1/2

Confiança do empresário do comércio avança 7,4 pontos em pesquisa da Fecomércio MG



Com a vacinação em curso e o período das festas de fim de ano, empresários iniciaram 2022 mais esperançosos

O otimismo por parte dos comerciantes mineiros permaneceu em alta no primeiro mês de 2022.


O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) registrou, em janeiro, 122,5 pontos contra 115,1 pontos em dezembro do ano passado.


O indicador cresceu 7,4 pontos.

Elaborado mensalmente pela Fecomércio MG, com base em dados coletados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Icec mede a percepção do empresário em relação ao futuro da economia e do comércio.

A Economista da Fecomércio MG, Gabriela Martins, destaca que o aumento do índice é reflexo do avanço da vacinação e do período sazonal que vivencia o setor.


“Essa recuperação se deve às vendas de dezembro e da avaliação que o comerciante faz em relação à variante Ômicron.


Isso porque, mesmo sendo mais transmissível, ela apresenta um índice menor de mortalidade, o que gera mais confiança no empresário.”

Na mesma linha, o Índice de Condição Atual do Comércio (Icaec) e a Expectativa do Empresário do Comércio (Ieec) apresentaram expansão.


O Icaec saiu de 86,8 pontos em dezembro de 2021 para 100,7 pontos em janeiro desse ano, um crescimento substancial, ultrapassando a fronteira de otimismo (acima de 100 pontos).


Já o Ieec, fechou o primeiro mês desse ano com 153,2 pontos contra 147,8 pontos pontuados em dezembro passado.

Em relação aos demais subíndices, vale ressaltar que apenas o Índice de Investimento do Empresário do Comércio (Iiec) registrou queda.


Houve um recuo de 113,6 pontos em dezembro para 110,7 pontos em janeiro. O Iiec é responsável por retratar os planos de melhoria nos estabelecimentos, como ampliação de estoques e do quadro de funcionários.

Confira na íntegra, a pesquisa Icec de janeiro de 2022 da Fecomércio MG