CEO do Mercantil do Brasil participa do primeiro HUB ODS em MG: Rede Brasil do Pacto Global da ONU



Rede Brasil do Pacto Global da ONU lança o HUB ODS, uma iniciativa inédita no mundo, que busca regionalizar as ações do Pacto


A Rede Brasil do Pacto Global da ONU anuncia o lançamento do HUB ODS, iniciativa que busca acelerar, por meio de parcerias regionais, a busca pelo cumprimento da Agenda de Desenvolvimento Sustentável da ONU até 2030 e seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).


O primeiro HUB ODS será o de Minas Gerais, com lançamento oficial no dia 11 de novembro, em evento on-line, por meio do Zoom (https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_CE85juRuRVyC0TkAqeWhow).


O evento tem o objetivo engajar empresas e organizações que atuam em Minas com a Agenda 2030 e contribuir para o desenvolvimento sustentável do estado.


O Paraná será o segundo estado a participar da iniciativa.


Na oportunidade, o CEO do Mercantil do Brasil, Gustavo Araújo, participará da sessão “Mesa Redonda Lideranças” que vai reunir CEOs de empresas e organizações mineiras, ou que possuem forte presença em Minas Gerais, para debaterem a contribuição empresarial diante dos principais desafios relacionados a Agenda 2030 no estado.


Gustavo Araújo vai debater sobre os desafios para que o estado de Minas Gerais alcance os ODS, como as empresas da região podem contribuir neste sentido, o contexto de pandemia como um “acelerador” de agendas de sustentabilidade, a importância de uma rede de líderes e de empresas para a busca do cumprimento dos ODS no estado, entre outros assuntos.


O HUB ODS Minas Gerais será implementado em parceria com a Rede Desafio 2030, que foi criada em 2019 por empresas e organizações sediadas no estado para troca de experiências e atuação colaborativa para acelerar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na região.


Os HUBs ODS da Rede Brasil do Pacto Global são uma importante frente de atuação definida na Estratégia 2030 da iniciativa, como um mecanismo para aumentar sua atuação regional e gerar mais impacto nos ODS por meio do engajamento de empresas e organizações.


Os HUBs terão abrangência estadual e serão operados sob a forma de parceria exclusiva com uma organização local de referência, o que contribuirá com a maior presença de capacitações, ferramentas, iniciativas e projetos da Rede Brasil naquela localidade.