1/2

Decidido!!! O novo presidente da AMM é Marcos Vinícius da Silva Bizarro prefeito de Fabriciano.


O novo presidente da AMM, Marcos Vinícius da Silva Bizarro é médico com especialização em geriatria. Eleição em chapa única. Ele sucede por consenso Julvan Lacerda que fez excelente trabalho à frente da AMM elegendo seu sucessor.

Desejo sucesso ao dr. Marcos Vinícius na sua gestão na AMM.

Antes de se eleger prefeito, atuou pelo SUS durante oito anos no então Hospital Siderúrgica, atual Hospital Doutor José Maria Morais, do qual foi diretor clínico e trabalhou também em algumas unidades de saúde nos bairros da cidade e no município de Timóteo.


Entrou para a política para defender uma causa: lutar pelo Hospital Siderúrgica que encerrou suas atividades por falta de apoio da gestão pública municipal.


Em 2016, se candidatou ao cargo de prefeito de Coronel Fabriciano com apenas 3% de intenções de votos e foi eleito com 47,7% dos votos válidos.


Desde que assumiu o executivo fabricianense, se destacou com uma gestão moderna e corajosa.


Um dos desafios foi incentivar o empoderamento do cidadão de maneira que consiga recuperar sua autoconfiança e que, dessa forma, a cidade passe a ser reconhecida no cenário estadual e nacional com o município em posição de destaque pelos seus 110 mil habitantes e pelos projetos desenvolvidos e em ampliação.


Em 2020, foi reeleito a prefeito de Coronel Fabriciano com 83,75% dos votos válidos.


Dr. Marcos Vinícius é vice-presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), desde 2017 e assumiu este desafio com a meta de resgatar em todos os cenários a posição de destaque da cidade, a “terra mãe” do Vale do Aço, apresentar o que tem de melhor e, simultaneamente, trazer para dentro do município o que encontrar de mais moderno em termos de gestão.


É também presidente do Consurge ( Consórcio Intermunicipal da Rede de Saúde de Urgência e Emergência do Leste de Minas).


Atua ainda como vice-presidente de Tecnologias da Saúde da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e integra a Comissão de Saúde da Confederação Nacional de Municípios (CNM).