1/2

CDL/BH solicita à Prefeitura retomada do horário normal do transporte coletivo


A reclamação dos usuários do transporte público de Belo Horizonte em relação ao excesso de passageiros, provocada pela redução de frota e horários de circulação, tem sido constante.


Ciente desta situação, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) encaminhou nessa terça-feira, 1º. de dezembro, ofício ao prefeito Alexandre Kalil solicitando a retomada do horário normal de funcionamento.


“Continuamente temos recebido relatos e reclamações de agentes da sociedade civil, trabalhadores e lojistas sobre a oferta insuficiente do serviço. Isso tem provocado aglomerações nos pontos de ônibus e excesso de passageiros nos transportes,  o que aumenta as chances de disseminação do coronavírus”, destaca o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.


Ainda de acordo com Souza e Silva, a solicitação também destaca a proximidade das festividades natalinas quando, costumeiramente, aumenta o número de pessoas circulando nas ruas da capital, especialmente na região central.


“Todo o comércio tem seguido as normas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde. Contudo, a grande maioria dos trabalhadores do setor e também os consumidores utilizam o transporte coletivo.


Com a lotação dos ônibus, essas pessoas estão mais vulneráveis à contaminação pelo vírus. É preciso que haja uma coesão entre os serviços.


Não faz sentido delimitarmos o número de pessoas dentro de uma loja, por exemplo, se os ônibus estão com passageiros em excesso”, finaliza o presidente.

Fonte

Ascom CDL/BH