CDL/BH. Black Friday: consumidor deve ficar atento ao valor das compras


Black Friday: consumidor deve ficar atento ao valor das compras

e às formas de pagamento para não se endividar

Economista da CDL/BH analisa as principais opções escolhidas pelos belo-horizontinos e explica os cuidados a serem tomados para evitar a inadimplência

Expectativa de vendas para o varejo e oportunidade de aquisição de produtos a preços atrativos para o consumidor.


Essa é a fórmula da Black Friday que acontece no dia 27 de novembro, última sexta-feira do mês.


Pesquisa divulgada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) revela que 84,1% dos lojistas pretendem oferecer descontos atrativos e que 54,8% dos consumidores aguardam a data para realizar compras e, até mesmo, adiantar a aquisição dos presentes de Natal.


A pesquisa mostra que parcelamento no cartão de crédito será a principal forma de pagamento dos consumidores. Em seguida, aparece débito no cartão de crédito, dinheiro em espécie, à vista no cartão de crédito e boleto.


Com tantas promoções e facilidades, é preciso estar atento às finanças para realizar compras conscientes e não cair na inadimplência.


A economista da CDL/BH, Ana Paula Bastos, analisou os cuidados que os consumidores devem ter com as formas de pagamento preferidas por eles para a data.


Cartão de crédito

“As compras realizadas com cartão de crédito, geralmente, são destinadas a bens de maior valor agregado.


Por isso, é importante pensar no valor da parcela em longo prazo, não somente se ela cabe em seu bolso em um primeiro momento.


Avalie qual o impacto em seu orçamento. Porque em um cenário de inflação, por exemplo, o seu gasto com bens de primeira necessidade irá aumentar, gerando um desequilíbrio em sua renda.


Analise os juros cobrados e, principalmente, pague a fatura total do cartão de crédito. Não entre no rotativo”.


Parcelar ou não?

“O parcelamento é vantajoso para quem possui um bom planejamento financeiro. Por exemplo, se você tem uma quantia guardada ou investida, vale a pena parcelar e não mexer nesse dinheiro, pois, assim você não perde os rendimentos dos juros.


Mas, quem não possui um valor guardado, também pode parcelar. Neste caso, é muito importante ter a consciência de que nas compras desse formato, o valor total é dividido ao longo dos meses e muitas parcelas de pequeno valor, ainda que atraentes em um primeiro momento, não são ideais.


Pois, você estende esse compromisso por muito tempo. Avalie os juros e não se comprometa com parcelas que consumam mais que 30% do seu salário”.


Boleto e dinheiro “O pagamento em espécie é o ideal para quem se planejou financeiramente para a Black Friday.


Assim, você adquire o produto desejado e não fica endividado. Já o pagamento via boleto é muito comum para compras on-line.


Neste caso, fique atento à segurança do site, pois existem muitos endereços maliciosos que captam seus dados na internet e enviam boletos, mesmo que você não tenha comprado nada.


Eles usam esse artifício para captar dinheiro, pois sabem que o consumidor está realizando compras e pode pagar aquele boleto sem perceber”.