1/2

O ex-ministro da Justiça Abi-Ackel foi empossado na cadeira 17 da Academia Mineira de Letras





















ADVOGADO E EX-MINISTRO ASSUMIU A CADEIRA N° 17, QUE JÁ PERTENCEU AOS EX-MINISTROS ALUÍZIO PIMENTA E ABGAR RENAULT E AO MÉDICO EDUARDO DE MENEZES. O discurso de recepção foi feito pelo acadêmico Amilcar Martins Filho. A cerimônia de posse aconteceu na sede da AML sede da AML em BH foi restrita a convidados.

Cadeira 17 O médico Eduardo de Menezes, o desembargador José Antônio Nogueira e os ex￾ministros Abgar Renault e Aluízio Pimenta também já ocuparam a cadeira de número 17. Trajetória vitoriosa Ibrahim Abi Ackel foi eleito para a Academia Mineira de Letras em 31 de agosto de 2020, com 28 votos dos 31 votantes. Péfil

Sobre o novo acadêmico Ibrahim Abi-Ackel Ibrahim Abi-Ackel é natural de Manhumirim, Minas Gerais. Diplomou-se pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro. Ainda como estudante, participou do concurso de monografias patrocinado pela Faculdade e foi agraciado com os prêmios “Revista Brasileira de Criminologia” e “Livraria Freitas Bastos”. Jornalista Foi colaborador permanente da revista “A Cigarra”, dos Diários Associados, responsável pela seção “Uma História Verídica”. Foi também aprovado no concurso público do DASP para o cargo de Inspetor Federal do Ensino Secundário.

Exerceu, por várias décadas, a profissão de advogado, notadamente na área criminal, em que se tornou conhecido pela constante participação no Tribunal do Júri. Foi Procurador Geral da Prefeitura de Belo Horizonte. Foi vereador em sua cidade natal. Depois, desempenhou em três legislaturas sucessivas o mandato de deputado estadual, durante os quais foi Líder da Oposição e, em seguida, Líder do Governo e da maioria parlamentar. Foi o Relator Geral da Constituição do Estado e, entre outras matérias de importância, Relator do primeiro Estatuto do Magistério de Minas Gerais. Foi mais de uma vez escolhido "Deputado do Ano” pelo Centro de Cronistas Políticos de Minas Gerais. Exerceu sete mandatos de deputado federal. Entre 1980 e 1985, foi ministro de estado da Justiça. Em Minas, também exerceu o cargo de Secretário de Estado da Defesa. Condecorações Ibrahim Abi Ackel recebeu as principais condecorações do país e de países estrangeiros. Pertence ao Instituto dos Advogados do Brasil, de Minas Gerais e de Brasília, e ao Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.