1/2

Usiminas comemora elevação de sua nota de crédito pela Standard & Poors.


Usiminas

Após surpreender o mercado com resultados acima das expectativas em 2020, a Usiminas comemora agora a elevação de sua nota de crédito pela Standard & Poors, uma das principais agências internacionais de avaliação de risco.


• Na escala global, a nota da companhia passou de B+ para BB- com perspectiva estável. Já na escala nacional, a Usiminas saiu de brAA para brAA+, também com perspectiva estável.

• No relatório divulgado pela S&P, os analistas destacam a posição de dívida favorável, o bom nível de caixa e a perspectiva de investimentos na melhoria de sua eficiência operacional, sem a necessidade de endividamento.


• O presidente da Usiminas, Sergio Leite, avalia que as novas notas reforçam a confiança dos mercados no trabalho que vem sendo desenvolvido pela Usiminas.


• “Já em 2019, fizemos um movimento forte de renegociação de dívida e, logo no início da pandemia, tomamos as ações necessárias para adequação da operação da companhia à demanda.


• Isso, somado ao empenho das nossas equipes, permitiu que a Usiminas estivesse pronta para atender a demanda do mercado tão logo começou a retomada da economia brasileira”, conta.

• A Usiminas fechou 2020 com um Ebtida ajustado de R$ 3,2 bilhões, o maior desde 2008, e um crescimento de 243% no lucro líquido frente ao resultado de 2019.


• Segundo Leite, para 2021, a companhia segue otimista com a perspectiva de crescimento PIB em patamares superiores a 3% e com o crescimento de cerca de 6% no consumo aparente de aço, conforme projeção divulgada pelo Instituto Aço Brasil.

Fonte:

Diretoria Corporativa de Comunicação e Relações Institucionais

Ana Gabriela Dias Cardoso.

Relações com a Mídia Usiminas

LVBA Comunicação