1/2

Lamento. Morreu o Ministro da Corte Internacional de Haia, o mineiro de BH, Cançado Trindade.


Ministério das Relações Exteriores recebeu com enorme pesar a notícia do falecimento em Brasília, hoje (29/05), do professor Antonio Augusto Cançado Trindade, juiz na Corte Internacional de Justiça.


O Brasil perde um de seus mais brilhantes e dedicados juristas. Consultor Jurídico do Itamaraty de 1985 a 1990 e Professor do Instituto Rio Branco entre 1979 e 2009, Cançado Trindade inspirou gerações de diplomatas na defesa do direito internacional.


Foi juiz e presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos, membro da Corte Permanente de Arbitragem e magistrado, eleito em dois mandatos pelas Nações Unidas, da Corte Internacional de Justiça.


Com numerosas obras publicadas e prêmios recebidos, conquistou a admiração de seus pares em todo o mundo.


Ao longo de sua carreira, o Professor Cançado Trindade prestou inestimável colaboração ao Itamaraty, ao Brasil e ao direito internacional. Em sua trajetória, permaneceu fiel a seus ideais e, com determinação incansável, deixou como legado uma maior humanização do direito internacional.


O Ministro de Estado e os funcionários do Ministério das Relações Exteriores, admiradores das qualidades pessoais e profissionais do Professor Cançado Trindade, expressam a seus familiares os mais sentidos pêsames, com a certeza de que a memória do Professor seguirá viva, em suas obras, em suas ideias e em todas as pessoas que inspirou com seu exemplo.


Fonte: blogdotamanini

Brasília.