1/2

Almoço com o pres. do BDMG Marcelo Bomfim foi um momento de conhecer os planos dele para as empresas


Depois do almoço privê com o presidente do BDMG Marcelo Bomfim e sua competente assessora, a jornalista Maria Lígia Dutra, foi um momento cultural mineiro especial na sala de reuniões.


Marcelo Bomfim recebeu o livro "Cores de Barbacena," minha cidade, idealizado pelo desembargador Doorgal de Andrada.

Sobre o livro Cores de Barbacena, nossa cidade, escreveu o desembargador Doorgal de Andrada:


Dificilmente alguém tem os dados completos sobre os fatos de uma cidade, capaz de poder homenagear todos os que nos antecederam nessa caminhada,

e também relatar todos os grandes episódios sociais.


A presente publicação, sob alguns rápidos aspectos, certamente resgata, de uma forma didática e objetiva, dados de variados temas da história de Minas e do Brasil, que se passaram ou se ligaram de algum modo à Barbacena nos últimos trezentos anos.


Ou porque seu morador participou daquele fato histórico relevante, ou porque a cidade estava inserida naquele contexto histórico.


Mas o motivo da publicação é tão somente voltado à divulgação dessas referências que engrandecem a cidade, descritas sob a visão de grandes personagens nacionais e estrangeiros, quando nela estiveram de passagem, ou narrando fatos sobre quando nela residiram.


Além dessas descrições históricas, o livro traz aquarelas

ímpares a nos mostrar prédios, ruas e praças de Barbacena antiga, desenhadas nas últimas décadas pelo barbacenense pintor Waldir Damasceno.


E contribuiu também enormemente para tudo isso poder se realizar, pesquisas e estudos do barbacenense historiador Edson Brandão.


Em síntese, configura-se o livro uma publicação de pequenos epítetos, frases, poesias, epígrafes de citações a passagens de acontecimentos históricos.


Cabe ressaltar que as aquarelas não têm obrigatoriamente nenhuma correlação com as frases e/ou temas históricos trazidos nas páginas ao seu lado.


O texto, no entanto, segue uma ordem cronológica.


A publicação quase que pode ser vista como um pequeno resumo de fases da história de Barbacena. Cabe ainda registrar, que Minas Gerais está a completar agora 300 anos de sua criação, 1720 a 2020.


*Doorgal Gustavo Borges de Andrada