 2010, o municpio de Desterro do Melo, foi contemplado com a construo de uma creche e pr escolar.                     

    A unidade a ser construda no municpio, obedecer aos padres de engenharia e arquitetura exigidos pelo FNDE. O prefeito Mrio Tafuri, afirma que a construo da creche, um anseio da populao h muitos anos e pr-escolar vo trazer mais conforto e melhores condies de aprendizado para as nossa crianas.

    Para Tafuri conseguir um benefcio desse, em que possvel investir nas crianas, a certeza de que vale a pena a dedicao e o trabalho, pois o retorno em satisfao e dever cumprido conforta a alma e o corao. Esta escola ser padro de escola de rico atendendo nossa populao humilde e simples, fico muito feliz em ter conseguido tamanho benefcio e mais uma vez cumprir nosso compromisso com a comunidade, concluiu o prefeito.  

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 2, 2011

    BR-040

     

    BR-040 assunto de audincia
    em Juiz de Fora nesta tera (5)

    Com o objetivo de debater as obras de melhorias que sero realizadas na rodovia BR-040, a Comisso de Transporte, Comunicao e Obras Pblicas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais realiza, nesta tera-feira (5/4/11), s 10 horas, audincia pblica em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Requerida pelo deputado Bruno Siqueira (PMDB), a reunio acontece na Associao Comercial e Empresarial de Juiz de Fora (Praa Dr. Joo Penido, n 52, Centro).

    De acordo com a assessoria do parlamentar, o Ministrio dos Transportes anunciou a liberao de R$ 350 milhes para melhorias no trecho no privatizado da BR-040, de Juiz de Fora a Belo Horizonte. Na reunio, Bruno Siqueira pretende obter mais informaes de quando as obras tero incio e do que realmente ser feito.

    Segundo a assessoria do deputado, as obras de melhoria da BR-040, no trecho de Juiz de Fora a Belo Horizonte, so uma antiga reivindicao dos empresrios, comerciantes e das prefeituras dos municpios que utilizam a rodovia. As principais reclamaes da comunidade local so que o trecho da rodovia conta com um intenso fluxo de caminhes e que h um alto ndice de acidentes.

    Convidados - Foram convidados para participar da reunio o presidente da Cmara Municipal de Juiz de Fora, vereador Carlos Csar Bonifcio; o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit/MG); o reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora, Henrique Duque de Miranda Chaves Filho; o presidente da Fiemg Regional Zona da Mata, Francisco Campolina; o prefeito municipal de Mar de Espanha e presidente da Associao dos Municpios da Microrregio do Vale do Paraibuna (Ampar), Marclio Vieira Pacheco; e o presidente da Associao Comercial e Empresarial de Juiz de Fora, Alosio Jos Vasconcelos Barbosa. Foram convidados para participar da reunio o presidente da Cmara Municipal de Juiz de Fora, vereador Carlos Csar Bonifcio; o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit/MG); o reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora, Henrique Duque de Miranda Chaves Filho; o presidente da Fiemg Regional Zona da Mata, Francisco Campolina; o prefeito municipal de Mar de Espanha e presidente da Associao dos Municpios da Microrregio do Vale do Paraibuna (Ampar), Marclio Vieira Pacheco; e o presidente da Associao Comercial e Empresarial de Juiz de Fora, Alosio Jos Vasconcelos Barbosa.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 2, 2011

    Av Antnio Carlos, em BH, ganha novo viaduto.


    Divulgao/Setop MG
    Projeo do novo viaduto da avenida Antonio Carlos
    Projeo do novo viaduto da avenida Antonio Carlos



    BELO HORIZONTE (01/04/11) - O Governo de Minas entrega populao de Belo Horizonte, na segunda-feira (04), mais um viaduto concludo nas obras da segunda etapa da duplicao da avenida Antnio Carlos.  A nova ala permitir a conexo direta ao hipercentro da capital, a partir da rua dos Guaicurus, ao corredor virio da Antnio Carlos, no complexo da Lagoinha. A obra foi projetada lateralmente ao viaduto Hansen Arajo (A), de forma a aumentar sua capacidade com reflexo no volume de trfego no viaduto (B), e o investimento totalizou R$ 23,5 milhes.
    Com 352,69 metros de extenso por nove metros de largura, o viaduto parte do conjunto de obras da duplicao da avenida Antnio Carlos executadas pelo Governo de Minas em parceria com o municpio de Belo Horizonte. A segunda fase de melhorias na avenida, no trecho entre a rua Operrios e o Complexo da Lagoinha, recebeu recursos da ordem de R$ 250 milhes, sendo R$ 190 milhes do Governo do Estado e R$ 60 milhes da prefeitura. Os recursos foram aplicados na construo de oito viadutos, com passarelas acopladas, alargamento e pavimentao de pistas, desapropriaes e outras obras.
    A nova Antnio Carlos beneficia diretamente as pessoas que moram ou trafegam nas suas imediaes, facilita o acesso do trabalhador ao centro e contribui para o desenvolvimento do vetor norte da capital mineira, com repercusso direta na vida dos belorizontinos e moradores da regio metropolitana da capital. A nova via contribui, ainda, para desenvolver a economia de Belo Horizonte e Regio Metropolitana, melhorar as condies sociais e a qualidade de vida da populao, alm de estimular o potencial da capital mineira para o turismo de negcios, com a atrao de feiras e eventos nacionais e internacionais.
    O que j foi entregue
    Antes das obras, a Antnio Carlos possua, no trecho duplicado, apenas uma pista por sentido com trs faixas de rolamento em cada uma. Com a ampliao, passou a ter quatro faixas por pista, alm de uma terceira pista, com duas faixas exclusivas para o fluxo de nibus. Tambm foram construdos oito novos viadutos para facilitar especialmente o acesso aos bairros adjacentes.
    Na altura da rua Rio Novo, o viaduto complementou o Complexo da Lagoinha, atendendo s interligaes do Viaduto Leste e da rua Clio de Castro com a avenida Pedro II, alm das ruas Bonfim, Itapecerica e Alm Paraba. Estas ligaes ficam disponveis tambm para o viaduto Oeste e para a avenida Cristiano Machado.
    Na rua Formiga, prximo ao conjunto IAPI, os viadutos e solues virias em desnvel  promoveram a interligao da regio do bairro So Cristvo com a dos bairros Lagoinha e Bom Jesus.
    A interseo da rua Ararib, com o viaduto em mo dupla, substituiu a transposio da avenida Antnio Carlos, que antes era feita pela rua Jequita, por meio da ligao da rua Serra Negra e imediaes, e possibilitou o reposicionamento dos veculos dos bairros Bom Jesus e So Cristvo, com forte impacto na regio do Hospital Belo Horizonte.
    O viaduto, em mo dupla direcional, interligando a rua dos Operrios com a avenida Paranaba, promoveu a ligao da regio dos bairros Cachoeirinha e Bom Jesus com So Cristvo e Renascena.
    Na avaliao do secretrio de Transportes e Obras Pblicas, Carlos Melles, a concluso de mais um viaduto na Antnio Carlos vai facilitar o fluxo de veculos no entorno da via. uma obra muito importante para a melhoria do trnsito de Belo Horizonte, sobretudo para quem busca acesso ao vetor norte da capital. Estamos entregando agora esse viaduto complementar que vai facilitar o acesso de diversos bairros ao hipercentro de Belo Horizonte, destaca.  
    De acordo com Melles, nos ltimos anos, o Governo de Minas tem desenvolvido diversas aes para revitalizar e impulsionar o desenvolvimento da rea Norte da Regio Metropolitana, estimulando o crescimento da capital para onde ela tem que crescer. Uma das principais iniciativas foi a construo da Linha Verde, relata.
    Segundo o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG), Jos Elcio Santos Monteze, quem trafega pela nova Antnio Carlos, hoje, com destino s regies Norte e Nordeste e ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, percebe claramente as mudanas proporcionadas pelas pistas mais largas e a maior fluidez no trfego, afirma.
    Mudana na circulao de veculos
    Com a liberao do viaduto, o acesso dos nibus ao Viaduto A, em direo pista exclusiva (busway), ser todo realizado pela avenida Oipoque. Os veculos leves e caminhes devero utilizar o outro acesso, pela rua 21 de Abril.
    Com o retorno do transporte coletivo pista exclusiva de nibus, trs pontos de embarque e desembarque que funcionam provisoriamente na pista mista da avenida Antnio Carlos, sentido Bairro / Centro, retornaro busway. Monitores e agentes da BHTrans iro orientar a populao no local, alm de monitorar o trfego de veculos e pedestres.
    Itinerrios para acesso Av. Antnio Carlos
    Acesso do Transporte Coletivo pista exclusiva (busway) - Rua Curitiba, Rua 21 de Abril, Viaduto A, Busway da avenida Antnio Carlos.
    Veculos leves, caminhes e transporte coletivo em direo a Pedro II, Nossa Sra. de Ftima e Rua Itapecerica - Rua Curitiba, avenida Oiapoque, Viaduto A, e opes para  avenida Antnio Carlos.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Abril 2, 2011

    O COLRIO deste sbado vem do portiflio de Csar Romero da Tribuna de Minas de Juiz de Fora.


    Slvia Cruz

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 1, 2011

    Despedida dolorosa.


    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Parentes e amigos acompanharam cerimnia de cremao do ex-vice-presidente
    Parentes e amigos acompanharam cerimnia de cremao do ex-vice-presidente



    Contedo Relacionado
























    BELO HORIZONTE (31/03/11) - Os mineiros se despediram, nesta quinta-feira (31), do ex-vice-presidente Jos Alencar Gomes da Silva, com emocionante homenagem nas ruas de Belo Horizonte. O governador Antonio Anastasia acompanhou os familiares em todos os momentos da despedida a Jos Alencar, desde a chegada do corpo Centro de Instruo da Aeronutica, no Aeroporto da Pampulha, no velrio realizado no Palcio da Liberdade, at a cerimnia de cremao, no Cemitrio Parque Renascer, em Contagem.
    A presidenta da Repblica, Dilma Rousseff, e o ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva, compareceram ao velrio de Jos Alencar, no Palcio da Liberdade, acompanhados de ministros de Estado. Os senadores Acio Neves e Itamar Franco, e o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, tambm acompanharam a despedida. O arcebispo metropolitano, dom Walmor Oliveira de Azevedo, realizou celebrao litrgica de despedida do ex-vice-presidente.
    Em entrevista no Aeroporto da Pampulha, Antonio Anastasia destacou o exemplo que o ex-vice-presidente deixou a todos os brasileiros. O ex-vice-presidente deixou um exemplo muito grande no s na sua vida empresarial vitoriosa, ao mesmo tempo na sua vida poltica igualmente bem exitosa. Mais do que tudo, na fase final de sua vida, o seu exemplo no combate doena, no seu amor vida, na sua coragem, na sua f, na sua crena em Deus, afirmou o governador.
    Chegada do corpo em BH
    O corpo do ex-vice-presidente Jos Alencar chegou s 9h20, desta quinta-feira (31), ao Centro de Instruo e Adaptao da Aeronutica (CIAAR), no Aeroporto da Pampulha. O governador Antonio Anastasia e o prefeito da capital Marcio Lacerda acompanharam, ao lado dos familiares, o desembarque da urna, que chegou de Braslia na aeronave Amazonas, da Fora Area Brasileira (FAB).
    Na base area, o corpo de Jos Alencar recebeu honras militares, dispensadas a chefes de Estado, e foi conduzido para uma viatura histrica do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, modelo de 1959, utilizada em eventos especiais como o velrio do ex-presidente Tancredo Neves, em 1985.
    Do lado de fora dos portes do CIAAR, mais de 300 pessoas acompanhavam a chegada do corpo do ex-vice-presidente da Repblica em sua terra natal.
    Cortejo
    Por volta das 9h50, o caminho do Corpo de Bombeiros, escoltado por carros das Foras Armadas Brasileira e das Foras Militares do Estado, deixou a Base Area da Pampulha em direo ao Palcio da Liberdade. O cortejo seguiu pela pista central da avenida Antnio Carlos e, no centro da cidade, percorreu as avenidas Afonso Pena e Joo Pinheiro, seguindo at a Praa da Liberdade, em um percurso de cerca de 15 quilmetros.
    Por todo o trajeto, pessoas saudavam o cortejo com acenos, palmas, cartazes e chuva de papel picado, aglomerando-se nas avenidas da capital, nos pontos de nibus e em frente ao comrcio.
    Chegada ao Palcio da Liberdade
    O corpo de Jos Alencar chegou s 10h30 ao Palcio da Liberdade. Na Praa da Liberdade, a viatura do Corpo de Bombeiros passou pela Alameda Travessia, onde centenas de pessoas aguardavam para se despedirem do empresrio e poltico mineiro.
    Nos jardins do Palcio, o corpo de Jos Alencar foi recebido com honras militares por um peloto de Drages da Inconfidncia, grupamento especial do Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes da Polcia Militar de Minas Gerais. Dezenas de coroas de flores com dedicatrias e manifestaes de admirao a Alencar foram depositadas ao lado da entrada principal da sede do Governo Mineiro.
    O caixo foi carregado por cadetes da Polcia Militar e Corpo de Bombeiros e por soldados do Exrcito e da Aeronutica at o hall principal do Palcio da Liberdade. O governador Antonio Anastasia e o vice-governador Alberto Pinto Coelho acompanharam a esposa do ex-vice-presidente, Mariza Gomes da Silva, filhos e netos. Emocionados, autoridades, amigos e familiares aplaudiram no momento da chegada do corpo de Jos Alencar.
    O ex-vice-presidente foi velado at o incio da tarde. A visitao pblica foi encerrada s 13h30. Trinta minutos depois, o caixo foi fechado e conduzido at uma limusine, para o cortejo at o Cemitrio Parque Renascer, em Contagem, onde o corpo foi cremado. A cerimnia foi restrita a parentes e amigos de Jos Alencar. O governador Antonio Anastasia, acompanhado do prefeito Mario Lacerda e sua mulher, Regina Lacerda, tambm participou da cerimnia.
    Admirao dos mineiros
    Desde o incio da manh desta quinta-feira, milhares de pessoas aguardavam a chegada do corpo de Jos Alencar. Antes de iniciar a visitao pblica, as pessoas formaram longa fila para se despedir de Jos Alencar.
    A costureira Laura Maria do Esprito Santo, que chegou ao Palcio da Liberdade por volta das 6h30, estava muito emocionada. Tenho um carinho muito especial por ele. Era uma pessoa que transmitia paz, alm de ser um guerreiro. Tambm sou uma lutadora e, por isso, admiro as pessoas que vo luta, disse.
    Autoridades tambm destacaram o legado deixado pelo ex-vice-presidente aos brasileiros. O vice-governador Alberto Pinto Coelho ressaltou a generosidade de Jos Alencar. Ele era um brasileiro notvel, um mineiro autntico, um homem dotado das virtudes mais nobres. Ser humano iluminado, pois preponderava nele a humildade, a generosidade, e a dignidade, disse o vice-governador.
    O prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda tambm fez questo de prestar solidariedade aos familiares do empresrio e poltico. Estamos solidrios com a dor da famlia. um ritual de consagrao ao estilo mineiro, da figura de Jos Alencar, que imprimiu uma forma de construir empresa, de liderar entidades de classe e contribuir para a busca de uma harmonia e do equilbrio da poltica nacional, disse o prefeito.
    O presidente da Federao das Indstrias de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Jnior, lamentou a morte do empresrio. Lamentamos com muita consternao a perda do nosso presidente de honra. Fica aquilo que mais importante: o exemplo, o carisma, completou o empresrio.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Abril 1, 2011

    Morte de Z Alencar. Dia de TRISTEZA E DOR.



    Wellington Pedro/Imprensa MG
    O ex-presidente Lula tambm participou do velrio de Jos Alencar

    O corpo do ex-vice-presidente Jos Alencar Gomes da Silva chegou ao Palcio da Liberdade, onde foi velado at o incio desta tarde. O corpo foi conduzido do Aeroporto da Pampulha em uma viatura histrica, modelo de 1959, utilizada em eventos especiais, como o velrio do ex-presidente Tancredo Neves, em 1985. O cortejo passou pelas avenidas Antonio Carlos, Afonso Pena e Joo Pinheiro.
    Na Praa da Liberdade, a viatura do Corpo de Bombeiros passou pela alameda Travessia, onde centenas de pessoas aguardavam ansiosas para se despedirem do empresrio e poltico mineiro, que foi vice-presidente e senador.
    Nos jardins do Palcio da Liberdade, o corpo de Jos Alencar foi recebido com honras militares por um peloto de Drages da Inconfidncia, grupamento especial do Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes da Polcia Militar de Minas Gerais existente desde o perodo imperial.
    O caixo foi carregado por cadetes da Polcia Militar, Corpo de Bombeiros, Exrcito e Aeronutica at o hall principal do Palcio da Liberdade. O governador Antonio Anastasia e o vice-governador Alberto Pinto Coelho acompanhavam a esposa do ex-vice-presidente, Mariza Gomes da Silva, filhos e netos. Emocionados, autoridades, amigos e familiares aplaudiram a entrada do caixo do ex-vice-presidente.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________




    ___________________________


    Clique para conhecer

    ___________________________


    Clique para conhecer

    ______________________________

    Clique para conhecer

    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________

         
     
    Clique e envie-nos 

seu e-mail