top of page

1/2

BH 125 anos!!! Parabéns pelo seu dia. Nada melhor que uma taça de vinho para celebrar nosso berço.


PBH celebra os 125 anos de Belo Horizonte com programação cultural especial.


Fonte

pbh.org.br


Para comemorar os 125 anos da capital, a Prefeitura de Belo Horizonte preparou uma programação cultural especial que acontece ao longo do mês de dezembro, em diferentes regionais.


Na agenda estão shows, apresentações artísticas, literárias, inauguração de exposições, batalhas de rap e atividades da área de patrimônio, que ocuparão ruas, praças e equipamentos culturais municipais.


A iniciativa é da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura.


Confira toda programação, que é gratuita.


Entre os destaques da programação de aniversário, o Circuito Municipal de Cultura realizará uma edição especial do projeto “Música de Domingo”, com show em Homenagem a Clara Nunes.


O Teatro Francisco Nunes será palco de uma homenagem aos 120 anos do escritor Carlos Drummond Andrade, com exposição e apresentação musical.


Outra iniciativa será a disputa final do Circuito Hip Hop Barreiro que realiza batalha final de MC’s, dança e outras manifestações ligadas à cultura Hip Hop.


Também serão inauguradas duas novas exposições nos museus públicos municipais: a exposição “Saberes da Costura: do molde à roupa”, no Museu da Moda (MUMO) e a exposição “Belo Horizonte Fora dos Planos”, marcando os 80 anos do Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB). 


Na área de patrimônio cultural, uma edição especial do projeto “Expedições do Patrimônio” promove uma sessão comentada de cinema sobre a “Coleção Conhecendo o Patrimônio Cultural de Belo Horizonte”, e o lançamento da nova edição da Revista Eletrônica do Arquivo Público da cidade de Belo Horizonte.


Outra ação importante do patrimônio é a inauguração do edifício histórico totalmente restaurado - Casa Fazendinha, na Barragem Santa Lúcia. Haverá também as comemorações de 30 anos do Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado (CRCP), que trará edições especiais de dois projetos, "Conversa ao Pé do Fogão" e "Festejos na Lagoa".


A secretária Municipal de Cultura, Eliane Parreiras, destaca a diversidade da programação cultural preparada para celebrar o aniversário da cidade.


“Belo Horizonte completa 125 anos e, ao longo da história, a cidade foi e é berço de diversos movimentos culturais, e segue potente em sua efervescência artística contemporânea.


Com esse mesmo espírito preparamos a programação desse aniversário, tanto em homenagens a nomes consagrados, como ao escritor e poeta Carlos Drummond Andrade, e do samba mineiro, homenageado o Mestre Conga; quanto trazendo luz para as produções das novas gerações de artistas, como na realização do Circuito Hip Hop Barreiro, que abre espaço e fomenta a cena local, tão pulsante em nosso território.


É uma grande festa para celebrar também a memória de quem ajudou a construir essa cidade”, destaca. 


A presidente da Fundação Municipal de Cultura, Luciana Féres, ressalta que a programação reflete a centralidade da Cultura dentro das políticas públicas desenvolvidas pela Prefeitura.


“Belo Horizonte é um dos maiores polos de cultura urbana do país e exemplo na preservação de seu patrimônio material e imaterial.


Festejamos os 125 anos da capital com eventos realizados pela Prefeitura e também apoiando iniciativas da população que torna a cidade mais democrática e participativa.


Vamos comemorar os 80 anos do Museu Histórico Abílio Barreto, primeiro museu da cidade, com a exposição “Belo Horizonte Fora dos Planos', uma reflexão crítica sobre o cotidiano de uma cidade que foi planejada, mas que nem sempre foi inclusiva. 


Comemoramos com muita alegria os 30 anos do Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado, lembrando o pioneirismo desse equipamento cultural descentralizado, que formou gerações de artistas e agentes culturais.


Outra celebração importantíssima é a entrega da Casa da Fazendinha, na Barragem Santa Lúcia, patrimônio histórico que foi totalmente restaurado, que tem participação da comunidade e de importância única para a história do município”, afirma.

bottom of page