1/2

Foi Top o "Ação & Gestão" da VB com André Giffoni diretor da área digital da Drogaria Araújo.



O tema da live foi " Transformação Digital & Novos Habitos de Consumo."

Durante uma hora e meia, André Giffoni respondeu as perguntas dos jornalistas PCO & GCO e de Erica Rache.


O evento foi ancorado pelo jovem e competente jornalista GCO, tendo como convidado André Giffoni, diretor de Estratégia Digital e Cliente da Drogaria Araujo.


Texto pinçado do blogdopco:

Ele falou da sua trajetória na empresa e de como nesses 20 anos em que passou de estagiário a áreas de logística, vendas, até chegar ao cargo que ocupa hoje.


O que mais o impressiona é que os mesmos valores, cultura e estratégia continuam iguais desde a fundação da Drogaria Araujo, em 1927.


Modesto Carvalho de Araujo já falava naquela época em perfeito serviço de entrega a domicílio. Essa lógica de fazer negócio foi se aperfeiçoando e se adequando às necessidades de seus clientes.


E-commerce

O e-commerce, a aceleração do comércio digital e outras formas de atendimento também cresceram durante a pandemia da Covid-19.


A Araujo pretende chegar até o final do ano com 10% das suas vendas sendo feitas de forma digital e em três anos, chegar a 30%. Segundo André Giffoni, a drogaria Araujo tem como objetivo fazer com que em todas as cidades atendidas pela empresa, a entrega do produto chegue no mesmo dia.


A pandemia também mudou os hábitos dos consumidores. Logo no início da crise, houve uma grande procura por álcool em gel. Depois a preocupação foi com o papel higiênico, devido ao longo período de isolamento e assim a busca por produtos foi se alterando de acordo com as necessidades, até mesmo de gêneros alimentícios como macarrão, que também tiveram seu momento de grande procura.


O prazo de entrega das compras também passou de três horas para uma hora e a expetativa é a de diminuir ainda mais esse tempo. Para André Giffoni é preciso saber priorizar, gerir e ter foco para que as coisas aconteçam.


De olho nas necessidades do cliente

Ele lembra que a Araujo se adequa a necessidade dos clientes em cada uma das cidades atendida por suas lojas, como a aberta em Ouro Preto, ao lado da Universidade, onde Modesto Araujo Neto foi lá para ver os hábitos dos clientes da região.


A loja, diferente de muitas outras, tem cabide, papel e outras necessidades dos estudantes. Em Viçosa, a entrega é feita de bicicleta. Ele entende que a lógica é pensar global e agir local. Quem vai ganhar nesse mercado, segundo ele, é quem tem capacidade operacional e baixo custo.


Érica Rache, gerente do Consumidor da Vivo, também relatou a experiência da Vivo, que tem mais de 10 milhões de clientes só em Minas Gerais e que investe para garantir que a aceleração digital chegue nas cidades onde a operadora atua. Ela disse que a cada mês novas cidades são ligadas com fibra ótica, com o objetivo de levar a melhor experiência para o cliente da Vivo, de forma fácil, inovadora e com encantamento.


O aplicativo da empresa foi desenvolvido para que o cliente tenha acesso a todas as informações e suporte técnico.


O evento teve o apoio da Anglo American, Líder Aviação, Mercantil do Brasil, OAB MG-CAAMG, Tostes & De Paula e Usiminas.