1/2

CDL/BH é contra novo fechamento do comércio na capital



• Desde o processo de reabertura, iniciado gradualmente no início de agosto, o comércio, em sua ampla e imensa maioria, tem adotado todos os protocolos sanitários exigidos para os devidos cuidados com a saúde dos trabalhadores, consumidores e da população de modo geral.


• Uso de máscara, disponibilização de álcool em gel, atendimento sem aglomeração de pessoas é o que temos visto nos estabelecimentos que voltaram a abrir suas portas.


• Aliás, o comércio tem funcionado até como uma vitrine para a conscientização da população sobre a importância da adoção destes procedimentos de prevenção ao Covid-19, seja nas compras, em casa, no trabalho ou no lazer.


• O comércio tem sido propagador dessa nova mentalidade de empatia que será tão imprescindível daqui pra frente.


• A CDL/BH, desde o início da pandemia, tem feito reiteradas ações e campanhas educativas nesse sentido. Temos, permanentemente, orientado todos os lojistas da capital a adotarem tais procedimentos.


• Ainda neste mês de dezembro, demos ampla divulgação a uma pesquisa nacional mostrando que o consumidor está valorizando mais o aspecto de higiene da loja do que o preço dos produtos.


• Por outro lado, um novo fechamento geraria mais uma enorme onda de fechamento de empresas e de perda de empregos para milhares de nossos trabalhadores.


• Lembramos que o comércio é o responsável por 72% do PIB em nossa capital e gera mais de um milhão de empregos.


• O processo de reabertura que começou em agosto, permitiu a muitos estabelecimentos que conseguiram sobreviver a uma quarentena de cerca de 150 dias, iniciar uma lenta recuperação.


• Porém, mesmo com datas comemorativas como o Dia dos Pais, Dia das Crianças, Black Friday e Natal, ainda não foi possível para a grande maioria dos estabelecimentos recuperar as perdas sofridas ao longo de cinco meses de portas fechadas.


• Uma pesquisa realizada pela CDL/BH nestes três dias após o Natal revela que 68,2% das lojas tiveram vendas muito piores que o ano passado.


• Um novo fechamento agora com certeza irá interromper o processo de recuperação de milhares de estabelecimentos, que, às custas de muito trabalho, criatividade e inovação, estão conseguindo se manter de pé.


• Reafirmamos: se alguém se sacrificou para salvar vidas em nossa cidade esse alguém foi o comércio. E a CDL/BH, durante a pandemia, não atuou somente na reabertura do setor mais importante da nossa economia.


• É importante lembrar também que realizamos várias ações com o foco voltado para a saúde das pessoas.


• Para citar somente algumas, disponibilizamos álcool em gel nas estações do Move, fizemos campanha educativa por meio de mil faixas incentivando o uso da máscara e alertando para a necessidade de evitar aglomerações, instalamos túneis de desinfecção em estações do Move, fizemos parcerias para disponibilizar testes a preços mais acessíveis para os trabalhadores.


• Portanto, além de solicitar à Prefeitura que não feche novamente o comércio, reiteramos nossa disposição de dialogar e colaborar efetivamente com o Poder Público para encontrarmos novos caminhos e ações para a prevenção da Covid-19 em Belo Horizonte.

Fonte

Ascom CDL/BH