1/2

Cerca de 745 mil passageiros são esperados no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte em abril.


O presidente da BH Airport, Kleber Meira e Herlichy Bastos, diretor de Operações e Infraestrutura da BH Airport que diz: o aumento do número de voos e passageiros será puxado pelos feriados nacionais.



Movimentação será 5% superior em relação ao mês anterior e feriados nacionais impulsionarão viagens no período

Ao longo deste mês, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte espera receber cerca de 745 mil passageiros, 5% a mais em relação ao mês anterior. Entre voos e decolagens, são estimadas 6,8 mil operações de aeronaves registradas no período, alta de 3% na comparação com março.


A malha aérea segue em expansão no terminal, com ampla conectividade com os estados brasileiros e o mercado internacional.

Para Herlichy Bastos, diretor de Operações e Infraestrutura da BH Airport, o aumento do número de voos e passageiros será puxado pelos feriados nacionais.


"Será um mês em potencial para viagens, dado os feriados de 15 e 21 de abril, Sexta-feira Santa e Tiradentes, respectivamente", diz.

Ainda segundo ele, a flexibilização das regras sanitárias em relação à Covid-19 também deve impulsionar a busca por viagens nacionais e internacionais.


“Cada vez mais, as pessoas estão recuperando a confiança para retomar suas atividades. Contudo, é importante dizer que o uso de máscara continua obrigatório em aeroportos e aeronaves.”

Para atender a demanda, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte anunciou que as companhias aéreas Gol e Azul disponibilizaram voos extras para os feriados.


Os destinos são: Foz do Iguaçu, Congonhas-SP, Campinas, Santos Dumont-RJ, Cabo Frio, Porto Seguro, Maceió e Natal.

No período de 14 a 18 de abril são esperados 129 mil passageiros, com pico de movimentação no dia 14, com cerca de 30 mil passageiros.


Já entre 20 e 25 de abril são esperados 151 mil passageiros, com pico de movimentação no dia 25, com cerca de 31 mil passageiros.

Destinos regulares

Ao todo, o aeroporto se conecta em abril com 40 destinos. São eles: Belém (PA), Barreiras (BA), Brasília (DF), Cabo Frio (RJ), Campinas (SP), Carajás (PA), Comandatuba (BA), Congonhas (SP), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Fortaleza (CE).


Foz do Iguaçu (PR), Galeão (RJ), Guanambi (BA), Guarulhos (SP), Governador Valadares (MG), Goiânia (GO), Ilhéus (BA), Ipatinga (MG), Jericoacoara (CE), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Marabá (PA), Maceió (AL), Montes Claros (MG), Natal (RN).


Porto Alegre (RS), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Salvador (BA), Santos Dumont (RJ), São José do Rio Preto (SP), São Luís (MA), Uberaba (MG), Uberlândia (MG), Vitória (ES), Vitória da Conquista (BA), e os internacionais: Lisboa (Portugal) e Panamá. Ações contra a Covid-19 Mesmo com o avanço do plano nacional de vacinação contra a Covid-19 e a flexibilização das regras sanitárias, o setor de aviação segue em busca de uma retomada gradativa e segura para passageiros, visitantes e comunidade aeroportuária.


No terminal, são colocadas em prática todas as orientações das autoridades de saúde e da Agência de Aviação Civil (Anac) para que as pessoas se sintam seguras para circular pelo aeroporto e para voar.


Há dispensers de álcool em gel em todo o aeroporto, barreiras de proteção nos locais de atendimento aos usuários e adesivos informativos para piso, assentos, banheiros e elevadores. Sobre a BH Airport A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelo Grupo CCR, uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, e por Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça e considerado um dos melhores aeroportos do mundo, além da Infraero, estatal com experiência de mais de 40 anos na gestão de aeroportos no Brasil.