1/2

NEOOH lança Phygital Art Gallery, projeto de apoio à arte que transforma telas em GALERIA DIGITAL.


CIRCUITO PREMIUM com LEDs de alta definição e grande impacto exibirá trabalhos de artistas e novos talentos, permitindo sua aquisição por NFTs


A NEOOH, líder de Out Of Home em aeroportos e terminais de passageiros no Brasil, dá início neste mês de maio à Phygital Art Gallery.


O projeto tem como objetivo oferecer apoio e gerar visibilidade a trabalhos artísticos que unem os universos físico e digital, além de oferecer à audiência da mídia OOH um conteúdo inspirador e de alta qualidade.


A iniciativa transforma o circuito de telas digitais premium da empresa em uma grande exposição de arte internacional – com oportunidades de interação que vão desde o acesso a uma galeria completa até a aquisição das obras por meio de NFTs (tokens não-fungíveis).


Como mostra inaugural, o projeto apresenta "Pluralidade Intangível", com curadoria artística de Marília Pasculli, uma das principais especialistas em arte digital do Brasil.


“Estamos criando um ambiente que vai muito além da exibição de obras de arte, trazendo visibilidade a artistas e novas possibilidades de gerar valor a esse trabalho, de forma inovadora e inédita no mundo quando falamos de OOH.


Isso reforça dois grandes compromissos da NEOOH: oferecer conteúdo da melhor qualidade para a nossa audiência e gerar soluções para todos os nossos parceiros com a integração, de forma inteligente e eficiente, dos mundos físico e digital”, afirma Leonardo Chebly, CEO da NEOOH.


Já a partir deste mês de maio, as obras selecionadas da Phygital Art Gallery passam a ser exibidas em painéis de LED de alta definição da NEOOH, em um circuito de telas selecionadas que destaquem a grandiosidade das obras.


Ao público, será possível acessar QR codes que oferecem mais detalhes sobre o trabalho e seus autores, além de se inscrever em uma lista prioritária de intenção para aquisição dos NFTs.


As vendas das obras se iniciam nos segundo semestre, quando a Phygital Art Gallery se tornará uma galeria digital ainda mais completa.


Em um ambiente proprietário, todos os trabalhos selecionados pelo projeto estarão compilados e disponíveis para serem apreciados, como numa visita a espaços físicos, junto a informações detalhadas sobre eles e seus autores, além da possibilidade de efetuar as compras por meio de NFTs.


A ideia é dar destaque a versões virtuais, exclusivas e limitadas de obras reais, reforçando o conceito de “Phygital Makers” da NEOOH.


“A meta é não apenas encontrar e dar maior visibilidade aos trabalhos em arte digital fora de espaços culturais pré-estabelecidos, mas gerar uma nova possibilidade de receita para artistas por meio da venda de NFTs das obras”, explica Eduardo Amaral, Head de Criação e Inovação da NEOOH.


Lista plural de artistas

Entre os artistas que integram o projeto da Phygital Art Gallery está André Gola, um dos diretores de arte e de criação mais premiados do mundo na publicidade, atualmente CCO (Chief Creative Officer) da Lew’Lara\TBWA, e ao mesmo tempo reconhecido internacionalmente como artista com seu personagem “Suadinho”.


Somam-se a eles nomes de destaque na cena como Angélica Teuta & Rafael Diaz, Esteban Gutierrez, Fernando Pacheco, Gabriel Zea, Juan Covelli, Marlus Araújo, Matheus Leston, Nicolh Avila, microdosys, Sandro Miccoli, Séfora Rios, Tec Fase, Vamoss & Anastácio, Vigas e Vini Fabretti.


"Enquanto o mundo físico recuou durante a pandemia, o mundo virtual ganhou fôlego e as criações digitais encontraram uma forma de se materializar em códigos criptografados.


A Mostra ‘Pluralidade Intangível’ é um recorte intergeracional da produção artística de artistas latino-americanos, que se encontra na interseção entre o mundo tangível e o digital.


O projeto contribui para desmistificar e tornar o mundo criptográfico acessível a um público transeunte e admirador das artes visuais, além de colecionadores e artistas", pontua a curadora Marília Pasculli.