1/2

Retorno da Orquesta Sinfônica de MG ao palco do Palácio fas Artes em BH foi belo momento pós Covid


O Concerto foi fruto de parceria da Fundação Clóvis Salgado com a Aliança Francesa.


Repertório:

A Orquestra Sinfônica executou:

  1. Concerto número 23 para piano e orquestra de Mozart.

  2. Preludes de Liszt.



O Sexteto Místico executou bela e surpreendente composição do mestre Heitor Villa-Lobos

Meu filho Júlio César, como eu, amantes de música clássica, fomos convidados pelo excelente violonista Celso Faria.