1/2

CDL/BH apoia Projeto "Justiça em Rede contra a Violência Doméstica" do Tribunal de Justiça de Minas


O programa é coordenado pelas Superintendentes da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, Desembargadoras Ana Paula Nannetti Caixeta e Paula Cunha e Silva (na foto com o presidente da CDL/BH).


A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), representada por seu Presidente, Marcelo de Souza e Silva, participou do lançamento do programa "Justiça em Rede contra a Violência Doméstica", promovido pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).


A iniciativa irá incentivar e apoiar os juízes a formar redes compostas por serviços que atendam à mulher em situação de violência, abrangendo as diversas comarcas mineiras para oferecer às vítimas um atendimento integral.


Outro objetivo do projeto é promover parcerias entre entidades governamentais e não governamentais nas áreas de segurança pública, assistência social, saúde, educação, trabalho e habitação para efetivação de programas de prevenção e combate a todas as formas de violência contra a mulher.


A CDL/BH já é parceira do Tribunal no programa Selo Mulheres Libertas, lançado em junho passado, que tem o objetivo de reconhecer projetos de pessoas físicas e jurídicas que promovam a reinserção de mulheres vítimas de violência na sociedade e que também ajudem a combater essas ações.


"Em mais uma importante parceria com o TJMG, a CDL/BH se compromete a trabalhar pelos direitos sociais e jurídicos das mulheres em situação de violência.


Infelizmente, os índices de agressões cresceram muito ao longo só último ano. Por isso, todos nós, agentes da sociedade civil organizada, devemos nos empenhar para mudar essa realidade e ajudar essas mulheres a recuperarem seu lugar no mercado de trabalho e na vida social", declarou o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.