1/2

CEO Sérgio Leite saboreia lucro líquido de R$ 10.1 bilhões da Usiminas em 2021e em Tiradentes.


No restaurante Tragaluz na histórica e elegante Tiradentes, Sérgio Leite e sua mulher Denise saboreiam as delícias da cozinha do icônico restaurante, harmonizando o prato com um belo vinho.


Imagino que tudo com um sabor a mais: o resultado do desempenho da Usiminas, pilotada pelo competente executivo, que traduzindo em números mostra lucro de mais de 10.1 bilhões de reais em 2021.


Detalhe:

Ebitda Ajustado consolidado atingiu R$ 12,8 bilhões no ano; lucro líquido foi de R$ 10,1 bilhões, 679% acima do registrado em 2020


Amante do vinho

Como eu, Sérgio Leite, faz parte da Confraria (informal) dos Amantes do Vinho.


Eu o chamo de "caçador de vinhos."

Sérgio vem colocando o pé na estrada em busca do melhores vinhos brasileiros do Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul e do sul de Minas, São Paulo e Rio.


Desta vez Sérgio andou mais longe, ao Chile e seus maravilhosos Vinhos do Novo Mundo. Bela e acertada escolha.


Degustou um Cabo de Hornos, 14.5 graus, safra de 2007 Reserva Espacial. De dar água na boca, só de pensar.


Busquei na internet

que informa:

"Uma relíquia, o Vinho Cabo de Hornos possui uma produção limitada e foi criado para conhecedores e amantes de um bom vinho, apresentando o melhor sabor das uvas.


Elaborado em terroirs chilenos, com quase 150 anos de tradição, é uma bebida única com aromas intensos e elegantes com notas de cassis, cereja e cedro, unidos a tabaco e café, gerando um paladar concentrado, macio, mineral e persistente.


Prove com massas com molhos consistentes, pratos à base de carnes, caça, cabritos, bisteca fiorentina, ossobuco e queijos fortes."