1/2

Aumento dos juros: de 4.25 para 5.25%. Reação do presidente da (CDL/BH), Marcelo de Souza a Silva.


"É de extrema importância que haja o controle inflacionário, mas é preciso que seja uma taxa de juros que não comprometa o crescimento econômico a longo prazo" - alerta o presidente da CDL/BH.


De 1,0 pp.

Nesta quarta-feira, tivemos o anúncio do aumento da taxa básica de juros em 1,0p.p, passando de 4,25% para 5,25% ao ano.


Sabemos que este aumento é utilizado como forma de conter o avanço da inflação.

Contudo, considerando o ambiente econômico que estamos vivendo, onde as atividades econômicas estão em recuperação, a demanda de consumo está desaquecida e o desemprego elevado, é essencial que o Banco Central fique atento para que este aumento não comprometa a recuperação econômica.

Pois, sabemos que com a taxa de juros mais elevada, as empresas tendem a diminuir seus investimentos, o crédito se torna mais caro e o investimento é desestimulado.

Ascom CDL/BH

Cristina Reis