1/2

A Retomada na Aviação!!! O CEO da BH Airport diz: já é possível ver a luz no fim do túnel.



*Artigo do CEO da BH Airport Kleber Meira, foi publicada neste sábado pelo o jornal O Tempo.


*ARTIGO:

Nova retomada no setor de aviação!!!


Já é possível ver a luz no fim do

túnel.

Após um mês de abril

marcado por turbulências, em

função da disseminação do coro￾navírus em todo o país, o setor

de aviação voltou a respirar e já regis￾tra aumento na demanda de voos comerciais.


No Aeroporto Internacional

de Belo Horizonte, a expectativa é que

370 mil passageiros passem pelo ter￾minal ao longo de maio, um aumento

de 10% em relação a abril.


Já em junho, esse número deverá chegar a 440 mil, com a proximidade da temporada de férias.


Em julho, a expectativa é alcançar o fluxo de 560 mil passageiros, o que representará 65% da movimentação no pré-pandemia.


Esse resultado já havia sido atingi￾do em dezembro de 2020, com o aumento da demanda em função da alta

temporada de verão. No entanto, com

a chegada da segunda onda de Covid19, foi inevitável uma redução no fluxo de passageiros, em fevereiro, março e abril, e um impacto no setor de

turismo em todo Brasil.


Esse panorama começou a mudar em maio.


Nas últimas semanas, registramos crescimento de 15% na movimentação de

passageiros e aeronaves.


O pátio do aeroporto já começa a

ter maior volume de aeronaves, e já é

possível perceber mais pessoas circulando pelo terminal.


Com o início das

operações da Eastern Airlines, previstas para o início do segundo semestre, o cenário tende a se transformar

ainda mais, além de Minas ganhar

em conectividade com os novos voos

para Miami, Nova York e Boston.


Sem falar na chegada da Itapemirim. As aeronaves da companhia aérea já começaram a chegar ao Brasil,

e, no dia 30 de junho, teremos o primeiro voo comercial no aeroporto,

com grandes chances de sermos um

hub também da empresa, assim como já somos da Azul Linhas Aéreas.


O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte segue evoluindo, se modernizando e apostando em um cenário que traga mais alento ao mercado.


Mesmo na pandemia, inauguramos

novas lojas, como Living Heineken,

Nescafé e Forneria Ouro Preto e, em

breve, teremos ótimas novidades.


A retomada se mostra uma nova

realidade, embora haja um longo ca￾minho pela frente até que boa parte

da população esteja completamente

vacinada, mas precisamos ser otimis￾tas, porque estamos no caminho cer￾to para fortalecer o terminal como im￾portante ativo do Estado.


Tanto o Grupo CCR, que arrematou recentemente mais 15 aeroportos, quanto a Zurich Airport, que hoje

são acionistas da BH Airport, concessionária que administra o aeroporto, estão confiantes no Brasil.


Mais que isso, tem no aeroporto a certeza da realização de grandes projetos. Até

porque estamos centralizados no

meio do Brasil, com localização geográfica privilegiada.


De Minas Gerais, temos acesso a 70% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil,

voando apenas uma hora.


O Estado faz fronteiras com sete Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito San￾to, Bahia, Goiás, Distrito Federal

(Brasília) e Mato Grosso do Sul.

Tudo isso gera crescimento e desenvolvimento econômico para Mi￾nas.


O robustecimento da malha aérea fortalecerá ainda mais o nosso

hub logístico multimodal e fará com

que o Estado assuma um papel estratégico e se transforme na principal

rótula da logística do Brasil central.

Voaremos muito mais alto - conclui Kleber Meira, CEO da BH Airport.