1/2

Lamento. Morreu em Juiz de Fora, o empresário e carnavalesco José Carlos Passos, o famoso Zé Kodak.

• Zé Kodak tinha 74 anos. Morreu das complicações da Covid. Foi na madrugada deste sábado na Santa Casa de Juiz de Fora, onde estava internado há duas semanas.


• Memória

o empresário José Carlos Passos nasceu em Bicas, mas adotou Juiz de Fora. Na cidade ele abriu sua Loja com artigos fotográficos, que tinha como fornecedora a então poderosa KODAK.


• Caiu no gosto popular e o seu dono Zé Carlos Passos virou o famoso ZÉ KODAK.


• Fã de carnaval criou há 40 anos a famosa Banda Daki, que todo ano abria o Carnaval de Juiz de Fora.

Zé Kodak era o “general da banda.”


• Eu o conhecí nos meus tempos de estudante de jornalismo em Juiz de Fora.

Depois o entrevistei para o jornal Diário Mercantil e Rede Globo JF.


• Detalhe:

a Loja do Zé Kodak ficava e fica na entrada do primeiro prédio a ter escada rolante na Rua Halfeld no centro de JF.

E minha “República” ficava no sexto andar.

Fiquei freguês e amigo do simpático e sempre atencioso Zé Kodak.


• Encontrava-me com ele anualmente na Feijoada do César Romero.


• Lamento profundamente a morte do

boa gente Zé Kodak.


• Meus pêsames à familia.

Na foto:

uma das últimas entrevistas do

empresário Zé Kodak ao jornalista César Romero da TV Tribuna de Minas.