1/2

Agostinho Patrus é reconduzido à presidência da ALMG. Foi chapa única.


Fonte

almg.gov.br


Eleição da Mesa para próximo biênio foi realizada nesta sexta-feira (4); outros cinco deputados foram reeleitos.


Posse em fevereiro A Mesa da Assembleia Legislativa, eleita em Reunião Especial de Plenário nesta sexta-feira (4), tomará posse em fevereiro de 2021.


A eleição teve chapa única.

Dos sete integrantes da Mesa, seis foram reeleitos, entre eles o deputado Agostinho Patrus (PV), que vai continuar a presidir a ALMG nos próximos dois anos.

A única mudança foi na 2ª-vice-presidência, que será ocupada pelo deputado Doutor Jean Freire.


O deputado Cristiano Silveira é quem ocupa atualmente o cargo. Ambos são do PT.

Além do presidente, vão integrar a Mesa os deputados Antonio Carlos Arantes (PSDB), como 1º-vice-presidente; Doutor Jean Freire, como 2º-vice; Alencar da Silveira Jr. (PDT), como 3º-vice; Tadeu Martins Leite (MDB), como 1º-secretário; Carlos Henrique (Republicanos), como 2º-secretário; e Arlen Santiago (PTB), como 3º-secretário.

Mesa eleita tomará posse em Reunião Especial, quando da instalação na 3ª sessão legislativa ordinária, em fevereiro de 2021. E comandará a ALMG até 31 de janeiro de 2023.

Agradecimento

O deputado Agostinho Patrus agradeceu pela recondução à presidência da ALMG.


“Obrigado pela confiança em mim depositada. Sei da responsabilidade de continuar a presidir o Parlamento mineiro.


Tenho certeza de que teremos mais dois anos de um profícuo relacionamento e de importantes votações”, destacou Agostinho Patrus.

O deputado Antonio Carlos Arantes também agradeceu pela eleição e reforçou sua disposição para o trabalho, assim como os parlamentares Doutor Jean Freire e Tadeu Martins Leite.

Deputados falam sobre eleição e reforçam papel fiscalizador do Legislativo Os deputados Hely Tarquínio e Inácio Franco, os dois do PV, Carlos Pimenta (PDT), Elismar Prado (Pros), André Quintão e Ulysses Gomes, ambos do PT, Bosco (Avante), Noraldino Júnior (PSC) e João Vítor Xavier (Cidadania), bem como as deputadas Ana Paula Siqueira (Rede) e Andréia de Jesus (Psol), parabenizaram os eleitos nesta sexta (4).

De modo geral, eles também reforçaram que ainstituição obteve muitos ganhos nesta gestão, sobretudo com um trabalho feito de forma independente do Executivo.

André Quintão e Ana Paula Siqueira relembraram os desafios enfrentados pela atual Mesa que, logo após sua posse em 2019, lidou com as consequências do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Outras iniciativas destacadas pelos parlamentares foram o Assembleia Fiscaliza, que recebe representantes do governo para prestação de contas das ações de suas pastas, reforçando o papel de fiscalização do Legislativo em relação ao Executivo, e as medidas referentes ao enfrentamento da pandemia.

“A ALMG não teve um papel passivo, de fato incidiu na vida dos mineiros e mineiras”, afirmou André Quintão. Veja o perfil dos integrantes da Mesa

  • Presidente: Agostinho Patrus (PV) Está em seu quarto mandato na ALMG, onde ingressou em 2007. Foi eleito presidente para o atual biênio (2019-2021) e reeleito para o próximo, que termina em 31 de janeiro de 2023. Na Legislatura anterior, quando estava em seu terceiro mandato, liderou o Bloco Compromisso com Minas Gerais, foi presidente da Comissão Extraordinária das Barragens e vice-presidente da Comissão de Administração Pública. Empresário, mineiro de Belo Horizonte, é formado em Administração e pós-graduado em Gestão Empresarial e em Logística pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com atuação nos setores de transportes e agropecuário. Em 2008, foi secretário de Estado de Desenvolvimento Social e, entre 2011 e 2013, foi secretário de Estado de Turismo.

  • 1º-vice-presidente: Antonio Carlos Arantes (PSDB) Nascido em Jacuí (Sul de Minas), onde foi prefeito por três vezes, está em seu quinto mandato na ALMG, tendo presidido a Comissão de Agropecuária e Agroindústria na 18ª Legislatura. Produtor rural, é autor de leis como a do Queijo Minas Artesanal e a que instituiu o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Familiar. Foi também assessor do deputado federal e ex-ministro Carlos Melles (1994-1996) e diretor-geral da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso (2003-2004), no Sul de Minas. Presidiu o Consórcio Intermunicipal de Preservação das Bacias dos Rios São João e Santana e a Agência de Desenvolvimento Sustentável do Sudoeste Mineiro (Adebras). Foi ainda coordenador e conselheiro do Programa de Renovação da Cafeicultura Regional em 17 municípios.

  • 2º-vice-presidente: Doutor Jean Freire (PT) É médico e está em seu segundo mandato na ALMG, da qual será membro da Mesa pela primeira vez. Na Legislatura anterior, integrou a Comissão Extraordinária das Águas e comandou a Comissão de Participação Popular, da qual também é o presidente atual. Antes de ingressar na ALMG, foi vereador em Itaobim (Jequitinhonha) por três mandatos consecutivos, trabalhando pela expansão da Universidade Federal dos Vales do Mucuri e Jequitinhonha. Desenvolveu por dez anos o projeto Casa do Estudante, renunciando à sua remuneração de vereador em prol da manutenção de moradias estudantis. Filho de trabalhadores rurais, iniciou a carreira como porteiro e atendente de enfermagem no Hospital Vale do Jequitinhonha e depois formou-se em Medicina, dedicando-se ao atendimento da população de Itaobim. Nasceu em Pavão (MG).

  • 3°-vice-presidente: Alencar da Silveira Jr. (PDT) Jornalista e radialista, nascido em Sete Lagoas (Região Central). Iniciou sua carreira política em 1988, sendo eleito na época o vereador mais jovem da Câmara de Belo Horizonte, onde foi vice-presidente e presidente. Está em seu sétimo mandato consecutivo na ALMG, tendo integrado a Mesa também na 18ª Legislatura, como 2°-secretário. Também foi 2º-secretário e 3º-secretário em legislaturas anteriores. Em 1998, foi presidente da CPI dos Bingos. Entre 2005 e 2006, exerceu a presidência da Comissão Especial dos Aeroportos, da Frente Parlamentar pelo Direito do Transporte Público e da Comissão do Trabalho, da Previdência e da Ação Social. Presidiu o América Futebol Clube e é membro da Associação Mineira e Brasileira de Cronistas Esportivos e do Centro de Cronistas Políticos.

  • 1º-secretário: Tadeu Martins Leite (MDB) Nascido em Montes Claros (Norte de Minas), está em seu terceiro mandato na ALMG, para a qual foi eleito pela primeira vez em 2010, aos 23 anos de idade, como o deputado mais jovem da história do Estado. Na legislatura anterior, foi líder da Maioria, presidente da Comissão Extraordinária de Acerto de Contas entre Minas e a União e vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça. Foi também o mais jovem secretário de Estado de Minas Gerais, ao assumir, em fevereiro de 2015, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana. Nesta função, entre outras ações, coordenou a Força Tarefa criada pelo governo estadual para avaliar as consequências do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (Região Central), e reativou o processo de regularização fundiária urbana no Estado.

  • 2º-secretário: Carlos Henrique (Republicanos) Está em seu terceiro mandato na Assembleia de Minas, onde ingressou em 2011. Durante a legislatura anterior, se afastou para ocupar o cargo de secretário de Estado de Esportes, de abril de 2015 até novembro de 2016. Nesse período, coordenou o Núcleo de Articulação Minas 2016 e foi um dos responsáveis pelas atividades referentes à realização dos Jogos Rio 2016 em Minas Gerais. Foi membro efetivo das Comissões de Educação, Ciência e Tecnologia; Esporte, Lazer e Juventude; e Fiscalização Financeira e Orçamentária. Exerceu ainda três mandatos consecutivos de vereador na Câmara Municipal de Belo Horizonte, onde ocupou a 1ª Secretaria, a Corregedoria e a vice-presidência da Comissão de Legislação e Justiça. É natural do Rio de Janeiro (RJ) e pastor da Igreja Universal do Reino de Deus.

  • 3º-secretário: Arlen Santiago (PTB) Médico e advogado, está em seu sexto mandato consecutivo na Assembleia de Minas. Na legislatura anterior, também integrou a Mesa da Assembleia no biênio 2017-2019, no mesmo cargo. Foi presidente da Comissão de Saúde, tendo atuado também em outras comissões. Durante a 17ª Legislatura, exerceu a presidência da Comissão Especial das Enchentes. Em 2009, foi vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos. Foi ainda vice-prefeito de sua cidade natal, Montes Claros (Norte de Minas) e prefeito do município de Coração de Jesus, na mesma região, além de presidir a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) por dois mandatos. Também foi tesoureiro da Comissão Executiva Estadual do PTB e presidente do Colegiado dos Secretários Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems).