top of page

Presidente do TJMG, Gilson Lemes, inaugura APAC de Ituiutaba no Triângulo Mineiro.


Presidente também se reúne com juízes para conhecer necessidades da comarca


Apac de Ituiutaba teve inaugurada a nova unidade de regime fechado O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Gilson Soares Lemes, inaugurou na quinta-feira (29/10), a unidade de regime fechado da Associação de Proteção aos Condenados (Apac) de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, a 680 km de Belo Horizonte.

Construída com recursos provenientes de prestações pecuniárias da comarca, a nova unidade tem capacidade para abrigar 30 recuperandos, mas pode ser adaptada para um total de 50 pessoas. Antes da inauguração, o presidente Gilson Lemes se reuniu com juízes da região e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Pela manhã, estiveram com o presidente da Corte Mineira os juízes de Capanema, Eleuza Maria Gomes; de Frutal, Gustavo Moreira; de Santa Vitória, Thales Cazonato e Pedro Guimarães Pereira; de Ituiutaba, Adilson da Silva da Conceição, Silas Dias de Oliveira Filho, Izabel Cristina de Freitas Prudêncio e Roberto Bertoldo Garcia.


OAB

Em seguida, o desembargador Gilson Lemes se reuniu também com os representantes da OAB, Leandro Gonzaga Fernandes, presidente da autarquia local, e Bruno Severino Silva, conselheiro estadual.


Inauguração

De acordo com o presidente Gilson Lemes, mais um passo foi dado para humanizar o cumprimento de pena dentro de um sistema que tem gerado resultados O presidente Gilson Lemes manifestou satisfação de voltar à comarca onde foi juiz criminal. "É uma grande alegria retornar à cidade de Ituiutaba, aqui no Fórum, onde fui juiz criminal por alguns meses, e rever servidores, colegas magistrados e advogados", afirmou.

Em seguida, destacou a importância da implantação do regime fechado na Apac de Ituiutaba. "Desta forma, estamos dando mais um passo para oferecer ao cumprimento da pena um caráter mais humano. É um sistema que tem gerado bons resultados", concluiu.


Participaram também da cerimônia de inauguração o 1º vice-presidente do TJMG, José Flávio de Almeida; o coordenador executivo do Programa Novos Rumos para Assuntos das Apacs, desembargador Armando dos Anjos; o supervisor do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), desembargador Júlio Cezar Gutierrez; o desembargador Ramon Tácio, da 16ª Vara Cível; o presidente da Apac de Ituiutaba, tenente Lúcio Paulo da Paixão; o diretor da Comarca de Ituiutaba, juiz Roberto Bertoldo Garcia.

O juiz titular da Vara Criminal, da Infância e da Juventude e de Precatórios, Silas Dias de Oliveira Filho; a inspetora de metodologia da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (Fbac), Itaúna, Monalisa Pereira da Silva Santos, e o diretor-geral do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG), Rodrigo Machado, representando o secretário de Segurança Pública Mário Lucio Araújo.


Discurso

Em seu discurso, o presidente do TJMG lembrou que esteve na Apac de Ituiutaba em 2013, quando era juiz auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça, na gestão do desembargador Audebert Delage.


"Na ocasião, saí daquela visita impactado pelo modelo inovador e humano que vi. A Comarca de Ituiutaba poderá sempre se orgulhar de estar entre as primeiras, em Minas, a iniciar a aplicação da metodologia", ressaltou o presidente.


O presidente disse que o sistema apaquiano apresenta metodologia inegável de sucesso. "Os recuperandos das Apacs apresentam índice de reincidência criminal de cerca de 15%, contra uma média de 80% no sistema prisional comum, no Brasil", afirmou.


O presidente disse ainda, em seu discurso, que os custos do sistema apaquiano são cerca de 50% menores do que sistema prisional comum. Minas tem


39 Apacs

O presidente disse que Minas Gerais abriga 39 das 54 Apacs em funcionamento no País. "Nosso Estado ocupa hoje a liderança na aplicação da metodologia.


O Judiciário mineiro se orgulha de fazer parte dessa trajetória. Contribuiu, historicamente, para a disseminação e o fortalecimento das Apacs. Ressalto que, manter o apoio à metodologia, é um compromisso da atual gestão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais", enfatizou.


Capacidade

Juiz Silas Dias de Oliveira Filho informou que os detentos começarão a ser transferidos em novembro A nova ala, construída em uma área de 462m², terá capacidade para 30 recuperandos.


Serão cinco alojamentos para seis pessoas. O espaço está equipado com salas de aula, cela íntima, auditório, refeitório, além de um espaço multiuso.


De acordo com o juiz Silas Dias de Oliveira Filho, da Vara Criminal, da Infância e da Juventude e de Precatórios da Comarca de Ituiutaba, os detentos serão transferidos, gradualmente, a partir da primeira semana de novembro.


Ele considera que a implantação do regime fechado é importante para a ressocialização dos recuperandos. Transparência O coordenador-geral do Programa Novos Rumos, o desembargador Armando dos Anos lembrou as origens da Apac de Ituiutaba


O coordenador-geral do Programa Novos Rumos para assuntos das Apacs, desembargador Armando dos Anjos, lembrou que em 2008, a unidade foi chamada de "Apac da transparência", pela saudosa desembargadora Jane Silva. Assim ela se referiu à Apac de Ituiutaba por esta ter sido concebida sem muros.


"Era uma forma de permitir à comunidade local a clara percepção do funcionamento da execução penal através da metodologia apaquiana", afirmou o desembargador.


Segundo ele " a transparência é fundamental à aplicação do método e a verdadeira ressocialização dos recuperandos ali internados".


Na oportunidade, o presidente da APAC de Ituiutaba, Lúcio Paulo da Paixão, agradeceu ao presidente do TJMG, desembargador Gilson Lemes, pela realização do sonho de implantação do regime fechado e também ao seu antecessor na Presidência, desembargador Nelson Missias, que fez a destinação dos recursos à Associação.


Acesse o link com o discurso do presidente Gilson Lemes, durante a inauguração: http://we.tl/t-TG4BORYbBL


Fonte

Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom Tribunal de Justiça de Minas Gerais - TJMG (31) 3306-3920 imprensa@tjmg.jus.br facebook.com/ TJMGoficial / twitter.com/ tjmgoficial

Comments


bottom of page