Turismo. Direto de “Treze Tílias” Sta. Catarina, o Tirol Brasileiro


    Direto de “Treze Tílias”

    Sta. Catarina


    Já estamos em Treze Tílias, o Tirol Brasileiro, no Vale do Contestado, Oeste do estado de Santa Catarina, a 300 km de Florianópolis e também da Fronteira com a Argentina (meio caminho).


    A hospedagem é no tradicional Treze Tilias Park Hotel, um dos melhores desta bela pequena cidade, que nos lembrar uma de nossas preferidas no Brasil, a também europeia Gramado, no Vizinho Rio Grande do Sul


    Até mesmo no Portal de Boas vindas, onde registramos estas Fotos,onde aparecem os casais se jornalistas e amigos Suely e Antônio Claret Guerra e Maeley e Evandro Novak, ele o prestigiado presidente nacional da Abrajet, respeitadíssimo e admirado em Santa Catarina e em todo o Brasil.


    Conheça Treze Tílias


    Conhecida como capital catarinense da escultura em madeira, Treze Tílias se notabiliza e atrai turistas de todo o país, da América e da Europa.


    Do idioma alemão e do dialeto tirolês às comidas, das danças e músicas à arquitetura das casas, tudo em Treze Tílias remete às tradições do Tirol.


    Tudo começou no ano de 1933, período em que o velho continente estava entre meio a guerras, pobreza, destruição, desemprego, falta de alimentos e de recursos formavam o cenário da Europa.


    A saída que alguns países encontraram para acabar com o sofrimento e salvar a população foi a imigração.


    No Brasil, inúmeras cidades foram colonizadas por espanhóis, italianos, alemães fugidos da guerra. Famílias que arriscaram a sorte e mergulharam no desconhecido. Saíram do país de origem para tentar a vida em outro canto.


    Alguns pertences em uma mala e muita coragem para enfrentar o novo desafio: uma terra onde pudessem recomeçar e deixar as imagens da guerra distantes, só na lembrança.


    Preocupado com a situação da Áustria, o então ministro austríaco da Agricultura, Andreas Thaler, desenvolveu um projeto de imigração. Apoiado pelo governo do país, Thaler visitou a América Latina por algumas vezes em busca de um lugar seguro para seu povo.


    Depois de escolher um cantinho em terras brasileiras, o ministro reuniu cerca de 80 pessoas, agricultores em sua maioria e juntos partiram para o novo povoado que chamaram de Dreizehnlinden, Treze Tílias, e assim, nasceu um pedacinho da Áustria no Brasil.


    Na colônia, os imigrantes austríacos mantinham-se unidos, de modo a preservar seus costumes e isso marcou profundamente a cultura do município, que preserva até hoje, fortes características tirolesas e austríacas.


    A partir dos anos 80, a situação começou a se inverter, muitos descendentes de austríacos foram para a Áustria trabalhar para depois retornar e fazer investimentos em Treze Tílias.


    A primeira casa de Andreas Thaler, hoje é o museu histórico do município e a cidade conta com um Vice-Consulado da Áustria.


    Atualmente Treze Tílias é destaque estadual nos setores do agronegócio, na indústria, comércio, setor lácteo e no turismo, figurando nas primeiras posições no ranking de índices econômicos e sociais, tendo uma das melhores rendas per capita de Santa Catarina.