Novo fôlego!!! + de 100 mil passageiros devem circular pelo Aeroporto Internacional de BH em julho


Novo fôlego!!!

Mais de 100 mil passageiros devem circular pelo Aeroporto Internacional de BH ao longo deste mês de julho.

Estão previstos cerca de 1.400 voos domésticos em julho, alta de 75% em relação ao mês passado, quando esse volume chegou a 800 voos

Ao longo do mês de julho, o setor de aviação ganhará novo fôlego.


No Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, o número de voos previstos é de 1.400, um crescimento de 75% em relação a junho, quando esse volume chegou a 800 voos.


A movimentação de passageiros também tende a dar novo salto e chegar a mais de 100 mil neste mês.


Em junho, esse número fechou em 67,5 mil passageiros circulando pelo terminal.

Antes da pandemia do novo coronavírus, cerca de 30 mil pessoas circulavam diariamente pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte e em torno de 300 voos eram operados por dia entre pousos e decolagens.


A partir de abril, esses números tiveram queda e ocorriam cerca de 15 voos diários entre pousos e decolagens, e em torno de 1.000 passageiros circulavam diariamente pelo terminal.

Para Clayton Begido, gestor de Conectividade e Aviação da BH Airport, o aumento previsto para julho é mais um passo para a retomada.


“Sabemos da apreensão das pessoas em relação à pandemia que estamos vivendo e queremos que os nossos passageiros confiem que voar é seguro, sobretudo no nosso aeroporto.


A aviação segue como o meio de transporte mais higiênico, rápido e seguro que existe. Estamos tomando todas as medidas necessárias para combater e prevenir a doença”, destaca.

Ele ressalta que esse novo fôlego das operações demonstra a confiança das companhias aéreas no potencial do mercado de Minas Gerais.


“Retomamos cinco destinos para o Aeroporto Internacional de BH em julho e temos a perspectiva de retomar outros seis em agosto”, estima.

Ao todo o aeroporto sairá de dez ligações atendidas em junho para 15 ligações em julho.


Os destinos disponíveis serão: Brasília (DF), Cuiabá (MT), Congonhas (SP), Guarulhos (SP), Montes Claros (MG), Santos Dumont (RJ), São Luiz (MA), Uberlândia (MG), Campinas (SP) e Vitoria (VIX). Além de Belém (PA), Porto Seguro (BA), Recife (PE), Salvador (BA) e Galeão (RJ), que retornam em julho.

Ações contra a Covid-19

O país vive um momento preocupante com a pandemia do novo coronavírus e o cuidado com a segurança é prioridade no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte.


No terminal, são colocadas em prática todas as orientações do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


No intuito de evitar aglomerações e ampliar a segurança, a BH Airport, concessionária do aeroporto, reforça a recomendação de somente se dirigir ao terminal, os passageiros e os profissionais da comunidade aeroportuária. Além disso, para circular no terminal é preciso estar de máscara.

Há dispensers de álcool em gel em todo o aeroporto, barreiras de proteção nos locais de atendimento aos usuários e adesivos informativos para piso, assentos, banheiros e elevadores. Com apoio do exército, uma equipe foi capacitada para atuar na descontaminação e higienização de áreas de grande circulação.


Entre as demais medidas já adotadas para o combate à disseminação da Covid-19, também foi reforçada a limpeza e desinfecção das áreas comuns de todo o aeroporto, especialmente dos banheiros.

Para completar, aeroporto também laçou uma campanha de comunicação no intuito de conscientizar passageiros, visitantes e a comunidade aeroportuária sobre a necessidade de higienização das mãos, de manter o distanciamento, isolamento de assentos, uso de máscara e demais atitudes que podem garantir a saúde e segurança de todos.

Sobre a BH Airport

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelo Grupo CCR, uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, e por Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça e considerado um dos melhores aeroportos do mundo, além da Infraero, estatal com experiência de mais de 40 anos na gestão de aeroportos no Brasil, que tem 49% de participação.

Fonte:

ASCOM

BH Airport