Carnaval$$ Vendas no carnaval foram melhores para 47% dos empresários dos setores de comércio.

Produtos alimentícios e roupas foram os itens que tiveram maior saída


Para os setores de comércio e serviços da capital, o carnaval foi uma oportunidade para aumentar as vendas, graças à quantidade de turistas que vêm para Belo Horizonte, somado à permanência dos moradores que ficam na cidade para curtir a folia.


Para 47% dos comerciantes, as vendas foram melhores do que no ano passado.


Os produtos que tiveram maior saída foram os alimentícios (21,8%) e roupas (21%), sendo a principal forma de pagamento o cartão de crédito (77%).


Segundo os empresários entrevistados, os foliões desembolsaram em média, R$ 65 por compra realizada no carnaval.


Os dados fazem parte de uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) com empresários do comércio varejista da capital e região metropolitana, entre os dias 27 de fevereiro e 03 de março.


O presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva, afirma que devido ao grande número de foliões na capital, o carnaval é muito importante para impulsionar os setores de comércio e serviços, além da rede hoteleira, especialmente devido ao período conturbado enfrentado pelos empresários com as fortes chuvas que atingiram Belo Horizonte em janeiro, prejudicando as vendas.


A pesquisa apontou também que no ramo hoteleiro o carnaval deste ano foi melhor ou igual (66,7%) em relação ao ano passado.


O valor médio gasto com cada diária foi de R$ 191.


Mais uma vez o cartão de crédito foi a principal forma de pagamento (94,4%).


Organização do carnaval:

A organização do carnaval foi considerada como muito boa para 43% dos empresários.


A segurança foi a que teve melhor avaliação (48%), demostrando que o trabalho realizado pela polícia foi muito bom, garantindo a tranquilidade da população e dos lojistas.


Já nos quesitos limpeza da cidade e quantidade de banheiros químicos, a avaliação foi muito boa (38%).


Para 44,5% dos empresários a cidade foi preservada, não ocorrendo danos ao patrimônio público e privado.


Quando questionados sobre a mobilidade urbana, que é uma das grandes preocupações para garantir o acesso aos funcionários e clientes, 33% apontaram como muito bom.


E para 39% dos lojistas a orientação em relação à organização do carnaval para evitar transtornos foi muito boa.


“O carnaval de Belo Horizonte vem crescendo a cada ano, e já é considerado como um dos melhores do país, o que demonstra que é bem organizado e oferece segurança para os foliões se divertiram com tranquilidade”, afirma o presidente da CDL/BH.