CDL/BH quer colocar mil faixas educativas em BH para o combate ao Coronavírus

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) encaminhou à Prefeitura nesta terça-feira, 19, ofício solicitando a autorização para afixar mil faixas na cidade para sensibilizar a população a adotar os procedimentos necessários para combater a disseminação do Coronavírus.


A solicitação foi feita uma vez que o Código de Posturas da cidade permite a colocação de faixas com mensagens de utilidade pública.


O objetivo da CDL/BH é afixar as faixas com mensagens educativas em 50 centros comerciais de maior movimento da cidade.


A ação de comunicação da entidade terá dois focos principais: o incentivo ao uso de máscara e o alerta para evitar aglomerações.


”Conforme a solicitação da própria Prefeitura, queremos engajar ainda mais as pessoas para que adotem comportamentos que ajudam no combate à doença”, destacou o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.


Segundo o presidente da CDL/BH, a entidade já tem feito essa conscientização junto aos setores de comércio e serviços.


“A imensa maioria das empresas está funcionando em um novo formato, principalmente no que diz respeito aos procedimentos para garantir a saúde dos trabalhadores e clientes”, afirma, ressaltando que todos estão devidamente preparados para reabrir suas portas na próxima segunda-feira, dia 25.


Para Souza e Silva, a CDL/BH está totalmente à disposição para colaborar com a Prefeitura para a realização de campanhas educativas.


”Ao respeitar as orientações das autoridades de saúde para o combate à doença, os  setores de comércio e serviços têm dado uma enorme contribuição para que Belo Horizonte hoje esteja entre as capitais com menor índice de casos.


Mas nunca é demais fazer campanhas educativas para conscientizar ainda mais a população”, ressaltou.

ASCOM

CDL/BH