FADECIT Projeto inédito!!! “Alfabetização em Idiomas Estrangeiros” Dia 17 de agosto 11:00 da manhã.

Acontecerá na FADECIT o lançamento de um projeto novo e fundamental para impulsionar a melhoria da Educação em nosso país.


Segundo a presidente da FADECIT, Jacqueline Ávila, o projeto que será lançado no dia 17 de agosto, às 11:00

da manhã, é a aplicação de uma tecnologia da lógica métrico-racional.


Sistema inédito, desenvolvido para ALFABETIZAÇÃO EM IDIOMAS ESTRANGEIROS. Essa tecnologia se inicia na língua inglesa, onde o aluno pode ser alfabetizado em um idioma diferente a cada ano.


Diz a presidente: a tecnologia que vamos apresentar possui patente mundial de direitos autorais.


Sua aplicação permite reduzir o aprendizado de outro idioma (inglês), num processo de “ALFABETIZAÇÃO, o que inclui, a FALA, a ESCRITA, a LEITURA e a COMUNICAÇÃO, em um período entre 04 (quatro) a 12 (doze) meses".


Esse sistema explica todo o processo cognitivo na aprendizagem de outro idioma: tratando-se de um processo natural (neuro-linguístico) no qual se busca racionalizar a forma de ensino e aquisição do conhecimento.


Todo esse processo é baseado em um algoritmo que permite calcular o deslocamento de som entre um indivíduo e outro. Esse cálculo, no passado, foi estudado pelo físico Isaac Newton e recebeu o nome de “física orgânica”.


Ainda segundo a presidente da FADECIT, Jacqueline Ávila, este processo que será apresentado na FADECIT é o único que pode, de fato, transformar as escolas privadas e públicas em bilíngues, tornando a aprendizagem (de outra língua) basicamente acessível a todas as pessoas. Como, efetivamente, deve ser.


A Legislação Nacional aborda sobre a Política Nacional de Alfabetização no Decreto nº 9.765, de 11 de abril de 2019.


A agudeza do texto legislativo se encontra na tentativa em combater o analfabetismo absoluto e o analfabetismo funcional.


Nosso sistema vem contribuir nessa missão: "O conhecimento é inútil se não soubermos usá-lo" já disse alguém. É hora, portanto, de começar a transformação que a escola precisa.


Esse projeto e sua tecnologia inédita serão de grande importância para a melhoria da qualidade do ensino público e do futuro do nosso país, por isso, contamos com o financiamento do BNDES - concluiu a presiente da FADECIT, Jacqueline Ávila.