Delícias!!! apesar de pandemia Gastronomia junina é destaque em supermercados/padarias de BH

Com pessoas impossibilitadas de ir às festas juninas, setores apostam em aumento no consumo de produtos típicos

A chegada de junho durante a pandemia deixou muitas pessoas decepcionadas com a impossibilidade de comemorar as festas juninas.


As festividades, que têm um lugar especial no coração do belo-horizontino, vão contra as recomendações de isolamento social que ajuda a combater o novo coronavírus.


Mas, como não só de aglomeração é feita uma festa junina, supermercados e padarias da cidade pretendem garantir que a população possa aproveitar, em casa, os diversos quitutes que são a cara dessa época.


Entre caldos, canjicas e doces, o consumidor não precisará se privar das delícias juninas.

A Temporada de Caldos do Verdemar está aberta. São quase 20 sabores de caldos congelados para levar para casa, desde os tradicionais, como feijão, mandioca e moranga com carne seca, até os mais inusitados, como o caldo detox de legumes verdes e o caldo de cenoura com gengibre, que garantem sabor sem sair da dieta.


Alguns dos sabores estão, também, disponíveis já aquecidos para consumo.

Aliar a qualidade com a conveniência é o principal objetivo do supermercado, como explica a gerente de produção industrial da rede, Paula Dias.


“Apesar de a Temporada de Caldos já ser uma tradição do Verdemar, esse ano possui ainda mais importância para os clientes, que querem desfrutar das delícias juninas na segurança de suas casas”.


Os caldos podem ser encontrados em todas as lojas da rede, que recomenda aos clientes irem sozinhos às compras e usando máscaras.

As padarias também apostam na época para movimentar o segmento.


O presidente do Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), Vinícius Dantas, destaca que a oportunidade é valiosa para aumentar as vendas.


“A ornamentação das lojas com o tema de festas juninas, além de fazer bem aos olhos, lembra às pessoas que apesar do momento, existem motivos para comemorar, o que contribui para o aumento da compra de produtos da época”.

Com a flexibilização e abertura de novos setores da economia na capital mineira, levando a um fluxo maior de pessoas nas ruas, a previsão da Amipão é que haja um aumento gradativo no movimento das padarias e, consequentemente, no consumo dos produtos ofertados pelo segmento.


“Estamos confiantes a volta dos clientes para as lojas que, juntamente com a oferta de itens de qualidade, vão propiciar um incremento no faturamento de junho” prevê Dantas.


Fonte:

Interface