Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter Página do 

Programa João Carlos Amaral Entrevista Canal no youtube Clique e 

envie-nos seu e-mail Clique e 

envie-nos seu e-mail Volta para a página inicial Clique e conheça Clique e acompanhe-nos 

no twitter
___________________________


___________________________
Clique para conhecer
___________________________


__________________________


__________________________

__________________________


______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer
______________________________

Sinapro MG
______________________________
Clique para conhecer
______________________________
Clique para conhecer



+ Categorias

  • Todos (16281)
  • POLTICA (5929)
  • GERAL (2057)
  • ARTIGOS (285)
  • ENTREVISTAS (36)
  • ECONOMIA (3754)
  • GENTE (1210)
  • TURISMO (842)

  • + Links
    + Arquivos

    Fevereiro, 2006
    Maro, 2006
    Abril, 2006
    Maio, 2006
    Junho, 2006
    Setembro, 2006
    Julho, 2006
    Agosto, 2006
    Novembro, 2006
    Outubro, 2006
    Janeiro, 2007
    Dezembro, 2006
    Fevereiro, 2007
    Maro, 2007
    Abril, 2007
    Maio, 2007
    Outubro, 2007
    Junho, 2007
    Julho, 2007
    Agosto, 2007
    Setembro, 2007
    Dezembro, 2007
    Novembro, 2007
    Janeiro, 2008
    Maio, 2008
    Fevereiro, 2008
    Maro, 2008
    Julho, 2008
    Abril, 2008
    Junho, 2008
    Setembro, 2008
    Agosto, 2008
    Outubro, 2008
    Novembro, 2008
    Dezembro, 2008
    Janeiro, 2009
    Fevereiro, 2009
    Maro, 2009
    Abril, 2009
    Maio, 2009
    Junho, 2009
    Julho, 2009
    Agosto, 2009
    Setembro, 2009
    Outubro, 2009
    Novembro, 2009
    Dezembro, 2009
    Novembro, 2012
    Janeiro, 2010
    Fevereiro, 2010
    Maro, 2010
    Abril, 2010
    Maio, 2010
    Junho, 2010
    Julho, 2010
    Agosto, 2010
    Setembro, 2010
    Outubro, 2010
    Novembro, 2010
    Fevereiro, 2011
    Maro, 2011
    Abril, 2011
    Maio, 2011
    Junho, 2011
    Julho, 2011
    Agosto, 2011
    Setembro, 2011
    Outubro, 2011
    Novembro, 2011
    Dezembro, 2011
    Janeiro, 2012
    Fevereiro, 2012
    Maro, 2012
    Abril, 2012
    Maio, 2012
    Junho, 2012
    Julho, 2012
    Agosto, 2012
    Setembro, 2012
    Outubro, 2012
    Dezembro, 2012
    Agosto, 2015
    Janeiro, 2013
    Fevereiro, 2013
    Maro, 2013
    Abril, 2013
    Maio, 2013
    Setembro, 2015
    Junho, 2013
    Julho, 2013
    Agosto, 2013
    Setembro, 2013
    Julho, 2016
    Outubro, 2013
    Novembro, 2013
    Dezembro, 2013
    Janeiro, 2014
    Fevereiro, 2014
    Maro, 2014
    Abril, 2014
    Maio, 2014
    Junho, 2014
    Julho, 2014
    Agosto, 2014
    Setembro, 2014
    Outubro, 2014
    Novembro, 2014
    Dezembro, 2014
    Janeiro, 2015
    Fevereiro, 2015
    Maro, 2015
    Abril, 2015
    Maio, 2015
    Junho, 2015
    Julho, 2015
    Outubro, 2015
    Novembro, 2015
    Dezembro, 2015
    Janeiro, 2016
    Fevereiro, 2016
    Maro, 2016
    Abril, 2016
    Maio, 2016
    Junho, 2016
    Agosto, 2016
    Setembro, 2016
    Outubro, 2016
    Novembro, 2016
    Dezembro, 2016
    Janeiro, 2017
    Fevereiro, 2017
    Maro, 2017
    Abril, 2017
    Maio, 2017
    Junho, 2017
    Julho, 2017
    Agosto, 2017
    Setembro, 2017
    Outubro, 2017
    Novembro, 2017
    Dezembro, 2017
    Janeiro, 2018
    Fevereiro, 2018
    Maro, 2018
    Abril, 2018
    Maio, 2018
    Junho, 2018
    Julho, 2018
    Agosto, 2018
    Setembro, 2018
    Outubro, 2018
    Novembro, 2018
    Dezembro, 2018
    Janeiro, 2019
    Fevereiro, 2019
    Maro, 2019
    Abril, 2019
    Maio, 2019
    Junho, 2019



    _______________________________________________________________
    .

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. O presidente da Assemblia, deputado Alberto Pinto Coelho e o vice-governador, prof. Antnio Anastasia partiparam hoje da solenidade de entrega da Medalha Tefilo Otoni, realizada na cidade do Serro.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    Entregue na cidade do Serro a Medalha Tefilo Otoni...

     

                                Presidente participa de entrega da Comenda Tefilo Ottoni

    O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), participou, na manh desta segunda-feira (30/11/09), da solenidade de entrega da Comenda Tefilo Otoni, na cidade do Serro (Regio Central). A cerimnia foi presidida pelo vice-governador Antonio Augusto Anastasia e contou com vrias autoridades, como prefeitos, deputados e secretrios estaduais. Trinta personalidades foram agraciadas na terceira edio da medalha, criada por lei de iniciativa do presidente da ALMG e do deputado Getlio Neiva (PMDB).

    Entre os agraciados presentes estavam o reitor da PUC Minas, Dom Joaquim Giovani Mol Guimares, tambm escolhido como orador oficial do evento. Ainda receberam a comenda o presidente do Tribunal de Justia de Minas Gerais, desembargador Srgio Antnio de Rezende; e os deputados federais Jos Saraiva Felipe (PMDB-MG) e Rodrigo de Castro (PSDB-MG). Alm deles, prefeitos, vereadores, professores, advogados, empresrios, servidores pblicos e membros de outras categorias foram condecorados.

    Tambm compuseram a mesa dos trabalhos: os prefeitos de Serro, Guilherme Simes Neves, e de Tefilo Otoni, ex-deputada Maria Jos Haueisen; e o deputado Alencar da Silveira Jr (PDT), entre outros. Durante cada agraciamento, a Banda de Msica do 3 Batalho da Polcia Militar executou diversas msicas, abrilhantando a solenidade.

    Em entrevista aps a solenidade, o presidente Alberto Pinto Coelho disse que Tefilo Otoni foi um grande partidrio do movimento liberal e portanto, uma referncia para todos. Para ele, a medalha faz justia ao trabalho desse poltico, legitimando o trabalho das pessoas que, "como Tefilo Otoni sua poca, lutaram pela regio"

    Antes de falar sobre a medalha, o vice-governador Antnio Anastasia agradeceu o empenho dos deputados da ALMG para se asfaltar estradas na regio. Ele citou as estradas que ligam Milho Verde ao Serro e a Diamantina, as quais j esto com obras de asfaltamento sendo finalizadas. Anastasia valorizou "o monumento de coragem cvica, coerncia e autenticidade que Tefilo Otoni construiu em sua histria". Na opinio do vice-governador, ainda hoje, persistem os problemas decorrentes do centralismo poltico e econmico, "vivenciados e combatidos por Tefilo Otoni quela poca".

    O prefeito Guilherme Simes agradeceu a iniciativa da comenda no municpio, "colocando o Serro no mapa poltico nacional". Destacou que "a medalha faz justia a quem foi um dos mentores da construo da democracia nacional, Tefilo Otoni". O reitor Dom Joaquim Mol Guimares, declarou que o poltico mineiro agiu como profeta, questionando a sinceridade, a autenticidade da poltica, ao liderar a Revoluo Liberal.

    Antes da entrega da medalha, Antnio Anastasia, acompanhado do presidente da ALMG, colocou flores no busto de Tefilo Otoni, em Praa no Centro do Serro.

    A Comenda Tefilo Ottoni foi criada em 2007, atravs da Lei 16.920, originria de um projeto de lei dos deputados Alberto Pinto Coelho e Getlio Neiva. A medalha homenageia pessoas e instituies que tenham se dedicado ao desenvolvimento poltico, cultural, econmico e social das regies Nordeste de Minas Gerais, Vales do Jequitinhonha e do Mucuri, e Norte de Minas.

    A lei prev que a entrega da medalha seja feita anualmente, em cerimnia realizada no ms de novembro, alternadamente nos municpios do Serro e de Tefilo Ottoni. Em 2007, a solenidade foi realizada no Serro e em 2008 em Tefilo Ottoni, como prev a legislao.

    Histria - Tefilo Benedito Ottoni nasceu em 1807 na Vila do Prncipe, sede da Comarca do Serro Frio, a maior comarca entre as cinco do estado poca. Foi deputado provincial por Minas Gerais, deputado-geral e senador. Liderou a revoluo liberal em Minas (1842) e, aps ser derrotado, ficou preso em Ouro Preto. Em 1844, foi anistiado e reeleito deputado. Em 1850, fundou a Companhia do Mucuri, de comrcio e colonizao da regio. Com a empresa, promoveu a navegao do rio, construiu a rodovia de Santa Clara, catequizou ndios e incentivou a instalao de imigrantes europeus no Mucuri. Fundou a vila de Filadlfia, embrio da cidade de Tefilo Ottoni. Muito doente, com maleita, morreu no Rio de Janeiro, em 1869, vtima de intoxicao adquirida no Mucuri. Tefilo Benedito Ottoni nasceu em 1807 na Vila do Prncipe, sede da Comarca do Serro Frio, a maior comarca entre as cinco do estado poca. Foi deputado provincial por Minas Gerais, deputado-geral e senador. Liderou a revoluo liberal em Minas (1842) e, aps ser derrotado, ficou preso em Ouro Preto. Em 1844, foi anistiado e reeleito deputado. Em 1850, fundou a Companhia do Mucuri, de comrcio e colonizao da regio. Com a empresa, promoveu a navegao do rio, construiu a rodovia de Santa Clara, catequizou ndios e incentivou a instalao de imigrantes europeus no Mucuri. Fundou a vila de Filadlfia, embrio da cidade de Tefilo Ottoni. Muito doente, com maleita, morreu no Rio de Janeiro, em 1869, vtima de intoxicao adquirida no Mucuri.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    TV Assemblia faz hoje 14 anos no ar. Parabns e mais sucesso ainda!!!



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    TVA aniversariando hoje...

     

                               TV Assembleia completa 14 anos nesta segunda-feira (30)

    A TV Assembleia completa 14 anos nesta segunda-feira (30). A primeira emissora legislativa do Pas chega hoje a 211 municpios do Estado em canal aberto, levando uma programao que inclui transmisses ao vivo das reunies de Plenrio, das comisses e dos eventos institucionais. Alm disso, a TV produz telejornais, programas de entrevistas e debates que levam a todos os cidados mineiros informaes sobre o dia-a-dia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

    O ano de 2009 foi de muito trabalho na TV Assembleia: quase 1.000 horas de transmisso ao vivo de reunies por ano; 12 viagens de comisso por ms; 132 reportagens por semana; 24 horas de programao por dia. A migrao do sistema analgico para o digital tambm modificou a rotina. Os novos equipamentos de edio, captura e exibio digitais resultaram em ganho de qualidade na imagem e no udio das gravaes. A implementao do sistema tambm possibilitou a ampliao da grade de programao de 19 para 24 horas dirias e vai subsidiar a prestao de um novo servio: o fornecimento de cpias de vdeos sob demanda, atravs da internet.

    A renovao do servio de manuteno dos sistemas retransmissores da TV Assembleia no interior do Estado resultou em significativa reduo de custos e maior eficincia. O volume de gravaes na ntegra e transmisses ao vivo de reunies aumentou consideravelmente neste ano: foram 172 em 2008 e 302 em 2009 at novembro. Neste ano, a TV Assembleia transmitiu ao vivo ou gravou na ntegra 289 reunies de comisso com convidados (95% do total). Outro destaque foi a realizao de quatro sries de reportagens e a cobertura dos eventos da Casa, especialmente as comemoraes dos 20 anos da Constituio Estadual, que mobilizou toda a equipe da emissora durante seis meses.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    Debate sobre Voluntariado, hoje,14 horas no plenrio da Assemblia de Minas. Confira as outras atividades desta semana.

     

                        Semana ter Conferncia de Cultura e 15 reunies com convidados

    Um debate pblico sobre voluntariado abre as atividades da primeira semana de dezembro na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O perodo de 30/11 a 4/12/09 reserva ainda a realizao da 2 Conferncia Estadual de Cultura e a entrega da Medalha do Mrito Legislativo 2009, alm de reunies com convidados das comisses permanentes, sendo trs delas no interior: Governador Valadares, Tefilo Otoni e Par de Minas.

    A solenidade de entrega da Medalha do Mrito Legislativo integra as comemoraes dos 20 anos de promulgao da Constituio Estadual. O evento ser na quinta-feira (3), s 10 horas, no Expominas (Belo Horizonte) e ter a participao do presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), e do governador do Distrito Federal, Jos Roberto Arruda, que ser o orador oficial. Recebero a homenagem 219 personalidades que, ao longo do ano, destacaram-se por seus servios ou mritos.

    Com o tema "Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento", a 2 Conferncia Estadual de Cultura comea na quarta-feira (2) e termina na sexta (4), na ALMG. O objetivo propor estratgias para o fortalecimento do setor em Minas, bem como criar mecanismos para universalizao de acesso cultura. O encontro deve reunir cerca de 500 representantes de diferentes segmentos culturais de Minas em busca de propostas para a plenria da Conferncia Nacional de Cultura, prevista para maro de 2010, em Braslia.

    Comisses faro 15 reunies durante a semana

    O debate pblico da Comisso de Trabalho, da Previdncia e da Ao Social ser segunda-feira (30), s 14 horas, no Plenrio. Com o tema "Voluntariado transformador: Preservando bens comuns e ampliando a cidadania", parlamentares e convidados traaro um diagnstico do voluntariado no Estado e vo ainda discutir formas de aproximar os voluntrios.

    Ainda na segunda-feira (30), s 14 horas, no Auditrio, a Comisso de Direitos Humanos vai fazer uma audincia pblica para debater o Projeto de Lei Federal 4.548/98, que dispe sobre as sanes penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. O projeto est em tramitao na Cmara dos Deputados e pretende modificar a Lei de Crimes Ambientais, que considera crime ferir, mutilar, cometer ato abusivo e maus-tratos contra animais silvestres, domsticos ou domesticados, nativos ou exticos. A inteno retirar a expresso "domsticos ou domesticados", sob o argumento de que a realizao de rodeios e vaquejadas tem sido prejudicada pela atual legislao.

    Segurana - Duas reunies esto previstas para tera-feira (1o). s 10 horas, no Auditrio, a Comisso de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel vai tratar de questes relacionadas ao processo de licenciamento ambiental dos assentamentos rurais. O objetivo esclarecer os trabalhadores e a sociedade sobre os procedimentos exigidos no licenciamento para a utilizao das terras resultantes da reforma agrria, em especial para o uso da gua. Duas reunies esto previstas para tera-feira (1o). s 10 horas, no Auditrio, a Comisso de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel vai tratar de questes relacionadas ao processo de licenciamento ambiental dos assentamentos rurais. O objetivo esclarecer os trabalhadores e a sociedade sobre os procedimentos exigidos no licenciamento para a utilizao das terras resultantes da reforma agrria, em especial para o uso da gua.

    No mesmo horrio, mas em Governador Valadares, a Comisso de Segurana Pblica estar reunida, dando continuidade tarefa de mapear o setor no Estado. Os deputados recebero informaes da comunidade e de autoridades sobre a situao na regio e encaminharo as sugestes e reivindicaes aos rgos responsveis no Estado.

    A comisso j visitou seis cidades: Uberaba (Tringulo Mineiro), Montes Claros (Norte de Minas), Pouso Alegre (Sul), Barbacena (Regio Central), Una (Noroeste) e Ipatinga (Vale do Ao). A ltima reunio do ano ser na quarta (2), s 10 horas, em Tefilo Otoni. O objetivo dos deputados visitar cada uma das 17 cidades que so sedes de Regies Integradas de Segurana Pblica.

    Agenda cheia na quarta-feira (2), com sete reunies e uma visita

    O dia comea com uma apresentao, Comisso de Direitos Humanos, de um estudo chamado "Diagnstico de impactos de grandes projetos em direitos humanos - Estudo de casos sobre cana-de-acar", realizado no Tringulo Mineiro e Alto Paranaba. O coordenador do estudo, frei Rodrigo Pret, um dos convidados. O encontro ser s 9 horas, no Auditrio.

    No mesmo horrio, no Plenarinho IV, a Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria (FFO) se reunir extraordinariamente para debater os decretos 45.203 e 45.205, que alteram a estrutura da Secretaria de Estado de Fazenda. Representantes do Sindicato dos Fiscais e Agentes Fiscais de Tributos de Minas (Sindifisco) consideram prejudiciais as alteraes propostas pelo governo.

    Duas audincias na sede da ALMG esto marcadas para as 10 horas de quarta-feira (2), alm de uma visita da Comisso de Sade, que vai ao Hospital das Clnicas da UFMG, em Belo Horizonte, para verificar a situao da instituio. O hospital, maior centro de transplante de rgos de Minas, passa por dificuldades financeiras.

    No Plenarinho II, a Comisso de Educao, Cincia, Tecnologia e Informtica prestar homenagem Escola Estadual Doutor Luiz Pinto de Almeida, de Santa Rita do Sapuca, vencedora do Prmio Referncia Nacional em Gesto Escolar. Na sequncia, s 10h30, os parlamentares se reuniro com convidados para avaliar o que pode ser feito para a incluso das escolas famlias agrcola no Programa de Alimentao Escolar da Secretaria de Estado da Educao.

    A Comisso de Minas e Energia, por sua vez, estar no Plenarinho III. Na pauta, os planos e programas relativos aos levantamentos geolgicos bsicos e estudos ambientais da Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais (CPRM) para Minas Gerais.

    Finalizando o dia, s 15 horas, no Auditrio, a Comisso de Assuntos Municipais vai debater as condies de funcionamento das unidades de atendimento da Fundao Caio Martins (Fucam), especialmente em relao s mudanas implementadas pela atual diretoria, nomeada em dezembro de 2008. A inteno apresentar sociedade os resultados obtidos pelo trabalho executado pela nova diretoria da entidade, assim como se ocorreram melhorias nas condies de atendimento do pblico-alvo da fundao, formado por crianas e adolescentes carentes.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    Hlio Costa em BH...

    Agenda do ministro das Comunicaes,
    senador Hlio Costa nesta segunda-feira
     na capital mineira



      
     Dia 30/11 Segunda-feira
    18h00 Lanamento Selo Postal
    Comemorativo aos 84 anos do  
    Automvel   Clube de Minas Gerais"
    20h00 -  Lanamento do Selo Postal
    Comemorativo ao Centenrio da 
    Academia Mineira de Letras

    20h00 Premiao IBEF-MG Executivo
      de Finanas Corporativas 
    de Minas
     Promoo: Instituto Brasileiro  
    de Executivos de Finanas
      Local: Automvel Clube



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    HOJE na Rede Super.

    Hoje, 13h30 na TV REDE SUPER,canal 23 da NET,
    aqui em BH, converso com o diretor regional dos Correios, em Minas,
    Fernando Miranda no Programa Joo Carlos Amaral News.
    Vale conferir.





    Fernando Miranda destaca na entrevista
     o desempenho dos Correios no Pas
    crescendo em ritmo chins - 12% em 2008.
    Falando tambm sobre os Correios em Minas,
    os investimentos em pessoal,
     nas aes sociais e infraestrutura
    de entrega de encomendas empresarias.
    Diz que s 5% dos que usam os servios
    dos Correios so pessoa fsica...
    confira a entrevista na ntegra s 13h30 de hoje
    na Rede Super, canal 23 na net em BH.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 30, 2009

    Lamentamos a morte do colega jornalista Alcio Cunha. Notcia pinada do jornal Hoje em Dia aonde Alcio trabalava, aqui em BH.

                                              Alcio Cunha vai ficar para sempre na memria



    Enterro do jornalista,
    morto no sbado (29),
    reuniu centenas de pessoas
     no Cemitrio Parque da Colina









    Alcio Cunha


    O reprter e colunista do HOJE EM DIA sofreu um AVC em outubro deste ano



    O jornalista Alcio Cunha, reprter, colunista e  blogueiro do HOJE EM DIA, morreu na noite de sbado (29), aos 40 anos. Em coma desde 6 de outubro, por consequncia de acidente vascular cerebral, o jornalista morreu no Hospital Vila da Serra. 
    O enterro, no final da tarde deste domingo (30), levou centenas de pessoas ao Cemitrio Parque da Colina, entre familiares, amigos, jornalistas, intelectuais e artistas de vrias reas, que destacaram a perda insubstituvel para a imprensa e para as artes de um dos mais expressivos reprteres culturais surgidos nos ltimos 20 anos.
    Mais que a dedicao incondicional ao trabalho e s questes do meio cultural, Alcio Cunha obteve destaque pela incomum capacidade de trafegar por todas as searas da cultura, que dominava com invejvel competncia. Comeou no jornalismo como free-lance nas sucursais de revistas como Veja e Isto e na redao do Jornal de Casa. 
    No caderno Cultura do HOJE EM DIA, desde o incio da dcada passada, encontra o caminho definitivo para a meterica trajetria como jornalista. Formado em Comunicao Social pela UFMG, em 1990, comeou produzindo eventuais crticas de cinema. Aos poucos, sempre com eficincia notvel, abraa outras sees, especialmente a literatura, especificamente a poesia. Ao leque de habilidades somam-se tambm as crnicas, que passa a publicar no jornal s teras-feiras.
    Deixou textos inditos e trs livros publicados. A primeira edio foi "Lrica Caduca" (editora Por Ora, 1999), um admirvel exerccio de sntese - uma das caractersticas marcantes de seu trabalho como poeta. "Lrica Caduca" limita-se apreciao de especialistas e intelectuais; trata-se de edio artesanal, idealizada em papel reciclvel e dobrvel em sanfona.
    O ttulo do segundo livro soa com ironia para quem conhece a memria mxima do jornalista. "Mnima Memria" (editora Scriptum, 2007) caloroso reencontro com a terra-natal, a Boa Esperana dos tempos de grupo escolar, esmiuada e reinventada na conciso em forma de haicai.
    Essa impressa declarao de amor no fica sem resposta dos conterrneos: a Academia de Letras de Boa Esperana consagra seu filho como imortal. Em maro de 2008, Alcio Cunha retorna em grande estilo a Boa Esperana, acompanhado do filho Joo Antnio - hoje com oito anos, fruto do casamento com a jornalista Mrcia Queiroz.
    De sua bibliografia constam tambm dezenas de participaes em revistas, ensaios de artes plsticas, o texto do livro "Mario Mariano" (editora V&N, 2007), ensaio sobre o artista baiano, e a incluso em coletneas brasileiras e portuguesas.
    De acordo com o jornalista Itamar de Oliveira, professor na UFMG, Alcio Cunha foi um dos alunos mais brilhantes de sua poca. "Era um aluno incrvel e destacado, o que j anunciava o profissional brilhante do jornalismo mineiro contemporneo".
    J o msico Juarez Moreira destaca sua importncia como agitador cultural e como crtico. "No tenho palavras para expressar a qualidade do trabalho do Alcio e a importncia que ele tem como agitador cultural e como crtico sempre antenado com o de melhor em cada rea. Aprendi muito com ele e acho que o jornalismo cultural em Minas acaba de ficar um pouco mais pobre", aponta o msico.
    Tenho muito orgulho de ter pintado um retrato do Alcio Cunha em 2001", destaca o artista plstico Carlos Bracher, outro dos diletos amigos do jornalista. "Trata-se de pessoa absolutamente impressionante e extraordinria, tanto pela qualidade de seu trabalho quanto pela multiplicidade de interesses na criao e na traduo atravs de suas matrias jornalsticas de rara sensibilidade. Era um artista plural, atencioso com tudo e com todos, um ser humano privilegiado, um interlocutor extraordinrio e com uma formao cultural que alcanava ampla gama de conhecimentos, da poesia arquitetura, ao cinema, filosofia, s artes plsticas".
    Para Bracher, sabedoria e generosidade so as caractersticas mais marcantes do trabalho e da personalidade de Alcio Cunha. "Perdemos um jornalista de talento nico e um intelectual generoso, prdigo na difcil e muitas vezes incompreendida misso de relatar e enaltecer os feitos alheios. As pessoas sempre ficavam melhores do que eram e mais importantes em suas belas reportagens", observa o artista. "Perdemos, sim, um mediador como poucos e um ser humano de primeira qualidade", afirma.
    "Era um trabalhador incansvel da literatura e da arte das palavras. Deixa uma lacuna, um vazio para seus tantos leitores e seus admiradores de grandezas variadas", lamenta Lyslei Nascimento, professora de literatura da UFMG.
    "Trabalhamos juntos em diversas ocasies e sempre impressionava a todas as pessoas seu talento e uma intensidade que nunca vi em nenhum outro jornalista. Ele acompanhava tudo, sabia tudo, estava sempre presente em todos os lanamentos e estreias. Talento e intensidade so palavras-chave para definir Alcio Cunha".
    Uma das homenagens ao trabalho de Alcio Cunha como reprter de cultura e como escritor e poeta vai ao ar nos prximos dias pela Rede Minas de Televiso. A emissora produziu um perfil sobre seu trabalho que foi apresentado em maio, no programa "Imagem da Palavra". De acordo com Luciano Alkmin, diretor da emissora, o programa dever ser reeditado para ser exibido ainda nesta semana.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________
    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 29, 2009

    ARTIGO do nosso amigo Wagner Gomes - consultor empresarial - publicado na edio da Revista VIVER BRASIL.

                                                               O COLAPSO DO DLAR

                                                         

                                                                          Wagner Gomes

    Estaria o Euro desafiando a reputao do dlar americano? Avinash Persaud, presidente da consultoria financeira britnica Intelligence Capital Limited, expe assim seu ponto de vista: acredito que a atual crise financeira vai apressar o fim do dlar como a moeda de reserva do mundo.

    Efetivamente, contra ele, conspiram fatos como a fragilidade dos bancos americanos que, aliada aos abalos das instituies reguladoras, a exemplo do Federal Reserve, fragiliza a liderana poltica dos EUA.
    A Europa desenvolveu sua prpria moeda e ao v-la em permanente processo de valorizao, mostra sua competncia frente moeda americana. Seus lderes, no entanto, no mostram predisposio de a transformarem em reserva mundial.
    Uma potncia em franca ascenso econmica, como a China, poderia candidatar-se a ter sua moeda como eventual sucessora do dlar? Dificilmente isto ocorreria, pois a China no tem o mercado aberto ou instituies, com credibilidade, para assumir esse papel, embora Avinash Persaud lembre que essa era a mesma situao dos EUA no sculo passado, eis que at 1913 no possuam, ainda, um Banco Central.
    Algumas poucas dcadas aps, sua moeda j desafiava a libra esterlina em todo o mundo. H que se considerar que a China, aps ultrapassar a marca de US$ 1 trilho em bens lastreados em dlar, tem enorme interesse em mant-lo forte, tornando-se, pois, um fiel da balana nesse frgil equilbrio financeiro que vivenciamos.
    J o gigante americano, que muitos julgam ferido de morte, tem fatores de peso que o resguardam nesse cenrio favorvel a mudanas: uma formidvel posio geopoltica, amparada por forte presena militar e por sua conhecida capacidade de superao e renovao de conceitos e valores.
    Por tudo isso os grandes fruns econmicos tentam adivinhar o futuro do dlar, cuja viso mais se assemelha a uma gangorra em seus movimentos de sobe e desce, em desconcertante oscilao. O seu uso como moeda internacional resultou do sucesso militar da Amrica na Segunda Guerra Mundial e, desde ento, reina soberano e absoluto, respondendo hoje por mais de 40% do comrcio internacional. Lembrem-se de que o euro tem atendido Unio Europia, e a dupla iene japons com yuan chins domina ao sul da sia.
    O fato que os produtores americanos esto em verdadeira lua de mel com esse quadro, pois, com sua moeda mais fraca melhoraram, significativamente, as exportaes, que vm reanimando sua combalida economia.
    O mais provvel, a exemplo do que j vem ocorrendo quase imperceptivelmente, que, em breve, no mais haver um nico pas sendo o guardio da ordem econmica mundial como vinha ocorrendo nas ltimas dcadas e, tampouco, reinar uma moeda nica. As reservas dos pases formar-se-o com uma cesta de moedas, determinando uma nova forma de equilbrio das potncias econmicas.
    E o dlar que hoje parece, a um s tempo, no ser a moeda dos Estados Unidos, mas sim um problema mundial, tornar-se-, apenas, uma das moedas do mundo, e, substancialmente, um problema americano por excelncia. 


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 29, 2009

    Economia mineira.











    Balana comercial de Minas
    representa 44% do saldo nacional



    O saldo da balana comercial de Minas Gerais representou 43,4% do resultado nacional, nos ltimos 12 meses. Nesse perodo a diferena entre exportaes e importaes resultou em US$ 11,5 bilhes. De janeiro a outubro o saldo comercial do estado foi de US$ 9,954 bilhes, o equivalente a 44% da balana brasileira. Os dados foram divulgados na pesquisa mensal da Fiemg sobre o comrcio exterior do estado, com base nos levantamentos do Ministrio da Indstria, Desenvolvimento e Comrcio Exterior (MDIC).



     

    Novamente o minrio de ferro encabeou a pauta de exportaes mineira. Sozinho ele representou 35,20% de todo o embarque realizado nos nove primeiros meses do ano. Entre os demais produtos em evidncia, destaque para a soja, cujas exportaes avanaram 93% entre janeiro e outubro, em relao a igual perodo de 2008. Nessa mesma base de comparao aumentaram as vendas externas de acar (51%), frmacos (244,30%), ouro (18,44%) e aparelhos de preciso (26%).



     

    Por outro lado, ao bruto (-64,72%) e ferro-gusa (-70,42%) estiveram entre as redues mais significativas nas exportaes. Seguiram a mesma trajetria de queda os laticnios (-75%), celulose (-39,25%), veculos (-46%) e calados (-20,03%).



     

    Desmembrando os embarques de Minas por fator agregado, 56,9% dos produtos comercializados so bsicos; 23,4% manufaturados; e 19,6% semifaturados. A pesquisa revela que a China continua como o principal destino das vendas mineiras. O pas asitico importou 8,4% a mais entre janeiro e outubro, se comparado com as compras feitas no mesmo intervalo do ano passado.



     

    Entre janeiro e outubro de 2009 as importaes atingiram US$ 6,03 bilhes, um recuo de 31,6% sobre o mesmo intervalo do ano passado. As compras de materiais de transporte, como veculos e autopeas, abocanharam 25,9% do total importado pelo estado. Em seguida aparece a importao de mquinas e aparelhos mecnicos, com 19,34% do total adquirido nos oito primeiros meses de 2009. A importao de material aeronutico expandiu 31,82%; j as compras internacionais de veculos cresceram 9,72% no perodo.


    Acompanhe o Sistema Fiemg no Twitter: www.twitter.com/sistemafiemg



     



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 29, 2009

    Dado o primeiro passo... nota pinada do HBLOG de Hugueney Bisneto de Uberlndia.

     

    Diploma para jornalista






    Talvez vc j soubesse mas a notcia no foi muito divulgada : CCJ da Cmara aprova PEC que prev exigncia de diploma para jornalistas


    Braslia - A Comisso de Constituio e Justia (CCJ) da Cmara aprovou dia desses a proposta de emenda Constituio (PEC) que torna obrigatrio curso superior para o exerccio da profisso de jornalista. Agora ser criada um a comisso especial da Cmara que ter o prazo de 40 sesses para analisar a matria. A PEC 386/09 estabelece a necessidade de curso superior em jornalismo para o exerccio da profisso. H quatro meses, o Supremo Tribunal Federal derrubou a obrigatoriedade do diploma. Um dos argumentos o de que legislar sobre o assunto seria uma tentativa de restrio da liberdade de expresso, prevista na Constituio. Izabel Almeida Bacelar/jornalista (com diploma) e eu tambm- Carlos Hugueney Bisneto/jornalista (com diploma)


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 29, 2009

    Aviao na tica do governo Acio Neves.

    Polo de Aviao Civil
    prioridade do Governo















    Carlos Alberto/Secom MG
    Srgio Barroso disse que a instalao do polo  importante no fomento de uma nova economia
    Srgio Barroso disse que a instalao do polo importante no fomento de uma nova economia
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm








    Governo de Minas se prepara para crescimento areo
    Governo de Minas se prepara para crescimento do setor areo

    BELO HORIZONTE (27/11/09) - Dirigentes de rgos dos governos federal e estadual, tcnicos do setor e de companhias areas, alm do diretor do Centro de Tecnologia Aeroespacial (CTA), tenente-brigadeiro Cleonilson Niccio da Silva, se reuniram nesta sexta-feira (27), no auditrio do BDMG, em Belo Horizonte, durante o 2 Encontro do Polo de Aviao Civil de Minas Gerais. O encontro teve como objetivo fortalecer a parceria entre os diversos rgos envolvidos na implantao do Polo de Aviao Civil na Regio Metropolitana de Belo Horizonte.

    O secretrio de Desenvolvimento Econmico, Srgio Barroso, frisou que o Estado tem contado, entre outros, com o apoio decisivo da Agncia Nacional de Aviao Civil (Anac). Para o secretrio, a instalao do Polo de Aviao Civil importante no fomento de uma nova economia.

    O diretor do CTA, tenente-brigadeiro Cleonilson Niccio da Silva, informou que a Embraer , hoje, a terceira maior fabricante de aeronaves do mundo, o que a capacita para planejar e construir aeronaves para operar em todas as rotas brasileiras.

    Estrutura

    Desde junho deste ano, o polo conta com cursos de mecnicos de aeronaves, em escolas credenciadas Escola Politcnica de Minas Gerais (Polimig), o Servio Social do Transporte (Sest) e o Servio Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) - com cerca de 300 alunos, que recebem bolsas de estudos custeadas pelo Governo do Estado, atravs da Secretaria de Estado de Educao (SEE).

    H ainda cursos de especializao em Engenharia Aeronutica, com mais de 120 graduandos, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na Fundao Mineira de Educao e Cultura (Fumec) e na UNATEC, em cooperao com a Secretaria de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes). Simultaneamente, tradicionais aeroclubes de Minas Gerais esto se credenciando para a formao de pilotos de avio, com bolsas para horas de voo em convnio com a Anac em 2010.

    Outra iniciativa do Governo de Minas a implantao do Centro de Estudos Aeroespaciais no municpio de Lagoa Santa, na Regio Metropolitana de Belo Horizonte, que contar com instalaes e com laboratrios avanados, sob a gesto da Fundao Centro Tecnolgico de Minas Gerais (Cetec), tambm em cooperao com a Sectes.

    Este Centro contar com recursos do Estado, assim como o apoio do Ministrio da Educao, com inicio das obras previsto para o primeiro semestre de 2010. A obra receber investimentos de R$ 9 milhes e ser realizada em uma rea de 80 mil metros quadrados, cedida pelo Governo de Minas.

    Dois outros polos de aviao civil esto sendo planejados em Minas Gerais: o de Itajub, no Sul do Estado, para desenvolvimento da tecnologia de helicpteros, com apoio da Eurocopter / Helibras; e o futuro polo com base no Aeroporto Regional da Zona da Mata.

    De acordo com o secretrio Alberto Duque Portugal, da Sectes, O Estado j est desempenhando o trabalho de capacitao de recursos humanos nessa rea com a vinda do Centro de Manuteno de Aeronaves da Gol/Varig e Trip. H uma demanda muito grande por mo de obra e o objetivo preencher essas vagas, acentuou.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 27, 2009

    CEMIG

    Cemig selecionada pelo ISE da Bovespa
     pelo 5 ano seguido

    BELO HORIZONTE (26/11/09) - A Companhia Energtica de Minas Gerais (Cemig) foi selecionada, pela quinta vez consecutiva, como componente do ndice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bolsa de Valores de So Paulo (Bovespa). A empresa se mantm no ndice desde sua criao, em 2005.

    O ISE, aps cinco anos de existncia, uma referncia para os investidores interessados em adquirir de empresas listadas na Bovespa e voltadas para a sustentabilidade empresarial. A nova carteira do ndice de Sustentabilidade Empresarial vigora de 1 de dezembro de 2009 a 30 de novembro de 2010 e rene 43 aes de 34 empresas, totalizando R$ 730 bilhes em valor de mercado, o que corresponde a 32,2 % da capitalizao total da Bovespa.

    As participantes da nova carteira do ISE foram selecionadas entre 150 empresas convidadas e o questionrio respondido pela Cemig continha 570 perguntas, refletindo, alm das caractersticas da empresa, sua atuao nas dimenses econmica, ambiental e social, governana corporativa e a natureza de seus produtos.

    A Cemig tambm compe a carteira do ndice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI World), pelo dcimo ano consecutivo, mantendo-se no DJSI World desde sua criao em 1999 sendo que, este ano, foi selecionada pela segunda vez como a lder mundial do supersetor de utilities.

    Em 2009, a Cemig recebeu o status de Prime pela Oekom Research, uma das principais agncias de classificao de investimentos voltados para a sustentabilidade empresarial do mundo, com mais de dez anos de experincia. A Oekom concede o status de Prime s empresas consideradas lderes mundiais em seus setores industriais e que atendem a padres especficos de sustentabilidade.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 26, 2009

    50 anos. Encontro de formados em Jornalismo pela UFJF, neste sbado no campus da Universidade de Juiz de Fora.



    Professor Mrcio Guerra;
    coordenador do Encontro
     de ex-alunos de Jornalismo da UFJF,
    formados nos ltimos 50 anos.

    O Encontro ser dos formados pelo curso de Jornalismo da UFJF nos ltimos 50 anos. Eu me formei l em 1978. Da minha turma o premiado Kak Guilhermino, premio Esso de jornalismo, ex-JB e Estado. Militante petista, amigo do presidente Lula e meu colega de Repblica em JF. Tambm a brilhante jornalista Vanda Clia, hoje em Braslia, aonde j brilhou no JB e Estado.

    Outra jornalista de destaque formada pela UFJF Leda Nagle, ex-global e atualmente na TV Cultura, retransmitida aqui em Minas pela TV Minas de BH.

    O encontro
     comea a partir de 10 da manh  de sbado,
    dia 28 no campus da UFJF,
    coordenado pelo professor Mrcio Guerra.
    Estarei l.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 26, 2009

    EM PRIMEIRA MO!!! Coletiva do governador Acio, que voc s vai ler nos jornais de amanh...















    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves
    durante o lanamento da Linha Verde Literria






    ASSUNTOS:

    Linha Verde Literria,
    Cidade Administrativa,
    PSDB,
    Ciro Gomes,
    reduo do IPI,
    Eleies 2010
    e royalties do pr-sal



    Sobre o evento.

    Na verdade, eu resolvi trazer para c algumas figuras de Minas que esto espalhadas pelo pas inteiro, familiares dos nossos homenageados, porque ns resolvemos dar nossa Linha Verde um carter literrio. Acho que ao darmos o nome de algumas das principais referncias culturais de Minas Gerais na literatura, ns estamos nos aproximando um pouco, aqueles que nos visitam, da histria de Minas Gerais. Muitos dos visitantes que chegaro pela Linha Verde vo se deparar com Carlos Drummond de Andrade, com Otto Lara Resende, com Guimares Rosa, e vo encontrar, acho eu, uma identidade ainda maior com o que Minas tem de melhor, que a sua histria, que so os seus valores.

    uma cerimnia singela, uma forma de ns demonstrarmos que alm dessa extraordinria obra, que vai ser extraordinria para o desenvolvimento da nossa capital e do futuro de Minas Gerais, ns jamais vamos perder as nossas referncias culturais. E acho que uma forma de ns relembrarmos a nossa histria para valorizarmos ainda mais o nosso futuro.

    O senhor disse no discurso 70 dias para a mudana, porque no vai ser mais 15 de janeiro? O senhor pensa em mudar a data?

    Eu no estou definindo exatamente a data. Ser nesse perodo. Ontem, ns tivemos uma reunio longa de trabalho com cada um dos consrcios, entrando em detalhes do incio da transferncia dos equipamentos, de computadores, de telefonia. Ento, no quero fixar ainda a data. A data central hoje 15 de janeiro, mas pode ser alguns poucos dias depois. At meados de dezembro eu marco a data definitiva, porque quero expedir os convites para que tenhamos aqui a presena tambm de figuras importantes de Minas e do Brasil.

    Pelo que o senhor citou a, o PSDB precisa pacificar as suas emoes na escolha do candidato? isso?

    Olha, em todo processo eleitoral quando se avizinha o momento das decises, as ansiedades aumentam. Isso natural, isso da nossa natureza humana. O que ns temos que fazer, ns que estamos no centro dessas discusses, ou dessas decises, ter serenidade, tranquilidade, no colocarmos jamais os nossos projetos pessoais frente do coletivo, frente do interesse maior do projeto que ns representamos e do prprio pas. Ento estou absolutamente sereno.

    Digo para vocs com a mais absoluta serenidade, vivo um momento pessoal muito positivo. Busquei apresentar ao pas uma alternativa, acho que o Brasil est pronto para uma nova convergncia poltica, e caber ao partido tomar a deciso. Qualquer que seja ela, estarei filiado a esse projeto. Estarei participando desse projeto. Agora, cada vez mais, estou aqui envolvido na concluso do meu mandato, para que ao sair, no limite do prazo de desincompatibilizao, eu possa deixar o maior nmero possvel de obras, de realizaes j prontas, entregue aos mineiros.

    As declaraes do Ciro Gomes tm feito o senhor deslanchar nas pesquisas. Caso ele atenda aos interesses do PT no ano que vem, ficar uma lacuna?

    No, o Ciro um companheiro, um amigo pessoal que tenho ao longo da vida. Vamos deixar que as coisas caminhem com naturalidade. Na poltica, voc tem que acreditar em determinados momentos na movimentao natural das correntes, como no mar. Vamos deixar agora que as correntes se manifestem, se movimentem, e como dizia Tancredo, depois que a onda bater na areia, vamos ver como que fica a espuma.

    Mais uma reduo de IPI. O senhor acha que o governo est fazendo uma reforma tributria pessoal, a cada dia reduzindo?

    Olha, no tenho posio contrria ao IPI, mas fao aqui de forma clara, um alerta, gera algum desconforto aos governadores e aos mais de 5,5 mil prefeitos brasileiros, quando no momento em que o governo anuncia essas isenes, sequer divide essa responsabilidade com estados e municpios.

    57% daquilo que se deixar de ser arrecadado com a iseno de IPI anunciada, refere-se a estados e municpios, deixaro de entrar no no caixa da Unio, mas dos estados e municpios. Acho que poderia ter havido um cuidado de uma comunicao aos estados e aos municpios. No acredito que se colocariam contrrios a essa medida. Ela estimula a economia em setores que precisavam de algum estmulo. Apenas no acho adequado, no acho correto que se tente passar a impresso de que h no Brasil uma enorme generosidade ancorada no Palcio do Planalto.

    Repito, essa diminuio em alguns casos e iseno em outros de IPI, 57% dela de responsabilidade dos estados e dos municpios. E os municpios e os estados j vivem hoje algumas dificuldades. Repito, acho que na comunicao faltou um pouco de generosidade do governo federal para com os estados e municpios que vm fazendo enorme esforo para o equilbrio das suas contas para a garantia do supervit brasileiro, enfim, acho que era preciso que a populao soubesse que tambm os estados e municpios esto abdicando de receitas para estimular esses setores da economia.

    O senhor acha que j cumpriu o seu papel nesse processo pr-eleitoral? Ontem o senhor disse aqui mesmo na entrevista que considera o papel mais importante defender essa convergncia para distencionar essas relaes, um papel mais importante at do que o de ser candidato. Como o senhor v esse processo tendo em vista que essa definio no PSDB, muitas vezes, fica parecendo que depende de uma posio do Serra e no de uma definio do partido?

    Depender ao final do sentimento que o partido tiver e se for na direo do governador Serra, um extraordinrio candidato. Continuarei dizendo que temos que, de alguma forma, aliar as nossas preocupaes com o momento pr-eleitoral com aquela que teremos durante e tambm aps as eleies. O Brasil precisar para que tenhamos um governo em condies de fazer reformas, em condies de tomar as medidas que precisam ser tomadas, precisam de uma nova convergncia poltica. Me preocupo desde j, e talvez seja uma caracterstica da minha natureza poltica, no apenas com nmero de pesquisas, mas com a construo da base de sustentao daquele que ser o futuro governo porque seno corremos o risco realmente de ter dificuldades extremadas no momento em que vencermos as eleies.

    Tenho cumprido meu papel com absoluto desprendimento e com muita lealdade. Lealdade aos meus companheiros de Minas, lealdade para com os meus correligionrios do PSDB e lealdade para com o Brasil. Eu tenho dito o que eu penso. Uma nova convergncia, aglutinar foras que hoje esto prximas ao governo para um novo projeto de Brasil essencial para que esse projeto seja viabilizado e caber ao PSDB, no momento que achar oportuno, tomar essa deciso.

    Eu, com relao ao meu destino, j disse de forma muito clara o que penso, meu nome est disposio do partido at o momento em que eu achar que no mais possvel construir em torno do meu nome essa aliana e esse prazo ainda at o final do ms de dezembro.

    O governador do Rio de Janeiro, Srgio Cabral, disse que esto querendo roubar o Rio de Janeiro na questo do pr-sal.

    Essa discusso precisa de um pouco mais de serenidade. Conversei, por telefone, essa semana, com o governador Cabral e acho que ele caminha para compreender que algo dessa importncia precisar privilegiar, e acho que o termo esse, privilegiar os estados produtores ou limtrofes produo, mas sem desconhecer que o Brasil um s pas, somos uma federao, mas somos uma s nao, com as mesmas responsabilidades, com os mesmos objetivos, com as mesmas expectativas de desenvolvimento. Acho que estamos muito prximos de um entendimento e acho que o prprio governador Cabral, nos prximos dias, dar sinais claros nessa direo.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 26, 2009

    Investindo no intelecto mineiro.










    Governo de Minas Gerais
    cria a Linha Verde Literria















    Omar Freire/Imprensa MG
    Solenidade de lanamento do projeto aconteceu na Cidade Administrativa
    Solenidade de lanamento do projeto aconteceu na Cidade Administrativa
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm














    Arrasto da Poesia lana em Belo Horizonte a Linha Verde Literria
    Viadutos da Linha Verde ganham nome de grandes escritores
    Entrevista do governador Acio Neves no lanamento da Linha Verde Literria
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves durante o lanamento da Linha Verde Literria

    BELO HORIZONTE (26/11/09) - O Governo de Minas prestou homenagem literatura mineira, nesta quinta-feira (26), ao criar a Linha Verde Literria. O projeto deu nome de grandes escritores e poetas mineiros do sculo XX a 12 viadutos e uma trincheira da via expressa que liga o Aeroporto Internacional Tancredo Neves ao centro de Belo Horizonte. A solenidade de lanamento do projeto foi presidida pelo governador Acio Neves e contou com a participao de filhos, netos, esposas, sobrinhos e irmos dos autores homenageados: Abgar Renault, Anbal Machado, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Hlio Pelegrino, Henriqueta Lisboa, Joo Guimares Rosa, Murilo Rubio, Oswaldo Frana Jnior, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Pedro Nava e Roberto Drummond.

    A solenidade de lanamento do projeto aconteceu no trreo da futura sede do Governo de Minas, na Cidade Administrativa, complexo que est sendo construdo s margens da Linha Verde.

    Ao darmos o nome de algumas das principais referncias culturais de Minas Gerais na literatura aos viadutos, estamos nos aproximando um pouco, aqueles que nos visitam, da histria de Minas Gerais. Muitos dos visitantes que chegaro pela Linha Verde vo se deparar com Carlos Drumond de Andrade, com Otto Lara Resende, com Guimares Rosa, e vo encontrar uma identidade ainda maior com o que Minas tem de melhor, que a sua histria, que so os seus valores, afirmou Acio Neves, em entrevista.

    A pesquisa literria para seleo das frases e autores homenageados foi coordenada pelo tambm escritor mineiro, Bartolomeu Campos Queirs, membro da Academia Mineira de Letras. Os viadutos receberam placa informativa contendo o nome do homenageado e uma frase por ele escrita e imortalizada em sua obra.

    Ponte para o futuro

    Durante a solenidade, o governador e o secretrio de Estado de Cultura, Paulo Brant, entregaram a cada familiar uma rplica em miniatura do totem instalado nos viadutos com fragmentos das obras dos escritores homenageados. Para Acio Neves, a obra dos escritores homenageados faz uma ponte da histria de Minas Gerais com o futuro do Estado, representada pela Cidade Administrativa, local do evento.

    uma cerimnia singela, uma forma de demonstrarmos que alm dessa extraordinria obra, que vai ser extraordinria para o desenvolvimento da nossa capital e do futuro de Minas Gerais, ns jamais vamos perder as nossas referncias culturais. E acho que uma forma de relembrarmos a nossa histria para valorizarmos ainda mais o nosso futuro, disse.

    Linha Verde

    A Linha Verde foi concluda em dezembro do ano passado, com R$ 400 milhes em investimentos do Governo de Minas. Com 34,5 km o mais extenso e importante corredor de trfego da Regio Metropolitana de Belo Horizonte. Diariamente transitam por essa via 3,5 milhes de pessoas. A Linha Verde atende cerca de 100 bairros da capital e 15 municpios da rea de influncia da via.

    Alm de desafogar o trfego da capital mineira, a obra da Linha Verde contribuiu para revitalizar a regio Central da cidade com a criao do Boulevard Arrudas e a antiga Praa Rui Barbosa.

    Autores homenageados na Linha Verde Literria

    Abgar Renault (Viaduto 1 - Rua Jacu)
    Viajar, mais que tudo, retornar.
    Extrado do livro Obra potica

    Pedro Nava (Viaduto 2 Rua Jacu)
    Eu conheci esse pedao do belo, belo Belorizonte, nele padeci, esperei, amei.
    Extrado do livro Beira Mar

    Murilo Rubio (Viaduto 3 - Avenida Jos Cndido da Silveira)
    Erguer o rosto para o cu e deixar que pelos meus lbios sasse o arco-ris.
    Extrado do livro O pirotcnico Zacarias e outros contos

    Oswaldo Frana Jnior (Viaduto 4 - Avenida Jos Cndido da Silveira)
    Depois de percorrer todo o mundo percebi que era em minha terra que residia a verdade.
    Extrado do livro As laranjas iguais

    Roberto Drummond (Trincheira - Avenida Jos Cndido da Silveira)
    De onde vem essa tua permanente, clandestina, diria, camuflada subversiva inconfidncia? - Extrado de Por que sonhar, Minas? - Melhores Crnicas

    Henriqueta Lisboa (Viaduto 5 - Avenida Bernardo Vasconcelos)
    Todos os caminhos circulam em demanda da Liberdade.
    Extrado do livro Belo Horizonte bem querer

    Anbal Machado (Viaduto 6 - Avenida Bernardo Vasconcelos)
    Partir para a dimenso universal, mas levando no bico ou nas patas o gro de terra com que alimentar o vo.
    Extrado do livro Cadernos de Joo

    Carlos Drummond de Andrade (Viaduto 7 - aps Avenida Bernardo Vasconcelos)
    S os mineiros sabem, e no dizem nem a si mesmos, o irrevelvel segredo chamado Minas.
    Extrado da obra As impurezas do branco

    Hlio Pellegrino (Viaduto 8 - Complexo Anel Rodovirio)
    Fala, para mereceres o silncio, que vem depois, como a noite vem depois do dia.
    Extrado do livro Lucidez embriagada

    Otto Lara Resende (Viaduto 9 - Complexo Anel Rodovirio)
    Todo mundo que cruzou comigo, sem precisar parar, est incorporado ao meu destino.
    Extrado da biografia de Otto Lara Resende - A poeira da glria, escrita por Bencio Medeiros

    Fernando Sabino (Viaduto 10 - Complexo Anel Rodovirio)
    Se acreditares em estrela, vai busc-la.
    Extrado do livro As melhores crnicas

    Paulo Mendes Campos (Viaduto 11 - Complexo Anel Rodovirio)
    Talvez fosse eu quem mais saudades levaria, poentes roxos de Minas.
    Extrado do livro Os melhores poemas de Paulo Mendes Campos

    Joo Guimares Rosa (Viaduto 12 - MG10 - Acesso Cidade Administrativa)
    Minas principia de dentro para fora, do cu para o cho.
    Extrado do livro Sagarana

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 26, 2009

    Baggio releeito no SINPAPEL... posse dia 4 s 20 horas no Auditrio da FIEMG, aqui em BH.


                                 
                                                               Baggio:  lidernaa reconhecida.

    O empresrio Antnio Eduardo Baggio, da Imballaggio, foi releito para mais um mandato de trs anos,  frente do Sindicato do Papel, Celulose e Papelo - um dos quase 140 sindicatos filiados poderosa FIEMG.
    Baggio conduziu de maneira eficiente os assuntos referentes ao setor, tendo agora este trabalho reconhecido pelos seus companheiros do importante setor de papel e pelao em Minas.
    A posse est marcada para dia 4 de dezembro, s 20 horas no Auditrio da FIEMG, aqui na capital mineira.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 26, 2009

    Deputados aprovam de quase 270 milhes de reais... falta mais uma votao.

     

                       Autorizao de emprstimo com o BNDES aprovada em 1o turno

    Aprovado em 1o turno o Projeto de Lei (PL) 3.882/09, de autoria do governador do Estado, que autoriza o Poder Executivo a contratar operao de crdito no mbito do Programa Emergencial de Financiamento dos Estado e ao Distrito Federal, mediante a contratao de emprstimo de at R$ 267,2 milhes junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econmico e Social (BNDES). A proposio e outras dez matrias foram aprovadas na Reunio Extraordinria da noite desta quarta-feira (25/11/09).

    De acordo com a justificao do governador, a operao de crdito ser destinada a financiar atividades e projetos do Estado, em especial nas reas definidas no Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI). Os recursos sero destinados prioritariamente para a gesto e o atendimento da educao bsica, a modernizao do sistema socioeducativo, a construo de unidades habitacionais, o aumento da capacidade e da segurana dos corredores de transportes. O texto foi aprovado com a Emenda n 1, apresentada pela Comisso de Constituio e Justia, que faz adequaes tcnica legislativa.

    Cincia e Tecnologia - Foi aprovado em 1o turno na reunio o PL 3.439/09, do governador, que altera as leis 15.787, de 2005 e 17.006, de 2007, e transforma cargos pertencentes ao Grupo de Atividades da Cincia e Tecnologia do Poder Executivo. O projeto transforma onze cargos vagos da carreira de tcnico em atividades de cincia e tecnologia em cargos de carreira de gestor em cincia e tecnologia. As alteraes tratam da Vantagem Temporria Incorporvel (VTI) e de aes que assegurem a isonomia entre os servidores. A matria foi aprovada na forma do Substitutivo n 1 da CCJ, que adequa o texto tcnica legislativa, e com a Emenda n 2, apresentada em Plenrio, que prev que o Executivo poder reduzir em at 25%, em 2010, a jornada de trabalho dos servidores que iro trabalhar no Centro Administrativo do Estado. Foi aprovado em 1o turno na reunio o PL 3.439/09, do governador, que altera as leis 15.787, de 2005 e 17.006, de 2007, e transforma cargos pertencentes ao Grupo de Atividades da Cincia e Tecnologia do Poder Executivo. O projeto transforma onze cargos vagos da carreira de tcnico em atividades de cincia e tecnologia em cargos de carreira de gestor em cincia e tecnologia. As alteraes tratam da Vantagem Temporria Incorporvel (VTI) e de aes que assegurem a isonomia entre os servidores. A matria foi aprovada na forma do Substitutivo n 1 da CCJ, que adequa o texto tcnica legislativa, e com a Emenda n 2, apresentada em Plenrio, que prev que o Executivo poder reduzir em at 25%, em 2010, a jornada de trabalho dos servidores que iro trabalhar no Centro Administrativo do Estado.

    O PL 2.960/09, do governador do Estado, que autoriza a Fundao Joo Pinheiro a indenizar a associao dos empregados da instituio pelos gastos com benfeitorias realizadas em terreno da Fundao que fora cedida tambm foi aprovado em 1o turno. A proposio recebeu as Emendas ns 1 e 2, que condicionam o ressarcimento apresentao de documentos que comprovem toda a relao jurdica feita entre as duas instituies; e suprime artigo que fala que as despesas eventuais correriam por conta de dotao oramentria prpria, respectivamente.

    O PL 3.553/09, do governador, foi aprovado em 1o turno. A matria altera a Lei Delegada 166, de 2009, que reorganiza o Conselho Estadual de Cincia e Tecnologia (Concit). A mudana se refere reduo no nmero de conselheiros de 14 para onze, para efeito de qurum de funcionamento do rgo. O texto foi aprovado na forma do Substitutivo n 1 da CCJ, que tem o objetivo de adequar o texto tcnica legislativa.

    Os deputados aprovaram em 1o turno ainda o PL 3.595/09, de autoria do governador do Estado, que modifica o quadro de organizao e distribuio de efetivo da Polcia Militar. Para isso, altera anexo da Lei 16.678, de 2007, que fixa o efetivo da PMMG at o ano de 2010, ampliando o nmero de praas de 45.400 para 46.065, mantendo o efetivo total de 51.669.

    Emprstimo - O PL 3.826/09, do governador, que autoriza o Executivo a contratar operao de crdito no mbito do Programa de Modernizao da Administrao das Receitas e da Gesto Fiscal Financeira e Patrimonial das Administraes Estaduais com o BNDES at o limite de R$ 9,2 milhes, foi aprovado em 1o turno. O emprstimo destinado a financiar atividades e projetos do Estado nas reas de resultados definidas no PMDI, em especial na execuo dos projetos "Descomplicar - Melhoria do Ambiente de Negcios" e "Ampliao da Profissionalizao de Gestores Pblicos". O PL 3.826/09, do governador, que autoriza o Executivo a contratar operao de crdito no mbito do Programa de Modernizao da Administrao das Receitas e da Gesto Fiscal Financeira e Patrimonial das Administraes Estaduais com o BNDES at o limite de R$ 9,2 milhes, foi aprovado em 1o turno. O emprstimo destinado a financiar atividades e projetos do Estado nas reas de resultados definidas no PMDI, em especial na execuo dos projetos "Descomplicar - Melhoria do Ambiente de Negcios" e "Ampliao da Profissionalizao de Gestores Pblicos".

    Crdito suplementar para MP tambm passa em 1o turno

    O PL 3.742/09, de autoria do governador, que autoriza a abertura de crdito suplementar de R$ 21,47 milhes ao Oramento do Estado em favor do Ministrio Pblico (R$ 19,470 milhes) e do Fundo Estadual de Proteo e Defesa do Consumidor (R$ 2 milhes) tambm passou em 1o turno. Segundo o projeto, os recursos sero usados para cobrir despesas de custeio e de investimento com a compra de equipamentos, alm de despesas com o pagamento de pessoal e encargos sociais. O projeto aponta que os recursos para a abertura de crdito resultam do excesso de arrecadao da receita das contribuies patronal e dos servidores para o Fundo Financeiro de Previdncia previsto para 2009; supervit da receita de recursos diretamente arrecadados do Fundo Estadual de Proteo e Defesa do Consumidor; anulao de dotaes oramentrias do Ministrio Pblico; convnio entre o rgo e a Secretaria Especial de Polticas para as Mulheres; e excesso de arrecadao da receita de doaes de pessoas e instituies privadas a rgos e entidades do Estado.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    TV REDE SUPER...

    Hoje, quarta-feira - s 20:00
    na Churrascaria Gabaritus 
    a REDE SUPER DE TV, canal 23, 
    lana sua nova grade de programao. 
    No jantar para 300 convidados ser exibido um vdeo
    com a nova programao da TV
    que inclui programas de esportes, culinria, infantil
    e o nosso programa Joo Carlos Amaral Entrevista
    que trata de Poltica, Economia & Negcios.

    Um folder com todos detalhes de audincia, pblico,
    nmerode cidades que a REDE SUPER atinge
     ser entregue aos convidados
    - agncias de publicidade,
    empresrio, polticos,
    profissionais liberuis.
           

       


    1 comentrio                       



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    Clima de Natal nos Correios.

    Correios lana hotsite de Natal
    Os Correios lanaram, nessa segunda-feira (23/11), o hotsite de Natal, que est hospedado no site da empresa (www.correios.com.br). Para acessar, basta clicar no banner Feliz Natal, na pgina inicial.
    O hotsite oferece uma srie de opes de produtos e servios dos Correios criados para o envio de cumprimentos e de presentes, com a facilidade e rapidez que a Internet proporciona aos seus usurios.
    Dividido em trs sees, o hotsite atende s necessidades de cumprimentar, adquirir presentes e envi-los. Na seo de cumprimentos, h cartes e aerogramas de Natal, cartas e telegramas via Internet, o Sistema de Postagem Eletrnica (SPE), onde a mesma mensagem pode ser enviada para diferentes destinatrios, selos de Natal e os selos personalizados que permitem a insero de uma foto personalizada ao lado da imagem de Natal.
    Para escolher presentes, o CorreiosNet Shopping funciona como uma grande vitrine. Trata-se do shopping virtual dos Correios, que hospeda lojas de diferentes ramos e de todas as regies brasileiras.
    Para enviar os presentes, o hotsite apresenta todos os servios de encomendas SEDEX, PAC (para remessas econmicas) e SEDEX Mundi, que realiza remessas expressas internacionais para as principais cidades do mundo.
    O hotsite de Natal permanecer no site dos Correios at o dia 6 de janeiro de 2010.


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    SOU...


    O presidente da Federao das Unimeds em Minas,
    mdico Emerson Fidelis Campos,
    est trabalhando para a implantao
    do SOU - Servio Ondonotligo da Unimed.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    Pequenos com grandes idias...









    Pequenos provedores
    se renem com Ministro Hlio Costa



    Fabiano Vergani (Internet Sul), Marcelo Siena (RedeTelesul),
    Senador Helio Costa (Ministro de Estado das Comunicaes),
     Manoel Santana (Abramulti),
     Rosil Ney (Aprovi-PB/Aprove-PE)
     e Ricardo Cappucio (Consultor Jurdico em Telecom).


    No dia 11/11/2009 reuniram-se no Ministrio das Comunicaes os representantes dos Provedores de Servios de Internet com o Ministro das Comunicaes Senador Hlio Costa para tratarem do Plano Nacional de Banda Larga. Na oportunidade os Provedores de Servios de Internet buscaram trazer a realidade das milhares empresas espalhadas pelo Brasil e suas experincias de mercado.

    O Ministro Hlio Costa declarou-se favorvel e em sintonia com as reivindicaes apresentadas e solicitou que seus assessores presentes na reunio Sr. Roberto Pinto Martins e Dr. dio Azevedo que ficassem a inteira disposio para auxiliar no andamento das proposies discutidas, ainda solicitou aos provedores que apresentassem propostas para o Programa Nacional de Banda Larga, principalmente o de criao de um backbone independente, pois concordou com os Provedores que este servir como estoque regulador da oferta para o setor.

    O Ministro comprometeu-se pessoalmente em defender e sensibilizar as demais reas do Governo para sua apresentao, em suas palavras: "Os Pequenos Provedores de Servios de Internet Brasileira possuem meu apoio incondicional para levar adiante as propostas que forem apresentadas". Os Representantes dos Provedores de Servio de Internet ficaram com a misso de apresentar suas proposies ao Ministrio das Comunicaes e deixaram o encontro entusiasmados pela receptividade e principalmente pelo comprometimento do Ministro, em suas palavras os representantes dos Provedores de Servios de Internet afirmaram "Cremos que um backbone independente ser uma excelente alternativa e uma forma indireta de evitar a integrao vertical monopolstica.

    Estamos presentes com a ltima milha em quase 100% das cidades brasileiras gerando empregos e tributos, o que com o auxlio do governo poder ser instrumento de acelerao nos projetos de Incluso Digital e universalizao da Banda Larga", conta Manoel Santana da Abramulti.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    Espanhois buscam alternativas para investir em Minas. Nota pinada da Fiemg.










                                               Misso espanhola desembarca na Fiemg


    Com o objetivo de estreitar o comrcio internacional com Minas Gerais, empresrios da cidade espanhola de Gijn estaro no dia 26 de novembro no Centro Internacional de Negcios da Fiemg, em Belo Horizonte. Eles participam de seminrio e encontro de negcios com empresas mineiras dos setores de turismo. A expectativa dos espanhis estabelecer contato com agentes locais, grupos de hotis e operadores tursticos. A iniciativa da Fiemg, em conjunto com a Cmara Oficial de Comrcio, Indstria e Navegao de Gijn.

    Gijn uma cidade situada na costa norte da Pennsula Ibrica, na Comunidade Autnoma do Principado das Astrias. Maior cidade da regio em termos de populao, com 275 mil habitantes, o municpio possui um dos principais portos martimos da Espanha.

    Negcios internacionais tm sido rotina da FIemg em Novembro. At o prximo dia 26 a entidade participa de uma misso empresarial em Santiago, capital do Chile. A delegao composta por 27 empresas dos setores eltrico, eletrnico e mecnico. A iniciativa realizada em conjunto com o Sindicato das Indstrias de Aparelhos Eltricos, Eletrnicos e Similares do Vale da Eletrnica (Sindvel), Sindicato das Indstrias de Aparelhos Eltricos, Eletrnicos e Similares do Estado de Minas Gerais (Sinaees) e Sindicato da Indstria Mecnica de Minas Gerais (Sindmec). Os encontros com as empresas chilenas tero o apoio da Embaixada do Brasil no Chile, da Cmara de Comrcio de Santiago e da Asociacin de la Industria Elctrica-Eletctrnica del Chile (AIE).

    A misso faz parte do Projeto Setorial Integrado da Apex-Brasil (PSI) de fomento s exportaes, proporcionando contato direto de empresrios brasileiros com compradores internacionais.

    Cuba                                                                        

    Representantes da indstria mineira dos setores de biotecnologia, metal-mecnico, eletro-eletrnico, alimentos e txtil conheceram as oportunidades do mercado cubano e caribenho durante a FIHAV 2009, feira multisetorial que aconteceu em Havana, capital de Cuba, de 1 a 8 de novembro. Ao todo 58 empresrios integraram a misso que foi articulada pela Fiemg e Confederao Nacional da Indstria (CNI).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    Adicionais para funcionrios do Estado...

     

                        Plenrio aprova projetos que tratam de adicional de desempenho

    Com as galerias lotadas de servidores do Judicirio e da rea de Segurana Pblica, o Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou, em Reunio Extraordinria na noite desta tera-feira (24/11/09), dois projetos que estabelecem o Adicional de Desempenho (ADE) para os integrantes das instituies militares do Estado e para os servidores do Tribunal de Justia. Tambm foi aprovado projeto que trata da criao do dirio oficial eletrnico do Tribunal de Contas, alm de mantido veto parcial do governador a proposio de lei, que trata da epilepsia.

    Aprovado em 1 turno na forma do substitutivo n 1, da Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria, com 49 votos favorveis e nenhum contrrio, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 53/09, do governador do Estado, altera a Lei 5.301, de 1969, que contm o Estatuto dos Militares do Estado de Minas Gerais, e a Lei Complementar 95, de 2007. O projeto dispe sobre a criao do Adicional de Desempenho para os integrantes das instituies militares do Estado. A proposta regulamenta norma da Constituio do Estado que, com a alterao feita pela Emenda Constituio 57, de 2003, passou a prever o pagamento do ADE como forma de valorizar o servidor pblico e estimular sua produtividade e eficincia.

    De acordo com a proposio, o ADE constituir vantagem remuneratria, com valor determinado a cada ano, de acordo com a Avaliao de Desempenho Individual (ADI), concedido mensalmente ao militar que tenha ingressado nas instituies militares estaduais aps 16 de julho de 2003, data da publicao da emenda, que vedou o recebimento do quinqunio aos servidores que ingressassem no Estado aps essa data. Poder tambm ter direito ao ADE o militar que tiver ingressado nas instituies militares estaduais antes da publicao da emenda, desde que faa opo expressa e irretratvel, substituindo pelo ADE as vantagens por tempo de servio que tenha direito a receber.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    Vale conferir coletiva do governador de Minas Acio Neves. Fala governador!!!















    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves
    aps encontro com o arquiteto Oscar Niemeyer




    Assuntos:
    Niemeyer,
    Cidade Administrativa,
    Pesquisa CNT/Sensus,
    Eleies 2010, PSDB
    e Ciro Gomes



    Visita a Oscar Niemeyer.

    Na verdade, eu vim fazer mais uma visita ao doutor Oscar, j se recuperando. Enfim, as notcias que eu tenho que ele est muito bem. E teve dois objetivos. Primeiro, agradecer as referncias muito positivas que ele fez a mim em uma ltima entrevista que deu a um jornal carioca e convid-lo, j prepar-lo para que possamos fazer juntos a inaugurao da nova Cidade Administrativa de Minas Gerais, a nova sede do governo mineiro. Dentro de - no tenho a data exata ainda -, mas dentro de no mximo de 60, 70 dias, ela estar sendo inaugurada j com a transferncia das principais secretarias, a prpria Governadoria e a Vice-governadoria.

    Acho que um grande reencontro de Oscar Niemeyer com a sua prpria histria. Ele mesmo me diz sempre que sua histria comeou em Minas, com Juscelino e com o complexo da Pampulha. De alguma forma, ele conclui essa sua relao com Minas Gerais com um extraordinrio projeto da nova Cidade Administrativa, que vai abrigar 16 mil servidores do Estado, talvez uma populao flutuante, que demandar os servios do Estado, em torno de 8 a 10 mil pessoas. E na verdade, um grande eixo novo de desenvolvimento para a nossa regio metropolitana.

    Com a Cidade Administrativa estamos levando o eixo de desenvolvimento do Estado, da regio metropolitana, para o seu vetor norte, prximo ao aeroporto Tancredo Neves em Confins. Portanto, algo que vai ordenar o crescimento da cidade para os prximos anos.

    Governador, e as eleies? Como o senhor v o resultado dessa ltima pesquisa?

    Em primeiro lugar, acho que as pesquisas no vo se alterar muito daqui por diante. Mas para ns do PSDB muito positiva porque quando colocadas as simulaes de chapas, quando os nomes do PSDB so colocados, em ambos os casos aparecemos em primeiro lugar. Tanto quando o governador Serra colocado como candidato a presidente e eu como seu vice, vice-versa e tambm na simulao com o deputado Ciro Gomes como vice-presidente.

    Acho que um dado positivo para o PSDB, mas no vejo possibilidade de at o incio efetivo da campanha eleitoral a partir de junho, julho, ou mesmo do programa eleitoral, que haja uma mudana muito profunda nesses indicadores. Mas olhando o retrato, a radiografia atual, acho que para ns da oposio, ela estimulante.

    Essa indefinio no atrapalha no?

    Olha, espero que ela ocorra o mais rapidamente possvel. Acho importante que ela ocorra. Acho que a partir de janeiro seria um bom momento para que o PSDB conclusse as negociaes em relao aos palanques regionais. Essa uma preocupao que ns temos, para a, a partir de maro, iniciarmos a campanha.

    Temos discutido isso internamente e minha posio absolutamente clara. O meu nome, at o final do ms de dezembro, est disposio do partido para construir uma aliana mais ampla do que a que temos atualmente. Se a opo do partido for a de retardar um pouco mais esse processo, eu vou respeitar essa deciso, estarei engajado na campanha do nosso candidato, mas a prefiro me dedicar construo da nossa vitria tanto para o governo quanto para a Presidncia da Repblica, como candidato ao Senado em Minas Gerais.

    Saiu uma declarao ontem de que o governador Serra anteciparia para janeiro essa definio. Isso foi conversado no partido?

    Olha, no tenho essa informao. No conversei com ele nesses ltimos dias. Provavelmente, conversaremos nos prximos dias e vejo isso como algo positivo, se efetivamente ocorrer.

    PSDB nas pesquisas.

    Olha, acho que so cenrios distintos que tem que ser analisados com muita cautela. Eu, por exemplo, segundo essa ltima pesquisa, continuo tenho o maior ndice de desconhecimento dentre todos os candidatos. Cerca de 30% da populao ainda no me conhece. O que, obviamente em uma anlise como essa, um dado positivo porque mostra um potencial ainda de crescimento. E ao mesmo tempo tenho a menor rejeio de todos candidatos que algo positivo no campo do PSDB.

    Por outro lado, o outro nome do PSDB apresentado, o governador Serra, continua liderando as pesquisas. Ento, temos duas alternativas que se colocam bem. Uma com o maior ndice de conhecimento, e alm disso, com a maior preferncia por parte do eleitorado e outro nome que no tem os mesmos indicadores nas pesquisas, mas que mostra um potencial de crescimento.

    A grande questo que vamos estar juntos, no h hiptese de deixarmos de estar juntos. Temos um compromisso com o Brasil de renovar a administrao pblica, de modernizar a administrao pblica, de ousar mais nas reformas, o que no ocorreu nesse perodo de governo. Ento, a nica tranquilidade que os nossos companheiros podem ter de que Serra e eu estaremos juntos no momento da definio. No que depender de mim, ela dever ocorrer entre dezembro e janeiro do prximo ano.

    Ainda com relao pesquisa mostrando alto ndice de rejeio do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Isso preocupa o senhor? A campanha do PSDB vai ter que esconder o ex-presidente?

    No, acho que de forma alguma. Devemos ter muita serenidade ao encarar esse dado. Se o dado esse, injusto com a histria do presidente Fernando Henrique, com a importncia que ele teve para o pas. Se ns hoje estamos avanando e temos avanado em inmeros indicadores sociais e mesmo econmicos, devemos muito ao fim da inflao.

    O Brasil ser sempre lido no futuro como o Brasil antes do Plano Real e depois do Plano Real. E a o presidente Itamar e o prprio Fernando Henrique tiveram um papel absolutamente decisivo.

    Devemos demonstrar para a populao de forma muito clara a importncia que ele teve, mas Fernando Henrique no candidato Presidncia da Repblica, pelo menos me parece que ainda no . Essa no uma questo efetivamente nos preocupa.

    E o crescimento da Dilma?

    Vi um crescimento da ministra Dilma principalmente no nvel de conhecimento. Se no estou enganado, me lembro que ns tnhamos um ndice de conhecimento muito parecido no incio do ano, a ministra Dilma e eu. Ela hoje desconhecida por apenas 13% da populao e acho que o crescimento que ela vem tendo, mrito dela e talvez do presidente Lula, no acompanha na mesma proporo o ndice de conhecimento. O ndice de inteno de voto dela no acompanha o crescimento que ela vem tendo no conhecimento da populao.

    Ento, acho que o que eu disse: no acredito que vamos ter mudanas profundas que possam alterar radicalmente o quadro daqui at l. natural que os que tenham mais exposio, o candidato que tem uma presena mais firme e mais forte na mdia cresam alguns pontos. Eu acredito em mudana na pesquisa ou pelo menos na consolidao das pesquisas aps o incio da campanha eleitoral, aps a homologao dos candidatos, a definio das chapas e o incio da propaganda eleitoral.

    E a chapa puro sangue?

    No acho que ela seja til ao processo. Repito o que tenho dito sempre, acho que natural que compartilhemos a nossa chapa com outros partidos que estejam do mesmo campo que ns.

    E o senhor e o Ciro?

    Tenho uma amizade com o Ciro que independe dos humores de A ou de B. O Ciro foi companheiro nosso no PSDB, tenho por ele um respeito pessoal muito grande e vejo nessa pesquisa uma sinalizao tambm que eu diria interessante.

    Pesquisas eleitorais.

    As coisas esto caminhando. Como eu disse para vocs, essas pesquisas daqui por diante tendem a expressar algo muito parecido. Mas hoje a minha vinda aqui realmente para dar um abrao no Oscar, ver que ele est realmente recuperado. Espero que ele possa estar conosco l na inaugurao da obra, que a grande obra hoje em execuo do Oscar Niemeyer no Brasil. Uma obra extraordinria, que est criando um vetor novo de crescimento para a cidade de Belo Horizonte. Depois da Pampulha, a mais importante obra de desenvolvimento da Regio Metropolitana de Belo Horizonte, e que vem com a marca do gnio, a marca do Niemeyer.

    No final, quando o senhor fala que um resultado interessante aquela chapa do senhor com o Ciro Gomes, o senhor quer dizer o seguinte: "que precisa ser melhor analisada pelo meio poltico"?

    No. Acho que o que eu tinha que dizer era isso. Repito, o que disse anteriormente: estou muito feliz porque nas trs vezes que sou colocado participando de uma chapa, ns estamos liderando as trs simulaes. E acho que o ndice baixo de rejeio e tambm de conhecimento um fator estimulante neste momento.

    O governador Jos Serra no teve esse mesmo desempenho.

    Mas ele teve um bom desempenho. Est liderando as pesquisas. Acho que o PSDB est muito bem.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    Convite ao genial Niemeyer...para participar da inaugurao da Cidade Administrativa no incio de 2010.










                                                  Governador Acio Neves
                                              se rene com Oscar Niemeyer















    Omar Freire/Imprensa MG
    Oscar Niemeyer e Acio Neves se encontraram no escritrio do arquiteto no Rio de Janeiro (RJ)
    Oscar Niemeyer e Acio Neves se encontraram no escritrio do arquiteto no Rio de Janeiro (RJ)
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm














    Entrevista do governador Acio Neves aps reunio com o arquiteto Oscar Niemeyer - 1 parte
    Entrevista do governador Acio Neves aps reunio com o arquiteto Oscar Niemeyer - 2 parte
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves aps encontro com o arquiteto Oscar Niemeyer
    Transcrio da entrevista do arquiteto Oscar Niemeyer aps encontro com o governador Acio Neves
    RIO DE JANEIRO (24/11/09) - O governador de Minas Gerais, Acio Neves, se encontrou, nesta tera-feira (24), no Rio de Janeiro (RJ), com Oscar Niemeyer. Durante o encontro, o governador convidou o arquiteto para participar da inaugurao da nova Sede do Governo, na Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais. A previso de que a Sede do Governo seja inaugurada no incio de 2010. Projetada por Oscar Niemeyer, a Cidade Administrativa formada por cinco prdios, que abrigaro a Governadoria, a Vice-governadoria e todas as secretarias de Estado.

    Vim convid-lo, j prepar-lo para que possamos fazer juntos a inaugurao da nova Cidade Administrativa de Minas Gerais, a nova Sede do Governo mineiro. Dentro de no mximo de 60, 70 dias, ela estar sendo inaugurada j com a transferncia das principais secretarias, a prpria Governadoria e a Vice-governadoria. um grande reencontro de Oscar Niemeyer com a sua prpria histria. Ele mesmo me diz sempre que sua histria comeou em Minas, com Juscelino e com o complexo da Pampulha. De alguma forma, ele conclui essa sua relao com Minas com um extraordinrio projeto da nova Cidade Administrativa, que vai abrigar 16 mil servidores do Estado, talvez uma populao flutuante, que demandar os servios do Estado, em torno de 8 a 10 mil pessoas, disse Acio Neves.

    A Sede do Governo um dos prdios da Cidade Administrativa. Sua criao considerada mais uma das grandes ousadias arquitetnicas de Niemeyer, j que o maior prdio suspenso do mundo. Com vo livre de 147 metros de comprimento e 26 metros de largura, a nova sede do Governo do Estado dever se tornar um importante marco da arquitetura moderna e urbanstica da capital.

    Aos 101 anos e ainda se recuperando de uma cirurgia realizada em outubro para retirada da vescula, Niemeyer recebeu Acio Neves em seu escritrio de arquitetura. Ele elogiou a execuo da obra da Cidade Administrativa de Minas Gerais. uma obra grande que est caminhando, fantstico, disse o arquiteto.

    Eixo de desenvolvimento

    Acio Neves destacou a importncia econmica e social da Cidade Administrativa para a Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Atualmente em fase de acabamento no bairro Serra Verde, o complexo atrair investimentos pblicos e privados para o Vetor Norte, rea historicamente marcada pelo empobrecimento e falta de servios e ainda os menores ndices de desenvolvimento da RMBH.

    um grande eixo novo de desenvolvimento para a nossa Regio Metropolitana. Com a Cidade Administrativa, estamos levando o eixo de desenvolvimento para o seu Vetor Norte. Algo que vai ordenar o crescimento da cidade para os prximos anos. Depois da Pampulha, a mais importante obra de desenvolvimento da Regio Metropolitana de Belo Horizonte, e que vem com a marca do gnio, a marca do Niemeyer, disse Acio Neves.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 25, 2009

    DESTAQUE. O escritor mineiro CARLOS BRITO e MELLO, lana livro, sbado, dia 28, na Livraria Scriptum, s 11 da manh. Matria pinada do site da Companhia das Letras.






    A PASSAGEM TENSA DOS CORPOS











    Indique Comente  necessrio estar logado para utilizar este recurso. Acompanhe

     R$ 43,00






    Construdo de forma original, com 156 captulos curtos, A passagem tensa dos corpos trata de um tema consagrado, a morte, com uma abordagem e ambientao surpreendentes.
    O narrador-personagem, figura indefinvel e incorprea, no visto nem percebido por ningum. Sua principal ocupao percorrer cidades e registrar as mortes que encontra pelo caminho. Numa dessas localidades, h um morto insepulto, cuja famlia no parece disposta a velar ou enterrar. Como se nada tivesse acontecido, o cadver mantido amarrado cadeira na mesa da sala, a esposa e a filha se ocupam dos preparativos para o casamento da menina, e o filho do morto permanece trancado no quarto.
    Se a civilizao se ergue sobre uma pilha de cadveres soterrados, tambm a vida de cada um precisa da morte para se constituir. Diante da situao surreal testemunhada na casa, o narrador aos poucos se d conta de que para existir de fato, necessita, ele mesmo, se apropriar de um dos corpos que registra.
    Carlos de Brito e Mello lana mo de uma linguagem fragmentada e precisa para imprimir ao romance um andamento trepidante e acelerado. Ironia e humor negro bem medido tambm compem esta narrativa sobre a morte e sua relao com a memria, a linguagem e o ofcio de narrar.


    Lanamento de A passagem tensa dos corpos em Belo Horizonte

    O autor mineiro Carlos de Brito e Mello, vencedor do prmio Governador de Minas Gerais de Literatura 2008 na categoria Jovem Escritor Mineiro, autografa exemplares de A passagem tensa dos corpos, seu primeiro romance.

    28 de novembro, sbado, a partir das 11h
    Livraria Scriptum
    R. Fernandes Tourinho, 99 - Funcionrios - Tel.: (31) 3223-1789
    Belo Horizonte - MG



    Clique para ampliar
    Nasceu em Belo Horizonte, em 1974. mestre em comunicao social, professor universitrio e integra o Coletivo Xepa, de projetos ligados s artes plsticas. Publicou O cadver ri dos seus despojos (contos) e fez parte das coletneas Entre duas mortes e Sombras. Foi vencedor, em 2008, do prmio Governo de Minas Gerais de Literatura, na categoria Jovem Escritor Mineiro.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 24, 2009

    Conhea o que pensa o novo presidente da OAB de Minas - LUIS CLUDIO CHAVES. Pinado do site da OAB Minas.







    Lutar em defesa das prerrogativas profissionais ser uma das principais diretrizes da gesto do presidente eleito da OAB/MG, Lus Cludio Chaves durante o trinio 2010/2012, afirmou o vencedor das ltimas eleies da Ordem, em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (23/11), na sede da entidade, em Belo Horizonte.
    Segundo
    ele, preciso que o advogado tenha liberdade para defender seu cliente e proteger os direitos dos profissionais da advocacia ser uma das frentes de atuao. "J em 1 de janeiro de 2010 sero nomeados de 400 a 500 advogados atuantes no Direito Penal que atuaro como delegados das prerrogativas.
    Queremos assim garantir que nossas garantias profissionais, como o acesso a um cliente preso ou a autos de um processo, sejam respeitadas. Eles sero comunicados por telefone sempre que algum advogado se sentir impedido de exercer seu trabalho e agiro imediatamente", afirmou.
    Outra questo abordada pelo novo presidente da OAB/MG foi a valorizao da imagem do advogado na mdia.
    "Vamos estabelecer meios de divulgao do significante trabalho desenvolvido por aquele advogado que, por exemplo, por meio de uma ao de alimentos garante o direito de uma criana, e em algumas vezes sem receber nada por isso.
    Sinto que isso s vezes, lamentavelmente, no recebe espao nos meios de comunicao", afirmou. 
      
    Lus Cludio abordou a Criao do Conselho Estadual dos Jovens Advogados, que ter o mesmo nmero de integrantes do Conselho Seccional (105 membros), como mais uma prioridade em seu mandato para inserir o advogado iniciante no dia-a-dia da advocacia mineira e tambm valorizar estes profissionais. "Fui o primeiro presidente da OAB Jovem, criada pelo Raimundinho. A Seccional mineira sempre se preocupou com a questo do advogado em incio de carreira e temos que dar voz a eles como forma de promover a oxigenao dos quadros da entidade", frisou. Advocacia tica
    A Seccional mineira da OAB possui trs instncias disciplinares que recebe e analisa processos em relao a desvios de conduta dos advogados. Uma delas, o Tribunal de tica e Disciplina (TED), julga os processos antes que ele v para apreciao do Conselho Seccional. Na gesto 2010/2012, segundo afirmou Chaves, este rgo ser interiorizado por meio de Regionais que sero instaladas em Uberlndia, Juiz de Fora, Montes Claros e Pouso Alegre.
    Ele frisou que so excludos em mdia, no estado de Minas Gerais, trs advogados por ms por indisciplinas no exerccio da profisso. "Temos um percentual baixssimo e podemos considerar os quadros da OAB/MG de um excelente nvel tico. Vamos continuar trabalhando para valorizar os bons profissionais e punir os maus", frisou. 
      
    No final da entrevista, Lus Cludio Chaves apontou tambm outras metas de seu mandato como a luta pela criao de um Tribunal Regional Federal (TRF) em Minas Gerais, pelo incio de eleies diretas para presidente do Conselho Federal da OAB atualmente o advogado no vota nos pleitos federais, apenas os conselheiros - e fazer com que os estagirios possam votar nas eleies da OAB. "Algumas propostas sero levadas OAB Nacional, pois ela possui competncia para alterar isso. Acredito que com bastante esforo e dedicao faremos um bom mandato", concluiu.  



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 24, 2009

    Deu segundo turno na disputa pela presidncia do PT MINEIRO.

    O resultado, no oficial, foi comentado hoje tarde na Sala de Imprensa da Assemblia Legislativa de Minas pelo candidato pr-candidatura do ministro Patrus Ananias ao governo do Estado Gleber Neimer durante entrevista coletiva.
    Os nmeros anunciados at aquele momento definiram o segundo turno: Reginaldo Lopes  ligado ao ex-prefeito de BH, Fernando Pimentel - 45% dos Votos; Gleber Neimer 40% (do grupo de Patrus Ananias) e os outros candidatos - Padre Joo e Gilmar Machado - somaram cerca de 14,5%.
    Com isso, segundo candidato Gleber Neimer os nmeros no oficiais apontam que 55% dos militantes do PT querem ter candidato prprio ao governo.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 23, 2009

    Novo escritor UBAENSE. Roberto Carvalho lana livro PARTILHA, dia 30, s 19 horas no Museu de Artes e Ofcios, aqui na capital mineira.

     

    Roberto Carvalho
    estria em livro



    Vice-prefeito de Belo Horizonte
    revela sua alma potica
    e lana seu primeiro livro, Partilha,
     em que rene cem poemas escritos
    ao longo de sua trajetria poltica e cultural

    com a necessidade de partilhar sentimentos, angstias e sonhos de um mundo melhor que o vice-prefeito de Belo Horizonte e ex-deputado estadual Roberto Carvalho estria no universo literrio. Em suas palavras, o ttulo do livro, "Partilha", traduz tudo aquilo que ele quis colocar em cada um dos cem poemas que compem a obra, "uma viagem pelos sentimentos humanos, fragmentos de vida, rabiscos do corao e da alma".  
    Revelando a alma de menino criado no interior de Minas, na musical Ub, Roberto reinventa esse cenrio ldico da memria em inspiradas passagens do livro.

    Com influncia declarada da poesia de Carlos Drummond de Andrade e Fernando Pessoa, Roberto flerta com a temtica da existncia humana em poemas como "Aprendendo com o rio", "Qual mariposa" e "O que nos une", entre tantos textos de rara beleza.
    Com apresentao assinada pelo escritor e acadmico ngelo Oswaldo, depoimentos do letrista Fernando Brant e prefcio de Fernando Antnio Fagundes Reis, o livro de Roberto se torna uma obra marcante pelo despojamento esttico e literrio.
    Nas palavras de ngelo Oswaldo, "Roberto Carvalho no entalhador. Solta as pedras pelo caminho, demarcando a trilha. Uma a uma, a palavra potica nos leva ao seu corao. Grande como a BH que nos acolhe a todos, cheia de poesia".

    Sobre o fato de s agora, tardiamente, lanar seu primeiro livro, Roberto esclarece que sua alma entendeu, depois de muitos anos de militncia poltica, que, mais que nunca, partilhar as coisas do corao se faz urgente, diante desse mundo to pobre de poesia e to frio e to distante nas relaes humanas... Segundo ele, "o tempo presente exige uma militncia para as coisas do corao, para os nobres sentimentos humanos.
    preciso colocar os nossos sonhos, nossas crenas, nossos valores na mesa de discusso do que queremos do amanh, do que queremos neste mundo nosso de cada dia".

    Filho de funcionrio pblico, Roberto herdou da me, a poetisa Emlia Vieira Carvalho, o gosto pela rima e pela mtrica. "Mame ficava em casa fazendo versos, traduzindo sentimentos, que foram publicados em seu livro 'Cantos de amor e f'. Por outro lado, meu pai, Nilo Verssimo de Carvalho, tambm publicou um livro de memrias: 'Memrias de um Verssimo de Carvalho'".

    Agora, a famlia tem em seu sexto filho, no total de 10, a seqncia da tradio artstica e, nos irmos, Eni D'carvalho, o amor pelas artes plsticas tteis e em Wagner Vieira de Carvalho o culto pela lngua portuguesa, com seus livros e estudos sobre o idioma.

    Apaixonado por msica brasileira e principalmente mineira, Roberto revela sua musicalidade na construo de seus poemas, dando leveza e ritmo para cada texto.

               Entrevistas pelo telefone: 8482-4658 ou 3277-400

    O lanamento de Partilha ser no dia 30 de novembro,s 19h, no Museu de Artes e Ofcios, na Praa da Estao. Preo: R$ 25,00. 

                      * Toda a renda arrecadada com a venda do livro 
                   ser revertida para a Associao So Vicente de Paulo.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 23, 2009

    Sinduscon empossa nova diretoria hoje que tem como presidente LUIZ FERNANDO PIRES da Mascarenhas Barbosa Roscoe.

                       

                                                           O prefeito de BH, Mrcio Lacerda;
                                              o novo presidente do Sinduscon, Luiz Fernando Pires
                                     que ser empossado logo mais no Buffet Catarian, aqui em BH
                                  o vice-governador prof. Antnio Anastasia e o diretor da MRoscoe.

    Ser hoje, s 20 horas, no Buffet Catharina, a posse da nova diretoria do Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG).
    No comando da entidade para o trinio 2009-2012 est Luiz Fernando Pires, da Mascarenhas Barbosa Roscoe. 
    Os outros diretores so: Andr de Souza Lima Campos(Emccamp), Jose Francisco Canado(Conartes), Joo Bosco Varela Canado (MIP), Bruno Vinicius (Terrazzas), Geraldo Jardim Linhares Jnior (QBHZ), Eduardo Kuperman (Know-How) e Werner Canado Rohlfs.
    Desejamos sucesso.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 22, 2009

    Assista hoje 21h30 na Rede Super,canal 23, em BH...

    Hoje, DOMINGO - s 21h30m na REDE SUPER DE TV, canal 23,
    o meu programa de Economia, Poltica e Negcios.
    " PROGRAMA JOO CARLOS AMARAL ENTREVISTA"
     recebe o superintendente-geral do Instituto MrioPenna,
    aqui em BH, Cssio Resende.


           

       
        CANAL 23



    Nosso entrevistado, Cssio Resende, fala sobre o gerenciamento profissional que impalntou na administrao do Instituto, que hoje tem 280 mil investidores sociais - sendo 100 mil deles em BH- e os outros 180 espalhados pelo Estado. Eles proporcionam uma arrecadao mensal de 2 milhes e 800 mil reais que so investidos no Hospital Luxemburgo e Mrio Penna de tratamento a pacientes de todoo Estado.
    O contedo total da entrevista que fizemos com o superintedente do Instituto Mrio Penna, Cssio Resende, voc confere na REDE SUPER DE TV, Canal 23, neste domingo s 21h30m.
    Reprise: na segunda-feira s 13h30m.
    Espero voc!!!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 22, 2009

    GIGANTE... pinado do site da PBH.









    rvore de natal gigante
    comea a ser montada
    na Praa do Papa




    Comeou a ser montada na tera-feira, dia 17, a rvore de natal iluminada da Praa do Papa, no bairro Mangabeiras, na regio Centro-Sul de Belo Horizonte. Envolvendo aproximadamente 60 pessoas em sua montagem, a rvore decorativa est prevista para ser inaugurada no dia do aniversrio da capital, 12 de dezembro. O empreendimento resultado de uma parceria entre o Sesi e a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur.

    Sucesso em anos anteriores, a atrao, com 50 metros de altura, conta com o aparato de aproximadamente 10 mil lmpadas incandescentes, com movimentos controlados por um computador, o que proporciona um espetculo de luzes, movimentos e cores que pode ser visto de inmeros pontos da cidade. A escolha da Praa do Papa para a montagem da rvore se deve ao fato de, alm de ela ser um ponto turstico expressivo, estar localizada em um dos locais mais altos da cidade.



    Para animar ainda mais a festa, na ocasio de sua inaugurao, integrando as comemoraes do aniversrio da cidade, est programada tambm uma apresentao da Banda de Msica da Guarda Municipal. Aps o dia 12 de dezembro, a rvore funcionar de segunda a quinta-feira, das 20h 1h e, aos finais de semana, de 20h s 2h. A rvore comea a ser desmontada no dia 6 de janeiro de 2010.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 22, 2009

    ARTIGO ESPECIAL

                                                            Qualidade necessita de liderana

                                                                   

                                                                   Flvio Martins da Costa 

    No dia-a-dia das organizaes, a importncia da qualidade j se tornou clara para todos. A maioria dos seus dirigentes no questiona isso e sabe que sem produtos ou servios a companhia ter a sua sobrevivncia ameaada. Os que ainda querem competir sem esta condio precisam ter noo de que com isso as suas empresas esto perdendo ou caminhando para perder mercado e at mesmo encerrar suas atividades.
    Entre os que se conscientizaram da necessidade de um "sistema de qualidade", boa parte j trabalha na constituio de normas que geram resultados efetivos, como o preconizado pela NBR ISO 9001:2000. Esses trabalham com profissionalismo e determinao, colocando-se como "agentes efetivos no processo"; pondo-se como comprometidos com o sistema, investindo na sua implantao, disponibilizando os recursos de material e pessoal interno ou externo que se fizerem necessrios. E, fundamentalmente, exercendo a sua liderana pelo exemplo.
    Porm, ainda existem dirigentes que "querem a qualidade", mas adotam a pior forma de conduzir a estruturao do sistema; os quais podem ser chamados de "executivos bl bl bl". So aqueles que ficam divulgando a necessidade dos atributos na empresa com discursos inflamados, determinando a colocao de faixas e cartazes, exortando a todos para o comprometimento e ao pela melhoria e eles prprios no executam as aes quotidianas.
    E assim agindo, comprometem todo o processo pela diferena entre o discurso e a prtica. Logo depois de fazerem a propaganda, tomam atitudes contrrias aos princpios elementares que ela preconiza, tais como:
    * Priorizam o preo sobre a qualidade, tomando-o como determinante na aquisio de matria-prima, na contratao de prestadores de servio, na remunerao de seu pessoal e em tudo que significar investimento ou despesa.
    * Burlam a legislao trabalhista e negligenciam as questes como as de segurana no trabalho.
    * Evitam "gastar" com treinamento.
    * No procuram motivar suas equipes.
    No se preocupam em melhoria de processos, porque acham que j tm uma organizao com procedimentos consolidados e no precisam melhorar nada.
    * Rechaam toda proposta de melhoria que envolva investimentos.
    * No querem saber de apoio externo, como visitas a empresas que esto evoluindo e nem consultorias externas para absorver conhecimentos, porque a sua experincia pessoal suficiente para implantar todas as melhorias.
    * No ouvem as reclamaes ou sugestes de seus clientes, sempre esto prontos para contra-argumentar toda reclamao para justificar suas falhas e ainda taxam seus clientes de exigentes ou "chatos".
    * Deixam para o segundo plano as decises e aes sobre qualidade e priorizam outras emergentes. At mesmo questes pessoais triviais acabam sendo prioritrias.
    * Criam uma equipe da qualidade e praticamente dizem que "assunto de qualidade com eles" e ainda no do a devida ateno a ela.
    * Se esquecem de que qualidade um processo mais amplo e importante, que deve envolver a todos.
    Tudo isso que acontece com o pessoal de sua empresa desinteresse, sentimento de baixo apoio, pouco envolvimento e comprometimento, resistncia s mudanas, descrena na qualidade etc. Ele ainda tem a coragem de reunir a equipe para reclamar da inexistncia de resultados, da situao de desvantagem da organizao em relao quela concorrente que ganha mercado ou recebem a certificao de qualidade. E dizem a eles que a culpa da "absoluta incompetncia de sua equipe".
    Porm, o problema est nele mesmo, porque a partir do comportamento do executivo que as aes vo se desencadear. So pelas atitudes que ele toma no dia-a-dia que passa a sua viso, os seus valores, a todos que com ele trabalham.
    Se a qualidade no passar do discurso no vai fazer efeito. Sem o efetivo envolvimento e liderana dos dirigentes no se consegue sucesso da implantao na organizao. O exemplo pessoal e profissional de cada liderana mostra que o comprometimento institucional, ajuda a vencer as resistncias que surgem em todo processo de mudana, mostra que a liderana se identifica com a qualidade.
    necessrio aos diretores que partam para a ao e exemplo:
    * Divulgando a cultura da qualidade e mostrando que eles tambm esto imbudos dela.
    * Dando e buscando apoio externo ou interno para a implantao e melhoria contnua de processos e atitudes da qualidade.
    * Tendo atitudes de melhoramento na conduo dos trabalhos da organizao.
    * Buscando desenvolvimento tcnico e gerencial contnuo deles prprios e dos recursos humanos de sua organizao.
    * Monitorando a satisfao de seus clientes e, deles, buscando informaes para melhoria contnua de seu sistema de qualidade.
    * Motivando seu pessoal.
    * Estabelecendo ampla e permanente agenda para a qualidade.
    * Agilizando a tomada de deciso nos assuntos ligados melhoria
    Entrando "para valer" na qualidade, o lder trar junto de si todo o corpo funcional da organizao e ver que ela no apenas para se mostrar, para se praticar e envolver a todos, da ponta base da pirmide organizacional.
    E que seus resultados no esto apenas no "se ver" um certificado de sistema da qualidade, mas na racionalizao e padronizao de processos, na reduo de custos, na motivao e bem estar de seu pessoal, na melhoria da imagem organizacional, no crescimento de vendas, no aumento da lucratividade e finalmente na consolidao e perpetuao da organizao.
    E evitar ser enquadrado na principal causa de frustrao da implantao de sistemas de qualidade nas empresas: a liderana sem o comprometimento e atitudes exemplares e efetivas para a qualidade.
    PERGUNTAS, MARCAO DE PALESTRAS, CONSULTORIAS, COMENTRIOS E OUTROS CONTATOS COM FLVIO MARTINS:
    31 9705 7428 ou email flaviomartins@flaviomartins.com.br www.flaviomartins.com.br


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 21, 2009

    Casrio elegante em BH neste sbado merece registro - casam-se s 19h45m na Igreja So Mateus no Anchieta os jovensLAURA e EDUARDO.

    Laura filha do nosso amigo, o dinmico consultor empresarial
    e exclente msico Antnio Balbino/Maria Beatriz Jotta Oliveira.
    E Eduardo filho do casal Nlio Antnio Nogueira Neves/Maria Cavalcanti de Andrade Neves.
    A recepo ser no Buffet Catarina.
    Desejo felicidade ao jovem casal de noivos.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 21, 2009

    Banda Larga pode ganhar reforo com dinheiro - pelo menos 1 bilho de reais - do Fundo de Servios de Telecomunicaes...

    Ministro confirma inteno
    de uso do Fust para ampliar banda larga


                                               
                                                                  Hlio Costa diz que plano
                                                      para levar internet de alta velocidade
                                                         populao ainda ser apresentado
                                                                       ao presidente Lula

    O ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa, confirmou a inteno do governo de investir parte dos recursos do Fundo de Universalizao dos Servios de Telecomunicaes (Fust) na ampliao do servio de banda larga no Brasil.
    De acordo com o ministro, o fluxo de caixa do Fust a partir de 2010 j poderia ser usado para bancar parte do Plano Nacional de Banda Larga. O projeto ser apresentado ao presidente Luiz Incio Lula da Silva, mas Hlio Costa declarou que o presidente j sinalizou que a inteno usar pelo menos R$ 1 bilho do fundo para ampliar o acesso internet de alta velocidade para a populao.
    "O presidente acenou que pode concordar com a utilizao do fluxo de caixa do Fust, que j extremamente importante. Porque ns no vamos poder usar os quase R$ 7 bilhes (atualmente, este o valor dos recursos acumulados). Mas, pelo menos vamos poder usar o R$ 1 bilho que vai entrar no ano que vem", comentou.
    Hlio Costa declarou que preciso correr contra o tempo e fazer com que o Plano Nacional de Banda Larga possa comear a ser implementado ainda em 2010. Ele comentou a possibilidade de a Unio atuar no mercado como regulador do servio, reiterando, contudo, que sua maior preocupao colocar o plano em operao em tempo hbil. "Ns ainda no dispomos de todos os instrumentos tcnicos necessrios para que o plano nacional de banda larga possa ser instrumento regulador", disse.
    O ministro das Comunicaes disse que o governo estuda a possibilidade do uso das redes de fibra tica de empresas estatais, como Furnas, Petrobras e Eletrobrs, inclusive para a oferta do servio, trabalhando em parceria com as empresas de telefonia. Hlio Costa afirmou, entretanto, que o uso de parte da rede de 31 mil quilmetros de fibras pticas, no caso da Eletronet, ainda depende de uma deciso favorvel da Justia.

                                                                            DESISTIU:
    O ministro das Comunicaes anunciou que desistiu de apresentar ao presidente a proposta sobre o acesso de camadas carentes da populao ao servio de telefonia mvel. Hlio Costa informou que vai retirar o programa, chamado pela imprensa de "bolsa celular", porque houve uma incompreenso. Ele afirmou que a iniciativa foi mal interpretada, embora tenha reiterado que no haveria uso de recursos pblicos para bancar a compra de celulares para famlias beneficiadas pelo Programa Bolsa Famlia.
    "As empresas que pediram e a o governo pode aceitar ou no a iseno de recolhimento para o Fistel (Fundo de Fiscalizao das Telecomunicaes). Isso seria sobre linhas que no existem ainda. Ento, no seria uma desonerao", comentou.
    "O governo no vai gastar R$ 2 bilhes em dois anos para que o celular chegue as camadas mais pobres da populao. No isso. As empresas querem levar o celular para essas pessoas gratuitamente e ainda depositando crdito mensal de R$ 7", disse. Hlio Costa assegurou que o ministrio vai deixar a iniciativa de apresentar a proposta ao governo s prprias empresas.

    Ascom/Ministrio das Comunicaes

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 21, 2009

    Interior de Minas. Nota pinada do HBLOG do meu amigo de blogosfera Hugueney Bisneto - de Uberlndia.

    Center Convention






    TH Brasil 2009



    Nos dias 23 e 24 de novembro ser realizado no Center Convention o XV Congresso de Gestores de Talentos Humanos do Brasil Central TH Brasil 2009. Considerado o maior evento de gesto de pessoas do interior brasileiro, o congresso traz palestras, conferncias, painis de debates e apresentao de cases. O TH Brasil 2009 coordenado pela ABTD - Associao Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento, em parceria com a FIEMG - Regional Paranaba e o Instituto Ser Humano. Inscries e informaes pelos telefones: (34) 3228-6899 e 3228-6869.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 21, 2009

    FALA VICE-GOVERNADOR!!!

















    Transcrio da entrevista do vice-governador Antonio Anastasia
    na chegada a Santa Vitria e na inaugurao das casas populares





    Assuntos:
    Obras de infraestrutura do Governo de Minas,
     eleies
    e inaugurao de casas populares



    Senhor Antonio Augusto Junho Anastasia, um prazer receb-lo aqui em Santa Vitria.

    Muito obrigado, estimados ouvintes, caros amigos em Santa Vitria, o prazer meu. Aqui estou fazendo esta visita com o objetivo maior de inaugurar as casas, mas, tambm, de conversar com as lideranas polticas, prefeitos, vereadores e com lideranas empresariais em Santa Vitria, que uma das cidades que mais cresce e que, em um futuro prximo, crescer muito mais, por isso que importante preparamos a infraestrutura para que esse crescimento se d de modo sustentvel, organizado e coordenado.

    Essas obras que esto vindo para Santa Vitria tambm esto acontecendo em todo o Estado de Minas Gerais?

    verdade. Felizmente, o governador Acio Neves tem feito uma administrao revolucionria em Minas. Temos conseguido inaugurar obras nos 853 municpios do nosso Estado e conseguido obter, de fato, resultados positivos nesta ao administrativa. Tanto assim que o governador Acio Neves o governador mais popular e aplaudido de todo o Brasil. Agora, esta regio do pontal do Tringulo tem recebido uma ateno especial. uma regio de muito potencial econmico, de uma excelente localizao geogrfica, com terras frteis, com povo trabalhador e por isso mesmo o Governo tem feito, aqui, investimentos mais precisos.

    A visita do senhor aqui exclusiva a Santa Vitria ou no?

    Estou desde ontem aqui no pontal do Tringulo. Estive ontem em Iturama, fui a Carneirinho, fui a Fronteira, passei em Prata, estou aqui em Santa Vitria e ainda vou a Tupaciguara. uma visita de dois dias inteiros, com o objetivo no s de inaugurar obras, mas o mais importante: ouvir as lideranas e preparar novos investimentos para o prximo ano.

    O senhor confirma o seu nome para as eleies 2010?

    No. Ainda muito cedo para isso. Somente no ano que vem, no primeiro trimestre, que ns teremos as definies para as candidaturas estaduais. Por ora, o nosso esforo a favor do nosso governador Acio Neves para a candidatura Presidncia da Repblica.

    Como o senhor sentiu a recepo do prefeito Antnio Celso, e das lideranas polticas do Pontal?

    Extremamente hospitaleira, muito amiga. O prefeito muito aplaudido e reconhecido. Estou aqui com muito gosto e o prefeito tem feito uma bela obra.

    Santa Vitria tem uma abrangncia muito grande aqui na regio em estar recebendo grandes indstrias, como Usinas. Como o senhor v a causa do porto hidrovirio de Chaveslndia, que do municpio de Santa Vitria, o qual d evaso a toda a produo do municpio, e que est no marco zero da ferrovia Tiet?

    Daremos incio a esta obra do Porto no incio do ano que vem. O Porto aqui, em Chaveslndia, importante para o desenvolvimento no s de Santa Vitria, mas de toda Minas Gerais.

    Professor Anastasia, vice-governador, visita o Tringulo Mineiro. Fronteira, Prata, Iturama, Santa Vitria, Carneirinho e Tapaciguara. Aqui em Santa Vitria, uma brilhante recepo ao vice-governador, enderea sua mensagem ao prefeito Antnio Celso e aos muncipes que acompanham esta reportagem exclusiva.

    Um grande abrao a todos, aqui em Santa Vitria. O prefeito Antonio Celso to gentil, me recebendo to bem, com os vereadores, lideranas polticas e empresariais desta cidade, que uma cidade especial. Santa Vitria tem crescido muito, mas crescer mais. Acredito, at, que, nos prximos anos, Santa Vitria ser uma das cidades que mais crescer em toda Minas Gerais.

    O grande sonho da regio aqui do vale da alimentao, no grande Rio Paranaba, o Porto de Chaveslndia, como o senhor sabe disso. Quais so as iniciativas do Governo para viabilizar este Porto?

    Ns conclumos o projeto executivo para a construo do Porto, pela Secretaria de Transportes e Obras. Portanto, no incio do ano que vem, j tomaremos as medidas de licitao e licenciamento para que, durante o ano de 2010, este Porto seja construdo, atendendo no s Santa Vitria, no s as empresas aqui, mas toda Minas Gerais.

    A malha rodoviria de Minas imensa. O que o Governo est fazendo para a recuperao das estradas mineiras, especialmente aqui no Tringulo Mineiro?

    Voc tem razo. Temos a maior malha rodoviria do Brasil. Ns temos vrios programas. O primeiro deles o chamado Proacesso, para permitir ligar aquelas cidades que no tinham asfalto. O segundo o ProMG, que vamos tentar chegar na ponta do Tringulo no ano que vem j com este sistema, que a recuperao permanente das estradas estaduais. As estradas mineiras tm melhorado, mas temos que melhorar ainda mais. Em terceiro temos o programa dos Links Faltantes, que exatamente a ligao entre cidades importantes para desenvolver a economia da regio.

    Gostaria, para encerrar, da sua mensagem aos prefeitos que no puderam comparecer Santa Vitria.

    Aos estimados prefeitos do Tringulo Mineiro, sempre o meu abrao, a minha solidariedade e a certeza de que a determinao do governador Acio Neves tem sido um trabalho em parceria. Como testemunha, o nosso prefeito Antnio Celso. E nestes dois dias aqui no Tringulo, eu tenho recebido de diversos prefeitos a confirmao deste grande sucesso da administrao do governador Acio. Vamos continuar trabalhando firmes porque h trabalho a fazer, h progresso a colher e h prosperidade a identificar. Viva o nosso querido Tringulo Mineiro.

    Minas Gerais vive um momento especial?

    No h dvidas. Minas Gerais vive, hoje, um momento muito positivo, um momento extremamente de progresso, de desenvolvimento, graas ao trabalho do governador Acio Neves que, por toda Minas, estamos inaugurando obras. E Santa Vitria, Pontal do Tringulo e o Tringulo como um todo no ficam de fora. Ao contrrio, so as reas que mais tm recebido investimentos.

    Professor Anastasia e comitiva esto no bairro Brasil, em Santa Vitria, para a inaugurao de moradias populares, com a presena de uma grande multido. O que isso significa?

    Muita felicidade aqui. Estamos inaugurando a casa nmero vinte mil da Cohab, projeto importante do Governo do Estado, que a Cohab realiza. o projeto Lares Geraes. E hoje uma data simblica, casa nmero vinte mil sendo entregue e, claro, um marco porque h muitos anos Minas Gerais no consegue construir tantas casas a favor daquela populao mais carente, com renda de at trs salrios mnimos.

    O Governo de Minas pretende continuar investindo em moradias populares?

    Claro, aqui mesmo em Santa Vitria, vamos assinar agora a ordem de incio da construo de mais 140 casas. Ento ns estamos conseguindo realizar uma grande obra, em todo o Estado, j com mais de 400 conjuntos habitacionais e vamos continuar neste grande esforo.

    Professor, conversei com algumas pessoas aqui e muitas dessas casas representam esperana e a realizao de um sonho para muitas delas. E o que representa isso para o senhor?

    verdade. Porque, no meu ponto de vista, inclusive pessoal, ns temos que a casa prpria o grande sonho do brasileiro. No pagar aluguel, no ficar morando de favor, ficar livre deste pesadelo e realizar este sonho de todo brasileiro que o de ter o seu teto, ter o seu lar, ter a sua proteo. Portanto, quando o Governo do Estado, atravs do Programa Lares Geraes, alcana a marca de 20 mil casas significa que ns temos 20 mil famlias que esto morando na casa prpria e, claro, com toda a condio de terem um lar feliz.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 21, 2009

    Casas populares...










                                                        Governo de Minas
                                         entrega casa 20 mil do Lares Geraes















    Jos Carlos Paiva/Secom MG
    Vice-governador entrega as chaves para a muturia da casa 20 mil construda pelo Governo de Minas
    Vice-governador entrega as chaves para a muturia da casa 20 mil construda pelo Governo de Minas
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm











    Governo inaugura conjuntos habitacionais em Santa Vitria
    Governo de Minas entrega casa 20 mil do Lares Geraes
    Transcrio da entrevista do vice-governador Antonio Anastasia na chegada a Santa Vitria e na inaugurao das casas populares
    SANTA VITRIA (20/11/09) O vice-governador Antonio Anastasia entregou a vigsima milsima casa construda pelo Governo de Minas, no municpio de Santa Vitria, no Tringulo Mineiro, nesta sexta-feira (20). O marco das 20 mil construes foi alcanado durante a inaugurao dos Conjuntos Habitacionais Jos Bento de Queiroz e Ascendino Motta da Silva, totalizando 60 casas construdas no municpio pela Cohab/MG.

    Oferecer moradia de qualidade, vida digna e reduzir o dficit habitacional dos municpios mineiros, combatendo, sobretudo, a pobreza, so alguns dos objetivos primordiais do programa Lares Geraes - Habitao Popular, desenvolvido pela Companhia de Habitao do Estado de Minas Gerais (Cohab/MG).

    Durante a solenidade de entrega das chaves aos muturios, o vice-governador parabenizou aos santa-vitorienses que adquiriram o imvel. Vocs esto levando a chave da casa prpria que tanto merecem. Este o teto que vai proteg-los, o lar que vocs podero dedicar-se, com muito amor. Santa Vitria ser, em poucos anos, um dos municpios mais progressistas de Minas Gerais, ressaltou.

    Anastasia tambm anunciou, na ocasio, a assinatura do convnio com a Cohab e com o prefeito de Santa Vitria, Antnio Celso Andrade, para a construo de mais 140 casas no municpio. Para o vice-governador, h, em Minas Gerais, uma necessidade muito grande por moradia, mas o Governo de Minas j est preparado para construir mais casas. com enorme satisfao que entregamos, hoje, a vigsima milsima casa popular. Vamos trabalhar para que possamos fazer mais 20 mil moradias, em busca de mais desenvolvimento. De mos dadas, em parceria com as lideranas polticas do nosso Estado, alcanaremos o progresso, disse. A meta inicial do Governo de Minas era de construir 10 mil casas, entretanto, esforos foram somados para que esse nmero dobrasse.

    Nos empreendimentos construdos em Santa Vitria foram investidos R$ 1.721.780 com recursos do Fundo Estadual de Habitao, deste total, R$ 180.000 correspondem contrapartida da prefeitura em terreno e obras de infraestrutura. Ainda este ano, a previso de que outras 2.500 casas sejam entregues aos proprietrios em todo o Estado. Dos 60 titulares de financiamento em ambos os conjuntos habitacionais de Santa Vitria, 47 so mulheres chefes de famlia, o que corresponde a 78,3% do total dos financiamentos. Dois cadeirantes receberam casas especiais maiores e adaptadas s suas necessidades.

    Sonho realizado

    Estou emocionada e muito feliz. O meu sonho foi realizado e no tenho palavras para dizer o quanto isso bom. Elaine Cristina de Castro Nogueira no conseguiu esconder sua satisfao em receber, das mos do vice-governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, as chaves de sua nova casa, a vigsima milsima construda pelo Governo de Minas.

    Me solteira, Elaine sustenta quatro filhos, Luiz Felipe, Luiz Henrique, Laysa Cristine, e Lorena. De acordo com Elaine, se no fosse o programa de incentivo do governo, o sonho da casa prpria poderia ficar ainda mais distante. Antes ns morvamos de aluguel em uma penso no centro de Santa Vitria, agora vou pagar uma coisa que minha. Isso maravilhoso, acrescenta.

    O programa

    O Programa Lares Geraes - Habitao Popular um dos projetos estruturadores do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI) e expressa a prioridade dada pelo Governo de Minas reduo da pobreza e incluso produtiva, por meio do combate ao dficit habitacional que afeta, sobretudo, as famlias com renda de um a trs salrios mnimos.

    O financiamento feito com recursos oramentrios do Governo de Minas alocados ao Fundo Estadual de Habitao e executado em parceria com os municpios, que so encarregados da cesso do terreno e realizao das obras de infraestrutura. Cabe Cohab construir as casas, por meio de processo licitatrio, e contratar os financiamentos. Os investimentos feitos at agora no programa chegam a R$ 487 milhes.

    Desde o incio do programa, cerca de 56% dos titulares de financiamento feitos pela Cohab/MG so mulheres. O nmero supera os dados da 3 edio da pesquisa Retrato das Desigualdades de Gnero e Raa, elaborado Instituto de Pesquisa Econmica Aplicada (Ipea). O estudo revela que ao longo da ltima dcada, a proporo de famlias chefiadas por mulheres passou de 19,7% em 1993 para 28,8% em 2006.

    A conquista da casa prpria significa, para o muturio, mais que o acesso a uma moradia boa e barata. Ela o alicerce para a construo da cidadania e dignidade. Ao propiciar a casa prpria s famlias de baixa renda, o Governo de Minas minimiza a vulnerabilidade desse segmento da populao, sempre pressionada pelas oscilaes da atividade produtiva e dos momentos de crise da economia; pelas altas taxas de desemprego e maior incidncia de enfermidades causadoras de absentesmo na ocupao e incapacidade de trabalho.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 21, 2009

    Boa notcia econmica.

                                                    Receita de exportao mineira de acar
                                                                      cresce mais de 17%

    BELO HORIZONTE (20/11/09) - A receita das exportaes mineiras de acar, em outubro, aumentou 17,72%. Foram US$ 61,2 milhes, na comparao com os US$ 52 milhes registrados no mesmo ms de 2008, informa o Ministrio de Desenvolvimento, Indstria e Comrcio Exterior (MDIC). Os bons resultados podem ser atribudos principalmente melhoria do preo mdio do produto no mercado internacional, informa a Superintendncia de Poltica e Economia Agrcola da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuria e Abastecimento (Seapa), que organizou os dados.

    Segundo o superintendente Joo Ricardo Albanez, apesar da reduo no volume de acar embarcado para o exterior no dcimo ms deste ano, houve um aumento de quase 25% na cotao mdia do produto. A tonelada, no perodo, foi vendida por mais de US$ 353 na comparao com os US$ 283 registrados no mesmo ms de 2008.

    O que motivou o aumento foi a demanda maior por acar do Brasil principalmente pela ndia. Albanez explica que esse pas tem grande consumo e apresentou quedas de produo de cana-de-acar nas ltimas safras, o que provocou a diminuio dos estoques. Por isso, ele acrescenta, a ndia passou de produtor e exportador a comprador e agora no consegue mais nem a autossuficincia na produo. Existe ainda a perspectiva de sustentao dos preos, possibilitando a manuteno de um mercado firme para o acar, porque a ndia dever importar at 3 milhes de toneladas do produto no prximo ano.

    lcool em alta

    A exportao de lcool tambm foi beneficiada pelo aumento do preo mdio, neste caso da ordem de 3%, alcanando quase US$ 558 por tonelada, contra os US$ 542 registrados em outubro do ano passado. Embora o volume exportado tenha aumentado apenas 1,61% no dcimo ms deste ano, a receita alcanou quase US$ 19 milhes na comparao com os US$ 18 milhes do mesmo perodo de 2008.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 20, 2009

    Enviado pela assessoria do federal mineiro Paulo Abi-Ackel, presidente do PSDB.

    O Presidente do PSDB mineiro, deputado federal Paulo Abi-Ackel, esteve em audincia com o Governador Acio Neves na ltima tera-feira (17/11). Ao lado do deputado Nrcio Rodrigues, que disputa com ele a presidncia doPSDB mineiro.

    Na ocasio, estiveram presentes alm do Deputado Paulo Abi-Ackel, o Deputado Federal Nrcio Rodrigues. O Governador destacou a importncia do Deputado Paulo Abi-Ackel no Congresso Nacional.

    "O deputado Paulo Abi-Ackel hoje das estrelas mais importantes do PSDB, sendo o nico mineiro do PSDB, hoje reconhecido pelo DIAP como liderana no Congresso Nacional, por isso estou fazendo apelo a ele para que ocupe um cargo de liderana do partido em Braslia", afirmou Acio Neves. Confira a entrevista no udio anexo.


     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 20, 2009

    NEURNIOS CRIATIVOS

                                                       Challenge Innovative Technologies
                                                                 lana hoje, na Tecnofeira,
                                                            o Projeto "Neurnios Criativos"
                                                                Atuando como incubadora,
                                             empresa vai selecionar trs projetos mais inovadores
                                                   durante a feira para apoiar e dar consultoria
     

    A Challenge Innovative Technologies www.challengeit.com.br (Challenge IT) lanar hoje, na Tecnofeira, que acontece at amanh, 21, no Minascentro, o projeto "Neurnios Criativos". A empresa vai selecionar trs dos 52 projetos expostos na feira que sejam mais criativos e inovadores, com reais perspectivas de se consolidar no mercado, para incub-lo, ou seja, oferecer consultoria de mercado, de gesto, finanas, tecnologia e captao de recursos, para transformar essas idias brilhantes em produtos, processos ou servios.
     
    "A Challenge IT uma empresa que se prope a ser diferente. Diferente no modo de pensar, de agir e de entender o mercado. Incentivamos a liberdade para experimentar e inovar, para lanar um novo olhar sobre a tecnologia e o seu emprego no cotidiano da sociedade", define o CEO da Challenge, Mrcio Sete.
     
    Segundo ele, atravs do conceito de "Neurnios Criativos", a Challenge IT define o perfil empreendedor de sua equipe e incentiva o uso da criatividade no dia a dia da empresa. "Alm de estimular cada profissional a utilizar 20% do seu tempo de trabalho no desenvolvimento de seu potencial criativo, propondo novos projetos, nichos de mercado e produtos, a Challenge IT mantm um portal para a troca de idias e sugestes para os problemas sociais mais emergentes, contribuindo para a construo de um mundo melhor", explica o empresrio.
     
    Mrcio Sete observa que o prprio nome da empresa (Challenge, que significa desafio, em ingls) remete a muitos significados: "a paixo pelo desafio, a vontade de quebrar paradigmas, o desejo de inovar e fazer diferente. Uma empresa que nasceu para o mundo, com know-how e ferramentas para atender o mercado global", afirma o CEO da Challenge.               
     
    H apenas dois anos no mercado, a Challenge IT surgiu para mudar conceitos na rea de tecnologia, questionar o convencional e descobrir novas e interessantes maneiras de alcanar resultados, assegura Mrcio Sete, propondo o mesmo a cada um: "Challenge Yourself!", "Desafie voc mesmo!", provoca o empresrio.
     
    Sobre a Challenge
     
    Com um perfil jovem e um acervo de novas idias, a Challenge IT prope inovaes tecnolgicas ao mercado, destacando-se como uma empresa gil e em constante evoluo, que oferece solues sob medida em um curto espao de tempo. A empresa acaba de ser contemplada pelo Prime Primeira Empresa Inovadora, projeto da FINEP Financiadora de Estudos e Projetos, do Ministrio da Cincia e Tecnologia. O programa Prime - Primeira Empresa Inovadora entrou em operao no nicio de 2009. Seu objetivo criar condies financeiras favorveis para que um conjunto significativo de empresas nascentes de alto valor agregado possa consolidar com sucesso a fase inicial de desenvolvimento dos seus empreendimentos.  O objetivo principal do Prime proporcionar uma mudana de patamar quantitativo e qualitativo dos programas de fomento da FINEP, contemplando cinco mil empresas nascentes voltadas a novos produtos, servios e processos de elevado valor agregado, em todas as regies. Este conjunto de empresas ser uma alavanca essencial para o desenvolvimento do Pas nos prximos anos.
     
    As reas de atuao da Challenge so:
    Desenvolvimento de Software
    Educao Continuada
    Comunicao Digital
    Coaching Treinamento e Consultoria para Adoo de Nova Tecnologia
     
    "A Challenge IT formada por uma equipe de alto desempenho, multidisciplinar e entrosada, onde a iniciativa, o conhecimento e as experincias individuais agregam valor ao projeto do cliente. Os resultados dessa interao so produtos e servios diferenciados e ainda mais bem-sucedidos. Com criatividade, a Challenge IT transforma a tecnologia em instrumento de racionalizao de recursos e otimizao de processos, devolvendo ao indivduo tempo livre para o lazer, o aperfeioamento humano e as relaes interpessoais. Este o compromisso da empresa com a sociedade. Este o desafio da Challenge IT na construo de um mundo melhor", conclui Mrcio Sete.
     
    _____________________________________________________________
     
                                                                Sobre o CEO da Challenge

                                         
     
                                                             Mrcio Sete, Certified ScrumMaster.
                                                         Microsoft Certified Technology Specialist
                                                          Senior Software Architect and Developer
     
    Challenge Innovative Technologies CEO
     
    Diretor da Associao das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informao em Minas Gerais
    Membro do Comit Estratgico de Tecnologia da Informao da Cmara Americana de Comrcio
    Membro do Board do Ineta, responsvel por Comunidades Microsoft em Minas Gerais e Espirito Santo
    Mobile: +55 31 9213-6001 | Work: +55 31 3267-8220
    P  No esquea da sua responsabilidade e compromisso com o Meio Ambiente

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 20, 2009

    ELEIES. Nota pinada do site da OAB de Minas.





    A Comisso Eleitoral da OAB/MG, responsvel pela relizao das eleies de 21 de novembro amanh, sbado, para escolha dos integrantes que comporo as diretorias da OAB, CAA, Subsees e Conselhos Seccional e Subsecionais convoca os advogados mineiros a comparecerem ao pleito, lembrando-lhes a importncia de sua manifestao nas urnas e acreditando na participao macia da classe.

    A votao ser realizada no horrio das 9 s 17 horas, na sede da Seccional mineira, localizada na Rua Albita, 250 e 260, Bairro Cruzeiro; e no Interior, nas sedes das Subsees ou em outros locais autorizados pela Comisso Eleitoral.

    A Comisso lembra aos advogados que s podero votar os inscritos que estiverem com sua situao regular junto OAB/MG, inclusive com o pagamento em dia junto tesouraria da Seccional. Salienta, ainda, que o advogado s poder votar na Subseo onde mantm sua inscrio, sendo vedado o voto em trnsito.

    Na impossibilidade de exercer o direito do voto, o eleitor poder justificar sua ausncia, no dia das eleies, perante qualquer Mesa Eleitoral, ou at trinta dias aps as eleies. 

                                                  

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 20, 2009

    FALA GOVERNADOR!!!

















    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves
     no anncio de medidas para impulsionar crescimento econmico
    de Juiz de Fora e Zona da Mata




    Assuntos:
    Medidas de incentivo fiscal, obras em Juiz de Fora,
    Aeroporto Regional da Zona da Mata,
    ex-presidente Itamar Franco
    e Eleies 2010



    Fale para a gente do decreto de incentivo fiscal.

    Tomei uma deciso poltica de reao. No podamos permitir que empresas deixassem de se instalar na regio da Zona da Mata, em Juiz de Fora em especial e que outras fossem pro outro lado da fronteira, para o Rio de Janeiro em especial, por conta da questo fiscal.

    Digo sempre que a guerra fiscal no o melhor caminho. Ela tem sido perversa ao longo do tempo para com os estados e para com as prprias empresas, mas nesse momento, tomei a deciso, inspirado pelo prefeito Custdio, pelo ex-presidente Itamar, por um conjunto de empresrios da regio e estou dando o mesmo tratamento fiscal que o Rio de Janeiro tem dado s empresas que l se instalam, de 2% de ICMS. Portanto, uma reduo extremamente vigorosa e acho que esse ser um marco, um marco definitivo na historia do desenvolvimento dessa regio. Com essa medida, associada aos investimentos que temos feito aqui na regio, as estradas todas sendo recuperadas como vocs podem estar acompanhando. O Proacesso ligando todas aquelas que no tinham ligao asfltica, alm de investimentos em segurana que tem reduzido, inclusive, a criminalidade em Juiz de Fora. Creio que daremos um alento grande retomada do crescimento dessa regio.

    Essa deciso, portanto, um marco definitivo. A partir dela, vamos estar direcionando a ao do Estado, da Secretria de Desenvolvimento Econmico, do nosso Indi, que o instituto que analisa as potencialidades de cada regio, para que possamos atrair para c todos investimentos possveis. Acho que mais que um discurso, uma palavra, um gesto concreto de responsabilidade para com a Zona da Mata.

    E ao lado dessa medidas, portanto, de estmulo fiscal que podero fazer at que algumas empresas que saram daqui retornem para essa regio, estou anunciando um conjunto de obras que jamais foi anunciado entre o Governo e a cidade de Juiz de Fora, de cerca de R$ 66 milhes. Obras de infraestrutura fundamentais para superar gargalos importantes que Juiz de Fora tem hoje e resgato, na verdade, os compromissos que assumi com a populao de Juiz de Fora na ltima campanha eleitoral.

    Essa medida vai valer para todo estado? Esses incentivos fiscais?

    A prioridade dela essa regio. Em relao a outras partes do Estado, tero que ser analisadas pela Secretaria de Estado da Fazenda. O que fizemos, na verdade, foi obtivemos autorizao da Assembleia em razo do problema especfico da Zona da Mata e, essa iniciativa s ocorreu em razo desses problemas, e a nossa prioridade absoluta demonstrar aos empresrios dessa regio, que queiram ampliar os seus negcios, ou a outros que queiram aqui se instalar, como essa empresa que hoje anuncia aqui investimentos de R$ 130 milhes j em razo dessa nova carga tributria, portanto, dessa nova situao fiscal. Acho que teremos, dentro dos prximos meses, novos e importantes anncios de novos e importantes investimentos nessa regio.

    E o aeroporto regional? Como fica?

    Olha, a questo do aeroporto regional vamos trat-la em duas etapas. A primeira delas, um compromisso do Estado que a ligao asfltica, a nova MG. A obra j foi contratada, o contrato j foi inclusive assinado, depende agora, exclusivamente, de uma questo da licena ambiental. Sabemos que existe a represa que abastece boa parte da cidade Juiz de Fora. Ainda uma soluo que est bem encaminhada, que logo que seja concluda toda questo ambiental, provavelmente teremos que fazer ali, um desvio em torno dessa represa Joo Penido, para que possamos rapidamente superar todas essas dificuldades e iniciar as obras. Os recursos j esto garantidos, a obra j est licitada e contratada.

    Em relao ao aeroporto, houve, na verdade, uma resistncia muito grande da Anac. Inclusive mandei nos ltimos dias uma correspondncia minha, pessoal, diretora geral da Anac, Dra. Solange, para que ela nos permita licitar o aeroporto. H empresas interessadas a operar o aeroporto. H uma resistncia conceitual, no sei se com algum componente ideolgico de que o Governo Federal no quer caminhar por essa direo. Portanto, hoje essa questo depende exclusivamente da autorizao da Anac e da Aeronutica para os voos noturnos. O que Estado tinha que fazer j fez.

    Como foi a conversa com o presidente Itamar? Ele vai estar bem para fazer as articulaes na poltica de 2010?

    Em primeiro lugar, eu o encontrei muito bem humorado, em timo estado de sade. Obviamente, convalescendo, recuperando-se da cirurgia, mas extremamente animado. Acho que o presidente Itamar ser um ator importante no processo eleitoral futuro. Em que posio, o tempo quem vai dizer. Mas recebo sempre do presidente Itamar estmulos. Ele tem sido um dos maiores estimuladores de uma eventual candidatura minha Presidncia da Repblica e quando Itamar Franco fala, o Brasil ouve e o Brasil respeita.

    Portanto, uma das razes principais dessa minha visita hoje a Juiz de Fora foi tambm dar um abrao afetuoso no homem pblico Itamar Franco, que dignifica a vida pblica mineira e brasileira.

    Eleies 2010. O senhor decide quando?

    Olha, no sou um ser isolado na poltica. Eu represento um conjunto de foras. O que tenho buscado apresentar ao meu partido so alternativas. Alternativas de uma candidatura que pode, eventualmente, acoplar algumas outras foras polticas para o embate que no ser fcil. Tenho dito e reitero que at o final de dezembro, no mximo incio de janeiro importante eu ter uma deciso. Porque se no for no caminho da Presidncia da Repblica, pretendo me dedicar muito e profundamente a Minas Gerais.

    Construmos um projeto de governo em Minas Gerais que hoje respeitado no Brasil, referncia fora do Brasil, um modelo de gesto que o Banco Mundial incorporou e estimula que outros estados de outros pases possam seguir e que no pode, portanto, em Minas Gerais, ser interrompido.

    Ento, tenho que me dedicar muito a dar continuidade a nossa gesto em Minas Gerais com a eleio de algum que compreenda que a gesto pblica eficiente e moderna o melhor instrumento de desenvolvimento social que qualquer sociedade possa ter.

    Ontem os diretrios estaduais do PSDB defenderam a importncia de se definir logo a candidatura at janeiro. Essa mais uma vitria do senhor?

    No vejo dessa forma. Na verdade, quando falo em dezembro e janeiro, percebo tambm essa certa ansiedade. Tenho viajado por todo Brasil como vocs tem acompanhado. Nessa ltima semana, ltima segunda-feira estive em Alagoas, e colhi l do diretrio de Alagoas o mesmo sentimento.

    Os entendimentos regionais, estaduais, eles dependem de alguma forma, de uma palavra de um eventual futuro presidente da Repblica, pelo menos na expectativa dos nossos companheiros. E, portanto, isso tem feito falta.

    Respeito a deciso do governador Jos Serra, ele tem seus motivos, ele tem que ser respeitado em relao ao prazo que ele tem estabelecido, como tenho os meus e tenho certeza que ele respeita. Estou muito tranquilo.

    Tenho andado pelo pas, tenho proposto algo novo para o Brasil. Um governo eficiente, moderno, que olhe para o futuro, que respeite e registre os avanos que tivemos desde Itamar Franco, com a elaborao do Plano Real, passando pelo presidente Fernando Henrique com a sua consolidao, com o incio dos programas sociais, com a modernizao da economia, com a Lei de Responsabilidade Fiscal. Veio o governo do presidente Lula, traz avanos e eu sou o primeiro, no campo da oposio, a registrar isso e reconhecer - no campo social, obviamente tambm embalado por um momento econmico internacional muito positivo, avanamos nossos indicadores sociais.

    As pessoas no esto preocupadas em saber quem faz menos ou quem fez mais, quem o pai ou a me desse ou daquele programa. O que as pessoas querem saber quem pode fazer mais. Quem tem as melhores condies de construir uma nova convergncia nacional e fazer as reformas, que me referi aqui hoje a algumas delas, que no foram feitas mesmo em um perodo muito positivo como o do governo do presidente Lula. A reforma poltica, a reforma tributria que acabe com a guerra fiscal e diminua a carga tributria. A reforma da Previdncia que acabe com esse dficit crescente e extremamente perigoso, porque ele acaba impactando na diminuio dos nossos investimentos. Ento, acho que precisamos, no Brasil, de um governo que olhe para frente. Tenho apresentado ao partido essa possibilidade. Mas qualquer que seja a deciso do meu partido, eu a respeitarei.




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 20, 2009

    Guerra Fiscal. Minas reage....










                           Acio anuncia tratamento tributrio diferenciado















    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Ex-presidente Itamar Franco, governador Acio Neves e o presidente da Cemig, Djalma Morais
    Ex-presidente Itamar Franco, governador Acio Neves e o presidente da Cemig, Djalma Morais
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm














    Entrevista do governador Acio Neves em Juiz de Fora
    Acio Neves anuncia medidas contra a guerra fiscal
    Governador Acio Neves anuncia tributao diferenciada para municpios
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves no anncio de medidas para impulsionar crescimento econmico de Juiz de Fora e Zona da Mata
    JUIZ DE FORA (19/11/09) - O governador Acio Neves assinou, nesta quinta-feira (19), em Juiz de Fora, na Zona da Mata, decreto estabelecendo um tratamento tributrio diferencial voltado aos municpios afetados pela perda de empresas e investimentos, em virtude da concorrncia dos benefcios fiscais concedidos por estados vizinhos. Com a medida, novas empresas que queiram se instalar em Minas Gerais e as j instaladas que queiram ampliar seus negcios, podero requerer junto ao Estado tratamento tributrio diferenciado, caso comprovem que seus concorrentes, em estados vizinhos, tenham vantagens fiscais.

    O decreto foi assinado pelo governador em solenidade no Pao Municipal. Durante o evento, o governador Acio Neves tambm assinou a liberao de R$ 60 milhes para obras virias e de infraestrutura em Juiz de Fora e um termo aditivo ao protocolo de intenes firmado em 2008 com a Organizao ICEC para a instalao de um Centro de Solues em Ao na cidade.

    Tomei uma deciso poltica de reao. No poderia permitir que essa perversa guerra fiscal continuasse tirando empresas e empregos de Minas Gerais, em especial da Zona da Mata e de Juiz de Fora. O que fizemos hoje um ato de reao em defesa dos maiores e melhores interesses de Minas Gerais, dizendo a todas as empresas que preferem o territrio mineiro pela sua logstica, pelas relaes profissionais e transparentes com o Governo do Estado, que nenhuma delas deixar de vir para Minas Gerais, e em especial para a Zona da Mata, pela questo fiscal, disse Acio Neves, em seu discurso.

    O governador voltou a lamentar que ainda exista a guerra fiscal entre os estados brasileiros, mas explicou que a medida tomada nesta quinta-feira foi necessria para garantir o desenvolvimento da Zona da Mata especialmente.

    Digo sempre que a guerra fiscal no o melhor caminho. Ela tem sido perversa ao longo do tempo para com os estados e para com as prprias empresas, mas nesse momento, tomei essa deciso e estou dando o mesmo tratamento fiscal que o Rio de Janeiro tem dado s empresas que l se instalam. Portanto, uma reduo extremamente vigorosa e que esse ser um marco definitivo na historia do desenvolvimento dessa regio, afirmou.

    As medidas podero ser adotadas por municpios de todas as regies do Estado, desde que sejam comprovados os prejuzos competitividade de empresas em Minas.

    Ao contrrio de outros estados, o tratamento diferenciado no automtico. O Governo do Estado analisar caso a caso antes da concesso. A demanda deve partir das prprias empresas ou entidades de classe que represente o seu segmento de atividade.

    O tratamento tributrio diferencial ser adotado por meio de concesso de Regime Especial de Tributao (RET), a ser dado pela Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), que estabelecer a forma, o prazo e as condies das aes de proteo.

    Benefcios

    Entre os benefcios previstos no decreto esto o diferimento e suspenso da incidncia do Imposto sobre Circulao de Mercadorias e Servios (ICMS), o crdito presumido (substituio de todos os crditos passveis de serem apropriados em razo da entrada de mercadorias por um percentual relativo ao imposto debitado na sada de mercadorias ou prestaes de servio), a transferncia de crditos acumulados, as facilidades no cumprimento de obrigaes tributrias, inclusive apurao simplificada do imposto, prazos especiais para pagamento do imposto e reduo de base de clculo.

    Centro de Solues em Ao

    A medida anunciada pelo governador Acio Neves j garantiram novos investimentos para Juiz de Fora. A Organizao ICEC confirmou investimentos de R$ 130 milhes para a construo de um Centro de Solues em Ao na cidade. Sero gerados 547 empregos diretos e 1.500 indiretos.

    O representante da empresa, Jos Miranda, explicou que o prazo para o pagamento do ICMS e a iseno do imposto na compra de equipamentos foi fundamental para a escolha do Estado. A proposta fiscal de Minas Gerais semelhante dos outros estados, mas escolhemos o Estado pela estrutura e pela mo de obra j existente, explicou.

    A instalao do Centro de Solues em Ao em Juiz de Fora comea imediatamente e a previso que, em quinze meses, as operaes tenham incio. A previso que at 2017 seja alcanada a produo plena com 120 mil toneladas por ano para as linhas de ao plano e no plano.

    O Centro de Solues em Ao vai englobar um Centro de Solues de Laminados Planos, uma fbrica montadora de conjuntos soldados, perfis soldados e estruturas pr-fabricadas, um Centro de Solues de Laminados No Planos, uma unidade de pintura e uma unidade logstica.

    Obras virias

    Ainda no Pao Municipal, o governador Acio Neves e o prefeito de Juiz de Fora, Custdio Mattos, assinaram convnio para a realizao de obras virias que iro melhorar o trfego na cidade. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pblicas (Setop) vai repassar 50% do valor em 2010 e o restante em 2011. O municpio dar uma contrapartida de R$ 6,2 milhes.

    Esses recursos j esto disposio de Juiz de Fora para que as obras sejam iniciadas e quem sabe, concludas em dois anos. Estamos cumprindo nossos compromissos com a cidade e, com certeza, esses investimentos facilitaro a vinda de novos investimentos, afirmou Acio Neves.

    Os recursos sero aplicados na trincheira da Praa dos Poderes, ponte da Praa dos Poderes, trincheira da rua Benjamin Constant, ponte do Tupinambs, viaduto do Tupinambs, ponte da rua Antnio Lagrota, viaduto do Mariano Procpio, urbanizao das avenidas Getlio Vargas e dos Andradas, reestruturao Urbano-Viria da avenida JK e rede eltrica e iluminao da avenida Rio Branco.

    O prefeito Custdio Mattos destacou que as medidas adotadas pelo Governo de Minas permitiro que a Zona da Mata e a cidade de Juiz de Fora voltem a se desenvolver economicamente e assumam novamente o papel de destaque que desempenhavam h alguns anos na economia mineira.

    O governador tomou para si a misso da recuperao do desenvolvimento da Zona da Mata e est, com essas medidas, dotando o Estado de meios para enfrentar essa guerra, disse.

    Itamar Franco

    Durante a viagem a Juiz de Fora, o governador Acio Neves, acompanhado do presidente da Cemig, Djalma Morais, visitou ainda o ex-presidente da Repblica, Itamar Franco. Segundo o governador, Itamar Franco, ao lado do prefeito Custdio Mattos, teve papel importante na negociao do novo regime tributrio assinado nesta quinta-feira.

    Acompanharam ainda o governador Acio Neves em Juiz de Fora o secretrio de Estado de Fazenda, Simo Cirineu, o secretrio de Estado de Desenvolvimento Econmico, Srgio Barroso, e o secretrio de Estado de Sade, Marcus Pestana, alm de deputados e lideranas da Zona da Mata.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 20, 2009

    Mdica barbacenense Maria Alice Chaves solta a voz em BH.

    O show de Maria Alice Chaves ser neste sbado s 21 horas no Colgio Santo Agostinho no bairro Santo Agostinho aqui na capital mineira.
    Infelizmente no poderei estar presente porque tenho um casamento no mesmo dia e horrio.
    Desejo todo o sucesso do mundo!!!


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 19, 2009

    Colega de Blogosfera. BLOG do ministro Patus Ananias.



    O ministro e deputado federal Patrus Ananias,
     lana hoje, quinta-feira,
    aqui em BH, seu BLOG
    de pr-candidato ao Palcio da Liberdade.
    Ser s 19 horas no restaurante Cozinha de Minas.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 19, 2009

    Nadador Olmpico Thiago Pereira, sbado em BH.

                                                        Correios rene nadadores olmpicos
                                                                      em Belo Horizonte

     Thiago Pereira, Joana Maranho e Poliana Okimoto so alguns dos destaques da seleo brasileira que participam da etapa final do Campeonato Nacional de Natao da empresa e apadrinham cartinhas da campanha Papai Noel dos Correios.
    Belo Horizonte sedia pela segunda vez consecutiva a etapa final do Campeonato Nacional de Natao dos Correios, competio realizada h 18 anos pela empresa. Nos dias 20 e 21 de novembro, a capital mineira ir receber mais de 250 empregados e dependentes de todo o Pas, alm de 16 atletas profissionais da Confederao Brasileira de Desportos Aquticos (CBDA), com destaque para nomes como: Thiago Pereira, Joana Maranho e Poliana Okimoto, dentre outros.
    Na sexta-feira (20), os competidores participam de treinamentos prticos e tericos na clnica de natao, promovidos pelos Correios e pela CBDA, e no sbado (21), se enfrentam no parque aqutico do Minas Tnis Clube I a partir das 9 horas, quando os nadadores olmpicos realizaro exibies aquticas.
    O ministro das Comunicaes, Hlio Costa; o presidente da CBDA, Coaracy Nunes Filho; e o diretor dos Correios em Minas Gerais, Fernando Miranda, tambm prestigiam a competio, considerada o maior evento esportivo promovido pelos Correios durante o ano.
    O Campeonato Nacional de Natao realizado anualmente nas 28 Diretorias Regionais e na Administrao Central dos Correios, com a participao de mais de 2 mil atletas, entre empregados, dependentes, colaboradores e aposentados.
    Os atletas com melhor desempenho nas provas regionais se classificam para a final. A ao, promovida como contrapartida ao patrocnio dos Correios CBDA, tem como objetivo estimular a prtica saudvel de atividades esportivas na empresa, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos empregados e de seus familiares.
    Atletas adotam cartinhas da campanha Papai Noel dos Correios 2009
    Nesta sexta-feira (20), s 15 horas, os nadadores olmpicos visitam tambm o ncleo da campanha Papai Noel dos Correios em Belo Horizonte, com o objetivo de apadrinhar as cartinhas das crianas que escreveram para o "bom velhinho" neste Natal. Durante a visita, os atletas tero a oportunidade de encontrar alguns ajudantes do Papai Noel.
    So alunos de 6 anos do Centro de Criatividade e Desenvolvimento Infantil "Recreio" (instituio particular de ensino) que tambm ajudaro o "bom velhinho" a realizar os sonhos de crianas em situao de vulnerabilidade social. As atividades acontecem na avenida Paran, 477, no Centro da Capital.
    Ponto itinerante de apadrinhamento da campanha na entrada do Minas Tnis Clube I 
    No sbado, das 8h s 13h, durante a realizao da etapa final do Campeonato Nacional de Natao dos Correios, ser instalado na entrada do Minas Tnis Clube I, pela rua Esprito Santo, um ponto itinerante para a adoo de cartas da campanha Papai Noel dos Correios 2009. 
    SERVIO 
    Evento: Visita de nadadores olmpicos ao ncleo Belo Horizonte
    da campanha Papai Noel dos Correios
    Data: 20/11/2009
    Horrio: 15h
    Local:  Av. Paran, 477, Centro - Belo Horizonte/MG  
    Evento: Campeonato Nacional de Natao dos Correios - etapa final
    Data: 21/11/2009
    Horrio: 9h
    Local: Minas Tnis Clube I - Rua Esprito Santo, 2323, Lourdes - Belo Horizonte/MG
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 19, 2009

    QUINTA MUSICAL no Museu Inim de Paula no centro de BH.

      

    Ser hoje, s 19 horas, a "Quinta Musical"
    promovida pela direo do Museu Inim de Paula
    - que tem  frente o empresrio Mauro Tunes.
    Vai se apresentar a Orquestra de Cmara e Solistas da UFMG.
    Imperdvel e de graa. No perca.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 19, 2009

    TCE quer mais 10 milh~es e 700 mil reais...

     

                           Comisso d parecer favorvel a crdito suplementar para o TCE

    O Projeto de Lei (PL) 3.900/09, que autoriza o governo a abrir crdito suplementar em favor do Tribunal de Contas do Estado (TCE), recebeu parecer favorvel em reunio conjunta da Comisso Fiscalizao Financeira com os membros das comisses permanentes da Assembleia Legislativa de Minas Gerais nesta quinta-feira (19/11/09). Para cobrir despesas de custeio, despesas de pessoal e encargos sociais, o tribunal receberia mais R$ 10,7 milhes. Se aprovado o projeto em Plenrio, parte dessa verba dever ser gasta para execuo do Programa de Modernizao do Controle Externo dos Estados, Distrito Federal e municpios brasileiros (Promoex).

    O parecer do relator, deputado Z Maia (PSDB), foi pela aprovao da matria em sua forma original. O projeto de autoria do Executivo e tramita em turno nico. O prprio texto determina de onde viro os recursos para atender suplementao. Entre outras fontes, sero utilizados o excesso de arrecadao das contribuies patronal e do servidor para o Fundo Financeiro de Previdncia (Funfip) previsto para 2009.

    Hidroex - A comisso provou, ainda, parecer favorvel ao PL 3.898/09, tambm do governador, que autoriza abertura de crdito especial no Oramento do Estado em favor da Fundao Centro Internacional de Educao, Capacitao e Pesquisa Aplicada em guas (Hidroex). O relator, deputado Z Maia, opinou pela aprovao do projeto em sua forma original. - A comisso provou, ainda, parecer favorvel ao PL 3.898/09, tambm do governador, que autoriza abertura de crdito especial no Oramento do Estado em favor da Fundao Centro Internacional de Educao, Capacitao e Pesquisa Aplicada em guas (Hidroex). O relator, deputado Z Maia, opinou pela aprovao do projeto em sua forma original.

    Pelo projeto, a fundao dever receber um aporte extra de 650 mil reais. O recurso ser usado para pagar despesas com pessoal e encargos, para viabilizar a instalao da fundao, criada recentemente pelo PL 3.255/09. O Executivo ter autorizao para fazer, no Plano Plurianual de Ao Governamental (PPAG) 2008-2011, as adequaes necessrias decorrentes da criao da Hidroex, que passa a ser uma nova unidade oramentria.

    Os dois projetos que tiveram pareceres aprovados nesta quinta-feira (19) agora seguem para apreciao em Plenrio.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 19, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS. Ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa - que recebeu homenagem da UFMG - o secretrio de governo de Minas, Danilo de Castro, o presidente da Fiemg, Robson Andrade e o prefeito de BH, Mrcio Lacerda.

             



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 19, 2009

    Amanh na FIEMG aqui em BH

                                                            Sinduscon-MG lanar cartilha
                                                         sobre Tributos na Construo Civil
     
          Publicao traz informaes sobre os diversos tributos impostos, taxas e contribuies -, que incidem na atividade construtora. Eles podem chegar a 30%
     
          Evento ser marcado por palestra do vice-presidente do Instituto de Advogados de Minas Gerais, Luiz Ricardo Gomes Aranha, que falar sobre "Tributos no mbito da Construo Civil"
     
    Amanh, dia 20/11/09, s 9 horas, no auditrio do 1 andar da Fiemg, avenida do Contorno, 4.520, Funcionrios, Belo Horizonte, o Sindicato da Indstria da Construo Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), por meio da sua Comisso de Obras Industriais (COI), lanar a cartilha "Tributos na Construo Civil Obras Industriais".
     
    A publicao apresenta de forma rpida e objetiva informaes sobre os diversos tributos impostos, taxas e contribuies - que incidem sobre a construo civil, com foco nas obras industriais. Nela, so disponibilizados o conceito de todos os tributos afetos ao setor, sua incidncia e aplicao e a forma de serem considerados no oramento de uma obra.
     
    Apesar do seu foco ser nas obras industriais, a cartilha pode ser aplicada tambm ao mercado imobilirio, uma vez que ela no estabelece regras definitivas sobre o assunto, mas serve como um instrumento de orientao para as empresas.
     
    A publicao tem o propsito de levar informao a todas as empresas e profissionais responsveis por quantificar, qualificar e controlar os custos com os tributos, tanto na gerao de um oramento, quanto no seu correto recolhimento no dia-a-dia da obra, ou ainda, na exigncia por parte dos contratantes de sua incluso no processo de formalizao de um contrato.
     
    O material trata dos tributos federais (IRPJ - Imposto de Renda Pessoa Jurdica e IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados); estadual (ICMS - Imposto sobre Circulao de Mercadorias e Servios); municipal (ISSQN - Imposto Sobre Servios de Qualquer Natureza) e das seguintes contribuies: previdenciria (INSS - Instituto Nacional do Seguro Social), CSLL - Contribuio Social Sobre o Lucro Lquido, COFINS - Contribuio para Financiamento da Seguridade Social e PIS - Programa de Integrao Social.
     
    O evento contar, ainda, com a palestra "Tributos no mbito da Construo Civil", a ser proferida pelo vice-presidente do Instituto de Advogados de Minas Gerais, Luiz Ricardo Gomes Aranha, da LRG Aranha Advogados Associados.
     
    Importncia da publicao
     
    A atividade da construo civil largamente atingida pelas imposies tributrias. De acordo com a FGV Projetos, a carga tributria aplicada sua cadeia produtiva de mais de 23%. E, estudos do Sinduscon-MG que geraram a cartilha "Tributos na Construo Civil", concluem que os impostos incidentes sobre o preo de venda da atividade construtora pode variar de 25 a 30%. Esta oscilao depende do regime tributrio adotado pela empresa (opo pelo lucro real ou presumido); e da definio do valor do lucro pela empresa o que deciso estratgica de sua direo.
     
    Em funo dos altos custos tributrios e dos demais custos que envolvem a atividade construtora, imprescindvel que as empresas do setor tenham completo e profundo conhecimento dos mesmos para que possam desenvolver um consistente planejamento para que alcancem o sucesso. Da, a importncia da cartilha, que uma fonte de informaes reais de custos tributrios.
     
    Mais custos
     
    Outro trabalho do Sinduscon-MG na mesma linha da cartilha que ser lanada amanh a publicao "Encargos Previdencirios e Trabalhistas no Setor da Construo Civil", que visa contribuir para uma adequada apropriao dos custos trabalhistas e a verificao do seu impacto sobre o custo total da obra.
     
    De acordo com este trabalho, lanado em julho, a construo civil convive com cerca de 200% de custos trabalhistas. Eles referem-se s despesas com encargos previdencirios e trabalhistas, que chegam a 138%; alm de todos os benefcios estabelecidos na Conveno Coletiva de Trabalho, como caf da manh, cesta bsica, seguro de vida em grupo, depreciao de ferramentas, dentre outros, que giram em torno de 59%.
     
    Assessoria de Imprensa do Sinduscon-MG:


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 19, 2009

    Grande idia...

                                                          Big Ideias lana Senac na Copa,
                                                                     Minas no Mundo

    O Senac Minas deu um grande passo rumo a Copa do Mundo de 2014. Na noite de ontem, ocorreu em Belo Horizonte o lanamento do programa Senac na Copa, Minas no Mundo. Desenvolvido pela Big Grandes Ideias, o programa compreende um conjunto de aes que visa preparar Minas Gerais para o grande evento de futebol mundial.
    Nos prximos quatro anos, o Senac ir desenvolver aes que vo desde a qualificao profissional dos setores envolvidos diretamente com o turista at aes de cidadania, educao no trnsito, mobilizao social e voluntariado. uma excelente oportunidade no s para os trabalhadores, como tambm para a economia de Minas Gerais.
    Para o diretor executivo da Big, Paulo lvares, a Copa de 2014 oferece um mundo de possibilidades. " o lugar de quem nasceu para competir e vencer. A Copa de 2014 ir atrair milhares de torcedores ao Brasil e isso ir demandar trabalhadores capacitados. Novos empregos iro surgir em todo o pas e temos de saber aproveitar essa oportunidade," explica.
    "Milhares de pessoas esto em busca de uma chance na vida. E isso que o programa Senac na Copa, Minas no Mundo pretende oferecer. Uma chance de os trabalhadores se aperfeioarem e se qualificarem. Pretendemos dar uma oportunidade a quem quer ser um profissional vencedor", afirma o diretor regional do Senac, Sebastio Antnio dos Reis e Silva.
    De acordo com o diretor de planejamento da Big, Tonico Mercador, o programa nasceu do sonho de realizar e acompanhar de perto uma Copa do Mundo, alm do senso de oportunidade gerado nos brasileiros. "Todos esto de olho nas inmeras oportunidades de trabalhar, de vencer, torcer, viajar e se divertir", complementa.
    O evento de lanamento contou com a presena de mais de 500 convidados, entre autoridades, empresrios e formadores de opinio. Todo o servio de buffet e recepo foi executado por profissionais e alunos do Senac Minas, sob a coordenao do chef Edson Puiat - diretor geral do Hotel Senac Grogot -, do departamento de promoo e marketing do Senac Minas e da equipe de marketing promocional da Big Grandes Ideias, Jlio Fernandes e Aline Resende.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 18, 2009

    RECOMENDO o espetculo danas folclricas MICHUAR montado pela genialidade da competente professora de dana BRIGITTE BACHA. Recomendo. Confira detalhes.


    Foto arquivo do blog:
    JCA, a professora de dana Brigitte Bacha
    e o marido dela o advogado Luiz Roberto.

    ESPETCULO
    Michuar (Um passeio)

     Um passeio encantador em terras distantes,
     magia das cores e sons milenares
    que libertam e despertam o olhar.

    O novo espetculo de danas folclricas da Cia Brigitte Bacha
      inspirado na vida e nos costumes dos povos rabes. 
    Com 13 anos de existncia o Studio Brigitte Bacha comemora
    a emisso pelo governo libans do Certificado de reconhecimento
    do trabalho de pesquisa folclrica,
    descrevendo-o como "referncia para as novas geraes
     de imigrantes no Brasil
    e de grande importncia para a cultura do Lbano."

    DATA: 18 E 19 DE NOVEMBRO
    HORRIO: 20h30
    LOCAL: Teatro SESIMINAS,
    (Rua Padre Marinho, n. 60, Santa Efignia)
    CONTATO: (31) 99524945 32271638.

    VALOR DO INGRESSO: R$30,00, meia entrada a R$15,00
    Comprando com antecedncia nos seguintes endereos paga meia entrada:
    Studio Brigitte Bacha: Rua Levindo Lopes 358 sala 302, Savassi, tel. 32271638
    Lojas Marina: Rua Carijs 768, centro, Tel. 32014945
    A cada 10 ingressos comprados ganha 1 cortesia.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 18, 2009

    Dinheiro do FUST...

                                                    Ministro confirma inteno de uso do Fust
                                                               para ampliar banda larga

                                            

                                                                    Hlio Costa diz que plano
                                             para levar internet de alta velocidade populao
                                                      ainda ser apresentado ao presidente Lula

    Braslia O ministro das Comunicaes, Hlio Costa, confirmou nesta tera-feira, 17 de novembro, a inteno do governo de investir parte dos recursos do Fundo de Universalizao dos Servios de Telecomunicaes (Fust) na ampliao do servio de banda larga no Brasil.
    De acordo com o ministro, o fluxo de caixa do Fust a partir de 2010 j poderia ser usado para bancar parte do Plano Nacional de Banda Larga. O projeto ser apresentado ao presidente Luiz Incio Lula da Silva, mas Hlio Costa declarou que o presidente j sinalizou que a inteno usar pelo menos R$ 1 bilho do fundo para ampliar o acesso internet de alta velocidade para a populao.
    "O presidente acenou que pode concordar com a utilizao do fluxo de caixa do Fust, que j extremamente importante. Porque ns no vamos poder usar os quase R$ 7 bilhes (atualmente, este o valor dos recursos acumulados). Mas, pelo menos vamos poder usar o R$ 1 bilho que vai entrar no ano que vem", comentou.
    Hlio Costa declarou que preciso correr contra o tempo e fazer com que o Plano Nacional de Banda Larga possa comear a ser implementado ainda em 2010. Ele comentou a possibilidade de a Unio atuar no mercado como regulador do servio, reiterando, contudo, que sua maior preocupao colocar o plano em operao em tempo hbil. "Ns ainda no dispomos de todos os instrumentos tcnicos necessrios para que o plano nacional de banda larga possa ser instrumento regulador", disse.
    O ministro das Comunicaes disse que o governo estuda a possibilidade do uso das redes de fibra tica de empresas estatais, como Furnas, Petrobras e Eletrobrs, inclusive para a oferta do servio, trabalhando em parceria com as empresas de telefonia. Hlio Costa afirmou, entretanto, que o uso de parte da rede de 31 mil quilmetros de fibras pticas, no caso da Eletronet, ainda depende de uma deciso favorvel da Justia.
    O ministro das Comunicaes anunciou que desistiu de apresentar ao presidente a proposta sobre o acesso de camadas carentes da populao ao servio de telefonia mvel. Hlio Costa informou que vai retirar o programa, chamado pela imprensa de "bolsa celular", porque houve uma incompreenso. Ele afirmou que a iniciativa foi mal interpretada, embora tenha reiterado que no haveria uso de recursos pblicos para bancar a compra de celulares para famlias beneficiadas pelo Programa Bolsa Famlia.
    "As empresas que pediram e a o governo pode aceitar ou no a iseno de recolhimento para o Fistel (Fundo de Fiscalizao das Telecomunicaes). Isso seria sobre linhas que no existem ainda. Ento, no seria uma desonerao", comentou.
    "O governo no vai gastar R$ 2 bilhes em dois anos para que o celular chegue as camadas mais pobres da populao. No isso. As empresas querem levar o celular para essas pessoas gratuitamente e ainda depositando crdito mensal de R$ 7", disse. Hlio Costa assegurou que o ministrio vai deixar a iniciativa de apresentar a proposta ao governo s prprias empresas.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 17, 2009

    Lanamento de livro na Livraria Del Rey, aqui em BH.


    O vice-governador prof. Anastasia
       um dos autores do livro que ser lanado
      e o Editor da Livraria Del Rey, Arnaldo Oliveira.

    Ser hoje, 17/11, a partir das 18h30min, o lanamento do livro
    "
    ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR SOBRE A MORALIDADE NO BRASIL", 
    de autoria, dentre outros,  da Professora MEIGLA ARAJO MERLIN
    e do Vice-Governador Professor ANTNIO AUGUSTO ANASTASIA,  
    na Livraria Del Rey, Rua Aimors, 612.
    O livro tem prefcio do Governador ACIO NEVES.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 17, 2009

    FERNANDO MIRANDA. O mais novo Cidado de Montes Claros.

      

    O diretor dos Correios em Minas,
     Fernando Miranda, recebe, hoje,
    o ttulo de Cidado Honorrio de Montes Claros.
    A solenidade que ter frente o presidente da Cmara,
     vereador Athos Mameluque, ser s 19h30 na Cmara de Montes Claros.
    Parabns.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 17, 2009

    CAF DIGITAL

                                                          Mobilidade o tema do prximo
                                                                    Caf Digital da Amadi

                                       Encontro acontece HOJE, dia 17, no Instituto Cervantes,
                                         e ter como palestrante o comunicador Gustavo Ziller

    A Associao Mineira das Agncias Digitais Amadi realiza HOJE, dia 17 de novembro, de 8 s 10h, no Instituto Cervantes (Praa Milton Campos, 16 2 andar Serra) a segunda edio do Caf Digital. "Mobilidade se aprende em casa" ser o tema central desta edio, que vai abordar a mobilidade e seu impacto na vida cotidiana das pessoas, das empresas e dos negcios. Como o mundo digital invadiu todos esses espaos e como a comunicao, publicidade, marketing e a convergncia no podem mais separar-se.
    "As agncias digitais tm um papel fundamental neste processo, pois renem especialistas de diversas reas que buscam se atualizar constantemente para oferecer projetos e ferramentas sempre alinhados com a convergncia e a as tendncias da tecnologia", afirma Tatiana Camargos, diretora de Eventos da Amadi.
    O Caf Digital da Amadi tem como principal objetivo agregar informaes relevantes que fortaleam o mercado digital mineiro, a partir de temas focados nos interesses dos proprietrios das agncias filiadas entidade. As inscries, limitadas a 45 pessoas, so gratuitas e restritas aos diretores das agncias afiliadas entidade e seus convidados, entre eles prospects, fornecedores, imprensa, instituies de ensino e veculos digitais (portais e blogs).

                                                                     Sobre o palestrante

                                                    

    Gustavo Ziller scio-fundador da Aorta Entretenimento, empresa especializada em aplicativos e comunicao por contedo em novas mdias.
    Formado em Publicidade e Propaganda pela PUC/MG, com especializao em Produo de Rdio pelo Brighton College of Technology (Inglaterra), Ziller possui vasta experincia em desenvolvimento de negcios e foi um dos fundadores da Savassi FM, uma das mais influentes emissoras de rdio dos anos 90 em Belo Horizonte. 
    Gustavo Ziller tambm agitador cultural e empreendedor do mercado de Comunicao. Foi idealizador do Programa Espao Livre (primeira experincia de contedo multiplataforma na rdio mineira) e participou dos lanamentos do Trip Mob (brao de mobile content da Trip Editora) e da Oi FM, projeto de rdio da operadora Oi. Participa do Conselho de Marketing do STB - Student Travel Bureau e do Prmio Trip Transformadores.
    Participao especial: 
    Esta edio do Caf Digital da Amadi ter tambm a participao especial de Lcio Corra Santana, scio e diretor Comercial da GoMobile, empresa especializada em desenvolvimento de solues e aplicativos mobile. Atuando no mercado mobile h mais de seis anos, Santana bacharel em Sistemas de Informao pela PUC Minas e especialista em Gesto Estratgica de Negcios pela UFMG.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 17, 2009

    LUCRO.

      Cemig anuncia lucro de R$ 567 milhes   
    no 3 trimestre



    BELO HORIZONTE (16/11/09) - A Companhia Energtica de Minas Gerais (Cemig) obteve, no terceiro trimestre deste ano, uma gerao de caixa, medida pelo Lajida, de R$ 1,07 bilho, com uma margem de Lajida de 36%, mantendo seus altos nveis de eficincia operacional. O lucro lquido consolidado cresceu 9,88% alcanando R$ 567 milhes, no perodo de julho a setembro.

    "Os resultados apresentados evidenciam que estamos na trajetria certa, que as decises tomadas nos ltimos anos esto constantemente agregando valor aos nossos negcios, tornando a Cemig cada dia mais forte, slida e com uma gesto empresarial eficiente", afirmou o presidente da empresa, Djalma Bastos de Morais.

    A Cemig atualmente uma holding com 55 empresas e 11 consrcios, atuando em 19 estados brasileiros e no Chile, em todos os segmentos do setor de energia eltrica - gerao, transmisso, distribuio e comercializao -, assim como na explorao e distribuio de gs natural, telecomunicaes e eficincia energtica.

    A Cemig Distribuio, uma das principais subsidirias do grupo, que distribui eletricidade a cerca de 6 milhes de consumidores em Minas Gerais, apresentou uma reduo de 1,72% no volume de energia vendida no terceiro trimestre de 2009, na comparao com o mesmo perodo de 2008. Nesse cenrio, destaca-se o crescimento das classes Residencial e Comercial, de 8% e 4,5%, respectivamente, em contraste com a reduo de 18,4% no consumo industrial, decorrente da desacelerao econmica.

    Em virtude da queda de demanda dos consumidores industriais, a Cemig priorizou, a partir do final de 2008 e do incio de 2009, as vendas para o Ambiente de Contratao Regulada (ACR), no qual se encontram as distribuidoras de energia. Isso pode ser evidenciado pelo expressivo aumento de 22% no suprimento a concessionrias, que atingiu, no terceiro trimestre do ano, o volume de 3.463 GWh. Essa estratgia de comercializao, aliada a bons preos de venda, permitiu ao Grupo Cemig mitigar em grande parte os efeitos adversos produzidos pela reduo de demanda por parte das indstrias. No terceiro trimestre, o volume de vendas de energia consolidado chegou a 15.242 GWh, uma reduo de 1,99% sobre o mesmo perodo do ano passado.

    Segundo Luiz Fernando Rolla, diretor de Finanas, Relaes com Investidores e Controle de Participaes, no terceiro trimestre a Cemig continuou a apresentar uma gerao de caixa consistente e robusta, como resultado de operaes que buscam de forma contnua agregar valor aos negcios da Companhia. "Nossa slida posio de caixa de R$ 2,76 bilhes possibilita a execuo do Plano Diretor, assegurando nossa poltica de dividendos e gesto da dvida, com a execuo dos investimentos previstos, inclusive os associados s oportunidades de aquisies. Os excelentes resultados que agora apresentamos demonstram que continuamos agregando valor, de forma contnua e sustentvel, a todos nossos acionistas e partes interessadas", ressaltou.

    No tocante expanso da capacidade instalada, mediante novos empreendimentos, a Cemig recentemente inaugurou duas usinas, a Usina Hidreltrica Baguari, no Leste de Minas, e o Parque Elico de Praias de Parajuru, no Cear, com a capacidade instalada de 140 e 28,8 MW, respectivamente. At o final do ano, a Cemig ir inaugurar 71 MW adicionais aos 6.754 MW que possui atualmente.

    Desempenho das aes

    A Cemig possui cerca de 110 mil acionistas em 46 pases e tem suas aes negociadas nas bolsas de So Paulo, Nova York e Madri. Desde o incio do ano at o fechamento do prego dessa sexta-feira (13), sua ao mais lquida, CMIG4, teve uma valorizao de aproximadamente 20%, sendo que o valor de mercado da Cemig atingiu, nessa mesma data, R$ 16,2 bilhes, posicionando-a como a segunda maior empresa do setor eltrico brasileiro.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 17, 2009

    AMBEV amplia investimentosna fbrica de Sete Lagoas.

                                                             Ambev antecipa investimentos
                                                                       em Minas Gerais 

     
     
    BELO HORIZONTE (16/11/09) - O governador Acio Neves se reuniu nesta segunda-feira (16), no Palcio das Mangabeiras, com o presidente da Ambev, Joo Castro Neves. Durante o encontro, o executivo da cervejaria comunicou ao governador a antecipao dos investimentos do grupo em Minas Gerais, que aconteceriam no segundo semestre de 2010.
    "Inauguramos uma fbrica em Sete Lagoas, em junho deste ano, e estamos muito felizes com o investimento. Hoje saiu o primeiro caminho dessa fbrica e achamos um momento bacana para comunicar em primeira mo ao governador a antecipao dos investimentos de R$ 80 milhes em uma nova linha de latas, dado o sucesso da fbrica e o dinamismo do mercado mineiro", explicou o presidente da Ambev, em entrevista.
    O grupo j investiu R$ 200 milhes na implantao da unidade de Sete Lagoas, a primeira fbrica nova da Ambev no Brasil, em dez anos. "Este ano j geramos cerca de 1,5 mil empregos no Estado. A nossa arrecadao em Minas est crescendo quase 10% em relao ao ano passado. Ento, felizmente, entramos num crculo virtuoso", disse Joo Neves.
    A fbrica da Ambev em Sete Lagoas est produzindo 18 milhes de litros de cerveja por ms, em garrafas de 1 litro. Alm da nova linha de cervejas em lata, o grupo tambm pretende produzir refrigerantes (em latas, PET e vidro), chs e isotnicos.
    O projeto da Ambev em Sete Lagoas teve incio em outubro de 2008 e estar concludo em 2013, quando a fbrica atingir capacidade instalada anual de produo de 4,7 milhes hectolitros de cerveja em garrafas de vidro retornveis e/ou latas de alumnio; e 2,4 milhes de hectolitros de refrigerante em latas de alumnio, garrafas de vidro retornveis e/ou garrafas PET.
     
     
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 16, 2009

    Ministro em Barbacena hoje...

                                              Agenda do ministro Hlio Costa em Barbacena,
                                                             nesta segunda-feira,dia 16.




    15h
    Lanamento do Selo Personalizado e Carimbo Comemorativo ao Centenrio do Instituto Federal de Educao, Cincia e Tecnologia do Sudeste de Minas

        Local: Instituto Federal de Educao, Cincia e Tecnologia do Sudeste de Minas  
      Campus Barbacena
    End.:  Rua Monsenhor Jos Augusto, 204 -
    Bairro So Jos 
           17h  Lanamento do Programa Papai Noel dos Correios em Barbacena 
          Local: Escola Municipal Padre Sinfrnio de Castro 
     End.: Praa Doutor Jardim, s/n - So Jos


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 16, 2009

    Martelo batido.










                                            Conferncia de Comunicao   
                                           encerrada em Belo Horizonte













    Renato Cobucci/ Secom
    O subsecretrio de Comunicao do Governo de Minas, Srgio Esser (C), presidiu a Comisso do evento.
    O subsecretrio de Comunicao do Governo de Minas, Srgio Esser (C), presidiu a Comisso do evento.
     

    Ver Imagens     

    BELO HORIZONTE (15/11/09) - Os trs dias da 1 Conferncia de Comunicao de Minas Gerais, encerrada, neste domingo (15), na Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte, resultou em 697 propostas que sero enviadas 1 Conferncia Nacional de Comunicao (Confecom), que acontece entre os dias 14 e 17 de dezembro, em Braslia.

    Com o tema Comunicao: meios para a construo de direitos e de cidadania na era digital, o evento foi promovido pelo Governo de Minas, junto aos segmentos sociedade civil e sociedade civil empresarial, e teve o objetivo de debater e contribuir para a formulao de Polticas Estaduais e Nacional de Comunicao.

    As propostas foram elaboradas, nesse sbado (14), quando foram realizadas as discusses nos grupos de trabalho com os eixos temticos Produo de Contedo, Meios de Distribuio e Cidadania: Direitos e Deveres. As propostas, junto s 13 moes aprovadas pelos participantes na plenria final de evento, resultaro em um relatrio final da Conferncia mineira que ser enviado Comisso Organizadora da 1 Conferncia Nacional de Comunicao (Confecom).

    Eleio
    Os cerca de 360 conferencistas que participaram da plenria final do evento, neste domingo (15), elegeram os 148 delegados que iro representar Minas Gerais na 1 Conferncia Nacional de Comunicao, em Braslia. Do total de representantes eleitos pelos membros de seus respectivos segmentos, 64 so da sociedade civil, 64 da sociedade civil empresarial e 16 do poder pblico, distribudos conforme regimento da Conferncia Estadual.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 16, 2009

    Hoje, 20 horas, plenrio da Assemblia de Minas.

     

                                        ALMG homenageia 75 anos da Construtora MBR

    Nesta segunda-feira (16/11/09), s 20 horas, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais realiza uma Reunio Especial no Plenrio em homenagem aos 75 anos de fundao da Construtora Mascarenhas Barbosa Roscoe (MBR). O evento atende requerimento do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB). " mais que justo prestar homenagens a essa empresa de elevado reconhecimento e importncia para o desenvolvimento do nosso Estado", ressaltou o parlamentar.

    A empresa ser representada na homenagem por seu presidente, Luiz Fernando Pires. Criada pelos engenheiros Antnio Mascarenhas Barbosa e Joo Roscoe, a construtora tem sede em Belo Horizonte e a mais antiga de Minas Gerais em atividade. Atualmente, est entre as cinco maiores empresas de construo civil do Estado e entre as 40 maiores do Pas.

    A empresa especializou-se em obras de grande porte em diversos segmentos da indstria, como siderurgia, metalurgia, qumico, farmacutico e hidreltrico. Foi responsvel pela construo do metr de Belo Horizonte, da estao do BHBus e do complexo comercial Via Shopping, estes dois ltimos na regio do Barreiro, tambm na Capital. Atualmente, realiza obras na Gerdau Aominas, em Ouro Branco; na Belocal, em Arcos; na Votorantim, em Niquelndia; e na Thyssenkrupp, no Rio de Janeiro.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 16, 2009

    DEFINIDO.

     

                              Definidos os delegados de Minas para Conferncia Nacional

    Empresrios, representantes do poder pblico e da sociedade civil escolheram, na tarde deste domingo (15/11/09), no Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, os 144 delegados que participaro da Conferncia Nacional de Comunicao, marcada para dezembro, em Braslia.

    A definio dos delegados e suplentes foi a ltima atividade da 1 Conferncia Estadual, que comeou na sexta-feira (13) noite na ALMG. Durante um fim de semana de trabalho, foram apresentadas cerca de 700 propostas, aps debates relacionados a trs grandes eixos temticos: "Produo de contedo", "Meios de distribuio" e "Cidadania: direitos e deveres".

    Foram eleitos 64 delegados da sociedade civil, 64 do segmento empresarial e 16 do poder pblico. Minas Gerais ser o Estado com a segunda maior delegao em Braslia, atrs apenas de So Paulo. No segmento poder pblico, a ALMG ter o deputado Carlin Moura (PC do B), como titular, e o deputado Domingos Svio (PSDB), como suplente. A TV Assembleia, por sua vez, ter dois representantes titulares. Tambm sero representadas cmaras municipais, o Governo do Estado, Rede Minas, Rdio Inconfidncia e TV Cmara (Belo Horizonte).

    No meio empresarial, os participantes chegaram rapidamente a um entendimento. Iro para Braslia representantes de empresas como Vivo, Oi, Embratel, Telebrasil e Claro. J o grupo que representou a sociedade civil demorou a definir seus delegados, na tentativa de contemplar o maior nmero possvel de segmentos e de cidades. Aps muita discusso, que chegou a atrasar o encerramento da Conferncia, os delegados foram finalmente definidos, entre eles representantes de rdios comunitrias, entidades no governamentais, sindicatos e movimentos sociais diversos.

    Elogios - No encerramento da Conferncia mineira, os integrantes da Mesa agradeceram a Assembleia Legislativa. O deputado Carlin Moura (PC do B) disse que Minas mostrou estar na vanguarda com a realizao do evento. "A ALMG uma referncia na participao popular. Em nome do consenso e da unidade, pudemos construir esses trs dias de debates", afirmou. No encerramento da Conferncia mineira, os integrantes da Mesa agradeceram a Assembleia Legislativa. O deputado Carlin Moura (PC do B) disse que Minas mostrou estar na vanguarda com a realizao do evento. "A ALMG uma referncia na participao popular. Em nome do consenso e da unidade, pudemos construir esses trs dias de debates", afirmou.

    Um dos integrantes da comisso organizadora da Conferncia Nacional, Marcelo Bechara, lembrou que Minas foi o Estado com maior nmero de propostas e de moes. "Esse evento foi uma demonstrao de compromisso de Minas Gerais", disse, aps agradecer a participao de todos.

    O subsecretrio de Estado de Comunicao Social, Srgio Esser, destacou o empenho de todos os participantes. "A voz de Minas ser ouvida em Braslia", disse, sobre o grande nmero de propostas.

    Os trabalhos de domingo comearam pela manh, com a votao das moes e apresentao das propostas. Das 19 moes apresentadas, 16 foram aprovadas; e, destas, trs foram aglutinadas por semelhana de contedo. As propostas sero agora encaminhadas a Braslia, para a Conferncia Nacional.






                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 14, 2009

    P na estrada...










                                                 Itajub recebe investimentos
                                                      em segurana e sade













    Marco Evangelista/Secom MG
    Anastasia inaugurou presdio com capacidade para abrigar 302 detentos
    Anastasia inaugurou presdio com capacidade para abrigar 302 detentos
     

    Ver Imagens     

    ITAJUB (13/11/09) - O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) e da Secretaria de Estado de Sade (SES), investe mais R$ 20 milhes em Itajub, no Sul de Minas. Nesta sexta-feira (13), o vice-governador professor Antonio Anastasia assinou um convnio para reforma do Hospital Escola da cidade, no valor de mais de R$ 7 milhes, e inaugurou, junto ao secretrio de Defesa Social, Maurcio Campos Jnior, o Presdio de Itajub, onde foram investidos R$ 12,45 milhes.

    Com a inaugurao do Presdio de Itajub, a Cadeia Pblica do municpio ser desativada e os presos transferidos para a nova unidade ainda nesta sexta-feira. O presdio tem capacidade para abrigar 302 detentos e as obras foram realizadas numa parceria entre o Governo de Minas e a prefeitura. Trabalharo na unidade 60 agentes penitencirios, alm de outros profissionais que ficaro responsveis pela assistncia administrativa, jurdica, odontolgica, psicolgica e social. A transferncia tambm permite o retorno de policiais civis e militares s suas funes de origem (investigao de crimes e policiamento ostensivo), reforando a segurana no municpio.

    Ns estamos substituindo uma cadeia pblica antiga por esse presdio moderno, com todas as condies de segurana, oferecendo, de longe, melhores condies, dignidade e respeito quelas pessoas que iro cumprir aqui as penas determinadas pela Justia, ressaltou Anastasia. O vice-governador ainda acrescentou que esse grande esforo realizado pelo Governo Acio Neves, desde o seu primeiro dia, talvez seja uma das marcas mais emblemticas da nossa administrao ao longo desses anos. O sistema prisional mineiro saltou de 5.381 vagas, em 2003, incio do atual governo, para 23 mil este ano. Somente em 2008, foram inauguradas nove unidades prisionais, e assumidas 20 carceragens da Polcia Civil.

    Funcionrios e detentos do presdio seguiro as normas estabelecidas pelo Procedimento Operacional Padro (POP), que dispe sobre os direitos e deveres dos presos. Alm disso, as unidades investem na ressocializao dos aprisionados, oferecendo oportunidades de estudo e profissionalizao. uma mudana de paradigmas no sistema carcerrio de Minas Gerais, em busca da dignidade no cumprimento da pena e conteno adequada e segura dos presos com uma perspectiva de ressocializao e reintegrao social, afirmou o secretrio Maurcio Campos Jnior.

    Hospital

    No municpio, o vice-governador tambm assinou convnio para reforma do Hospital Escola de Itajub, com a participao da Secretaria de Estado de Sade (SES) e a Fundao Doutor Sebastio Pereira Renno. um investimento muito importante porque vai melhorar muito o atendimento em sade, no s em Itajub, mas em toda a regio, considerou Anastasia.

    Na reforma do hospital sero investidos mais de R$ 7 milhes provenientes do Tesouro Estadual. A obra contempla reparo e ampliao da rede de internao e dos centros de apoio. Com isso o nmero de leitos passar de 137 para 180. Com o empreendimento a ideia atender todas as especialidades, porm com maior enfoque em casos de alta complexidade como traumato-ortopedia, cirurgia vascular, neurocirurgia e oncologia. Alm disso, a reforma uma oportunidade de oferecer maior qualificao para os profissionais das diversas reas de sade.

    Atualmente, o hospital atende cerca de 200 mil pessoas da regio. Com a ampliao a expectativa que a entidade se transforme em uma referncia no atendimento da macrorregio, evitando o deslocamento dos habitantes para outras localidades. A previso de incio das obras para fevereiro de 2010 e a durao deve ser at em dezembro do mesmo ano. Com o trmino da obra o hospital espera alocar cerca de 450 profissionais, atualmente so 350.

    O prefeito de Itajub, Jorge Renn Moualleen, comemorou a chegada dos investimentos. Hoje iniciamos uma nova etapa rumo ao progresso. Teremos um espao digno para os detentos cumprirem suas penas e, com mais estrutura em segurana pblica, atrairemos mais investidores para nossa cidade. Alm disso, com a assinatura do convnio para a reforma do Hospital, avanamos ainda na mais no setor de Sade, completou.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 14, 2009

    Sucesso...

    CONECOM DE RONDNIA
    TERMINA COM GRANDE PARTICIPAO

    Braslia - O consultor jurdico do Ministrio das Comunicaes, Marcelo Bechara de Souza Hobaika, fala na Subcomisso Temporria dos Marcos Regulatrios do Senado Foto: Wilson Dias/ABr
    Marcelo Bechara,
    presidente da Comisso organizadora da Confecon,
    corre o pas de norte a sul.

    A Conferncia Estadual de Comunicao de Rondnia (Conecom-RO) encerrou suas atividades nesta sexta-feira com um nmero de participantes que superou as expectativas da organizao. Uma das propostas que chamou mais ateno foi a que prev a proibio de publicidade direcionada a crianas e adolescentes. Um pouco na direo do que disse Cleiton dos Santos, presidente do Sindicato dos Bancrios de Rondnia:
    "A importncia de uma conferncia como essa a possibilidade da sociedade propor alternativas para a rea da comunicao no Brasil. Seja na produo, distribuio ou at no estabelecimento de regras sobre o que consumido". Essa e todas as outras propostas sero encaminhadas 1 Conferncia Nacional de Comunicao (1 Confecom).
    Antes dos debates, trs painis de discusso explicaram um pouco dos trs eixos temticos da Confecom. O primeiro, apresentado pelo Procurador do Ministrio Pblico Federal, Ercias Rodrigues de Sousa, e pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de Rondnia, Hlio Vieira, tratou do tema "Cidadania: direitos e deveres"; em seguida, o professor da Universidade Federal de Rondnia (UNIR) e mestre em Comunicao Social, Marco Bonito, foi o palestrante do segundo painel, "Meios de Distribuio",
    no qual falou, entre outras coisas, a respeito da comunicao digital feita no Brasil hoje em dia; e, por ltimo, os representantes da Confecom, Jonas Valente e Rosane Bertotti, discorreram sobre o tema "Produo de Contedo".
    "Nosso papel, aqui, de indutor, incentivando a participao da sociedade, para que o debate acontea. No podemos esperar que as mudanas venham de cima para baixo, preciso que elas aconteam na base. E fiquei muito feliz com o que vi, com as pessoas, de diversos segmentos da sociedade e mesmo com algumas discordncias, percebendo a importncia de se discutir a comunicao no Brasil", comentou o Procurador do Ministrio Pblico Federal, Ercias Rodrigues.
    O dia terminou com a eleio dos 23 delegados que representaro o estado na Conferncia Nacional de Comunicao. Eles se dividem entre 10 da sociedade civil, outros 10 da sociedade civil empresarial e mais trs representantes do poder pblico. Eles estaro presentes na 1 Confecom, a ser realizada em Braslia, de 14 a 17 de dezembro, no Centro de Convenes Ulysses Guimares.
    Hoje tambm se iniciam as conferncias de Minas Gerais e de Pernambuco. Ambas tero trs dias para debaterem e conclurem suas propostas para a 1 Confecom. A Conecom-MG eleger 144 delegados e Pernambuco, 68. Eles representaro os estados na Conferncia Nacional.

    Assessoria de imprensa 1 Confecom
    Eusbio Galvo, Renato Lameiro e Roberto Falco
    imprensa@confecom.com.br
    Tels.: (21) 2557-6175 e 8607-4010


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 14, 2009

    Comeou nesta sexta e vai at domingo - no plenrio da Assemblia Legislativa - a fase estadual da Conferncia Nacional de Comunicao. A plenria terminou na madrugada.

    A Conferncia Estadual de Comunicao ser realizada em Belo Horizonte, no plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, nos dias 13, 14 e 15 de novembro. A Conferncia tem como tema Comunicao: meios para a construo de direitos e de cidadania na era digital e vai reunir trs segmentos da sociedade: Sociedade Civil, Sociedade Civil Empresarial e Poder Pblico.
    As pr-inscries sero realizadas a partir das 9h00 do dia 9 de novembro at as 12h00 do dia 11 de novembro, por meio de um formulrio a ser preenchido nesse site. Inscries presenciais podero ser feitas no CAC (Centro de Atendimento ao Cidado) na sede da ALMG (Rua Rodrigues Caldas, 30 - Belo Horizonte/ MG), nos dias 9 e 10 de Novembro, das 9h s 17h.
    Representantes de cada segmento iro analisar as fichas de inscrio e definir quais sero os participantes da Conferncia. Esta triagem ser feita respeitando os critrios pr-estabelecidos, que tambm sero publicados nesse site. A lista final com o nome dos participantes ser divulgada no dia 11 de novembro. Os pr-inscritos que no forem selecionados recebero uma mensagem por e-mail, informando a impossibilidade de participao.
    A Conferncia tem trs eixos temticos: Produo de Contedo, Meios de Distribuio e Cidadania. Os conferencistas vo discutir esses assuntos em Grupos de Trabalho e elaborar propostas que sero enviadas Conferncia Nacional de Comunicao, em Braslia.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 13, 2009

    ARTIGO ESPECIAL pinado do site da Prefeitura de BH. Vale conferir!!!

                                                   Artigo publicado no jornal "Estado de Minas"
                                                                de 12 de novembro de 2009

                              

                                                                     Marcio Araujo Lacerda
                                                                    Prefeito de Belo Horizonte

    Desde a dcada de 70, ainda em pleno regime militar, Belo Horizonte j se destacava no cenrio nacional pela intensa atividade dos seus movimentos sociais. J naquela poca, a principal bandeira de luta era a ampliao dos direitos da populao, defendendo os princpios de incluso, justia social, igualdade, democracia e participao cidad.
    Passados quase 40 anos, hoje a capital mineira tem uma grande rede de colaborao, com os conselhos municipais, as Comisses temticas e regionais, as conferncias setoriais e outros fruns que viabilizam a participao da sociedade na gesto pblica. So mais de 80 canais institucionais de participao popular.
    Esses espaos de participao atravessam a estrutura organizacional da PBH e voltam-se para os diversos papis e focos: participao no oramento; formulao, implementao, acompanhamento das polticas, programas ou projetos e controle pblico. Podemos dizer com total certeza e segurana que o cidado belo-horizontino tem voz firme e ativa nas decises que definem os rumos da cidade.
    Essa grande rede colaborativa tem como pilares a transparncia e a justia social, o que gera um respeito mtuo entre o Municpio e seus cidados. Ao lanarmos este ano o programa BH Metas e Resultados e o Planejamento Estratgico de Belo Horizonte 2030 A cidade que queremos, elegemos como um dos projetos sustentadores a Cidade Compartilhada.
    Um dos nossos objetivos permanentes agregar as mais modernas ferramentas de gesto, para que Belo Horizonte ganhe em eficincia e, nos prximos 20 anos, alcance a excelncia em gesto pblica democrtica e participativa.
    O nosso grande desafio para os prximos anos ampliar ainda mais e qualificar a participao da sociedade na gesto da cidade. Temos a certeza que isso se dar a partir do momento em que incorporarmos ao processo novos segmentos e investirmos em mobilizao e capacitao da representao social. Com o reforo da cooperao entre as diversas instituies, tambm ganharemos na qualidade, na transparncia e no controle social das iniciativas empreendidas pelo governo municipal.
    Dentro desta rede de colaborao e participao popular, um dos destaques , sem dvida nenhuma, o Oramento Participativo, smbolo da mudana no modo poltico de governar a cidade a partir da dcada de 1990. Com o OP, a populao passou a participar ativamente das decises sobre uma parcela dos investimentos pblicos, incluindo a o acompanhamento e a fiscalizao de planos, projetos, obras e servios.
    A estimativa que mais de 80% das obras de infra-estrutura realizadas nos ltimos 15 anos pela Prefeitura de Belo Horizonte tenham sido definidas pelo OP. 
    Em 2006, a Prefeitura de Belo Horizonte criou o OP Digital, fazendo uso da Internet como mais uma ferramenta de participao popular. Nos prximos anos, como resultado das aes que sero desenvolvidas, esperamos ampliar a participao popular no OP, facilitar o acesso da populao s informaes municipais, capacitar os conselheiros e membros de comisses municipais com cursos de gesto estratgica e participativa.
    O modelo de gesto compartilhada adotado em Belo Horizonte hoje referncia para outras cidades no Brasil e no exterior. O Seminrio Democracia Participativa, que a Prefeitura de Belo Horizonte realiza nesta quinta e sexta-feira, dias 12 e 13 de novembro, dentro das comemoraes do Ano da Frana no Brasil, ser mais um momento de debate e reflexo sobre o modelo de gesto municipal.
    a oportunidade para que os gestores pblicos e a sociedade compartilhem seus conhecimentos, suas experincias e resultados do que tem sido desenvolvido no Brasil e Frana.
    As conquistas em Belo Horizonte nos ltimos anos no campo da Democracia Participativa so perenes.
    Mas precisamos, com o apoio e a participao de todos os setores sociais e, principalmente, da populao, aprofundar estas conquistas, ampliar o espao de exerccio da participao e fazer da capital mineira uma cidade para todos, uma cidade cada vez mais cidad.
    Essa a Belo Horizonte que queremos construir para o futuro, com eficincia, respeito e compromisso social.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 13, 2009

    SPATIFILUS do empresrio Gilson Oliveira: passo certo, na hora certa com o suporte de mdia da Multitexto do jornalista Schubert Arajo.


    Shubert Arajo cuida
    mais um vez do marketing
     da conceituada marca mineira de BH.
    Acertada escolha
     do empresrio Gilson Oliveira.
    Sucesso garantido
     de comunicao
    com o mercado.


    Spatifilus
    vai expandir franquia da sua marca
    e quer ter 42 lojas
    at setembro do ano que vem

                                                     Sandlia Spatifillus plataforma anabela.

    Grife mineira de calados femininos participa da 34 Feniube,
    em Uberlndia, em busca de novos franqueados
    para a regio do Tringulo Mineiro e Alto Paranaba
     

    A grife mineira de calados femininos Spatifilus, lder em seu segmento em Minas Gerais, com 36 anos de mercado, presente em mais de 2.500 pontos multimarcas em todo o Brasil e exportando para vrios pases, participa na prxima semana, de 16 a 18 de novembro, em Uberlndia, da 34 Feniube Feira de Franquia e Negcios,
    atenta na prospeco de potenciais candidatos franquia da sua marca para as regies do Tringulo Mineiro e Alto Paranaba.  
    A Spatifilus decidiu apostar todas as fichas no sistema de franchising.
    A empresa quer expandir em ritmo exponencial o nmero de lojas franqueadas saltando dos atuais seis pontos de venda para 25 novas franquias somente em Minas Gerais at setembro do ano que vem. 
    Hoje a Spatifilus tem nove lojas prprias nos principais shoppings de Belo Horizonte e seis pontos franqueados nas cidades de Barbacena (1), Conselheiro Lafaiete (2), Governador Valadares, Ipatinga e Timteo com uma loja cada uma.
    Em novembro, a marca inaugura a sua stima loja franqueada, em Sete Lagoas, Regio Central do Estado. E no primeiro semestre do prximo ano, a empresa inaugura sua dcima loja prpria, no Boulevard Shopping, tambm em Belo Horizonte.
     "Lanamos a franquia Spatifilus, na verdade, h seis anos.
    Testamos nosso modelo ao longo desse tempo e obtivemos cem por cento de retorno em termos de satisfao e resultados dos nossos primeiros franqueados.
    A prova disso  que nossa primeira franqueada j est partindo para a quarta loja, e o segundo franqueado, em menos de trs anos, j possui trs lojas", comemora Gilson Xavier de Oliveira, scio e diretor-presidente da empresa.
    "Agora podemos avanar de forma madura e consciente", assegura o empresrio. A Spatifilus j est com outros 12 contratos de franquia firmados, incluindo outros Estados.
    Investimentos
    O investimento na franquia Spatifilus a partir de R$ 150 mil.  O faturamento mdio mensal de um loja Spatifilus na capital de R$ 120 mil, enquanto o de uma loja do interior gira em torno de R$ 75 mil.  
    A rentabilidade lquida mnima de 13% e o retorno do investimento se d, em mdia, entre 24 e 36 meses. Historicamente, porm, segundo a empresa, este retorno tem sido alcanado em menos de 18 meses, sendo que um franqueado j conseguiu superar esta mdia, obtendo o investimento de volta em menos de um ano. 
    Diferencial competitivo
    Segundo Gilson Oliveira, um grande diferencial da franquia o fato de a Spatifilus possuir indstria prpria, " fato que, no segmento de moda, nos permite reagir de forma rpida  quanto produo, podendo atender as demandas dos nossos franqueados".



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 13, 2009

    FALA GOVERNADOR!!!













    A pesquisa Vox Populi mostrou a queda do governador Serra e subida de Dilma nesse ambiente. E quando o senhor o candidato do PSDB h um empate tcnico com Dilma e Ciro. Como o senhor avalia esse resultado e esse resultado representa um crescimento da sua candidatura?

    Certamente um crescimento, talvez proporcionalmente o maior dentre todos os candidatos, por mas que isso no tem sido at agora to explorado tanto nessa quanto em outras pesquisas, uma recentemente divulgada pelo Ibope, minha candidatura tem crescido, apesar de ser eu ainda, dentre praticamente todos candidatos, aquele com menor ndice de conhecimento.

    Acho que de alguma forma conseqncia do que tenho dito, das viagens que ns temos feito pelo Brasil. No acho que a questo pura e simples de indicador das pesquisas deva ser o nico fator a estimular uma deciso, seja nossa ou de outros partidos.
    Voc tem que analisar a eleio no seu conjunto.

    A pesquisa demarca um momento, ela tem que ser analisada com todas as suas circunstncias, com o nvel de conhecimento, de rejeio, mas eu acho que comea haver uma percepo hoje dentro do PSDB e de algumas foras que esto do nosso lado de que, eventualmente, uma candidatura minha poderia ajudar a fugirmos da polarizao, ou da tentativa da eleio plebiscitria, at mesmo para atrair a presena de algumas foras polticas ou partidrias que hoje esto ao lado do governo e que eventualmente poderiam estar ao nosso lado.




    Assuntos:
    Pesquisa Vox Populi,
     Ministro Hlio Costa,
    Eleies 2010,
    Apago,
    PSDB,
    deputado Ciro Gomes
    e 13 salrio



    13 salrio.

    Em primeiro lugar eu gostaria de confirmar e anunciar o pagamento integral do 13 salrio de todo o funcionalismo pblico de Minas Gerais da ativa e inativos para o prximo dia 15 de dezembro. Sero cerca de 512 mil servidores ativos e inativos beneficiados com esse pagamento e alguma coisa em torno de R$ 1,050 bilho que sero de alguma forma introduzidos na economia mineira. Portanto, mesmo em um ano atpico em razo da crise que ns vivemos, ns estamos mantendo todos os nossos compromissos com os servidores pblicos do Estado sem qualquer alterao.

    Eu lembro ainda que no ltimo ms de outubro ns pagamos a cerca de 300 mil servidores, a ttulo de produtividade, alguma coisa em torno de R$ 310 milhes e vamos continuar fazendo isso no ano que vem. Portanto, o anncio formal que tinha a fazer hoje a confirmao, portanto, do pagamento integral do 13 a 510 mil servidores do Estado, totalizando R$ 1,050 bilho no prximo dia 15 de dezembro.

    Tem-se falado muito que o projeto enviado para a Assembleia no prev reajuste para o ano que vem, a categoria est a cobrando alguma coisa. H expectativa de poder haver algum reajuste no ano que vem?

    Ns temos sempre uma preocupao grande de poder remunerar bem os servidores e ao longo desses ltimos anos, buscamos faz-lo. Obviamente, esse no um ato de vontade unilateral. Claro que depende sempre da recuperao das receitas do Estado. Se houver espao, ser discutido. Eu apenas no crio falsas iluses. Ns estamos ainda vivendo nesse ano um oramento extremamente apertado, para o ano que vem a proposta muito realista e qualquer reajuste ser condicionado ao crescimento da receita no ano que vem.

    O ministro Hlio Costa deu entrevista falando que se o senhor for candidato Presidncia, a situao dele fica complicadssima. A Dilma est a candidata tambm. O senhor tem conversado com o ministro Hlio Costa?

    O ministro Hlio Costa tem sido extremamente gentil nas suas referncias a mim e eu agradeo isso de pblico. Dei at um telefonema a ele hoje para agradecer os termos da sua entrevista. Acho que, na verdade, externa um sentimento de Minas Gerais na busca de uma unidade no Estado num eventual projeto presidencial encampado por algum mineiro.

    Eu agradeo de pblico essas referncias, mas repito: esse um processo que ainda caminhar por algum tempo e depois que ele se definir em relao nossa candidatura que as conversas tanto com ele quanto com outras figuras importantes de Minas e de outras correntes polticas se iniciaro.

    Qual a avaliao que o senhor faz do apago? O senhor acha que isso vai atrapalhar a deslanchar a candidatura da Dilma como j aconteceu e se prev?

    Acho que pelo menos ele trar um pouco mais de cautela a lideranas importantes do governo, quando acreditam que esto vivendo num mundo de mil maravilhas, sem quaisquer problemas. Eu pessoalmente no utilizaria isso como instrumento eleitoral, mas confesso que me surpreendi um pouco com a ausncia da ministra Dilma, sempre porta-voz do governo em todas as ocasies, nesse fato especfico.

    Acho que no o fato em si, do apago, que pode ter l suas justificativas, por mais que o governo seja muito contraditrio nessas justificativas, parece que h dentro do governo uma ausncia de comando, porque os dirigentes do PT, de Itaipu, dizem uma coisa. Os dirigentes de Furnas dizem outra coisa. O Operador Nacional do Sistema, por sua vez, tambm no define de quem a responsabilidade.

    Ento, eu acho que por um lado era preciso que diagnosticasse com clareza as razes desse apago, e certamente ele no ocorreu como no passado, por ausncia de energia, por ausncia de chuvas, por exemplo. H abundncia de chuvas, os reservatrios esto todos absolutamente cheios. Talvez possa ter havido uma inibio dos investimentos nas linhas de transmisso. Mas preciso que ns aguardemos o governo falar sobre isso.

    E no acho, do ponto de vista poltico, adequado que num tema dessa relevncia, quem sobre ele falou tantas vezes, deixe de se comunicar com a sociedade brasileira. Me passa a talvez uma certa fragilidade.

    Mas isso no est acontecendo com a oposio tambm, governador? A oposio tambm est politizando esse debate. Est acontecendo dos dois lados, no?

    Acho que setores da oposio sim, mas no o meu caso. Acabei de dizer aqui. No acho que esse deva ser um assunto da pauta eleitoral. Naturalmente, talvez o fato de o governo ter afirmado, at muitas vezes sem ser perguntado, com muita clareza, que no havia qualquer risco de problema no abastecimento de energia eltrica, que leve a essa explorao.

    No acredito que esse ser um ponto central na campanha. O que acredito que o governo, e acho pelo menos, que o governo deveria primeiro analisar com profundidade essas razes, preocupar-se menos com as conseqncias polticas e mais em dar populao brasileira tranqilidade em relao ao futuro. E natural que quem se expe sempre em relao s boas coisas, tambm pudesse agora estar conversando com a populao brasileira.

    A pesquisa Vox Populi mostrou a queda do governador Serra e subida de Dilma nesse ambiente. E quando o senhor o candidato do PSDB h um empate tcnico com Dilma e Ciro. Como o senhor avalia esse resultado e esse resultado representa um crescimento da sua candidatura?

    Certamente um crescimento, talvez proporcionalmente o maior dentre todos os candidatos, por mas que isso no tem sido at agora to explorado tanto nessa quanto em outras pesquisas, uma recentemente divulgada pelo Ibope, minha candidatura tem crescido, apesar de ser eu ainda, dentre praticamente todos candidatos, aquele com menor ndice de conhecimento.

    Acho que de alguma forma conseqncia do que tenho dito, das viagens que ns temos feito pelo Brasil. No acho que a questo pura e simples de indicador das pesquisas deva ser o nico fator a estimular uma deciso, seja nossa ou de outros partidos. Voc tem que analisar a eleio no seu conjunto. A pesquisa demarca um momento, ela tem que ser analisada com todas as suas circunstncias, com o nvel de conhecimento, de rejeio, mas eu acho que comea haver uma percepo hoje dentro do PSDB e de algumas foras que esto do nosso lado de que, eventualmente, uma candidatura minha poderia ajudar a fugirmos da polarizao, ou da tentativa da eleio plebiscitria, at mesmo para atrair a presena de algumas foras polticas ou partidrias que hoje esto ao lado do governo e que eventualmente poderiam estar ao nosso lado.

    Ciro Gomes.

    O ministro Ciro vem a Minas Gerais na tera participar de um evento. Tenho com o ministro relaes pessoais que so pblicas e as manterei, pelo menos da minha parte, sempre. Isso no significa que estaremos no mesmo campo poltico. Acho que ambos gostaramos de poder construir projetos juntos para o pas. Teremos uma conversa livre, convidei o ministro para que fizssemos uma anlise mais profunda do quadro, sempre com muita franqueza e com compreenso mtua de que temos, ambos, os nosso limites.

    A poltica no apenas exerccio da vontade prpria de quem quer que seja. Somos todos ns, de alguma forma, refns das nossas circunstncias. Mas isso no impede que homens de bem conversem sobre o Brasil, conversem sobre o futuro. Acho que isso importante. At na eventualidade de uma composio, mas at em no havendo essa possibilidade, para o futuro.

    O ruim quando as pessoas deixam de conversar. E as conversas com o deputado Ciro so sempre muito estimuladoras, temos uma viso muito prxima de questes necessrias a acontecer no pas e acho que, no mnimo, essas conversas ou a manuteno dessas conversas sinalizem para um entendimento futuro.

    A pesquisa. Ela favorece tanto a candidatura do senhor quanto de Ciro Gomes porque Ciro consegue enfraquecer Dilma e o senhor acabaria conseguindo enfraquecer a pr-candidatura de Serra.

    Esse no o objetivo. Vejo que algumas anlises podem at ir nessa direo, mas isso no um fato construdo artificialmente - a minha relao com Ciro. Ela vem de muitos e de muitos anos. Ela vem de mais de 20 anos, ela nunca se alterou. Em um momento tivemos ponto de vista poltico no mesmo partido poltico at, outras vezes no mesmo palanque. Ciro foi muito importante na minha eleio para a minha Presidncia da Cmara, por exemplo. Em outros momentos, at porque ele e seu partido passam a fazer parte da base do governo e no governo somos oposio, estivemos em campos opostos, mas nunca deixamos de ser amigos. Acho que precisa desmistificar essa questo que s se conversa com seus aliados. Setores do PT tem um pouco isso, e que acham que voc tem que ter barreiras nas conversas como se algum por estar do outro campo poltico s tivesse defeitos e algum por estar ao seu lado, s tivesse virtudes. Essa no a realidade.

    Acho que essas conversas, tanto com Ciro, tanto com outras figuras de outros partidos, seja do PMDB, seja do PDT, do PP, do PR, do PTB e de tantos outros partidos, acho que elas so positivas para o futuro. No sei qual o papel que me restar l adiante, mas no tenho dvidas de que essas conversas, essa relao de confiana, essas conversas francas que temos tido, elas sero extremamente positivas no futuro para o Brasil.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sexta-feira, Novembro 13, 2009

    Boa notcia....










                                             Acio anuncia pagamento integral
                                                              do 13 salrio















    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Acio Neves anunciou o pagamento do 13 salrio para 15 de dezembro
    Acio Neves anunciou o pagamento do 13 salrio para 15 de dezembro
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm














    Entrevista do governador Acio Neves no Palcio da Liberdade
    Governador Acio Neves anuncia pagamento do 13 salrio
    Governador Acio Neves anuncia pagamento do 13 salrio
    Transcrio da entrevista do governador Acio Neves no Palcio da Liberdade
    BELO HORIZONTE (12/11/09) - O governador Acio Neves anunciou, nesta quinta-feira (11), o pagamento integral do 13 salrio dos servidores pblicos ativos e inativos do Governo do Estado de Minas Gerais. O benefcio ser pago a todos os servidores no dia 15 de dezembro. Sero feitos 512 mil pagamentos para 573 mil servidores, no valor total de R$ 1,050 bilho. Em 2008, o valor do abono natalino foi de R$ 927 milhes. O governador lembrou que mesmo com os efeitos negativos da crise mundial na economia do Brasil e de Minas, o Governo do Estado manteve todos os compromissos com os servidores pblicos.

    Gostaria de confirmar e anunciar o pagamento integral do 13 salrio de todo o funcionalismo pblico de Minas Gerais da ativa e inativos para o prximo dia 15 de dezembro. Sero cerca de 512 mil servidores ativos e inativos beneficiados com esse pagamento e alguma coisa em torno de R$ 1,050 bilho que sero, de alguma forma, introduzidos na economia mineira. Portanto, mesmo em um ano atpico em razo da crise que vivemos, estamos mantendo todos os nossos compromissos com os servidores pblicos do Estado sem qualquer alterao, anunciou Acio Neves, em entrevista, no Palcio da Liberdade.

    Prmio por Produtividade

    O governador tambm lembrou que, em outubro deste ano, os servidores estaduais receberam o Prmio por Produtividade, pago pelo cumprimento de metas acordadas em 2008. O valor pago a cada servidor foi proporcional avaliao recebida por cada secretaria ou rgo da administrao direta e indireta. Aproximadamente 300 mil servidores ativos do Executivo estadual recebero o bnus, que representou investimento total de R$ 318 milhes. Foi o segundo ano consecutivo que o Governo de Minas remunerou seus servidores com o Prmio por Produtividade pelo cumprimento de metas.

    Compromissos com os servidores

    Desde 2003, o Governo de Minas tem quitado o 13 salrio dos servidores integralmente antes do dia 20 de dezembro, conforme determina a lei. Naquele ano, o pagamento do benefcio foi realizado tambm no dia 15 de dezembro.

    A retomada do pagamento em dia do 13 salrio resultado das medidas adotadas com o Choque de Gesto, em 2003, que contribuiu para o equilbrio financeiro do Estado, possibilitando a retomada dos investimentos em Minas e do cumprimento dos compromissos assumidos com o funcionalismo.

    Em 2004 e 2005, tambm foram institudos os Planos de Carreira, uma reivindicao histrica dos servidores. Em seguida, foram adotadas as novas tabelas de vencimento bsico. Em 2005, foi feito ainda o pagamento das chamadas verbas retidas, direitos devidos aos servidores estaduais por governos anteriores e que no foram honrados poca pelas dificuldades financeiras do Estado.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 12, 2009

    Agenda...

                                                                    HOMENAGEM.
                                                  Ministro Hlio Costa na UFMG, amanh.



    O ministro das Comunicaes, senador Hlio Costa,
    ser homenageado amanh, dia 13, s 9 horas da manh
    pela Universidade Federal de Minas Gerais.
      o reconhecimento pelo empenho do ministro
    em apoiar efetivamente projetos daquela universidade.
    Parabns.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 12, 2009

    Minas sai na frente...










                                                    Governo divulga pela internet
                                                          dados sobre homicdios















    Wellington Pedro/Imprensa MG
    Solenidade de apresentao do Mapa de Georreferenciamento dos Homicdios em Belo Horizonte
    Solenidade de apresentao do Mapa de Georreferenciamento dos Homicdios em Belo Horizonte
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm











    Governo de Minas lana site que ajuda no combate ao crime
    Entrevista do secretrio de Defesa Social, Maurcio Campos, sobre Georreferenciamento de Homicdios
    Governador Acio Neves lana site que ajuda no combate ao crime
    BELO HORIZONTE (11/11/09) - O Governo de Minas disponibilizar na internet, em carter experimental, pelo perodo de 30 dias, dados sobre os homicdios ocorridos em Belo Horizonte atravs do Mapa de Georreferenciamento dos Homicdios. A nova ferramenta dar transparncia s informaes, j utilizadas h dois anos pelas foras de segurana do Estado na definio das aes de enfrentamento da criminalidade. O mapa ser disponibilizado no portal da Secretaria de Estado de Defesa Social (www.seds.mg.gov.br).

    Minas o primeiro estado brasileiro a divulgar diretamente esses dados. Qualquer cidado poder visualizar a localizao geogrfica exata em que os homicdios ocorreram, alm da data do crime, idade e sexo da vtima. Os dados sero atualizados mensalmente.

    O sistema colocado disposio do conjunto da sociedade foi apresentado ao governador Acio Neves nesta quarta-feira (11), no Palcio da Liberdade, em Belo Horizonte, pelo secretrio de Estado de Defesa Social, Maurcio Campos Jnior. A reunio de trabalho tambm contou com a participao de representantes das foras de segurana de Minas, do Poder Judicirio, Ministrio Pblico, Assembleia Legislativa, entidades da sociedade civil, alm do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda.

    Segundo o governador, o objetivo apoiar a mobilizao da sociedade e das comunidades atingidas pela violncia. O envolvimento da populao na atualidade uma das mais eficazes aes de preveno e de combate criminalidade. O governador afirmou tambm que a deciso de compartilhar esse tipo de informao com a sociedade inovadora.

    A partir do momento em que temos a identificao dos locais onde ocorrem os crimes violentos, os homicdios em especial, temos muito mais instrumentos para, eventualmente, aumentarmos o policiamento ostensivo nessas reas quando necessrio e, mais do que isso, identificar, do ponto de vista estratgico, das razes de incidncia maior de homicdios em determinadas regies, disse Acio Neves.

    Homicdios em queda

    O governador destacou que as aes de enfrentamento criminalidade adotadas pelo Governo de Minas foram responsveis por importantes ndices de reduo de homicdios no Estado, principalmente nos grandes centros urbanos e municpios que integram a Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Os indicadores mostram que, entre 2003 e 2008, o nmero de homicdios na capital caiu 19%. Na RMBH caram 21,4% e em todo Estado houve reduo de 2,5%.

    Esses nmeros indicam que estamos agindo na direo correta. E acredito ser importante que o sistema incorpore essa nova ferramenta, que cada vez mais podemos utilizar como instrumento interno para construirmos a nossa estratgia de avano da diminuio da criminalidade violenta, disse Acio Neves.

    Parceria

    De acordo com o governador, o maior desafio da sociedade contempornea conseguir frear os indicadores de criminalidade. Ele disse que a participao dos parceiros do Governo de Minas nesse esforo tem sido fundamental no avano da reduo da violncia no Estado.

    Quero destacar a importncia da parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte e com outros parceiros. Todos os instrumentos pblicos que temos nossa disposio esto tambm disposio dos nossos parceiros. Aqui no temos fronteiras burocrticas, polticas partidrias e mesmo distncia de viso estratgica. Esse um instrumento valiosssimo e no devemos menosprez-lo e to pouco subestim-lo, disse o governador.

    O secretrio Maurcio Campos explicou que o Mapa de Georreferenciamento fornecer populao estatsticas sobre a quantidade de homicdios por ms e a distribuio das vtimas por idade e sexo. Ele tambm destacou a importncia dos parceiros do Governo de Minas no enfrentamento do crime.

    A nossa ideia, nesse instante, lanar luzes para que haja foco nas reas de maior vulnerabilidade social, onde haja maior incidncia de homicdios e, com isso, fazer, a um s tempo, um convite para que outros parceiros possam trabalhar nesse esforo que tem sido marcado pela Defesa Social nos ltimos anos. Percebemos uma reduo nos indicadores de homicdios presentes nos ltimos anos, desde o ano de 2005, muito expressiva, e a nossa expectativa que, com essa ferramenta, possamos trazer essa reduo a indicadores ainda mais baixos, disse ele.

    Investimentos

    Entre 2003 e setembro de 2009, o Governo do Estado destinou R$ 25,4 bilhes rea de Segurana Pblica. Desse total, 99,12% dos recursos so do Governo do Estado e 0,88% repassados por meio de convnios com o governo federal.

    Grande parte dos esforos do Governo de Minas foi voltada para a integrao das foras de segurana, com maior qualidade nas informaes e modernizao dos sistemas e logsticas, e para o reaparelhamento dessas foras.

    Esses investimentos resultaram na contratao de 11 mil homens desde 2003, totalizando 60.832 homens atualmente na ativa entre policiais civis, militares e bombeiros. Neste mesmo perodo, o Governo do Estado adquiriu 7.557 novas viaturas, mais do que dobrando o nmero de veculos disponveis e atingindo a marca de 13.072 carros nas ruas.

    Tambm estiveram presentes na solenidade o procurador-geral de Justia do Estado, Alceu Jos Torres Marques, o defensor-pblico geral do Estado, Belmar Azze Ramos, chefe do Gabinete Militar do Governador, coronel Eduardo Mendes de Souza, chefe do Estado-Maior da Polcia Militar de Minas Gerais, coronel Gilberto Cabral Costa, presidente do Tribunal de Justia Militar do Estado de Minas Gerais, coronel Rbio Paulino Coelho, chefe da Polcia Civil de Minas Gerais, delegado Marco Antnio Monteiro de Castro, presidente do Tribunal de Justia do Estado de Minas Gerais, desembargador Srgio Antnio de Resende, deputado estadual Joo Leite, o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda e o professor da PUC-Minas, Luiz Flvio Sapori.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 11, 2009

    COPASA. Excelncia Mineira Premiada...

     

    Diretorias da Copasa vencem categoria no PNQS / 2009
    e demonstram mais uma vez porque a empresa a  melhor do setor



    A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) acaba de aumentar sua galeria de trofus. Trs diretorias sagraram-se vencedoras no Prmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS) no Nvel II - Rumo Excelncia. O reconhecimento confirma a qualidade dos servios prestados pela empresa em todo Estado.
    Em 2009, concorrendo pela primeira vez, as diretorias de Operao Norte (DNT) e Sudoeste (DSO) ganharam o trofu Quron Ouro e a Diretoria de Operao Metropolitana (DMT)  o Trofu Quron Prata. A vitria das unidades demonstra como a Copasa vem seguindo prticas gerenciais compatveis com as das melhores companhias mundiais. Participar da prmiao tambm contribui para o aprimoramento do setor de saneamento e para a melhoria da qualidade de vida da populao.
    O PNQS, criado para premiar as empresas que se destacam na gesto do saneamento, concedido pelo Comit Nacional da Qualidade, da Associao Brasileira de Engenharia Sanitria e Ambiental (ABES). Atualmente, reconhecido como a mais importante premiao do setor na Amrica Latina. Para ser premiada, as empresas devem otimizar o desempenho de seus servios e estimular o trabalho em equipe.
    Alm das diretorias, quatro departamentos da Copasa tambm j foram premiados na edio anterior. So eles: os departamentos operacionais Nordeste (DPNE), Sudeste (DPSE), Sul (DPSL) e Metropolitana (DPMT).

     

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 11, 2009

    TUDO PRONTO...







                                 Crdito suplementar para o MP j pode ir a Plenrio

    O Projeto de lei (PL) 3.742/09, que autoriza a abertura de crdito suplementar de R$ 21,47 milhes ao Oramento do Estado em favor do Ministrio Pblico (R$ 19,470 milhes) e do Fundo Estadual de Proteo e Defesa do Consumidor (R$ 2 milhes), est pronto para ser analisado em turno nico pelo Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A proposio, de autoria do governador, foi analisada pela Comisso de Fiscalizao Financeira e Oramentria, ampliada pela participao dos membros das demais comisses permanentes da ALMG, nesta quarta-feira (11/11/09). O relator, deputado Z Maia (PSDB), opinou pela aprovao da matria na forma original.

    Segundo o projeto, os recursos sero usados para cobrir despesas de custeio (R$ 3,65 milhes) e de investimento com a compra de equipamentos (R$ 1 milho); alm de despesas com pagamento de pessoal e encargos sociais (R$ 16,82 milhes). No caso do MP, R$ 16,82 milhes so para pagamento de pessoal ativo e inativo, R$ 2,3 milhes para pagamento de pensionistas e R$ 350 mil para despesas de custeio.

    No parecer, o relator afirmou que com o crdito suplementar, as despesas com pessoal do MP representaro 1,81% da Receita Corrente Lquida do Estado, permanecendo dentro do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Z Maia destacou, contudo, que os gastos com pensionistas devem ser computados como despesa de pessoal, conforme determina a LRF. "Assim, ressaltamos que o projeto busca autorizar a suplementao de dotaes com pessoal em R$ 19,12 milhes, e no apenas de R$ 16,82 milhes", concluiu.

    Origem dos recursos - O projeto informa que os recursos para a abertura do crdito resultam do excesso de arrecadao da receita das contribuies patronal e do servidor para o Fundo Financeiro de Previdncia (Funfip) previsto para 2009; supervit da receita de recursos diretamente arrecadados do Fundo Estadual de Proteo e Defesa do Consumidor; anulao de dotaes oramentrias do Ministrio Pblico; convnio entre o Ministrio Pblico e a Secretaria Especial de Polticas para as Mulheres; e excesso de arrecadao da receita de doaes de pessoas e instituies privadas a rgos e entidades do Estado. O projeto informa que os recursos para a abertura do crdito resultam do excesso de arrecadao da receita das contribuies patronal e do servidor para o Fundo Financeiro de Previdncia (Funfip) previsto para 2009; supervit da receita de recursos diretamente arrecadados do Fundo Estadual de Proteo e Defesa do Consumidor; anulao de dotaes oramentrias do Ministrio Pblico; convnio entre o Ministrio Pblico e a Secretaria Especial de Polticas para as Mulheres; e excesso de arrecadao da receita de doaes de pessoas e instituies privadas a rgos e entidades do Estado.

    Presenas - Deputados Z Maia (PSDB), presidente; Adelmo Carneiro Leo (PT), Juarez Tvora (PV), Lafayette de Andrada (PSDB), Fbio Avelar (PSC), Sargento Rodrigues (PDT) e a deputada Rosngela Reis (PV).Deputados Z Maia (PSDB), presidente; Adelmo Carneiro Leo (PT), Juarez Tvora (PV), Lafayette de Andrada (PSDB), Fbio Avelar (PSC), Sargento Rodrigues (PDT) e a deputada Rosngela Reis (PV).



    Responsvel pela informao: Assessoria de Comunicao - www.almg.gov.br



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 11, 2009

    POLMICA. De 44 para 40 horas semanais.

     

    Deputados e sindicalistas
    defendem reduo de jornada

    A reduo da jornada de trabalho de 44 para 40 horas, sem reduo salarial, prevista por uma Proposta de Emenda Constituio Federal (PEC 231/95) que tramita h quase 15 anos no Congresso Nacional, recebeu nesta tera-feira (10/11/09) o apoio de deputados e sindicalistas que participaram da reunio conjunta das comisses de Participao Popular e do Trabalho, da Previdncia e da Ao Social da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A audincia foi requerida pelos deputados Andr Quinto (PT) e Carlin Moura (PCdoB).

    Clculos do Departamento Intersindical de Estatsticas e Estudos Socioeconmicos (Dieese) foram lembrados para fundamentar a defesa da reduo de jornada. Segundo o rgo, os salrios representam 22% do custo mdio de produo no Brasil, e a reduo de 44 para 40 horas representaria um impacto de 1,99% para as empresas. Alm disso, a medida poder gerar at 2,5 milhes de empregos, sendo 300 mil em Minas.

    Para o presidente da Comisso de Participao Popular, deputado Andr Quinto, h ainda que se pensar no fator estritamente humano dessa mudana. A reduo do estresse do trabalhador e a possibilidade de aumento do seu convvio familiar e at mesmo de capacitao profissional justificam a diminuio da jornada. Tanto ele quanto o deputado Carlin Moura acreditam que o momento oportuno para aprovao da PEC. "A correlao de foras no Congresso hoje mais equilibrada do que h 15 anos", afirmou Carlin.

    O deputado Duarte Bechir (PMN), que no incio da reunio disse que gostaria de ouvir os argumentos dos trabalhadores antes de tomar uma posio a respeito do assunto, deixou claro seu apoio aprovao da PEC. Segundo ele, as atuais 44 horas semanais representam uma comprometimento excessivo com o trabalho, prejudicando o lazer e o convvio do trabalhador com sua famlia.

    O deputado Sargento Rodrigues (PDT) trouxe para a reunio as dificuldades enfrentadas pelos policiais e bombeiros militares, dizendo que enquanto se discute uma jornada mxima para os trabalhadores, coronis impem, por meio de resolues, carga horria mnima de 40 horas. Ele destacou o princpio da dignidade humana previsto pelo artigo 1 da Constituio Federal e se emocionou ao lembrar da greve dos policiais em 1997, que resultou na morte de um dos lderes do movimento, cabo Valrio, lembrando que a manifestao buscava justamente o resgate da dignidade da categoria.

    Deputado federal sugere escalonamento da reduo

    Nesta quarta-feira (11), milhares de trabalhadores devero realizar uma manifestao em Braslia para pressionar o presidente da Cmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), a colocar a PEC 231/95 na pauta de votaes. O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) tambm defendeu as 40 horas semanais, mas ponderou que uma reduo gradual da jornada teria melhores condies polticas de ser aprovada. Essa forma escalonada, porm, foi rechaada pelo presidente do Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais, Gilson Luiz Reis. "Precisamos assumir nossa posio com coragem, sem vacilos", rebateu.

    Para o presidente da Nova Central Sindical, Antnio da Costa Miranda, o Brasil vive um momento contraditrio. Por um lado, o drama da falta de oportunidades de trabalho, "e o homem sem trabalho no tem dignidade", alertou. Por outro, a carga horria excessiva tem causado muitos problemas de sade, onerando exageradamente a Previdncia Social. "Vivemos um perodo de alta produtividade e baixa remunerao", disse ele. Gilson Reis complementou suas palavras informando que nos ltimos 20 anos o setor produtivo aumentou sua produtividade em 87%, sendo que a participao dos salrios no Produto Interno Bruto (PIB) caiu de 48%, em 1960, para 36% em 2007.

    Os outros representantes da classe trabalhadora - Carlos Magno de Freitas, da Central nica dos Trabalhadores (CUT) e Marcelino Rocha, do Sindicato dos Metalrgicos de Betim, tambm apoiaram a PEC e chamaram a ateno para a necessidade de limitao das horas-extras. Segundo Marcelino, na Fiat, h casos de operrios que chegam a trabalhar das seis da manh at a meia-noite. O deputado Carlos Gomes (PT) parabenizou as duas comisses pelo debate e manifestou tambm seu apoio reduo de jornada.

    Presenas - Deputados Andr Quinto (PT), presidente da Comisso de Participao Popular; Carlin Moura (PCdoB), Duarte Bechir (PMN), Sargento Rodrigues (PDT) e Carlos Gomes (PT). Deputados Andr Quinto (PT), presidente da Comisso de Participao Popular; Carlin Moura (PCdoB), Duarte Bechir (PMN), Sargento Rodrigues (PDT) e Carlos Gomes (PT).



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 11, 2009

    Comprando em Minas...

                                                                       Vale se encontra
                                                               com fornecedores na Fiemg 
     
    A Vale se encontrou na Fiemg com fornecedores de produtos e servios, em mais uma edio do projeto Compre Bem, que coloca frente a frente empresas compradoras com uma demanda especfica e fornecedores mineiros.
    A edio do projeto integra as iniciativas previstas no Programa de Desenvolvimento Integrado de Fornecedores (PDIF). Parceria do Sistema Fiemg com o poder pblico e grandes indstrias, o PDIF tem o objetivo de fortalecer as cadeias produtivas no estado. Esto previstas aes de capacitao empresarial, profissional, gesto, responsabilidade social, meio ambiente, promoo de negcios, inovao tecnolgica e financiamento.
    Simone Andrade, gerente comercial da Usimaq Torneamento quila, empresa fundada h 12 anos e instalada em Belo Horizonte, aprovou o encontro. "J estamos com o processo de cadastramento na Vale em andamento e o encontro foi importante pelo contato direto e a oportunidade da mineradora em conhecer nossos produtos e servios", afirma.
     "Nos encontros, verificamos que vrios fornecedores no cadastrados tm um potencial enorme para fazer negcios conosco", avalia Silmara Barros, analista de suprimentos da Vale.
    Ao todo, a Vale recebeu 65 empresas prestadoras de servios de 18 segmentos distintos
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 11, 2009

    P na estrada...

                                                                           Vice-governador
                                                              defende planejamento metropolitano















    Carlos Alberto/Secom MG
    Vice-governador Antonio Anastasia participou da II Conferncia Metropolitana
    Vice-governador Antonio Anastasia participou da II Conferncia Metropolitana
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm








    Governo de Minas participa da II Conferncia Metropolitana
    Governo de Minas participa da II Conferncia da RMBH
    NOVA LIMA (10/11/09) - O vice-governador Antonio Anastasia defendeu o planejamento estratgico aliado ao respeito autonomia dos entes federados - municpios, Estado e Unio -, em harmnica parceria tambm com parlamentares, sociedade civil e universidades como o instrumento necessrio para compor solues a mdio e longo prazos aos problemas das regies metropolitanas. Anastasia falou sobre a evoluo institucional da questo metropolitana durante a abertura da II Conferncia Metropolitana, realizada nesta tera-feira (10), presidida pelo secretrio de Estado de Desenvolvimento Regional e Poltica Urbana, Dilzon Melo. Minas Gerais est frente no processo metropolitano, exportando esse conhecimento aos demais estados da federao de forma bem diferenciada, disse o secretrio.

    Aps uma introduo a respeito das dificuldades de governo, em todos os nveis, mas especialmente nos municpios, cujos prefeitos e vereadores so os primeiros a receber as demandas do cidado, o vice-governador afirmou que nas regies metropolitanas essas dificuldades so exponencialmente aumentadas. Em primeiro lugar, porque h uma conurbao; o prprio problema passa a no ter um dono fixo, porque os municpios, que esto to integrados, to misturados, e em alguns casos to identificados, que em alguns bairros no distinguimos bem onde comea uma cidade e termina a outra.

    Conforme Anastasia, como o problema est conurbado, percebe-se logo, instantaneamente, que ele no poder ser resolvido exclusivamente por aquela esfera; o municpio sozinho, o Estado sozinho e algumas vezes at a Unio no tem condies de super-lo, afirmou.

    No modelo metropolitano que vem sendo institudo, segundo explicou, a preservao da autonomia e a coordenao das aes governamentais vo garantir que as polticas pblicas metropolitanas sejam harmonicamente aplicadas e executadas. A realidade brasileira nunca demonstrou at hoje, de maneira positiva, uma experincia metropolitana que possa ser considerada aplaudida por todos. Ns estamos tentando em Minas Gerais, ressaltou. Ponderou, no entanto, estar ciente de que ainda estamos a anos-luz de uma situao satisfatria, mas tenho a serena convico de que estamos no caminho correto.

    De acordo com o vice-governador, o modelo institucional da Regio Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), que comea a ser consolidado, o mais complexo. Aqui, nos impe o desafio de conseguirmos conciliar essas polticas pblicas, originalmente municipais, originalmente estaduais, mas, agora, a partir desse novo manto, metropolitanas; as polticas pblicas metropolitanas ou as funes de interesse metropolitano.

    Anastasia insistiu na importncia do processo de planejamento com respeito autonomia, o que considera fundamental para o desenvolvimento metropolitano. E citou o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado (PDDI), lanado em setembro deste ano, como importante articulao do Governo com os 34 municpios que compem a RMBH. O PDDI est sendo elaborado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), sob a coordenao do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional de Minas Gerais (Cedeplar).

    Tambm participaram da mesa o secretrio de Estado de Desenvolvimento Social, Agostinho Patrs Filho, o secretrio de Estado de Defesa Social, Maurcio Campos Jnior, o subsecretrio de Assuntos Internacionais da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econmico (Sede), Luiz Antnio Athayde e, representando a secretria de Estado de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena, o secretrio-adjunto Eurico Bitencourt Neto

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 10, 2009

    Dia 17, de 8 s 10 da manh no Instituto Cervantes, aqui em BH.

                                                                 Caf Digital da Amadi 
                                                  Encontro acontece no Instituto Cervantes
                                          e ter como palestrante o comunicador Gustavo Ziller

    A Associao Mineira das Agncias Digitais Amadi realiza no prximo dia 17 de novembro, de 8 s 10h, no Instituto Cervantes (Praa Milton Campos, 16 2 andar Serra) a segunda edio do Caf Digital. "Mobilidade se aprende em casa" ser o tema central desta edio, que vai abordar a mobilidade e seu impacto na vida cotidiana das pessoas, das empresas e dos negcios. Como o mundo digital invadiu todos esses espaos e como a comunicao, publicidade, marketing e a convergncia no podem mais separar-se.
    "As agncias digitais tm um papel fundamental neste processo, pois renem especialistas de diversas reas que buscam se atualizar constantemente para oferecer projetos e ferramentas sempre alinhados com a convergncia e a as tendncias da tecnologia", afirma Tatiana Morais, diretora de Eventos da Amadi.
    O Caf Digital da Amadi tem como principal objetivo agregar informaes relevantes que fortaleam o mercado digital mineiro, a partir de temas focados nos interesses dos proprietrios das agncias filiadas entidade. As inscries, limitadas a 45 pessoas, so gratuitas e restritas aos diretores das agncias afiliadas entidade e seus convidados, entre eles prospects, fornecedores, imprensa, instituies de ensino e veculos digitais (portais e blogs). 
    Sobre o palestrante



    - Gustavo Ziller / AORTA
    Scio fundador da Aorta Entretenimento, empresa especializada em comunicao por contedo em novas mdias. Formado em Publicidade & Propaganda pela PUC/MG, com especializao em Produo de Rdio pelo Brighton College of Technology (Inglaterra), possui vasta experincia em desenvolvimento de negcios digitais. Antes da Aorta, foi um dos co-fundadores da Savassi FM. Participa do conselho de votao do prmio Trip Transformadores da Revista Trip e ministra aulas de Novas Mdias e Mobile Marketing no curso de Publicidade e Propaganda da PUC-MG.



    Gustavo Ziller scio-fundador da Aorta Entretenimento, empresa especializada em aplicativos e comunicao por contedo em novas mdias.
    Formado em Publicidade e Propaganda pela PUC/MG, com especializao em Produo de Rdio pelo Brighton College of Technology (Inglaterra), Ziller possui vasta experincia em desenvolvimento de negcios e foi um dos fundadores da Savassi FM, uma das mais influentes emissoras de rdio dos anos 90 em Belo Horizonte. 

    Participao especial: 
    Esta edio do Caf Digital da Amadi ter tambm a participao especial de Lcio Corra Santana, scio e diretor Comercial da GoMobile, empresa especializada em desenvolvimento de solues e aplicativos mobile. Atuando no mercado mobile h mais de seis anos, Santana bacharel em Sistemas de Informao pela PUC Minas e especialista em Gesto Estratgica de Negcios pela UFMG.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    PICASSO na Citroen Chamonix, pilotada pela executiva Danielle Fernandes. Informao veio do jornalista Schubert Arajo da Multitexto.

    Concessionria Citron Chamonix
    expe sete looks de moda feminina
    a partir de releitura
    da obra do pintor Pablo Picasso

    Trabalhos foram feitos por alunos
    do curso de Moda da UNA
     e ficam em cartaz at o prximo dia 15

    Cultura, bom gosto e ousadia so atributos que compem o perfil do consumidor Citron. Coerente com esses valores e apoiando novos talentos, a Concessionria Citron Chamonix (Av. Baro Homem de Melo, 3319 Estoril) inaugurou ontem, dia 3, a mostra "Picasso e suas fases: uma interpretao", que rene sete looks de moda feminina, feitos por alunos do 1 e 2 perodos do curso de Moda do Centro Universitrio UNA, realizados por meio da disciplina "Trabalho Interdisciplinar Dirigido"
    , sob a orientao da professora Maria Augusta do Amaral.
    A exposio foi montada a partir de um extenso estudo feito por eles sobre a obra do pintor espanhol Pablo Picasso. As peas ficaro expostas na concessionria at o prximo dia 15 e podem ser vistas no horrio comercial, inclusive aos sbados e domingos.


    Danielle Fernandes, diretora exexcutiva
    da Citroen Chamonix, em BH.

    "Abrigar esta exposio na Chamonix,
    especialmente em 2009, quando comemora-se
    o Ano da Frana no Brasil,
    uma vez que o pintor Pablo Picasso,
    ainda que espanhol,
    escolheu a ptria francesa como segunda morada,
    para ns motivo de orgulho e satisfao
    por pelo menos dois motivos:
    surpreender nossos clientes com Moda,
    Cultura e bom gosto e, de outro lado,
     poder apoiar novos talentos que despontam
    e precisam de visibilidade
    para tornarem-se conhecidos do grande pblico",
     considera Daniele Fernandes,
    diretora executiva da Chamonix. 

    Explorando a relao intrnseca entre moda e arte, o trabalho dos alunos explora com tecidos diferenciados, cores e texturas, as diversas fases de criao do artista espanhol, entre elas a "Fase Rosa"; a "Fase Azul"; a "Fase Ps-Cubista Anos 20/30"; a "Fase Guernica/1937"; a "Fase Escultor e Ceramista"; e a "Fase Africana e Final".




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    FIEMG incrementa indstria da MODA. Balano positivo.











    Minas Trend encerra a 5 edio
    com sucesso de pblico e vendas



    A 5 edio do Minas Trend Preview reuniu mais uma vez, com sucesso, a imprensa, compradores e fashionistas de todo o pas, em Alphaville Lagoa dos Ingleses, apresentando as colees de preview de 163 expositores para o outono/inverno 2010.  

    Para organizadores e marcas, as expectativas foram atingidas, pois o crescimento de 30% foi maior em volume de negcios fechados em relao ao lanamento do preview de inverno de 2009. O balano que, em mdia, cada um dos 1.100 compradores que passaram nos estandes dos expositores tenha realizado negcios em torno de R$ 65 mil. 

    Para o presidente da Fiemg, Robson Braga de Andrade, "os resultados mostram que o setor da moda est no caminho certo e que o evento est atingindo cada vez mais seu objetivo: incrementar a indstria da moda de Minas e toda a sua cadeia produtiva".  

    Com um oramento 40% maior do que da ltima edio, o Minas Trend Preview, que em cada edio gera em mdia 800 empregos diretos e indiretos, ocupou uma rea de 11 mil m, com 163 expositores de vrias cidades brasileiras e sala de desfile com capacidade de 500 lugares. O evento contou com 18 desfiles individuais, cinco coletivos de acessrios e vesturio, desfile especial de joias, lanamento do livro da jornalista Lilian Pacce e a 6 edio do Projeto Box Novos Talentos da moda e design em Minas Gerais, que teve como vencedor a estilista Rachel Grandinetti da Fumec.  

    Alm de compradores nacionais, o evento tambm recebeu lojistas de pases como Espanha, Portugal, Frana, Polnia, Colmbia e Republica Domenicana. Para Getlio Guimares, presidente do Sindibolsas (Sindicato de Bolsas de Minas Gerais), "o aumento de 30% um sinal de que o evento entrou definitivamente na agenda de negcios do pas".  

    Segundo pesquisas realizadas durante o evento, 51,5% do pblico presente no Minas Trend Preview vieram especificamente fazer negcios, 39,2% para ver as tendncias, 7,9% para contatos profissionais e apenas 1,3% por outros motivos. "O carter principal do MTP, de promover negcios, fica evidenciado a partir de nmeros como esses", completa Robson Braga de Andrade.  

    Outro dado que comprova esse crescimento foi a ampla cobertura jornalstica recebida durante essa ltima semana. Alm da principal imprensa local que cresceu em nmero e gnero, pois atualmente os blogs tornaram-se veculos formadores de opinio no mercado da moda, essa edio tambm recebeu 100 jornalistas do setor de todo o pas, alm de 13 jornalistas da imprensa internacional.  

    A prxima edio do Minas Trend Preview apresentar as tendncias para o Primavera/Vero 2010 na primeira quinzena de maio de 2010.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    Da srie: UMA FOTO VALE POR MIL PALAVRAS.


    JCA, o advogado Alexandre Atheniense
      especialistas no assunto crimes pela internet
     e o jornalista Schubert Arajo, da Multitexto 
      na Academia de Idias, em BH.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    Liderana: jornalista Schubert Arajo alavanca mais duas contas para a sua Multitexto. Parabns.

    Multitexto conquista conta da Dear B
    e
    reconquista o atendimento
    da Spatifilus

    Dear B atua no segmento de jias artesanais
    e Spatifilus lder no setor de calados femininos
    em Minas Gerais

    A Multitexto Comunicao Empresarial, que completou 18 anos em agosto, comemora duas importantes conquistas neste final de ano. A conta da Dear B, que atua no segmento de jias artesanais e que tem como carro-chefe a linha de anis de quartzo rutilado, que fizeram enorme sucesso nesta ltima edio do Minas Trend Preview, e a reconquista do atendimento da conta da Spatifilus, grife mineira de calados femininos que foi atendida pela agncia durante 10 anos (entre 1994 e 2004).
    A Spatifilus lder de mercado em Minas Gerais e est expandindo o sistema de franquia da marca em nvel nacional. A empresa aproveita a realizao da 34 edio da Feniube Feira de Franquia e Negcios, que acontece em Uberlndia entre os dias 16 e 18 de novembro, para divulgar sua marca e prospectar novos franqueados para a regio.
    Neste segundo semestre, a Multitexto j havia conquistado as contas da Associao Mineira das Agncias Digitais (Amadi), do ISQ Brasil, brao nacional do grupo portugus ISQ, que atua em 11 pases, e da Challenge Innovative Technologies, da rea de TI. No portflio da agncia esto tambm marcas como McDonald's (h 17 anos), Citron, Rede Bristol Hotels, Depyl Action (franquia de lojas de depilao), entre outras.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    Em debate a Comunicao...

                                                                 Intensa participao popular
                                                         marca realizao das etapas estaduais
                                                                            da Confecom

    Debates se intensificam e resultam nas primeiras propostas para plenria nacional, que incluem desde a criao de conselho federal de jornalistas at o aumento do acesso informao em comunidades carentes
    Braslia Organizaes da sociedade civil, representantes da administrao pblica e de setores empresariais tero uma semana intensa de mobilizao para cumprir as etapas estaduais da 1 Conferncia Nacional de Comunicao, que tem como tema "Comunicao: meios para a construo de direitos e de cidadania na era digital".
    que at o dia 15 de novembro, em pelo menos sete estados as plenrias estaduais sero realizadas para definir propostas e escolher os delegados que participaro da reunio nacional, que ocorre em Braslia, entre 14 e 17 de dezembro. Ao longo desta semana, sero realizadas reunies plenrias em Rondnia (13), Mato Grosso do Sul (14), Tocantins (14), Minas Gerais (15), Pernambuco (15), Bahia (15) e Santa Catarina (15).
    Paran, Rio de Janeiro, Acre e Piau promoveram as etapas de conferncias estaduais na ltima semana e definiram os nomes dos 257 delegados e pelo menos 377 propostas.
    As propostas esto contempladas nos trs eixos temticos definidos pela comisso organizadora nacional da Confecom: produo de contedo, meios de distribuio e cidadania: direitos e deveres. Entre as propostas definidas at agora esto a que cria um conselho federal de jornalistas como instrumento de aplicao do cdigo de tica da proibio, a destinao de publicidade pblica para rdios comunitrias e a proibio de veiculao de contedo homofbico ou degradante cultura GLBT nos meios de comunicao.

                      

    O presidente da comisso organizadora da Confecom, Marcelo Bechara, considera que as etapas estaduais promovidas at agora refletiram o esforo pela definio de uma pauta consistente. "O Paran, por exemplo, mostrou que se preparou para a conferncia estadual de forma bem estruturada. Isso se refletiu desde o nmero de inscries at a programao de paineis", disse.
    Um dos temas que despertou muito interesse nas plenrias estaduais o que trata dos meios para ampliao da democratizao da informao em comunidades carentes. No Acre, por exemplo, houve relatos abordando a dificuldade de acesso informao em locais ermos, como os seringais. Na conferncia estadual do Piau, tambm foram citados os mesmos problemas para acesso informao em cidades do interior. O mesmo ocorreu nas comunidades populares do Rio de Janeiro. Nesses trs casos, ressaltou-se o papel social das rdios comunitrias para minimizar a defasagem da informao.
    No Acre, onde h o isolamento de comunidades rurais, surgiram propostas para minimizar o problema com a instalao de telefones pblicos. No Piau, a flexibilizao das regras para constituio das rdios comunitrias foi o tema de maior destaque.
    No Rio de Janeiro, cujas plenrias contaram com a participao de 500 representantes da sociedade civil, poder pblico e sociedade civil empresarial, tratou-se de definir o fim da cobrana de direitos autorais feita pelo Escritrio Central de Arrecadao e Distribuio (Ecad) a rdios comunitrias. Os participantes tambm levantaram a necessidade de universalizar a banda larga.
    As etapas estaduais da conferncia nacional so consideradas decisivas porque onde surgem propostas para atender aos problemas mais latentes da sociedade. Alm disso, em cada uma das 28 plenrias nos estados e no Distrito Federal sero escolhidos os delegados que representaro a sociedade civil representantes dos movimentos sociais e de empresrios.
     
                                                        Programao das Conferncias estaduais 
    12 a 13/11 - Rondnia 
    13 a 14/11 Mato Grosso do Sul 
    13 a 15/11 Minas Gerais, Pernambuco 
    14/11  - Tocantins 
    14 a 15/11 Bahia, Santa Catarina 
    16 a 18/11 Maranho 
    17 a 19/11 Amap 
    17 a 18/11 Amazonas, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul 
    19 a 20/11 Mato Grosso, Sergipe 
    19 a 21/11 Alagoas 
    20 a 21/11 Par, Paraba, Roraima, So Paulo 
    20 a 22/11 Cear, Esprito Santo, Distrito Federal e Gois


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    Design mineiro. LIA KRUCKEN lana livro no Sebrae. Desejo sucesso.




     

    Lia Krucken doutora em engenharia de produo
    pela Universidade Federal de Santa Catarina,
    com pesquisa junto ao departamento de design industrial
    do Politecnico di Milano, e ps-doutora na Escola de Design
    da Universidade do Estado de Minas Gerais,
    instituio na qual tambm professora.

    CONVITE:
    Gostaria de convida-lo para o lanamento do meu livro, em mesa redonda organizada pelo IEL, com a participao de Dijon De Moraes e Sergio Loureno. 

                                             Ser realizado no dia 11/11, 4a feira, as 9h, no SEBRAE.




    O tema Integrao competitiva de Minas Gerais
    por meio do Design.

    Ser timo se puder participar.

    Atenciosamente,

    Lia Krucken


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    Livro "CONVERSA COM A MEMRIA" ser lanado dia 12 na Acdemia Mineira de Letras, aqui em BH.

    A Academia Mineira de Letras

    No ano de seu centenrio

    Apresenta:

     Projeto Bate-papo com o Autor,

    Com o jornalista e escritor

    Villas-Bas Corra

    Lanando o livro "Conversa com a memria"

    e debatendo sobre o jornalismo brasileiro nos ltimos 60 anos.

    Dia 12 de novembro, s 19h30. Rua da Bahia 1.466. Informaes 3222-5764.

    Entrada franca

    *Os primeiros 50 livros sero vendidos ao preo de R$ 5,00.



    Com 60 anos de ininterrupta atividade, acompanhando a poltica brasileira com anlise e interpretao, Villa-Bas Crrea define ser seu ofcio "retratar o pas em que as crises comeam e nunca terminam".

    Em suas seis dcadas de muitas crises e recadas ditatoriais, paisanas ou fardadas. Villas-Boas declara que "vivemos a mais grave e profunda das crises, a da decadncia das instituies nacionais, com o fantasma de mais uma aventura rondando a degradao tica e moral dos trs Poderes".

    Em 1948, Villas-Bas comea, no dia 27 de novembro, seu primeiro trabalho como jornalista, no extinto jornal A Notcia. Em 51 estria, no dia 4 de junho, no jornal O Dia, onde ficaria at 28 de maio de 1979. De 58 a 79 foi correspondente de O Estado de So Paulo. Em 1966 comea tambm a atuar na televiso, no programa Jornal de Vanguarda, na TV Excelsior. Em 1981 comea, no dia 2 de fevereiro, a trabalhar no Jornal do Brasil, onde atua at os dias de hoje. No mesmo ano lana seu primeiro livro, pela Editora Salamandra, o livro Casos da Fazenda do Retiro. Em 2001, lana, pela Editora Objetiva, uma nova edio do livro Casos da Fazenda do Retiro. 2002 lana, pela Editora Objetiva, o livro Conversa com a Memria sua histria de meio sculo de jornalismo poltico.

    Em 2008, depois de dois meses de testes, pe no ar seu blog, no qual declara na apresentao: "Se apelo para o blog, no para tapar meus 60 anos de jornalismo com o botox virtual da modernidade. Nem estou fazendo uma concesso gratuita ao modismo. Mas, singelamente, reconhecendo que o blog a arma que atira a mais longa distncia, invadindo o espao que os jornais cederam televiso e ao rdio hoje no desespero da caa ao anncio que estimula o consumo da classe mdia e dos pobres com as promoes em srie, emendadas como captulos de novela, de artigos com os preos rebaixados nas liquidaes em cascata".  

                O livro: O Conversa com a Memria a tentativa do autor para tentar seguir os seus muitos anos de reprter poltico, quando o Rio ainda era a capital do Brasil e a Cmara dos Deputados e o Senado viviam a fase mais brilhante da oratria parlamentar, nos debates em que o jogo do poder era decidido nas votaes do Congresso.

    E o cenrio em que a reportagem poltica, na cobertura dividida nas trs reas das comisses, do plenrio e da articulao poltica forjou o modelo da crnica independente, voltada para a anlise e a interpretao.

    A gerao de Carlos Castello Branco, Benedito Coutinho, Odylo Costa, filho, Herclio Salles, Otaclio Lopes, o Cara de Ona, Ozas Martins, Murilo Mello Filho, Prudente de Morais Neto, o Pedro Dantas, Carlos Lacerda, Doutel de Andrade, Osvaldo Costa e do autor no acompanhou a mudana da capital para Braslia.

    Muitos foram, outros tantos ficaram. E o Congresso e a reportagem poltica nunca mais foram os mesmos.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 9, 2009

    Como ser a semana na Assemblia de Minas.

     

    Semana na ALMG ter nove audincias
    e final do Parlamento Jovem

    Nove audincias pblicas marcam a semana de 9 a 13 de novembro da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, sendo quatro delas no interior, nas cidades de Santana do Paraso (Vale do Rio Doce), Una (Noroeste de Minas), Pains (Centro-Oeste) e So Sebastio do Paraso (Sul). Na segunda-feira (9), no Plenrio, um debate pblico vai reunir autoridades e representantes da sociedade civil organizada para discutir o enfrentamento ao narcotrfico e a descriminalizao das drogas. Outro destaque a concluso dos trabalhos do Parlamento Jovem-BH 2009, que ter, na sexta-feira (13), sua plenria final. O projeto desenvolvido pela Escola do Legislativo em parceria com o curso de Cincias Sociais da PUC Minas, e destinado aos alunos do ensino mdio das escolas das redes pblica e privada de Belo Horizonte.

    A programao de segunda-feira (9) comea s 10 horas, em Santana do Paraso (Salo Paroquial Mximo Ferreo: Rua Jequitib, 217 - So Francisco). A Comisso de Assuntos Municipais e Regionalizao vai cidade para debater a poltica habitacional do Estado para o municpio e os impactos do leilo de moradias populares promovido pela empresa MGI nos bairros guas Claras e Residencial Paraso. s 14 horas, no Plenrio, ser realizado o debate pblico da Comisso Extraordinria de Polticas Pblicas de Enfrentamento Aids, DSTS, Alcoolismo, Drogas e Entorpecentes. O objetivo discutir o enfrentamento ao narcotrfico e a descriminalizao das drogas.

    Alm dos trabalhos de Plenrio, entre as oito reunies de comisso da tera-feira (10), duas recebero convidados. As Comisses de Participao Popular e do Trabalho, da Previdncia e da Ao Social renem-se s 10 horas, no Teatro, para debater a Proposta de Emenda Constituio Federal 231/95, que dispe sobre a reduo da jornada de trabalho sem reduo salarial. A Comisso de Segurana Pblica vai a Una (Cmara Municipal: Av. Governador Valadares, 594 - Centro) para debater, a partir das 14 horas, questes relativas segurana pblica no municpio e regio.

    Quarta-feira - Trs audincias pblicas, entre as 12 reunies de comisses, esto na agenda de quarta-feira (11). s 9 horas, no Auditrio, a Comisso de Direitos Humanos rene-se com convidados na tentativa de buscar uma soluo para os problemas vividos pela ONG Circo de Todo Mundo, de Belo Horizonte. A entidade pediu a intermediao dos deputados para solucionar um impasse que se arrasta desde outubro de 2008, quando foi desalojada de imvel do Estado que ocupava h dez anos, no bairro Horto. Trs audincias pblicas, entre as 12 reunies de comisses, esto na agenda de quarta-feira (11). s 9 horas, no Auditrio, a Comisso de Direitos Humanos rene-se com convidados na tentativa de buscar uma soluo para os problemas vividos pela ONG Circo de Todo Mundo, de Belo Horizonte. A entidade pediu a intermediao dos deputados para solucionar um impasse que se arrasta desde outubro de 2008, quando foi desalojada de imvel do Estado que ocupava h dez anos, no bairro Horto.

    A situao da sade pblica em Conselheiro Lafaiete (Regio Central do Estado), sobretudo do Hospital Maternidade So Jos, do Hospital Queluz e do Hospital So Camilo, ser tema de audincia pblica da Comisso de Sade, s 9h30, no Plenarinho I. Os cidados de Conselheiro Lafaiete reclamam da m qualidade do atendimento e das interrupes de servios prestados pelos hospitais.

    Ainda na quarta-feira (11), s 10 horas, a cidade de Pains recebe a Comisso de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel, com o objetivo de debater os impactos ambientais causados pela explorao de calcrio. A reunio ser realizada na Praa Tonico Rabelo, 66. H denncias de que a atividade mineral tem colocado em risco o patrimnio ambiental da cidade e da regio, que constitudo por cavernas e outros ecossistemas. Alm disso, tem trazido transtornos populao pelo elevado nvel de poluio sonora e contaminao do ar.

    Quinta-feira - Um dia depois, a Comisso de Meio Ambiente estar em So Sebastio do Paraso (Teatro Municipal, Praa Ins Ferreira Marcolini) para debater, a partir das 9h30, os impactos ambientais causados pela poluio do Crrego Liso e suas consequncias para a sade da populao local. No Plenarinho II da ALMG, s 15 horas, a Comisso de Cultura recebe convidados para discutir a contribuio das histrias em quadrinhos para a cultura em Minas Gerais.Um dia depois, a Comisso de Meio Ambiente estar em So Sebastio do Paraso (Teatro Municipal, Praa Ins Ferreira Marcolini) para debater, a partir das 9h30, os impactos ambientais causados pela poluio do Crrego Liso e suas consequncias para a sade da populao local. No Plenarinho II da ALMG, s 15 horas, a Comisso de Cultura recebe convidados para discutir a contribuio das histrias em quadrinhos para a cultura em Minas Gerais.

    Reunies especiais - Na segunda-feira (9), uma Reunio Especial ser realizada em homenagem Sociedade Auxiliadora Feminina da Igreja Presbiteriana pelos 125 anos de sua fundao. Na quinta-feira (12), a vez da comemorao dos dez anos do Conselho Estadual de Segurana Alimentar e Nutricional (Consea-MG). As reunies sero s 20 horas, no Plenrio.Na segunda-feira (9), uma Reunio Especial ser realizada em homenagem Sociedade Auxiliadora Feminina da Igreja Presbiteriana pelos 125 anos de sua fundao. Na quinta-feira (12), a vez da comemorao dos dez anos do Conselho Estadual de Segurana Alimentar e Nutricional (Consea-MG). As reunies sero s 20 horas, no Plenrio.

    Conferncias - A temtica metropolitana volta agenda da Assembleia de Minas. Desta vez, o evento a 2a Conferncia Metropolitana da RMBH, que ter incio na segunda-feira (9), na Torre Alta Vila (Rua Senador Milton Campos, 115, em Nova Lima). Apoiadora da conferncia, a ALMG promover um encontro de avaliao e de articulao neste dia, s 17 horas, na Sala Multiuso, dentro da programao oficial do evento. A Secretaria-Geral da Mesa indicar os 68 deputados que atuaro como delegados com direito a voz e voto. A conferncia termina na quarta (11).A temtica metropolitana volta agenda da Assembleia de Minas. Desta vez, o evento a 2a Conferncia Metropolitana da RMBH, que ter incio na segunda-feira (9), na Torre Alta Vila (Rua Senador Milton Campos, 115, em Nova Lima). Apoiadora da conferncia, a ALMG promover um encontro de avaliao e de articulao neste dia, s 17 horas, na Sala Multiuso, dentro da programao oficial do evento. A Secretaria-Geral da Mesa indicar os 68 deputados que atuaro como delegados com direito a voz e voto. A conferncia termina na quarta (11).

    De sexta-feira a domingo (13 a 15), a ALMG sediar a Conferncia Estadual de Comunicao, promovida pela Subsecretaria de Estado de Comunicao Social.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 8, 2009

    Criatividade mineira: do lixo aoluxo.











                                                                Minas Trend apresenta
                                                             bolsa feita com garrafas pet



    Conhecido por inovar em cada produto que desenvolve, o designer Rogrio Lima promete surpreender o pblico na edio Outono/Inverno do Minas Trend Preview 2010. "Farei do lixo um luxo para poucos", conta. Rogrio no faz mistrio e adianta que a partir do prximo dia 4 os lojistas conhecero sua nova bolsa, feita de garrafas pet e com acabamento em couro. O produto o casamento perfeito entre a criatividade e o vis ecolgico imposto por Rogrio em suas colees. Outra caracterstica tpica o preo. Ele estima que o produto deva custar R$ 600 no varejo.

    "A populao ainda tem uma resistncia aos produtos reciclados e os associam a um material de qualidade inferior. Vamos mostrar que garrafas pet podem se transformar em bolsas requintadas de alto padro", conta Rogrio Lima. As primeiras peas esto sendo exibidas no MTP, ocasio em que os lojistas interessados podero fazer as encomendas. Lima adianta que na prxima edio do evento ir expor uma coleo completa de bolsas fabricadas a partir de garrafas pet.

    As bolsas so feitas em parceria com uma ONG de Belo Horizonte. L acontece o processo inicial de fabricao do material. Uma pequena oficina de artesos foi criada somente para essa etapa do processo, conta o designer. O acabamento industrial da bolsa ser dado na fbrica de Rogrio. A garrafa cortada em finas lminas. Rogrio explica que o material " descascado como uma laranja". Nelas sero colocados detalhes de couro mestio, material de alto valor agregado.

    O faturamento de sua grife cresce na ordem de 40% a cada edio do Minas Trend Preview, salienta Rogrio Lima. Para esta edio o designer convidou clientes que possui em todo o pas. De especial, um convidado japons que comercializa suas bolsas e acessrios nas 16 lojas que possui no Japo.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 8, 2009

    Ponto morto...

     

                                                    Pesquisa em supermercados de BH
                                                        mostra estabilidade nos preos

    A pesquisa mensal de preos do Procon Assembleia apresentou estabilidade nos preos mdios praticados por 12 supermercados de Belo Horizonte e da Grande BH entre os meses de outubro e novembro, com uma queda de 0,09%. O levantamento foi feito de 3 a 5 novembro, com 166 produtos pesquisados de alimentao, higiene e limpeza, dos quais 90 apresentaram aumento e 76 apresentaram reduo de preos. A queda mdia dos 91 itens de alimentao foi de 0,02%; dos 17 de higiene foi de 0,63%; e dos 31 de limpeza foi de 0,59%.

    No primeiro grupo, o produto que apresentou maior alta foi o amido de milho Primavera, que subiu 20,53%; o de maior queda foi o feijo carioquinha da mesma marca, que caiu 17,86%. Em higiene, o maior aumento foi registrado de 6,76%, do creme dental branco Close-Up e a maior reduo foi do sabonete Lux Suave, com 5,66%. O sabo em barra de coco Minuano (cinco unidades) foi o grande vilo da limpeza, com aumento de 14,76%; e a gua sanitria Batuta (2 litros) teve a maior queda com reduo de 29,78%.

    Carne mais cara - Os preos de carnes mantiveram-se estveis no mesmo perodo. Segundo o levantamento feito em 30 aougues das regies de Belo Horizonte e Grande BH, foi registrado um aumento de 0,01%. Dos 31 produtos pesquisados, 12 apresentaram alta e 18 reduo de preos.Os preos de carnes mantiveram-se estveis no mesmo perodo. Segundo o levantamento feito em 30 aougues das regies de Belo Horizonte e Grande BH, foi registrado um aumento de 0,01%. Dos 31 produtos pesquisados, 12 apresentaram alta e 18 reduo de preos.

    As carnes sunas tiveram elevao de 1,04%, enquanto os bovinos caram 0,48% e frangos, 0,41%. O pernil sem osso traseiro apresentou a maior alta, 5,24%, enquanto a palheta reduziu 2,35%. Das carnes de boi, o ch de dentro teve o maior aumento, 1,75%, e o fil mignon a maior queda, 2,24%. Entre os cortes de frango, a coxa subiu 3,67%, maior ndice no grupo; e o frango congelado caiu 9,50% - com a maior queda da pesquisa.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 7, 2009

    Aeroportos no Interior de Minas...










                                                   Mais uma obra do Proaero
                                                 inaugurada em Minas Gerais















    Carlos Alberto/Secom MG
    Foram investidos R$ 5,7 milhes no Aeroporto Coronel Antnio Francisco Frana Canabrava
    Foram investidos R$ 5,7 milhes no Aeroporto Coronel Antnio Francisco Frana Canabrava
     

    Ver Imagens     









    Veja tambm





    Vice-governador inaugura obras no aeroporto de Curvelo
    CURVELO (06/11/09) - O Governo de Minas entregou, nesta sexta-feira (6), mais uma obra realizada por meio do Programa Aeroporturio de Minas Gerais (Proaero). O vice-governador professor Antonio Anastasia inaugurou em Curvelo, regio Central de Minas, a reforma e melhoramentos do Aeroporto Coronel Antnio Francisco Frana Canabrava. Foram investidos R$ 5,7 milhes no empreendimento, que foi executado pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Pblicas (Setop), por meio do Departamento de Obras Pblicas do Estado de Minas Gerais (Deop).

    "O governador Acio Neves, desde o incio de seu mandato, vem se esforando muito para cobrir aqui uma grande lacuna de Minas Gerais na sua infraestrutura, seja rodoviria, urbana, habitao, saneamento, aeroportos e tudo tem sido feito ao longo desse tempo", disse Anastasia, ao explicar que isso se d devido ao equilbrio fiscal conseguido pelo Estado que permitiu que Minas Gerais tenha recursos suficientes e adequados para enfrentar essa realidade, permitindo a realizao dessas importantes obras. "O Proaero um exemplo, com aeroportos em toda Minas Gerais, como tambm o Proacesso, o ProMG, a telefonia celular, que foi feita nos municpios menores, o programa de Habitao Popular e outros tantos, que os mineiros conhecem e aplaudem", completou.

    O Proaero tem o objetivo de dotar o Estado de uma rede de aeroportos de pequeno e mdio porte para impulsionar a aviao regional e sub-regional, melhorando as condies de transporte de carga e de passageiros. Com a inaugurao das obras o aeroporto de Curvelo passar a ter condies de receber aeronaves com capacidade para at 20 passageiros. No Aeroporto Coronel Antnio Francisco Frana Canabrava, foram realizadas a revitalizao do pavimento, com recapeamento da pista de pouso e decolagem, da pista de txi e do ptio de aeronaves que atendem a Unidade da Fora Tarefa do IEF; a implantao de balizamento noturno e da cerca operacional e patrimonial, com telas de ao e moures de concreto; as construes de nova pista de txi e ptio de aeronaves com ilhas de concreto para estacionamento para atendimento a aviao geral; do terminal de passageiros e da Seo de Contra Incndio.

    "Curvelo est em plena fase de desenvolvimento social. Com a melhoria do nosso aeroporto e a sala de embarque dos passageiros, teremos em breve linhas areas com ligaes de nossa cidade com outros municpios, o que ir gerar economia, desenvolvimento e mais comodidade para todos os curvelanos", enfatizou o prefeito Jos Maria Penna Silva.

    O Aeroporto de Curvelo possui localizao geogrfica de extrema importncia dentro do Estado de Minas Gerais. No local, est sediada uma das mais atuantes Foras Tarefas do Instituto Estadual de Florestas (IEF) no combate a incndio, o Previncndio. O Programa de Preveno e Combate a Incndios Florestais responsvel pelas aes de preveno, controle e combate aos incndios, atividades pelas quais o IEF responsvel em Minas. Esse trabalho executado em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar e a Polcia Militar de Minas Gerais, especialmente o Comando de Rdiopatrulhamento Areo (Corpaer), atravs de um convnio firmado entre as duas instituies em 1993.

    Proaero

    O Proaero visa reduzir a distncia mdia da sede de um municpio, por meio de rodovia pavimentada, a um aeroporto. No incio da implementao do programa, era de 94 quilmetros, sendo que o mais longe ficava a uma distncia superior a 500 quilmetros. A meta fazer com que a distncia mdia seja 46,6 quilmetros, enquanto a mxima no ultrapasse os 80 quilmetros.

    A seleo dos aeroportos contemplados foi baseada na distribuio estratgica do Estado, na densidade populacional, nas melhorias previstas no Plano Aerovirio do Estado de Minas Gerais (Paemg) e nos pareceres das vistorias realizadas pelos tcnicos do Comando da Aeronutica, da Agncia Nacional de Aviao Civil (Anac), em parceria com os representantes do Governo de Minas.

    Este ano, esto sendo investidos R$ 90 milhes em aeroportos por meio do Proaero. Desde a implantao do programa, em 2006, foram investidos recursos da ordem dos R$ 200 milhes, sendo R$ 165 milhes recursos do Governo do Estado e R$ 40 milhes do governo federal. Com as intervenes realizadas, o programa possibilita desenvolvimento econmico das regies de Minas Gerais e propicia o atendimento social, em reas como segurana e sade, nos diversos municpios esto sento dotados de aeroportos em plenas condies de operao.

    Alm de Curvelo, j foram concludas as obras nos aeroportos de Regional da Zona da Mata, Poos de Caldas, So Joo del-Rei, Diamantina, Iturama, Ituiutaba, Manhuau, Oliveira, Governador Valadares e Ouro Fino. Esto em andamento obras nos aeroportos de Ub, Guaxup, Passos, Divinpolis, Capelinha, Piumh e Lavras.

    Palestra

    Ainda em Curvelo, nesta sexta-feira (6), o vice-governador fez a palestra "A nova gesto pblica brasileira" para os alunos e professores da Faculdade de Administrao de Curvelo (FAC), no Auditrio "Dom Paulo Lopes de Faria".

    "A vasta experincia do professor Anastasia em defesa da administrao pblica eficiente e organizada foi positiva para os acadmicos da faculdade, corroborando a nossa misso de formar cidados conscientes de suas obrigaes com a sociedade e detentores de valores imutveis que norteiam a vida profissional", afirmou o diretor da FAC, Marcus Vincius Guimares de Freitas.

    A instituio catlica de ensino superior oferece o Bacharelado em Administrao para o municpio e regio, atendendo e abrangendo mais de 24 cidades de Minas Gerais.
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 7, 2009

    Vem a o livro do jornalista Sebastio Nery: "Nuvem, o que ficou do que passou". Informao vem do jornalista e escritor Petrnio Souza Gonalves.

     

                                                             

    O jornalista Sebastio Nery est preparando o lanamento do seu novo livro, "Nuvem, o que ficou do que passou". O ttulo uma aluso mxima de Tristo de Athayde: "O passado no o que passou. o que ficou do que passou".
    O livro faz um paralelo entre os seus 50 anos de vida poltica e os 50 anos do Brasil, abrangendo os anos de 1944 a 1994. Captulo especial do livro a chegada de Nery a Belo Horizonte, em 1952, vindo de Pedra Azul, onde era professor de portugus e latim.
    Nery rememora os bons anos da capital mineira e o incio das suas atividades polticas na juventude comunista, lembrando sua eleio para vereador e a proibio de tomar posse. O lanamento do livro em Belo Horizonte est agendado para dezembro.   


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Sbado, Novembro 7, 2009

    De 13 a 15 de novembro, aqui em BH...










                                          Minas Gerais realiza
                              Conferncia Estadual de Comunicao

    Com o objetivo de debater e contribuir para a formulao de polticas nacionais e estadual de comunicao o Governo de Minas, a sociedade civil e a sociedade civil empresarial promovem, da sexta-feira (13) ao domingo (15), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em Belo Horizonte, a 1 Conferncia Estadual de Comunicao.

    O tema da conferncia ser Comunicao: meios para a construo de direitos e de cidadania na era digital e ter como eixos temticos para debates Produo de Contedo, Meios de Distribuio e Cidadania. Durante o encontro, os conferencistas, distribudos em grupos de trabalho, iro elaborar propostas que resultaro no relatrio final que ser enviado Conferncia Nacional de Comunicao a ser realizada entre os dias 14 e 17 de dezembro, em Braslia.

    A Conferncia

    A Conferncia uma oportunidade para a sociedade participar do processo de formulao, acompanhamento e avaliao de polticas pblicas, uma vez que cumpre o papel de garantir um espao dinmico de reflexo e discusso, permitindo que a populao exera um controle social mais efetivo sobre as polticas pblicas.

    O evento ter incio na prxima sexta-feira (13), s 20h30, e contar com a realizao de palestras, debates nos grupos de trabalho, plenria final, alm da eleio de delegados que iro representar o Estado durante a Conferncia Nacional.

    Inscries

    Os interessados em participar da Conferncia Estadual devem realizar a pr-inscrio, nas prximas segunda-feira (9) e tera-feira (10), por meio do endereo eletrnico www.governo.mg.gov.br/confecom. Sero 448 vagas distribudas conforme normas pr-estabelecidas pelas organizaes das Conferncias Estadual e Nacional. As inscries sero analisadas por representantes de cada segmento participante da conferncia e ir atender aos critrios publicados no site do evento, considerando um limite no nmero de participantes por segmento, respeitando a proporcionalidade prevista no regimento da Conferncia Estadual.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 5, 2009

    Pinado do HBLOG do nosso amigo de blogosfera Hugueney Bisneto de Uberlndia -ele est mais uma vez o Minas Preview na Lagoa dos Ingleses...

     

                                   Minas Trend Preview Especial by HB




    CENA 1 do Teatro da Moda Mineira por HB -

    cena 2 e....

    cena 3 do vestido e casaco de plumas by Vivaz; acessrios de Mary Design e a modelo Thalita Greggio


    detalhe do vestido sereia de Mabel Magalhes com manteaux by Victor Dzenk

    a designer Mary - aplaudidssima

    a estilosa Cristina Franco (quem for da minha idade - acima de 40 anos) - vai lembrar do sensacional quadro - o Ponto de Vista de Cristina Franco aos sbados no Jornal HOJE da Globo - ela arrasava -

    a gastronomia como fonte de inspirao para Mary Design e sua peruca de macarro

    Graa Ottoni












    Mary Design


    Faven


    Chouchou




    mochila violo-guitarra by Celso Afonso


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 5, 2009

    MODA & BUSINESS...

                                                                   Minas Trend manifesta 
                                                                a essncia cultural mineira

     






                                           
                                                                  Com 18 desfiles individuais,
                                                     salo de negcios com 163 participantes 
                                                              5 edio reafirma Minas Gerais
                                                  como referncia no lanamento de tendncias


    At o prximo dia 7 de novembro, as passarelas do Minas Trend Preview estaro recheadas com a identidade e a personalidade nicas de designers e artistas e suas magnficas obras feitas a mo, trabalhos primorosos que refletem o maduro momento da moda mineira. neste cenrio que a edio Outono/Inverno 2010 acontecer na Lagoa dos Ingleses, em Belo Horizonte.
    "Queremos passar a ideia de que para chegar aos milhes preciso fazer o um a um. E Minas faz isso muito bem", explica o estilista Ronaldo Fraga, convidado pela Fiemg para ser o curador da abertura.
    O esprito do fazer "um a um" pode ser comprovado na prpria histria do Minas Trend Preview. O evento praticamente dobrou de tamanho em apenas quatro edies e potencializou em muito sua importncia no calendrio nacional da moda. "Mostramos a cada realizao a fora da indstria mineira de moda. O sucesso do salo de negcios comprova o carter de business que sempre foi uma marca registrada do evento.
    O desenvolvimento da moda mineira do ponto de vista de design, sofisticao e criatividade tambm fica visvel a cada edio do Minas Trend Preview",  destaca Robson Braga de Andrade, presidente da Fiemg que reposnvel pelos 450 compradores do Brasil e do exterior.
    Nesta edio sero gerados cerca de 800 empregos diretos e indiretos e a expectativa de receber 450 compradores nacionais e 20 internacionais, convidados pela organizao do evento.
    " surpreendente a maneira como os envolvidos no mercado de moda mineira se reinventam e se adequam aos mais diferentes cenrios, principalmente econmicos, para se desenvolver e gerar empregos", finaliza Andrade.
    O mais importante evento de pr-lanamento do calendrio brasileiro da moda contar com 18 desfiles individuais. Nos mais de 11 mil m, sero expostas as criaes de 163 estandes de grifes mineiras e de todo o pas nos mais variados segmentos da moda: vesturio, calados e bolsas, joias e bijuterias,. "A nossa expectativa repetir o crescimento da edio anterior de 20%", destaca Eloysa Simo, diretora da Dupla Assessoria, produtora do evento.
    Desfiles Individuais
    Alm dos desfiles didticos ou coletivos, foram escolhidas 18 grifes para apresentar suas colees em desfiles individuais. As grifes participantes so: Alphorria Cult, Apartamento 03, Barbara Bela, Cila, Condotti, Cosh, Coven, Diarium, GO (Graa Ottoni), Faven, Mabel Magalhes, Patachou, Patrcia Motta, Printing, Squadro, Victor Dzenk e Vivaz. No segmento de calados e acessrios, o Minas Trend Preview conta com as criaes de A Fbrica Rogrio Lima, Celso Afonso, Claudia Marisguia, Claudia Mouro, Debora Germani, Elisa Atheniense, Getulio, Luiza Barcelos e Paula Bahia. Camaleoa e Mary design completam o time com jias e bijuterias.
    Para embelezar ainda mais as passarelas, Paola de Orleans de Bragana, Ana Claudia Michels, Daniela Cicarelli, Caroline Ribeiro e Mariana Weickert desfilam o Outono/Inverno 2010 mineiro.
    www.twitter.com/minastrend
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 5, 2009

    Radiodifuso em Minas no vai pagar ICMS.


    Agostinho Patrrus Fillho, deputado do PV
    o autor do projeto aprovado pela Assemblia Legislativa.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 5, 2009

    Em Minas Empresas de Radiodifuso NO vo pagar ICMS. Projeto do deputado Sgostinho Patrus Filho, do PV, secretrio de Desenvolvimento Social, foi aprovado esta semana.

     

    Plenrio aprova iseno de ICMS
    para empresas de radiodifuso

    Em Reunio Extraordinria na noite desta quarta-feira (4/11/09), o Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou o Projeto de Lei (PL) 2.684/08, do deputado Agostinho Patrs Filho (PV), que isenta empresas de radiodifuso do ICMS sobre a importao de mquinas, equipamentos, partes e acessrios para aquisio de conversores, softwares e demais componentes necessrios para implantao do sistema de televiso digital. Durante a discusso de 2 turno, foram apresentados um substitutivo, do deputado Antnio Jlio (PMDB), e uma emenda, do deputado Ivair Nogueira (PMDB), acompanhados de acordo de lderes, que foram votados e aprovados sem parecer.

    De acordo com a proposio, o benefcio est previsto nos Convnios ICMS 10 e 68, de 2007. Em nota tcnica, a Secretaria de Estado de Fazenda esclareceu que a iseno s se aplica s empresas de prestao de servios pblicos de radiodifuso sonora e de sons e imagens de recepo livre e gratuita, no alcanando as demais empresas e as pessoas fsicas. Para atender a essa recomendao, o projeto foi aprovado com alteraes, que adequam o texto s recomendaes apresentadas pela secretaria.

    O substitutivo aprovado na votao final altera as leis 6.763, de 1975, que consolida a legislao tributria do Estado, e 17.957, de 2008, que complementa a matria. Uma das mudanas propostas isentar do tributo produtores de tubos, laminados e pelculas de plstico, perfis de ferro, telas metlicas, fechaduras automticas, cofres e portas blindadas para profissional veterinrio. O benefcio atualmente atende apenas a mdicos, hospitais e administrao pblica. Tambm prev a iseno sobre produtos de informtica, de telecomunicaes e eletroeletrnicos vendidos para esses profissionais que atuam fora do Estado.

    Estende tambm, para todo Estado, o benefcio de reduo de 70% da alquota para produtos derivados de frutas e tomates, que atualmente vlido apenas para empresas atuantes na rea do Idene (regies Norte e Nordeste), alm de incluir doces, conservas e geleias nesta reduo. Isenta do imposto as vendas de locomotivas de mais de 3.000 HP produzidas no Estado e concede a reduo para at 3% o valor do ICMS sobre mercadorias que sejam vendidas por prestadores de servio que recolhem ISS, como as oficinas mecnicas.

    J a emenda n 1 estende a iseno do imposto das empresas de radiodifuso para aquisio de produtos de tecnologia analgica. A justificativa que o sistema de TV digital no Brasil dever ser implantado no prazo de 10 anos. A emenda prev que ao longo desse tempo as empresas possam se beneficiar na aquisio de peas de reposio at a troca total dos equipamentos por digitais.

    Crticas - O deputado Weliton Prado (PT) ocupou a tribuna para criticar o governador Acio Neves. Ele se dirigiu a agentes penitencirios que acompanhavam a reunio para afirmar que o bloco do PT, PMDB e PCdoB esto determinados a utilizar todos os instrumentos legais para obstruir a pauta do Plenrio e forar o Executivo a reabrir a negociao com grevistas que foram demitidos ou afastados em funo da paralisao.O deputado Weliton Prado (PT) ocupou a tribuna para criticar o governador Acio Neves. Ele se dirigiu a agentes penitencirios que acompanhavam a reunio para afirmar que o bloco do PT, PMDB e PCdoB esto determinados a utilizar todos os instrumentos legais para obstruir a pauta do Plenrio e forar o Executivo a reabrir a negociao com grevistas que foram demitidos ou afastados em funo da paralisao.

    O deputado tambm afirmou que o bloco votou a favor do projeto aprovado - 2.684/08 - mas reclamou que o benefcio da iseno do ICMS podia ser ampliado para pequenos produtores rurais. Segundo o parlamentar, os lavradores so penalizados, sobretudo, pela alta taxa do imposto que incide sobre a energia eltrica. "Temos a energia mais cara do Pas", reclamou.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 5, 2009

    Viso moderna...










    Governo de Minas cria Observatrio
    de Incluso Digital



    Alberto Duque Portugal
    secretrio de Cincia
     e Tecnologia do governo Acio Neves.

    BELO HORIZONTE (05/11/09) - O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), lana o Observatrio de Incluso Digital de Minas Gerais (OID-MG), iniciativa inovadora que sistematiza, em um nico portal, informaes de diversos rgos relacionados incluso digital e social. Coordenado pela Subsecretaria de Inovao e Incluso Digital e desenvolvido a partir do conceito das novas mdias sociais, utilizando ferramentas da web 2.0, o OID-MG uma rede de sites que permite o acompanhamento das aes e iniciativas nas reas da cincia, tecnologia, informao e ensino a distncia em Minas Gerais e no Brasil.

    Hospedado no site da Incluso Digital (www.inclusaodigital.mg.gov.br), o portal automatiza minuto a minuto informaes de rgos e entidades como a Secretaria de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, do Ministrio da Cincia e Tecnologia (MCT), da Empresa de Assistncia Tcnica e Extenso Rural (Emater Nacional e Emater MG), Empresa de Pesquisa Agropecuria de Minas Gerais (Epamig), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuria (Embrapa Nacional e Embrapa MG), Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientfico e Tecnolgico (CNPQ), entre outros. No OID-MG os internautas tambm tm acesso a servios como programao de cursos, envio de torpedos gratuitos para celulares, extrato de FGTS, calendrios de feriados, Google Mapas, entre outros.

    "O maior desafio contemporneo da humanidade encontrar e processar informaes em tempo hbil, acompanhando a velocidade com que o mundo caminha. Com a criao do Observatrio de Incluso Digital, Minas Gerais leva, por meio de um nico site, informaes sobre diversos rgos e entidades, regionais e nacionais, a 190 milhes de brasileiros. Isso graas web, que , hoje, o maior canal de comunicao do planeta", diz o secretrio de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Alberto Duque Portugal.
    O Observatrio da Incluso Digital mantm, tambm, informaes atualizadas e detalhadas do projeto estruturador do Governo de Minas "Rede de Formao Profissional Orientada pelo Mercado. Possibilita, ainda, acesso ao FormaMinas - canal de divulgao e relacionamento do Centros Vocacionais Tecnolgicos e telecentros, aberto as empresas, comunidade e outras redes sociais, que permite estabelecer parcerias a partir da troca de informaes e experincias. No FormaMinas, a pessoa, independentemente da entidade a qual vinculada, tem a possibilidade de realizar cursos, participar de chats e outras atividades oferecidas pela web 2.0.

    Rede de Formao Profissional Orientada pelo Mercado

    Projeto estruturador do Governo de Minas, coordenado pela Secretaria de Estado de Cincia, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), por meio da Subsecretaria de Inovao e Incluso Digital, tem como misso promover a incluso digital e a capacitao profissional com a realizao de cursos presenciais e a distncia. Hoje, a Rede de Formao Profissional Orientada pelo Mercado conta com 84 Centros Vocacionais Tecnolgicos (CVTs) e 487 Telecentros, colocando Minas Gerais como o estado a possuir o maior programa de incluso digital do pas.

    Os CTVs so equipados com duas salas de incluso digital montadas com 20 computadores cada, sala para videoconferncia, Laboratrio Vocacional e o Ncleo de Atendimento Empresarial (NAE). J os Telecentros contam com uma sala montada com a cinco a 10 computadores.

    Os Laboratrios Vocacionais oferecem capacitao profissional nas reas do comrcio, indstria e servios. Entre os diversos cursos realizados esto: artesanato, cafeicultura, gemas e jias, hotelaria, turismo, fruticultura, piscicultura, combustveis alternativos, entre outros. Na modalidade ensino a distncia so encontrados cursos nas reas de educao, comportamento, finanas e informtica.

     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quinta-feira, Novembro 5, 2009

    Talento Mineiro NOTA 1000...
















    Designer mineira vence concurso internacional de embalagens
     
     
     


    A ex-aluna de Design Grfico da Universidade FUMEC, de Belo Horizonte, Isabela Sert, ganhou o concurso do IED - Instituto Europeu de Design na categoria Design de Embalagem, com o projeto "Food Lovers", desenvolvido especialmente para a competio. Isabela foi contemplada com bolsa de mestrado de um ano na sede da instituio, em Milo, e parte para a Itlia em janeiro de 2010. Graduada em 2008, atualmente trabalha como designer grfica na Hardy Design, em Belo Horizonte.

    O tema do concurso, "Design para um mundo melhor", foi traduzido em um conjunto de cinco embalagens e uma sacola retornvel. "A idia do meu projeto promover uma comida mais saudvel e a agricultura local e sustentvel, que no agride o meio ambiente, respeita os trabalhadores e animais, alm de proporcionar salrios justos para os agricultores e comunidades agrcolas de apoio", explica Isabela.

    A designer criou a marca "Food Lovers", direcionada para pessoas que apreciam a comida saborosa, gostariam de saber de onde ela vem, e se preocupam com todos os elementos envolvidos em sua produo. A tipografia foi criada aps uma pesquisa em pequenos mercados, nos quais os produtos so tradicionalmente mencionados em um quadro negro, em grandes letras escritas com um pedao de giz.

    "A imagem da mo na marca surgiu porque ela o principal instrumento de que uma pessoa precisa para cozinhar. Com a mo o molho provado, o sal espalhado, a massa amassada, a quantidade de leo controlada, o limo espremido, e assim por diante. A variao do smbolo mostra o movimento de todo o processo de cozimento. As mos interagem com a tipografia de giz, "prova" e "prepara", como se fosse a comida fresca, direto da fazenda", detalha Isabela.

    As embalagens e a sacola fazem referncia a pacotes antigos, quando o alimento era mais natural e saudvel. O queijo, por exemplo, embalado com uma folha de papel fechado com barbante, sem necessitar de cola. A garrafa de leite, de vidro, retornvel. J o caf possui duas embalagens, um pacote fechado com um barbante costurado, e um pequeno cone, lembrando a poca em que produtos eram vendidos em pequenas quantidades. Totalmente reciclveis, as embalagens so feitas de materiais biodegradveis, como papel e barbante de algodo, e veiculam mensagem que convida as pessoas a experimentarem a comida, com abordagem familiar e acolhedora.

    OBS: Temos as imagens em baixa e em alta resoluo.


                

     
     


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 4, 2009

    Na Rdio CBN.

                              
                                                                          Dr.Cssio Resende 
                                                          superintendente do Instituto Mrio Penna

    Agora pela manh acompanharei o superintendente do Instituto Mrio Penna, o dr. Cssio Resende na visita de cortesia que far ao gerente regional do Sistema Globode Rrio,em BH - leia-se CBN - Eduardo Mineiro e ao assessor especial Rodrigo Mineiro. Visita ser na sede da Rdio CBN na Raja Gabaglia.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Quarta-feira, Novembro 4, 2009

    NOVIDADE: mudana para Cidade Administrativa Tancredo Neves comea dia 15 de janeiro.







                  Governo prope reduzir jornada de servidor na Cidade Administrativa

    Os servidores estaduais que passarem a trabalhar na Cidade Administrativa, na Regio Norte de Belo Horizonte, podero ter sua jornada de trabalho reduzida em at 25%. A proposta, feita por meio de emenda ao Projeto de Lei 3.439/09, foi lida nesta tera-feira (3/11/09) no Plenrio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e comunicada aos servidores que participaram de debate realizado pela Comisso de Administrao Pblica. O presidente da comisso, deputado Dlio Malheiros (PV), leu a proposta do governo ao final da reunio, que discutiu o impacto da mudana de endereo dos rgos do Estado na vida dos servidores.

    Apesar da novidade relativa jornada de trabalho, os representantes dos servidores criticaram a postura do governo na reunio, que segundo ele vem ignorando diversas de suas queixas e reivindicaes, principalmente aquelas relativas a transporte, alimentao e creches. Os representantes do governo comentaram as reivindicaes dos servidores e tambm uma matria do jornal Folha de S.Paulo, que apontou diferena nos preos de compra de mveis para a Cidade Administrativa.

    A reportagem foi publicada na ltima segunda-feira (2), e informa que a diviso da licitao de compra em quatro diferentes lotes levou a uma diferena de preos de R$ 7,9 milhes entre eles. Respondendo indagao do deputado Padre Joo (PT), o coordenador do projeto de implantao da Cidade Administrativa, Ricardo Lopes Martins, disse que a diferena se deve metodologia adotada, repetindo explicao dada ao jornal. A regra previa que a empresa que vencesse dois lotes da licitao estaria eliminada da disputa nos outros dois.

    Servidores dizem esperar resposta desde agosto

    A falta de discusso prvia com os servidores e a demora nas respostas s suas reivindicaes foram duas queixas frequentes dos sindicalistas que participaram da reunio. De acordo com a representante dos servidores do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), Mrcia Chagas, diversas reivindicaes apresentadas em 24 de agosto permanecem sem resposta.

    Uma delas relativa alimentao. Segundo Ricardo Martins, existiro dois restaurantes na Cidade Administrativa, onde os servidores podero almoar a R$ 15 o quilo ou R$ 18 a la carte. O diretor da Coordenao Intersindical dos Servidores do Estado, Renato Barros, comparou o preo com aqueles disponveis aos servidores municipais: R$ 1 na Cmara Municipal ou R$ 1,50 nos bandejes da Prefeitura de Belo Horizonte.

    Martins disse que o auxlio-refeio pago pelo Estado tem um valor dirio mdio de R$ 8, suficiente para pagar uma refeio de meio quilo. A servidora Marlene Morais, no entanto, disse que s os servidores das Secretarias da Fazenda e de Planejamento ganham isso. "Meu auxlio-alimentao de R$ 54, o que d R$ 2,50 por dia", afirmou. Ela tambm se queixou do auxlio-transporte, de R$ 37, o que d R$ 1,80 por dia. "Moro em Betim e gasto R$ 3,50 por dia. Esto falando que essa Cidade Administrativa como Dubai e os servidores que vo trabalhar l so os dalits", afirmou Marlene, em referncia a recente novela de televiso.

    Os servidores tambm se queixaram do valor de R$ 100 mensais para uso do estacionamento na Cidade Administrativa. Reivindicaram que o auxlio-transporte seja substitudo pelo carto BHBus. Pediram ainda refeies subsidiadas e creches. "Pelo menos para as crianas de at sete anos, o governo tem obrigao de fornecer creche", afirmou Mrcia Chagas, servidora do DER-MG. Renato Barros solicitou aos deputados que no aprovem o Oramento de 2010 antes de serem resolvidas essas questes com os servidores.

    O coordenador do projeto de implantao da Cidade Administrativa, Ricardo Martins, disse que o governo optou pela terceirizao dos restaurantes e estacionamentos por no considerar essas funes prprias do Estado. Segundo ele, todos os preos foram acertados com base em pesquisas que avaliaram a demanda dos servidores e valores j pagos por eles nos atuais locais de trabalho.

    Transferncia comea dia 15 de janeiro

    Ricardo Martins disse que a Governadoria, a Vice-Governadoria, o Gabinete Militar e as Secretarias de Estado de Governo e de Planejamento e Gesto sero os primeiros rgos a se transferirem para o novo endereo, no dia 15 de janeiro. As datas dos demais rgos ainda esto sendo definidas. Segundo Martins, 43 rgos espalhados em 53 edifcios sero reunidos na Cidade Administrativa, o que permitir uma economia anual de R$ 85 milhes, em parte pela racionalizao administrativa, em parte pela infraestrutura econmica de iluminao, refrigerao e esgoto.

    O deputado Dlio Malheiros defendeu a necessidade de mais dilogo entre governo e servidores, em especial quanto necessidade de creches. Ele tambm sugeriu a instalao de um escritrio do Procon no local e chamou ateno para a situao dos funcionrios da MGS, que tambm devem ter seus interesses protegidos. O deputado Ivair Nogueira (PMDB) disse que uma discusso ampla necessria, mas que a Cidade Administrativa deve trazer benefcios a longo prazo.

    A comisso aprovou um requerimento, de autoria do deputado Padre Joo (PT), para que seja feita uma visita s obras, especialmente para avaliar as condies de trabalho do funcionalismo. Ele acusou o governo de no dar a devida ateno ao servidores. "Eles ficam sabendo das decises pela imprensa", criticou.

    Presenas - Deputados Dlio Malheiros (PV), presidente da comisso; Ivair Nogueira (PMDB), vice; Padre Joo (PT), Carlos Gomes (PT) e Antnio Carlos Arantes (PSC). Tambm participou da reunio o superintendente de Planejamento, Gesto e Finanas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econmico, Mrio Marques. - Deputados Dlio Malheiros (PV), presidente da comisso; Ivair Nogueira (PMDB), vice; Padre Joo (PT), Carlos Gomes (PT) e Antnio Carlos Arantes (PSC). Tambm participou da reunio o superintendente de Planejamento, Gesto e Finanas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econmico, Mrio Marques.


    Responsvel pela informao: Assessoria de Comunicao - www.almg.gov.br



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 3, 2009

    Ainda d tempo!!! Amanh, dia 4 a ltima oportunidade de visitar a magnifca exposio do artista internacional VIK MUNIZ no Museu Inim de Paula, aqui em BH, na rua da Bahia - centro da capital.


    Museu Inim de Paula, um Templo da Arte em Minas.

    O empresrio Mauro Tunes pilota o Museu Inim de Paula,
    que ele criou para trazer a BH gandes nomes das artes plsticas
    do Brasil e do Mundo. Tem feito um belo trabalho.
    Percepo aguada ele nos trouxe as obras de VIK MUNIZ.
    Parabns!!!

    VIK MUNIZ
     e seu trabalho brilhante.


    O genial e talentoso artista VIK MUNIZ,imperdvel!!!




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 3, 2009

    Cidade Administrativa Tancredo Neves vai comear a receber os funcionrios de algumas secretaria at o final deste ano. Todos iro para l em 2010. Assunto movimenta funcionrios e deputados na Assemblia de Minas.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 3, 2009

    PREOCUPAO: em debate na Assemblia Legislativa o Impacto das Mudanas dos rgos do governo mineiro para a CIDADE ADMINIDTRATIVA Tancredo Neves no bairro Serra Verde na regio de Santa Luzia.

     

    Servidores preocupados com mudana para Cidade Administrativa

    A Comisso de Administrao Pblica da Assembleia Legislativa de Minas Gerais vai realizar audincia pblica na tera-feira (03/11/09) para avaliar o impacto na vida dos servidores estaduais da mudana de rgos do Executivo para a Cidade Administrativa. A iniciativa do deputado Padre Joo (PT), e o encontro acontecer s 14h30, no Auditrio.

    Com inaugurao prevista para janeiro de 2010, a Cidade Administrativa vai ser a nova sede do Poder Executivo mineiro, concentrando num s lugar dezenas de secretarias e outros rgos pblicos. O conjunto, concebido pelo arquiteto Oscar Niemeyer, fica na divisa dos municpios de Santa Luzia e Vespasiano, com acesso pela Linha Verde, via que tambm leva ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins.

    Segundo do deputado Padre Joo (PT), a audincia foi pedida por servidores e entidades de classe, que esto inseguros com as mudanas. "Ao decidir investir na Cidade Administrativa, o governo pensou em todos os detalhes, menos no impacto na vida dos trabalhadores. Agora, eles querem discutir. E com toda razo", opinou o parlamentar.

    A questo do transporte e do trnsito uma das que mais preocupam. Assim como o preo da alimentao. "A Cidade Administrativa fica bem longe do Centro. Os servidores tero que reprogramar suas vidas, revendo horrios, escolas, creches e gastos com deslocamento", afirmou o deputado.

    Grandeza - Com rea total de 804 mil metros quadrados e investimentos da ordem de R$ 948 milhes, a Cidade Administrativa est sendo erguida na antiga sede do Hipdromo Serra Verde. So seis edificaes principais, com subsolo, pilotis, heliponto, salo nobre, biblioteca, auditrio e centro de convivncia. Com rea total de 804 mil metros quadrados e investimentos da ordem de R$ 948 milhes, a Cidade Administrativa est sendo erguida na antiga sede do Hipdromo Serra Verde. So seis edificaes principais, com subsolo, pilotis, heliponto, salo nobre, biblioteca, auditrio e centro de convivncia.

    Segundo o governador Acio Neves, a integrao de todas as reas de governo permitir economia de R$ 80,9 milhes ao Tesouro do Estado por ano. A reduo das despesas hoje realizadas no custeio da administrao ser gerada pelo fim do pagamento de aluguis e taxas de imveis, telefonia, servios gerais, de tecnologia e informao, gua, energia e transporte.

    Convidados - Foram convidados para a audincia pblica os secretrios de Estado de Governo, Danilo de Castro; de Desenvolvimento Econmico, Srgio Barroso; de Transportes e Obras Pblicas, Fuad Noman; e de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena. Tambm foram chamados o diretor-presidente da Codemig, Oswaldo Borges da Costa Filho; e o diretor da Coordenao Intersindical dos Servidores, Renato Barros. - Foram convidados para a audincia pblica os secretrios de Estado de Governo, Danilo de Castro; de Desenvolvimento Econmico, Srgio Barroso; de Transportes e Obras Pblicas, Fuad Noman; e de Planejamento e Gesto, Renata Vilhena. Tambm foram chamados o diretor-presidente da Codemig, Oswaldo Borges da Costa Filho; e o diretor da Coordenao Intersindical dos Servidores, Renato Barros.



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 3, 2009

    INSITUTO MRIO PENNA. HOJE, dia 3, no bairro Santa Tereza, aqui em BH.


                                                           INSTITUTO MRIO PENNA INAUGURA
                                                           REFORMA TOTAL DA CASA DE APOIO


                                

                                                                                     Dr. Cssio Resende
                                                                  superintendente do Instituto Mrio Penna.


    O Instituto Mrio Penna, que possui os Hospitais Mrio Penna e Luxemburgo, vai entregar s 11 horas da prxima tera-feira, dia 03 de novembro, as obras da revitalizao e ampliao da Casa de Apoio "Beatriz Ferraz" unidade que possui este nome em reconhecimento e homenagem conselheira e presidenta da Associao das Voluntrias do Mrio Penna, que doou cerca de 50% do valor de aquisio do imvel, localizado rua Paraispolis, 887, bairro de Santa Tereza.
    A Casa de Apoio surgiu em 29 de junho de 2006, integrando os dois lares que j eram mantidos pela Instituio: "Clia Janotti", destinado a adultos e que foi criado em 1997; e "Janurio Carneiro", para crianas e adolescentes, em funcionamento desde 2000.
    A unidade, inicialmente com 685 m2 de rea construda, recebeu por determinao do presidente e do superintendente-geral do Instituto Mrio Penna, Jos Miguel Martini e Cssio Eduardo Rosa Resende, uma ampla e moderna revitalizao, que vai possibilitar a melhoria de servios que j eram de nvel avanado: hospedagens (mais de 12 mil/ano), alimentao (cinco refeies/dia), atendimento psicolgico, lazer, servios de enfermagem, transporte e outros, cujo nmero supera a casa dos 70 mil atendimentos/ano, absolutamente tudo com recursos prprios da Entidade, sem nenhum custo para os hspedes/pacientes.  
       
                                                                       HOMENAGEM A BENEMRITOS

    Tambm no dia 03 de novembro, em solenidade marcada para as 20 horas e reservada para 300 convidados, o Instituto Mrio Penna vai entregar medalhas de "Honra ao Mrito" a sete personalidades. Pela ordem alfabtica:
    Adolpho Resende Neto, diretor da RC Comunicao;
    Dom Serafim Cardeal Fernandes de Arajo;
    Ftima de Souza Cardoso, funcionria-smbolo;
    Geraldo Teixeira da Costa Neto, diretor-executivo do jornal Estado de Minas;
    Luiz Antnio Santini Rodrigues da Silva, diretor-geral do Instituto Nacional do Cncer (INCA),

    Marcus Vincius Caetano Pestana da Silva, secretrio de Estado da Sade;
    e Simone Maria Libnio Rocha e Silva, ex-superintendente financeira da Instituio.
    Na mesma cerimnia, Jos Saraiva Felipe, ex-ministro da Sade e que j detentor da medalha, receber uma homenagem especial como "colaborador emrito" do Instituto Mrio Penna.

    Aps a solenidade, que ser realizada no Imperador Recepes, ser oferecido, com o apoio do Buffet Clia Souto Maior, Consult Eventos, Gravasom e outros parceiros, um jantar aos 300 convidados.


                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Tera-feira, Novembro 3, 2009

    TVs Legislativas em debate em Florianpolis - quinta e sexta-feira.Confira!!!






    Colegiado discute TVs Assembleias
    e ampliao de poder do Legislativo

    Florianpolis, capital de Santa Catarina, foi o municpio escolhido para sediar o VIII Encontro Nacional do Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas. O evento, nos dias 5 e 6 de novembro, discutir a concesso de outorgas de TVs para as assembleias legislativas e ainda o andamento do projeto de apresentao de propostas de emendas Constituio Federal (PECs) visando a ampliao das prerrogativas dos Legislativos estaduais. A previso de que, at a semana do encontro, 14 assembleias j tenham aprovado PECs estaduais, nmero mnimo para que as propostas sejam encaminhadas ao Congresso Nacional.

    Em Florianpolis, tambm ser eleita a nova diretoria do Colegiado para o binio 2010-2011. Atualmente, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), dirige a entidade.

    Alm da eleio, que encerra o encontro, esto previstas outras atividades, como as reunies com o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deputado Jorginho Melo (PSDB) e com o governador do Estado, Luiz Henrique (PMDB). Tambm esto programadas trs palestras com: o jornalista e professor Caio Tlio Costa (sobre comunicao e poltica); o diretor do Ministrio das Comunicaes, Carlos Alberto Freire Resende (sobre outorgas para Assembleias Legislativas); e com o diretor geral da Alesc, Paulo Ricardo Gwoszdz (sobre programa do Legislativo de incluso social).

    Veja abaixo a programao completa do VIII Encontro do Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas:

    Dia 5 de novembro

    19 horas - Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deputado Jorginho Mello (PSDB), recebe as delegaes de presidentes de Assembleias Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deputado Jorginho Mello (PSDB), recebe as delegaes de presidentes de Assembleias

    Dia 6 de novembro

    9 horas - Encontro do presidente Jorginho Mello com os membros do Colegiado no Gabinete da Presidncia da Alesc Encontro do presidente Jorginho Mello com os membros do Colegiado no Gabinete da Presidncia da Alesc

    9h30 - Abertura do VIII Encontro do Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas Abertura do VIII Encontro do Colegiado dos Presidentes das Assembleias Legislativas

    10 horas - Palestra "A poltica e a revoluo na comunicao", seguida de debate com o jornalista, doutor em cincias da comunicao pela USP e professor Caio Tlio Costa, exclusiva para os presidentes, parlamentares e assessoria do Colegiado Palestra "A poltica e a revoluo na comunicao", seguida de debate com o jornalista, doutor em cincias da comunicao pela USP e professor Caio Tlio Costa, exclusiva para os presidentes, parlamentares e assessoria do Colegiado

    . Reunio do diretor do Departamento de Outorgas da Secretaria de Comunicao Eletrnica do Ministrio das Comunicaes, Carlos Alberto Freire Resende, com os responsveis pelas televises legislativas das assembleias (reunio simultnea ao encontro do Colegiado)

    13 horas - Almoo oferecido pelo governador de Santa Catarina, Luiz Henrique (PMDB), na Casa da Agronmica Almoo oferecido pelo governador de Santa Catarina, Luiz Henrique (PMDB), na Casa da Agronmica

    15h30 - Reabertura do VIII Encontro Reabertura do VIII Encontro

    15h45 - Palestra "Concesso de outorgas de televiso para as assembleias legislativas" pelo diretor do Departamento de Outorgas do Ministrio das Comunicaes, Carlos Alberto Freire Resende Palestra "Concesso de outorgas de televiso para as assembleias legislativas" pelo diretor do Departamento de Outorgas do Ministrio das Comunicaes, Carlos Alberto Freire Resende

    16h45 - Apresentao do "Programa Antonieta de Barros - Incluso Social no Poder Legislativo" pelo diretor geral da Alesc, Paulo Ricardo Gwoszdz Apresentao do "Programa Antonieta de Barros - Incluso Social no Poder Legislativo" pelo diretor geral da Alesc, Paulo Ricardo Gwoszdz

    17h15 - Exposio sobre o andamento do projeto de apresentao de propostas de emendas Constituio Federal para ampliao das prerrogativas dos Legislativos Estaduais Exposio sobre o andamento do projeto de apresentao de propostas de emendas Constituio Federal para ampliao das prerrogativas dos Legislativos Estaduais

    17h30 - Eleio da Diretoria do Colegiado para o binio 2010-2011 Eleio da Diretoria do Colegiado para o binio 2010-2011

    18 horas - Discusso de outros assuntos de interesse do Colegiado Discusso de outros assuntos de interesse do Colegiado

    18h30 - Encerramento. Encerramento.


    Responsvel pela informao: Assessoria de Comunicao - www.almg.gov.br



                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Segunda-feira, Novembro 2, 2009

    ARTIGO ESPECIAL. Adequado para hoje, dia 2, DIA DE FINADOS. Confira...



                                                                 UM AMOR DO OUTRO MUNDO


                                                                     
     

                                                                             Wagner Gomes

    Sempre que me assalta a dvida se existe vida aps a vida, e pelo significado enigmtico e simblico, me lembro de um artigo do Professor Jos de Souza Martins - professor titular de Sociologia da Faculdade de Filosofia na USP, publicado, h tempos, no "O Estado de So Paulo" e intitulado "ltimo Adeus", que se referia a uma escultura de Alfredo Oliani.

    O que me chamou a ateno, alm da histria, foi a foto de autoria de Srgio Castro, que ilustrou a reportagem, retratando o conjunto escultrico ltimo Adeus, que est fincado no Cemitrio de So Paulo, logo  direita de quem entra pelo porto principal, na Rua Cardeal Arco Verde.
    Ali se localiza o tmulo de Antnio Cantarella, falecido prximo ao Natal de 1942, com 65 anos, e de sua esposa Maria Cantarella, dez anos mais nova, que somente veio a falecer em 1982.

    De uma ternura dilacerante, a escultura de Oliani foi descrita pelo Professor Jose de Souza Martins, como sendo uma das nossas mais finas e mais belas representaes da dor da separao, pois a nega na intensidade carnal do encontro entre um homem e uma mulher.

    Ainda nos dizeres do professor, o motivo principal do conjunto escultrico de Oliani uma comovente expresso de sentimento de amor na vida dos dois.

    Um homem atltico, nu, reclina-se apaixonadamente sobre o corpo de uma mulher jovem e bela, para beij-la.

    Ela est morta.

    A esposa, sobrevivente do casal, pede ao artista uma escultura que celebre abertamente o sentido profundo de sua unio com o marido, reconhecendo-o ainda vivo em sua vida, depois dele morto, e ela prpria morta sem a companhia dele.

    No reluta na confisso de sua paixo. 
    A relao se inverte: a viva declara-se morta e declara o marido de seu imaginrio conjugal ainda vivo e no seu pleno vigor.

    A extraordinria beleza do tmulo do Casal Cantarella est na eloqente recusa da anulao do corpo e da sexualidade pela morte, e na comovente declarao de amor sem disfarce, de Maria por Antnio, o Antonino, o Nino.

    Por curiosidade, li os dizeres ali inscritos, que traziam essas informaes:

    " Nino, meu esposo, meu guia e motivo eterno de minha saudade e de meu pranto. Tributo de Maria".

    "Aqui repousa Maria Cantarella ao  lado de seu inseparvel e amado esposo". 

    Isso me fez lembrar do autor Achille Campanile, que brincava com a morte em seus textos, dela extraindo momentos cmicos, mas tambm de ternura.

    Creio que, sob sua viso, Maria Cantarella, ao perder o amado, internalizou a sensao de que ele viveria por todo o resto de sua eternidade. Quando Maria morreu, pensava-se que sua morte colocaria um ponto final naquela histria, dissolvendo o encantamento daquele amor.

    Mas que nada, tornou-se um elemento mstico e lendrio na famlia, que ajuda a divulgar a crena, erigida no sangue que perderam, que aquele amor cresceu e fortificou, sobrepondo-se prpria morte. 


                                                                       INFORMAES
                                                                abaixo pinadas da pgina 
                                                            de Josy Marmello na internet, 
                                                                 ajudam a ilustrar o artigo 
                                                           do nosso amigo Wagner Gomes:




    Nota da Josy: Essa foto mostra um beijo caliente entre duas esttuas no famoso cemitrio francs de Pre-Lachaise (em Paris). Aqui em SP, no cemitrio So Paulo (na Rua Cardeal Arcoverde) temos uma verso tupiniquim, to bonita quanto. A escultura paulistana se chama O Ultimo Adeus, obra de Alfredo Oliani. Ali o tmulo de Antnio Cantarella, falecido nas antevsperas do Natal de 1942, com 65 anos de idade, e de sua esposa, Maria Cantarella, dez anos mais moa. Ela faleceria muitos anos depois do marido, em 1982.
    O sentido da obra de Oliani uma comovente expresso do sentindo do amor na vida dos dois. Um homem atltico, nu, reclina-se apaixonadamente sobre o corpo de uma mulher jovem e bela para beij-la. Ela est morta. A esposa, sobrevivente do casal, pede ao artista uma escultura que celebre abertamente o sentimento profundo de sua unio com o marido, reconhecido-o ainda vivo em sua vida, depois dele morto, e ela prpria morta sem a companhia dele.
    O que sei que essa escultura causou o maior rebolio na antiga So Paulo da dcada de 40. Gente defensora da "moral" chegou a promover um abaixo-assinado pedindo a retirada daquela escultura "infame" enquanto outros pediam pela manuteno daquele "manifesto ao amor". O fato que a escultura (nessa ltima foto) permanece l, onde o casal repousa lado a lado. Passe por l e confira. linda!




                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 1, 2009

    COPASA recebe reconhecimento de EXECELNCIA do jornal VALOR ECONMICO...

    Prmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS) - A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) acaba de aumentar sua galeria de trofus. Trs diretorias sagraram-se vencedoras no PNQS no Nvel II - Rumo Excelncia. O reconhecimento confirma a qualidade dos servios prestados pela empresa em todo Estado.

    Em 2009, concorrendo pela primeira vez, as diretorias de Operao Norte (DNT) e Sudoeste (DSO) ganharam o trofu Quron Ouro e a Diretoria de Operao Metropolitana (DMT)  o Trofu Quron Prata. A vitria das unidades demonstra como a Copasa vem seguindo prticas gerenciais compatveis com as das melhores companhias mundiais. Participar da prmiao tambm contribui para o aprimoramento do setor de saneamento e para a melhoria da qualidade de vida da populao.

    Prmio Valor 1000 - A Copasa foi eleita a "Empresa de Valor 2009", premiao concedida melhor empresa brasileira do ano pelo jornal Valor Econmico, especializado em economia, negcios e finanas. A escolha teve como base o anurio "Valor 1000", que faz um ranking das 1.000 maiores companhias do pas. Alm de ser escolhida a campe das campes, a Copasa foi tambm escolhida pela segundo ano consecutivo a melhor empresa do setor de gua e Saneamento do Brasil. - A Copasa foi eleita a "Empresa de Valor 2009", premiao concedida melhor empresa brasileira do ano pelo jornal Valor Econmico, especializado em economia, negcios e finanas. A escolha teve como base o anurio "Valor 1000", que faz um ranking das 1.000 maiores companhias do pas. Alm de ser escolhida a campe das campes, a Copasa foi tambm escolhida pela segundo ano consecutivo a melhor empresa do setor de gua e Saneamento do Brasil.





                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 1, 2009

    Blindagem no comrcio...

     

                                Deputados lanam Frente de Apoio ao Comrcio Varejista

    Ser lanada nesta tera-feira (3/11/09), s 18 horas, no Salo Nobre da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a Frente Parlamentar de Apoio ao Comrcio Varejista em Minas Gerais, que j conta com a adeso de 72 dos 77 deputados estaduais.

    De acordo com o presidente da Frente, deputado Duarte Bechir (PMN), ela ser um instrumento importante para apoiar as reivindicaes do setor, tais como a regulamentao do Cdigo de Defesa do Contribuinte e das feiras itinerantes, alm da luta contra o oligoplio das empresas de carto de crdito.

    Esses assuntos, assim como o lanamento da Frente, sero discutidos em entrevista coletiva de Duarte Bechir e do presidente da Federao das Cmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais (FCDL-MG), Jos Csar da Costa, na Sala de Imprensa da ALMG, s 14 horas. Outra questo importante para o setor, que far parte da agenda da Frente Parlamentar, a reviso dos processos burocrticos de abertura de empresas no Estado. O objetivo modificar a legislao referente s micro e pequenas empresas, a fim de incentivar o crescimento do comrcio.

    Tambm participaro da cerimnia de lanamento da Frente, s 17 horas, o deputado Doutor Viana (DEM), vice-presidente da Frente; o deputado federal Aelton de Freitas (PR-MG); o presidente da Confederao Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Jr., outros representantes do comrcio varejista no Estado e parlamentares.

    A FCDL-MG coordena 200 Cmaras de Dirigentes Lojistas em todo o estado, representando mais de 106 mil pequenas e mdias empresas em Minas Gerais. Foi um setor que mostrou vitalidade no auge da crise econmica internacional. "O comrcio varejista foi um dos setores da economia que melhor resistiu crise financeira. O comrcio agente de desenvolvimento econmico e social das cidades, pois cerca de 60% dos empregos nos municpios so criados e mantidos por ele. Por apresentar indicadores de desenvolvimento e progresso to expressivos, o varejo precisa de uma legislao pertinente a ele", afirmou o presidente da FCDL-MG, Jos Csar da Costa.

    A iniciativa de criao da Frente Parlamentar de Apoio ao Comrcio Varejista em Minas tambm foi elogiada pelo presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Jr.. Em nvel nacional, a Confederao Nacional de Dirigentes Lojistas tem outras bandeiras, tais como a aprovao do cadastro positivo, que permitir ao comrcio oferecer juros menores aos bons pagadores. O setor tambm defende a manuteno da jornada semanal de 44 horas e a transferncia dos feriados para as segundas-feiras.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________

    __________________________________________________________
    Domingo, Novembro 1, 2009

    CAMINHANDO em ritmo acelerado...

    Concluda mais uma etapa
    nas obras da Antnio Carlos

    Viaduto Rio Novo 

    BELO HORIZONTE (30/10/09) - Foram finalizados os trabalhos de concretagem de dois viadutos na avenida Antnio Carlos, em Belo Horizonte, na altura da rua Operrios. As escoras (cimbramentos) que davam sustentao a construo da pista de trfego dos viadutos, que esto sendo erguidos na Antnio Carlos com rua dos Operrios, j foram retiradas. Com isso, o trnsito de veculos no trecho ganhou mais fluidez.

    As obras dos viadutos fazem parte das intervenes previstas na segunda etapa de duplicao da via, cujas obras so executadas pelo Governo de Minas em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte. Para finalizar as intervenes previstas no trecho, faltam a concluso das obras de encabeamentos dos viadutos e das alas e ramos de acessos avenida e aos bairros. Os viadutos contam com uma passarela de pedestre acoplada. As obras nesse trecho sero concludas na segunda quinzena de novembro deste ano, conforme informaes do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG).

    Os viadutos, em mo dupla direcional, interligando a rua dos Operrios com a avenida Paranaba, promovero a ligao da regio dos bairros Cachoeirinha e Bom Jesus com So Cristvo e Renascena, dando maior fluidez na avenida em especial nas horas de pico. A implantao do complexo virio viabilizar a redistribuio do trfego e desafogar a malha viria da regio.

    As obras dos sete viadutos nas quatro intervenes previstas da via e a duplicao das pistas no trecho de 2,2 quilmetros sero finalizadas em maro de 2010. O alargamento da Antnio Carlos vai criar um corredor de ligao entre os aeroportos da Pampulha e Confins ao Centro de Feiras e Exposies de Minas Gerais (Expominas). Uma via de acesso rpido que, juntamente com a Linha Verde, vai alavancar o desenvolvimento do turismo de negcios da capital.

                           Link direto para este post:

    __________________________________________________________________________




    ___________________________


    Clique para conhecer

    ___________________________


    Clique para conhecer

    ______________________________

    Clique para conhecer

    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________
    Clique para conhecer
    ______________________________

         
     
    Clique e envie-nos 

seu e-mail