Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16281)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 31, 2012

    Novo Conselheiro do Tribunal de Contas de Minas, deputado dr. Viana, assume cargo nesta quarta, s 17:30 na sede do Tribunal, aqui em BH. Ele foi eleito pelos deputados estaduais para a vaga aberta com a renncia ao cargo de conselheiro de Antonio Carlos Andrada, que saiu para disputar a prefeitura de Barbacena. A solenidade vai reunir meio mundo poltico, frente o governador Anastasia. E lideranas da regio de Curvelo. Dr. Viana foi prefeito do municpio e tem base eleitoral l. Desejo sucesso.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 31, 2012

    Poltica mineira. Um sai. Outra entra. O deputado dr. Viana do DEM, assume nesta quarta, s 17:30, o cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas. No lugar dele assume a suplente, Ana Maria Resende. Com isso o deputado Romel Ansio (PP), vira efetivo.



    A ex-deputada Ana Maria Resende (PSDB) retorna Assembleia Legislativa de Minas Gerais para assumir, como suplente, a vaga aberta com a sada do deputado Doutor Viana (DEM), eleito conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE). Com isso, o deputado Romel Anzio (PP), atual suplente na ALMG, torna-se efetivo.

    A posse de Ana Maria Resende vai ocorrer na quarta-feira (1/8/12), s 14 horas, durante a primeira Reunio Ordinria do Plenrio aps o recesso de julho. Com as mudanas, o PSDB passar de 12 para 13 parlamentares na Casa, e o DEM, de trs para dois. Doutor Viana assume no novo cargo no TCE no mesmo dia, s 17h30.

    Atuaes Nascida em Belo Horizonte, Ana Maria Resende orientadora educacional. J exerceu o mandato como deputada estadual na 15 e 16 Legislaturas (2003 a 2007 e 2007 a 2011) e na atual legislatura (17 - 2011-2015) j ocupou a vaga de suplente. Foi professora, diretora e orientadora educacional da rede estadual de ensino e presidente da Associao de Promoo e Ao Social da Prefeitura de Montes Claros, em 1997.

    O deputado Romel Anzio (PP) nasceu em Ituiutaba (Tringulo) e produtor rural. Ele ingressou na Assembleia em maio de 1978, ocupando vaga como suplente da antiga Arena, por sete dias. Retornou ALMG na atual legislatura. Exerceu quatro mandatos consecutivos na Cmara dos Deputados: 1991-1995, 1995-1999, 1999-2003 e 2003-2007.

    Comeou sua carreira poltica em 1970, quando se elegeu vereador em sua cidade natal. Foi reeleito em 1972 e ocupou a presidncia do Legislativo municipal. Em 1982, venceu a disputa pela prefeitura de Ituiutaba, que governou at 1988. Entre 2007 e 2010, Romel Anzio foi subsecretrio de Assuntos Municipais da Secretaria de Estado de Governo, na gesto de Acio Neves.
    Mdico pediatra e anestesiologista, Doutor Viana, nascido em gua Branca (Alagoas), est em seu quarto mandato na ALMG. Foi vereador em Curvelo (1983-1988), vice-presidente da Cmara (1983-1985) e prefeito (1989-1992). Presidiu a Associao dos Municpios do Mdio Rio das Velhas (Amev/1991).

    Na Assembleia, ocupou o cargo de 1-vice-presidente de 1/2/2007 at 1/1/2011, quando assumiu a Presidncia da Casa, at 31/1/2011. Foi presidente da Comisso Parlamentar de Inqurito (CPI) do Sistema Financeiro (2001) e das Comisses de Poltica Agropecuria e Agroindustrial (2003-2004) e de Educao, Cultura, Cincia e Tecnologia (2005-2006). Atualmente, ele o presidente da Comisso de tica e Decoro Parlamentar.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 31, 2012

    TURISMO. Governo assina decreto para valorizar o potencial turstico da Serra da Piedade.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 31, 2012

    Presidente do BDMG fala a empresrios de Juiz Fora em Seminrio da Fiemg regional da zona da mata.





    A Fiemg Regional Zona da Mata recebe, quinta-feira (02), s 18h,
    o presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG),
    Matheus Cotta de Carvalho.
    Ele o palestrante do simpsio
    Plano de Desenvolvimento Industrial e Regional,
    que roda o estado para discutir temas de interesse de cada regio.



    O evento ser aberto s 18h. Aps a palestra do presidente do BDMG acontece o debate com o empresariado e representantes do poder pblico estadual e municipal. O secretrio-adjunto de Estado de Desenvolvimento Econmico, Fbio Veras, participa desta etapa. O encerramento do simpsio est programado para 21h.

    O simpsio em Juiz de Fora acontece na sede da Fiemg Regional Zona da Mata, na Avenida Garcia Rodrigues Paes, 12.395, no bairro Industrial. Inscries e mais informaes: (32) 3249-1065 ou csfernandes@fiemg.com.br.

    Plano de Desenvolvimento Industrial e Regional

    A srie de eventos do Plano de Desenvolvimento Industrial e Regional rene lideranas empresariais e polticas locais, dirigentes sindicais, formadores de opinio, representantes acadmicos e instituies de apoio s regionais do Sistema Fiemg. O objetivo que juntos, possam discutir os temas propostos e construir rotas e solues para o desenvolvimento sustentvel das regies de Minas Gerais. O Plano de Desenvolvimento Industrial e Regional realizado em parceria com a VB Comunicao, o Sebrae-MG e a Fundao Joo Pinheiro.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 31, 2012

    Evento nico no pas, Circuito das Cafeterias, termina dia 4, com festa para duas mil pessoas na Savassi. Recursos arrecdados vo para a Fundao Sara - que cuida de crianas e adolescentes com cncer em BH.

    BH se despede da 2 edio do Circuito de Cafeterias
    Festa de encerramento promete agitar a Savassi
    com shows ao vivo e vrias delcias feitas a base de caf
    Cerca de duas mil pessoas so esperadas na festa de encerramento do Circuito de Cafeterias, dia 4 de agosto (sbado), na Savassi, no quarteiro fechado da Rua Pernambuco, das 14 s 20 horas. Em sua segunda edio, o evento o nico do Brasil a mesclar a tradio do "bom cafezinho" ao charme e requinte das cafeterias gourmet, transformando Belo Horizonte na capital do caf.
    No dia do encerramento, ser montado um estande onde sero comercializados os 25 produtos participantes do Circuito. Os cantores Pedro Morais e Gilvan de Oliveira tambm marcam presena no evento, levando a boa msica mineira ao pblico de todas as idades. A programao gratuita.

    O evento uma realizao da Primeiro Plano Comunicao e da All Caf Eventos, tem a produo da Cria Cultura, e conta com apoio do SindCaf, Forno de Minas, Pullman, Villa Caf, Casa Una, Sou BH, Grfica Formato e Intertrack Tecnologia da Localizao.

    Promoo No dia do evento, ser sorteada uma mquina de caf entre as pessoas que consumiram e avaliaram um dos 25 produtos participantes. Ao saborear os cafs, cappuccinos e doces listados no guia do Circuito de Cafeterias, os apreciadores foram convidados a preencher cdulas de pesquisa, opinando sobre sabor, criatividade, apresentao e atendimento. Cada produto participante consumido deu direito a uma cdula de pesquisa, o que aumentou as chances para o sorteio. Ao Social

    A verba arrecadada com a venda de cafs espressos pelas cafeterias participantes, no Dia Nacional do Caf (24 maio), ser revertida para a Fundao Sara, instituio de apoio a crianas e adolescentes com cncer. Os valores sero repassados Casa de Apoio na festa de encerramento. Em 2011, a Fundao tambm foi beneficiada com a iniciativa e recebeu o montante de R$ 1.305,29.

    Cafeterias / Produtos 3 Coraes - Caf Robusto R$ 11 Benvenuto Caff - Caf Veneto, R$ 7,90 Benzadeus Caf - Produto: Caf & Arte, R$ 13,80 Caf Biografias - Caf de coco, R$ 6,50 Caf Book - "Meu p de laranja-lima", R$6,90 Caf com Letras - pera, R$ 11 Caf Kahla- Caf Magnlia R$ 11 Caf Verdemar - Coquetel Verdemar Irish, R$9,90 Califrnia Coffee - Moka Maltine R$ 9,50 mdio e R$ 11,90 grande Cappuccini - Caramel Machiatto, R$7,50 ChocoLeio: Cafeteria, Chocolateria e Livraria - Pudim de caf e chocolate com calda de baunilha, R$10,00 Dia de Ler Morango Caf Gelatto, R$ 9,90 Fusion Du Chocolat - Brownie de Cappuccino, R$ 9,80 Is Gourmet - Cappuccino gelado com ovomaltine, R$ 8,90 Mineiriana Caf - Caf Shake com Pimenta, R$ 9,90 Mr. Black Caf Gourmet - Caf na French Press, R$ 6 Naty's Caf - Moccha Tropical, R$ 7,70 Padaria Vianney - Rocambole Estrada Real, R$ 3,29 / 100 g Picaglia Livraria Caf - "Lanterna dos Afogados", R$10,90 S Garcia Caf Gourmet - S Laranja com Chocolate, R$ 9,80 So Benedito Caf & Bistr - Brownie de caf com sorvete de creme e calda de caf, R$ 8,50 Scada Caf - Ice Moccha, R$ 10,50 Th Caffe Chs e Cafs - Mocha Oriente, R$10,30 Vanilla Caff - Coconut Freddo, R$ 10,80 Villa Caf Villa Sunrise R$ 9,90

    SERVIO: Festa de Encerramento do 2 Circuito de Cafeterias
    Data: 4 de agosto de 2012 Horrio: 14 s 20 horas
    Local: Savassi (quarteiro fechado da Rua Pernambuco)
    Entrada: gratuita Site: www.circuitodecafeterias.com.br
    Facebook: CircuitodeCafeterias Twitter: CircuitoCaf


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 31, 2012

    Indito: planto fiscal na rua. Auditores-fiscais do Trabalho em BH atendem trabalhadores na rua.

    PLANTO FISCAL NA RUA Auditores-Fiscais do Trabalho atendem trabalhadores na rua

    Pela segunda semana consecutiva os Auditores-Fiscais do Trabalho da Superintendncia Regional do Trabalho e Emprego SRTE/MG, do Ministrio do Trabalho e Emprego MTE, vo atender trabalhadores na calada em frente ao prdio (Rua Tamoios, 596 Centro Belo Horizonte), nesta quarta-feira, 1 de agosto, de 9 s 11 horas.

    Os motivos da atividade so as precrias condies de trabalho da categoria, abrigados em um prdio antigo, que necessita de reformas de elevadores e banheiros, assim como das reas de atendimento ao pblico, alm da ampliao do nmero de Auditores-Fiscais do Trabalho, hoje menos de trs mil em atividade em todo o pas. O quadro permanece estagnado enquanto o mercado de trabalho se expandiu.

    Segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada Ipea necessrio contratar cerca de 5.700 novos Auditores-Fiscais do Trabalho para atender demanda de empresas e trabalhadores no Brasil. Da forma como est, h um Auditor-Fiscal do Trabalho para trs mil empresas.

    Estas reivindicaes e tambm a reposio das perdas causadas pela inflao, que no ocorre h quatro anos, fazem parte da campanha salarial da categoria, em conjunto com outras carreiras de Estado, como Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil e Delegados e Peritos da Polcia Federal, em nvel nacional.

    Atendimento na rua e protesto
    A categoria est em mobilizao desde o dia 18 de junho, com plantes de atendimento suspensos s teras e quartas-feiras, em todo o pas. Nesta tera-feira, mais uma vez, no haver planto fiscal, e na quarta-feira, 1 de agosto, acontecer o PLANTO FISCAL NA RUA. Na semana passada, cerca de 80 trabalhadores foram atendidos e a expectativa de que esta semana o nmero aumente.

    Os Auditores-Fiscais do Trabalho tambm vo protestar contra o Decreto 7.777/2012 editado na semana passada pela presidente Dilma Rousseff autorizando ministros de Estado a substiturem servidores em greve mediante convnios com Estados e Municpios. A medida considerada arbitrria, um atentado ao direito de greve do funcionalismo, garantido pela Constituio Federal, e portanto, inconstitucional.

    Adiamento das reunies com o funcionalismo
    A disposio dos Auditores-Fiscais do Trabalho intensificar a mobilizao, especialmente, depois do comunicado de adiamento das reunies com os servidores feito ontem pelo Ministrio do Planejamento. As reunies somente acontecero nab semana de 13 a 17 de agosto, a poucos dias do prazo limite para o governo entregar ao Congresso Nacional a Lei Oramentria para 2013, na qual deve constar a previso de reajuste para o funcionalismo.

    Os Auditores-Fiscais do Trabalho vo manter a mobilizao semanalmente s teras e quartas-feiras, com suspenso do planto fiscal e outras atividades, como o PLANTO FISCAL NA RUA.

    Mais informaes
    Jos Augusto de Paula Freitas
    presidente da Associao dos Auditores-Fiscais do Trabalho
    em Minas Gerais AAFIT/MG 31 3201-9437

    Nilza Murari assessoria de comunicao 31 9970-5504


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Julho 30, 2012

    Posse da Defensora Pblica de Minas, Andra Tonet, est marcada para dia 2 de agosto, s 11 da manh, no Palcio Tiradentes na cidade administrativa Tancredo Neves. Ela foi reconduzida pelo governador Antonio Anastasia. Ela venceu a disputa pela reeleio com 77,09% dos votos.







     
    Foto arquivo: em agosto de 2010, o governador
    deu posse a Defensora Geral para seu primeiro mandato.
    Agora, dia 2, ele vai reconduzir dra. Andra para um
    mandato de mais dois anos.

    PDF Imprimir E-mail

    O Governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, reconduziu Andra Abritta Garzon Tonet para exercer o cargo de Defensora Pblica-Geral do Estado de Minas Gerais para o binio 2012/2014.
    Clique aqui para ver o ato publicado no Dirio Oficial Minas Gerais do dia 28 de julho.
    Andra Tonet recebeu o maior nmero de votos na eleio da classe, realizada no dia 19 de julho, para composio da lista trplice para escolha do Defensor Pblico-Geral.Homologado pela Comisso Eleitoral, o resultado da eleio em ordem decrescente de votao foi o seguinte: Andra Abritta Garzon Tonet 451 votos e Horcio Vanderlei Tostes 174 votos.
    A Defensora Pblica-Geral tomar posse perante o Governador do Estado na prxima quinta-feira (02/08), s 11h, no Palcio Tiradentes, na Cidade Administrativa.
    No mesmo dia, s 17h30, a DPG ser empossada pelo Conselho Superior da Instituio.
    Fonte: Ascom / DPMG (30/07/2012)



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Julho 30, 2012

    Conselho Estadual de Cultura est composto para os prximos dois anos

    Governo de Minas
    divulga composio
    do Conselho Estadual
    de Poltica Cultural


    Conselho composto
    por 11 representantes do poder pblico
    e 11 da sociedade civil




    Foi publicado no Dirio Oficial do Estado de sbado (28), os nomes dos membros titulares e suplentes que vo compor o Conselho Estadual de Poltica Cultural (CONSEC), para o Binio 2012-2014, designados pelo governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia. rgo paritrio composto por 11 representantes do poder pblico e 11 representantes da sociedade civil organizada, o Consec tem carter consultivo, propositivo e deliberativo e sua misso contribuir na elaborao e execuo da poltica cultural do Estado.

    Os 11 representantes da sociedade civil foram escolhidos de acordo com a eleio realizada em abril de 2012 entre entidades civis, com comprovada atuao cultural, que fizeram cadastramento prvio junto Secretaria de Estado de Cultura. Durante o perodo de inscrio, as entidades tiveram a oportunidade de indicar um nome para disputar a vaga de conselheiro relativa a seu segmento cultural. 

    Os nomes mais votados em cada segmento foram encaminhados em listas trplices para designao do governador Antonio Anastasia, que escolheu os dois candidatos mais votados, por segmento, para ocupar as vagas de membro efetivo e membro suplente, respectivamente.

    J as 11 vagas do Consec destinadas ao poder pblico sero ocupadas por representantes das seguintes instituies: Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Secretaria de Estado de Casa Civil e Relaes Institucionais, Secretaria de Estado de Cultura, Secretaria de Estado de Educao, Secretaria de Estado da Fazenda, Secretaria de Estado de Governo, Secretaria de Estado de Planejamento e Gesto, Secretaria de Estado de Turismo, UFMG, UEMG e Associao Mineira de Municpios, sendo um membro efetivo e um suplente para cada uma delas.

    Os membros do Consec tomaro posse dentro de um ms. Em seguida, a secretria Eliane Parreiras, presidente do Conselho, ir convocar os integrantes para a primeira reunio, quando sero discutidos temas como Regimento Interno e Estatuto do Consec, entre outros assuntos.
    Clique aqui
    e leia a relao com os integrantes
    do Conselho Estadual de Poltica Cultural (CONSEC).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Julho 30, 2012

    Famosas cachaas de Salinas - so 56 marcas - vo ganhar novos rtulos com selo de identificao.

    Cachaa de Salinas
    vai ganhar novos rtulos
    para estampar selo
    de Indicao Geogrfica do INPI


    Emater-MG
    participou do processo
    que solicitou a concesso da IG



    Acervo/Apacs

    A cidade de Salinas conta com 56 marcas de cachaa

    A cidade de Salinas conta com 56 marcas de cachaa



    As garrafas da cachaa produzida em Salinas e alguns municpios prximos devero ganhar novos rtulos nos prximos 60 dias. A previso do gerente da regional da Empresa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) de Salinas, Reginaldo Angelo de Sousa. Os produtores j esto contratando uma empresa para mudar o leiaute das embalagens, informa. O objetivo estampar o selo de Identificao Geogrfica (IG), concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), aguardente fabricada em Salinas, Novorizonte, Fruta de Leite, Rubelita, Santa Cruz de Salinas e parte do territrio de Taiobeiras.

    A Emater-MG, segundo o gerente regional, integrou um comit formado por diversas instituies e representantes de produtores para reivindicar e defender o reconhecimento geogrfico do produto mais tpico da regio. Todo o processo demorou cerca de dois anos e meio e contou com vrias aes do grupo e da empresa pblica mineira de extenso rural.

    Fizemos um documento, defendendo a demarcao oficial desta regio produtora de uma cachaa especial, com caractersticas to singulares. Fundamentamos o pedido com argumentos tcnicos e cientficos: o tempo de fermentao, as condies favorveis do clima e solo, as boas prticas de fabricao. Tambm visitamos outras regies do pas para conhecer de perto outros produtos que passaram pela mesma situao. Fomos ao Vale do Vinhedo (vinho), no Rio Grande do Sul, e a Paraty (cachaa), explica.

    Para Reginaldo Angelo, a obteno da IG agrega valor ao produto da terra e representa ganhos tanto para o consumidor, quanto para o produtor. O apreciador de cachaa vai ter a segurana de um produto nico de uma regio, tendo a garantia de paladar, cheiro e o jeito de fabricao daqui. E os produtores vo ganhar mais com o que produzem, melhorando a prpria qualidade de vida e dos que participam da cadeia de produtiva, como os agricultores familiares quem fornecem a cana de acar e a mo de obra, salienta.

    Das 21 indicaes concedidas pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial, no pas, Salinas a segunda regio brasileira reconhecida pelo rgo com indicao de procedncia para a produo de cachaa. A primeira foi Paraty, em 2007, e segundo informaes do INPI, isso impulsionou as vendas do produto que j figura entre as mais valorizadas do pas.

    Levantamento da Emater-MG de Salinas aponta que a produo de cachaa no municpio gera na rea urbana cerca de 380 empregos diretos e 600 indiretos. No meio rural, os dados da empresa apontam para 590 empregos diretos e outros 120 indiretos. Atualmente, segundo este mesmo levantamento, existem 20 fbricas de produtores com alambique prprio, quatro coletivas e oito estandartizadoras e/ou engarrafadoras (compram a cachaa e colocam a prpria marca), no municpio.

    No total, de acordo os dados do escritrio da Emater-MG, o municpio de Salinas conta com 56 marcas de cachaa, 14 delas certificadas pelo Instituto Mineiro de Agropecuria (IMA). Outras dois municpios da regional possuem certificao do rgo estadual: Fruta de Leite, com a marca Fascinao e Novorizonte, com a marca Salinas. Em nvel regional, Salinas e os municpios que integram a IG produzem um total de 70 marcas da bebida, segundo o gerente regional Reginaldo Angelo.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Julho 30, 2012

    Em artigo para a Folha o governador de Minas toca num ponto sensvel para a economia de Minas: os royalties do minrio. O senador Acio disse hoje que o projeto do qual relator - que prev passar dos atuais 2% sobre o faturamento lquido das mineradoras, para 4% sobre o bruto - ser votado at o final do ano no Congresso Nacional. O senador defensde o entendimento. Vale conferir o que pensa o governador Anastasia sobre o assunto. "MINRIOS, PETRLEO E OS NOVOS INCONFIDENTES". Para ler e pensar!!!



    Petrleo d bem mais royalties do que minrio. Em 2011, o RJ levou R$ 6,9 bi; MG, s R$ 181 milhes. Mas minrio tambm finito, tambm "safra nica"

    A Inconfidncia Mineira legou aos brasileiros um dos mais vigorosos pilares na formao da nacionalidade. Seus lderes tornaram-se cones da luta pela liberdade e pela independncia. Dessa maneira, muito apropriado buscar inspirao em 1789 para o movimento Justia Ainda que Tardia, que lanamos recentemente e cujo nome homenageia a bandeira dos inconfidentes.

    Nosso combate de hoje busca maior compensao financeira pela explorao de recursos minerais.
    H, atualmente, uma grande disparidade entre os royalties do petrleo e do minrio, o que prejudica Estados como Minas Gerais e Par, com atividade mineradora intensa.

    Enquanto, em 2011, os royalties e participaes especiais referentes ao petrleo alcanaram a soma de R$ 25,8 bilhes, o valor arrecadado com a Contribuio Financeira pela Explorao de Recursos Minerais (CFEM) foi de apenas R$ 1,54 bilho.

    Queremos mudanas na legislao brasileira que define os royalties sobre as atividades de minerao. No se justifica a disparidade existente entre a CFEM e os royalties do petrleo. Por mais que se rejeite a comparao, no h como negar to grande distoro.

    No caso do minrio de ferro, principal produto da pauta das exportaes brasileiras, nossa proposta que o percentual da CFEM seja, em mdia, de 4% sobre o faturamento bruto das empresas mineradoras.

    Em 2011, verificamos que enquanto a CFEM destinou aos cofres de Minas Gerais cerca de R$ 181,4 milhes, o Rio de Janeiro foi destinatrio do significativo montante de R$ 6,9 bilhes relativo aos royalties e participao especial (valor 38 vezes maior do que Minas).

    Essa gritante distoro se repete em relao aos municpios. Enquanto todos os municpios mineiros produtores de minrio receberam R$ 512 milhes, os municpios fluminenses produtores de petrleo receberam R$ 3,7 bilhes (sete vezes mais).

    As atividades de explorao de petrleo e de minrios, produtos primrios no renovveis, tm, ambas, alto impacto ambiental. Entretanto, so tratadas de forma muito desigual. Enquanto os royalties do petrleo chegam a at 10% do faturamento bruto, no caso dos minrios so de, no mximo, 3% do faturamento lquido (faturamento bruto menos despesas).

    A arrecadao estatal em relao ao minrio de ferro teve uma reduo expressiva nas ltimas dcadas. Em 1988, era de US$ 1,30 por tonelada explorada. Hoje, equivale a apenas a US$ 0,26 por tonelada de minrio de ferro.

    O aumento do valor dos royalties da minerao necessrio para financiar projetos de desenvolvimento sustentvel de longo prazo, pois trata-se de uma riqueza finita -como dizia o ex-presidente Arthur Bernardes, o minrio s d uma safra.

    Esta uma discusso mundial. Muitos pases tm proposto um aumento de alquota que pode chegar, em alguns casos, a 15% do faturamento bruto.

    Na Austrlia, por exemplo, a alquota de 7,5% sobre o faturamento bruto no caso do minrio de ferro, e est sendo discutida uma participao especial de 30% sobre o lucro. Na ndia, a alquota est em 10%.

    O debate nacional sobre os royalties dos minrios no pode mais ser postergado. O clamor de Tiradentes e seus contemporneos de rebeldia ajudou a formar o nosso Brasil. Esse o exemplo de civismo que nos inspira.

    ANTONIO ANASTASIA, 51,
    professor de direito
    da Universidade Federal de Minas Gerais,
    governador do Estado de Minas Gerais pelo PSDB


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Julho 29, 2012

    Dia C - Dia de Cooperar.



    Doaes para o Assembleia Solidria
    vo at 31 de agosto


    Vai at 31 de agosto o prazo para doaes ao Dia C - Dia de Cooperar, com o objetivo de promover e estimular a integrao de aes voluntrias. Este ano, a meta arrecadar R$ 80 mil para a compra de cinco monitores multiparmetros, com a finalidade de modernizar a Unidade Neonatal da Maternidade Hilda Brando, da Santa Casa de Misericrdia de Belo Horizonte.

    A campanha da Cooperativa de Economia e Crdito Mtuo dos Funcionrios da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (Sicoob-Cofal) e integra a grade de eventos do projeto Assembleia Solidria. So parceiros a Associao dos Servidores do Legislativo do Estado (Aslemg), a Associao dos Servidores Aposentados da ALMG (Aplemg) e o sindicato dos servidores do Legislativo mineiro (Sindalemg).

    Os interessados podem realizar depsitos, em qualquer quantia, na conta:
    - Banco: Bancoob 756
    - Agncia: 0001
    - Conta 61.147.946-0

    A entrega das doaes ser feita em 1 de setembro, pela Cofal. No evento, que contar com a presena de presidentes das instituies parceiras, ser repassado Santa Casa um cheque com o valor total arrecadado.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Julho 29, 2012

    Lio mineira vira exemplo para pernambucanos

    Educadores de Pernambuco
    conhecem a experincia mineira
    na rea do ensino


    Aes e projetos das reas pedaggica,
    gesto e avaliao foram apresentados aos pernambucanos


    A qualidade do ensino em Minas Gerais tem despertado curiosidade. Durante esta sexta-feira (27), um grupo de educadores do estado de Pernambuco se reuniu com representantes da Secretaria de Estado de Educao (SEE) para conhecer o sistema de ensino mineiro. Durante todo o dia eles conheceram as aes pedaggicas desenvolvidas nas escolas estaduais e temas relacionados gesto e tecnologia aplicadas educao.

    "Pernambuco um estado que tem algumas caractersticas no campo da educao similares s de Minas. As duas secretarias tm programas muito inovadores. Ento muito importante para ns aprendermos com os programas realizados em Pernambuco e tambm poder dar visibilidade aos nossos projetos para que esses bons instrumentos das duas secretarias possam ser compartilhados", ressaltou a secretaria de Estado de Educao de Minas, Ana Lcia Gazzola.

    No perodo da manh, a equipe de educadores conheceu as aes estratgicas desenvolvidas pelo Governo de Minas na rea da educao como o 'Programa de Interveno Pedaggica (PIP)', o 'Reinventando o Ensino Mdio' e o 'Educao de Tempo Integral'. O trabalho da 'Magistra' na formao continuada dos educadores mineiros tambm foi apresentado aos visitantes.

    As avaliaes educacionais e o sistema de gesto das escolas, por meio do Sistema Mineiro de Avaliao da Educao Pblica (Simave) e do Sistema Mineiro de Administrao Escolar (Simade), respectivamente, foram outros assuntos nortearam o encontro.

    "A secretaria de Pernambuco tem a viso do todo e quer conhecer, nesta oportunidade, como est fluindo a educao em Minas Gerais, porque ns estamos realizando a implantao de monitoramento junto s escolas, a partir do trabalho do analista de inspeo. Sabemos como Minas Gerais tem avanado nesse aspecto de trabalho, de ter a realidade da escola dentro das gerencias regionais e da prpria Secretaria", avalia a gestora de monitoramento da Secretaria Executiva de Gesto de Rede de Pernambuco, Shirlei Silva Moura.

    Encontro de inspetores
    Nos dias 25 e 26 de julho, a equipe de educadores do estado de Pernambuco participou do 'II Congresso Nacional de Inspetores Escolares', realizado em Belo Horizonte. Na ocasio, cerca de 300 educadores discutiram sobre temas referentes carreira como a questo salarial e a importncia do trabalho desses profissionais junto s escolas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Julho 28, 2012

    Tragdia. Lamento a morte do presidente do grupo Massas Vilma de Belo Horizonte, Domingos Costa e do vice Csar Tavares. Os dois e mais seis pessoas morreram num acidente de avio, por volta das 8 da manh de hoje, quando o King Air caiu prximo ao Aeroporto da Serrinha em Juiz de Fora. Um forte nevoeiro encobria o Aeroporto na hora da tragdia.

     | Por: Divulgao













    Esta era imagem do Domingos:
    sempre simptico e alegre.
    O empresrio Domingos Costa,
    presidente do grupo Massas Vilma,
    que morreu hoje no acidente de avio
    em Juiz de Fora.

    Domingos era um forte empresrio
    e uma grande figura humana.

    A lltima vez que o v foi no evento
    da Revista Mercado Comum
    no Automvel Clube, aqui em BH.
    Eu o cumprimentei pela conquista
    de mais um Top of Mind para a Massas Vilma.



    Detalhes:
    Agora a pouco falei com o jornalista Csar Romero, da Tribuna de Minas, de Juiz de Fora.
    Ele mora perto do Aeroporto da Serrinha.

    O jornalista disse que o nevoeiro era forte, encobrindo o aeroporto, que  ele avista da casa dele. A aeronave, um King Air, veio muito baixo, ao que parece. Com isso,cortou as copas de vrios eucaliptos, bateu em um barranco e caiu numa rea de difcil acesso.

    Segundo as primeiras informaes dos bombeiros
    oito pessoas morreram na queda do bi motor.

    Um dos primeiros jornalistas a saber do acidente, foi Paulo Csar Oliveira, que est em Juiz de Fora e chegou de carro ao Aeroporto da Serrinha, de onde ia sair com o empresrio Jovino Campos  no helicptero do grupo Bahamas, para fazer fotos areas da cidade.

    PCO foi o primeiro a informar, por telefone, o acidente aos familiares do empresrio Domingos Costa em BH.

    O presidente do grupo Massas Vilma
    e seus funcionrios iam participar
    de um evento emprresarial da Fiemg Regional Juiz de Fora.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Julho 28, 2012

    Prmio Anamatra de Direitos Humanos. Ainda d tempo de participar.

    Prmio Anamatra de Direitos Humanos:
    inscries at tera

    Termina na prxima tera-feira (31) o perodo para inscries no Prmio Anamatra de Direitos Humanos, que gratifica em R$8.000 aes e projetos relacionados aos direitos humanos no mundo do trabalho. Inscries apenas pelo Correios.

    Qualquer pessoa pode participar, inclusive ONGs, empresas, cooperativas, jornalistas, fotgrafos e o cidado comum. Basta inscrever aes e projetos relacionados ao tema que tenham sido implementados ou executados de novembro de 2010 a junho de 2012.

    O prmio de R$ R$ 8.000,00 (oito mil reais) para cada categoria vencedora (Cidad; Imprensa; e Programa Trabalho, Justia e Cidadania). Confira o regulamento e informaes no site da Associao Nacional dos Magistrados da Justia do Trabalho (Anamatra) www.anamatra.org.br. Dvidas: premiodh@anamatra.org.br.

    Categorias:

    Cidad: pessoas fsicas e jurdicas, includas entidades no governamentais
    e outras desenvolvedoras de projetos e aes concretas relacionadas ao tema;

    Programa Trabalho, Justia e Cidadania: alunos, professores e/ou escolas que promovam aes cidads e prticas de disseminao dos ideais de Justia Social, por meio da aplicao do Programa Trabalho, Justia e Cidadania da Anamatra, observada a temtica;

    Imprensa: pessoas fsicas ou jurdicas que tenham veiculado reportagens, srie de matrias, fotografias ou campanhas publicitrias relacionadas aos temas, nas seguintes subcategorias:

    Impresso (jornal, revista e internet);

    Televiso;

    Rdio;

    Fotografia (veiculada em jornal ou revista).

    No sero aceitos trabalhos acadmicos, pesquisas, artigos, monografias, dissertaes e teses.

    Assessoria de Comunicao:

    CDN Comunicao Corporativa


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Julho 28, 2012

    Artigo Especial: Uma tarde em Toulon.


    ​Jos Maria Couto Moreira*

    ​Peo aos leitores autorizao para transgredir uma exigncia jornalstico-formal, qual sempre me submeti. Um artigo constitui, na verdade, uma tese, com seus pressupostos e subseqente concluso. Por isto, no deve o autor colocar-se em sua elaborao, isto , mencionar a si ou a membro da famlia. Caso contrrio, o que se apresenta no ser um artigo, mas um simples relato. No desejo quebrar este cnone da boa escrita. Agora fao um relato, sim, mas, para quem l, proponho um questionamento transcendental.

    ​Em recente viagem Europa, e, quase a seu fim, percorrendo a regio deslumbrante da Provence, guiados pelo cu luminoso que nos trazia maior encantamento pela revelao de paisagens risonhas e onricas, os campos ocupados pelas preciosas videiras, ora pelas azuis lavandas, estacionamos em Toulon. Cultivei um hbito, em viagens, de, primeiramente, explorar as proximidades de meu pouso para me situar na cidade como iniciao para conhecimento do cho que irei pisar. Desta vez, uma surpresa (quem sabe, uma misso) aguardava-me naquela terra, importante centro naval no pas, em cujo porto se encontram sempre fundeados um milhar de esplndidos iates e veleiros.

    ​Com o propsito de observar de perto estes palcios flutuantes, sempre majestosos, cujos donos esto mais para potentados civis, que em terra tambm se deslocam em brilhantes limusines, que me dirigi ao porto, trocando passos calmos para maior satisfao da curiosidade e das maravilhas que se acumulam ao longo daquele cais, colorido do repousante azul mediterrneo.

    ​Estava com o pensamento absorto pelas cenas que variavam a meu olhar, e, por um instante, impressionei-me com o receio justificvel que assalta a todos que por ali passeiam, isto , o caminhante prefere se deslocar rente ao oceano embora sem uma proteo fsica que o defenda das guas em uma queda eventual. Prosseguindo em minha caminhada, percebi, a uma distncia de aproximadamente vinte metros, uma criana que, assim me parecia, brincava beira do cais.

    A seguir, de agachada, levanta-se subitamente o menino e sai correndo em uma direo que supus fosse a de encontrar os seus. No hesitei. Ato contnuo, embalei-me numa corrida at o local, quando vi, estarrecido, uma criancinha de no mximo quatro anos se debatendo nas guas, tentando atracar-se desesperadamente a uma grossa corda que ancorava uma daquelas mquinas poderosas.

    A amozinha da criana, porque pequena, no era suficiente para empunhar o que ela julgava ser o seu nico socorro. Via-se o seu desespero, j bebera gua, e o bracinho esquerdo procurava algo que no encontrava, e a criana, percebia-se, perdera foras para qualquer movimento. Estava ao sabor das pequenas ondas.

    pImediatamente lancei meus braos sobre o pequenino, agarrei-o pela jaqueta e pelo brao e suspendi-o. A criana, que muito tossia, agarrou-se s minhas calas, e chorava. Estava salva !
    ​Teria sido eu um emissrio da Vida ?


    ​*Procurador do Estado


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Turismo. Inaugurado pelo governador Anastasia o asfalto para a bela Monte Verde no sul de Minas. Investimento de mais de 20 milhes de reais.

    Anastasia inaugura pavimentao da estrada para Monte Verde
    Governo de Minas investiu R$ 20,3 milhes
    para asfaltar e sinalizar acesso a um dos destinos tursticos
    mais visitados do Estado.

    O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta sexta-feira (27), as obras de pavimentao de 28,7 quilmetros da estrada que liga Camanducaia ao distrito de Monte Verde, no Sul do Estado. O Governo de Minas investiu R$ 20,3 milhes para asfaltar, melhorar a sinalizao e implantar praa de pesagem na rodovia.

    "Em primeiro lugar, estamos cumprindo um compromisso antigo e o resgate de um pleito que de dcadas. A estrada de acesso a Monte Verde, uma das principais instncias tursticas de Minas Gerais, est sendo concluda e inaugurada nesta data. Tenho certeza de que ela vai facilitar muito a melhoria do turismo nessa importante regio do Sul de Minas", disse o governador Antonio Anastasia.

    A obra facilitar o acesso e incrementar o turismo num dos destinos mais charmosos de Minas. Situado na Serra da Mantiqueira, a Estncia Climtica de Monte Verde foi eleita, em 2009, o melhor destino de romance, no concurso promovido pelo site ViajeAqui e Revista Quatro Rodas, da Editora Abril. Monte Verde tambm possui, desde 2008, o ttulo de melhor destino de inverno do Brasil.

    Anastasia afirmou que a pavimentao da estrada ir dinamizar mais a economia do municpio, proporcionando um aquecimento no comrcio local e gerao de empregos e renda. Segundo ele, a obra permitir, no s mais segurana e facilidade de acesso, mas um maior fluxo de turistas para Monte Verde.

    O governador ainda destacou que o Governo de Minas tem como uma das principais prioridades o investimento nos municpios e disse que Camanducaia e regio so fundamentais na contribuio para o desenvolvimento do Estado.

    "Sabemos agora da necessidade de fazermos mais, pela Estncia Climtica de Monte Verde, pela sede do municpio, pelos demais distritos de Camanducaia, que um municpio grande e populoso e pelas demais cidades da regio, onde temos realizado felizmente muitas obras", ressaltou Antonio Anastasia.

    Para Alosio da Veiga e Souza, h sete anos dono de um comrcio na estrada entre Camanducaia e Monte Verde, a chegada do asfalto o impulso para aquecer as vendas."Antes da obra, era uma dificuldade grande para os turistas. Na poca de chuva, os carros atolavam.

    No perodo da seca era muita poeira. Eu mesmo j ajudei a desatolar muitos carros. Agora, com a estrada asfaltada ficou muito bom para ns, camanducaienses, e para os turistas que veem de todo o Brasil. O comrcio foi muito beneficiado. Recebo gente o tempo todo graas a facilidade de acesso com a nova estrada", destacou.

    Ainda em Camanducaia, o governador Anastasia participou da inaugurao do Terminal Rodovirio Deputado Agostinho Patrus e da Prefeitura Histrica Benedito Silva Santos. O novo espao vai funcionar no antigo prdio da prefeitura, que foi restaurado e transformado em museu com biblioteca, sala para exposies artsticas e histricas. Investimentos em estradas
    O Programa de Pavimentao de Ligaes e Acessos Rodovirios aos Municpios (Proacesso), lanado em 2004, tem o objetivo de dotar o Estado de eficiente infraestrutura viria. Por essa razo, o programa est ligando por asfalto todos os 225 municpios mineiros que ainda dependiam de estrada de terra. J foram pavimentados mais de 5 mil quilmetros de rodovias e atendidos 201 municpios.

    O programa est 98% concludo, totalizando investimento de R$ 3,6 bilhes e 1,3 milho de pessoas beneficiadas. Esto em andamento 19 trechos, dos quais 11 sero concludos no decorrer deste ano e outros oito em 2013. Os cinco trechos restantes so de responsabilidade da Unio, por se tratar de trechos de rodovias federais. Com a concluso do Proacesso, todos os 853 municpios do Estado de Minas Gerais estaro interligados por rodovia asfaltada.

    ProMG
    Outra iniciativa voltada para a infraestrutura viria o Programa de Recuperao e Manuteno Rodoviria do Estado de Minas Gerais (ProMG). Desde a criao em 2006, j foram investidos mais de R$ 1 bilho com a recuperao de 5.655 quilmetros de rodovias estaduais pavimentadas. A meta para 2012 recuperar 580 quilmetros, chegando a seis mil quilmetros.

    O programa est inovando o sistema de gerenciamento de rodovias estaduais, porque as empresas vencedoras da licitao no executam apenas os servios iniciais, mas ficam responsveis pela manuteno da rodovia durante quatro anos. A manuteno continuada das rodovias garante pistas em bom estado e com boa sinalizao, aumentando a segurana dos usurios.

    O ProMG tem o reconhecimento do Banco Mundial pela qualidade dos servios prestados, pela filosofia do Programa e pelo volume de obras realizadas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Minastransporte: de 22 a 24 de agosto no Expominas.


    A MINASTRANSPOR
    um dos principais eventos do pas
    voltado para a cadeia produtiva do Transporte Rodovirio de cargas.

    Paralelamente acontece o 15 Encontro Mineiro do Transportador Rodovirio de Cargas - um espao de relacionamento com objetivos de trocar experincias, gerar novas idias e solues para o setor de Transportadores Rodovirios e empresas da cadeia produtiva.

    Venha ver de perto as principais empresas do transporte rodovirio de cargas.
    Descubra no que elas tm investido e as opes para tornar o setor mais seguro e sustentvel.

    Participe do Encontro e ajude a discutir o futuro do transporte no pas!

    FAA SUA INSCRIO AQUI!

    Confira a programao para os 3 dias de evento:
    1 Dia 22/08/2012 Incio 14h00 / Trmino 18h00
    Abertura Oficial da feira MINASTRANSPOR 2012 do 15 EMTRC Auditrio: Participao de autoridades mineiras, nacionais e lideres classistas.

    Palestra: O futuro passa por aqui - Palestrante: Dorothea Werneck Secretria de Desenvolvimento Econmico do Estado de Minas Gerais.

    Lanamento do Livro: Transportador Mineiro Histria Pioneira
    Visita a feira MINASTRANSPOR 2012

    2 Dia 23/08/2012 - Incio 14h00 / Trmino 18h00
    Abertura dos trabalhos com participao de representantes das entidades: FETCEMG, FIEMG, FECOMRCIO, SEBRAE, ACMINAS, CDL, dentre outras - Presidente da Revista Mercado Comum Carlos Alberto Teixeira de Oliveira

    Palestra: Regulamentao da profisso do motorista - Palestrante: Ministro do TST Dr. Carlos Alberto Reis de Paula - Desembargadores e juzes.
    Palestra: Cenrios Macroeconmicos Internacionais e a Economia Brasileira - Palestrante: Victoria Furquim Werneck Economista Chefe do Grupo Icatu Seguros
    Palestra: Economia Brasileira Cenrios e Perspectivas - Palestrante: Luis Paulo Rosenberg Diretor de Marketing do Corinthians e Diretor de Rosenberg & Associados
    Palestra: Crescimento Econmico Vigoroso e Sustentabilidade - Palestrante: Paulo Eduardo Rocha Brant Presidente da Cenibra Celulose Nipo Brasileira S.A.
    Palestra: Competitividade e Desindustrializao Virtudes e Vicissitudes - Palestrante: Luiz Aubert Neto Presidente da ABIMAQ Associao Brasileira da Indstria de Mquinas e Equipamentos.
    Palestra: Atratividade do Brasil como Plo Internacional de Investimentos e Negcios
    - Palestrante: Paulo de Oliveira Presidente da BRAIN Brasil Investimentos e Negcios.
    Visita a feira MINASTRANSPOR 2012

    3 Dia 24/08/2012- Incio 14h00 / Trmino 18h00
    Palestra: Motivacional - Palestrante: Klaus Waisswenzer Consultor da Ferrari Phd em Planejamento Estratgico. Especialista em alta performance e capacitao de pessoas.
    Entrega da Medalha de Mrito do Transporte Rodovirio de Carga
    Visita a feira Minastranspor 2012


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Na FIEMG em BH. Advogado especialista prope mudanas para reduzir burocracia tributria.

    Conselho
    de Assuntos Tributrios
    da Fiemg recebe
    o advogado Vinicios Leoncio






    O Conselho de Assuntos Tributrios da Fiemg se recebeu o advogado tributarista e coordenador nacional do Grupo de Trabalho da Frente Parlamentar de Desburocratizao Tributria da Cmara dos Deputados, Vinicios Leoncio, para debater as alternativas para minimizar a burocracia tributria.

    O advogado autor do livro Ptria Amada que rene as legislaes tributrias do pas.   A obra mostra de forma simblica o peso dessa legislao no custo das empresas brasileiras. So 43.216 pginas que pesam 6,7 toneladas (cada uma delas com 2,4 metros de altura por 1,2 metros de largura). "A legislao brasileira muito extensa, mas ela nunca teve visibilidade concreta", destaca Lencio.

    Para ele, a burocracia do sistema tributrio brasileiro s pode ser diminuda com a unificao das leis municipais e estaduais. O advogado apresentou nmeros que comprovam a burocracia brasileira. De outubro de 1988 a outubro de 2011 foram editadas 275.095 normas tributrias, uma mdia de 33 por dia. Cada empresa obrigada a preencher 2.200 campos de formulrios. "As instituies esto informatizando, mas a burocracia no para de crescer", observa.

    Segundo ele, no Brasil existem hoje 86,6 milhes de processos pendentes de julgamento e esse nmero vem crescendo pelo menos 14% ao ano. "O drama no pagar os impostos, mas saber como e onde pag-los", diz. Ele afirma que 97,7% das empresas brasileiras j perderam ou tiveram retardamento nos negcios pelo menos uma vez na vida em virtude de Certido Negativa de Dbito (CND).

    O Brasil lidera a lista dos 15 pases que gastam mais tempo pagando impostos, com 2.600 horas anuais. O segundo lugar ficou para a Bolvia com 1.100 horas. Na lista dos 15 pases menos burocrticos est a Noruega com 83 horas. "Deste jeito vamos emperrar o pas com tanta burocracia", lamenta.

    Lencio prope alternativas para o pas, entre elas que haja somente um cdigo tributrio municipal e outro estadual; a reduo de 87% da burocracia tributria; a criao de uma estrutura judiciria especializada em tributos (um Tribunal de Tributos); a instituio de parcelamentos simplificados; uma maior proximidade do fisco com o contribuinte e exigncias de tcnicos especficos da rea contbil e jurdica para o exerccio da fiscalizao.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Aberta em Nova Serrana - regio centro-oeste de Minas - uma das maiores Feiras Caladistas do pas.





    Com cerca de 250 marcas de calados femininos, masculinos e infantis do polo caladista de Nova Serrana, a 11 edio da Nova Serrana Feira e Moda foi oficialmente aberta pelo presidente do Sindinova Sindicato Intermunicipal das Indstrias de Calados de Nova Serrana, Ramon Amaral, no Centro de Convenes da cidade.

    A solenidade de abertura
    contou com a participao de autoridades,
    representantes das entidades parceiras, expositores e lojistas.

    O presidente Amaral agradeceu a presena das autoridades e parceiros e enfatizou a participao da imprensa, dos expositores e lojistas. " impossvel citar todos que fazem essa feira acontecer h 11 edies, mas preciso fazer uma meno especial imprensa, que sempre apoia o Sindinova e nos ajuda muito a divulgar o incrvel trabalho realizado no polo caladista, os expositores que desde o princpio acreditaram no sucesso e aos lojistas que realmente fazem a feira acontecer", colocou.

    Em tom de despedida, j que seu mandato termina no fim deste ano, Amaral ressaltou que essa seria a ltima edio do evento na qual faria a abertura. "Agradeo o apoio que recebi durante todo meu mandato. A abertura dessa feira de hoje serve para coroar o trabalho de toda diretoria que sempre buscou o melhor para as empresas do polo", concluiu.

    Antnio Marum, assessor de Relaes Sindicais e chefe de gabinete do Sistema Fiemg, destacou empreendedorismo e pujana das empresas do polo de Nova Serrana. "Preciso parabenizar os expositores pela beleza dos produtos e empenho na decorao dos estandes", declarou. Ao falar da desleal concorrncia de produtos importados, afirmou que a Fiemg defende o no fortalecimento do mercado internacional, fazendo uso sempre de produto desenvolvidos no pas.

    "Devemos dar exemplo, fazemos questo de usar s artigos genuinamente brasileiros e sempre que temos oportunidade repassamos essa ideologia aos nossos parceiros. Desde um pequeno brinde, uniformes como um material para reforma ", finalizou.

    O analista tcnico do Sebrae-MG, Leonardo Mol, que tambm participou da abertura do evento, colocou que necessrio usar os momentos de crise para aprender. "Aps superar um momento de crise, nada melhor do que us-lo para se instruir e evitar que acontea novamente e exatamente isso que vem acontecendo com as empresas de Nova Serrana", afirmou.

    Mol aproveitou tambm a oportunidade para anunciar que nos prximos meses, Nova Serrana vai receber uma sede da entidade. "Acreditamos na necessidade de estarmos realmente prximos dos empresrios, por isso teremos um espao fsico para atend-los aqui", explicou.

    A cerimnia contou tambm com a participao do vice-presidente da Regional Centro-Oeste da Fiemg, Paulo Csar Rodrigues Costa. Em seu pronunciamento comentou as palavras de Amaral. "Tenho certeza que os empresrios do polo reconhecem o trabalho do presidente Ramon e que sempre servalorizado. A Nova Serrana Feira e Moda uma sequncia de sucesso das aes do Sindinova",declarou.

    Fonte: Comunicao Sindinova



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Preo do quilo em restaurantes de BH pode variar mais de 260%.


    Pesquisa realizada pelo Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em 59 restaurantes de Belo Horizonte e da Regio Metropolitana, apontou que o preo do quilo cobrado nesses estabelecimentos pode oscilar de R$13 a R$ 48, uma variao de 269,23%.

    O levantamento foi feito nos dias 23 e 24 de julho e divulgado nesta quinta-feira (26/7/12).
    Ainda de acordo com a pesquisa, o preo mdio do quilo entre os estabelecimentos de R$26,26.

    O levantamento ainda constatou um aumento de 16,07% no preo das refeies em julho de 2011, se comparados com o mesmo perodo deste ano.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Chegada do asfalto em Santana do Riacho na regio da Serra do Cip.

    Chegada do asfalto facilitar escoamento da produo
    e contribuir para atrair investimentos,
    gerando mais emprego e renda para a populao





    Renato Cobucci/Imprensa MG

    Anastasia entrega obra do trecho do Proacesso na regio Central do Estado

    Anastasia entrega obra
    do trecho do Proacesso na regio Central do Estado


    O governador Antonio Anastasia inaugurou, mais um trecho de rodovia includo no Programa de Pavimentao de Ligaes e Acessos Rodovirios aos Municpios (Proacesso). O trecho, com 26,7 quilmetros, liga a sede do municpio de Santana do Riacho ao entroncamento com a rodovia MG-010, no Distrito de Cardeal Mota, na Serra do Cip, regio Central do Estado. O Governo de Minas investiu R$ 28,3 milhes na obra.

    "S a pessoa que mora na cidade com estrada de terra sabe da dificuldade que a lama, no tempo de chuva, e a poeira, na seca. O frete fica mais caro, as coisas so mais caras. Dificuldade para trazer empresas, para atrair pessoas, mdicos, pois o acesso difcil, os carros quebram com mais facilidade, tudo mais demorado. Estamos aqui para resgatar esse compromisso e oferecer ao povo querido e ameno de Santana do Riacho a estrada asfaltada e segura. Saibam tambm que o objetivo dessa estrada trazer turistas e gente que vai trazer riqueza, emprego, gerar prosperidade e desenvolvimento nessa regio rica, no nosso patrimnio natural que a Serra do Cip", disse Anastasia.


    O prefeito de Santana do Riacho, Agnaldo Jos da Silva, ressaltou que a chegada do asfalto ao municpio a realizao de um grande sonho. "Em 2006, assinamos o convnio. De l para c, foi um misto de alegria, de ansiedade e de luta. Hoje, estamos aqui para receber essa obra to importante que o nosso asfalto. Santana do Riacho, a regio da nossa Serra do Cip jamais ser a mesma", enfatizou Silva.

    Integrao

    Em todo o Estado, o Proacesso j pavimentou mais de 5 mil quilmetros de rodovias e 201 municpios foram atendidos. O volume de obras alcanado pelo programa representa 98% das metas estabelecidas pelo Governo de Minas, totalizando investimento de R$ 3,6 bilhes e 1,3 milho de pessoas beneficiadas.

    Esto em andamento 19 trechos, dos quais 11 sero concludos no decorrer deste ano e outros oito, em 2013. Os cinco trechos restantes so de responsabilidade da Unio, por se tratar de trechos de rodovias federais.

    Com a concluso do Proacesso, todo os municpios mineiros  estaro ligados a outro ou a uma rodovia principal por via asfaltada, o que melhora a infraestrutura, diminui as diferenas regionais e contribui para o crescimento econmico e o desenvolvimento social dos pequenos municpios.

    Outra iniciativa do Governo do Estado voltada para a melhoria da infraestrutura viria dos municpios e regies o Caminho de Minas. So 234 trechos de rodovias a serem pavimentados, ou seja, 7,7 mil quilmetros de novas rodovias, beneficiando diretamente 303 municpios e 7,3 milhes de mineiros.

    "Abrir estradas fundamental e, alm das estradas do Proacesso, que ns estamos concluindo, temos que imaginar coisas novas. E este novo programa foi concebido 2010. So mais de 230 trechos escolhidos. No temos condies de fazer todos de uma vez. Escolhemos os prioritrios, conseguimos recursos para inici-los logo", destacou Anastasia.

    ProMG

    Tambm faz parte do conjunto de aes implementado pelo Governo para melhorar a segurana e as condies de trafegabilidade das estradas, o Programa de Recuperao e Manuteno Rodoviria do Estado de Minas Gerais (ProMG). Desde a criao do ProMG, em 2006, foram investidos mais de R$ 1 bilho e recuperados 5.655 quilmetros de rodovias estaduais pavimentadas.
    O ProMG tem o reconhecimento do Banco Mundial pela qualidade dos servios prestados, pela filosofia do programa e pelo volume de obras realizadas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Fluxo de passageiros no Aeroportos de Minas bate recorde no 1 semestre.

    At junho,
    o fluxo total atingiu a marca
    de mais de 6,2 milhes de passageiros



    Lcia Sebe/Secom MG

    No Aeroporto Internacional Tancredo Neves houve um aumento de 15% em relao ao mesmo perodo do ano passado

    No Aeroporto Internacional Tancredo Neves
    houve um aumento de 15%
    em relao ao mesmo perodo do ano passado


    O fluxo de passageiros nos aeroportos de Minas Gerais bateu recorde no primeiro semestre deste ano. Os dados, divulgados pela Infraero, mostram que, at junho, o fluxo total de passageiros nos aeroportos do Estado foi 17,8% superior movimentao do mesmo perodo do ano passado, atingindo a marca de mais de 6,2 milhes de passageiros.

    Em Minas Gerais, foi analisado o fluxo de passageiros dos seguintes aeroportos: Aeroporto Internacional Tancredo Neves, Aeroporto da Pampulha, e os aeroportos de Uberlndia, Uberaba e Montes Claros. Se comparado aos outros Estados da regio sudeste, o ndice de crescimento de Minas Gerais foi o maior, superando tambm o crescimento da mdia nacional de 7,9%. Em segundo lugar est o Rio de Janeiro com 14,6%, seguido do Esprito Santo com 14,3% e de So Paulo com 7,5%.

    O secretrio de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, comemorou o resultado e atribuiu os bons nmeros s polticas pblicas do setor turstico e ao trabalho realizado para captao de voos nacionais e internacionais que ligam o Estado a vrias partes do Brasil e do mundo.

    "Minas Gerais possui ligao com vrios estados do pas e com os principais centros de emissores de turistas internacionais como a Europa, Amrica Central e Estados Unidos. Os nmeros demonstram a assertividade do Governo de Minas no trabalho realizado pelo programa Decola Minas e tendem a aumentar ainda mais com os grandes eventos que aqui acontecero, como a Copa das Confederaes e a Copa do Mundo Fifa de 2014".

    Aeroporto Internacional Tancredo Neves

    Os nmeros divulgados pela Infraero tambm mostram aumento nos desembarques nacionais e internacionais no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins. Nos primeiros seis meses de 2011, foram 2,1 milhes de desembarques nacionais. Os nmeros de 2012 superam os 2,7 milhes e demonstram um aumento de 15% em relao ao mesmo perodo do ano passado. J o nmero de desembarques internacionais chegou a 122 mil, superando em 18,6% os nmeros do primeiro semestre de 2011, que davam conta de 102 mil desembarques.

    Decola Minas

    O Programa Decola Minas, criado em 2008 pelo Governo do Estado, tem o objetivo de aumentar a oferta de voos partindo de Minas Gerais com destino aos principais centros emissores de turistas nacionais e internacionais. Desde 2008, foram implantados voos partindo de Belo Horizonte para Lisboa (TAP Portugal), Panam (Copa Airlines), Miami (American Airlines e TAM Linhas Areas).




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 27, 2012

    Operaes internacionais ganham portaria da Receita.

    Clarissa Viana
    advogada do Departamento de Direito Tributrio
    do Escritrio Dcio Freire & Associados.

    No dia 29 de junho foi publicada pela Receita Federal do Brasil a Instruo Normativa 1277/2012, estabelecendo obrigaes acessrias a serem observadas nas transaes entre residentes ou domiciliados no Brasil e residentes ou domiciliados no exterior que compreendam servios, intangveis (como direito autoral) e outras operaes que produzam variaes no patrimnio das pessoas fsicas, das pessoas jurdicas ou dos entes despersonalizados.

    As informaes devem ser prestadas por estabelecimento e no so obrigatrias quando a transao envolver as operaes de compra e venda efetuadas exclusivamente com mercadorias. E nos casos em que os servios ou intangveis forem incorporados a bens e mercadorias importadas ou exportadas atravs do Sistema Integrado de Comrcio Exterior, o Siscomex.

    O sistema eletrnico para prestao das informaes disponibilizado na Central Eletrnica de Atendimento ao Contribuinte, ou e-CAC, o Siscorserv, institudo pela Portaria 1.908, de 20 de Julho de 2012, que estar disponvel a partir de 1 de Agosto de 2012.

    O Siscoserv composto de dois Mdulos:
    1 - o Mdulo Venda, destinado ao registro de prestao de servios, venda de intangveis e outras operaes que produzam variao no patrimnio das pessoas fsicas ou jurdica efetuadas por residentes ou domiciliados no Pas a residentes ou domiciliados no exterior;

    2 Mdulo Aquisio, destinado ao registro da aquisio de servios, intangveis e outras operaes que produzam variao no patrimnio das pessoas fsicas ou jurdicas efetuadas por residentes ou domiciliados no Pas.

    Os envolvidos nessas operaes devem observar trs prazos. O primeiro refere-se prestao de informaes sobre a transao estabelecida. Ou seja, o incio da relao comercial entre as partes. O segundo prazo refere-se informao sobre o faturamento de venda de servio, de intangvel, ou de operao que produza variao no patrimnio por pessoas fsicas, pessoas jurdicas e entes despersonalizados residentes ou domiciliados no pas.

    J o terceiro prazo diz respeito informao sobre o pagamento por aquisio de servio, de intangvel, ou de operao que produza variao no patrimnio por pessoas fsicas, pessoas jurdicas e entes despersonalizados residentes ou domiciliados no pas.

    Todas estas obrigaes de prestar informaes s comeam a ser exigidos a partir da data constante do Anexo nico da IN 1277/2012. Destaque-se que caso a prestao do servio tenha se iniciado, mas no tenha sido concluda at as datas estabelecidas no anexo, a data de incio da prestao a ser adotada a data constante do Anexo nico.

    Clarissa Viana
    advogada do Departamento Direito Tributrio
    do escritrio Dcio Freire & Associados.
    RevistaConsultor Jurdico, 26 de julho de 2012


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 26, 2012

    Turismo. Top 10 para aproveitar Londres durante os Jogos Olmpicos.

    Especialista em viagens
    Aldo Leone Filho, presidente da Agaxtur Turismo,
    repassa parte de suas experincias em Londres
    para os turistas brasileiros que desejam aproveitar
    cada esquina da cidade

    Milhares de brasileiros desembarcaro em Londres nos prximos dias para assistir aos Jogos Olmpicos. Alm das competies, a cidade abriga inmeros pontos tursticos, restaurantes, hotis e passeios que os brasileiros no podem deixar de conhecer. Pensando nisso, o presidente da operadora de viagens Agaxtur, Aldo Leone Filho que, alm de empresrio, um especialista em viagens ao redor do mundo -, listou dez dicas para que o turista desfrute o que Londres tem de melhor. Afinal, a cidade um contraste entre o passado e o futuro, tendo o Rio Tmisa como o divisor dessa diversidade.

    Mais de 24 milhes de pessoas viajam Inglaterra todos os anos para viver uma srie de experincias indescritveis. Cidades modernas e din micas, como Londres e Manchester, tm tudo o que um viajante precisa para um fim de semana ou uma estadia mais longa. Alm dos jogos, a viagem pode se tornar ainda mais inesquecvel se o turista for a uma pea de teatro, visitar um museu e aproveitar a vida noturna, observa Leone.

    TOP 10 LONDRES Aldo Leone Filho

    1) D uma volta pelos principais pontos tursticos da cidade. Pegue um nibus hop-on hop-off se no tiver muito tempo disponvel. Cada esquina de Londres reserva uma descoberta.

    2) Passeie nas margens do Tmisa, da Torre de Londres ao Palcio de Westminster/Big Ben/London Eye. Neste caminho, o viajante poder apreciar com muita calma os segredos de Londres.

    3) Visite um dos mercados, de acordo com o seu perfil: Borough (gourmet), Camden (alternativo) e Portobello Road (antiguidades).

    4) Coma um curry apimentado em um dos bons restaurantes indianos da cidade. Experimente tambm um fish and chips, ou uma Pie and mash e tome muita cerveja ale para garantir uma experincia gastronmica imperdvel.

    5) Saia do centro da cidade: conhea Richmond, Greenwich ou v at Windsor.

    6) Aproveite um dos muitos museus da cidade para incrementar o seu repertrio cultural: Museu Britnico, Museu da Cincia, Museu de Histria Natural, Museu Imperial da Guerra, Museu de Londres, Museu do Design, Museu Victoria & Albert, GeffreyMuseum (arquitetura de interior es), WellcomeCollection (Medicina e cincias).

    7) V ao teatro no West End. Se no dominar o ingls, assista a um musical. Termine a noite em um pub ou em outro bar aberto at mais tarde.

    8) Da escadaria da Trafalgar Square, aproveite a vista do Big Ben. V National Gallery, que funciona das 10h s 18h, mas s sextas-feiras o horrio se estende at s 21h. Alm das exposies permanentes, a galeria recebe semanalmente artistas de toda parte do mundo.

    9) Aproveite as tardes nos diversos parques que a cidade possui: Hyde Park, Green Park, St. James/Park, etc. Os londrinos aproveitam os dias de sol para frequentarem estes parques. Ento, esta uma tima pedida para quem quer apreciar o estilo de vida de quem mora nesta bela cidade.

    10) Visite o Tate Modern, a mais famosa galeria de arte moderna de Londres. O prdio est localizado dentro de uma antiga usina eltrica, s margens do rio Tmisa, do lado oposto do rio e da belssima Catedral de St. Pauls. Depois de apreciar as obras do lugar, no deixe de conferir o bar que fica no stimo andar da galeria.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 26, 2012

    No programa Palavra do governador o tema desta semana foi A LEI SECA em Minas.



    Palavra do Governador:
    Campanha pela Lei Seca em Minas
    completa um ano com reduo de 16%
    do nmero de acidentes.

    "Sou pela Vida, dirijo sem bebida 
    uma campanha educativa
    que toda a populao est aderindo
    porque percebe os riscos decorrentes de dirigir
    sob efeito de bebida alcolica" 

                                                                                                                                                                                                        Governador, a campanha Sou pela Vida, dirijo sem bebida, que o Governo de Minas lanou para tornar mais rigorosa a chamada Lei Seca em nosso Estado, acaba de completar um ano. E temos resultados surpreendentes. Fala pra gente dos resultados dessa campanha at agora, governador.

    Antonio Anastasia: Bem, ns todos sabemos que a mistura entre lcool e direo de veculos uma mistura explosiva. E, lamentavelmente, ao longo dos ltimos anos ns tnhamos notado no Brasil, em geral, um crescimento muito grande no nmero de acidentes, com vtimas, inclusive, em razo do uso e do abuso da bebida alcolica por motoristas.

    No Brasil ns temos, desde 2008, uma lei, que a chamada Lei Seca, que veda que o motorista dirija sob efeito de lcool. Aqui em Minas Gerais, iniciamos um grande programa, uma grande campanha, at cvica, com o objetivo de ns, no s fiscalizarmos a aplicao da Lei Seca, mas, mais do que isso, conseguirmos conscientizar o cidado dos riscos e do perigo dessa conduta de dirigir sob efeito de lcool.

    Na realidade, ns estamos comemorando um ano j dessa campanha, Sou Pela Vida, Dirijo sem Bebida, e uma campanha muito exitosa, iniciada aqui em Belo Horizonte e que j apresentou reduo expressiva no nmero de acidentes com vtimas e tambm sem vtimas em razo das blitz realizadas e da campanha educativa que toda a populao est aderindo, porque percebe os riscos decorrentes de dirigir sob efeito de bebida alcolica.

    A ampliao dessa campanha tanto na capital como no interior. Como que ser feita essa ampliao?

    Antonio Anastasia: Na realidade, na capital o projeto piloto previa, durante esse ano, realizarmos essas blitz nos finais de semana, de quinta a domingo.

    E agora ns vamos estend-la para praticamente todos os dias da semana e lev-la tambm para grandes cidades do interior: Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlndia, Governador Valadares sero algumas das cidades que recebero tambm essas blitz - que sempre uma ao parceira entre o Governo do Estado, a prefeitura municipal, a Polcia Militar, a Polcia Civil.

    E a Guarda municipal, onde existir, os rgos de trnsito, de tal modo que ns possamos, de fato, apresentar aos motoristas mais do que a fiscalizao da lei, insisto, a conscientizao, que muito importante, no misturar a bebida com a direo para dar mais segurana no trnsito.

    Alis, segurana no trnsito tem sido um grande objetivo de nosso governo e inclumos recentemente esse tema tambm nos novos objetivos do milnio, compromisso que fizemos com as Naes Unidas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 26, 2012

    Nova juza toma posse no TRE de Minas - Alice de Souza Birchal.

                                                

    A juiza Alice de Souza Birchal (foto) tomou posse, nesta quarta-feira (25), como integrante do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, na classe de jurista (efetiva), na vaga aberta com a sada do juz Benjamin Rabelo. Alice foi nomeada pela Presidenta Dilma Roussef, a partir de uma lista trplice votada no dia 26 de setembro de 2011 pelo Tribunal de Justia de Minas Gerais (TJMG) e encaminhada a Braslia pelo TRE-MG.

    Ao falar sobre a empossanda, o presidente do TRE-MG, desembargador Antnio Carlos Cruvinel, destacou sua trajetria profissional e disse ter certeza "que prestar relevantes servios a essa justia especializada". Tambm saudaram a nova juza o procurador regional eleitoral Eduardo Moratto, o juiz Flvio Bernardes e o desembargador Wander Marotta, integrantes da Corte Eleitoral.

    A nova juza agradeceu pelo acolhimento recebido no TRE e, em especial, expressiva votao que obteve no Tribunal de Justia quando da escolha da lista trplice.

    Advogada, formada em Direito pela UFMG (1994), Mestre em Direito pela Pontifcia Universidade Catlica de Minas Gerais (1999) e Doutora em Direito tambm pela Pontifcia Universidade Catlica de Minas Gerais (2005) na linha de pesquisa de Processo Civil, Alice de Souza compe o Conselho Editorial da Editora Del Rey, o Conselho Cientfico da Escola Superior da OAB/MG e Coordenadora da rea de Direito de Famlia no DAAC da OAB/MG. H mais de dez anos professora de Direito de Famlia, na Pontifcia Universidade Catlica de Minas Gerais.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 26, 2012

    Empresrios da FIEMG se reuniram com representante do TCU para ouvir esclarecimentos sobre questes relacionadas com o sistema S - Sesi,Senai.

    Em dia
    com o Tribunal de Contas
    da Unio




    Compreender a atuao do Tribunal de Contas de Unio (TCU) e analisar como a instituio federal contribui para o desenvolvimento do Sistema Fiemg podem no ser uma das tarefas mais simples. Para debater o assunto, esclarecendo com gestores os principais pilares do rgo fiscalizador, a Fiemg promove, nesta segunda e tera-feira (23 e 24 de julho) a palestra "Uma viso do controle externo", ministrada pelo auditor do TCU Mauro Barbosa.

    O objetivo descrever e detalhar quais as responsabilidades e como TCU atua em todo o pas, como explica o prprio auditor.  "Muitos gestores desconhecem o formato e a maneira como so feitas as deliberaes no TCU. A meta esclarecer esses processos, elucidando ainda questes diretamente relacionadas com o Sistema 'S', associadas, sobretudo, aos processos seletivos promovidos pelas instituies membros", salientou.

    Para isso, Barbosa ir detalhar a parte da constituio federal que elucida as responsabilidades do TCU e vai mostrar como algumas das normas impactam, inclusive, a maneira como devem ser geridas as instituies pblicas e privadas. "Nossa funo a de fiscalizar os aspectos contbil, financeiro, oramentrio, operacional e patrimonial da Unio e das entidades da administrao direta e indireta", salientou o auditor, que completou. "Cabe ainda ao TCU analisar as contas fsicas ou jurdicas dos entes pblicos ou privados que arrecadem, guarde ou gerencie dinheiros, bens ou valores pblicos", finalizou.

    As funes do controle externo, a jurisprudncia do TCU, alm das instrues normativas que integram o rgo compem parte da programao do evento, programado para ser realizado at a tarde desta tera-feira (24).

    Outras informaes podem ser obtidas pelo telefone (31) 3263-4200.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 26, 2012

    Cultura. Na Assemblia de Minas, obra da renomada artista Yara Tupinamb - que ficava nas paredes do antigo restaurante - est sendo restaurada. So 1.590 azulejos dos painis, que iro para a galeria de arte do Parlamento Mineiro.

    



    O trabalho de transposio dos painis da artista plstica Yara Tupynamb para a Galeria de Arte do Espao Poltico Cultural (EPC) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais avanou mais uma fase. Atualmente, cerca de 70 dos 1.590 azulejos que compem a obra passam pelas etapas de nivelamento e reintegrao, previstas para terminar ainda nesta semana.

    Essa atividade consiste na unio das reas de quebra das peas e na reintegrao de suas cores. Depois disso, os azulejos sero assentados nos painis que formam a base da obra e, posteriormente, afixados na galeria. O trabalho de assentamento levar cerca de 15 dias e a previso de que as peas sejam inauguradas no novo local em 11 de setembro.

    A Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) realiza um laudo tcnico que validar a afixao. uma forma de garantir que a estrutura existente sustentar a obra. Alm disso, o laudo apresentar a melhor forma de afixar os painis, garantindo segurana, explicou Alessandra Rosado, restauradora e conservadora da UFMG e coordenadora executiva do projeto de transposio da obra.

    O painel, de 18 metros de comprimento e 2,48 metros de altura, localizava-se no 2 andar do Palcio Inconfidncia. A obra, de 1973, tombada pelo patrimnio artstico e cultural de Belo Horizonte desde 2010 e retrata paisagens histricas, como imagens de cidades mineiras.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Julho 25, 2012

    Da srie: NOTCIA BOA TAMBM D AUDINCIA. Usiminas e Fiemg assinam acordo que garante a Ipatinga a maior unidade do Senai em Minas.



    Foto Divulgao/CIEMG
    O Sistema Fiemg e a Usiminas assinam um acordo,  que vai dar a Ipatinga a maior unidade do Senai-MG. A siderrgica ceder, em regime de comodato por 10 anos, o espao do Centro de Desenvolvimento Profissional (CDP) da usina da cidade. A instituio investir na modernizao das instalaes, que ganharo novos laboratrios, cursos e equipamentos, alm de absorver as despesas administrativas e de manuteno. O local abrigar, ainda, a Regional Fiemg Vale do Ao. A oficializao do convnio ocorrer na abertura da 24 ExpoUsipa.

    O espao do CDP composto por trs blocos que somam 10,9 mil m, em uma rea total de 54,7 mil m, incluindo um auditrio para 500 pessoas. Haver capacidade para atender 3 mil alunos por dia, 1,6 mil a mais do que a atual sede do Senai-MG na cidade, localizada no bairro Veneza. O processo de transferncia da unidade ocorrer gradativamente a partir desse ms, de acordo com a disponibilidade das turmas. "Na nova unidade, o Senai, alm de oferecer mais conforto para os alunos, ampliar consideravelmente no s o nmero de alunos, como os de cursos que atendero a indstria de maneira mais completa", afirma o diretor-regional do Senai-MG, Lcio Sampaio.

    Para o presidente da Usiminas, Julin Eguren, a parceria um modelo a ser seguido. "Vamos modernizar a infraestrutura, garantir qualificao de nossos colaboradores e ampliar esse atendimento para a comunidade. Vamos aumentar nosso apoio formao profissional e, ao mesmo tempo, economizar custos administrativos. Esse modelo de parceria, em que todos ganham, um exemplo de como podemos contribuir de forma efetiva e perene para o desenvolvimento regional", ressalta.

    Com a parceria, o Centro de Desenvolvimento Profissional da Usiminas passar a ser conhecido como Centro de Formao Profissional Rinaldo Campos Soares homenagem ao ex-presidente da Usiminas, falecido em 2011.

    O espao abrigar 15 cursos de aprendizagem industrial (Ajustagem Mecnica; Alvenaria e Acabamento; Confeco do Vesturio; Corte e Costura; Desenho Mecnico; Instalao Eltrica Industrial; Instalao Eltrica Predial; Instalao e Manuteno de Microcomputadores e Redes Locais; Panificao; Processos Administrativos; Processos de Soldagem; Processos Siderrgicos; Manuteno Mecnica Industrial; Manuteno Eltrica Industrial; Usinagem Mecnica), quatro tcnicos (Administrao Gesto de Negcios; Eletrotcnica; Mecnica; Segurana do Trabalho). Para 2013, a previso abertura de vagas para os cursos de Eletromecnica e Eletroeletrnica, ambos de aprendizagem industrial, e os tcnicos de Automao Industrial, Edificaes, Vesturio, Tecnologia


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Julho 25, 2012

    Minha homenagem ESTRELA SOLITRIA. Meus amigos torcedores do Botafogo em Juiz de Fora. Foto pinada da coluna do botafoguense "doente", Csar Romero da Tribuna de Minas.

     
    Da esquerda para a direita: Paulo Ely, Nivaldo Ribeiro Filho, Paulo Henrique Lacerda, a gandula famosa Fernanda Maia, Luiz Dircineu Lacerda e Caterine Paixo na sede do Bota no Rio de Janeiro.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Julho 25, 2012

    Da srie: Notcia boa tambm d audincia. Cemig investe 200 milhes na rede subterrnea da capita mineira.


    Djalma Moraes, presidente da Cemig

    Aproximadamente 70 mil consumidores diretos
    de energia sero beneficiados com as obras



    A rede subterrnea de energia da Companhia Energtica de Minas Gerais (Cemig), em Belo Horizonte, ir passar por uma modernizao. Os trabalhos j comearam no hipercentro e na regio da Savassi e tero um investimento da ordem de R$ 200 milhes, beneficiando diretamente 67 mil consumidores, alm de centenas de milhares de pessoas que passam diariamente por esses locais.

    Nesta etapa, as aes incluem a substituio dos equipamentos atuais por outros mais modernos, alm da implantao de sistemas de automao, controle e monitoramento das cmaras transformadoras, que vo trazer mais segurana para comerciantes, moradores e frequentadores da regio centro-sul da capital mineira.

    Na regio da Savassi, os trabalhos sero concludos em abril de 2013 e, no hipercentro, onde sero substitudos 360 quilmetros de cabos, as obras prosseguem at abril de 2014. De acordo com o superintendente de Relacionamento Comercial com Clientes da Cemig, Ricardo Csar Costa Rocha, o objetivo modernizar as redes subterrneas por meio da implantao de superviso, controle e automao das cmaras transformadoras. "Alm disso, os servios iro adequar o sistema eltrico subterrneo para as demandas adicionais de energia eltrica em razo dos eventos Copa das Confederaes, em 2013, e Copa do Mundo de 2014", explica o superintendente.

    Ricardo Rocha afirma que os servios sero realizados tanto em dias teis como nos finais de semana. No entanto, no centro no ser necessrio nenhum desligamento. J na Savassi, os trabalhos executados aos domingos requerem a interrupo no fornecimento de energia.

    Para minimizar os impactos dos desligamentos, a Cemig dividiu a regio em seis blocos de 1,5 mil clientes. "Para evitarmos maiores contratempos para esses consumidores, eles esto sendo informados sobre os desligamentos por meio de carta. Tambm sero distribudos folhetos informativos para os moradores da regio", esclarece o superintendente da Cemig.

    Benefcios

    A partir da implantao dos novos equipamentos, ser possvel o monitoramento da temperatura, presso e nvel do leo do transformador, da presena e do nvel de gua na cmara subterrnea e da ocorrncia de falhas no equipamento, alm de medio da corrente, tenso e potncia da carga.

    Copa do Mundo e Copa das Confederaes

    Os objetivos das obras de melhoria das redes subterrneas de Belo Horizonte so modernizar os equipamentos com a implantao de superviso, controle e automao das cmaras transformadoras, o atendimento a novos empreendimentos da regio centro-sul de Belo Horizonte, como hotis e restaurantes, e a adequao do sistema eltrico da capital mineira s demandas adicionais de energia durante a Copa das Confederaes, em 2013, e a Copa do Mundo Fifa, em 2014.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Julho 25, 2012

    DER de Minas comea obras de recuperao e duplicao de estradas de acesso ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves em Confins.

    O Governo de Minas, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), est fazendo mais investimentos nas rodovias mineiras com vistas Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e melhoria da mobilidade da populao. Enquanto isso, o Governo Federal segue com participao pequena e poucos recursos para o estado.

    O DER-MG iniciou as obras nas rodovias estaduais MG-424 e LMG-800, que do acesso ao Aeroporto Internacional de Confins. Segundo a Agncia Minas, sero recuperados 20,5 quilmetros, com investimentos de R$ 101 milhes pela empresa Torc. O trecho da MG-424, de 16,8 quilmetros, ser restaurado, enquanto o da LMG-800, de 3,7 km de extenso, ser restaurado e duplicado. A previso de concluso das duas obras janeiro de 2014.

    De acordo com o deputado Joo Vtor Xavier (PRTB), do Bloco Transparncia e Resultado, o investimento trar benefcios para turistas e moradores. " uma oportunidade de melhoria no acesso, no transporte, no trnsito, para quem vier Copa do Mundo mas, fundamentalmente, para quem de Minas Gerais e para pessoas de quase 14 cidades ali da regio que necessitam dessa rodovia. um investimento no crescimento do Vetor Norte de Belo Horizonte, uma regio que est em franca expanso econmica e social", destacou.

    Por outro lado, o deputado questiona o baixo investimento do Governo Federal em Minas Gerais e destaca que a maior parte das obras realizadas so encabeadas pelos governos estadual e municipal. "Tudo aquilo que estamos vendo de Copa do Mundo em Minas Gerais so investimentos do Governo do Estado, como por exemplo o Mineiro e agora os R$ 100 milhes da MG-424, ou das prefeituras, como as obras que Belo Horizonte tem feito para se adaptar para a Copa do Mundo. O Governo Federal tem ajudado de maneira pontual e pequena, muito aqum do seu compromisso e das necessidades de Minas Gerais", lamentou.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Julho 25, 2012

    Polmica. Ipsemg cancela licitao que permitiria transformar prdio do Instituto na Praa da Liberdade em BH em Hotel de Luxo do grupo Fasano.

    O Instituto de Previdncia dos Servidores do Estado (Ipsemg) revogou a licitao que previa a instalao de um hotel na sua antiga sede, que integra o conjunto paisagstico e arquitetnico da Praa da Liberdade, em Belo Horizonte.

    O ato de revogao foi publicado no Dirio Oficial do Estado.

    Inaugurado em 1965, o prdio, que tombado pelo Patrimnio Histrico, ter nova destinao: abrigar uma das unidades da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) um atrativo a mais dentro do Circuito Cultural da Praa da Liberdade.

    Em consrcio formado tambm pela JHSF Incorporaes, a Fasano, famosa rede de hotelaria de alto padro, chegou a adquirir os direitos de concesso para explorar o antigo prdio do Ipsemg. poca, o consrcio foi o nico a apresentar proposta para a licitao, e pretendia investir R$ 52 milhes pelos prximos 35 anos.

    Agora, a principal justificativa para a revogao a mudana no cenrio do setor de hotelaria da capital. "A nossa proposta , juntamente com os cursos regulares existentes, instalar cursos livres e abertos na Praa da Liberdade, que proporcionaro a democratizao do design atravs de mostras temticas, palestras, oficinas, laboratrios e workshops com temas sempre atuais, destinados informao e atualizao dos cidados que frequentam o Circuito Cultural", afirma o reitor da UEMG, Dijon Moraes Jnior.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Julho 25, 2012

    Meio Ambiente mineiro perde Ilmar Bastos, presidente da FEAM

    Ilmar foi um grande profissional
    e bela figura humana.
    Sempre simptico e atencioso.
    Fez um excelente trabalho na Feam.
    Minas est triste.
    Pessoalmente lamento a morte dele.








                                    

    O presidente da Fundao Estadual de Meio Ambiente, Ilmar Bastos Santos, 56, morreu na madrugada desta quarta-feira em Belo Horizonte. Segundo a assessoria da fundao, ele sofreu um infarto. Bastos era bilogo, fez mestrado em Ecologia, Conservao e Manejo de Vida Silvestre pela Universidade Federal de Minas Gerais.

    Ela j presidiu a Feam entre 2003 e 2007, foi subsecretrio de Estado de Gesto Ambiental Integrada entre 2008 e 2010 e assessor especial da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel.

    Em abril deste ano voltou a assumir a Feam depois de indicao e aprovao da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Assumiu o cargo com a misso de inovar a gesto ambiental de Minas em cinco reas: ar, solo, resduos slidos, energia e mudanas climticas.

    Ele tambm foi superintendente executivo da Fundao Biodiversitas (1988-2003) e integrou o Conselho Fiscal da Federao das Fundaes de Direito Privado de Minas Gerais (2001-2003) e o Conselho Curador da Fundao Zoobotnica de Belo Horizonte (1991-2004).

    Em nota, o governador Antonio Anastasia lamentou a morte: "Alm de um grande amigo e colaborador exemplar, que com muito desvelo e responsabilidade desempenhou suas funes frente da Feam, era comprometido com o bem estar de quem o cercava. Neste momento de dor e separao, a seus familiares, em nome de todos os mineiros, levo minha palavra de conforto e solidariedade".



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Julho 25, 2012

    Doao de campanha eleitoral. Tema ser discutido dia 31 na Ancham de BH

    Comit de Legislao

    A participao Empresarial sob a tica da Legislao Eleitoral e as Regras de Compliance
    Tendo em vista as eleies deste ano, vamos abordar como as empresas podem contribuir de forma legal e de acordo com as regras de compliance, no mbito das campanhas eleitorais.

    A Doao de Recursos para campanha eleitoral, apesar de parecer um tema simples, exige do doador cautela e uma observncia rigorosa da legislao eleitoral. Diante de um cenrio onde a transparncia, o controle e a efetividade do gasto pblico e dos candidatos medida imperativa, deve-se atentar para a forma correta de se proceder referida doao.

    A Doao Eleitoral ser abordada sob a tica empresarial, na qual debateremos de uma forma simples e instrutiva o funcionamento de tal instituto. Sero debatidos os limites, formas, restries, legalidade e todos os aspectos relevantes que envolvem um tema to atual.

    Programao
    General

    08h30 - Networking Coffee e Credenciamento

    09h00 - Eleies 2012 - A participao Empresarial sob a tica da Legislao Eleitoral e as Regras de Compliance, com Gabriel Castro | Gerente do Departamento de Direito Eleitoral do Escritrio Dcio Freire Advogados Associados

    10h00 - Frum de Debates

    10h30 - Encerramento

    Informaes
    Contato:Carolina Neves
    Tel.: (31) 2126-9771
    carolina.neves@amchambrasil.com.br

    Estacionamento:Estacionamento terceirizado, Minas Park ou Auto Park

    Local:AMCHAM BUSINESS CENTER, Rua da Paisagem, 220, Vila da Serra, Seis Pistas Tel. (31) 2126-9750

    Currculo do Palestrante
    Gabriel Bernardes de Castro Cardoso
    Advogado, Membro da Comisso de Direito Eleitoral da OAB/MG, Ex- Procurador Geral Municipal, Gerente do Departamento de Direito Eleitoral do escritrio Dcio Freire & Associados


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 24, 2012

    EM PALCIO. O resultado oficial da eleio para o cargo de Defensor Pblico Geral do Estado foi entregue hoje tarde ao secretrio-geral do governo, Gustavo Magalhes no Palcio Tiradentes na cidade administrativa Tancredo Neves. O documento foi levado pela Defensora Pblica Geral, em exerccio, Ana Claudia Alexandre, acompanha da chefe de gabinete Christiane Procpio e pelo assessor de assuntos interinstitucionais, Eduardo Generoso. Pela Constituio, quem nomeia a chefia da Defensoria estadual o governador. A Defensora Geral, Andra Tonet se afastou do cargo - e concorreu reeleio. Venceu. Obteve 77,09% dos votos. Resultado: Andra Tonet: 451 votos. Horcio Tostes 174 votos.







    A Entrega do resultado da eleio- secretrio- 002



                      Da esquerda para a direita, a chefe de gabinete da Defensoria,
                      Christiane Procpio, a Defensora Geral, Ana Claudia Alexandre,
                      o secretrio-geral do governo Gustavo Magalhes
                      e o Assessor de Assuntos Interinstitucionais, 
                      Eduardo Generoso no Palcio Tiradentes.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 24, 2012

    Eleies 2012. Em Minas mais de 41% dos candidatos tm de 45 a 59 anos. Menos de 1% tem entre 18 e 20 anos. DETALHE: o mais novo Antnio Pinheiro Neto, candidato a prefeito de Ibirit na regio Metropolitana de BH. Ele tem fez 21 anos em maio. J o candidato a prefeito mais idoso de Minas Jair Toledo Paiva, candidato na cidade de Paiva - zona da mata. Ele faz 87 anos em agosto.



    eleio-democracia-urna-eletrnica

    Dos 72.858 candidatos que constam no sistema de Estatsticas de Candidaturas do TSE, maior parte deles, 30.081, est nessa faixa etria.

    Do outro lado da tabela ficaram os candidatos com mais de 60 anos: eles representam pouco mais de 10% do total de registros, com 7.468 candidaturas.

    Desses, 136 candidatos tm mais de 79 anos, o que representa 0,18% do total. Cerca de 20% dos registros, 14.375 candidaturas, so de pessoas com idade inferior a 34 anos.

    Menos de 1% deles com idade entre 18 e 20 anos.

    De acordo com a Constituio, a idade mnima para os candidatos a prefeito e vice de 21 anos e para candidatos a vereador de 18 anos.

    A verificao feita considerada a data estabelecida para a posse, ou seja, 1 de janeiro.

    Confira os dados completos
    com o perfil dos candidatos por Estado e por municpio
     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 24, 2012

    A SEVEN sai na frente. Oferece s empresas transmisso de eventos AO VIVO pela internet.



    Seven TV: entre voc e o mundo


    Uma maneira de multiplicar o alcance de um evento. Assim a Seven TV, um servio de transmisso ao vivo na web, lanado pela Seven Internet. Por meio dele, um nmero ilimitado de pessoas pode acompanhar, de qualquer lugar com acesso rede, o que est sendo realizado simultaneamente em outro local.

    Com profissionais qualificados, equipamentos de ltima gerao e fornecedores de streamer lderes de mercado, a Seven TV aumenta o potencial do evento na esfera virtual. "Oferecemos qualidade e compromisso na transmisso de seu evento", confirma o diretor de Marketing da Seven, Eduardo Zambaldi.

    Mais benefcios
    Praticidade, integrao e mobilidade so outras caractersticas do servio. O evento pode ser assistido no apenas no PC, mas tambm em smartphones e tablets.

    Alm disso, possvel interagir com os espectadores virtuais por meio do Twitter e Facebook. Ao compartilhar o evento nas redes sociais, a divulgao e visibilidade dele aumentam ainda mais.

    Depois de finalizada a etapa de transmisso, o cliente recebe um DVD com tudo o que foi exibido em qualidade HD.

    Pr-requisitos
    O local do evento deve contar com a estrutura mnima abaixo:
    Local de boa visibilidade e captao do som ambiente;
    Espao para a instalao do trip, cmera e notebook;
    Ponto de energia eltrica;
    Ponto de internet (cabo ethernet ou Wifi);
    Internet Banda Larga com no mnimo 200Kbps de upload garantido;
    Sistema de som amplificado.
    Como funciona
    O servio oferecido pela Seven realizado de acordo com as seguintes etapas:
    1. Contato Comercial
    a. Informaes sobre preos, disponibilidade de datas e caractersticas do servio
    2. Levantamento de informaes para estudo da viabilidade da transmisso
    a. Tipo de evento
    b. Local do evento
    c. Data e hora do evento
    d. Durao do evento
    e. Estimativa de pblico virtual
    f. Infra-estrutura (energia eltrica, banda larga, espao fsico, som)
    3. Assinatura do contrato
    a. Sinal de 50%
    4. Divulgao do evento e seu endereo WEB
    5. Visita ao local para testes da transmisso (1 hora)
    a. Executado em at 1 dia antes do evento
    6. Transmisso do evento (4 horas)
    a. Montagem e testes finais (meia hora antes do incio do evento)
    7. Entrega do DVD
    a. Gravao do arquivo em estado bruto em formato HD

    Diretor da Seven, Alexandre Neves: tecnologia avanada para transmitir a Reunio Especial

    Diretor da Seven, Alexandre Neves:
    uso de tecnologia avanada para transmitir a Reunio Especial
    da posse da diretoria da Abrajet Minas - foi o marco inicial do
    servio de transmisso ao vivo pela internet.


    Origem
    A primeira transmisso ao vivo pela internet foi feita pela Seven em 10 de outubro de 2011. Com alta tecnologia, a empresa exibiu a homenagem da Assembleia Legislativa de Minas Gerais Associao Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet/MG).

    Da em diante, outros eventos j foram transmitidos,
    como o Seminrio Al-Invest
    um programa de cooperao econmica
    entre a Europa e a Amrica Latina.

    Clique aqui e entre em contato
    com a Seven ou ligue para (31) 2121-2121
    .
    http://www.seven.tv.br/



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 24, 2012

    Economia. Mar de oportunidades. Marinha demanda indstria mineira.






    O contra-almirante da Marinha do Brasil e assessor especial do comandante da Marinha, Silvio Starling, visitou a Fiemg na tarde desta quinta-feira (19). Ele apresentou ao presidente da instituio, Olavo Machado Jr., as oportunidades comerciais que a Marinha apresenta s indstrias mineiras, e destacou como segmento da defesa pode agregar valor aos produtos de base tecnolgica produzidos no estado.

    A Marinha do Brasil demanda produtos de alto valor agregado, necessrios para equipar os navios e submarinos que compem a esquadra das foras armadas. Acredito que as indstrias de Minas Gerais possam ser grandes parceiras, fornecendo tecnologia e em diferentes segmentos de toda a cadeia da defesa nacional, salientou o contra-almirante. Para endossar este mar de oportunidades, o comandante-almirante da Marinha do Brasil, Julio Soares Neto, ministrar, dia 27 de agosto, na Fiemg, em Belo Horizonte, uma palestra a empresrios e acadmicos do estado, destacando os principais projetos desenvolvidos pela Marinha e como eles podem impactar a indstria mineira, fortalecendo sua atuao no setor naval.

    Queremos endossar as parcerias bilaterais entre a Marinha e as indstrias mineiras, ainda hoje incipientes, salientou Starling. Entre as principais oportunidades que sero apresentadas na palestra, destaque para o projeto de desenvolvimento de submarinos nucleares, que se encontra em realizao desde a dcada de 1970. Alm disso, ser apresentado como as empresas mineiras podem participar e se tornarem fornecedoras do ministrio da defesa na produo de navios, outro importante projeto das foras armadas.

    Segundo Starling, a mar de novos negcios no se restringe a solues associadas alta tecnologia. A Marinha do Brasil demanda diferentes produtos, ligados aos setores de alimentao, vesturio, entre outros, que a indstria mineira possui expertise e conhecimento, destacou. Machado Jr. aproveitou o encontro para destacar a atuao e a importncia do Senai-Cetec - Fundao Centro Tecnolgio de Minas Gerais neste processo de integrao e ressaltou como o Centro pode ser um indutor de novas parcerias entre ambos os segmentos. A indstria da defesa, por demandar tecnologia de ponta, uma das mais importantes vertentes para impulsionar o desenvolvimento das empresas mineiras, finalizou o lder industrial.

    Fonte: site www.fiemg.com.br



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Julho 24, 2012

    Notcia boa tambm d audincia: Minas lidera gerao de empregos no pas em junho.

    Desempenho mineiro resultado
    de 229.145 admisses e 190.661 demisses,
    o que resultou na criao de 38.484 empregos


    Divulgao/Epamig



    Desempenho da agropecuria, do extrativismo vegetal e da caa e da pesca foram destaque em junho

    Desempenho da agropecuria,
    do extrativismo vegetal e da caa
    e da pesca foram destaque em junho


    Minas Gerais foi o estado brasileiro que mais gerou novos postos de trabalho no ms junho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados, nesta segunda-feira (23), pelo Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE).


    Esse desempenho o resultado de 229.145 admisses e 190.661 demisses, o que resultou na criao de 38.484 empregos. Esse nmero foi de 120.440 mm todo o pas.

    Em comparao com o ms anterior, foram criados no Estado 5.800 postos de trabalho a mais, uma evoluo de 18%. Nos dados nacionais, o desempenho de junho foi pior que o de maio, gerando 19.239 novos empregos a menos, o que representa uma queda de 14%.

    O Caged tambm apontou, na comparao anual, que tanto Minas Gerais quanto o Brasil tiveram desempenho abaixo do mesmo perodo de 2011. Junho deste ano teve uma gerao de 15% menos postos de trabalho que em 2011 para Minas Gerais (15% de queda); e para o Brasil essa reduo foi de 94.953 (44% a menos).

    Para o secretrio de Estado de Trabalho e Emprego (Sete), Hlio Rabelo, Minas tem muito o que comemorar. "Nossa maior preocupao sempre foi gerar emprego a todos os mineiros. E agora temos a certeza de que nosso trabalho est dando certo. uma grande alegria estarmos em primeiro lugar na gerao de empregos. Hoje temos milhares de vagas abertas nas mais diversas ocupaes, disponveis em 135 unidades de atendimento ao trabalhador do Sine, que esto espalhadas por todo o Estado. E para quem quer conquistar melhores oportunidades, temos cursos em dezenas de reas de atuao, para qualificar mais de 30 mil mineiros ainda este ano", anuncia.

    Empregos por setor


    Dentre os setores, destacou-se no ms de junho o desempenho da agropecuria, do extrativismo vegetal e da caa e da pesca, que juntos geraram 31.002 novos empregos no perodo. O comrcio criou 2.196 novos postos, seguido pela indstria, que registrou novos 2.007.

    Comparando com desempenhos anteriores, a indstria segue uma tendncia de alta, com 552 postos de trabalho criados a mais que em maio (37,9% de evoluo), e 887 em comparao com o junho de 2011 (um expressivo crescimento de 79,2%). Tambm o setor de agropecuria cresceu em 10.636 postos de trabalho no ltimo ms (52,2%), e 3.086 em comparao com o ano anterior (11%).

    De acordo com o coordenador do Observatrio do Trabalho, Igor Coura, o resultado pode ser explicado pelo crescimento da agricultura nesta poca do ano. "Nesses meses, nossa agricultura cresce fortemente devido aos bons perodos de safra. Mas, alm disso, destaca-se a fora da indstria mineira. Enquanto no Brasil a indstria se desacelerou a ponto de gerar variaes negativas na comparao com perodos anteriores, o setor mineiro conseguiu mostrar uma tendncia de crescimento", afirma.

    Coura ressalta que se esse ritmo se mantiver, Minas vai continuar sustentando um crescimento razovel at o perodo de alta da indstria, que comea no penltimo trimestre do ano. "Passar por toda esta instabilidade econmica sem apresentar nmeros negativos j ser uma vitria", conclui.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Julho 23, 2012

    Campanha da Assemblia de Minas: mais recursos para a sade

    A Assembleia Legislativa de Minas Gerais continua recolhendo assinaturas para apresentar projeto de lei de iniciativa popular ao Congresso Nacional, que determine Unio investir 10% da receita corrente bruta na sade pblica. Os postos de coleta da ALMG em Belo Horizonte foram desativados, mas o cidado pode participar pela internet. Basta baixar e preencher o formulrio disponvel na pgina do Assine+Sade, e encaminh-lo para a ALMG (Rua Rodrigues Caldas, 30 Cep: 30.190-921 Belo Horizonte/MG) ou entreg-lo no Centro de Atendimento ao Cidado (CAC), no mesmo endereo.

    A campanha Assine+ Sade continuar por tempo indeterminado. A mobilizao no interior ser retomada aps o recesso parlamentar. J esto confirmadas duas reunies para agosto: dia 23, em Conselheiro Lafaiete, e dia 30, em Arax. A meta do movimento nacional a coleta de 1,5 milho de assinaturas, nmero exigido para a apresentao de projeto de iniciativa popular.

    O movimento Assine + Sade conduzido no Pas pela Associao Mdica Brasileira, Ordem dos Advogados do Brasil e Academia Nacional de Medicina. Em Minas, conta com parcerias, alm da ALMG, da Associao Mdica de Minas Gerais (AMMG), da Associao Mineira de Municpios (AMM) e da Associao dos Municpios da Regio Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel). Entre abril e junho, sete municpios do Estado receberam as reunies da Comisso de Sade da Assembleia para divulgao da campanha. Ao todo, j foram colhidas mais de 230 mil assinaturas.

    Em 13 de abril, a Assembleia realizou o Ciclo de Debates Mais recursos para a sade, no qual lanou a campanha de coleta de assinaturas. A iniciativa foi motivada pela regulamentao da Emenda Constitucional 29, de 2000, que prev os percentuais de investimentos dos Estados (12%) e dos municpios (15%) no setor de sade, mas deixou para o governo federal apenas a obrigatoriedade de garantir o investimento do ano anterior, acrescido da variao nominal do Produto Interno Bruto (PIB).


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Julho 23, 2012

    Turismo e Negcios. Na hora de pegar o avio recorrer aos sites da Infraero e Anac.

    Sites da Infraero e Anac oferecem guia deviagem- Consultar o voo, saber quais esto atrasados ou no ptio e um guia de passageiros, com perguntas e respostas sobre assuntos ligados a viagens areas antes, durante e aps as chegadas e partidas. Esses so os servios do interesse do cidado que esto disponveis no site da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroporturia (Infraero) (www.infraero.gov.br) e que at j ganharam verso (em portugus, espanhol e ingls) para smartphones ou tablets.

    So servios que permitem ao passageiro saber um pouco mais sobre procedimentos de viagens antes de arrumar as malas e sair de casa. O destaque "Voos Online", que assim como todos os outros fica ao lado direito da home do portal, fcil e simples de usar. Basta indicar o nome do aeroporto que quer acompanhar. D para saber, por exemplo, entre chegadas e partidas, a companhia area, o nmero do voo, a origem exata, a data e hora da chegada e qual a status do voo. A situao dos voos em geral tambm tem um link especfico e com destaque que leva o mesmo nome. L possvel acompanhar, por aeroporto ou empresa area, quais os voos esto atrasados ou foram cancelados durante o dia em todo o pas.

    Aeroshopping -A opo "Aeroshopping" informa apenas sobre o que o servio e como fazer para se tornar um lojista do espao. Infelizmente, no h uma lista com as lojas que funcionam nos sagues dos aeroportos, nem seus contatos.O site ainda oferece um "Guia do Passageiro", que alm de visualizado no site, pode ser baixado em PDF ou ser acessado pelo Facebook.

    Na edio h informaes importantes para antes da viagem como compra da passagem, documentos para embarque, assistncia especial (crianas desacompanhadas e portadores de deficincia). Durante a viagem, so informados dados como segurana nas decolagens e aterrissagens, e no desembarque, informaes sobre o que fazer quando houver problemas com a devoluo da bagagem.

    Quanto aos trajetos internacionais, possvel saber sobre entrada de bens adquiridos no exterior, transporte de produtos de origem vegetal e animais, cuidados com a sade para viagens internacionais (vacinao), alm das mesmas orientaes vlidas para os voos nacionais. Os demais servios oferecidos pela Infraero so para pessoas jurdicas e ligadas ao setor de aviao.

    O "Guia do Passageiro" tambm uma oferta da Agncia Nacional de Aviao Civil (ANAC). Responsvel por supervisionar a atividade de aviao civil no Brasil, a agncia tem seus servios voltados a um pblico mais especifico, que est ligado ao setor de aviao, como obter habilitaes e certificados, por exemplo. Para o cidado, o site da agncia serve apenas como mais uma fonte de informao.

    Alm do guia, no canal "Passageiros" o cidado pode encontrar detalhes e instrues sobre atraso e cancelamento de voos e preterio de embarque (embarque no realizado por motivo de segurana operacional, troca de aeronave, overbooking, entre outros), documentos, bagagem, passagem area, acessibilidade, dicas para uma viagem tranquila, para gestantes, recm-nascidos e passageiros enfermos e um Espao do Passageiro. Neste ltimo, o usurio pode avaliar as companhias areas e aeroportos do Brasil. Porm, antes de sair dando nota preciso fazer um cadastro na agncia.

    Atualmente, o Espao do Passageiro tem 7.715 usurios cadastrados. Servios da Infraero - Voos Online: acompanhe a situao do seu voo com dados do Sistema de Voos Online da Infraero. A consulta pode ser feita por aeroporto, companhia area ou nmero do voo.Situao dos voos: acompanhe a situao dos voos nos principais aeroportos do pas com dados do Sistema de Voos Online da Infraero. Acesse aqui! Guia do Passageiro: a edio traz ainda informaes teis aos viajantes, desde a compra da passagem at o desembarque, tanto para voos domsticos quanto internacionais.

    Alm da verso no site h tambm as verses (em portugus, espanhol e ingls) para smartphones e tablets Canal "Fale com A ANAC"- Manifestaes: O passageiro pode dar conhecimento da sua manifestao ANAC, registrando sua demanda no site www.anac.gov.br, ou na central de atendimento 0800 725 4445. Aps registrar a demanda, o passageiro pode acompanhar o andamento do processo pelo site.

    Ouvidoria: O passageiro pode, ainda, encaminhar reclamaes, denncias, sugestes, crticas ou elogios relacionados aos servios prestados pela prpria ANAC, que so recebidos e processados pela Ouvidoria.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Julho 23, 2012

    Correios convoca 3.302 aprovados do ltimo concurso


    Os Correios iniciaram a convocao de 3.302 candidatos aprovados no concurso pblico 2011 que estavam em cadastro reserva. A maioria das vagas (73%)
    destinada para a rea operacional.
    Todos os Estados foram contemplados.

    As novas vagas, autorizadas pelo Ministrio do Planejamento no final de junho, integram um quantitativo total de 9.904. As outras convocaes ocorrero a partir de janeiro e abril de 2013.

    Antes da contratao, os novos empregados passaro por exames mdicos e, em seguida, por treinamento que varia conforme o cargo. Aexpectativa da empresa que estes profissionais j estejam em seus locais de trabalho at a segunda quinzena de agosto. Das 3.302 vagas, 2.004 so de carteiros, 429 de operadores de triagem e transbordo (OTT), 699 de atendentes comerciais e 170 de administradores (nvel superior).

    Mais nformaes
    www.correios.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Julho 22, 2012

    Sai pesquisa Datafolha para a Prefeitura de BH.

    Marcio Lacerda lidera pesquisa Datafolha para prefeitura de Belo Horizonte
    O Instituto de Pesquisas Datafolha divulgou neste sbado (21) sua primeira pesquisa de inteno de voto sobre a disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte, neste ano.
    A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S. Paulo".

    Veja os nmeros:
    Marcio Lacerda (PSB) 44% das intenes de voto
    Patrus Ananias (PT) 27%
    Vanessa Portugal (PSTU) 4%
    Pep (PCO) 1%
    Maria da Consolao (PSOL) 1%
    Dr. Alfredo Flister (PHS) no pontuou
    Tadeu Martins (PPL) no pontuou
    Em branco/ nulo/ nenhum 11%
    No sabe 12%

    REJEIO:
    Os ndices de rejeio dos candidatos variam entre 15% e 23%.
    O candidato Pep rejeitado por 23% dos eleitores.
    Na sequncia, aparecem Vanessa Portugal (19%),
    Marcio Lacerda (18%),
    Tadeu Martins (PPL) (16%),
    Patrus Ananias (PT), Dr. Alfredo Flister (PHS) e Maria da Consolao (PSOL), com 15% cada.
    A pesquisa tambm aponta que 7% dos entrevistados
    votariam em qualquer um dos candidatos e que 5% rejeitam todos eles.

    A pesquisa foi realizada entre os dias 19 e 20 de julho.
    Foram ouvidas 827 pessoas em Belo Horizonte.
    A margem de erro mxima de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.
    A pesquisa est registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG),
    sob o nmero MG-00150/2012.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Julho 22, 2012

    FIEMG lanou Campanha do Dia V - marco do trabalho voluntrio

    Neste ano, o dia V vai acontecer no dia 26 de agosto, o ltimo domingo do ms, e o lanamento da campanha foi realizado nesta quinta-feira (19), na antiga sede da Fiemg. A ideia, porm, que o trabalho voluntrio no se restrinja apenas a esse momento, explicou a coordenadora do Ncleo de Responsabilidade Social da Fiemg, Marisa Seoane Rio Resende. E nem que seja feito apenas por pessoas com muito tempo livre.

    O voluntariado pode ser exercido por qualquer cidado, de qualquer idade, de qualquer ocupao. Esse trabalho pode ser includo no tempo de que cada um dispe: meia hora, uma hora, uma vez por semana ou por ms. Talvez a pessoa possa plantar uma rvore hoje ou visitar, uma vez por ms, um doente sem famlia ou amigos, disse.

    Este ano a campanha tem como lema Mostre o seu lado voluntrio todo dia dia de ser voluntrio, disse a consultora de projeto social do Ncleo Laura Boaventura. Ela explicou alguns cuidados que aqueles que querem exercer o voluntariado devem ter. Um deles se inteirar da realidade do lugar ou da pessoa que se quer ajudar. Outro planejar o trabalho, o que pode evitar, por exemplo, que falte tinta ao pintar uma escola. importante tambm fazer parcerias e acompanhar os resultados, sugeriu.

    O evento teve participao da analista de desenvolvimento social da Samarco, Ana Heineck, e da lder da comunidade da Ventosa, de Belo Horizonte, Ana de Jesus, alm de representantes de diversas empresas e voluntrios. Ana de Jesus contou que desde 2003 participa do Dia V, e enumerou os vrios trabalhos voluntrios que faz onde mora, como casamentos comunitrios, programa primeiro emprego e planejamento familiar. H um srio problema nas comunidades pobres que a gravidez precoce. Temos crianas de doze anos grvidas, disse.

    Na primeira edio do Dia V, mais de 11 mil voluntrios, distribudos em 44 cidades participaram das atividades. Em 2011, esse nmero saltou para 60 mil pessoas, que promoveram 3.740 aes em 152 cidades. Todos podem participar do Dia V, de preferncia em grupos organizados nas empresas, cidades, escolas, universidades, bairros, igrejas, sindicatos. Depois de se inscreverem no site do Dia V, os participantes recebero kits de material com a campanha que auxiliar a mobilizao de voluntrios. No site do Dia V tambm h explicaes sobre como participar.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Julho 22, 2012

    Vem a em agosto a Primeira Conferncia Estadual de Desenvolvimento Regional

    Evento preparatrio para as etapas do sudeste e nacional e vai selecionar propostas mineiras para elaborao da Poltica Nacional de Desenvolvimento Regional.

    A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana (Sedru) realiza nos dias 01, 02 e 03 de agosto, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, a 1 Conferncia Estadual de Desenvolvimento Regional de Minas. O evento, que ser realizado com o apoio do Ministrio da Integrao Nacional e do Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada (Ipea), tem o objetivo de promover o debate sobre as aes regionalizadas no Estado visando detectar diretrizes e princpios que possam ser utilizadas na Poltica Nacional de Desenvolvimento Regional.

    As inscries podem ser feitas pelo e-mail desenvolvimento.regional@urbano.mg.gov.br e tambm pelo site www.urbano.mg.gov.br, atravs do link da Conferncia, at o dia 30 de julho. Na pgina da Sedru voc tambm pode encontrar as principais informaes do evento. Para acessar o formulrio de inscrio, clique aqui.

    Minas ser o primeiro Estado no pas a realizar sua conferncia que ser preparatria para a Conferncia Macrorregional do sudeste que acontece entre os meses de outubro e novembro e a Conferncia Nacional que acontece nos dias 12, 13 e 14 de dezembro, em Braslia. Durante o encontro Estadual sero eleitos os delegados do poder pblico, da academia e da sociedade civil que vo representar Minas nestes eventos e selecionadas as propostas mineiras que sero levadas para a Conferncia Nacional e que faro parte da poltica nacional.

    A etapa estadual, que apresenta como lema: Desenvolvimento e Integrao Regional: Tornando Minas Mais Gerais, ter como resultado a elaborao de cinco princpios e 20 diretrizes que contribuem para a formulao da nova Poltica Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). Os princpios e diretrizes formulados em Minas Gerais sero encaminhados Conferncia Macrorregional (sudeste) e tambm Conferncia Nacional.

    O pblico da conferncia engloba representantes do poder pblico, da sociedade civil, do setor empresarial e instituies de ensino superior, pesquisa e extenso. Na conferncia sero eleitos vinte delegados que representaro Minas Gerais nessas outras duas conferencias, com a seguinte composio: seis delegados representantes do poder pblico; seis delegados representantes da sociedade civil; quatro delegados representantes do setor empresarial; quatro delegados representantes do segmento de ensino, pesquisa e extenso.

    Para o secretrio de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana, Bilac Pinto, a realizao desta Conferncia ser um avano no debate sobre o desenvolvimento regional de Minas e do pas. Segundo ele, o evento ser a oportunidade de debater polticas que levem em considerao a heterogeneidade das regies e dos desafios e possibilite o fortalecimento da ideia de soma de esforos entre os gestores pblicos, a sociedade civil e a academia. O Governo de Minas busca envolver todos os atores no processo de desenvolvimento, incluindo a sociedade e a iniciativa privada, destaca.

    Durante o evento, os conferencistas tero a oportunidade de debater temas estratgicos para a construo de polticas e aes voltadas para o desenvolvimento sob a gide da reduo das desigualdades regionais. Nesse sentido, a conferncia ser organizada em quatro eixos de discusso, que sero as bases para a construo das diretrizes e princpios.

    A discusso permear os eixos: Governana, participao social e dilogo federativo; Financiamento do desenvolvimento regional; desigualdades regionais e critrio de elegibilidade; e Transversalidade vetores de desenvolvimento regional sustentvel.

    A subsecretria de Desenvolvimento Regional, Beatriz Morais, explica que mudanas socioeconmicas vm provocando reconfiguraes em Minas, criando estruturas diversificadas de desenvolvimento. O ritmo desigual do crescimento implica excluso de sub-regies no processo desenvolvimentista, pois enquanto algumas avanam outras ficam estagnadas, acirrando as diferenas sociais e regionais e desencadeando fluxo migratrio para os grandes centros, salienta.

    Para acessar a programao do encontro, clique aqui (arquivo PDF).

    Servio:

    1 Conferncia Estadual de Desenvolvimento Regional

    Local: Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves

    Datas: 01, 02 e 03 de agosto

    MAIS ACESSADAS


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 20, 2012

    ANAC suspende por seis meses operaes no Aeroporto de Bzios

    A Agncia Nacional de Avio Civil (Anac) determinou a suspenso, por seis meses, das atividades do Aeroporto Umberto Modiano, no municpio de Bzios, na Regio dos Lagos, aps constatao de algumas irregularidades. De acordo com a agncia, ele funcionava com a portaria de registro vencida. O terminal, classificado no rgo como privado, estava sendo explorado comercialmente, inclusive por empresas de txi areo. O aeroporto, inaugurado em abril de 2003, est fora de operao desde o dia 11 deste ms.

    Segundo o relatrio da Anac, que fiscalizou o terminal no final de junho passado, as sinalizaes da pista esto desgastadas e em pssimo estado de conservao. O documento apontou ainda que as cores das luminrias de algumas luzes da pista de pouso e decolagem no atendem necessidade do aeroporto. Caso as determinaes da Anac no sejam cumpridas, a agncia poder prorrogar o prazo de suspenso.

    O secretrio de Turismo de Bzios, Cristiano Marques, disse que a prefeitura lamenta a deciso da Anac, que prejudica a economia do municpio, mas que a segurana das pessoas mais importante. Ns lamentamos essa deciso, at porque quem sai perdendo o turismo da nossa cidade. Claro, se a Anac comprovou que existem irregularidades, ns somos a favor [da suspenso] at mesmo por uma questo de segurana, disse.

    Segundo o secretrio, o terminal recebe em mdia de dois a trs voos executivos diariamente, na baixa temporada. J no perodo do vero, o nmero de voos chega a 50 por dia, no eixo Rio, So Paulo e Minas Gerais. Ele lembrou ainda que o aeroporto tem licena e alvar de funcionamento e no consta na prefeitura nenhuma irregularidade.

    Cristiano Marques tambm destacou que o terminal opera com voos regulares, somente os fretados. Ele tambm usados por avies particulares. Ele garantiu que o procurador do municpio, Fbio Moraes, entrar em contato com o administrador do aeroporto para obter mais detalhes sobre a deciso da Anac.

    A reportagem da Agncia Brasil tentou contato com a administrao do aeroporto, mas at o fechamento da matria ningum foi encontrado para falar sobre a suspenso das operaes.

    AGNCIA BRASIL


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 20, 2012

    Andra Tone foi reeleita para mais 2 anos no cargo de Defensora Pblica Geral de Minas.

    Ela obteve 77,09% dos votos apurados.
    A nomeao do governador Antonio Anastasia.
    Resultado da apurao:
    Andra Tonet:   451 votos
    Horcio Tostes: 174 votos.

      

                          


                          


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 20, 2012

    TURISMO. Cidades mineiras tm programao especial para atrair turistas neste invero.

    Festivais nas cidades histricas,
    o frio do Sul e as belezas naturais
    devem atrair milhares de visitantes ao Estado
    nesta estao.




    Baixas temperaturas, neblina, chocolate quente, festivais de inverno, gastronomia e muita hospitalidade. Muitas so as palavras que podem representar o inverno em Minas Gerais, que tambm significa alta temporada turstica no Estado. O inverno comea oficialmente nesta quarta-feira (20), e a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur) preparou algumas dicas para que o turista possa aproveitar a estao nas terras mineiras.
    De acordo com o secretrio de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, Minas Gerais tem inmeras opes para o turista que quiser visitar o Estado neste inverno. A nossa diversidade natural e cultural um dos mais importantes diferenciais tursticos. No inverno, nossos municpios preparam opes para atrair turistas de todos os gostos e localidades. Vale destacar os festivais que aquecem e animam turistas e moradores de Minas Gerais, diz Patrus.
    Festivais de Inverno
    J tradicionais, os festivais de inverno movimentam as cidades do interior do Estado. O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, considerado um dos melhores do pas, acontece entre os dias 8 e 22 de julho.  Na programao, mais de 123 atividades e oficinas voltadas para artes cnicas, msica, artes plsticas. A programao estar disponvel no site do festival
    Alm de participar da programao do festival, o turista poder aproveitar para conhecer os atrativos da regio. Andar pelas ruas tricentenrias de Ouro Preto, visitar as tradicionais igrejas e famosos museus da cidade, alm de poder fazer uma deliciosa viagem de Maria Fumaa de Ouro Preto a Mariana, so algumas das opes disponveis.
    O 44 Festival de Inverno da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) acontece entre os dias 15 a 26 de julho, na cidade de Diamantina. J a Universidade Federal de So Joo del Rei realiza, entre os dias 14 e 28 de julho, o 25 Inverno Cultural. Espetculos musicais, dana, teatro, artes plsticas, cinema e oficinas fazem parte da programao que promete aquecer os visitantes. Para mais informaes, acesse o site com a programao na cidade.  
    Gastronomia e cultura em Arax
    Terra das guas termais, Arax, no Alto Paranaba, espera receber 10 mil pessoas para o Festival Internacional de Cultura e Gastronomia da cidade, que acontece de 21 a 24 de julho. Na programao, shows, exposies, festins com chefes franceses e oficinas gastronmicas estaro disposio dos visitantes. Quem for curtir o evento, poder tambm participar de degustaes de cervejas e vinhos especiais. Para saber a programao completa, acesse o site do evento.
    Baixas temperaturas no Sul de Minas
    Famosas por suas baixas temperaturas, algumas cidades de Minas Gerais j se preparam para receber os visitantes nesta poca do ano. Para aqueles que querem aproveitar o friozinho mineiro e conhecer belas paisagens, a dica visitar as cidades do Sul de Minas.
    Um dos destinos procurados no inverno charmoso distrito de Monte Verde, em Camanducaia. Entre os dias 07 e 29 de julho, o visitante poder aproveitar a programao do Festival de Inverno de Monte Verde que ter apresentaes de blues e jazz. 

    Situada na Serra da Mantiqueira, a vila mantm costumes trazidos pelos primeiros moradores e possui influncia alem, sua e italiana. No inverno, os termmetros sempre registram temperaturas negativas. Alm disso, os visitantes podem aproveitar os atrativos de natureza e escalar as altas montanhas da Serra da Mantiqueira ou fazer caminhadas nas trilhas que levam at o topo da Serra.

    L de cima, possvel ver toda Monte Verde, Campos do Jordo e outras cidades do Vale do Paraba.  De acordo com a secretaria de Turismo e Cultura de Camanducaia, a ocupao hoteleira na cidade est de 100% at a primeira semana de agosto e a expectativa de cerca de 100 mil turistas visitem o municpio nesta poca do ano. 
    Maria da F, a 486 km de Belo Horizonte, no Sul de Minas, a cidade mais fria do Estado e conhecida nacionalmente devido aos frequentes registros de baixas temperaturas. 

    Cidade de ar puro, clima de montanha e gente hospitaleira. Extrema foi presenteada com uma natureza exuberante onde o turista poder experimentar a sensao de explorar trilhas, cachoeiras, pedras e mirantes. Os mais aventureiros podem praticar voo livre, rapel e boiacross, nas corredeiras do rio Jaguari. 

    De acordo com a Secretaria municipal de Cultura e Turismo de Extrema, so esperados cerca de 100 mil visitantes na cidade durante o inverno e a taxa de ocupao dos meios de hospedagem alcanou 90%. 


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 20, 2012

    A SEVEN - empresa mineira de internet - oferece ao mercado um servidor perto de voc.

    Servidor perto de voc:
    tranquilidade, segurana
    e atendimento diferenciado




    Contato pessoal, economia e agilidade


    Proximidade que faz a diferena. Ter seus dados armazenados em uma empresa perto de voc traz muitos benefcios. A Seven Internet valoriza essa relao estreita com o cliente. Com Data Center localizado em Belo Horizonte, a empresa ressalta a importncia de estar prxima dos clientes da regio.

    Quem contrata o servidor de uma empresa deve se preocupar com a localizao dele, alerta o diretor de Marketing da Seven Internet, Eduardo Zambaldi. Ele explica que, sabendo onde est o servidor, o cliente tem mais facilidade para conversar, expor e solucionar possveis problemas. Isso fortalece o vnculo entre eles e faz com que haja personalizao do atendimento. Assim, podem ser feitas mais reunies tcnicas por meio de um contato pessoal, o que intensifica a qualidade e a eficincia no planejamento de expanso ou otimizao, ratifica.

    Mais controle

    Alm do atendimento mais prximo, esse contato traz maior controle para quem contrata o servio. Segundo Zambaldi, a proximidade fsica tambm facilita a recuperao de dados armazenados, o backup em HD externo do cliente, por exemplo, ou qualquer outra interveno. A possibilidade de retirada de backup em mdias fsicas, pessoalmente, uma opo rpida e segura, evitando o envio por malotes ou correio, explica.

    O contato direto com tcnicos da Seven por meio de ligaes locais em telefonia fixa ou mvel gera tambm economia ao cliente. Outro aspecto que reduz custos o acesso s informaes atravs de link ponto-a-ponto, que interliga pontos dentro da Regio Metropolitana de Belo Horizonte. Nesse caso, esse link ponto-a-ponto bem mais barato do que um link internet com IP, esclarece o diretor da Seven.

    Alm de a infraestrutura para acessar remotamente suas aplicaes estar na nuvem privada, o cliente ainda tem a tranquilidade de saber que a informao est perto, refora Zambaldi. Seja para consultorias, dimensionamento de equipamentos e elaborao de projetos, nada substitui o contato pessoal, que reduz erros, agiliza processos e solidifica compromissos.

    Seu servidor perto de voc:
    veja aqui mais informaes sobre as vantagens
    .

    Leia tambm:
    Conhea os benefcios de ter seu servidor perto de voc.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Julho 20, 2012

    Faltando 30% para ficar pronto, MINEIRO inicia a fase de acabamento dos vestirios dos atletas.

    Faltam 30%
    para concluso das obras do estdio





    Uma das novidades do cronograma das obras do estdio Mineiro o incio da fase de acabamento dos vestirios de atletas. Os quatro espaos sero equipados, cada um, com 12 chuveiros, spa para oito pessoas com hidromassagens, alm de salas para usos diversos, como as de aquecimento das equipes e de uso da comisso tcnica. Na prxima tera-feira (24), as obras chegam ao marco de 150 dias para a inaugurao e com 30% das obras a concluir.


    "Os trabalhos no vestirio dos atletas marcam essa fase de acabamentos. Na obra, j possvel notar que grandes equipamentos do lugar a uma mo de obra que executa servios mais finos", diz o diretor-presidente da empresa Minas Arena, Ricardo Barra, responsvel pelas obras.

    Paralelamente, outras frentes de trabalho tambm chegam ao fim. Os 98 camarotes esto com 97% das divisrias concludas. Sero 94 espaos com capacidades para 18 e 20 pessoas e outros quatro que comportam de 43 a 60 torcedores. Quanto arquibancada inferior, 80% da construo est concluda, assim como 65% do piso do estacionamento coberto est pronto, 95% das instalaes do novo fosso de segurana concludas e 60% do piso em concreto na rea da esplanada feito. Em breve, ser concluda a entrega dos pr-moldados que compem a esplanada e a arquibancada.

    Outros avanos podem ser observados na nova cobertura com a instalao das trelias de ao, na infraestrutura eltrica e hidrulica do estdio e na construo da via de integrao com o Mineirinho. Com relao aos trabalhos recm-iniciados est o de instalao dos materiais de drenagem perifrica do gramado. A previso de plantio da grama para setembro. " com muita satisfao que vemos aproximar o dia em que muitos podero matar a saudade desse estdio to cultuado e icnico da histria do futebol", conclui Barra.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 19, 2012

    DECIDIDO: Congresso Nacional da Abrajet ser em Imbituba estado de Santa Catarina. Ser de 20 a 22 de setembro.




     O anfitrio do Congresso da Abrajet, Alberto Goncalves de Souza,
    pres. Abrajet de Santa Catarina, Liszt Madruga e Helcio Estrela
    presidente da Abrajet Nacional.


     Compra Coletiva Imbituba Ofertas e Descontos Compra Coletiva Imbituba   Ofertas e DescontosImbituba - SC

    CONHEA UM POUCO DE IMBITUBA

    Quem procura por belas praias, paisagens, lagoas, pequenas ilhas, piscina natural, enfim, uma combinao de elementos naturais exuberantes em meio a montanhas, procura por Imbituba.Localizada ao Sul do estado de Santa Catarina, o municpio possui grande importncia econmica para o Estado, j que aqui se localiza o Porto de Imbituba, um dos mais importantes do Sul do pas.

    Os turistas que visitam Imbituba podem desfrutar de grande tranquilidade, hospitalidade, campings, gastronomia base de frutos do mar, bares e restaurantes, e ainda, a qualidade de suas guas, que garantida pela Fundao de Apoio Tecnolgico ao Meio Ambiente (Fatma). Esta cidade paradisaca tem como forte atrativo nove praias, destacando-se as praias da Vila e do Rosa.

    O nome Imbituba significa, na linguagem dos ndios, zona com grande quantidade de Imb, uma espcie de cip muito resistente utilizado na confeco de cordas que faziam parte do acervo de pescadores e agricultores aorianos, que dedicavam-se pesca da baleia, cujo leo servia para a iluminao pblica e era tambm usado na construo de casas.

    Com a vinda de Henrique Lage para o municpio, iniciou-se em 1912 uma linha de navios de carga e passageiros com escala entre Rio de Janeiro e Porto Alegre, estimulada pelo Porto, cuja ampliao favoreceu o comrcio e a explorao do carvo mineral.Quanto ao povoamento de Imbituba, presume-se que tenha sido logo aps a fundao de Laguna e Vila Nova, possivelmente entre 1670 a 1725, por um pequeno nmero de pescadores e agricultores aorianos e escravos.

    Anos depois, por iniciativa do governo portugus, ou no incio do Imprio, foi organizada uma armao, a quarta do Brasil, para a pesca da baleia. A finalidade desta, era o fornecimento de azeite para a iluminao pblica das poucas cidades do Brasil, como tambm para ser misturado argamassa, na construo de fortalezas e edifcios mais importantes, dando-lhes uma resistncia semelhante do cimento de nossos dias, inexistente naquela poca.
    Municpio foi criado pela Lei n 348, de 21/06/58.
    Gentlico: Imbitubense.

    O Municpio de Imbituba apresenta uma populao, de acordo com o Censo de 2008, de 38.574 habitantes, sendo 17.631 do sexo masculino e 18.069 do sexo feminino.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 19, 2012

    Momento da arte. Pintura a leo de Caravaggio - retrata a figura de So Joo Batista - a mais nova atrao da Exposio do gnio italiano na Casa FIAT de Cultura no Belvedere.

    Depois da prorrogao da visitao exposio Caravaggio e seus
    seguidores at o dia 22 de julho em Belo Horizonte, os admiradores do
    pintor italiano tem mais um motivo para comemorar. A mostra, realizada
    na Casa Fiat de Cultura (rua Jornalista Djalma Andrade, 1.250,
    Belvedere), passou a exibir mais uma tela do artista, o quadro So Joo
    Batista que alimenta o cordeiro. Datada do sculo 17, a obra completa
    o conjunto de sete trabalhos do pintor barroco expostos na capital
    mineira. Alm das obras de Caravaggio, 14 pinturas dos seus seguidores
    mais importantes completam a exposio em BH, primeira cidade da Amrica
    do Sul a receber a mostra. A entrada franca e o pblico ainda conta
    com o servio de transporte gratuito, que sai da Praa da Liberdade.


    A pea chegou exposio neste momento por ser alvo de estudos na
    Itlia. Dessa maneira, foi impedida pelo governo italiano de sair do
    pas antes que as pesquisas fossem finalizadas. Na pintura a leo,
    Caravaggio retrata a figura de So Joo Batista, o santo que fecha o
    antigo testamento e abre o novo, conhecido por esta tradicional fala
    repetida em rituais religiosos: Eis o Cordeiro de Deus, que tira os
    pecados do mundo. Entre as outras obras do artista, com os ttulos em
    portugus, esto So Jernimo que escreve, "Retrato do cardeal",
    Medusa Murtola, So Janurio degolado ou Santo Agapito e duas peas
    com o ttulo So Francisco em meditao, que retratam a mesma imagem,
    mas com nuances e detalhes diferentes.




    Todo o conjunto da mostra pertencente a colees particulares. A
    exposio tem a colaborao de trs dos mais prestigiados museus
    estatais italianos, a Galleria Borghese e o Palazzo Barberini, de Roma, e
    a Galleria degli Uffizi, de Florena. O visitante pode apreciar tambm
    as obras dos chamados Caravaggescos, definio dada aos mais
    importantes seguidores do artista, como Artemisia Gentileschi,
    Bartolomeo Cavarozzi, Giovanni Baglione, Hendrick van Somer, Orazio
    Borgianni e Tommaso Salini, todos pintores da segunda metade do sculo
    16 e do incio do sculo 17. Aps sua passagem por Belo Horizonte, a
    mostra segue para o Museu de Arte de So Paulo Assis Chateaubriand
    (Masp) e para o Museo Nacional de Bellas Artes, de Buenos Aires.

    Horrios do Transporte:


    - Praa da Liberdade/Casa Fiat de Cultura

    De teras s sextas-feiras - 9h30, 12h, 13h30, 15h, 16h30, 18h e 19h30

    Sbados, domingos e feriados - 13h30, 15h, 16h30, 18h e 19h30
    - Casa Fiat/Praa da Liberdade

    De teras s sextas-feiras - 10h15, 12h45, 14h15, 15h45, 17h15, 18h45 e 21h

    Sbados, domingos e feriados - 14h15, 15h45, 17h15, 18h45 e 21h
    Lotao: 15 passageiros
     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 19, 2012

    Cultura tem vez na Delp Engenharia que inaugurou ambiente de leitura e emprstimo de livros literrios na empresa.




    Mil livros no ambiente de trabalho. Nada mal para um pas em que 75% da populao nunca frequentou uma biblioteca na vida. Foi com esse acervo que a Delp Engenharia recebeu seus empregados no dia 18 de junho, quando inaugurou seu prprio ambiente de leitura e emprstimo de ttulos literrios.

    Essa histria de incentivo cultura na indstria mineira foi escrita com a co-autoria do Sesi-MG, que apresentou o projeto da empresa ao Ministrio da Cultura e captou recursos para a construo do espao e aquisio dos livros.

    O acesso literatura um exemplo de como aes empresariais podem valorizar trabalhadores e gerar ganhos em educao e em produtividade na indstria. E o melhor, no custa nada.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Julho 19, 2012

    Site da ONU destaca repactuao com Minas dos objetivos do milnio

    Segundo as Naes Unidas, proposta do Estado visa melhorar ndices e criar novos objetivos: "Minas ter tambm uma nova meta, sobre segurana"




      A repactuao dos Objetivos de Desenvolvimento do Milnio, proposta pelo Governo de Minas no ltimo dia 11 de julho, ganhou destaque no site oficial do Programa das Naes Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Segundo o PNUD, o "desafio de combater a pobreza e enfrentar os principais problemas que impedem o progresso dos pases, estabelecido pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milnio, tem mobilizado governos e sociedade". "Minas Gerais um exemplo disso. O Estado acaba de assinar uma proposta de repactuao na qual se compromete a melhorar os ndices que ainda no foram atingidos e criar novas metas para os objetivos j cumpridos ou que esto prximos do cumprimento", destaca a publicao.

      O documento que estabelece as novas resolues foi assinado entre o Governo de Minas e o Programa das Naes Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em solenidade realizada no Palcio Tiradentes, em Belo Horizonte, com a presena do governador Antonio Anastasia e do representante do PNUD no Brasil, Jorge Chediek.

      Uma das medidas de maior destaque resultante da iniciativa a incluso de um novo Objetivo de Desenvolvimento do Milnio, voltado reduo da insegurana e promoo da segurana pblica no Estado. Este novo ODM, intitulado "Mais Segurana e Tranquilidade", surgiu aps discusses sobre o tema, enfatizando a necessidade de adaptao dos objetivos realidade local. As metas para este ODM so: reduo da taxa de homicdios, reduo das mortes por acidente de trnsito e reduo da violncia contra a mulher.

      De acordo com Antnio Claret, assessor de Articulao, Parceria e Participao Social do Governo de Minas, em 2010 o Estado j havia alcanado sete dos oito Objetivos do Milnio. "Vimos uma oportunidade de ampliar as conquistas j alcanadas, unindo a poltica estadual de gesto para resultados bandeira dos ODM. Por isso procuramos o PNUD, para desenvolver novas metas", explicou Claret.

      No discurso realizado na cerimnia de lanamento da proposta, Jorge Chediek, saudou a iniciativa. "O que vocs esto fazendo extremamente audacioso e corajoso: pactuar objetivos de desenvolvimento que vo muito alm dos Objetivos de Desenvolvimento do Milnio", disse. "Asseguro que esta deve ser uma das experincias brasileiras que vamos compartilhar com outros pases do mundo", completou Chediek.

      Objetivos do Milnio
      Os Objetivos do Milnio foram traados como um pacto global pelo bem-estar e pelo desenvolvimento, e concretizado por meio de um documento assinado em 2000 por 191 naes, entre elas o Brasil. As metas estabelecidas de melhoria dos indicadores sociais, de sade, meio ambiente e educao tinham como base nveis estabelecidos em 1990 para serem alcanadas at 2015.

      Durante a solenidade, realizada no dia 11 de julho, o governador Antonio Anastasia reafirmou o compromisso do Estado para ajudar na promoo do desenvolvimento social no Brasil e no mundo. "Percebemos, j no ano passado, nas tratativas com o Pnud, a possibilidade de darmos um passo avante. Alis, seguindo as metas corajosas, ousadas, empreendedoras e criativas que Minas Gerais vem apresentando nos ltimos anos na administrao pblica, qual seja de adotarmos objetivos mais severos e novos para que nosso Estado pudesse colaborar de modo ainda mais enftico com a melhoria dos indicadores do Brasil como um todo. Afinal, somos o segundo Estado mais populoso do Brasil e temos tambm uma participao econmica muito relevante dentro do quadro econmico brasileiro", afirmou.

      Pelos resultados alcanados, Chediek afirmou que Minas vista pela ONU "como um Estado que tem um compromisso muito forte com a melhora das condies sociais da sua populao". "Minas um Estado que agora est assumindo, publicamente e formalmente, um compromisso com sua populao e conosco, um organismo internacional, para fazer alm do que est demandado pelas metas. um Estado muito reconhecido", afirmou.

      O representante da ONU disse, ainda, que para a entidade "tem sido um grande orgulho ter desenvolvido essa parceria com o Governo de Minas Gerais". "Vamos continuar acompanhando Minas neste esforo, nesta cruzada, para construir uma sociedade melhor, um Estado melhor, em um Brasil melhor, para um mundo melhor. Vamos trabalhar para compartilhar e para aprender", concluiu Chediek.
      Para acessar a ntegra da reportagem publicada no site da ONU, clique aqui.



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 19, 2012

      Assemblia de Minas: balano dos trabalhos do primeiro semestre deste ano.





      Presidente da ALMG, deputado Dinis Pinheiro.

      Os trabalhos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais ao longo do 1 semestre de 2012 foram marcados por um dos compromissos assumidos pela Casa em seu Direcionamento Estratgico: "exercer a representao poltica com participao da sociedade". A maior parte das atividades realizadas pelos deputados nesta primeira metade do ano teve como foco o envolvimento do cidado nas discusses conduzidas pelo parlamento mineiro e nas solues apresentadas para temas de grande interesse da sociedade.

      Ao avaliar o balano do primeiro semestre, o presidente da ALMG, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), ressaltou a importncia do trabalho desenvolvido pelos deputados. "A nossa Casa Legislativa tem sido eficaz agente de mobilizao e de coordenao da atividade poltica, no apenas em Minas, mas com repercusso em todo o Pas", afirmou.

      Um dos movimentos liderados pela Assembleia e que teve grande repercusso foi a discusso sobre a dvida dos Estados com a Unio. A campanha pela "Renegociao j" envolveu legislativos de todo o Pas e culminou com encontros, em Braslia, do presidente da ALMG, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), o presidente da Unio Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), deputado Joares Ponticelli (PP-SC), alm de outros representantes de Assembleias do Pas, com o vice-presidente da Repblica, Michel Temer, e com os presidentes da Cmara dos Deputados e do Senado, deputado federal Marco Maia (PT-RS) e senador Jos Sarney (PMDB-AP).

      Os deputados estaduais entregaram ao vice-presidente os pontos de negociao defendidos pelos Estados e um estudo elaborado pela Unale e pelo Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas, dirigido por Dinis Pinheiro. A Marco Maia e a Jos Sarney os parlamentares solicitaram o apoio do Congresso Nacional em favor da renegociao das condies do pagamento das dvidas dos Estados e apresentaram um estudo sobre a evoluo desses dbitos.

      O movimento, que comeou em 2011, continuou neste 1 semestre com a realizao, em 13 de fevereiro, no Plenrio da Assembleia de Minas, do Debate Pblico A Renegociao da Dvida dos Estados com a Unio. Com o mesmo fim, foram realizados encontros em Vitria (ES), Rio Branco (AC), Porto Alegre (RS) e Natal (RN). A Comisso especial promoveu, ainda, audincias pblicas em dez municpios mineiros.

      Luta contra o crack mobiliza sociedade
      Outro movimento liderado pela Assembleia de Minas e que teve grande participao da sociedade foi a luta contra o crack. Para estudar o assunto e propor solues, foi criada a Comisso Especial para o Enfrentamento do Crack, que continua seus trabalhos at a concluso final dos levantamentos. A comisso realizou dezenas de audincias pblicas, na capital e em nove cidades do interior, e visitas a rgos de segurana pblica para avaliar o problema e colher sugestes da sociedade.

      Alm das discusses, a Assembleia promoveu a "Marcha contra o crack e outras drogas", que reuniu cerca de 15 mil pessoas, em Belo Horizonte, no dia 23 de junho. A marcha foi realizada em parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura de Belo Horizonte e mais de 30 entidades. No dia 29 de junho, outro ato contra o crack foi realizado, reunindo estudantes de 55 escolas das redes estadual e municipal de Belo Horizonte e Regio Metropolitana. Eles assistiram a depoimentos de autoridades e participaram do show de Wilson Sideral.

      Assine + Sade

      Em 13 de abril, a Assembleia realizou o Ciclo de Debates "Mais recursos para a sade", no qual lanou uma campanha de coleta de assinaturas para apresentao de projeto de lei popular, que determine o investimento de 10% da receita corrente bruta da Unio na sade pblica.

      O movimento "Assine + Sade" conduzido no Pas pela Associao Mdica Brasileira, Ordem dos Advogados do Brasil e Academia Nacional de Medicina. Em Minas, conta com parcerias, alm da ALMG, da Associao Mineira de Municpios (AMM) e a Associao dos Municpios da Regio Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel). Entre abril e junho, sete municpios do Estado receberam as reunies da Comisso de Sade para divulgao da campanha.

      Siga Vivo
      O Ciclo de Debates "Siga Vivo - Pelo Fim da Violncia no Trnsito" mobilizou a sociedade em todas as regies do Estado, numa ampla discusso sobre uma das principais causas de mortes no Brasil: os acidentes de trnsito. O evento, realizado em parceria com outras 50 entidades, teve sua etapa final nos dias 5 e 6 de julho, em Belo Horizonte, depois de oito encontros regionais. As propostas discutidas sero consolidadas no documento final do ciclo, a ser divulgado.

      O ciclo envolveu cinco comisses da Assembleia: Segurana Pblica; Sade; Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficincia; Educao, Cincia e Tecnologia; e Transporte, Comunicao e Obras Pblicas.

      Violncia contra a mulher
      Neste 1 semestre tambm foi criada, na ALMG, a Comisso Especial da Violncia contra a Mulher, que tem prazo at 31 de agosto, para discutir o crescente aumento da violncia domstica e familiar contra a mulher. Alm de reunies na ALMG, a comisso realizou trs audincias pblicas no interior e visitas a rgos de proteo mulher, na Capital e em Par de Minas.

      Cultura
      Nesse 1 semestre, a Comisso de Cultura da Assembleia de Minas realizou seis encontros regionais destinados a divulgar e interiorizar o Sistema Nacional de Cultura (SNC), proposto pelo Ministrio da Cultura (MinC). A comisso tambm promoveu nove encontros regionais para debater a incluso do ensino de msica na grade curricular das escolas, como est previsto na Lei Federal n 11.769, de 2008, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educao (Lei 9.394, de 1996).

      Educao para a Cidadania
      A educao para a cidadania outra preocupao constante da ALMG. No 1 semestre de 2012, foi realizada mais uma edio do Expresso Cidadania, projeto com o objetivo de estimular jovens de 16 e 17 anos participao poltica e ao voto consciente. O Expresso percorreu 14 municpios e mobilizou 11.437 alunos de 82 escolas, permitindo a emisso de 3.185 ttulos eleitorais. O projeto foi realizado em parceria com a Secretaria de Estado de Educao e o Tribunal Regional Eleitoral.

      Por meio do Parlamento Jovem de Minas, estudantes de 15 cidades discutiram propostas de ao para o poder pblico em torno do tema "educao cidad". O evento teve etapas locais, sob responsabilidade das Cmaras Municipais parceiras, e uma etapa final, para a votao de propostas, no Plenrio. As propostas aprovadas foram encaminhadas para a Comisso de Participao Popular, que poder transformar as sugestes em projetos de lei e outras proposies legislativas.

      Memria preservada
      Dando continuidade ao projeto Memria do Legislativo Mineiro, que integra o Direcionamento Estratgico, a ALMG deu incio transposio dos painis da artista plstica Yara Tupynamb para a Galeria de Arte do Espao Poltico-Cultural Gustavo Capanema. Os painis, que ficavam no 2 andar do Palcio da Inconfidncia, foram restaurados por tcnicos da Escola de Belas Artes da UFMG. A obra, de 1973, tombada pelo patrimnio artstico e cultural de Belo Horizonte. A pintura, feita sobre azulejos, retrata paisagens histricas, como a chegada das caravelas ao Brasil, as cidades histricas mineiras, os ciclos do ouro e do caf e a Inconfidncia Mineira.

      Para comemorar os 40 anos do Palcio da Inconfidncia, sede do Poder Legislativo mineiro, foi realizada uma Reunio Especial de Plenrio, que homenageou o arquiteto Pawel Martyn Liberman e outras personalidades envolvidas na construo do prdio, tombado como patrimnio cultural de Belo Horizonte. Os bens tombados que compem o acervo do prdio foram tema de um catlogo e de uma exposio. Tambm foi criado um circuito de visitas guiadas s dependncias do prdio, durante o ms de maro. Todas essas aes tambm integram o projeto estratgico Memria do Legislativo Mineiro.

      TV Assembleia
      Por meio da TV Assembleia, o Poder Legislativo fica mais prximo dos cidados mineiros, que podem acompanhar ao vivo as transmisses das reunies de Plenrio e comisses e os eventos institucionais. A expanso do sinal da TV no interior ficou mais fcil com a Rede Legislativa de TV Digital Aberta, lanada em 12 de julho.

      Cidadania Ribeirinha
      O projeto Cidadania Ribeirinha deu continuidade ao trabalho de mobilizao das comunidades s margens do Rio So Francisco, iniciado em 2011. No 1 semestre de 2012, foram realizados cursos em Itacarambi, Pedras de Maria da Cruz, Manga e Matias Cardoso, no extremo norte do Estado. O projeto tem como objetivos a revitalizao da Bacia Hidrogrfica do Rio So Francisco, a reduo da pobreza e da desigualdade nas comunidades ribeirinhas e a proteo do patrimnio cultural so-franciscano. Os quatro municpios contemplados foram escolhidos por apresentarem o menor ndice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre as cidades banhadas pelo So Francisco em Minas Gerais.

      Outros eventos
      Outros eventos institucionais importantes realizados no 1 semestre de 2012 foram o Frum Legislativo de Segurana Pblica, que reuniu presidentes de Comisses de Segurana Pblica de vrias Assembleias; o Ciclo de Debates Rumo Rio + 20 e Cpula dos Povos, que discutiu o uso de novas metodologias para a reduo da pobreza; e o Ciclo de Debates "Em Defesa da Produo e do Emprego", que abordou a desindustrializao nacional e cobrou aes de estmulo produo e ao emprego. Nas comisses, foram realizados debates pblicos sobre o Plano Nacional de Educao, sobre o financiamento da assistncia social e sobre a luta dos povos indgenas por terra, educao e sade.

      Plenrio aprova projetos de reduo de custo com deputados
      O Plenrio aprovou projetos de grande interesse do cidado. Trs propostas de emendas Constituio (PECs) dizem respeito rotina e aos custos dos trabalhos legislativos. Aprovada em 2 turno, a (PEC) 8/11, encabeada pelo deputado Ulysses Gomes (PT), altera o artigo 59 da Constituio Estadual e acaba com a possibilidade de convocao de suplentes durante o recesso parlamentar.

      As outras duas foram aprovadas em 1 turno. A PEC 3/11, cujo primeiro signatrio o deputado Sargento Rodrigues (PDT), extingue o voto secreto na ALMG, que foi mantido apenas para deliberao sobre vetos do governador e na eleio da Mesa da Assembleia. J a PEC 32/12, encabeada pelo deputado Dlio Malheiros (PV), estende os critrios da Lei da Ficha Limpa para a nomeao a qualquer cargo da administrao pblica estadual, nos Poderes Executivo, Legislativo e Judicirio.

      Duas emendas apresentadas ao PL 3.329/12 alteram benefcios financeiros pagos aos deputados. Uma extingue a remunerao das reunies extraordinrias de Plenrio; e a outra reduz ajudas de custo que eram pagas no incio e no final de cada ano, ao valor de um subsdio mensal, para o incio e o final de cada mandato. O projeto, de autoria da Mesa, dispe sobre a reviso anual dos proventos dos servidores da ALMG.
      Entre os projetos de lei aprovados, destaque para o PL 3.164/12, do governador, que traz as diretrizes para a elaborao da Lei Oramentria (LDO) para o exerccio financeiro de 2013.

      Outro projeto aprovado em 2 turno pelo Plenrio o PL 1.545/11, do deputado Bruno Siqueira (PMDB), que probe a venda, a distribuio, a produo e a utilizao de serpentinas metlicas e artefatos similares no Estado.

      Tambm foi aprovado em 2 turno o PL 2.745/11, do governador, que cria as carreiras de mdico da rea de gesto e ateno sade, no mbito da Secretaria de Estado de Sade, e de mdico perito, no mbito da Secretaria de Estado de Planejamento e Gesto (Seplag). Os deputados aprovaram em 2 turno a criao do Fundo Estadual do Caf (Fecaf), previsto no Projeto de Lei 2.781/12, do governador.

      Ao todo, o Plenrio recebeu, neste 1 semestre (at a quarta-feira, 11/7), 294 proposies: 8 PECs, 7 projetos de lei complementar (PLCs), 275 projetos de lei e 4 de projetos de resoluo. Alm disso, em 2012, at agora, sete projetos foram transformados em normas jurdicas; 53 esto em fase de redao final; e outros 14 foram aprovados em 1 turno. As comisses analisaram 262 projetos de lei e 15 projetos de resoluo, de deliberao conclusiva. Foram transformadas em lei 242 proposies e 66 esto em fase de redao final.

      Assembleia em nmeros At esta quarta-feira (11/7), as comisses da ALMG haviam realizado, neste 1 semestre, 602 reunies, das quais 181 audincias pblicas e 65 delas no interior do Estado. As comisses tambm organizaram cinco debates pblicos.

      O Procon Assembleia realizou 47.505 atendimentos, nas duas unidades Lourdes e Praa 7. O rgo tambm realizou 63 pesquisas de campo, sendo 49 mensais 11 anuais e trs bimestralmente.



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 19, 2012

      Governador responde a perguntas de pessoas de vrias regies de Minas

      Estradas, educao e segurana pblica so os temas dos questionamentos


      No Programa Palavra do Governador desta semana, Antonio Anastasia, mais uma vez, responde a perguntas feitas diretamente por cidados de trs regies do Estado: Zona da Mata, Tringulo Mineiro e Norte de Minas.

      De Santa F de Minas, no Norte do Estado, a empresaria Kelly agradece a presena do governador na Cidade durante a inaugurao da estrada que liga a cidade a Brasilndia de Minas, no comeo de Julho, e pergunta sobre a estrada entre Santa F e Buritizeiro.

      A obra inaugurada, de 100 quilmetros, envolveu recursos da ordem de R$ 90 milhes e foi feita por meio do Programa de Pavimentao de Ligaes e Acessos Rodovirios aos Municpios (ProAcesso). cita a inaugurao da estrada de mais de 100 quilmetros.

       "Estamos agora com outro programa, o Caminhos de Minas, e h uma previso de fazermos tambm o trecho entre Santa F e o distrito Cachoeira do Manteiga, de tal modo que vamos interligar cada vez mais as regies de Minas Gerais", informa o governador.

      Outra participante do Programa foi a professora aposentada Sueli Vieira Gomes, de Guidoval, na Zona da Mata. Ela pergunta que aes o Governo de Minas planeja na rea da Educao. Anastasia diz que a educao prioridade absoluta de seu governo e que Minas Gerais se orgulha de ter a melhor educao pblica do Brasil.

      E enumera programas importantes como o Poupana Jovem, o Programa de Interveno Pedaggica (PIP)e o Programa de Educao Profissional (PEP).

      "Ns temos um conjunto de aes muito importantes que demonstram a prioridade que damos educao em nosso Estado. um trabalho conjunto, no s do governo, mas, fundamentalmente, da nossa comunidade escolar mineira, de altssima qualidade", ressalta o governador.

      A terceira pergunta foi da radialista aposentada Terezinha Ribeiro Quirino, de Uberlndia, que quer saber como minimizar a violncia no Estado. De acordo com Antonio Anastasia grande parte da violncia ocorre em funo do trfico de drogas. Ele fala ainda sobre o trabalho do Governo de Minas com a as foras de segurana e tambm da articulao com o Ministrio Pblico e a Justia para diminuir a impunidade e coibir a violncia tanto nas cidades grandes quanto nas cidades pequenas e at mesmo na zona rural.

      "O Programa Fica Vivo!, que um programa muito aplaudido at pelas Naes Unidas, revela a possibilidade de reduo dos indicadores de criminalidade. E cada famlia deve ajudar e estimular sempre comportamentos sadios para ns diminuirmos essa grande chaga social que est na raiz da nossa violncia", conclui.

      O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veculo de imprensa, sem nus e de forma espontnea. O Programa disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto (para jornais impressos e online), udio (para rdio e podcasts/web) e vdeo (em qualidade HD).
      Veja aqui a Galeria de Fotos do Palavra do Governador.



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 19, 2012

      Em Minas mais de 160 novas empresas so abertas por dia na Junta Comercial.

      Junta Comercial recebe, por dia, mais de 1300 atendimentos presenciais

      Agilizar a abertura de empresas, sem burocracia e no tempo mximo de at nove dias, tem sido alguns dos resultados alcanados pela Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg) que, registra uma mdia, por dia, de 163 novos empreendimentos formalizados no Estado. At o primeiro semestre do ano, 5.387 empresas foram constitudas em Belo Horizonte, seguidos de Uberlndia (1.630), Juiz de Fora (840), Contagem (810) e Montes Claros com 594 negcios abertos.

      Os dados referem-se at o dia 30 de junho e incluem todos os tipos jurdicos Empresrio Individual, Sociedade Limitada, Sociedade Annima, Cooperativas, Eireli, entre outros -, sem contar o Empreendedor Individual EI, registrado no Portal do Empreendedor.

      Alm do atendimento simplificado a empresas, na sede da autarquia, em Belo Horizonte, so registrados em mdia, 1.370 atendimentos dirios, que vo desde os servios de arquivamento de atos de empresas, autenticao de livros (instrumentos de escriturao mercantil), passando por emisso de certides (simplificada, especfica e de interior teor), matrcula de agentes auxiliares do comrcio (tradutores pblicos/intrpretes comerciais, leiloeiros pbicos oficiais e administradores de armazm geral). Outro servio disponvel o bloqueio do CPF (Castrado de Pessoa Fsica), feito presencialmente, sem custos, em casos de furto, extravio ou roubo do documento, com o registro de um boletim de ocorrncia policial.

      Pela internet, diariamente, so mais de sete mil acessos ao stio institucional da Junta Comercial (www.jucemg.mg.gov.br), que oferece passo a passo todos os servios, tabela de atos, eventos e preos, consulta ao andamento dos processos, emisso de certides digitais, entre outros servios, que garantem mais facilidade e agilidade no atendimento. Para orientar o usurio, so oferecidos canais de atendimento, como call center, fale conosco e atendimento online com chat.

      Minas Fcil
      Pelo servio da Junta Comercial, presente em 91 municpios mineiros, incluindo a capital, o Minas Fcil garante agilidade e facilidade na formalizao de um novo negcio, assim como benefcios, para contadores e empreendedores, ao garantir reduo de custos e prazos, uma vez que das quatro etapas necessrias para abrir uma empresa, trs so feitas pela internet, apenas a ltima, a entrega de documentao, presencial.

      Alm disso, no h mais necessidade de deslocamento a outros rgos pblicos, sendo feito tudo em um mesmo local, o que garante maior controle sobre o andamento dos processos, mais acessibilidade aos servios da Junta e melhor servio prestado ao cliente.



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Gigante de vidro!!! BH poder ganhar o prdio mais alto da Amrica Latina - com 85 andares. Projeto prev uma TORRE de 350 metros de altura. Local escolhido em frente ao Boulevard Shopping no bairro Santa Teresa. Os dois prdios que existem no local - as chamadas Torres Gmeas - devero virar hotis. Investimento previsto no complexo arquitetnico de 2 bilhes de reais. Dois fundos de investimentos estrangeiros e construtoras nacionais devero formar o grupo investidor.












      Prdio de 350 m de altura ficaria ao lado de uma arena multiuso com capacidade para 40 mil pessoas (PERSPECTIVA FARKASVLGYI/DIVULGAO)
      Prdio de 350 m de altura ficaria ao lado de uma arena multiuso
      com capacidade para 40 mil pessoas - Foto divulgao


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Defensoria Pblica participa em Mariana do Dia de Minas. Uma vez por ano a cidade volta a ser capital do Estado.

      Foi realizada, nesta segunda-feira (16), em Mariana, a cerimnia oficial em comemorao ao Dia de Minas. O governador Antonio Anastasia, assinou o decreto que transferiu simbolicamente a capital do Estado para Mariana e agraciou, com a Medalha Dia do Estado de Minas Gerais, 50 personalidades e instituies que contriburam para o desenvolvimento do estado.

      Representando a Defensoria Pblica, a chefe de gabinete, Christiane Neves Procpio Malard e o assessor para Assuntos Interinstitucionais, Eduardo Cirino Generoso. Presentes tambm o vice-governador Alberto Pinto Coelho; o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Carlos Alberto Reis de Paula; o presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais, desembargador Joaquim Herculano Rodrigues; o procurador-geral de justia, Alceu Jos Torres Marques; o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, Wanderley vila; alm de secretrios de Estado e outras autoridades.

      Histria da Medalha

      O Dia de Minas comemorado em 16 de julho para coincidir com a data de fundao de Mariana, primeira vila, cidade e capital do Estado. Durante a semana em que recai o dia 16, denominada Semana de Minas, so realizadas diversas atividades cvicas em todo o Estado.

      A iniciativa da comemorao foi do professor Roque Camllo e foi instituda por lei estadual em 1979. A medalha do Dia do Estado de Minas Gerais foi instituda pela prefeitura de Mariana, por meio da Lei Municipal 561, de 1980.

      a DSC04655
      Defensores Eduardo Generoso e Christiane Procpio
      junto com a secretria estadual de Educao,
      Ana Lcia Almeida Gazzola,
      uma das agraciadas com a medalha Dia de Minas

      a DSC04652
      Governador Antonio Anastasia
      e a chefe de gabinete da Defensoria Pblica,
      Christiane Neves Procpio Malard


      Fonte: Ascom/DPMG  (18/07/2012)



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Vem a a quarta EXPOCASRIO - maior Feira de Casamento de Minas. Faturamento previsto par este ano de quase 15 bilhes.


      Belo Horizonte vai sediar nos dias 10,11 e 12 de agosto, no Minascentro, a 4 edio da Expocasrio, a maior feira de casamento de Minas Gerais. J esto confirmados 134 expositores, que iro apresentar as principais novidades em produtos e servios do setor em mais de 30 segmentos diferentes.

      A organizao da Parma Promoes e Eventos, tradicional empresa mineira do setor de feiras e eventos. Sero vestidos e ternos, acessrios, produtos para decorao, servios de cerimonial, buffet e festa, filmagem e fotografia, enxovais, viagem de lua de mel e muito mais. 

      Durante os trs dias de evento esto programados desfiles de noivas, damas de honra e lingerie, alm de sugestes dos melhores profissionais em maquiagem e cabelo. Em 2011 a feira recebeu 8.500 visitantes sendo mais de 2.500 noivas. A expectativa em 2012 que cerca de 10.000 mil visitantes, sendo 3.000 noivas, passem pelo Minascentro nos trs dias do evento.

      Para o diretor da Parma Eventos, Stefann Palhares, a feira segmentada caiu no gosto dos noivos, j que o principal problema enfrentado por eles a falta de tempo na hora de escolher produtos e contratar servios. "Com a vida corrida que todos levam atualmente, muitas vezes a aquisio de um produto ou contratao de um servio feita apenas por um dos noivos.

      O ideal que os dois compartilhem as escolhas e pesquisem as opes. Nada melhor que um evento segmentado, que rene as principais empresas do mercado de casamento em um nico espao, para facilitar a vida dos nubentes", pondera Palhares.

      Segundo pesquisa realizada pela revista Exame, o mercado de casamento no Brasil cresce a uma taxa de 10% ao ano. De 2003 at o final de 2012, esse mercado simplesmente dobrou de tamanho. Em 2003 o setor faturou R$ 7,4 bilhes, a previso para 2012 fechar o ano com faturamento de R$ 14,8 bilhes. A pesquisa revelou que atualmente so cerca de 34 milhes de brasileiros solteiros, com 41% deles pretendendo se casar em at dois anos. A classe "C", responde por 53% desse pblico.

      Servio: 4 Expocasrio A feira do seu casamento
      Data: 10, 11 e 12 de agosto de 2012
      Local: Minascentro Horrio:
      Sexta e Sbado: 14 s 22h               
      Domingo: 14 s 21h
      Desfiles:  Sexta: 20h 
      // Sbado: 18h //
      Domingo: 17h Entrada:  R$10,00
      Informaes: 
      (31)3297.0199  www.expocasorio.com.br


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Mulheres superam os homens no QI - segundo James Flynn professor da Universidade de Otago na Nova Zelndia.

      Em mais de cem anos de teste de QI
      (quociente de inteligncia),
      os homens mantiveram a supremacia.

      Pois acabou de acontecer a virada no quadro. Segundo James Flynn, professor da Universidade de Otago (Nova Zelndia) e um dos mais renomados especialistas em QI, as mulheres esto obtendo, na mdia,melhores resultados do que os homens no teste que mede a proporo entre a inteligncia de um indivduo, determinada de acordo com alguma medida mental, e a inteligncia normal ou mdia para sua idade.

      No seu estudo mais recente, Flynn analisou testes na Europa Ocidental, na Amrica do Norte, na Austrlia, na Nova Zelndia, na Estnia e na Argentina.

      Resultado: a diferena entre homens e mulheres desapareceu e, em alguns pases, a populao feminina j apresenta melhores resultados que a masculina.

      Os testes de QI comearam em 1905. Os homens estavam cinco pontos frente das mulheres poca. A partir da metade do sculo passado, a diferena foi caindo, caindo, caindo...

      Duas possveis explicaes surgiram para a virada das mulheres:

      1) Elas sempre foram mais inteligentes que eles. Mas, agora, com mais oportunidades educacionais e profissionais, superaram os homens no teste.

      2) As mulheres se especializaram em multitarefas (principalmente conciliando vida familiar e profissional), o que fez com que elas se desenvolvessem mais e passassem frente do sexo oposto.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Esforo para colocar Minas na rota dos investimentos do governo federal.

      Convergncia por Minas
      ganha aliados






      Minas Gerais est mais unida. O trabalho conjunto entre entidades empresariais, parlamentares mineiros em Braslia, reitores das universidades instaladas no estado e o Governo Estadual ganhou o apoio do Frum dos Gestores Federais de Minas Gerais. Nesta tera-feira (17) eles se reuniram na sede da Fiemg, em Belo Horizonte, e debateram assuntos prioritrios para recolocar a unidade federativa na rota dos investimentos da Unio.

      O presidente da Fiemg, Olavo Machado Jr., apresentou aos representantes de entidades e rgos federais em Minas Gerais nmeros sobre o desempenho da indstria local. "Queremos a valorizao da empresa mineira, com empregos de qualidade para os cidados", enfatizou. Ele mostrou como o estado passou, nas ltimas dcadas, a ser preterido nos investimentos da Unio. "A presena dos gestores junto dos empresrios importante para buscarmos objetivos que so comuns. A estratgia para retomarmos um caminho de desenvolvimento sustentvel tem que ser construda conjuntamente", afirmou.

      Para o superintendente-regional do Incra-MG, Carlos Alberto Menezes de Calazans, o objetivo do Frum comum ao pensado pelas entidades empresariais. "A ideia afinarmos o discurso, por Minas Gerais", garantiu. Os gestores federais se reuniram pela primeira vez em 2004, em uma ao indita no pas. Junto aos representantes dos empresrios, somam esforos ao trabalho liderado pela Fiemg e iniciado no segundo semestre de 2011, quando foi construda a Agenda de Convergncia para o Desenvolvimento de Minas Gerais, documento destinado presidenta da Repblica, Dilma Rousseff.

      Conhea as reivindicaes



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Globalizao da crise. CNI rev para baixo estimativa do PIB brasileiro - vai cair de 3% para 2,1%. E indstria recuou de 2% para 1,6% no segundo trimestre.

      Os efeitos no pas do agravamento da crise econmica internacional foram um dos motivos que levou a Confederao Nacional da Indstria (CNI) a rever para baixo suas estimativas dos principais indicadores da economia em 2012. A previso para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) se reduziu a 2,1%, contra 3% estimados anteriormente, e a da indstria recuou de 2% previstos no primeiro trimestre para 1,6%. As informaes so do estudo Informe Conjuntural, referente ao segundo trimestre.

      Diz o estudo serem "decepcionantes" e "motivo de preocupao" o crescimento da economia no primeiro trimestre  e os dados do comportamento da indstria no segundo trimestre. "A reao esperada para o incio do ano no se materializou, mesmo com a entrada em vigor de algumas das medidas do Plano Brasil Maior, a elevao dos gastos pblicos e a queda nas taxas de juros", assinala o documento.

      O gerente-executivo da Unidade de Poltica Econmica da CNI, Flvio Castelo Branco, que apresentou o estudo, disse que a estagnao da economia mundial, com os consequentes estreitamento dos mercados e a maior concorrncia dos produtos importados no mercado domstico, tornaram mais visvel a perda de competitividade da indstria brasileira. Destaca o Informe Conjuntural ser "cada vez mais claro que no enfrentamos apenas um problema conjuntural de demanda: a economia brasileira tem dificuldades de competitividade que se acentuaram com a crise mundial".

      O Informe Conjuntural prev que nos trs segmentos industriais, a indstria de transformao ter a menor expanso este ano, com apenas 1%, seguida pela. indstria extrativa, com 2%,  e pela indstria da construo, com expectativa de 3% de crescimento. A manuteno de estoques elevados e o atendimento de parte da demanda interna pelas importaes esto entre as principais causas apontadas pela CNI para a baixa performance do setor industrial, que se refletir necessariamente no comportamento do PIB.

      Choque de competitividade

      Castelo Branco v no maior esforo para se diminuir os altos custos de produo no pas e no imediato aumento dos investimentos em infraestrutura a melhor alternativa para que a economia reaja. "Investir  em infraestrutura tem um efeito  multiplicador muito grande na economia", lembrou.
      A CNI enfatiza, no Informe Conjuntural, ser este o momento para se promover um choque de competitividade na economia."A mudana no ambiente macroeconmico, com a queda dos juros bsicos e o novo patamar do cmbio, um fato positivo. necessrio aproveitar essa oportunidade para promover um choque de competitividade que induza a um aumento substantivo na taxa de investimento", preconiza o estudo.

      O Informe Conjuntural alerta que, embora na direo correta, as medidas tomadas pelo governo para sustentar a demanda, como o aumento dos gastos pblicos, "se mostram insuficientes para conter o processo de desaquecimento e iniciar um novo ciclo de crescimento econmico e de retomada da atividade industrial".  Sublinha que o alto nvel de inadimplncia e o comprometimento da renda com o pagamento de dvidas atenuam o impacto do consumo das famlias como o  principal fator de crescimento do PIB.

      Investimento menor

      Outras redues nas previses da CNI para os principais indicadores da economia ocorreram com os investimentos, que iro crescer 2,5% em 2012, contra a estimativa do primeiro trimestre de 5,6%. A expectativa do consumo das famlias caiu de um aumento de 4% para 3,5%.

      A estimativa da taxa de emprego no mudou de um trimestre para o outro, mantendo-se em 5,5%, assim como no se alterou a perspectiva da inflao, de 5% em 2012. A CNI reestimou a taxa real mdia anual de juros, de 4% no primeiro trimestre para 3,3%, e a taxa de cmbio, de R$ 1,80 para R$ 1,94 em dezembro.

      Foram igualmente reduzidas, entre o primeiro e o segundo trimestres, as previses da entidade para as exportaes (de US$ 275,4 bilhes para US$ 263,2 bilhes), importaes (de US$ 254,6 bilhes para US$ 243 bilhes) e do saldo comercial, de US$ 20,8 bilhes para US$ 20,2 bilhes.

      Fonte: www.cni.org.br

                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      SAVASSI Festival JAZZ comea nesta quarta e vai at dia 29. Grandes nomes do jazz mundial estaro em BH. E no vai ficar s na tradicional Savassi.







      Belo Horizonte volta a reunir mais uma vez grandes nomes do jazz e substitui os sons urbanos do dia a dia pela tradicional msica no Savassi Festival 2012. Celebrando dez anos de existncia, o evento montado nesse ano com uma espcie de circuito da msica, levando atraes para diversos espaos da cidade e fazendo desta a edio mais descentralizada da histria do festival.

      A novidade que, alm do Palcio das Artes e das ruas da Savassi, as apresentaes ocupam o Parque Municipal e a Praa da Liberdade. Isso sem contar o Jazz Clube, um coletivo de apresentaes que passa por bares, shopping, cafs e at museus.

      Sem contar que o evento oferece tambm workshops, concursos e apresentaes de mais de 60 msicos, tanto da cena nacional quanto estrangeira. As atividades so em sua maioria gratuitas ou tm ingressos a preos populares. O festival comea na quarta-feira, dia 18, com o incio das oficinas e a programao segue at o dia 29 de julho.

      Os encontros com a msica comeam no domingo, dia 22, e um dos grandes destaques que o evento reserva a residncia artstica do compositor canadense Darcy James Argue. O msico, que passar a atuar ao lado da Big Band do Palcio das Artes, apresenta em primeira mo um repertrio especial junto ao grupo mineiro, no domingo, dia 29, na Praa da Liberdade, s 19h15. O pblico ainda poder acompanhar a msica de outras atraes internacionais como Cliff Korman, Ori Dakari Group e Diego Schissi Quinteto, alm dos brasileiros Hermeto Pascoal, Juarez Moreira Trio, Gilvan de Oliveira e Toninho Horta. O Savassi Festival 2012 tambm acontece paralelamente, pelo segundo ano consecutivo, em So Paulo, no dia 26 de julho, e no Rio de Janeiro, no dia 27.

      O festival tambm conta com a estreia mundial da composio feita exclusivamente para o evento pelo pianista Kenny Werner. O compositor, que arrancou bons elogios pela critica especializada, j conquistou o prmio Guggenheim Fellowship 2010, oferecido pela Fundao John Simon Guggenheim, sediada em Nova York, nos Estados Unidos. A apresentao ser executada com a Orquestra Sinfnica de Minas Gerais, na chamada Noite de Gala, realizada no Grande Teatro do Palcio das Artes, no dia 25, s 20h. Nesta mesma noite haver a entrega do prmio Jazz de Minas 2012 ao compositor e instrumentista Chico Amaral. Na ocasio, o msico tambm lana o CD "Provncia", que marca seus 33 anos de carreira musical.

      Para fechar o festival, as celebraes nas ruas da Savassi, momento mais aguardado pelo grande pblico, encerram o festival no domingo, dia 29 de julho. Shows simultneos e uma grande festa unem msica e solidariedade a partir das 14h. Como nos anos anteriores, a entrada para os shows ser trocada por dois quilos de alimentos no perecveis, que sero doados Associao Municipal de Assistncia Social (Amas), que repassar para entidades carentes credenciadas. Quatro palcos sero montados ao ar livre nos quarteires das ruas Alagoas, Antnio de Albuquerque e Sergipe. Em cada um deles, grandes nomes do jazz nacional e internacional fazem a maior festa de jazz ao ar livre do Brasil. Entre um show e outro haver espao para DJs, que vo apresentar seus sets especialmente elaborados.

      O jazz e a participao popular

      Para deixar o evento ainda mais completo, diversos concursos convidam o pblico a participar do festival, tornando ele ainda mais plural. Dois deles, Novos Talentos do Jazz e Palco UFMG, j selecionaram novas bandas da cena independente para difundir os trabalhos que tm ligao com a msica instrumental, o jazz e seus hibridismos, como os chilenos da Contracuarteto e os paulistas da Retet Big Band, por exemplo. Alm da msica, o festival tambm dedica o espao para a fotografia com o concurso Fotografe o Jazz, que escolhe fotos feitas pelo pblico durante o evento. As fotos inscritas sero selecionadas por uma curadoria e depois ganharo uma exposio.

      Enquanto isso, os cursos e workshops do festival promovem o intercmbio de conhecimento e aprendizagem. Ministrado pelos artistas que iro se apresentar na capital, temas diversos podero ser encontrados, como vocal para cantores, regulagem bsica de instrumento de cordas e improvisao. Vale lembrar que uma das oficinas, "Curso Sobre Kenny Werner", ser voltada para as composies de Kenny Werner. O curso ter durao de cinco dias e finaliza a atividade com a participao do prprio compositor. Para mais informaes e dados sobre como realizar as inscries, os pr-requisitos, horrios, preos e locais das atividades, acesse www.savassifestival.com.br.

      Confira a programao completa do Savassi Festival




                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Presidente da Fiemg recebe homenagem no DIA DE MINAS em Mariana.






      O presidente da Fiemg, Olavo Machado Jr., foi homenageado nesta segunda-feira (16), com a Medalha do Dia do Estado de Minas Gerais, concedida pelo governo do estado queles que contriburam para o desenvolvimento de Minas. Realizada no municpio de Mariana, a cerimnia de comemorao ao Dia de Minas, conduzida pelo governador Antonio Anastasia, tambm prestou homenagem a outras 49 personalidades e instituies. sempre bom ser homenageado, mas temos que ter a responsabilidade de fazer por merec-la. Foi uma gentileza do governador Anastasia reconhecer o trabalho que temos feito na Fiemg, disse Olavo Machado Jr.

      A Constituio Mineira determina
      que 16 de julho o Dia de Minas,
      quando a capital simbolicamente transferida para Mariana.



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Apostando no futuro: governo de Minas investe em capacitao de jovens para o setor aeronutico e aeroespacial.

      Programa "Jovens Mineiros Cidados do Mundo"
      promoveu temporada de qualificao de estudantes
      em instituto aeronutico na Frana



      Divulgao

      O curso de capacitao em Engenharia Aeronutica e Aeroespacial teve durao de um ms

      O curso de capacitao
      em Engenharia Aeronutica e Aeroespacial
      teve durao de um ms


      O grupo de 20 estudantes participantes da nona edio do programa do Governo de Minas "Jovens Mineiros Cidados do Mundo" retornou, no domingo (15), a Belo Horizonte, aps curso de capacitao em Engenharia Aeronutica e Aeroespacial, no Institut Aronautique et Spatial (IAS), em Toulouse (Frana).  O curso teve a durao de um ms.


      O "Jovens Mineiros Cidados do Mundo" tem o objetivo de capacitar mo de obra para suprir a diversificao da economia do Estado. Para Alyson Silveira Santos de Oliveira, estudante de Engenharia de Controle e Automao da Universidade Federal de Itajub (Unifei), a viagem proporcionou atualizao sobre o atual cenrio e as perspectivas futuras do setor aeronutico, alm de experincia e qualificao para insero no mercado de trabalho.


      "Essa iniciativa do Governo de Minas muito boa, pois gera oportunidades para os jovens crescerem profissionalmente. Este ms que estive na Frana, alm de contribuir para minha qualificao, me transformou em um multiplicador de conhecimentos que me ajudaro a cooperar com o desenvolvimento do setor aeronutico de Minas Gerais e do Brasil", afirmou.


      Alyson ressaltou tambm que a nona edio do programa criado pelo Governo de Minas, que nesta edio contou com o patrocnio da Helibras, contribuiu para treinar pessoas para um setor que precisa de mo de obra e que est em franca expanso.


      No mercado de trabalho potencial, destacam-se os polos de aviao de Tupaciguara, com a Axis Aeroespacial, na implantao do futuro Centro de Inovao Aeroespacial; Itajub, com a Helibras na indstria de asas rotativas; Lagoa Santa, com o Centro de Capacitao; Zona da Mata, com o Aeroporto Presidente Itamar Franco, localizado em Goian (para atender ao pr-sal); e Confins, com a transformao do Aeroporto Internacional Tancredo Neves em Aerotrpolis (cidade-aeroporto).


      Jovens Mineiros Cidados do Mundo
      O programa est inserido no contexto das aes de internacionalizao de Minas Gerais, sendo uma iniciativa voltada para o ganho de competitividade, por meio de capacitao e valorizao dos profissionais.


      Durante o perodo de treinamento, os estudantes participam de cursos e visitas tcnicas em universidades, centros de excelncia, empresas e rgos governamentais.
      O projeto coordenado pela Secretaria Geral da Governadoria do Estado de Minas Gerais, atravs da Assessoria de Relaes Internacionais, com apoio da Fundao de Amparo Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).




                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 18, 2012

      Custo da contruo em BH sobe 0,17% em junho. Foi a menor variao do ano.


      Aumento acumulado
      no primeiro semestre de 2012 foi de 5,17%

      O Custo Unitrio Bsico de Construo (CUB/m - projeto-padro representativo R8-N) aumentou 0,17% em junho, recuando 0,04 ponto percentual em relao ao ms anterior, quando foi observada variao de 0,21%.
      Dos seus quatro grupos componentes, observou-se que o material foi o nico que apresentou variao (alta de 0,37%).

      Mo de obra, despesas administrativas e equipamentos registraram estabilidade. Com este resultado, o custo do metro quadrado de Construo em Belo Horizonte para o projeto-padro R8-N (residncia multifamiliar, padro normal, com garagem, pilotis, oito pavimentos-tipo e 03 quartos) que, em maio era R$986,73, passou para R$988,39 em junho.

      O coordenador sindical do Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), economista Daniel Furletti, destaca a maior estabilidade observada no custo setorial neste ltimo ms. Acreditamos que essa pode ser uma tendncia, pois a inflao do Pas caminha para o centro da meta estabelecida (4,5%), no existindo no horizonte nenhum fator que vislumbre alterao nesse processo, o que bastante positivo, principalmente porque a economia nacional necessita da estabilidade de preos para continuar o seu processo de desenvolvimento.

      O CUB/m um importante indicador de custos do setor e acompanha a evoluo dos preos de materiais de construo, mo de obra, despesas administrativas e aluguel de equipamentos. calculado e divulgado mensalmente pelo Sinduscon-MG, de acordo com a Lei 4.591/64 e com a Norma Tcnica NBR 12721:2006 da Associao Brasileira de Normas Tcnicas (ABNT).

      Da cesta de insumos que compem o clculo do CUB/m, observou-se que, em junho, cinco itens registraram elevaes em seus preos, 17 ficaram iguais e quatro registraram quedas. As altas foram observadas nos seguintes materiais: placa cermica de dimenso 30cm x 40cm (+3,14%), fechadura para porta interna (+0,82%), areia (+0,71%), emulso asfltica impermeabilizante (+0,11%) e porta interna semi-oca para pintura (+0,08%).

      Acumulado no primeiro semestre de 2012: No primeiro semestre de 2012, o CUB/m (projeto-padro R8-N) registrou alta de 5,17%. Este resultado, que foi superior inflao de preos medida pelo IPCA/IBGE (alta de 2,32% no mesmo perodo) refletiu os seguintes aumentos: 2,37% dos materiais, 7,99% da mo de obra, 3,26% das despesas administrativas e 2,48% dos equipamentos.

      Conforme pode se verificar, neste primeiro semestre do ano, a maior presso para o alta do Custo da Construo foi observada pelo item mo de obra. Deve-se lembrar que o referido indicador refletiu, no incio de 2012, o aumento estabelecido pela Conveno Coletiva de Trabalho. De acordo com o Coordenador do Sinduscon-MG, o efeito dos maiores aumentos da mo de obra em relao aos materiais tem sido uma mudana importante na composio de custos setoriais. Enquanto em junho de 2010 a mo de obra representava 47,22% do custo da Construo, em junho de 2012 ela atingiu 50,48%, ou seja, passou a representar a maior parte do ndice, detalha Furletti.

      Apesar da maior estabilidade no custo dos materiais de construo no primeiro semestre de 2012, alguns itens se destacaram pela variao em seus preos: emulso asfltica (+10,63%), fechadura para porta interna (+7,23%), bancada de pia de mrmore branco (+6,57%), placa cermica de dimenso 30cm x 40cm (+6,08%), areia (+5,64%), disjuntor tripolar (+5,47%) e brita (+5,00%). So aumentos expressivos, principalmente se considerarmos que o IPCA/IBGE nos primeiros seis meses do ano cresceu 2,32%. Portanto, as altas representam aumentos reais significativos, observa o coordenador do Sinduscon-MG.

      Acumulado nos ltimos 12 meses (julho/11 junho/12). Neste perodo, o CUB/m (projeto-padro representativo R8-N) acumulou alta de 8,05%. Particularmente o custo com a mo de obra cresceu 11,93% e o custo com material aumentou 4,45%. Nesta base de comparao tambm se observa uma maior presso dos custos com a mo de obra. Particularmente no custo com materiais de construo destacaram-se a alta observada em alguns itens como: brita (+16,67%), esquadria de correr (+13,07%), bloco de concreto (+12,99%), placa cermica de dimenso 30 cm x 40cm (+11,64%) e fechadura para porta interna (+9,09%).


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 17, 2012

      Escola de Hotelaria e Gastronomia do Sindhorb abre vagas para cursos profissionalizantes

      Escola de Hotelaria e Gastronomia do Sindhorb
      abre vagas para cursos profissionalizantes
      A Agncia de Gesto Integrada em Segurana de Alimentos (Agisa)
      ser responsvel pelos cursos

      A Escola de Hotelaria e Gastronomia Nelson de Abreu Pinto do Sindicato de Hotis, Restaurantes, Bares e Similares de Belo Horizonte e Regio Metropolitana (Sindhorb) abre sua primeira turma de cursos profissionalizantes voltados para o setor de gastronomia.

      O Curso de manipulao de alimentos com nfase em boas prticas de fabricao de alimentos ter duas turmas: dias 06 a 10 de agosto e 10 a 14 de setembro. O nmero de vagas limitado, mnimo de 20 e mximo de 30 alunos, e as inscries podem ser feitas pelo e-mail do Sindhorb sindhorb@sindhorb.org.br; ou pela Agisa agisa@agisaalimentos.com.br e (31) 3273-5958.

      O curso destinado aos profissionais da rea de alimentao, a carga horria de 20 horas (sendo 15 horas terico e prtico e cinco horas para a elaborao do manual de Boas Prticas). O curso ser ministrado por profissionais da equipe tcnica da Agisa.
      Contedo do curso:
      Noes de Microbiologia (grupos de microrganismos importantes em alimentos; parametros que influenciam que a multiplicao dos microrganismos em alimentos);
      Toxinfeces alimentares;
      Custos da falta de higiene no trabalho com os alimentos;
      Vias de transmisso dos microorganismos;
      Fontes de contaminao;
      Controle de crescimento de microrganismos;
      Contaminantes de alimentos;
      Doenas transmitidas por alimentos;
      * BOAS PRATICAS DE FABRICACAO
      Escolha do fornecedor;
      Recebimento;
      Armazenamento;
      Higiene dos equipamentos;
      Higiene dos alimentos;
      Controle de pragas;
      Manual de Boas Prticas: Contedo e como elaborar;
      Legislao Sanitria;
      POPs (Procedimentos Operacional Padronizados)


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 17, 2012

      Cachaa brasileira: Estados Unidos se preparam para o boom do produto.


      Aps aprenderem a pronunciar a palavra cachaa e se encantarem com a caipirinha, os Estados Unidos esto prontos para mais um trago. Pelo menos o que decretou uma reportagem do New York Times sobre a bebida brasileira.

      O jornal o tempo afirma que, aps uma longa campanha dos produtores brasileiros, o governo norte-americano iniciou o processo de reconhecimento do destilado de cana-de-aucar, que antes era vendido por l como rum brasileiro.

      Sempre houve piadas de que o rum deveria se chamar cachaa caribenha e no o contrrio, afirmou publicao Steve Luttmann, fundador da marca Leblon.

      Acho que haver um grande boom da cachaa afirmou Martin Cate, dono de um bar em So Francisco, lembrando que o Brasil est na moda, com a realizao da Copa do Mundo de 2014 e as Olimpadas de 2016 por aqui.

      Entre as dificuldades citadas para a insero da cachaa na cultura etlica norte-americana est o fato de ela ainda ser associada exclusivamente caipirinha. Ainda sazonal, afirmou Luttmann. Assim como a margarita e o mojito, as vendas aumentam no vero.

      Segundo o jornal, isso vem sendo combatido por bares do pas, que vm inventando novas receitas,e pelos produtores, que esto fazendo chegar por l cachaas envelhecidas e de melhor qualidade. A Associao dos Produtores de Cachaa de Qualidade AMPAQ tem participao significativa nesse processo.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 16, 2012

      Nova fbrica de Medicamentos da FUNED tem investimento de 45,5 milhes de reais. Fica pronta no final dste ano.

      Mosconi conhece nova fbrica
      de medicamentos da Funed


      O presidente da Comisso de Sade da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Carlos Mosconi (PSDB), e o secretrio de Estado de Sade (SES), Antnio Jorge de Souza Marques, conheceram as instalaes da nova fbrica de produtos biolgicos da Fundao Ezequiel Dias (Funed). A unidade vai produzir medicamentos contra a Meningite, hepatite e insuficincia renal. A visita ocorreu no dia 12 de julho.

      A construo deve terminar no fim deste ano. O incio da produo est previsto para 2014. A nova fbrica, que possui 4.200 m2 de rea, ter cerca de 60 funcionrios e contou com um investimento de R$ 32 milhes para custeio da obra e outros R$ 13,5 milhes para equipamentos.

      De acordo com o deputado Mosconi, a nova fbrica mais um passo do governo de Minas para a criao de um polo produtor de medicamentos no Estado. Com a nova unidade, Minas Gerais produzir vrios remdios de relevncia para a sade pblica, inclusive a fabricao de etapas importantes da vacina contra a Meningite C, explicou o presidente da Comisso de Sade da ALMG.

      O secretrio Antnio Jorge, destacou que, com essa obra, a Funed est deixando um legado extraordinrio para Minas. Isso uma pgina da nossa histria em biotecnologia. H poucos anos, a centenria Funed era uma empresa que produzia medicamentos de baixssimo valor agregado e agora, temos essa revoluo vigorosa.

      O presidente da Funed, Augusto Monteiro Guimares, tem expectativa de ampliar ainda mais o leque da produo. H ainda a expectativa de aumentarmos o portflio de medicamentos, produzindo produtos para tratamento oncolgico, disse.

      Unidade. A nova fbrica vai contemplar a produo de biofrmacos, como a Eritropoetina recombinante humana (rhEPO), usada principalmente por pacientes com insuficincia renal; e o Interferon alfa 2a recombinante humano (IFNα2a), usado no tratamento da hepatite e soros heterlogos hiperimunes.

      Etapas do processo de fabricao da vacina Meningoccica (MenC) conjugada tambm sero fabricadas na nova unidade. A Funed o nico laboratrio fornecedor dessa vacina. Desde 2010, a fundao faz parte do Programa Nacional de Vacinao do Ministrio da Sade.

      A Funed foi solicitada pelo Ministrio da Sade para fabricar a vacina Meningoccica para todo o pas. Com a obra, a produo que, antes seria de 1 milho de doses/ano, agora ser de 12 milhes/ano.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 16, 2012

      Executivos se conectam mesmo ao Linkedin. Facebook faz pouco sucesso no segmento.

      Pesquisa aponta que o LinkedIn faz sucesso entre os executivos;
      25% dos ouvidos mantm um perfil na rede

      LinkedIn: a rede social faz sucesso com os executivos
      Redes sociais no so importantes para a alta cpula de empresas. o que diz uma pesquisa do site CEO.com.Segundo a publicao, 70% dos CEOs citados na Fortune 500 (edio da revista que faz um ranking dos melhores dirigentes de empresas) ignoram completamente as redes sociais.

      A pesquisa, chamada de "2012 Fortune 500 Social CEO Index", explica que o LinkedIn faz sucesso entre os executivos. 25% dos CEOs mantm um perfil no servio cuja proposta ser uma espcie de rede social profissional.

      Apenas 19 CEOs tm perfil no Twitter, ou seja, 4% da lista da Fortune. Porm, apenas 9 deles mantm a conta atualizada, com posts dirios ou alguma interao com os usurios do microblog.

      A CEO da HP a dirigente com o maior nmero de seguidores no Twitter, com 243 mil followers, seguida de perto pelo magnata das comunicaes Rupert Murdoch, que possui 237 mil seguidores.

      O Facebook, a rede social mais conhecida do mundo, s utilizado por 38 dos 500 CEOs. A rede social Google+ tem 4 usurios; isso contando Larry Page, o CEO do Google. E o Pinterest no traz nenhum CEO como adepto. *Fonte: Info


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 16, 2012

      BLOGS FICARAM DE FORA. Pesquisa que cobriu todo o pas mostra como os jornalistas se relacionam com as assessoria de imprensa.

      Interface realiza pesquisa
      sobre relacionamento
      entre jornalistas de veculos de comunicao
      e de assessorias de imprensa

      Dados do estudo
      sero publicados em livro
      que tem previso de lanamento em agosto


      A Interface Comunicao Empresarial realizou, em 2011 e incio de 2012, uma pesquisa com profissionais de veculos impressos, rdio e TV sobre o relacionamento com as assessorias de imprensa. O levantamento, que compreendeu um questionrio com 23 perguntas objetivas, abrangeu redaes de todo o pas.

      Os questionrios foram enviados por e-mail para 958 jornalistas de veculos impressos, 521 de TV e 83 que atuam em emissoras de rdio. A participao foi espontnea, e os nomes dos profissionais que responderam foram mantidos em sigilo. O objetivo era identificar impresses e constataes sobre o trabalho dos assessores, alm de compreender como as atividades desses podem se adequar rotina dos veculos de comunicao.

      Uma das principais queixas dos jornalistas de redao em relao ao trabalho dos assessores de imprensa diz respeito ao envio indiscriminado de e-mails com releases, independentemente do assunto abordado. A pesquisa tambm identificou sugestes para que as relaes entre os profissionais sejam aperfeioadas. Segundo um dos entrevistados, cabe ao assessor mostrar aos clientes que, to importante quanto dar a boa notcia, a atitude da empresa nos momentos mais delicados ou frente a problemas.

      Os dados e depoimentos coletados a partir da pesquisa foram utilizados como subsdio para a produo do livro C entre ns, escrito pelos jornalistas Rosangela Guimares (editora no jornal Hoje em Dia) e Dlio Campos (diretor de atendimento na Interface Comunicao Empresarial). Com previso de lanamento para agosto de 2012, em Belo Horizonte, a obra aborda processos e atividades que permeiam o trabalho dos profissionais de ambos os lados. Alm disso, contempla depoimentos de jornalistas de rdio (Snia Pessoa), TV (Marina Victal), jornal (Cssia Eponine, Marta Vieira, Queila Ariadne e Rachel Botelho) e agncias de comunicao (Admilson Resende, Denise Menezes e Rodrigo Mouro), que exemplificam esse relacionamento.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 15, 2012

      Nesta segunda, em Mariana, governador preside solenidade do DIA DE MINAS. 50 personalidades vo receber condecorao. Mariana foi a primeira captal de Minas.

      A capital
      ser simbolicamente transferida
      para Mariana na segunda-feira (16)


      Governador Anastasia e o presidente da Assembleia Legislativa,
      deputado Dinis Pinheiro. Dinis ser um dos homenageados
      no Dia de Minas, em Mariana.
      Foto Wellington Pedro / Imprensa MG

      O governador Antonio Anastasia preside, na segunda-feira (16), s 15 horas, a cerimnia do Dia de Minas. Nesta data, a capital simbolicamente transferida para Mariana, regio Central, primeira cidade e primeira capital mineira. Tambm feita a entrega da Medalha do Dia do Estado de Minas Gerais a personalidades e instituies que contriburam para o desenvolvimento do Estado. Este ano, sero 50 agraciados e o orador ser o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Carlos Alberto Reis de Paula. 

      Antes da cerimnia, s 9 horas, ser celebrada uma missa solene na Igreja de Nossa Senhora do Carmo, pelo arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha. Em seguida, haver a Sineirata, quando os sinos das igrejas de Mariana badalaro por 10 minutos.

      Servio:
      Evento: Entrega da Medalha do Dia do Estado de Minas Gerais
      Local: Praa Minas Gerais Mariana (MG)
      Horrio: 15 horas
      Data: 16/07/12 (segunda-feira)

      Lista de agraciados 2012:
      1.         Carlos Alberto Reis de Paula (orador oficial)
      2.         Ademir Lucas
      3.         Adriano Csar Ribeiro de Arajo
      4.         Afrnio Miranda
      5.         Agostinho Clio Andrade Patrus
      6.         Ailda Ribeiro Anacleto
      7.         Ana da Silva Pontes
      8.         Ana Lcia Almeida Gazzola
      9.         ngela Maria Prata Pace Silva Assis
      10.       Antonio de Oliveira Lopes Camelo In Memoriam
      11.       Benedito lvaro Cunha
      12.       Benedito Rubens Ren
      13.       Bruno Terra Dias
      14.       Danilo Vieira Jnior
      15.       Dinis Antnio Pinheiro
      16.       Domingos Svio Campos Resende
      17.       Elias Layon
      18.       Eros Ferreira Biondini
      19.       Escola Estadual Afonso Pena Jnior
      20.       Firmino Francisco da Assuno
      21.       Glaydson Santos Soprani Massaria
      22.       Gustavo da Cunha Pereira Valadares
      23.       Ivan Gamaliel Pinto
      24.       Joo Ramos Filho In Memoriam
      25.       Joo Vitor Xavier Faustino
      26.       Jos Altivo Brando Teixeira
      27.       Jos Geraldo de Oliveira
      28.       Jos Martins Assuno
      29.       Jos Nogueira Soares Nunes
      30.       Jos Silami Gomes (Ded Metralha)
      31.       Lzaro Luiz Gonzaga
      32.       Luiz Carlos da Silva
      33.       Luiz Claudio Vieira
      34.       Maria de Lourdes Motta Baeta Neves
      35.       Mrio Lcio Heringer
      36.       Nilton Geraldo Xavier Gogoy
      37.       Olavo Machado Junior
      38.       Paulo Garcia de Carvalho
      39.       Pedro Terra Filho
      40.       Porcina Xavier Silame
      41.       Presco Macrio de Souza
      42.       Renato de Mendona
      43.       Roberto Quinto Furtado Gomes
      44.       Rogria Maria Castro Debelli
      45.       Rmulo de Carvalho Ferraz
      46.       Ronaldo Ernesto Scucato
      47.       Sarah Fleury Franco de Carvalho
      48.       Silvio Antnio de Oliveira
      49.       Tiago Ulisses de Castro e Oliveira
      50.       Wederson Advincula Siqueira



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 14, 2012

      TV WEB em 2013. Iniciativa hodierna da Revista Eletrnica 2 por 1 do CEO Jean Housemer.

      2/1 TV WEB






      A 2/1 TV WEB que dever estar no ar em 2013, trazendo mais informaes e cultura para os internautas, na qual a filosofia    em manter a tica e os valores do ser humano, respeito aos internautas, parceiros e clientes, assim como os  novos produtos que deveram surgir a partir de 2012. Alta definio num negcio de qualidade, fazendo investimento pesado em altssima tecnologia para disputar o mercado nacional e internacional.

      A central de edio ter alta tecnologia, tudo automatizado, tudo em digital, tudo em HD. Profissionais do mercado nacional,  brasileiros , um hbil negociador, com uma grande rede de relacionamentos, a outra com conhecimento da alta tecnologia digital. Juntando os dois talentos, essa dupla de guerrilheiros high-tech da comunicao, comeou a construir no dia 20 de dezembro de 2009 , a 2/1 Revista Eletrnica , que acessada por internautas de mais de 177 pases, nos cinco continentes, sem nenhuma divulgao publicitria. Uma dupla que incomoda os gigantes do pedao.

      Esto estudando trs propostas muito interessantes de parcerias, nacional e internacional. Nossos comerciais sero totalmente automatizados, o operador no ira colocar a mo em nada. Equipes de Minas Gerais, So Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Alagoas, Amazonas, Parana, Distrito Federal,  Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goias, Espirito Santo, Acre, Rondnia, Ceara, Bahia, Tocantins, Par, Maranho,Piau,Pernambuco, Roraima, Amap, Rondnia. Unio Europeia, Amrica do Norte, Amrica Latina, Amrica do Sul, Asia, Oriente Mdio, Oceania, Africa (Correspondentes Internacionais).

      *Fonte: Direto da Redao 2/1 Revista Eletrnica,
      2/1 Rdio Web, 2/1 TV Web & H. Press.
      ( Agncia de Notcias).




                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 14, 2012

      Novidade!!! MINAS GERAIS o primeiro Estado do Mundo a popor novas metas para os Objetivos do Milnio.

      Governador Antonio Anastasia
      assina a repactuao das metas,
      com a inteno de estabelecer patamares
      de desenvolvimento humano e social
      ainda mais ousados




      Omar Freire/Imprensa MG

      Antonio Anastasia e Jorge Chediek assinam repactuao de Minas Gerais

      Antonio Anastasia e Jorge Chediek
      assinam repactuao de Minas Gerais


      O governador Antonio Anastasia assinou, nesta quarta-feira (11), em Belo Horizonte, com o coordenador do Sistema Naes Unidas no Brasil e representante do Programa das Naes Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Jorge Chediek, a repactuao dos Objetivos de Desenvolvimento do Milnio (ODMs), cujas metas sero alcanadas at 2015. Minas Gerais incluiu um nono compromisso, que mais segurana e tranquilidade para todos, com a adoo de aes visando preveno e ao combate violncia.
      Minas j conseguiu cumprir sete das oito metas pactuadas. Agora, segundo a ONU, se torna a primeira regio subnacional do mundo a propor e assinar novas e mais desafiadoras metas para serem cumpridas at 2015. A inteno do Governo do Estado com essa ao estabelecer compromisso com patamares de desenvolvimento humano e social ainda mais arrojados. Os secretrios de Estado tambm assinaram a repactuao.
      Para Jorge Chediek, Minas assume um desafio ousado, que vai se tornar referncia para outros Estados e pases. "O que vocs esto fazendo, senhor governador, senhoras e senhores secretrios, extremamente audacioso e corajoso: pactuar objetivos de desenvolvimento que vo muito alm dos objetivos  de desenvolvimento do milnio. Essa uma das atividades desafiadoras da gesto pblica: estabelecer objetivos e prazos.
      Por isso, hoje um dia histrico. Estvamos pesquisando e, a nvel mundial, no encontramos nenhuma  repactuao deste jeito e com um nvel de comprometimento poltico que os senhores esto demonstrando. Asseguro que esta deve ser uma das experincias brasileiras que vamos compartilhar com outros pases do mundo", disse.

      Os Objetivos do Milnio foram traados como um pacto global pelo bem-estar e pelo desenvolvimento, e concretizado por meio de um documento assinado em 2000 por 191 naes, entre elas o Brasil. As metas estabelecidas de melhoria dos indicadores sociais, de sade, meio ambiente e educao tinham como base nveis estabelecidos em 1990 para serem alcanadas at 2015.
      O governador Antonio Anastasia reafirmou o compromisso do Estado para ajudar na promoo do desenvolvimento social no Brasil e no mundo. "Percebemos, j no ano passado, nas tratativas com o Pnud, a possibilidade de darmos um passo avante. Alis, seguindo as metas corajosas, ousadas, empreendedoras e criativas que Minas Gerais vem apresentando nos ltimos anos na administrao pblica, qual seja de adotarmos objetivos mais severos e novos para que nosso Estado pudesse colaborar de modo ainda mais enftico com a melhoria dos indicadores do Brasil como um todo. Afinal, somos o segundo Estado mais populoso do Brasil e temos tambm uma participao econmica muito relevante dentro do quadro econmico brasileiro", afirmou.
      Pelos resultados alcanados, Chediek afirmou que Minas vista pela ONU "como um Estado que tem um compromisso muito forte com a melhora das condies sociais da sua populao". "Minas um Estado que agora est assumindo, publicamente e formalmente, um compromisso com sua populao e conosco, um organismo internacional, para fazer alm do que est demandado pelas metas. um Estado muito reconhecido", afirmou.
      O representante da ONU disse que para a entidade "tem sido um grande orgulho ter desenvolvido essa parceria com o Governo de Minas Gerais". "Vamos continuar acompanhando Minas neste esforo, nesta cruzada, para construir uma sociedade melhor, um Estado melhor, em um Brasil melhor, para um mundo melhor. Vamos trabalhar para compartilhar e para aprender", disse Chediek.
      Veja o infogrfico:



      Minas inova e prope nova meta
      O Governo de Minas considerou essencial incluir entre os Objetivos do Milnio a questo da defesa social, um dos maiores desafios contemporneos para o Brasil e naes de todo o mundo. Nesse ponto, o Estado inova ao estabelecer metas para garantir mais tranquilidade e segurana para todos, diminuindo a sensao de insegurana para o cidado. Assim, um indicador que se apresenta como fundamental a taxa de mortalidade por acidente de trnsito, cuja importncia ressaltada frente realidade da maior malha rodoviria do pas. Em 2011, foram 21,3 acidentes por 100 mil habitantes. At 2015, a meta reduzir esta taxa para 17,2.

      "Na Rio +20 foi decidido, h duas semanas, estabelecer novas metas para alm do ano de 2015. E uma dessas metas pode ser desenvolvida ao redor do conceito de segurana, de paz. Ento o exemplo de Minas, a contribuio de Minas pode ser valiosa nessa reflexo para metas futuras a nvel global", afirmou Chediek.
      Anastasia disse que muito boa a expectativa de Minas Gerais para alcanar as novas metas repactuadas com a ONU. "Estou certo que, em 2015, quando fizermos o balano dos resultados obtidos, teremos a satisfao termos alcanado essas metas e, mais do que isso, termos contribudo de modo efetivo e concreto para que as pessoas se sintam cada vez mais com uma qualidade de vida melhor, vivendo mais, com mais sade, com mais instruo, com mais respeito aos seus direitos, com empregos melhores e fundamentalmente, o que mais importante, mais felizes. exatamente o que ns buscamos", afirmou o governador.

      Exemplo
      Nos ltimos anos Minas alcanou lugar de destaque no cenrio internacional. O Banco Mundial (Bird), considerou o modelo de gesto pblica mineiro, implantado, a partir de 2003, com o Choque de Gesto, exemplo para as demais unidades subnacionais ao redor do mundo.

      Hoje, na terceira etapa do Choque de Gesto a Gesto para a cidadania , que convida a sociedade civil a participar mais ativamente das iniciativas do Governo, Minas Gerais um dos Estados que consegue mais captar investimentos privados no mundo, diversificando sua economia, agregando valor indstria, gerando mais emprego, renda e qualidade de vida para o cidado mineiro.

      Na semana passada, a agncia de classificao de riscos norte-americana Standard & Poor's, que recentemente passou a avaliar as contas mineiras, divulgou relatrio tcnico atribuindo a Minas Gerais o rating (BBB-) indicando o Estado ao status de investiment grade (ou "grau de investimento"). Com um ambiente de negcios mais favorvel, a classificao do Estado no grau de investimento permite diversos benefcios, como taxas de juros menores e atrao de grandes investidores de pases desenvolvidos que, por regras dos seus estatutos, s podem investir em ativos considerados de baixo risco, caso, agora, de Minas Gerais.

      "Conseguimos um feito que parecia impossvel h alguns anos. Pela primeira vez na histria de Minas Gerais, ns obtivemos um reconhecimento internacional, atravs da agncia Standard & Poor's, famosa e reconhecida pela qualidade dos seus trabalhos, do grau de investimento internacional que permite investimento no Estado com grau pleno de confiabilidade.

      No mbito interno, o patamar mximo com as letras AAA, demonstrando a higiene e a musculatura da estrutura administrativa e econmica de Minas Gerais que vo naturalmente dar toda a base e todo o estribo para que os objetivos do milnio, com os novos desafios, sejam implementados de maneira cada vez mais eficiente", afirmou Anastasia.


      Caderno de Indicadores 2012
      Durante o evento foi lanado, ainda, o Caderno de Indicadores 2012 Indicadores da Gesto para a Cidadania. Trata-se de uma publicao anual, produzida pelo Escritrio de Prioridades Estratgicas, que apresenta os indicadores de resultados das polticas pblicas mineiras.

      Em sua 4 edio, o Caderno de Indicadores vai ao encontro da agenda do Governo de Minas Gerais que, desde 2003, incorpora esforos para inovar a administrao pblica um exemplo do compromisso do Estado com a transparncia e a contnua prestao de contas sociedade.  

      A organizao dos indicadores reflete a atual estratgia do Estado, que se estrutura para superar, com ativa participao da sociedade, dez desafios: reduzir a pobreza e as desigualdades; aumentar a empregabilidade e as possibilidades de realizao profissional; garantir o direito de morar dignamente e viver bem; desenvolver e diversificar a economia mineira e estimular a inovao; viver mais e com mais sade; transformar a sociedade pela educao e cultura; aumentar a segurana e a sensao segurana; promover e garantir o uso sustentvel dos recursos ambientais; ampliar e modernizar a infraestrutura dos servios pblicos; assegurar os direitos fundamentais e fomentar a participao cidado.



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 14, 2012

      No DIA DE MINAS, segunda-feira em MARIANA homenagem ao presidente da Assemblia, Dinis Pinheiro

      O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), um dos homenageados com a Medalha do Dia de Minas. A solenidade para entrega da honraria ser realizada em Mariana nesta segunda-feira (16/7/12), Dia de Minas. A cerimnia comea s 15 horas, na Praa Minas Gerais. Tambm sero agraciados os deputados Agostinho Patrus (PV), Gustavo Valadares (PSD), Joo Vtor Xavier (PRP) e Tiago Ulisses (PV), alm de outras personalidades que contriburam para o desenvolvimento do Estado.

      Durante a cerimnia, o governador Antonio Anastasia assina o ato de transferncia simblica da capital do Estado para Mariana. O orador oficial da solenidade ser o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Carlos Alberto Reis de Paula. Tambm haver discursos do governador do Estado e do prefeito de Mariana, Roberto Rodrigues. Pela manh, s 9 horas, ser celebrada uma missa solene na Igreja Nossa Senhora do Carmo, pelo arcebispo metropolitano de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha. A missa ser seguida de uma sineirata, quando os sinos de todas as igrejas da cidade vo badalar durante dez minutos.

      O Dia de Minas comemorado todos os anos, sempre em 16 de julho, dia do aniversrio de Mariana. Essa comemorao foi instituda pela Lei 7.561, de 1979, e uma data cvica do Estado desde 1989. Mariana considerada a primeira cidade e primeira capital de Minas Gerais. Fundada em 1696 por bandeirantes que encontraram ouro no Ribeiro do Carmo, em 1745 a vila foi elevada a cidade por ordem do rei Dom Joo V. O nome Mariana uma homenagem rainha Maria Ana dustria, esposa de Dom Joo V. Tambm em 1745, o papa Bento XIV fez de Mariana a sede do primeiro bispado de Minas Gerais.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 14, 2012

      O consagrado jornalista Jnio de Freitas chama a ateno dos jornais: " parem de copiar a internet". Vale conferir a matria que pincei do twitter. PARA LER E PENSAR!!!

      Janio chora e diz que jornais esto perdidos

      AOS 80 ANOS, COLUNISTA JANIO DE FREITAS SE EMOCIONA AO RECEBER HOMENAGEM PELO CONJUNTO DA OBRA; NA SUA VISO, DIRIOS ESTO COMETENDO SUICDIO AO TENTAR COPIAR A INTERNET; LEIA REPORTAGEM DE CLUDIO JULIO TOGNOLLI
      13 de Julho de 2012 s 21:32

      Claudio Julio Tognolli _247 - Janio de Freitas, colunista da Folha de S. Paulo, tido e havido como o maior mito vivo do jornalismo, chorou. Com direito a plateia de 500 pessoas, e a leno branco de cambraia que ele, numa delicadeza de prncipe, sacou do bolso e empurrou contra os olhos. "Vou acus-los de tentativa de homicdio porque vocs tentaram matar de emoo um senhor de idade", declarou Janio.

      O jornalista foi homenageado no stimo congresso internacional de jornalismo, promovido pela Associao Brasileira de Jornalismo Investigativo, a Abraji. Janio, que este ano completa 80 anos, dividiu as honras de homenageado com Tim Lopes, assassinado por traficantes cariocas a 2 de junho de 2002.

      Janio de Freitas assinalou que "jornais s cometem o suicdio ou por problemas na redao ou na administrao, e o que tenho visto agora os jornais estarem perdidos porque tentam copiar a internet e acabam perdendo a sua essncia. Os jornais devem se voltar a eles mesmos, e deixar que a Internet, que ainda no encontrou um rosto, encontre o seu". Janio lembrou que quando a TV surgiu massivamente, nos anos 60, a mesma postura foi adotada: a de que eles acabariam pelo surgimento de uma nova mdia. "A funcionalidade do jornal continua imbatvel. Mas ele precisa parar de copiar a internet."

      Janio comeou a carreira como desenhista na Revista do Dirio Carioca, em 1953, aos 21 anos. Em pouco tempo, assumiu o cargo de diagramador e acumulou a funo de reprter. Tambm foi fotgrafo e redator-chefe na Manchete. Fez parte da equipe que renovou a revista, experincia que repetiria a partir de 1957 no Jornal do Brasil. No JB foi responsvel pela introduo de inovaes na forma e no contedo que moldaram o jornalismo feito no Brasil a partir dos anos 60.

      Desde 1980 trabalha na Folha de S.Paulo onde passou a publicar sua coluna poltica em 1983. Nesse espao, publicou um de seus maiores furos: a comprovao da fraude na concorrncia da ferrovia Norte-Sul, que percorreria 1.600 quilmetros de Gois ao Maranho. Orada em 2,4 bilhes de dlares, era um dos principais projetos do governo Jos Sarney. A denncia provocou a anulao da concorrncia e o adiamento das obras da ferrovia. A reportagem rendeu-lhe cinco prmios de jornalismo, entre os quais o Esso e o Prmio Internacional Rei de Espanha.

      Janio teve como mestres de cerimnias na homenagem os jornalistas Fernando Rodrigues, da Folha de S. Paulo, Marcelo Moreira, da TV Globo e presidente da Abraji, e Matinas Suzuki Jr hoje editor da Companhia das Letras. Como ex-diretor executivo da Folha de S. Paulo, Matinas Suzuki contou por 20 minutos detalhes inditos da vida de Janio: como ele ter abandonado as carreiras de pianista e piloto de avies para se tornar um mito do jornalismo.

      Voz embargada, falando em pausas, Janio despediu-se da plateia mandando um beijo. E, por trs vezes, repetiu que se os jornais esto em crise de circulao porque lhes falta se voltarem s suas razes e tradies e no continuarem a copiar a internet.




                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sexta-feira, Julho 13, 2012

      Termina greve da sade em Minas.


      Servidores estaduais da Sade encerraram a greve nessa quinta-feira (12/07) noite. A paralisao, que durou 28 dias, foi finalizada depois de uma reunio entre representantes do governo de Minas e do Sindicato nico dos Trabalhadores em Sade de Minas Gerais (Sind-Sade). O presidente da Comisso de Sade da ALMG, deputado Carlos Mosconi (PSDB), foi o interlocutor de todo o processo.

      O governo de Minas fez uma boa proposta para os servidores da Sade do Estado. A negociao transcorreu na mais absoluta transparncia, permitindo um dilogo aberto e a valorizao do profissional do setor, disse o deputado Mosconi.

      A Secretaria de Estado da Sade (SES) ressaltou que o acordo foi fechado em torno das mesmas propostas apresentadas pelo governo no dia 19 de junho. Elas contemplam diversas reivindicaes da categoria. Os benefcios implicaro em um impacto anual de R$ 100 milhes no oramento da pasta.

      Este acordo uma conquista de todos ns. O governo de Minas sempre manteve o dilogo e vejo que agora prevaleceu o bom senso. O importante voltar normalidade, afirmou o secretrio Adjunto Breno Henrique Avelar. De acordo com o diretor do sindicato, Renato Barros, a categoria teve suas reivindicaes econmicas atendidas e todos os servidores j retornaram aos seus postos de trabalho.

      Acordo. A proposta prev reajuste da gratificao complementar para todos os servidores, pagamento do adicional noturno de 20% para aqueles com direito ao benefcio, aumento de 330% da base de clculo da insalubridade, aumento de adicional de emergncia em 50%, alm de outros benefcios. Essa proposta j havia sido aceita pela Associao Sindical dos Trabalhadores em Hospitais de Minas Gerais (Asthemg) desde o dia 22 de junho, por isso eles no aderiram greve.

      O projeto de lei relativo aos itens acordados ser encaminhado nos prximos dias ALMG. No mesmo documento, o Sind-Sade comprometeu-se a no fazer movimentos reivindicatrios que remetam aos itens acordados.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sexta-feira, Julho 13, 2012

      Fim do visto para entrar nos EUA. S questo de tempo.

      Fim do visto EUA-Brasil: Primeiro passo j foi dado

      Acordo assinado por ocasio da reunio
      do Ministro das Relaes Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota,
      com a Secretria do Departamento de Segurana Interna dos Estados Unidos,

      Janet Napolitano. DECLARAO CONJUNTA DE INTENES ENTRE O MINISTRIO DAS RELAES EXTERIORES DO BRASIL E O DEPARTAMENTO DE SEGURANA INTERNA DOS ESTADOS UNIDOS SOBRE COOPERAO PARA A FACILITAO DE VIAGENS ENTRE OS DOIS PASES

      Por ocasio de seu encontro no dia 11 de julho de 2012, em Braslia, Brasil, o Ministro das Relaes Exteriores da Repblica Federativa do Brasil, Antonio de Aguiar Patriota, e a Secretria do Departamento de Segurana Interna dos Estados Unidos, Janet Napolitano,

      Reafirmando a crescente qualidade da relao e a ampla agenda para a cooperao entre o Brasil e os Estados Unidos, no contexto de uma parceria equilibrada e construtiva baseada no respeito mtuo e em valores e princpios em comum;

      Considerando sua deciso de aprofundar a cooperao bilateral para discutir programas recprocos para viajantes entre os dois pases baseada no Comunicado Conjunto entre a Presidente Dilma Rousseff e o Presidente Barack Obama, de 9 de abril de 2012, em Washington, EUA;

      Considerando o que foi acordado naquele comunicado pelos dois mandatrios, que "se comprometeram a trabalhar em estreita colaborao para atender aos requisitos do Programa de Dispensa de Vistos dos Estados Unidos e da legislao brasileira aplicvel, de maneira a possibilitar que cidados dos EUA e do Brasil viajem entre os dois pases sem necessitar de visto";

      Os Participantes chegaram ao seguinte entendimento:
      1. A criao de um Grupo de Trabalho sobre assuntos relativos a Vistos (GTV).

      2. O GTV dever constituir plataforma para propor medidas e procedimentos para a implementao daquela diretriz presidencial, levando-se em considerao os requisitos do Programa de Dispensa de Vistos dos EUA e da legislao brasileira aplicvel.

      3. O GTV dever ser composto de representantes de ambos os governos e dever reunir-se para discutir um controle imigratrio mais expedito e iniciativas relativas iseno de vistos entre os dois pases.

      4. A primeira reunio do GTV dever ser realizada em Washington D.C., EUA, at novembro de 2012.

      5. Cada Participante dever implementar esta Declarao Conjunta em concordncia com sua legislao domstica e as polticas aplicveis.

      6. Esta Declarao Conjunta de Intenes no cria quaisquer direitos ou obrigaes sob o direito internacional ou domstico.

      Assinada em Braslia, Brasil, no dia onze de julho de dois mil e doze, nas lnguas portuguesa e inglesa, sendo ambos os textos igualmente vlidos.

      *Fonte: Jornal de Turismo


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sexta-feira, Julho 13, 2012

      Festival da Cachaa de Itabira

      Com o apoio da Associao Mineira dos Produtores de Cachaa de Qualidade Ampaq, ser aberto s 19 horas, no prximo dia 27 o Segundo Festival da Cachaa de Itabira.

      O evento acontece no Parque de Exposies e uma promoo do Rotary Club de Itabira Cau e tem como principal objetivo arrecadar recursos para projetos sociais e filantropia.

      Alm de vrios shows, o evento ser regado com comidas tpicas como tropeiro, macarro na chapa, moela, banana verde frita, fgado com jil, canjiquinha, torresmo, mandioca e com muita cerveja e cachaa de qualidade.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 12, 2012

      Economista mineiro SRGIO BIRCHAL analisa a reduo da taxa de juros para o nvel mais baixo da histria: 8%.

      Na reunio de 27 de julho de 2012 o BC brasileiro reduziu a taxa de juros de 8,5% para 8%. A taxa de juros bsicos da economia brasileira vem caindo sucessivamente, desde que o BC a reduziu de 12,5% para 12%em agosto de 2011. A queda da taxa de juros reflete a deteriorao do cenrio externo e o desaquecimento da leconomia brasileira.

      No cenrio externo a crise europeia j atingiu a Alemanha e colocou a Espanha no olho do furaco. Evidentemente, a poltica de "austeridade fiscal" na zona do euro mostrou-se desastrosa paras as economias que a adotaram at ento.

      Cortar gastos pblicos na escala e na velocidade impostas, em meio a uma crise mundial, significa aprofundar a recesso econmica. A sada crescer, mas isto tem provado ser um desafio at mesmo para a China. Com a economia norte-americana voltando a dar sinais de enfraquecimento o cenrio de aprofundamento da crise econmica global.

      O crescimento mundial deve ser baixo em 2012 e pode iniciar 2013 com um crescimento mais baixo ainda. Com as medidas de austeridade fiscal adotadas na Espanha* razovel supor que a economia europeia terminar 2012 mergulhada numa recesso, com reflexos nos EUA e na sia.

      O desaquecimento da economia brasileira reflete esta piora da atividade econmica internacional. Alm disso, mercado interno d mostras de saturao. A inadimplncia atinge um patamar preocupante num momento em que o desemprego deve aumentar e que a renda mdia do trabalhador deve cair.

      As empresas tambm se encontram endividadas e com queda nas vendas, tanto para o mercado interno quanto para o mercado externo. pouco provvel que neste ambiente os recentes estmulos dados ao consumo e aos investimentos surtam algum efeito significativo a ponto de mudar a perspectiva de curto prazo da economia brasileira. Finalmente, os gargalos da economia (tanto de infraestrutura quanto institucionais) minam a competitividade brasileira, que ainda depende muito da dinmica da economia mundial.

      Portanto, a queda dos juros no dever alterar o nimo dos consumidores e dos empresrios. Ela dever incentivar a renegociao de dvidas antigas por empresas e famlias junto ao sistema bancrio, o que no representar consumo e/ou investimento novo.

      Paulatinamente a queda das taxas de juros mundo afora vem perdendo a sua eficcia como alavanca para o crescimento, uma vez que ela j est em torno de zero ou negativa. O mesmo dever acontecer com novos cortes na Taxa Selic. No caso brasileiro, o benefcio maior tem sido na queda do custo de financiamento do Estado, o que contribui para uma situao fiscal mais tranquila do pas.
      * Jornal El Pas, Caderno de Poltica,
      http://politica.elpais.com/politica/2012/07/11/
      actualidad/1341987548_244376.html.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 12, 2012

      "Bar Bar"


      O Projeto "BH BAR"convida
      para a sua segunda edio em 2012.

      Dia 21 de julho, sbado, a partir das 14 horas, estaremos no Chef Tlio Butiquim Internacional,

      comemorando seus 17 anos de fundao, no tradicional bairro de Santa Tereza (vide em anexo),

      A rua Cafelndia estar fechada, mesas espalhadas pela rua, e todos podero desfrutar de excelentes shows

      com as bandas Sagatiba e Iluminados do Samba, alm de um delicioso Mexido Oriental,

      especialmente preparado pelo Chef Tlio, e aquela cerveja bem gelada.

      Haver ainda um Espao VIP com venda de mesas reservadas, em que voc,

      sua famlia e seus amigos podero contar com um servio diferenciado e de

      segurana especializada.

      Local: Chef Tlio Butiquim Internacional,
      praa Estevo Lunardi, 24 esquinacom avenida Silviano Brando.

      Informaes e reservas pelos telefones: 3481.7724/9983.5548 / 8448.0447


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 12, 2012

      TURISMO na ilha de Fernando de Noronha

      Campanha Mais Noronha aumentou em 31%
      o fluxo de turistas na baixa temporada

      Entre os meses de abril e junho, 3.592 turistas de Pernambuco, Paraba e Rio Grande do Norte visitaram o Arquiplago de Fernando de Noronha, um aumento de 31,96% em relao ao mesmo perodo do ano passado, quando 2722 pessoas estiveram na ilha. Para o secretrio de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa, o aumento no nmero de visitantes consequncia da Campanha Mais Noronha, promovida pela Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) e Administrao da Ilha.

      Para atrair mais turistas, o trade turstico de Noronha criou pacotes atraentes, com descontos de at 20% em cima de valores j praticados na baixa estao. Um pacote para uma pessoa com direito a trs noites em pousada domiciliar, traslado, caminhada histrica, passagens areas pela Trip e seguro de assistncia ao turista custava R$ 1.100,00, uma diferena de 27% do valor praticado na alta estao, quando este mesmo pacote no sai por menos de R$ 1.500. Dependendo do ms e dos dias escolhidos, o pacote saia por menos de R$ 900,00.

      Com preos mais acessveis, aumentou significativamente o nmero de turistas oriundos desses trs estados. Cerca de 2.800 pernambucanos visitaram a ilha, um aumento de 25,24% comparado aos 2.300 visitantes do ano passado. Do Rio Grande do Norte, Noronha recebeu 465 pessoas, 44,86% a mais do que o registrado em 2011: 321 visitantes. J a Paraba apresentou o maior aumento percentual: 146,46% o que corresponde a 244 turistas contra os 99 do ano anterior.

      O administrador de Fernando de Noronha, Romeu Baptista, tambm comemora os resultados. Uma iniciativa simples, que congregou todo o trade turstico da Ilha, resultou em nmeros to expressivos. O aumento superou nossas expectativas e j decidimos junto com a Empetur fazer a campanha novamente no ano que vem, afirma o administrador.



      CAMPANHA MAIS NORONHA Nos estados da Paraba e do Rio Grande do Norte, a campanha focou os agentes de viagem com a realizao de um evento com a apresentao do destino Noronha. Em Pernambuco, alm do evento, foram veiculados anncios publicitrios nas cidades do Recife, Caruaru, Garanhuns e Petrolina.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 12, 2012

      Deputado Lafayette Andrada recebe homenagem da Cmara de BH



      O deputado Estadual Lafayette Andrada (PSDB) recebeu na noite desta quarta-feira (11/07), honraria da Cmara Municipal de Belo Horizonte.

      O Poder Legislativo Municipal concedeu ao deputado o Diploma de Honra ao Mrito. Aps a solenidade, Lafayette recebeu os cumprimentos em concorrido coquetel no saguo da Cmara para mais de 100 pessoas.

      Prestigiaram a homenagem o Governador Antnio Anastasia; o Presidente da Cmara Municipal de Belo Horizonte, Lo Burgues; Deputado Federal Bonifcio Andrada; Presidente da Associao dos Magistrados Mineiros (Amagis), Juiz Bruno Terra; Comandante da Polcia Militar de Minas Gerais, Coronel Mrcio Martins Santana;

      Defensora Pblica Geral do Estado, Ana Cludia da Silva Alexandre; Comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Slvio Antnio de Oliveira Melo; Secretrio Wander Borges; Delegado Jairo Lellis; os Desembargadores Adilson Lamounier, Almeida Melo, e Reynaldo Ximenes; alm de deputados estaduais e prefeitos municipais.

                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 11, 2012

      COPA 2014: governo mineiro assina acordo de capacitao profissional


      Cursos de graa na modalidade de ensino distncia nas reas de gesto, comrcio, empreendedorismo, informtica, cidadania entre outros sero ofertados pelo Governo de Minas para todas as regies do Estado, j no segundo semestre de 2012, atravs dos 360 Centros Vocacionais Tecnolgicos e Telecentros. Na tarde desta tera-feira (10/07) os secretrios de Estado de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho; Extraordinrio da Copa do Mundo, Sergio Barroso e o subsecretrio de Estado de Cincias e Tecnologia, Vicente Gamarano assinam termo de cooperao tcnica que ir chancelar aproximadamente 30 cursos, visando preparao de Minas Gerais para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

      Segundo o subsecretrio de Estado de Cincias e Tecnologia, Vicente Gamarano, a iniciativa ir favorecer, principalmente, s pessoas de baixa renda que buscam se qualificar para a demanda do mercado fomentado pela Copa do Mundo. A Sectes vai disponibilizar os cursos da rede de CVTs e Telecentros com o objetivo de qualificar os mineiros para a Copa. Com isso, pretendemos aumentar a renda da populao e suprir a gerao de emprego que estar aquecida durante o campeonato, afirmou o secretrio.

      A Setur est chancelando vrios cursos, em diversas reas como: ingls e espanhol bsico; colocao no mercado de trabalho, culinria, empreendedorismo, gesto ambiental e recursos hdricos, hotelaria, organizao de eventos, dentre outros. De acordo com o secretrio de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, toda a cadeia de produo turstica do Estado precisa estar atenta s oportunidades que sero advindas dos grandes eventos internacionais que sero realizados no Brasil e em Minas Gerais nos prximos anos. Capacitao, treinamento, reciclagem, oferta de melhores servios so aes estratgicas neste momento. Os profissionais que passam por treinamentos e por qualificao tornam-se mais atraentes para o mercado de trabalho, destacou.

      Os secretrios de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho (centro), Extrardinrio da Copa do Mundo, Srgio Barroso, (esq.) e o subsecretrio de Cincia e Tecnologia, Vicente Gamarano (dir.), assinaram termo de cooperao para chancelar cursos de capacitao com vistas Copa do Mundo de 2014 - Crdito: Gil Leonardi - Imprensa MG

      Ainda de acordo com Patrus Filho a oferta de cursos atravs da rede de CVTs mais uma ao em rede entre os rgos do Estado. Temos como orientao do governador Antonio Anastasia o trabalho integrado em busca de maior efetividade das aes governamentais, com objetivo de gerar mais benefcios para a sociedade mineira, em todas as nossas regies, concluiu.

      Investir na capacitao de mo-de-obra significa garantir que essas pessoas voltem para o mercado de trabalho aps o Mundial com muito mais condies de gerao de renda. Alm disso, estamos vivendo em uma era em que a tecnologia avana rapidamente e importante participar dessas inovaes, concluiu Sergio Barroso, secretrio de Estado Extraordinrio da Copa do Mundo.
      Inscries
      Alguns cursos j esto disponveis no site www.inclusaodigital.mg.gov.br. Os demais estaro disposio da populao ainda no segundo semestre de 2012.
      Quem quiser fazer um curso distncia, dever acessar o site, clicar em cursos, escolher um deles e se registrar. O aluno ter um monitor no CVT ou Telecentro mais prximo da sua regio para orientao presencial. Ao trmino do curso, o aluno ser certificado e com maior possibilidade de insero no mercado de trabalho.

      Centros Vocacionais Tecnolgicos
      Os CVTs so centros de excelncia voltados para a capacitao tecnolgica e profissional, que visam ao aumento do conhecimento, de acordo com a vocao econmica da regio. So 84 CVTs e 487 telecentros, somando 571 unidades distribudas em 360 municpios de Minas. Os centros so equipados com a plataforma de ensino a distncia Moodle, um sistema de gesto de aprendizagem distncia que permite a criao, utilizao e gerenciamento de cursos online. O Estado de Minas Gerais o 4 maior usurio global da plataforma.

      Cada unidade conta com a seguinte estrutura: duas salas de incluso digital equipadas com 20 computadores conectados internet, servidor, impressora, softwares e mveis ergonmicos; sala de videoconferncia montada com projetor de multimdia, cmera, microfones, mdulo para entrada de dados e conexo de notebooks, aparelhos de conexo e codificao de vdeo, possibilitando a realizao de seminrios, palestras e cursos distncia; Ncleo de Apoio ao Empreendedor NAE; e laboratrio vocacional destinado ao desenvolvimento e aprimoramento das vocaes econmicas locais e regionais. Os telecentros so laboratrios de informtica equipados com 5 a 10 computadores conectados internet, um servidor, impressora, softwares atualizados e mveis ergonmicos para a realizao de cursos de incluso digital.

      Desde o comeo da implantao da rede CVT em 2004, mais de 700 mil pessoas se formaram pelos cursos de ensino distncia (EAD). Somente em 2011, cerca de 215 mil pessoas receberam certificados, maior nmero anual desde o incio do projeto. Um dos fatores que favoreceu esse ndice foi o lanamento de mais 27 cursos EAD pela Sectes em parceria com o Instituto Projeto Vida e Esperana (PROVE). As capacitaes abrangem as reas de agricultura e pecuria; cidadania; empreendedorismo; informtica; meio ambiente e primeiro emprego. Dessa maneira, as salas de incluso digital totalizam 45 cursos distncia, com controle de presena e expedio de certificados.

      Outras notcias
      10/07
      CAPACITAES PARA A COPA DO MUNDO DE 2014
      O Governo de Minas inicia, a partir de julho, uma srie de capacitaes voltadas para a qualificao de mo-de-obra do setor. O objetivo capacitar e qualificar a cadeia de prestao de servio turstico de todo o Estado para a Copa do Mundo da FIFA de 2014.

      09/07
      AGOSTINHO PATRUS FILHO INAUGURA GALERIA EM HOMENAGEM AOS EX-SECRETRIOS DE ESTADO DE TURISMO
      O secretrio de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, inaugurou na manh desta segunda-feira (09/07), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, a Galeria de Retratos dos ex-secretrios de Estado de Turismo de Minas Gerais. A iniciativa tem o objetivo de homenagear o trabalho desenvolvido para construo da Poltica Pblica do Turismo em Minas Gerais pelos ex-secretrios de Estado de Turismo, Manoel da Costa (2000-2002), Antnio Henrique Borges (2002), Aracely de Paula (2003), Herculano Anghinetti (2004-2006), Maria Elvira Salles (2006) e rica Drumond (2007-2011).

      04/07
      SETUR E SECOPA PROMOVEM DESTINOS MINEIROS NO CHILE
      O Governo de Minas, por meio das Secretarias de Estado de Turismo e Extraordinria para a Copa do Mundo, estar nesta quinta-feira (05/07), em Santiago, no Chile para apresentar a agentes de viagem, operadores de turismo, imprensa especializada e integrantes da cadeia produtiva internacional, os principais roteiros e produtos tursticos do Estado.





                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 11, 2012

      CORREIOS ter nova rede de franquias a partir de outubro.

      Sistema de automao de atendimento online com os Correios, imveis compatveis com a quantidade de guichs, mobilirios e equipamentos adequados so algumas das condies mnimas a serem cumpridas por todas as agncias da nova rede franqueada, licitada pela ECT. Estas tero at 12 meses, a partir da assinatura do contrato, para se adaptarem ao novo modelo.

      Do total de 1.370 franquias existentes em todo o Pas, 206 j esto funcionando no novo formato e 732 so consideradas licitaes de sucesso, que esto em fase de instalao ou com processo em andamento. Outras esto com pendncias judiciais ou foram concludas sem xito. Para substituir estas, os Correios vo adotar alternativas de atendimento, garantindo a manuteno dos servios populao.

      O funcionamento das novas unidades atende determinao legal. As primeiras agncias nessa modelagem comearam a ser instaladas no ano passado. De acordo com as regras, os proprietrios que assinarem o contrato e cumprirem as condies estabelecidas podero abrir as novas lojas em at cinco dias aps a verificao da ECT.

      Alm dos benefcios para a sociedade, a estrutura da rede aprovada trouxe segurana jurdica aos parceiros franqueados e melhor controle na operacionalizao dos servios postais. A iniciativa vai ao encontro das polticas de modernizao dos Correios, como a de promover a universalizao e melhoria do atendimento ao pblico.

      A mudana no afeta a rotina na prestao dos servios dos Correios, que mantm normalmente o atendimento ao cliente, como postagem e entrega de cartas e encomendas.

      As franquias so parceiras importantes no trabalho da ECT, que tem conduzido a implantao do novo modelo de forma transparente e participativa. Esse tipo de agncia representa 8% de toda rede de atendimento e est presente em 417 municpios do Pas.

      Departamento de Relacionamento Institucional
      imprensa@correios.com.br


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 11, 2012

      Exposio de CARAVAGGIO fica na Casa FIAT DE CULTURA pode ser vista at dia 22 de julho. Recomendo!!!



      Os belo-horizontinos e visitantes da capital mineira ganharam mais uma semana para apreciar a exposio Caravaggio e seus seguidores, em cartaz desde 22 de maio na Casa Fiat de Cultura (rua Jorn Djalma Andrade, 1.250, bairro Belvedere). Com a prorrogao, a mostra fica disponvel at o dia 22 de julho.

      O sucesso de pblico e a importncia de ampliar a possibilidade s pessoas de conhecerem o rico acervo apresentado esto entre os motivos dessa iniciativa. Mais de 1.300 visitantes por dia tm apreciado os seis leos de Caravaggio e as 14 pinturas dos mais importantes seguidores do artista. A capital mineira a primeira cidade da Amrica do Sul a receber a mostra do pintor italiano. A entrada franca e o pblico ainda conta com o servio de transporte gratuito, que sai da Praa da Liberdade.

      Todo o conjunto da mostra, alm de pertencentes a colees particulares, conta com a colaborao de trs dos mais prestigiados museus estatais italianos, a Galleria Borghese e o Palazzo Barberini, em Roma, e a Galleria degli Uffizi, em Florena. Destaque para Medusa Murtola e Ritratto di Cardinale, que saem da Itlia pela primeira vez.

      A exposio comemora e marca o Momento Itlia-Brasil 2011-2012, acordo que celebra fatos em comum entre os dois povos e cuja programao rene cerca de 500 atividades nos estados. Alm disso traz as obras dos chamados Caravaggescos, definio dada aos mais importantes seguidores do artista, como Artemisia Gentileschi, Bartolomeo Cavarozzi, Giovanni Baglione, Hendrick van Somer, Orazio Borgianni e Tommaso Salini, todos artistas da segunda metade do sculo 16 e do incio do sculo 17. Aps sua passagem por Belo Horizonte, a mostra segue para o Museu de Arte de So Paulo Assis Chateaubriand (Masp) e para o Museo Nacional de Bellas Artes, de Buenos Aires.

      De acordo com Jos Eduardo de Lima Pereira, presidente da Casa Fiat de Cultura, o fato de a exposio ficar mais sete dias na cidade d uma chance maior para que mais pessoas se aproximem dessas obras que marcaram poca. Ele tambm reforou que, alm da mostra promover aprendizagem, valoriza o trabalho de todos os colaboradores e pessoas envolvidas. Essa uma retribuio efetiva adeso do pblico mineiro ao trabalho que desenvolvemos. Fazer essa prorrogao implica em estender o trabalho por mais uma semana no s da equipe de educadores como tambm das dezenas de profissionais envolvidos na realizao da exposio, ressalta.

      Para tornar a iniciativa ainda mais completa, foi necessrio contar com o conhecimento de figuras que estudaram e conhecem a obra desse importante artista do estilo barroco. Entre os envolvidos esto Rossela Vodret, uma das principais especialistas em Caravaggio na Itlia e chefe da Superintendncia Especial para o Patrimnio Histrico, Artstico e Etnoantropolgico. Assim como o italiano Giorgio Leone e o brasileiro Fbio Magalhes, que assinam juntos a curadoria da mostra.

      A exposio uma realizao do Ministrio da Cultura, da Casa Fiat de Cultura, do Masp, da Base7 Projetos Culturais, do Ministrio de Bens e Atividades Culturais Italiano e da Superintendncia Especial do Patrimnio Histrico, Artstico e Etnoantropolgico e para o Plo de Museus da Cidade de Roma.

      A arte de Caravaggio



      As pinturas de Michelangelo Merisi da Caravaggio (1571 1610) utilizam da tcnica do chiaroscuro, em que o emprego de luzes e sombras gera impressionante dramaticidade s cenas retratadas.

      As obras revelam diversos perodos da vida do artista, dividindo-se em trs blocos, como trabalhos consagrados e conhecidos do imaginrio do pintor, novas descobertas e, por fim, quadros considerados problemticos pela histria da arte.

      Este ltimo bloco rene obras em estudo quando comparadas a outras telas do gnio, por meio de pesquisas e publicaes. Das obras produzidas por Caravaggio durante seus 39 anos de vida, apenas 62 chegaram aos dias atuais. Os visitantes, portanto, apreciaro dez por cento da produo original do artista.

      O pblico tambm poder contemplar as bases do revolucionrio modo de pintar do gnio, assim como caractersticas fundamentais de suas composies: o tema retirado da realidade, o formato ao natural das figuras semelhantes ao espectador, a cena toda representada em primeiro plano, para envolver emocionalmente quem olha, o fundo neutro ou escuro e enfatizado pelo feixe de luz forte e direto, e, principalmente, a acentuada dialtica do claro/escuro, que torna tudo real, vivo e vital.

      Horrios do transporte:

      - Praa da Liberdade/Casa Fiat de Cultura
      De tera a sexta: 9h30, 12h, 13h30, 15h, 16h30, 18h e 19h30
      Sbados, domingos e feriados: 13h30, 15h, 16h30, 18h e 19h30

      - Casa Fiat/Praa da Liberdade
      De tera a sexta: 10h15, 12h45, 14h15, 15h45, 17h15, 18h45 e 21h
      Sbados, domingos e feriados: 14h15, 15h45, 17h15, 18h45 e 21h

      *Lotao: 15 passageiros

                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 11, 2012

      COPA 2014. Modelo de gesto do MINEIRO em BH foi apresentado em Seminrio da FIFA no Cear.

      Troca de experincias entre gestores de vrios estados
      tem o estdio mineiro como referncia
      para a Copa do Mundo de 2014



      Antnio Carlos Vieira/ Divulgao

      Rodrigo Reis,  coordenador do Ncleo de Operaes Esportivas da Secopa, durante seminrio no Cear

      Rodrigo Reis, coordenador do Ncleo de Operaes Esportivas da Secopa, durante seminrio no Cear



      Representantes da Secretaria de Estado Extraordinria da Copa do Mundo (Secopa) apresentaram, nesta tera-feira (10), no Centro de Eventos do Cear, em Fortaleza, o projeto de modernizao do novo Mineiro, durante o Seminrio de Operaes de Estdios da Copa do Mundo Brasil 2014, realizado pela Fifa. O objetivo do encontro debater os tpicos relevantes a todos operadores de estdios, atravs da apresentao de experincias em planejamento no Brasil pelas cidades-sede, alm de casos bem-sucedidos no mundo, como os da Amsterdam Arena e do Reliant Stadium, em Houston, nos Estados Unidos.

      Durante a abertura do seminrio, o secretrio executivo do Ministrio dos Esportes, Luis Fernandes, destacou a urgncia de esclarecer ao pblico a viabilidade econmica das novas arenas. Estamos aqui para discutir uma questo que gera opinies negativas na imprensa que a sustentabilidade econmica dos estdios. Queremos apontar caminhos que garantam vida longa aos estdios. Talvez esse tipo de sustentabilidade seja um dos legados mais importantes em construo no pas, afirmou.

      Rodrigo Reis, coordenador do Ncleo de Operaes Esportivas da Secopa, detalhou o modelo de gesto compartilhada do novo Mineiro desenvolvido pelo Governo de Minas. Por meio da parceria pblico-privada (PPP), a empresa Minas Arena, responsvel pelas obras, vai operar o novo estdio durante os prximos 25 anos. O novo cenrio das arenas do futuro se apresenta como desafio pela exigncia de prticas econmicas sustentveis, em que sero observados, pelo menos, trs aspectos: segurana, conforto e tecnologia, explica Reis.

      Vrios participantes apresentaram informaes sobre receita mensais de estdios. A Amsterdam Arena, por exemplo, fatura 5 milhes de euros por evento realizado no estdio com hoje 350 espaos comerciais. Juan Rodriguez, do Reliant Stadium, reforou a necessidade do trabalho conjunto entre operador, escritrio de arquitetura e autoridades pblicas.


      No se deve, simplesmente, entregar as chaves do estdio ao operador e dizer adeus. preciso caminhar juntos porque as necessidades vo surgindo enquanto o negcio est em marcha, exigindo que todas as partes tomem decises que beneficiem esse visitante, para que ele volte, aconselhou.

      De acordo com estudo realizado em 2006 pela Ipsos, multinacional francesa de pesquisa, sobre o perfil do torcedor brasileiro, 78% dos frequentadores de estdios no Brasil tm renda de at trs salrios mnimos, 13% tm curso superior, 46% tm mais de 35 anos e 71% dos entrevistados so do sexo masculino. Foi detectada tambm a frequncia de 46% dos entrevistados a estdios, com tendncia a queda.


      Em Minas Gerais, segundo Rodrigo Reis, um dos compromissos da parceria entre Estado e parceiro privado ser o tratamento privilegiado ao torcedor, visando estabelecer uma relao de proximidade contra tais prognsticos negativos. Ele ser um cliente dessa nova estrutura, exigindo qualidade no s dos servios, mas, tambm, estimulando uma cadeia em busca de profissionalizao de todos os produtos ofertados, inclusive do futebol, concluiu.



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 11, 2012

      Banco de Desenvolvimento de Minas recebe visita estratgica de executivos de Santa Catarina.

      O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) recebe nesta quarta-feira, a partir das 14h, a visita de executivos da Agncia de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) e do Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas de Santa Cataria (Sebrae-SC).

      A equipe das reas de microcrdito e de operaes especiais da Badesc ser recebida pelo gerente do Departamento de Micro e Pequenas Empresas do BDMG, Rodrigo Teixeira Neves, que apresentar o projeto Correspondentes Bancrios. Um representante do Sebrae-MG tambm acompanhar a visita ao Banco. "Vamos explicar como fazemos os credenciamentos e conduzimos as parcerias com as entidades. Tambm vamos tratar de outros assuntos tcnicos do projeto", afirma Neves.

      Lanado no final de 2011, o projeto Correspondentes Bancrios BDMG j conta com 121 entidades credenciadas, sendo 54 cooperativas de crdito, 11 Regionais da Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), 12 sindicatos vinculados Federao do Comrcio do Estado de Minas Gerais (FECOMRCIO) e 44 associaes ligadas Federao das Associaes Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas)


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 11, 2012

      A dvida de Minas de quase 65 bilhes - considerada impagvel- ser o tema do peograma PALAVRA CRUZADA da Rede Minas, que vai ao ar nesta quarta-feira, s 22 horas, ao vivo. O entrevistado ser o presidente da Assemblia mineira, deputado Dinis Pinheiro. SOBRE o polmico assunto: pinamos do google um studo de dois especiListas no assunto. Vale conferir.

      Eullia Alvarenga
      Rodrigo Vieira de vila2

      A dvida do Estado de Minas Gerais com a Unio consome mais de R$ 3 bilhes por ano dos cofres estaduais, sem contabilizar os montantes de juros e atualizao monetria que o estado no consegue pagar, e se incorporam ao principal do endividamento.

      Segundo estudo do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual de Minas Gerais - SINDIFISCO3, o estoque desta dvida era de R$ 18,5 bilhes, em 1998. Nos 11 anos seguintes, o governo do Estado de MG pagou em juros e amortizaes nada menos que R$ 25,9 bilhes, e ainda assim a dvida de Minas Gerais chegou a R$ 56,4 bilhes ao final de 2009.

      E segundo o Relatrio de Gesto Fiscal do Estado de MG de 2010, esta dvida j aumentou para R$ 64,475 bilhes ao final do ano passado4. Diante destes dados, cabe perguntar: de onde surgiu esta dvida? Qual a razo de seu enorme crescimento?

      Quem se beneficiou com este processo? Somente uma auditoria poder responder. A dvida dos estados comeou a crescer a partir do incio da dcada de 90, quando a Unio passou a estabelecer taxas de juros altssimas, com o objetivo de atrair capitais externos ao pas e assim financiar a enxurrada de importaes ocorrida durante o Plano Real.

      Como o mercado financeiro que era credor dos estados jamais iria cobrar taxas menores que as oferecidas pelo governo federal, o endividamento dos entes federados crescia aceleradamente. Foi ento que, sob a justificativa de salvar os estados de uma taxa de juros altssima mas que era estabelecida pela prpria Unio, por vezes em patamares de mais de 40% ao ano o governo federal ofereceu assumir as dvidas dos estados, para que estes passassem a pagar juros de 6% a 9% ao ano, mais a inflao medida pelo IGP-DI.

      Apesar dessa operao ter sido anunciada como uma grande vantagem para os estados, ela se mostrou altamente onerosa, pelo fato do IGP-DI possuir forte ligao com os preos no atacado e com as desvalorizaes do real frente ao dlar.

      Por esta razo, o IGP-DI costuma apresentar uma taxa de inflao bem maior que os demais ndices: de 1998 a 2010, o IPCA (ndice comumente utilizado pelo governo para medir a inflao) apresentou variao de 123%, enquanto o IGP-DI apontou uma inflao de nada menos que 206% no mesmo perodo.

      Fontes de pesquisa:

      1 Economista (PUC-MG), Curso Superior de Direo Pblica Local para Gestores Iberoamericanos Espanha ZARAGOZA, Especialista em Administrao Pblica pela Escola de Governo da Fundao Joo Pinheiro, Coordenao do Ncleo Mineiro da Auditoria Cidad da Dvida.

      2 Economista (UFMG) e coordenador da Auditoria Cidad da Dvida www.divida-auditoriacidada.org.br 3 Disponvel em http://www.sindifiscomg.com.br/cartilhas/Cartilha/cartilha.pdf , pgs 40 e 41 4Disponvel em http://www.fazenda.mg.gov.br/governo/contadoria_geral/gestaofiscal/ano2010/3quadrimestre2010.pdf , pg 3. Uma pequena parte desta dvida no devida Unio no mbito da Lei 9.496/1997, sendo que o Relatrio de Gesto Fiscal no especifica o montante exato renegociado com a Unio, e nem quais outros emprstimos foram feitos para viabilizar os pagamentos ao governo federal, de modo que optamos por incluir a dvida contratual como um todo.

      A escolha do IGP-DI se mostrou altamente funcional Unio, pelo fato de que, na poca das renegociaes das dvidas dos estados (1998), grande parte da dvida interna federal estava indexada ao dlar. Desta forma, as grandes desvalorizaes do real ocorridas em 1999 e 2002 aumentaram a dvida federal, mas tambm aumentaram as dvidas dos estados, de maneira que desta forma, o governo conseguia equilibrar o aumento em seu passivo (dvida interna federal com o setor financeiro) com o aumento em seu ativo (dvida cobrada dos entes federados).

      A recente Comisso Parlamentar de Inqurito (CPI) da Dvida Pblica na Cmara dos Deputados estudou este tema, e reconheceu, em seu Relatrio Final aprovado pela prpria base do governo e pelo PSDB que o IGP-DI se mostrou voltil e causou custo excessivo aos estados. Portanto, no se trata de argumento nosso, mas da prpria representao parlamentar dos governos que administraram o mecanismo do endividamento estadual.

      Fazemos abaixo uma simulao para verificar o que teria ocorrido com a dvida do Estado de MG caso as taxas de juros tivessem sido de, por exemplo 6% ao ano. Vemos que o estoque final da dvida em 2010 no teria sido de R$ 64,4 bilhes, mas de apenas R$ 2,2 bilhes.

      Simulao Dvida do Estado de MG com a Unio com taxas de juros de 6% ao ano (em R$ mil) Ano Estoque da dvida1 (incio do ano) (a) Despesas com juros (6% ao ano) (b = a x 0,06) Pagamentos feitos por MG ao governo federal1 (c) Estoque da dvida (final do ano) (d = a+b-c) 1999 18.500.000 1.110.000 1.290.161 18.319.839 2000 18.319.839 1.099.190 1.729.175 17.689.854 2001 17.689.854 1.061.391 1.657.666 17.093.580 2002 17.093.580 1.025.615 1.509.229 16.609.965 2003 16.609.965 996.598 1.618.812 15.987.751 2004 15.987.751 959.265 1.804.339 15.142.677 2005 15.142.677 908.561 2.055.041 13.996.197 2006 13.996.197 839.772 2.415.470 12.420.499 2007 12.420.499 745.230 2.602.107 10.563.622 2008 10.563.622 633.817 3.073.564 8.123.875 2009 8.123.875 487.433 3.295.954 5.315.354 20102 5.315.354 318.921 3.480.051 2.154.223 Fonte:1 - http://www.sindifiscomg.com.br/cartilhas/Cartilha/cartilha.pdf , pg 41 e elaborao prpria. 2 - Dado sobre o valor pago obtido no Relatrio Resumido da Execuo Oramentria, disponvel em http://www.fazenda.mg.gov.br/governo/contadoria_geral/lrf/8-2010/bimestre6/anexoI.pdf , pg 2. -

      Conforme j explicado em nota anterior, uma pequena parte desta dvida no se refere dvida renegociada com a Unio, sendo que o Relatrio de Gesto Fiscal no especifica o montante exato renegociado com a Unio, e nem quais outros emprstimos foram feitos para viabilizar os pagamentos ao governo federal, de modo que optamos por incluir a dvida contratual como um todo.

      Muitos poderiam argumentar que a taxa de juros de 6% ao ano seria irreal, e que o governo federal jamais poderia cobrar esta taxa de seus devedores. Porm, cabe relembrar que a
      partir de 2009 o governo federal passou a editar medidas provisrias permitindo a emisso de centenas de bilhes de reais em ttulos da dvida interna pagando os juros mais altos do mundo - para obter recursos a serem emprestados ao BNDES (Banco de Desenvolvimento Econmico e Social) taxa de juros de exatos 6% ao ano (TJLP).

      Na realidade, o governo federal cobra altas taxas de juros dos estados (no caso de Minas IGPDI + 7,5%) porque precisa dos recursos para pagar a sua prpria dvida interna com o setor financeiro, que j ultrapassa os R$ 2 trilhes, e consome cerca da metade do oramento federal.

      Ou seja: o argumento de que a reduo das taxas de juros da dvida dos estados comprometeria as finanas federais tambm no procede, uma vez que a dvida interna federal tambm possui graves indcios de ilegalidades semelhantes aos das dvidas dos entes federados, tais como a aplicao de juros sobre juros, ilegal segundo a Lei da Usura (Decreto no 22.626/1933) e a Smula 121 do Supremo Tribunal Federal.

      Portanto, urgente a realizao da auditoria da dvida, tanto da Unio como dos entes federados, para que se possa verdadeiramente resolver o problema das finanas pblicas nacionais.

      Para tanto, chamamos todos os economistas mineiros a se somarem ao Ncleo Mineiro da Auditoria Cidad da Dvida, para lutarmos pela verdadeira independncia do estado de Minas Gerais, que continua sendo sangrado pela nova verso da Metrpole de Portugal, hoje o capital financeiro internacional, que continua a cobrar incansavelmente questionveis dvidas, 222 anos depois da Inconfidncia.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 10, 2012

      Cachaa Mineira PENDO fabricada em Itatiaiuu ganha Medalha de Prata em concurso internacional.

      A Cachaa Pendo, associada da Associao dos Produtores de Cachaa de Qualidade Ampaq, produzida em Itatiauu, regio Central de Minas, foi premiada com a Medalha de Prata no Concours Mundial Bruxelas, ocorrido em maio, na cidade de Guimares, em Portugal.

      Eles passaram por 400 jurados representando mais de 30 pases que degustaram mais de 900 amostras de destilados de diferentes partes do mundo. A Pendo trabalha com o apoio do departamento de microorganismo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com as leveduras selecionadas. o investimento em pesquisa em favor da qualidade.

      Fonte Ampaq Tel: (31) 3421-4040


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 10, 2012

      Convidado, vou participar do Programa "Palavra Cruzada" nesta quarta, 22 horas, na REDE MINAS". O tema ser: A dvida de Minas. O entrevistado ser o presidente da Assemblia Legislativa de MG, deputado DINIS PINHEIRO. Vale conferir!!!!

      O deputado lidera a Campanha pela Renegociao da Dvida de Minas de cerca de 64 bilhes de reais.
      Dos 26 Estados e do Distrito Federal, apenas Amap e Tocantins no devem nada.
      Os outros 25 devem um total de de mais de 380 bilhes.
      E olha que j pagar mais de 250 bi ao govero federal.
      Mais detalhes:
      asssista, AO VIVO, o Palavra Cruzada s 22:00, desta quarta, na Rede Minas.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 10, 2012

      Em pouco tempo o TRE mineiro ter suas sesses da corte transmitidas, ao vivo, pelaTV. Foi o que o novo presidente nos revelou na posse dele no auditrio do Trinunal de Justia nesta segunda.

      1. Em primeira mo. O novo presidente do TRE mineiro, desembargador Antonio Carlos Cruvinel (mineiro de Sacramento), disse-me que a meta dele transmitir ao vivo as sesses do TRE. Meta: transparncia da justia eleitoral.

      2. O vice e corregedor do TRE, tambm empossado
      o desembargador Wander Marotta, mineiro de Dores do Turvo na zona sa mata.

      3. O deputado estadual Lafayette de Andrada, PSDB, ex-secretrio de Defesa Social de Minas, ser homenageado pela Cmara de BH, nesta quarta, 19:00.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 9, 2012

      Novidade!!! Minas ganha Instituto de Mercado de Capitais na quarta, dia 10, s 9 da manh no Audotrio da FIEMG , aqui em BH.

      Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais um dos
      fundadores do Instituto Mineiro de Mercado de Capitais

      IMMC, que tambm conta com Cemig, Fiemg e Usiminas
      como membros fundadores, busca promover a cultura de mercado de capitais
      entre as empresas mineiras

      O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) um dos membros fundadores do Instituto Mineiro de Mercado de Capitais (IMMC), ao lado da Cemig, Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e Usiminas. A associao incentiva a adeso de empresas mineiras ao mercado de capitais por meio de aes educativas, eventos, aproximao com investidores e identificao de oportunidades. O seminrio de lanamento oficial do IMMC ser nesta tera-feira (10), a partir das 9h, na sede da Fiemg.

      Segundo a gerente de Projetos Especiais do BDMG, Giselle Moraes, que tambm diretora do IMMC, a ideia de constituio do instituto surgiu em 2007, quando a FIEMG, a Fundao Dom Cabral e a BM&FBOVESPA firmaram convnio para pesquisar o estgio de gesto e a governana de empresas mineiras. Cerca de 70 empresas foram entrevistadas, das quais 60% apresentavam boas prticas de gesto, posicionamento competitivo e sinalizaram estar propensas a desenvolver trabalho de mudana na estrutura de capital que viabilizasse o crescimento, explica.

      A partir desse resultado, ficou evidente a existncia de um amplo campo de trabalho em Minas Gerais para orientar e estimular empresas a acessar o mercado de capitais em seus vrios estgios (venture capital/private equity, emisso ttulos, M&A, IPO). O IMMC foi ento constitudo, sendo que nos ltimos trs anos atuou informalmente como Grupo Gestor do Mercado de Capitais (GGMC), com participao do BDMG. Foram realizados treinamentos de executivos e integrao das mdias e grandes empresas mineiras com players do mercado de capitais, envolvendo treinamentos em Nova York.

      De acordo com o presidente do IMMC, Paulo ngelo Souza, o objetivo do instituto promover a cultura de mercado de capitais. Ao firmar parcerias com consultorias e instituies de ensino, pretendemos realizar diagnsticos nas empresas mineiras para que elas alcancem significativos nveis de governana corporativa, explica.

      Estaro presentes ao evento de lanamento do IMMC o presidente do BDMG, Matheus Cotta de Carvalho, a gerente Giselle Moraes e o assessor de Mercado de Capitais do Banco, Walter Furtado (conselheiro do Instituto).

      Servio:

      Seminrio de Lanamento Oficial do Instituto Mineiro de Mercado de Capitais (IMMC)
      Dia 10 de julho, a partir das 9h
      Local: Federao das Indstrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg): Avenida do Contorno, 4456, 4 andar Funcionrios Belo Horizonte


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 9, 2012

      Secretrio reconhece o trabalho de ex-ocupantes da gesto do turismo de Minas

      AGOSTINHO PATRUS FILHO
      INAUGURA GALERIA EM HOMENAGEM
      AOS EX-SECRETRIOS DE ESTADO DE TURISMO

      O secretrio de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, inaugurou na manh desta segunda-feira (09/07), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, a Galeria de Retratos dos ex-secretrios de Estado de Turismo de Minas Gerais.

      A iniciativa tem o objetivo de homenagear o trabalho desenvolvido para construo da Poltica Pblica do Turismo em Minas Gerais pelos ex-secretrios de Estado de Turismo, Manoel da Costa (2000-2002), Antnio Henrique Borges (2002), Aracely de Paula (2003), Herculano Anghinetti (2004-2006), Maria Elvira Salles (2006) e rica Drumond (2007-2011).

      Agostinho Patrus ressaltou que a iniciativa reconhece e valoriza o trabalho e o legado daqueles que estiveram frente da pasta desde a sua criao no ano 2000. Todos, a seu tempo e sua maneira, deram uma colaborao decisiva para que Minas Gerais alcanasse o patamar de desenvolvimento atual no setor turstico. So pessoas que deixaram seus afazeres pessoais, suas empresas, para colaborar com o desenvolvimento do Estado, disse.


      Clique aqui e leia mais


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 9, 2012

      Chef Edson Puiati est agora na capital. Durante 27 anos ele foi chef no Hotel Senac GOROGOT na cidade dele, Barbacena. Agora foi trazido para BH pelo presidente da Fecomrcio Lzaro Gonzaga- que acertou em cheio dando a ele o cargo de Gestor de Gastronomia do Senac em todo o Estado.

      Chef Puiati agora no Senac em BH.
      Um dos mais talentosos chefs du cousine de Minas
      deixou o Hotel Grogot em Barbacena para assumir em BH
      a gesto geral de Gastronomia do SENAC em todo o Estado.

      Puiati cuida agora dos trs restaurantes de alta gastronomia que o Senac tem em BH, Tiradentes e Barbacena. Em breve cuidar tambm do restaurante do Senac da Estalagem das Minas Gerais em Ouro Preto.

      O presidente da Fecomrcio, Lzaro Gonzaga acertou em cheio promovendo o excelente chef Edson Puiati. Desejo mais sucesso ainda!!!


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 9, 2012

      Novo presidente do TRE - Desembargador Antonio Carlos Cruvinel - e o vice, desembargador Wander Marotta, tomam posse nesta segunda- feira s 17 horas no Tribunal de Justia da rua Gois no centro de BH.

      Tomam posse na prxima segunda-feira, 9 de julho, os desembargadores Antnio Carlos Cruvinel e Wander Paulo Marotta Moreira, nos cargos, respectivamente, de presidente e vice-presidente /corregedor do Tribunal Regional Eleitoral. A solenidade ser s 17h, no Auditrio Ministro Carlos Fulgncio da Cunha Peixoto (Auditrio do Anexo I) do Tribunal de Justia de Minas Gerais, Rua Gois 229, no Centro de Belo Horizonte.

      O desembargador Cruvinel substituir o atual presidente, desembargador Brando Teixeira, que completar dois anos como integrante do TRE e passar a se dedicar exclusivamente ao Tribunal de Justia.

      O desembargador Antnio Carlos Cruvinel, que desde fevereiro exercia o cargo de vice presidente/corregedor da Corte Eleitoral mineira, nasceu em Sacramento (Tringulo Mineiro), em 18 de dezembro de 1947. Graduou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Franca (SP), em 1972, e ingressou na magistratura em 1977, tendo sido juiz de direito e eleitoral nas comarcas de Prata e Itabirito e juiz de direito e diretor do Foro em Divinpolis.

      Foi o juiz diretor do Foro Eleitoral de Belo Horizonte nas eleies de 1992, ano em que passou a integrar o Tribunal de Alada de Minas Gerais.

      desembargador do Tribunal de Justia de Minas Gerais desde dezembro de 2001. Advogou para a Fazenda Pblica do Estado de Minas Gerais e atuou como professor em diversas faculdades e escolas do Estado.

      J o desembargador Wander Paulo Marotta Moreira, que atua desde 26 de agosto de 2010 no TRE-MG, como substituto na classe dos desembargadores, foi diretor da Associao dos Magistrados Mineiros (Amagis) e da Associao dos Magistrados Brasileiros (AMB), alm de membro da Comisso Supervisora do Juizado Especial no Estado.

      Mineiro de Dores do Turvo, integrou o TRE na classe dos juzes de direito na dcada de 90 e desembargador do Tribunal de Justia do Estado desde 2002, alm de auditor do Tribunal de Justia Desportiva (TJD). Atendimento imprensa O desembargador Antnio Carlos Cruvinel atender a imprensa s 16 horas no saguo do Auditrio do Tribunal de Justia (Gois, 229), onde haver a posse.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 8, 2012

      Ajuda s mulheres vtimas da violncia: parceria entre a Defensoria Pblica de Uberlncia, Prefeitura e Polcia Civil.

      Foi inaugurado em Uberlndia, no ms de maio, o Centro Integrado da Mulher (CIM), para o amparo de mulheres vtimas de violncia ou em situao de vulnerabilidade. Sua criao fruto da parceria entre a Defensoria Pblica de Uberlndia, Prefeitura Municipal e Polcia Civil.


      O CIM destina-se ao atendimento em rede das mulheres vtimas de explorao e violncia, integrando a Delegacia Especializada de Atendimento Mulher, a Defensoria Pblica e o Ncleo de Apoio Mulher, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest).


      Este trabalho integrado possibilitar a diminuio dos ndices de violncia contra as mulheres, buscando uma soluo gil e contribuindo para a consolidao de polticas pblicas para a proteo do pblico feminino.


      A coordenadora regional da Defensoria Pblica, Brbara Bissochi, destacou, durante a solenidade de inaugurao do espao, a importncia de iniciativas que resguardam as mulheres e agregam o trabalho de instituies que atuam neste segmento.


      A violao dos diretos femininos representa uma das formas mais cruis de violncia, porque afeta a sociedade, formada pela estrutura familiar, muitas vezes sustentada pelas mulheres. E esta integrao vista no CIM um implemento imenso para a defesa das cidads. Temos como misso constitucional garantir a dignidade, igualdade e cidadania, afirmou.


      O CIM conta com recepo e salas para a Delegacia de Polcia Civil, Defensoria Pblica, Ncleo de Apoio Mulher, atendimento individual, escrives e atendimento mdico. Sua atuao ser em consonncia com o Pacto Nacional de Enfrentamento Violncia contra as Mulheres.


      As mulheres atendidas pelo CIM sero encaminhadas aos BemSocial, da Prefeitura de Uberlndia, onde so desenvolvidos projetos de reinsero e qualificao e aes de assistncia social. Alm disso, os Centros Profissionalizantes, Ncleos de Assistncia Integral s Crianas e aos Adolescentes (Naicas) e Casas da Famlia oferecero apoio profissional, atividades aos filhos em perodos de extra-turno e orientaes s famlias para proteger e resguardar as mulheres vtimas de violncia.

      Foto: Arapedez Luz P10
      thumb


      Fonte: Secretaria de Polticas para as Mulheres (06/07/2012)


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 8, 2012

      Nesta segunda, Assemblia de Minas debate situao da BR 040 em Conselheiro Lafaiete.

      Comisso de Assuntos Municipais e Regionalizao
      da Assembleia Legislativa de Minas Gerais vai a Conselheiro Lafaiete
      (Regio Central) para debater a situao do trecho da BR-040
      que fica prximo cidade.
      A reunio ser s 9 horasdesta segunda-feira (9/7/12), 
      na Cmara Municipal (rua Assis Andrade, n 540, centro).

      Para a realizao da audincia pblica, o autor do requerimento, deputado Glaycon Franco (PRTB), citou que o trecho da BR-040 s margens da cidade o pior de toda a rodovia. Segundo ele, no h providncias ou projetos em andamento para a sua melhoria ou duplicao. A expectativa do parlamentar que as discusses possam pressionar o Governo Federal para a recuperao da rodovia.

      Convidados Esto convidados para a audincia o prefeito de Conselheiro Lafaiete, Jos Milton de Carvalho Rocha; o ministro de Estado de Transportes, Paulo Srgio Passos; o arcebispo de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha; o presidente da Cmara Municipal de Conselheiro Lafaiete, Jos Ricardo Srio;

      o superintendente Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Sebastio Donizete de Souza; o curador do Patrimnio Pblico e do Meio Ambiente da Comarca de Conselheiro Lafaiete, promotor Glauco Peregrino;

      o diretor-Geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), Jos lcio Santos Monteze; o prefeito de Senhora de Oliveira e presidente da Associao dos Municpios do Alto Paraopeba (Amalpa), Sebastio Arajo de Oliveira; e o prefeito de Congonhas e presidente do Consrcio Pblico para Desenvolvimento do Alto Paraopeba (Codap), Anderson Costa Cabido.




                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 8, 2012

      Colheita mineira deve chegar a 12,1 milhes de toneladas - volume 13,7% maior que o registrado anteriormente. Para o Brasil, a estimativa de 16,6 milhes de toneladas de gros, recuo de 0,1%.

      Safra de gros de Minas
      tem maior ndice de crescimento do Sudeste


      Com previso de colheita de 12,1 milhes de toneladas,
      desempenho mineiro superior tambm aos das lavouras dos estados Sul do Brasil.


      A produo de gros das lavouras mineiras, na safra 2011/2012, deve alcanar um ndice de aumento superior aos registrados nos demais estados do Sudeste, bem como no Sul do pas. A constatao da Secretaria de Agricultura, Pecuria e Abastecimento (Seapa) ao analisar os dados do levantamento de safra divulgados nesta sexta-feira (06) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
      Minas deve ter uma safra recorde de 12,1 milhes de toneladas, volume 13,7% maior que o registrado no perodo anterior. Para o Brasil, a estimativa de 162,6 milhes de toneladas, recuo de 0,1%.
      O secretrio Elmiro Nascimento observa que os bons resultados da safra mineira so superados apenas pelo Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que apresentam aumentos de 23,1% e 16,5%, respectivamente. Ele explica que Minas Gerais conta especialmente com os resultados do milho, produto lder em todas as safras e especialmente na atual, com previso de 7,7 milhes de toneladas (aumento de 18,3%), sendo 489,3 mil toneladas devidas produo da segunda safra do gro.
      "A variao positiva de 48,9% no volume da segunda safra de milho em Minas supera as expectativas e mostra que os agricultores mineiros esto estimulados pela valorizao do produto", avalia o secretrio. "A demanda pelo gro crescente e proporcional expanso da demanda interna e externa", conclui.
      Alm disso, a previso para o feijo de Minas, na safra 2011/2012, tambm positiva: produo de 632,8 mil toneladas (aumento de 8,7%), estimulada pela segunda safra, de 231 mil toneladas, equivalente a um aumento de 30,5% em relao colheita do ano passado.
      Nas lavouras de soja de Minas sero colhidos 3,1 milhes de toneladas do gro, volume 5% superior ao registrado na safra anterior. Ao mesmo tempo, grandes produtores, como o Paran e o Rio Grande do Sul, registram recuos significativos, 29% e 42,8%, respectivamente.
      Esse cenrio contribui para a retrao de 12% na produo nacional, com repercusso nos preos.

      Dados da Superintendncia de Poltica e Economia Agrcola (Spea) da Seapa mostram que a cotao mdia do produto em junho de 2012 foi de R$ 68,00 a saca de 60 quilos, valor 42% superior ao registrado h um ano.
      O sorgo tem destaque quanto ao crescimento percentual no perodo 2011/2012, com a previso de 457,7 toneladas, aumento de 24,4%. Nas lavouras desse gro, houve investimentos principalmente devido aos preos do milho, que podem ocasionar a incluso de um volume maior de sorgo na formulao de raes animais. Por isso, os agricultores investiram no aumento da rea plantada, que alcana 135 mil hectares, alm de utilizar boas prticas que possibilitaram uma produtividade 16,9% superior registrada na safra passada.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 8, 2012

      Agrobusiness mineiro responsvel por 36,3% do PIB mineiro e 23,4% das exportaes mineiras.

      Vice-governador
      destaca bom desempenho
      do agronegcio
      e das exportaes em Minas


      Alberto Pinto Coelho
      participa da solenidade de abertura
      do Dia do Produtor Rural, em Belo Horizonte



      Renato Cobucci / Imprensa MG

      Roberto Simes, Gilman Viana Rodrigues e Alberto Pinto Coelho, durante abertura do Dia do Produtor

      Roberto Simes, Gilman Viana Rodrigues
      e Alberto Pinto Coelho, durante abertura
      do Dia do Produtor


      O vice-governador Alberto Pinto Coelho participou, nesta quinta-feira (05), em Belo Horizonte, da solenidade comemorativa ao Dia do Produtor Rural, promovida pela Federao da Agricultura e Pecuria do Estado de Minas Gerais (Faemg), que completa, no prximo dia 07, 61 anos de atividades.
      Durante o evento foi realizada a entrega da Medalha do Mrito Rural, que tem o objetivo de distinguir pessoas e instituies que tenham prestado relevantes trabalhos em prol do meio rural em Minas Gerais. A Faemg homenageia desde 2007 os produtores rurais, que so responsveis por 36,3% do PIB estadual e 23,4% das exportaes mineiras.
      "Renovo aqui a homenagem do Governo de Minas aos homens e s mulheres do campo, ressaltando a grande contribuio que os produtores rurais mineiros do nossa gente e ao pas inteiro, na liderana nacional do caf e do leite; da batata ao morango; no maior rebanho de vacas em lactao; entre outras tantas atividades. Todos eles coparticipam dos grandes nmeros que o agronegcio fazem Minas Gerais pontificar no PIB e nas exportaes do pas. Basta apenas reiterar que as exportaes mineiras no setor do agronegcio cresceram 270% em oito anos", disse o vice-governador durante pronunciamento.
      Para o presidente da Faemg, Roberto Simes, mais do que comemorar, preciso repensar o setor, sempre com o objetivo de desenvolv-lo cada vez mais. "Estamos aqui hoje para comemorar os nmeros do agronegcio mineiro e tambm para repensar o setor. Tivemos realmente um crescimento mais discreto nos ltimos meses, tendo em vista a conjuntura econmica mundial, mas vamos recuperar os bons resultados de um segmento que, em dez anos, cresceu cerca de 70% em relao representatividade no PIB mineiro. Temos o dever de homenagear essas pessoas que nos ajudaram e que so protagonistas deste cenrio to promissor. Precisamos crescer e desenvolver mais, pois essa nossa meta", destacou Simes.
      A comenda do Mrito Rural apresenta-se em duas verses, a Grande Medalha, destinada quele que prestou excepcionais servios ao setor; e a Medalha do Mrito, que premia as categorias de Produtor Rural, Sindicato Rural, Tcnico-Cientfica, Comunicao e Poltica. O ex- secretrio de Estado de Agricultura e ex-presidente da Faemg, Gilman Viana Rodrigues, foi o agraciado do ano com a Grande Medalha. Receberam a Medalha do Mrito 18 pessoas, entre produtores rurais e representantes de entidades.
      Caf e leite
      Minas Gerais se destaca como o maior produtor nacional de caf e leite e detm o segundo maior rebanho bovino do pas. Destaca-se tambm na produo nacional de milho, soja, batata, ovos, tomate, frutas e hortalias. Alm disso, o principal estado reflorestador do Brasil.
      A alta qualidade do caf mineiro pode ser comprovada pelos resultados de vrios concursos realizados no pas, que tm sempre produtores mineiros nas primeiras classificaes. No caso do leite, Minas responde por cerca de 28% de toda a produo brasileira, produzindo 8,39 mil litros, consolidando-se como o maior estado produtor.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 7, 2012

      Notcia enviada ao nosso Blog pela assesoria de comunicao do SINDIFISCO em BH. Tem informaes importantes. Vale conferir.

      Nota imprensa:
      MP aprovada no beneficia Auditores-Fiscais da RFB

      A Cmara dos Deputados aprovou na quarta-feira ltima, 4, a Medida Provisria (MP) 568/2012. Como o texto original da MP (Medida Provisria) provocou polmica inicialmente por conta de erros cometidos pelo governo, como a reduo pela metade da remunerao dos mdicos dos hospitais federais, aps a presso das categorias, o Planalto assumiu o "erro" e autorizou que a correo fosse feita pelos parlamentares.

      A divulgao da aprovao da Medida, como ocorreu quando da sua edio, deu margem a diferentes interpretaes por parte de alguns veculos de comunicao.

      Portanto entendemos importante esclarecer que a referida medida concede reajuste fruto de acordo fechado em 2011 a algumas categorias de servidores pblicos, e no inclui a categoria dos Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil). Com a MP, o governo federal apenas cumpre um acordo, com bastante atraso, feito com aquelas categorias.

      A MP 568/12 no tem, portanto, nenhuma relao com a mobilizao da categoria dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil, que esto sem reajuste salarial desde 2008.

      Segue a lista das Categorias beneficiadas pela MP 568, segundo a Agncia Cmara:

      Magistrio
      Altera o plano de carreiras e cargos do magistrio para incorporar a Gratificao Especfica do Magistrio Superior (Gemas) e a Gratificao Especfica de Atividade Docente do Ensino Bsico, Tcnico e Tecnolgico (GEDBT) ao vencimento bsico dessas carreiras. A proposta tambm reajusta os valores da Retribuio por Titulao (RT);

      Mdico
      Cria a Gratificao de Desempenho de Atividade Mdica para servidores ocupantes dos cargos de mdico de sade pblica, mdico do trabalho, mdico veterinrio, mdico-profissional tcnico superior, mdico-rea, mdico martimo e mdico cirurgio do Poder Executivo. O texto tambm altera as tabelas de vencimento bsico, de gratificaes especficas e de retribuies para esses cargos;

      Adicional por planto hospitalar
      Estende o direito ao Adicional por Planto Hospitalar (APH) a titulares de cargos de provimento efetivo da rea de sade e em exerccio nos hospitais universitrios, integrantes da carreira da Previdncia, da Sade e do Trabalho;
      Agente de Combate e Controle de Endemias
      Reajusta os valores da Gratificao Especial de Atividade de Combate e Controle de Endemias (Gecen), devida aos agentes de combate s endemias, e da Gratificao de Atividade de Combate e Controle de Endemias (Gacen), recebida por agentes auxiliares de sade pblica, agentes de sade pblica e guardas de endemias, do valor atual de R$ 590,00 para R$ 721,00;

      Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)
      Cria a Gratificao de Apoio Execuo de Atividades de Meteorologia (Geinmet), devida aos titulares de cargos de provimento efetivo lotados e em efetivo exerccio no INMET;

      Comisso Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Geplac)
      Institui a Gratificao de Apoio Execuo de Atividades da Comisso Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Geceplac), a ser paga aos titulares de cargos de provimento efetivo lotados e em exerccio na Geplac;

      Agncia Brasileira de Inteligncia (Abin)
      Altera a redao da legislao atual dos critrios de dedicao exclusiva estabelecidos para permitir o exerccio do magistrio por servidores lotados nos cargos de oficial de inteligncia e de oficial tcnico de inteligncia (nvel superior) e de agente de inteligncia e de agente tcnico de inteligncia (nvel mdio);
      O texto tambm modifica os critrios para a incorporao aposentadoria da Gratificao de Desempenho de Atividades de Informao e Inteligncia (GDAIN) e da Gratificao de Desempenho de Atividades Complementares (GDACABIN), alm de corrigir os valores da (GDACABIN) para os cargos de nvel auxiliar do grupo apoio;

      Comisso de Valores Mobilirios (CVM) e Fundao Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada (Ipea)
      Altera os critrios de incorporao aposentadoria da Gratificao de Desempenho de Atividades Especficas (GDECVM) e da Gratificao de Desempenho de Atividades de Suporte (GDASCVM) na CVM, e da Gratificao de Desempenho de Atividades Especficas (GDAIPEA) e da Gratificao de Desempenho de Atividades de Suporte na Susep (GDASUSEP) no mbito da Ipea;

      Instituto Evandro Chagas, Centro Nacional de Primatas e Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro)
      Altera a tabela de vencimentos do plano de carreiras e cargos de pesquisa e investigao biomdica em sade pblica, do Instituto Evandro Chagas e do Centro Nacional de Primatas, bem como o plano de carreiras e cargos do Inmetro;

      Fundao Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Carreira de Tecnologia Militar
      Altera critrios gerais para recebimento da Gratificao de Qualificao (GQ), a que tem direito servidores de nvel intermedirio que comprovarem a participao em cursos de qualificao profissional. O texto tambm cria mais dois nveis de GQ e corrige as tabelas de vencimentos bsicos para aumentar o peso no total da remunerao;

      Ministrio da Fazenda, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Superintendncia da Zona Franca de Manaus (Suframa) e Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur)
      Corrige erro na tabela de vencimento bsico dos cargos de nvel auxiliar do plano especial de cargos do Ministrio da Fazenda e dos cargos de nvel intermedirio dos planos especiais de cargos da Suframa e da Embratur. O texto tambm corrige os valores da gratificao de desempenho paga a servidores do cargo de analista administrativo do Dnit;

      Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs)
      Reabre e estende at 31 de dezembro de 2012 o prazo previsto para o pagamento da complementao salarial para os servidores do Dnocs;

      Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Ansio Teixeira (Inep) e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educao (FNDE)
      Cria estrutura de classes e padres composta por 18 padres e 4 classes para as carreiras e planos especiais de cargos do Inep e do FNDE;


      Gratificaes de desempenho
      Altera as gratificaes de desempenho instituda para os servidores pblicos federais para adequ-las sistemtica de avaliao de desempenho. So alteradas as gratificaes de desempenho: de Atividade Tcnica de Fiscalizao Agropecuria (GDATFA); de Atividade Previdenciria (GDAP); de Atividade Tcnico-Administrativa (GDATA); de Atividade da Seguridade Social e do Trabalho (GDASST); de Atividade de Perito Federal Agrrio (GDAPA); de Atividade de Recursos Hdricos (GDRH); de Atividade do Seguro Social (GDASS); de Atividade de Infraestrutura de Transportes (GDAIT); de Atividade do Tribunal Martimo (GDATM); de Atividade de Cincia e Tecnologia (GDACT); da Suframa (GDSUFRAMA); de Atividade da Embratur (GDATUR); de Atividades de Financiamento e Execuo de Programas e Projetos Educacionais (GDAFE); de Atividade Tcnica de Planejamento (GDATP); de Atividade de Percia Mdica Previdenciria (GDAPMP); de Atividade de Cargos Especficos (GDACE);

      Fernando de Noronha
      Inclui os professores do ex-territrio de Fernando de Noronha no plano nico de classificao e retribuio de cargos, permitindo que sejam transpostos para a carreira do magistrio do ensino bsico, tcnico e tecnolgico;

      Analista de infraestrutura
      Modifica a lotao dos servidores da carreira de analista de infra-etrutura e do cargo isolado de provimento efetivo de especialista em infraestrutura snior para ambos deixem de ser lotados em diversos rgos da administrao pblica e passem a integrar o Ministrio do Planejamento, Oramento e Gesto;

      Servio Exterior Brasileiro
      Altera regras do funcionamento das carreiras do servio exterior brasileiro para torn-las mais prximas das regras de ascenso e remoo das carreiras de oficial de chancelaria e de assistente de chancelaria com a carreira de diplomata;

      Academia Nacional de Polcia
      Estende o benefcio da Gratificao Temporria de Atividade em Escola de Governo (GAEG) Academia Nacional de Polcia;

      Sistema de Pessoal Civil da Administrao Federal (Sipec)
      Amplia para 1.300 o nmero de beneficiados pela Gratificao Temporria das Unidades dos Sistemas Estruturadores da Administrao Pblica Federal (GSISTE), para atender o Sistema de Pessoal Civil da Administrao Federal (Sipec);

      Adicionais de insalubridade e de periculosidade
      Regulamenta o pagamento de adicionais ocupacionais para os servidores pblicos federais que trabalhem em locais insalubres ou em contato permanente com substncias txicas, radioativas ou com risco de vida. A proposta estabelece os percentuais de clculo em 5%, 10% e 20%, no caso de insalubridade nos graus mnimo, mdio e mximo, respectivamente; e 10%, no caso do adicional de periculosidade, ambos incidentes sobre o vencimento bsico do cargo do servidor;

      Planos especiais de cargos do Poder Executivo
      Reajusta a remunerao dos cargos de nvel superior, intermedirio e auxiliar do plano especial de cargos da Cultura; do plano especial de cargos do Departamento de Polcia Federal; do plano geral de cargos do Poder Executivo (PGPE); da carreira previdenciria; do plano de classificao de cargos; do plano especial de cargos do Ministrio da Fazenda; do plano especial de cargos do Departamento de Polcia Rodoviria Federal; do quadro de pessoal da Imprensa Nacional; da carreira da Previdncia, da Sade e do Trabalho; da carreira da Seguridade Social e do Trabalho; do plano de carreira dos cargos de reforma e desenvolvimento agrrio; do quadro de pessoal da Advocacia-Geral da Unio; dos servidores que percebem a Gratificao de Incremento Atividade de Administrao do Patrimnio da Unio (GIAPU); e do plano de carreiras e cargos do Hospital das Foras Armadas (PCCHFA);

      Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
      Cria a tabela de correlao a ser utilizada para fins de aplicao da estrutura remuneratria de cargos especficos do Instituto Nacional do Seguro Social;

      Militares
      Reajusta o auxlio-invalidez dos militares na inatividade para o valor de 7,5 cotas de soldo ou de R$ 1.520,00, o que for maior;

      Analistas de Finanas e Controle
      Determina que os analistas de finanas e controle possam ocupar cargo de auditor-chefe ou equivalente de empresa pblica ou sociedade de economia mista federal;

      Superintendncia Nacional de Previdncia Complementar (Previc)
      Corrige erro na tabela de correlao dos cargos de nvel auxiliar do plano de carreiras e cargos da Previc.

      Assessoria de Comunicao DS BH Sindifisco Nacional
      Telefones: 31-3226-7721/ 3213-9696


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 7, 2012

      Em BH Parques Municipais oferecem muitas opes no FINAL DE SEMANA. Coloque na agenda.


      Os parques municipais da capital tm uma programao diversa e gratuita
      para vrias faixas etrias neste final de semana.
      Confira as principais atraes e mais detalhes:

      Parque Municipal Amrico Renn Giannetti
      (Avenida Afonso Pena, 1.377, Centro)

      Sbado, dia 7
      Das 8h s 10h, na Praa do Trenzinho, ser realizada aula de tai chi chuan, monitorada pelo professor Jos Marcelo.
      s 15h, no auditrio e na Praa do Sol, haver apresentao de espetculos dos grupos Terceira Margem, de palhaos, e Maria Cutia, de teatro.
      Domingo, dia 8
      Das 9h s 13h, no Coreto, sero realizadas atividades do projeto Guernica, oficina de artes plsticas para jovens em situao de vulnerabilidade social. O projeto pretende, por meio da educao, contribuir para a diminuio da depredao e do vandalismo contra o patrimnio pblico e para a incluso social.
      Tambm das 9 s 13h, no Coreto, ocorrer o Ponto de Leitura, encontro cultural para leitura de livros, revistas e jornais, realizada semanalmente, em parceria com a Fundao Municipal de Cultura.
      s 15h, no auditrio e na Praa do Sol, haver apresentao de espetculos dos grupos Terceira Margem, de palhaos, e Maria Cutia, de teatro.

      Parque do Conjunto Estrela Dalva
      (Av. Costa do Marfim, 400, bairro Estrela Dalva)

      Sbado, dia 7
      s 18h, no teatro de arena, o grupo Galpo encerra as comemoraes de seus 30 anos com a apresentao do espetculo Till, a saga de um heri torto.

      Parque das Mangabeiras
      (Av. Jos do Patrocnio Pontes, 580, bairro Mangabeiras)

      Domingo, dia 8
      A partir das 7h, a Ecoavis, em parceria com a Fundao de Parques Municipais (FPM) realizar uma atividade de observao e identificao de aves no parque. A atividade aberta ao pblico. Os participantes devem usar roupas confortveis e de tons neutros. Cmeras fotogrficas e binculos tambm sero bem vindos.

      Parque Lagoa do Nado
      (Rua Desembargador Lincoln Prates, 240, bairro Itapo)

      Domingo, dia 8
      Das 10h s 13h, haver apresentao musical dos grupos Chora Pronobis e Sarau Brasileiro, por meio do projeto Choro na Praa e Samba no P, realizado pelo Sesc-MG, com o apoio da FPM.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 7, 2012

      Correios

      Candidatos a Jovem Aprendiz dos Correios comea dia 16

      Programa recebeu 325 mil inscritos em todo o Pas

      O programa Jovem Aprendiz dos Correios recebeu 325.446 inscriesem todo o pas, sendo 1.809 de pessoas com deficincia que tm reserva de 10% do total das vagas.Em Minas, foram cerca de 38 mil inscritos.A convocao dos candidatos comea no dia 16 de julho, por meio de telegrama, e de acordo com a pontuao obtida. Aqueles que no comprovarem as informaes fornecidas no ato da inscrio sero eliminados. Os aprovados faro os exames mdicos admissionais.

      O jovem ser contratado por um perodo de 12 meses, com jornada de 20 horas semanais. O curso de aprendizagem ter parte terica nas escolas do Servio Nacional de Aprendizagem (Senai) e as atividades prticas nas unidades da ECT. Aps a concluso do curso, os alunos recebero certificado de Auxiliar Administrativo expedido pelo Senai.

      Ao participar do Jovem Aprendiz, o estudante tem acesso s atividades scio-educativas e de bem-estar da empresa e remunerao de R$ 292,43, alm dos benefcios regulares, como vale-transporte, vale refeio/alimentao e assistncia mdica e odontolgica nos ambulatrios dos Correios.

      O programa dos Correios j ensina e prepara cerca de trs mil jovens para o mercado de trabalho no Brasil.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sbado, Julho 7, 2012

      Aeroporto Tancredo Neves em Confins ter melhor acesso por terra

      Com vistas Copa do Mundo de 2014,
      sero recuperados 20,5 quilmetros com investimentos
      de mais de R$ 100 milhes

      Melhoria do acesso ao terminal de Confins um dos principais projetos de mobilidade do Governo de Minas

      O Governo de Minas iniciou, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), as obras nas rodovias estaduais MG-424 e LMG-800, que do acesso ao Aeroporto Internacional de Confins com vistas Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. No total, sero recuperados 20,5 quilmetros, com investimentos de R$ 101 milhes pela empresa Torc.

      O trecho da MG-424, de 16,8 quilmetros, ser restaurado, enquanto o da LMG-800, de 3,7 km de extenso, ser restaurado e duplicado. A previso de concluso das duas obras janeiro de 2014. Os recursos foram obtidos atravs de um financiamento do Governo de Minas junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico (BNDES).

      O governador Antonio Anastasia ressaltou o esforo do Governo de Minas para a realizao das obras de infraestrutura em todo o Estado. Estamos trabalhando para dotar o Estado da melhor estrutura possvel para a realizao da Copa de 2014, para recebermos bem os turistas que vo nos visitar e para mostrar ao Brasil e ao mundo que temos todas as condies de abrigar grandes eventos internacionais, afirmou o governador.

      A melhoria das rodovias estaduais um dos principais projetos de mobilidade do Governo de Minas. A iniciativa um dos compromissos da Matriz de Responsabilidade, o documento firmado entre os Governos federal, estadual e municipal das 12 cidades que vo sediar a Copa de 2014, em janeiro de 2010.

      O secretrio de Transportes e Obras Pblicas, Carlos Melles, destaca a importncia de obras como essa para os turistas e tambm para os moradores da capital. O Governo de Minas d um passo importante para dotar o vetor norte e o aeroporto de Confins com obras que vo contribuir para a mobilidade, primeiro para atender a Copa de 2014 e depois incorporando a vida dos moradores da regio metropolitana de Belo Horizonte, afirmou.

      Os trechos esto no Vetor Norte da Regio Metropolitana de Belo Horizonte, hoje com forte tendncia de expanso econmica a partir da chegada da Cidade Administrativa na regio, em 2010. Agregam ainda valor atual reforma do Aeroporto de Confins, cuja capacidade ser ampliada de 10,2 para 16,5 milhes de passageiros por ano.

      A obra do terminal 1 do principal aeroporto do Estado inclui adequao de estacionamentos, construo de nova rea de carga e descarga, ampliao da rea comercial, substituio de escadas rolantes, instalao de 17 elevadores e reforma dos pontos de check-in. A reforma ser concluda em dezembro de 2013, segundo a Infraero.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sexta-feira, Julho 6, 2012

      "Os casais de Primeira Linha". Nesta sexta 9 da noite no Buffet Catarina a FESTA DE 15 ANOS do jornal PRIMEIRA LINHA do renomado jornalista Z Lopes.


      Arquivo: O jornalista Z Lopes(o primeiro esquerda ao microfone) faz anualmente o evento Jornal Primeira Linha, destacando o trabalho de empresrios, executivos, entidades, gente da sociedade, polticos, artistas que contribuem para o desenvolvimento de Minas. Nas fotos acima: a solenidade realizada no Auditrio da FIEMG, aqui em BH, do jornal Primeira Linha, em 2011, aonde eu tive a honra de atuar como mestre de cerimnia.

                                
                                 Eu e minha mulher, a decoradora Cida Amaral
                                 para nossa honra - fomos escolhidos
                                 como um dos 26 casais que sero homenageados
                                 no jantar em comemorao dos 15 anos do jornal "Primeira Linha".

                                Evento de hoje: 
                                Os casais "de Primeira Linha":

      O jornalista que edita o jornal "Primeira Linha" decidiu homenagear 26 casais da sociedade da capita mineira com um diploma na Festa desta noite. So casais que contribuiram para que a curta histria do jornalismo mineiro se transformasse em 15 anos no case sucesso, que , sem sombra de dvidas, o "Primeira Linha".

      Os critrios utilizados para a escolha dos 26 casais, segundo o jornalista Z Lopes, foram: o estilo de vida, o comportamento, a elegncia e o curriculum de cada casal.
      Alm da homenagem no Buffet Catarina, o evento ter um grande jantar gourmet e msica de primeira qualidade para ouvir e danar. E, um show surpresa.

      Convidados especiais:
      o prefeito de BH, Mrcio Lacerda, o presidente da Assemblia de Minas, Dinis Pinheiro e o prefeito de Ouro Preto - terra natal de Z Lopes - ngelo Oswaldo.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Sexta-feira, Julho 6, 2012

      Ataque global

      Vrus pode atacar quase 250 mil computadores na segunda-feira
      Adicionado por Dois por Um em julho 6, 2012.
      Salvo em Versus
      Tags: 250 mil, antivrus, atacar, computadores, Internet, segunda-feira, vrus.
      Computadores no mundo todo continuavam infectados pelo Alureon e seus parentes, software malicioso usado num golpe

      Flickr/.hj barraz/Creative Commons

      Vrus: os agentes so programados para redirecionar o trfego de Internet
      para servidores DNS controlados por criminosos, segundo o FBI

      Boston Quase 250 mil usurios de computadores podem ficar sem acesso Internet no mundo todo na segunda-feira por causa de um software malicioso usado num golpe que as autoridades dos Estados Unidos disseram ter desbaratado em novembro.

      Alguns blogs e reportagens deram grande nfase ao risco de um apago na Internet. Mas especialistas dizem que apenas uma pequena frao dos computadores est sob risco, e que os provedores de acesso estaro atentos para restaurar rapidamente o servio em caso de problemas.

      Segundo eles, a ameaa pequena em comparao a outros vrus mais difundidos, como o Zeus e o SpyEye, que infectam milhes de PCs e so usados para fraudes financeiras.

      Nesta semana, cerca de 245 mil computadores no mundo todo continuavam infectados pelo Alureon e seus parentes, segundo a firma de segurana Deteque. Isso inclui 45.355 computadores nos Estados Unidos.

      Os vrus so programados para redirecionar o trfego de Internet para servidores DNS controlados por criminosos, segundo o FBI. Servidores DNS so ferramentas que distribuem o trfego da Internet.

      Quando as autoridades derrubaram os servidores bandidos, um juiz federal de Nova York determinou que os servidores temporrios fossem mantidos enquanto as mquinas das vtimas eram consertadas.

      Os servidores temporrios sero desativados 0h01 de segunda-feira (1h01 em Braslia), o que significa que computadores que no tenham sido consertados at l no podero mais acessar a Internet.

      Alguns provedores dos Estados Unidos, como AT&T e Time Warner Cable, adotaram solues temporrias para que seus clientes possam acessar a Internet usando o endereo dos servidores DNS dos criminosos.

      Informaes sobre como identificar e limpar infeces podem ser encontradas em um site criado por um grupo de empresas de segurana e outros especialistas: http://www.dcwg.org muito fcil de consertar, disse Gunter Ollmann, vice-presidente de pesquisas da firma de segurana Damballa. H muitas ferramentas disponveis. Muitas das mquinas que continuam infectadas provavelmente esto inativas, j que a maioria das vtimas foi notificada do problema, disse o especialista em segurana Johannes Ullrich, que mantm o chamado Centro de Tempestades da Internet, que monitora ameaas na web.

      Os Estados Unidos abriram processo contra sete pessoas por orquestrarem a fraude mundial na Internet. Seis delas foram presas na Estnia, e a stima, que vivia na Rssia, continua foragida. O governo estoniano j extraditou dois dos homens para Nova York, onde compareceram corte federal de Manhattan.

      *Fonte: Reuters



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 5, 2012

      POLTICA. Tinha que ser Minas. Quadro da sucesso municipal embaralha, mas clareou de ontem para hoje. O prefeito Mrcio Lacerda(PSB) ter como vice, o verde Dlio Malheiros(PV). E Patrus(PT) vai de Alosio Vasconcelos(PMDB). Podem acreditar: 2014 j chegou, provando que a menor distncia entre dois pontos - que na fsica Newtoniana uma reta - na fsica quntica a DOBRA DO TEMPO.

      Hoje Roberto Carvalho renuncia em favor de Patrus Ananias - que tomou gosto, de novo, pela poltica. E ganha como vice, um pemedebista histrico, o ex-deputado federal Alosio Vasconcellos.
      O prefeito Mrcio Lacerda vai de Dlio Malheiros de vice - que ouviu o senador Acio Neves - que costura um amplo entendimento visando o Planalto em 2014.
      Acredito que o senador concorda com a filosofia de que:
      " a melhor maneira de prever o futuro, cri-lo agora".
      Bem, agora ir para a urna em outubro.
      A palavra final, claro, do eleitor.








      Mrcio Lacerda(PSB) ter como vice
      Dlio Malheiros(PV)


      Patrus Ananias(PT) ter como vice
      Alosio Vasconcelos(PMDB).


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 5, 2012

      Dvida dos Estados discutida com vice-presidente Michel Temer em Braslia. Estados j pagaram 205,7 bilhes de reais. E, vejam s, ainda devem 369,4 bilhes. S Tocantins e Amap no so devedores. MINAS GERAIS atravs do presidente da Assemblia, Dinis Pinheiro, est frente do movimento pela renegociao. Os Estados querem: juros de 2% e reduo do comprometimento das receitas de 13% para 9%.

      Vice-presidente Temer
      promete apoio luta dos Estados



      O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), se mostrou satisfeito com o compromisso do vice-presidente da Repblica, Michel Temer, de se engajar na renegociao das dvidas dos Estados com a Unio.
      Dinis Pinheiro foi recebido por Temer nesta quarta-feira (4/7/12), acompanhado pelo presidente da Unio Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), deputado Joares Ponticelli (PP-SC), presidentes e parlamentares de outras Assembleias Legislativas.
      Eles levaram ao vice-presidente os pontos de negociao defendidos pelos Estados, relacionados em um ofcio, e um estudo elaborado pela Unale e pelo Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas, dirigido por Dinis Pinheiro.
      De acordo com o presidente da Assembleia de Minas, Temer se mostrou consciente da gravssima situao dos Estados devedores, que vm pagando Unio juros mais altos que os cobrados pelo BNDES iniciativa privada. "Ele afirmou seu compromisso de apoio e engajamento, est muito preocupado e vai conversar com os ministros da Fazenda, do Planejamento, e com a presidenta Dilma. Sa de l entusiasmado", afirmou Dinis.
      Joares Ponticelli disse que Temer no concorda com a tese defendida por uma comisso do Senado de que a negociao da dvida seja feita em conjunto com as de outras questes federativas, como a redefinio das regras de distribuio do Fundo de Participao dos Estados, guerra fiscal ou royalties do petrleo. "Ele acha que esse assunto tem que ser tratado separadamente", afirmou o deputado catarinense.
      A visita a Temer fez parte de uma jornada de visitas que incluiu encontros de deputados estaduais de todo o Pas com diversas autoridades federais, incluindo o presidente do Senado, Jos Sarney (PMDB-AP); o presidente da Cmara de Deputados, Marco Maia (PT-RS); os senadores Acio Neves (PSDB-MG), Francisco Dornelles (PP-RJ), Pedro Simon (PMDB-RS) e Ccero Lucena (PSDB-PB), este ltimo o 1o. Secretrio do Senado. No incio da noite, o deputado Rmulo Viegas representou a Assembleia mineira na entrega das propostas e estudos ao vice-presidente do Tribunal de Contas da Unio, ministro Augusto Nardes.
      O senador Jos Sarney declarou seu apoio s reivindicaes dos Estados. "Eu acho que elas so justssimas e tm que ser atendidas", afirmou, aps o encontro com os parlamentares. J Marco Maia disse que o assunto ser abordado no segundo semestre. "Ns queremos, no segundo semestre, aprofundar esse debate, estimular o Governo, para que ele possa discutir essa matria tambm. A presidenta Dilma e o ministro da Fazenda tm se mostrado abertos para esse debate, mas ainda preciso aprofund-lo porque temos ainda um cenrio incerto em nvel internacional", ressalvou.
      Para alguns lderes do Congresso, no entanto, apenas a presso dos Estados far caminhar a negociao. O senador Pedro Simon disse no acreditar que uma soluo surja no Senado ou na Cmara. J o senador Acio Neves v uma nova postura do Governo Federal, que ainda precisa considerar melhor os argumentos dos Estados. 
      "Estamos em um momento bom para rever essa questo, pois pela primeira vez o Governo ao menos abriu uma janela e admite discutir, no nos termos que consideramos adequados, mas h espao para a discusso, acho que amadureceu muito aqui", declarou o senador mineiro. Acio Neves disse ver possibilidades de progresso tendo em vista que a causa une tanto parlamentares da oposio quanto da base de apoio ao Governo Federal.
      As reivindicaes dos Estados so a troca do indexador, do IGP-DI para o IPCA; a reduo dos juros, de 6% ou 7,5% para 2%; e a reduo do limite mximo de comprometimento da Receita Corrente Lquida com o pagamento dos encargos da dvida, que passaria de 13% para 9%. O somatrio das dvidas de 24 Estados e do Distrito Federal era de R$ 217,6 bilhes em 1998, em valores atualizados pelo IPCA, mas atingiu R$ 369,4 em 2011, pelas regras acordadas, mesmo tendo sido pagos R$ 205,7 bilhes em encargos e amortizaes. Apenas Tocantins e Amap no so devedores.
      Tambm participaram da srie de encontros em Braslia, nesta quarta, os presidentes das Assembleias do Rio Grande do Sul, Alexandre Postal (PMDB-RS); do Maranho, Arnaldo Melo (PMDB-MA); e do Piau, Themstocles Sampaio Filho (PMDB-PI), alm do senador Paulo Paim (PT-RS). Representantes do Amazonas, Mato Grosso do Sul e Esprito Santo
      Tambm compareceram, assim como os deputados mineiros Antnio Jlio (PMDB), Bonifcio Mouro (PSDB), Gustavo Corra (DEM), Rmulo Viegas (PSDB) e Alencar da Silveira Jr. (PDT). O conselheiro Sebastio Helvcio, do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, tambm acompanhou as visitas, em um total de aproximadamente 50 deputados estaduais.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quinta-feira, Julho 5, 2012

      ECONOMIA. A vez do Interior. Um Polo Aeroespacial em Tupaciguara no Tringulo Mineiro - a 640 kms de Belo Horizonte.

      Governo de Minas lana
      o Polo Aeroespacial de Tupaciguara


      O Complexo Aeronutico de Minas,
      que integra o polo de asas fixas de Tupaciguara,
      j tem garantidos R$ 72 milhes em investimentos



      Divulgao / Sectes

      Polo Aeroespacial de Tupaciguara  lanado com investimentos garantidos de R$ 72 milhes.

      Polo Aeroespacial de Tupaciguara lanado
      com investimentos garantidos de R$ 72 milhes.



      O Governo de Minas, por meio das secretarias de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), Educao (SEE) e Desenvolvimento Econmico (Sede), lanou oficialmente nessa tera-feira (03) o Polo Aeroespacial de Tupaciguara, municpio do Tringulo Mineiro localizado a 640 km de Belo Horizonte e a 70 km de Uberlndia.
      O Polo Aeroespacial de Tupaciguara faz parte do projeto Complexo Aeronutico, que ter mais trs polos no Estado: (Itajub, no Sul de Minas;  Lagoa Santa na regio metropolitana; Goian, na Zona da Mata; e o aeroporto internacional Tancredo Neves como aerotrpolis (cidade-aeroporto), inspirada em modelos bem sucedidos no mundo, como o de Cingapura e Dubai. 
      Na solenidade, foi feito o anncio da implantao do Centro de Inovao Aeroespacial, em parceria com a empresa AXIS Aeroespacial e Universidade Federal de Uberlndia (UFU). Foi dada, ainda, a ordem de servio para a construo da Escola Tcnica do programa Brasil Profissionalizado, que formar profissionais para o segmento. A escolha do municpio de Tupaciguara est relacionada diretamente aos aspectos de topografia e logstica com apoio da prefeitura de Tupaciguara, alm da proximidade com o curso de Engenharia Aeronutica da UFU.
      O secretrio de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, anunciou que Minas Gerais est investindo R$72 milhes no seu Complexo Aeronutico, sendo R$50,5 milhes de emenda do senador Acio Neves (PSDB), que sero liberados pelo Ministrio da Educao. Sero contemplados, neste momento, a UFU com R$11 milhes, a Unifei, tambm com R$11 milhes, e a Axis e a UFU implantarem o centro de inovao, no valor de R$ 28,5 milhes.
      Outros R$7,5 milhes esto sendo investidos na escola do Brasil Profissionalizado em Tupaciguara e outros R$7,5 milhes para o mesmo projeto em Lagoa Santa. A Fapemig j investiu 7,2 milhes no desenvolvimento do modelo prottipo Tup.
      O pr-reitor da Universidade Federal de Uberlndia, Walder Steffens Jnior, disse que a instituio vai contribuir com o desenvolvimento do Polo Aeroespacial. Ele citou inclusive a expectativa de que a UFU possa implantar alguns cursos em Tupaciguara nos prximos anos. Estamos juntos e seremos parceiros nessa empreitada, disse.
      Axis
      O diretor-presidente da Axis, Daniel Marins Carneiro, afirmou que o lanamento do plo um momento especial para a aviao brasileira. Temos que tentar o impossvel e fazer algo grandioso, observou. Carneiro explicou que o prottipo Tup recebeu o apoio do governo mineiro e do governo federal. Quando apresentamos o Tup nos viram como uma fbrica de avies, mas somos muito mais: somos uma empresa de inovao e desenvolvimento tecnolgico, frisou.
      Daniel Carneiro explicou ainda a parceria estratgica do Instituto de Estudos Avanados (IEAv) do Departamento de Cincia e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da Fora Area Brasileira. Segundo ele, o instituto um dos mais avanados no mundo em estudos de veculos de propulso a laser e hipersnica. Quanto Escola Tcnica do programa Brasil Profissionalizado, o diretor da AXIS disse que Tupaciguara ter entre os seus cursos, a capacitao para formar pilotos para a demanda do polo. Teremos um dos melhores cursos de piloto do Brasil, conclui.
      Pelo IEAv, o coronel Wilson Rosa de Almeida, que tomou posse em 2012, disse que o instituto est preparado para dar seqncia aos compromissos assumidos e que existem pesquisas avanadas em setores estratgicos. Poderemos ter uma colaborao sinrgica com o Polo de Tupaciguara, assegurou.
      O presidente da Fapemig, Mrio Neto Borges, disse da crena e convico de que o polo de Tupaciguara vai decolar. De acordo com Borges, a conjuno de esforos da AXIS, IEAv, governo do Estado pelas secretarias e a participao da prefeitura municipal e do governo federal ser decisiva para o sucesso da nova indstria. A secretria de Estado de Educao, Ana Lcia Gazzola, observou que a escola do Brasil Profissionalizado um esforo conjunto dos trs entes federados e que o Estado assumir a gesto.
      Ao final do evento, todos os convidados tiveram a oportunidade de conhecer o mock-up do Tup, a plataforma com a aeronave demonstradora de tecnologias e as instalaes da AXIS Aeroespacial em Tupaciguara.  



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 4, 2012

      CRISE da faca e do copo nos restaurantes e bares de BH. Pinei da coluna do colega Paulo Navarro do O TEMPO um comentrio real da situao. DETALHE: na sexta jantei com minha mulher, a decoradora Cida Amaral num restaurante triplo AAA em Lourdes. Ficamos espantados. Pouqussimos clientes. Numa das mesas o ator global Marco Nanini. Em torno mesas vazias. O que fazer?

      Tem muito restaurateur querendo passar o ponto de suas casas, para quem tiver coragem de enfrentar a crise de clientes. Quem circula pela cidade percebe que est tudo vazio. Poucos se arriscam s tradicionais noitadas que fizeram a fama de Belo Horizonte no Brasil. Conversamos com um dos mais bem-sucedidos empresrios do dia e da noite, Rodrigo Ferraz, o Midas das choperias Albanos e do restaurante alemo Haus Mnchen. Rodrigo fez coro com o que j publicamos vrias vezes e tem mais.

      A crise da faca
      Rodrigo Ferraz, como alguns de seus pares, lembrou a "overdose" de novos bares e restaurantes na cidade. H dez, 12 anos, bairros como Anchieta e Lourdes tinham dez vezes menos casas que hoje. muito oferta pra pouca demanda. O preo dos pratos, bebidas e servios, puxados por aluguis na estratosfera e, logicamente, repassados aos clientes, tambm aumentam a crise do vazio. A Lei Seca, ento, foi a morte anunciada de vrios pontos, assustando motoristas numa cidade que no tem txi!

      A crise do copo
      Rodrigo Ferraz diz que muito poucos restaurantes no tm o que reclamar da crise e quem diz o contrrio est mentindo. No d pra tapar o sol com a peneira: "O Brasil o contrrio de pases civilizados. Aqui o fim vem antes do meio. Criam uma Lei Seca, rgida, que arrasa a economia do lazer, mas no temos meios, nem tempo para nos adaptarmos a elas".


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 4, 2012

      O Brasil vive uma Bolha Imobiliria? Confira a avaliao do renomado economista Ricardo Amorim.


      O Medo da Bolha Imobiliria
      Revista Isto
      07/2012
      Por Ricardo Amorim

      O mercado imobilirio gera paixes. Para muitos, a compra de um imvel a deciso financeira mais importante da vida. Para investidores, um potencial de lucros s vezes fantsticos. Para o pas, um poderoso motor de crescimento e gerao de empregos.

      Desde 2008, venho refutando alegaes de que o Brasil tem uma bolha imobiliria prestes a estourar. De l para c, os preos dos imveis dobraram, triplicaram ou subiram ainda mais.

      Impressionado com o ritmo da atividade imobiliria e com a forte elevao dos preos, resolvi atualizar meus estudos sobre o assunto para checar minhas concluses.

      Analisei as bolhas imobilirias de todos os pases pa ra os quais consegui dados desde 1900. Ignorei apenas bolhas imobilirias regionais como, por exemplo, a causada pela busca do ouro no oeste americano.

      Algumas concluses saltam aos olhos. Primeiro, bolhas imobilirias costumam envolver forte atividade de construo. Para tornar os dados de construo comparveis entre diferentes pases e perodos, analisei o consumo anual de cimento, per capita, em cada pas no ano em que a bolha estourou. No encontrei nenhum estouro de bolha com consumo anual de cimento inferior a 400 Kg per capita. Na Espanha, passou de 1.200 Kg e h casos, como na China atual, de consumo ainda superior, 1.600 Kg, sem estouro de bolha. No Brasil, minha estimativa de que hoje estamos em 349 Kg.

      Segundo, uma bolha imobiliria sempre se caracteriza por preos muito elevados em relao capa cidade de pagamento das pessoas. Considerando-se quantos anos de salrios so necessrios para comprar um imvel de preo mdio nas principais cidades do mundo, nenhuma cidade brasileira est hoje entre as 20 mais caras. Por outro lado, Braslia, Rio de Janeiro, Salvador e Balnerio Cambori esto entre as 100 mais caras. Entretanto, mesmo por esse parmetro, Braslia, a mais cara do pas, ainda duas vezes e meia mais barata do que Rabat, no Marrocos, a mais cara do mundo.

      O ar que infla qualquer bolha de investimento, imobiliria ou no, sempre uma abundante oferta de crdito. Ela possibilita que investidores comprem algo que no poderiam apenas com suas rendas. Todas as bolhas imobilirias que encontrei estouraram quando o total do crdito imobilirio superava 50% do PIB e, em alguns casos, pass ava de 130% do PIB. Nos EUA, em 2006, um ano antes dos preos comearem a cair, era de 79% do PIB. No Brasil, apesar de todo crescimento dos ltimos anos, este nmero hoje de 5% do PIB.

      Alis, sempre uma sbita ruptura na oferta de crdito, normalmente associada a uma forte elevao do custo deste crdito, que faz com que bolhas estourem. No Brasil est acontecendo exatamente o contrrio. O crdito imobilirio est em expanso e o seu custo em queda.
      Por tudo que pesquisei, concluo que bastante improvvel que haja um estouro de bolha imobiliria no Brasil, pelo menos em breve. Se voc vem adiando o sonho da casa prpria por este medo, relaxe.

      Ento os preos dos imveis continuaro subindo no ritmo dos ltimos anos? Dificilmente. Os pre&cc edil;os atuais j esto mais elevados; em casos especficos, at altos para padres internacionais.

      O mais provvel, so altas mais modestas, s vezes bem mais modestas. Em alguns casos, at pequenos ajustes de preos para baixo so possveis e salutares. So exatamente eles que garantiriam que bolhas no estourem em um futuro mais distante.

      Ricardo Amorim
      Economista, apresentador do programaManhattan Connectionda Globonews
      e presidente daRicam Consultoria.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 4, 2012

      Show Freedom da cantora e multi-instrumentista Yasmin Martins atrao dia 7, s 20:00 no Teatro da Biblioteca Pblica na Praa da Liberdade em BH


      Com um talento natural para o canto e mltiplos instrumentos,
      a jovem Yasmim Martins faz o seu primeiro show individual.

      O show Freedom apresenta uma seleo pop que inclui Etta James, Shania Twain, Adele, Queen e Amy Winehouse, alm de Tim Maia, Marisa Monte, Ney Matogrosso, Rita Lee e Frenticas, num repertrio ousado que mistura clssicos da msica popular brasileira aos cones internacionais.

      A direo geral do ator e cantor Geraldo Boaventura e a preparao vocal de Andr Carvalho, da Escola Arte Music. A banda traz Rafael Freitas no baixo, Felipe Freitas na guitarra e violo, Caio Deslandes na bateria, Cssio Ferraz nos teclados e Larissa Assuno e Lucas Neves como backing vocals.

      Yasmim Martins tem 19 anos, cursa Administrao de Empresas na PUC Minas e desde criana est inserida na cena musical e cultural de Belo Horizonte, por meio de incontveis participaes em peas de teatro e apresentaes musicais. Alm de cantar, a jovem tambm toca piano, teclados, violo, guitarra e bateria.

      Os ingressos so gratuitos, mediante adeso pelo e-mail ymoreiram@gmail.com.

      ------------
      SERVIO
      Show: Freedom
      Data: 7 de julho
      Horrio: 20h
      Local: Teatro da Biblioteca Pblica Praa da Liberdade BH
      Ingressos: gratuitos (adeso pelo e-mail ymoreiram@gmail.com)
      Site: http://yasmimmmartins.wix.com/yasmimmartins


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Quarta-feira, Julho 4, 2012

      Embolou a sucesso em BH: PT ter Patrus candidato a prefeito.

      Agora, PT busca aliana com PMDB.
      2014 chegou com dois anos de antecedncia.
      As cartas esto lanadas.
      Senhores faam suas apostas!!!


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 3, 2012

      Eleies Municipais. Confira

      CALENDRIO ELEITORAL do TSE para Julho

      Dia 1 - Data a partir da qual no ser veiculada a propaganda partidria gratuita prevista na Lei 9.096/95, nem ser permitida nenhum tipo de propaganda poltica paga no rdio e na televiso; vedado s emissoras de rdio e de televiso em programao normal e em noticirio:
      1) Transmitir, ainda que sob a forma de entrevista jornalstica, imagens de realizao de pesquisa ou de qualquer outro tipo de consulta popular de natureza eleitoral em que seja possvel identificar o entrevistado ou em que haja manipulao de dados;
      2) Veicular propaganda poltica;
      3) Dar tratamento privilegiado a candidato, partido poltico ou coligao;
      4) Veicular ou divulgar filmes, novelas, minissries ou qualquer outro programa com aluso ou critica a candidato ou partido poltico, mesmo que dissimuladamente, exceto programa jornalstico ou debates polticos;
      5) Divulgar nome de programa que se refira a candidato escolhido em conveno, ainda quando preexistente, inclusive se coincidentemente com o nome de candidato ou com a variao nominal por ele adotada.

      Dia 5 - ltimo dia para os partidos polticos e coligaes apresentarem no Cartrio Eleitoral competente, at as 19 horas, o requerimento de registro de candidatos a Prefeito, Vice-Prefeito e a Vereador. Data a partir da qual permanecero abertos aos sbados, domingos e feriados os Cartrios Eleitorais e as Secretarias dos Tribunais Eleitorais, em regime de planto; ltimo dia para os Tribunais e Conselhos de Contas tornarem disponvel
      Justia Eleitoral relao daqueles que tiveram suas contas relativas ao exerccio de cargos e funes pblicas rejeitadas por irregularidade insanvel e por deciso irrecorrvel dos rgos competentes, ressalvados os casos em que a questo estiver sendo submetida apreciao do Poder Judicirio, ou que haja sentena judicial favorvel ao interessado. Data a partir da qual o nome de todos aqueles que tenham solicitado registro de candidatura dever constar das pesquisas realizadas mediante apresentao da relao de candidatos ou entrevistados. Data a partir da qual, at a proclamao dos eleitos, as intimaes das decises sero publicadas em cartrio certificando-se no edital e nos autos o horrio, salvo nas representaes previstas nos arts. 30-A, 41-A, 73 e no Pargrafo Segundo e Pargrafo Terceiro do art. 81 da Lei 9.504-97, cujas decises continuaro a ser publicadas no Dirio da Justia Eletrnico.

      Dia 6 - Data a partir da qual ser permitida a propaganda eleitoral; Data a partir da qual os candidatos, os partidos ou as coligaes podem fazer funcionar, das 8h as 22h, alto-falantes ou amplificadores de som, nas suas sedes ou em veculos. Data a partir da qual os candidatos, os partidos polticos e as coligaes podero realizar comcios e utilizar aparelhagem de sonorizao fixa, das 8h s 24h. Data a partir da qual ser permitida a propaganda eleitoral na internet, vedada a veiculao de qualquer tipo de propaganda paga. Data a partir da qual, independentemente do critrio de prioridade, os servios telefnicos ou concedidos faro instalar, nas sedes dos diretrios devidamente registrados, telefones necessrios, mediante requerimento do respectivo presidente e pagamento das taxas devidas.

      Dia 7 - Data a partir da qual so vedadas aos agentes pblicos as seguintes condutas:
      1) Nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exerccio funcional e, ainda, ex-ofcio, remover, transferir ou exonerar servidor publico, na circunscrio do pleito, at a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados os casos de: a) nomeao ou exonerao de cargos em comisso e designao ou dispensa de funes de confiana; b) nomeao para cargos do Poder Judicirio, do Ministrio Publico, dos Tribunais ou Conselhos de Contas e dos rgos da Presidncia da Republica; c) nomeao dos aprovados em concursos pblicos homologadas at 7 de julho de 2012; d) nomeao ou contrato necessrios instalao ou ao funcionamento inadivel de servios pblicos essenciais, com previa e expressa autorizao do chefe do Poder Executivo;
      2) Data a partir da qual vedado aos agentes pblicos das esferas administrativas cujos cargos estejam em disputa na eleio:
      3) Com exceo da propaganda de produtos e servios que tenham concorrncia de mercado, autorizar publicidade institucional dos atos, programas, obras, servios e campanhas dos rgos pblicos municipais, ou das respectivas entidades da administrao indireta, salvo em caso de grave e urgente necessidade publica, assim reconhecida pela Justia Eleitoral;
      4) Fazer pronunciamento em cadeia de radio e de televiso, fora do horrio eleitoral gratuito, salvo quando, a critrio da Justia Eleitoral, tratar-se de matria urgente, relevante e caracterstica das funes de governo;
      Data a partir da qual vedada, na realizao de inauguraes, a contratao de shows artsticos pagos com recursos pblicos. Data a partir da qual vedado a qualquer candidato comparecer a inauguraes de obras pblicas. Data a partir da qual rgos e entidades da Administrao Pblica direta e indireta podero, quando solicitados pelos Tribunais Eleitorais, ceder funcionrios em casos especficos e de forma motivada pelo perodo de at 3 meses depois da eleio.

      Dia 8 - ltimo dia para a Justia Eleitoral publicar lista/edital dos pedidos de registro de candidatos apresentados pelos partidos polticos ou coligao; Data a partir da qual o Juiz Eleitoral designado pelo Tribunal Regional Eleitoral deve convocar os partidos polticos e a representao das emissoras de televiso e de rdio para a elaborao de plano de mdia para uso da parcela do horrio eleitoral gratuito a que tenham direito. ltimo dia para a Justia Eleitoral encaminhar a Receita Federal os dados dos candidatos cujos pedidos de registro tenham sido requeridos por partido poltico ou coligao, para efeito de emisso do nmero de inscrio no CNPJ.

      Dia 9 - ltimo dia para os representantes dos partidos polticos, da Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministrio Publico interessados em assinar digitalmente os programas a serem utilizados nas eleies de 2012 entregarem Secretaria de Tecnologia da Informao do Tribunal Superior Eleitoral programa prprio para anlise e posterior homologao. ltimo dia para a Justia Eleitoral realizar audincia com os interessados em firmar parceria para a divulgao dos resultados. ltimo dia para o Tribunal Regional Eleitoral apresentar o esquema de distribuio e padres tecnolgicos e de segurana a serem adotados na disponibilizao dos dados oficiais que sero fornecidos s entidades interessadas na divulgao dos resultados. ltimo dia para o eleitor com deficincia ou mobilidade reduzida que tenha solicitado transferncia para Seo Eleitoral Especial comunicar ao Juiz Eleitoral, por escrito, suas restries e necessidades, a fim de que a Justia Eleitoral, se possvel, providencie os meios e recursos destinados a facilitar-lhe o exerccio do voto.

      Dia 10 - ltimo dia para os candidatos, escolhidos em conveno, requererem seus registros perante o Juzo Eleitoral competente, at s 19 horas, caso os partidos polticos ou as coligaes no os tenham requerido.

      Dia 13 - ltimo dia para a Justia Eleitoral encaminhar Receita Federal os dados dos candidatos cujos pedidos de registro tenham sido requeridos pelos prprios candidatos para efeito de emisso do nmero de inscrio no CNPJ; ultimo dia para os partidos polticos constiturem os comits financeiros, observado o prazo de 10 dias teis aps a escolha de seus candidatos em conveno; ultimo dia para a Justia Eleitoral publicar a lista/edital dos pedidos de registro individual de candidatos escolhidos em conveno, cujos partidos polticos ou coligaes no os tenham requerido. ltimo dia para qualquer candidato, partido poltico, coligao ou o Ministrio Publico Eleitoral impugnar os pedidos de registro de candidatos apresentados pelos partidos polticos ou coligaes. ltimo dia para qualquer cidado no gozo dos seus direitos polticos darem ao Juzo Eleitoral notcia de inelegibilidade que recaia em candidato com pedido de registro apresentado pelo partido ou coligao.

      Dia 18 - ltimo dia para os partidos polticos registrarem os comits financeiros, perante o Juzo Eleitoral encarregado do registro dos candidatos, observado o prazo de 5 dias aps a respectiva constituio. ltimo dia para qualquer candidato, partido poltico, coligao ou o Ministrio Publico Eleitoral impugnar os pedidos de registro individual de candidatos, cujos partidos polticos ou coligaes no os tenham requerido; Ultimo dia para qualquer cidado no gozo dos seus direitos polticos dar ao Juzo Eleitoral noticia de inelegibilidade que recaia em candidato que tenha formulado pedido de registro individual, na hiptese de os partidos polticos ou coligaes no o terem requerido.

      Dia 29 - ltimo dia para que os ttulos dos eleitores que requereram inscrio ou transferncias estejam prontos para entrega. ltimo dia para a publicao, no rgo oficial do Estado, dos nomes das pessoas indicadas para compor as Juntas Eleitorais para o primeiro e eventual segundo turnos de votao.

      Dia 31 - Data a partir da qual, at o dia do pleito, o Tribunal Superior Eleitoral poder requisitar das emissoras de rdio e de televiso at 10 minutos dirios, contnuos ou no, que podero ser somados e usados em dias espaados para a divulgao de seus comunicados, boletins e instrues ao eleitorado, podendo, ainda, ceder, a seu juzo exclusivo, parte desse tempo para utilizao por Tribunal Regional Eleitoral.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 3, 2012

      Incrvel!!! "PARTCULA DE DE DEUS"...

      Fsicos veem indcios da existncia da Partcula de Deus
      Adicionado por Dois por Um em julho 3, 2012.

      Tags: CERN, Cincia, Deus, existncia, fsica, Fsicos, indcios, partcula, vem

      As concluses do Fermilab vm de 10 anos de pesquisas do Tevatron,
      um potente acelerador de partculas que iniciou suas atividades em 1985

      AFP / Handout

      Experincia usada na busca pelo bson de Higgs:
      Demos um passo crucial na busca pelo bson de Higgs,
      declarou Dmitri Denisov, porta-voz do DZero e fsico do Fermilab

      Chicago Fsicos nos Estados Unidos reportaram na segunda-feira a descoberta de fortes indcios da existncia do bson de Higgs, a esquiva partcula conhecida como a Partcula de Deus e que supostamente faz com que os objetos tenham massa, mas esperam mais informaes da Europa para confirmar uma possvel descoberta.

      Se os fsicos conseguirem confirmar a existncia do bson de Higgs, a ltima pea que falta no modelo padro da fsica, o anncio se tornar um dos avanos cientficos mais importantes do sculo.

      Nossas informaes apontam fortemente para a existncia do bson de Higgs, mas precisamos dos resultados dos experimentos do Grande Colisor de Hdrons (LHC ou acelerador de partculas) na Europa para confirmar uma descoberta, declarou Rob Roser, porta-voz do laboratrio nacional americano Fermilab (Fermi National Accelerator Laboratory), no estado de Illinois (norte). Os resultados sero anunciados na quarta-feira.

      As concluses do Fermilab vm de 10 anos de pesquisas do Tevatron, um potente acelerador de partculas que iniciou suas atividades em 1985 e foi fechado no ano passado.

      Desenvolvemos sofisticados programas de simulao e anlise para identificar padres similares ao bson de Higgs. Ainda assim, mais fcil buscar o rosto de um amigo em um estdio esportivo com 100.000 pessoas do que buscar uma eventual partcula de Higgs entre as bilhes de colises, afirma Luciano Ristori, fsico do Fermilab e do Instituto Nacional de Fsica Nuclear (INFN) italiano.

      Os resultados do Tevatron indicam que a partcula de Higgs, se que existe, tem uma massa entre 115 e 135 gigaeletronvolts (GeV/c2), em torno de 130 vezes a massa do prton.

      Baseado em dois experimentos, conhecidos como CDF e DZero, a equipe de especialistas descobriu que h apenas uma chance em 550 de que o sinal encontrado seja meramente um acaso estatstico.

      No entanto, a importncia estatstica do sinal, de 2,9 sigmas, no suficientemente forte para atingir o limiar requerido de cinco sigmas para afirmar que uma partcula foi descoberta.

      Demos um passo crucial na busca pelo bson de Higgs, declarou Dmitri Denisov, porta-voz do DZero e fsico do Fermilab.

      Ningum esperava que o Tevatron conseguisse isso quando foi construdo na dcada de 1980″.

      As experincias com o acelerador de partculas mais potente, o LHC, do Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN), na fronteira entre a Frana e a Sua, apresentaram em dezembro de 2011 provocadores indcios de que a elusiva partcula estava escondida em uma estreita faixa de massa.

      O LHC do CERN, maior acelerador de partculas do mundo, mostrou uma possvel faixa do bson de Higgs entre 115 e 127 gigaeletronvolts (GeV).

      O GeV a medida padro para a massa das partculas subatmicas. Um GeV equivalente a massa aproximada de um prton.

      Os experimentos realizados nos Estados Unidos se aproveitaram desses resultados, ainda que analisando uma faixa um pouco maior.

      Agora, a comunidade cientfica espera com impacincia os resultados europeus desta semana.

      um verdadeiro suspense, afirmou o porta-voz do DZero, Gregorio Bernardi, fsico do Laboratrio de Fsica Nuclear e de Alta Energia da Universidade de Paris VI e VII. Estamos muito empolgados com isso.

      *Fonte: AFP


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 3, 2012

      Dvida de Minas: presidente da Assemblia de Minas, Dinis Pinheiro, est frente do movimento.


      DEPUTADOS VO A BRASLIA
      COBRAR REVISO DA DVIDA COM UNIO

      Deputados estaduais de todo o Pas se renem em Braslia (DF), nos dias 3 e 4 de julho, para apresentar a autoridades federais propostas de renegociao das dvidas dos Estados que vm sendo consolidadas pelo Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas e pela Unio Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale). Os encontros em Braslia so uma iniciativa do presidente do Colegiado e da Assembleia de Minas, deputado Dinis Pinheiro (PSDB-MG), e do presidente da Unale, deputado Joares Ponticelli (PP-SC).

      As audincias com as autoridades do Governo Federal, do Congresso Nacional e do Tribunal de Contas da Unio (TCU) acontecem na quarta-feira (4/7/12), mas j no dia anterior os parlamentares se renem no restaurante Fogo de Cho, a partir das 19 horas, para uma reunio preparatria. A reunio ser seguida de um jantar, no mesmo local, que ter entre os convidados o vice-presidente do TCU, ministro Augusto Nardes, e o ex-secretrio da Receita Federal, Everardo Maciel.

      A mobilizao para a visita Capital Federal comeou em 31 de maio, durante a 16 Conferncia Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, da Unale, que aconteceu em Natal (RN), simultaneamente a um encontro do Colegiado de Presidentes. Parlamentares e governos estaduais argumentam que as condies de pagamento das dvidas, firmadas em 1998, tornaram-se escorchantes com a estabilidade monetria e a queda dos juros, que se intensificou recentemente. Os acordos firmados em 1998 preveem uma correo dos dbitos pelo IGP-DI, mais juros de 6% ou 7,5%, dependendo do Estado.

      Mesmo pagando 13% da Receita Corrente Lquida, que o limite definido nos contratos, os Estados no vm conseguindo quitar nem mesmo os juros, e as dvidas se multiplicam, comprometendo a capacidade de investimento pblico. os 26 Estados e o Distrito Federal, 25 so devedores da Unio. Segundo dados do Balano Geral da Unio (BGU), o montante dessas dvidas subiu de 93,24 bilhes, em 1998, para R$ 350,11 bilhes em 2010.

      Os principais pontos defendidos pelos Estados para a renegociao das dvidas so a substituio do IGP-DI pelo IPCA como ndice de correo da dvida, retroativamente data de assinatura dos contratos; a reduo do percentual mximo de comprometimento da Receita Lquida dos Estados; e o ajuste da taxa de juros, para manter o equilbrio econmico- financeiro do contrato poca da assinatura. Esses itens foram definidos j em fevereiro, na Carta de Minas, documento produzido ao final do primeiro debate pblico interestadual, realizado na Assembleia mineira.




                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 3, 2012

      Nesta tera lanamento do Brumadinho Gourmet. O FESTIVAL GASTRONMICO est marcado para o perodo de 6 a 9 de setembro nos melhores restaurantes, pousadas e no Espao de Eventos do distrito de Casa Branca no municpio de Brumadinho.


      O secretrio de Estado de Turismo de Minas Gerais,
      Agostinho Patrus Filho
      e o prefeito de Brumadinho, Alvimar Barcelos
      (Foto:Assessoria de Comunicao - Prefeitura de Brumadinho)


      No lanamento s 20:00 no Raja Grill, aqui em BH, estaro polticos, empresrios do trade turstico, o secretrio de Turismo de Minas Agostinho Patrus, o prefeito de Brumadinho e o secretrio de Turimo do municpio, Caio Rodrigues. E convidados especiais, como o diretor regional da Claro, Gabriel Mendes e de marketing, Gabriel Guimares, alm do diretor presidente da Big Idias, Paulo lvares. Convidado, serei o mestre de cerimnia do evento.

                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Tera-feira, Julho 3, 2012

      Para ler e pensar

      Maioridade do real
      Artigo do senador Acio Neves,
      na Folha de So Paulo

      Em 1 de julho de 1994, data que ontem completou 18 anos, os brasileiros amanheceram o dia com uma nova moeda: o real. A iniciativa fazia parte de um programa de estabilizao econmica, que deu cabo de uma inflao sufocante e de desastrosa durao. Sem congelamento de preos ou confisco da poupana, ainda ento de memria recente, o real colocou o pas novamente na trilha do desenvolvimento.

      Embora tenha se tornado conhecido pelos resultados econmicos de controle da inflao, o Plano Real converteu-se certamente em uma das iniciativas de governo que mais trouxeram benefcios sociais em toda a histria do Brasil.

      No legado daquele perodo, h outro ativo de fundamental importncia: a confiana. Em torno do Plano Real, fortalecemos as bases polticas que permitiram ao Brasil avanar tambm no seu sistema democrtico. Vieram aquisies relevantes para a defesa da sociedade, como a Lei de Responsabilidade Fiscal e o Proer, hoje reconhecidos at mesmo por aqueles que, na poca, por convenincia, os combatiam.

      Entre as conquistas histricas propiciadas pelos efeitos do real est a universalizao do ensino fundamental. Com toda criana na escola, a educao se converteu no primeiro servio pblico a cumprir o objetivo republicano de acesso irrestrito por faixa de renda ou regio geogrfica.

      Na sade pblica houve mudana no eixo de atendimento, com privilgio ateno bsica, destinada aos mais pobres, e a colocao em prtica dos princpios do Sistema nico de Sade (SUS). O Programa Sade da Famlia chegou a 2002 com mais de 54 milhes de beneficiados, um salto de 4.750 % em relao a 1994.

      Embora o PT reivindique para si o monoplio da defesa dos mais carentes, foi sob o impacto do Plano Real que o Brasil firmou as bases de uma rede de proteo social, composta originalmente pelos programas Bolsa Escola, Bolsa Alimentao e Auxlio Gs, entre outros, todos anteriores chegada do PT ao poder. Data de 2001 o Cadastro nico para Programas Sociais, e de 2002 o lanamento do Carto do Cidado (base do futuro Bolsa Famlia) pelo ento governo do PSDB.

      Esses so alguns itens de uma relao de iniciativas que transformaram de verdade a sociedade brasileira. Entre aqueles que se dedicaram com responsabilidade para a implantao do Plano Real merecem o nosso reconhecimento, nesse dia, de forma especial, os presidentes Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso, pela determinao de honrar seu compromisso com o pas e criar bases slidas para o Brasil de hoje. Por amor ao Brasil, enfrentaram presses e incompreenses, e, com coragem, fizeram o que precisava ser feito, dever supremo de todo governante.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 2, 2012

      Novidade da Apple: o menos, ser mais

      Mini iPad ter7,85 polegadas e chegar em outubro

      Jornal International Business Times
      afirma que o tablet custar cerca de 299 dlares

      A Apple deve apresentar em outubro uma verso pequena do iPad com tela de 7,85 polegadas de acordo com uma matria publicada nesta segunda-feira pelo jornal americano International Business Times. A verso menor ser divulgada com a prxima gerao do tablet da Apple, que ter 9,7 polegadas, como todos os modelos anteriores. O IBTimes cita a empresa de anlise de mercado Pacific Crest como fonte da notcia.

      O iPad de tamanho alternativo visto como uma resposta da Apple aos concorrentes. Enquanto nenhum tablet com cerca de 10 polegadas conseguiu rivalizar com o iPad, os aparelhos com aproximadamente 7 polegadas tm conquistado a ateno dos consumidores. A Amazon vendeu 4 milhes de unidades de seu Kindle Fire, que tem precisamente 7 polegadas, apenas em dezembro do ano passado e at conquistou alguns clientes da Apple.

      Agora, mais um competidor de peso resolveu entrar nesse mercado: o Google anunciou na ltima quarta-feira o primeiro tablet lanado com sua prpria marca o Nexus 7, de, claro, 7 polegadas.

      O preo do Nexus 7 e do Kindle Fire tambm pensado para atrair os consumidores da Apple: os gadgets custam 199 dlares, enquanto a verso com menos armazenamento do Novo iPad custa 499 dlares. A resposta da Apple tambm levar o preo dos concorrentes em considerao. A Pacific Crest acredita que o iPad mini custar 299 dlares.

      Steve Jobs era contrrio fabricao de uma verso menor do iPad em diversas ocasies. "Acreditamos que uma tela de 7 polegadas seja pequena demais para que o software possa se expressar", disse Jobs em 2010, antes do lanamento do iPad 2.

      Veja tambm: compare preos e especificaes de tablets


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 2, 2012

      INFORUSO. Lanamento da verso 2012 ser dia 10, s 19:00 na Pizzaria 68, aqui em BH. Mas a FEIRA ser realizada dia 16 de OUTUBRO no Hotel Ouro Minas. Vale conferir.

      Coquetel de lanamento da Inforuso 2012
      Em 2012 o maior evento de informtica e telecomunicaes de Minas Gerais, Inforuso,
      contar com a keynote Speaker internacional Jeanne Holm

      O maior evento de informtica e telecomunicao de Minas Gerais, o Inforuso, j tem data e hora para acontecer. Ser no dia de 16 outubro, das 8h s 23h, no Hotel Ouro Minas.

      Este ano o evento promete ser ainda mais inovador. Seguindo a linha da edio 2011, a 28 Inforuso ser um congresso, contemplando palestras com convidados de peso, espao de networking, troca de experincias e de convivncia. Em 2012 o evento que tem como tema "O valor da TI para o negcio" contar com a presena da palestrante internacional Jeanne Holm, arquiteta de gesto do conhecimento da NASA, que atua junto Casa Branca como "technology evangelist" no Data.Gov, um dos principais projetos abertos pelo Governo Barack Obama.

      O coquetel de lanamento Inforuso 2012 ser realizado no dia 10 de julho, s 19h, no espao Veuve Cliquot, da Pizzaria 68. Como presenas garantidas, empresrios, fornecedores, CIOs (chief information officer), imprensa especializada do setor de TIC, vice-presidentes e diretores da Sucesu Minas.

      O evento de lanamento da 28 Inforuso promete agregar com o diferencial de pblico, que ser mais segmentado, com presena de CIOs das principais empresas do estado, centros de P&D&I, empresas de Tecnologia de Informao e Comunicao (TIC), entidades de fomento e de suporte a inovao, administrao pblica em geral, profissionais e usurios corporativos de TIC.

      Segundo o presidente da Sucesu Minas, Marcos Calmon, de suma relevncia fazer o lanamento de um evento to grandioso como o Inforuso, desta forma a Sucesu Minas demonstra a valorizao do setor de TIC mineiro. "Conseguir elencar pessoas que fomentam o setor de TI em um nico lugar, uma possibilidade fantstica que s engrandece o cenrio mineiro. Apresentar a Inforuso para este pblico potencializar a inovao tecnolgica e atrair um nmero ainda mais amplo de interessados no evento", conclui Calmon.

      Alm de fazer a apresentao do maior evento de informtica e telecomunicaes de Minas Gerais, a Sucesu Minas aproveitar a oportunidade para fazer o lanamento e distribuio do primeiro nmero da Revista Sucesu Minas, que tratar das mais importantes temticas referentes ao mercado de TIC mineiro.

      Servio: Pizzaria 68- Rua Felipe dos Santos, n 68, Lourdes BH
      *Evento Exclusivo para convidados
      Rachel Oliveira Comunicao e MKT


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 2, 2012

      SEVEN pilotada por Alexandre Neves TOP em internet.

      Torcida Medgalo
      destaca competncia da Seven


      Postado em: Depoimentos



      Dr. Flvia Costa Oliveira Magalhes - Torcida Medgalo


      Cliente da Seven Internet, a Medgalo torcida organizada do Clube Atltico Mineiro ressalta a competncia e a personalizao do atendimento da empresa. O site da Medgalo, fundada por um grupo de estudantes de Medicina da UFMG em 1974, foi desenvolvido por meio da ferramenta da Seven "Voc Faz".

      Veja o depoimento da Dr. Flvia Costa Oliveira Magalhes:

      "Tenho a Seven como meu brao direito. Uma empresa aliada em todos os assuntos de internet. uma empresa pioneira no mercado, comprometida com os clientes e muito competente.

      muito fcil tirar as dvidas e oferece um atendimento personalizado. Alm disso, ela viabiliza solues para alcanar seus objetivos. Uma equipe honesta, amiga, fiel a voc e aos nossos interesses."
      Dr. Flvia Costa Oliveira Magalhes
      Mdica e Nutricionista do Esporte
      Clube Atltico Mineiro
      Confederao Brasileira de Desportos Aquticos



                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Segunda-feira, Julho 2, 2012

      TEATRO Francisco Nunes faz 62 anos e vai ser todo reformado. Parceria entre a Fundao Municipal de Cultura e Unimed BH - dentro do projeto ADOTE UM BEM CULTURAL.

      O cenrio cultural de Belo Horizonte
      vai voltar a contar com um importante patrimnio
      que completa 62 anos de existncia em 2012.

      O Teatro Francisco Nunes, localizado no mais antigo patrimnio ambiental da capital, o Parque Municipal, ser restaurado e modernizado por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundao Municipal de Cultura, e a Unimed-BH.

      As duas instituies firmaram ontem, em solenidade realizada na sede da PBH, no Centro, um acordo que faz parte do programa Adote um Bem Cultural, mecanismo criado pela Prefeitura para incentivar a parceria entre o poder pblico e a iniciativa privada na restaurao, conservao e promoo dos bens culturais sob proteo municipal. Alm do prefeito Marcio Lacerda, o evento contou com as presenas da presidente da Fundao Municipal de Cultura, Thas Pimentel, e do diretor-presidente da Unimed-BH, Helton Freitas, entre outras autoridades.

      Com projeto arquitetnico da Lazuli Arquitetura, aprovado pela Fundao Municipal de Cultura, a Unimed-BH vai investir R$ 10 milhes no planejamento e na execuo das obras. O teatro receber novas cadeiras, um sistema de ar condicionado e a reforma da caixa cnica, dos sistemas de som e iluminao, da sala de aquecimento para artistas e camarins, da bilheteria, dos banheiros, da lanchonete e da cozinha.
      O foyer ganhar p direito duplo, com uma nica entrada central e um espao para exposies.
      O jardim lateral tambm ser revitalizado, alm de serem abertas salas para administrao.

      A iniciativa est em fase de projeto executivo e as obras devem ser iniciadas no segundo semestre deste ano. A reinaugurao do espao est prevista para fevereiro de 2014. O investimento da Unimed ser realizado em contrapartida aos projetos de implantao de novas unidades assistenciais, como a Central de Consultrios Mdicos, o Instituto de Ensino e Pesquisa em Sade e o Centro de Promoo da Sade.

      "A reforma do espao representa o resgate de um smbolo de destaque na histria de Belo Horizonte, que muito importante para a vida de cada um dos cidados belo-horizontinos", disse o prefeito Marcio Lacerda, que destacou a importncia da ao para a capital. Marcio explicou ainda que, mesmo a obra sendo feita pela Unimed como medida compensatria pelas unidades de sade que esto sendo construdas na capital, o espao vai continuar tendo carter pblico e sendo administrado pela Prefeitura.

      Helton Freitas, presidente da Unimed-BH, reiterou que, com a revitalizao do Francisco Nunes, ser devolvido para a capital um de seus maios importantes patrimnios, que representa, inclusive, um smbolo afetivo para muitos mineiros. Helton tambm destacou a relao existente entre a sade e outras reas, como a cultura e o lazer, citando outras importantes intervenes j realizadas na cidade. "Ns acreditamos que pessoas saudveis precisam de acesso cultura, educao, tecnologia, a oportunidades de emprego, ou seja, de acesso cidadania. A partir dessa crena, a praa Floriano Peixoto foi devolvida cidade, em 2010, totalmente restaurada e revitalizada. E, no ano seguinte, a cooperativa construiu e equipou a Praa da Sade, no bairro Graja, na regio Oeste da capital", destacou o presidente.

      Teatro Francisco Nunes

      O Teatro Francisco Nunes, inicialmente chamado Teatro de Emergncia, foi inaugurado em 1950 pelo prefeito Otaclio Negro de Lima. Nessa poca, a cidade encontrava-se carente de teatros, pois o antigo Teatro Municipal havia se transformado no Cine Metrpole, demolido em 1983, e o Palcio das Artes ainda estava em construo. O nome do teatro uma homenagem ao grande clarinetista e maestro mineiro Francisco Nunes, que criou a Sociedade de Concertos Sinfnicos de Belo Horizonte e dirigiu o Conservatrio Mineiro de Msica.

      A inaugurao possibilitou cidade ingressar no calendrio cultural dos grandes artistas e companhias teatrais do Brasil e do exterior, recebendo orquestras, temporadas lricas, shows antolgicos da MPB, festivais universitrios, espetculos teatrais e de dana. O palco do Teatro Francisco Nunes tambm abrigou o nascimento do moderno teatro mineiro, em suas mais variadas tendncias, como os trabalhos de Joo Ceschiatti, Joo Etienne Filho, Jota Dangelo e Hayde Bittencourt. Desde 2009 o teatro no era utilizado.

      Adote um Bem Cultural

      O programa foi lanado em abril de 2011 pela PBH, com o objetivo de incentivar a parceria entre o poder pblico e a iniciativa privada na restaurao, conservao e promoo dos bens culturais. A adoo pode ser voluntria ou realizada por meio de medida compensatria, acordada entre o empreendedor e o Conselho Deliberativo do Patrimnio Cultural do Municpio. O primeiro bem adotado por meio do programa foi o Conjunto Residencial So Cristvo, o IAPI, que foi pintado e revitalizado por meio de uma parceria entre a Prefeitura e as empresas AkzoNobel/Tintas Coral e Casa & Tinta. Com o visual totalmente renovado, o conjunto foi entregue aos moradores em maio deste ano.

      "O programa Adote um Bem Cultural ir possibilitar mais uma importante parceria para a cidade. A Fundao Municipal de Cultura e a Unimed, entendendo a necessidade de modernizao do teatro, no mediram esforos para viabilizar uma vontade de todos, que o retorno do Chico Nunes ao papel de protagonista na cena cultural de Belo Horizonte", destacou Thas Pimentel. A presidente da FMC tambm ressaltou a grandiosidade do projeto de revitalizao, que inclui diversas intervenes.

      "Trata-se de uma reforma completa, pois o projeto visa executar a restaurao das fachadas internas e externas e a reconfigurao da caixa cnica, cuidando da infraestrutura e modernizando o espao do teatro. O teatro vai ganhar uma recuperao de todo seu espao interno, com renovao tanto do layout do teatro quanto de seu mobilirio", explicou.






                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 1, 2012

      PIB da construo civil no pas teve alta de 213% em sete anos.

      FGV apresenta estudo da produtividade da construo civil.
      Economista Ana Castelo, da FGV,
      explica crescimento de 3,1%
      na produtividade do setor

      A eficincia nos processos construtivos no Brasil cresceu 3,1% entre os anos de 2003 e 2009. Os dados so do estudo A produtividade na Construo Civil. O fator que mais contribuiu para essa alta foi o aumento da produtividade da mo de obra, que registrou alta de 5,8% no mesmo perodo, enquanto o desempenho do fator capital apresentou recuo de 3,5%.

      Na primeira parte, o estudo se baseou nos dados da Pesquisa Anual da Indstria da Construo (PAIC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE), identificando a variao da produtividade dos fatores de produo. O perodo de anlise contemplou um momento de forte crescimento no setor no pas. Em 2003, o valor adicionado bruto da construo civil, o chamado PIB da construo, era de R$ 68,9 bilhes e saltou para R$ 146,8 bilhes em 2009, ltimo ano de dados disponveis quando o levantamento foi iniciado, h cinco meses. Uma alta de 213% em sete anos.

      De acordo com a coordenadora de Projetos da Fundao Getlio Vargas (FGV), Ana Maria Castelo, o aumento da eficincia nos processos construtivos de forma global ajudou no desempenho. O conceito de produtividade total dos fatores inclui o trabalho, o capital e a inovao, refora.

      O crescimento dos nveis de eficincia da mo de obra est interligado ao aumento da formalizao dos trabalhadores no setor de construo, que era de 19% em 2003 e passou a ser de 30% em 2009. Entretanto, a escassez de pessoas qualificadas , hoje, um gargalo para a indstria da construo.

      Na segunda parte da pesquisa, um Levantamento sobre as percepes quanto ao mercado foi feito com 166 empresas sediadas em 15 estados brasileiros. Foram consultadas construtoras com cinco ou mais funcionrios. Quando os gestores foram perguntados qual a maior dificuldade para se investir em capital, como mquinas e equipamentos, o resultado surpreendeu. Achvamos que os juros altos e o acesso ao crdito seriam os mais citados. Mas primeiro foi a falta de trabalhador qualificado para operar o maquinrio. Depois veio o custo do capital, afirma Ana Castelo.

      Por isso, a pesquisadora considera que a sada para o setor manter o crescimento observado na ltima dcada est no investimento em novos processos construtivos, priorizando a gesto eficiente dos recursos e fatores de produo. Contudo, ela adverte que o crescimento da produtividade do fator trabalho vem sendo suprimida nos ltimos anos pelo aumento dos salrios. Isso ascende o sinal amarelo. A preocupao quanto mo de obra deve estar na ordem do dia do setor, registra Ana Castelo.
      Assessoria de Imprensa do 84 ENIC:
      Sinduscon-MG:


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 1, 2012

      Parceria estratgica no combate s drogas


      Governador Antonio Anastasia
      lana Plano Mineiro de Combate s Drogas

      Governo de Minas e Ministrio da Sade
      assinam pacto para execuo do Plano Mineiro
      de Enfrentamento ao Uso Indevido de lcool,
      Crack e outras drogas

      GALERIA DE IMAGENS
      Wellington Pedro/Imprensa MG

      O governador Antonio Anastasia e oo ministro da Sade, Alexandre Padilha, assinaram nesta sexta-feira (29), no Palcio Tiradentes, pacto para a execuo do Plano Mineiro de Enfrentamento ao Uso Indevido de lcool, Crack e outras drogas. Trata-se de uma parceria entre os governos estadual e federal para o combate ao uso de drogas e recuperao dos dependentes qumicos.

      At 2014, a Unio dever repassar para o Estado cerca de R$ 476 milhes, por meio do Crack: possvel vencer, programa federal criado em dezembro do ano passado. Com a adeso do Estado ao programa e a entrada das verbas federais, as aes em andamento do Governo de Minas ganharo mais fora. J foram investidos, com recursos do Tesouro estadual, cerca de R$ 120 milhes para o combate s drogas.

      Esforo conjunto

      Em seu pronunciamento, o governador Anastasia disse que a assinatura do termo de adeso ao programa federal um passo fundamental na luta contra as drogas. um esforo conjunto, capitaneado pelo governo federal, que inclui aes no s da sade, mas tambm das reas da justia, da segurana, da assistncia social, da educao e todo esforo da sociedade organizada e dos poderes pblicos para combatermos de maneira veemente esta chaga, que tem nos acometido de modo to grave, afirmou Anastasia.

      O ministro Alexandre Padilha garantiu que os recursos sero repassados, parceladamente at 2014, para uma srie de aes, como a criao de 644 leitos de enfermarias especializadas em lcool e drogas, 86 Centros de Ateno Psicossocial (CAPS-AD) 24 horas, 93 Unidades de Acolhimento e 35 Consultrios nas Ruas. Ele ressaltou que a parceria com o Governo de Minas vai reforar as aes j existentes no Estado, por meio do programa Aliana pela Vida, criado em agosto de 2011.

      Quero agradecer a parceria que fizemos aqui. uma parceria que soma s iniciativas que j existem em Minas Gerais. Sabemos que, somente juntos e articulados, poderemos vencer o crack, disse o ministro.

      Pioneiro

      O Plano Mineiro de Combate s Drogas j contemplado no Aliana pela Vida, programa que serve de referncia para a execuo do Crack: possvel vencer em nvel nacional. O programa mineiro, por exemplo, apoia e financia comunidades teraputicas, alm de ampliar a atuao dos consultrios de rua para um atendimento mais estruturado e especializado de acolhimento do dependente.

      O Aliana pela Vida uma parceria entre diferentes entes do governo, municpios e entidades da sociedade civil para fortalecer a luta contra as drogas, aes e medidas de enfrentamento aos problemas relacionados ao consumo e trfico, principalmente do crack.

      Para 2012, o programa mineiro foi dividido em cinco linhas de aes, que atendem de forma descentralizada, em parceria com as prefeituras e as organizaes da sociedade civil, a todas as regies do Estado. O plano engloba aes nas reas de sade, esporte e juventude, educao, assistncia social e defesa social.

      Participaram da cerimnia o secretrio de Estado de Sade, Antonio Jorge, o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, o secretrio Nacional de Ateno Sade, Helvcio Miranda de Magalhes, e o presidente do Colegiado de Secretrios Municipais de Sade do Estado de Minas Gerais (Cosems-MG), Mauro Guimares Junqueira.




                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________

      __________________________________________________________
      Domingo, Julho 1, 2012

      Cncer de mama: em busca da reconstruo mamria imediata no SUS

      Comisso prope reconstruo
      imediata em caso de cncer de mama

      O presidente da Comisso de Sade da ALMG, deputado Carlos Mosconi, defendeu, na quarta-feira (27/06), a reconstruo mamria imediata pelo Sistema nico de Sade (SUS) em casos de cncer, e a preservao da fertilidade em pacientes submetidos ao tratamento da doena. O tema foi assunto de uma audincia pblica realizada pela ALMG com especialistas do setor.

      Mosconi acredita que a oncoplastia tem um impacto emocional favorvel para a paciente. No momento do tratamento cirrgico para a retirada do tumor, pode-se reconstruir a mama. A reconstruo imediata ajuda no emocional da paciente que se sente fragilizada com a mastectomia. Depois da oncoplastia, as mulheres podem continuar o tratamento necessrio, disse Mosconi.

      Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM - Regional Minas Gerais), Joo Henrique Reis, a estimativa que haja em torno de 52 mil casos de cncer de mama em 2012, no Brasil. Cerca de 75% poderiam ser considerados passveis de realizao de reconstruo imediata. No entanto, apenas 10% devem ser efetivamente reparados.

      Legislao. Para que a oncoplastia imediata pelo SUS seja obrigatria em Minas Gerais, o deputado Wilson Batista (PSD) fez o PL 2710/2011, que est em tramitao na ALMG. Para Batista, muitos mdicos focalizam a possibilidade da cura da doena e no discutem a viabilidade da reconstruo mamria no momento da retirada do tumor. O projeto aguarda parecer da Comisso de Constituio e Justia, que solicitou informaes Secretaria de Estado de Sade.

      Desde 1999, por meio da lei federal 9797, o SUS garante a cirurgia plstica reconstrutiva para as mulheres que sofrem mutilao parcial ou total da mama no tratamento do cncer. A autora, a ex-deputada federal Maria Elvira, defende a obrigatoriedade da reconstruo imediata. Precisamos devolver o smbolo da feminilidade dessas pacientes o mais rpido possvel. Alm disso, a interveno imediata traz menos sequelas para o corpo da mulher do que se feito tardiamente.

      Fertilidade. Mosconi tambm defendeu tcnicas de preservao de gametas e de reproduo humana assistida no caso de pacientes que ficam infrteis em decorrncia do tratamento de cncer. Os pacientes em idade frtil podem ter a capacidade de reproduo comprometida pelo tratamento. necessrio adotar medidas para se evitar tal problema, informou.

      Segundo o diretor cientfico da Clnica Pr-Criar e especialista em fertilidade, Ricardo Marinho, h programas de reproduo assistida na rede pblica, porm so voltados para infertilidade em geral. Pacientes da rea oncolgica precisam de prioridade, pois possuem urgncia no tratamento, que deve ser feito assim que sair a indicao mdica para a quimioterapia, por exemplo, explicou Marinho.


                             Link direto para este post:

      __________________________________________________________________________




      ___________________________


      Clique para conhecer

      ___________________________


      Clique para conhecer

      ______________________________

      Clique para conhecer

      ______________________________
      Clique para conhecer
      ______________________________
      Clique para conhecer
      ______________________________

           
       
      Clique e envie-nos 

seu e-mail