1/2

Economia. Gigante do varejo investe em três centros de distribuição em Minas, criando mil empregos.



Via, empresa responsável pelas marcas Casas Bahia e Ponto, vai modernizar CDs em Contagem e construir outro, em Extrema, para atender demandas da companhia

Mais um gigante do varejo do Brasil investe em Minas Gerais para ampliar e melhorar o atendimento a clientes de todo o país.


A Via, dona das marcas Ponto e Casas Bahia, vai investir R$ 36 milhões na modernização de dois centros de distribuição e na construção de outra unidade logística em Minas.


O protocolo de intenções já foi assinado com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, com intermediação da Invest Minas.


A companhia já possui uma das maiores redes de distribuição do país, com 27 grandes centros de distribuição e mais de 500 minihubs, pequenos Centros de Distribuição (CDs). Dois CDs funcionam em Contagem, sendo um deles para atender as lojas físicas. e outro, para o e-commerce.


Com o investimento, a empresa vai modernizar as estruturas existentes e ainda vai construir mais um CD em Extrema, no Sul de Minas, gerando cerca de 1 mil empregos diretos e indiretos nas duas regiões.


A expansão de empresas já instaladas no estado são a prova de que os esforços do Governo de Minas para desburocratizar e facilitar a vida dos empreendedores estão dando resultados na prática, de acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio.


“A consequência dessas iniciativas, fruto da eficiência da política desenvolvida pela atual gestão do governador Romeu Zema, é a transformação de Minas Gerais em melhor lugar para se investir no pais, impulsionando o crescimento econômico regional e contribuindo para a geração de mais emprego e renda para os mineiros”, destaca o secretário.


Forte tendência

O investimento da Via reforça o estado de Minas Gerais como o melhor centro logístico do país.


Aqui já operam outras gigantes como Privalia, Amazon e Mercado Livre. Estima-se que cerca de 20% do e-commerce do país passam por Minas Gerais, e esse número só cresce.


“Acrescentamos mais um ponto estratégico de armazenagem e distribuição de produtos para o e-commerce bem próximo dos nossos principais mercados consumidores que são Minas Gerais e São Paulo.


Nossos consumidores B2C serão atendidos em menos tempo e nossos sellers terão um importante diferencial para os seus negócios em operar com a Via no modelo de fulfillment a partir de Minas.


Vale ressaltar a visão vanguardista do Estado em fomentar esse modelo para expansão de negócios com empregos e mais empresas na região”, destaca o diretor executivo de Logística da Via, Fernando Gasparini.


“A agilidade e a pontualidade são fatores primordiais para os maiores players desse mercado.


Em Minas Gerais, eles têm à disposição um ambiente de negócios mais amigável e com menor burocracia, além de localização estratégica.


Por isso, o nosso estado é hoje o melhor para esse setor de logística, que é um dos que mais cresce no país”, considera o diretor-presidente da Invest Minas, João Paulo Braga.


Embora já tenhamos um fluxo significativo de mercadorias no país, ainda há espaços para crescimento nesse setor, principalmente para empresas que queiram reforçar o atendimento para grandes cidades do Nordeste e do Centro-Oeste de Minas.


“O número de galpões existentes no Brasil equivale à quantidade de estruturas do tipo somente no entorno da cidade de Chicago, nos EUA.


O potencial é gigantesco”, afirma o diretor de atração de Investimentos da Invest Minas, Adriano Carvalho.


Fonte: Sede/MG