1/2

SESI/FIEMG se junta ao 3º setor para levar comida a quem tem fome Projeto "Unindo forças BH”


• Projeto "Unindo forças BH - Todos contra a fome" tem a meta de distribuir 15 mil cestas básicas na RMBH


• "Quem tem fome, tem pressa", já dizia o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, em 1993.


• De lá para cá, muitas coisas mudaram, mas outras, nem tanto, e entre elas, a desigualdade social, agravada nos últimos tempos pela crise causada pela pandemia da Covid-19.


• Ao todo, Minas Gerais tem cerca de 1,3 milhão pessoas desempregadas e muitas, sem ter como alimentar suas famílias. • Para prestar algum tipo auxílio a essas famílias, a FIEMG, por meio do SESI-MG, é uma das empresas embaixadoras da campanha Unindo Forças por BH- Todos contra a fome. Iniciada no mês de março deste ano, a campanha on-line tem o objetivo inicial de arrecadar R$1 milhão que será revertido em 15 mil cestas básicas que irão atender 40 mil pessoas de 50 comunidades da RMBH. • "As famílias passam por um momento difícil e devido a redução da renda, a fome já chegou a muitos lares", afirma Luciene Araújo, gerente de Responsabilidade Social do SESI.


• "Para amenizar essa situação, a FIEMG se uniu a associação Transforma BH, que com várias outras entidades idealizou o projeto Unindo forças BH - Todos contra a fome, que é uma ação emergencial que fará a diferença nas regiões mais carentes", ressalta a gestora contando que a entidade está mobilizando as empresas para a doação de cestas básicas. • Segundo pesquisa do Instituto Locomotiva e Data Favela, 70% dos moradores de favelas no Brasil enfrentam dificuldades para comprar comida e itens básicos, tendo que contar com doações para alimentar suas famílias.


• "Três em cada quatro brasileiros moradores de favelas já passaram fome durante o período de pandemia", conta Felipe Matos Americano, da associação Transforma BH, pontuando que já se passou um ano desde o início da pandemia e, no Brasil, a situação econômica de várias pessoas, especialmente daqueles que vivem nas comunidades mais pobres, continua a piorar.


• "Por isso criamos o movimento Unindo Forças BH que conta com a participação de 60 organizações sociais, empresas e instituições e que tem o objetivo de colocar comida no prato de quem precisa", explica. • As doações em dinheiro podem ser feitas por pessoas físicas e/ou jurídicas NESTE LINK. Acesse, conheça e participe!


Fonte

Conteúdo - Jornalismo FIEMG - Federação das Indústrias de Minas Gerais 55 (31) 3263-4444 I 7753 I 4555 I 4512 I 4449 jornalismo@fiemg.com.br I www.fiemg.com.br