1/2

Pandemia transforma comportamento de compra e compromissos financeiros dos belo-horizontinos


Marcelo Souza e Silva, presidente da CDL/BH Pesquisa realizada pela CDL/BH revela que 32% dos moradores da capital são responsáveis por todas as contas da casa. Além disso, a maioria guarda parte do salário e, seis a cada dez pessoas, não receberam educação financeira.

Abaixo mais alguns dados da pesquisa: · 68,8% dos moradores da capital mineira guardam parte do dinheiro que recebem como salário; · dentre os que poupam, a grande maioria (60,5%) opta pela tradicional poupança bancária; · para 64,7% dos entrevistados, o principal motivo para guardar dinheiro são situações de emergência; · para 44%, a necessidade é o motivador para realizar compras; · em uma abertura por gênero, as mulheres (83%) tendem a efetuar mais compras a prazo que os homens (72,2%); · apesar do pouco acesso à educação financeira, sete em cada dez consumidores da capital (77,2%) afirmam avaliar a própria situação econômica antes de realizar compras. Release com a pesquisa anexo e no link https://bit.ly/3gQpMFy

Fonte: Cristina Reis Assessoria de Imprensa

CDL/BH