Governador Romeu Zema foi o convidado do “Conexão Empresarial” da VB Comunicação











    Governador Romeu Zema foi o convidado do “Conexão Empresarial” da VB Comunicação dos jornalistas e empresário Paulo César de Oliveira (PCO) e Gustavo César (GCO.


    Evento de casa cheia que reuniu grande parcela do PIB empresarial e político mineiro.


    Para uma platéia atenta, o governador falou sobre seu primeiro ano de governo. Disse que herdou um Estado com seríssima situação financeira. O deficit hoje é de mais de 15 bilhões. Um dos gargalos é a Previdência Estadual que consome 18 bilhões. A dívida de Minas é outro peso negativo, além da Lei Kandir...


    Dentre as medidas que o governador tomou foi demitir 40 mil funcionários da área do Executivo.


    Zema disse que com a adesão de Minas ao Regime de Recuperação Fiscal a situação tem tudo para amenizar os problemas financeiros do Estado. Mas que para isto será necessário vender estatais como a Cemig (que depende aprovação da Assembléia Legislativa).


    13 Terceiro

    O governador disse que aguarda e confia na aprovação dos deputados estaduais do projeto que garante recursos da Codemig para saldar o 13o deste ano. Mas e para os anos seguntes? Eis a questão.


    Zema acredita nas medidas macroeconômicas do governo federal. Destacou ainda a importância que tem a recente aprovação da Reforma da Previdência.


    Zema disse que é a favor de um Estado enxuto. Que governo não pode ter que administrar empresas...


    No almoço anotei as presenças dos secretários: de governo Bilac Pinto, da Fazenda, Planejamento, Agricultura, Sedese e de Comunicação.


    Dos presidentes da Fiemg, Faemg, CDL BH, ACMinas, Cemig, Gasmig, Usiminas, Anglogold, Drogaria Araújo, Instituto Áquila, Solutions, Suggar, Ibram, Sindaçúcar, Instituto Estrada Real...