Ponto de vista do jornalista Paulo César de Oliveira, da VB Comunicação